Reflexão crítica

1.053 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reflexão crítica

  1. 1. Ação: Curso de Formação QI – Quadros InterativosEdição: QI_2012_03_MontijoReflexão Crítica Formanda: Sílvia Maria Veríssimo Pinto Condelipes dos Santos Março a Abril 2012
  2. 2. Ação: Curso de Formação QI – Quadros InterativosDuração: 15 hFormador: Susana GomesFormanda: Sílvia Maria Veríssimo Pinto Condelipes dosSantosGrupo: 110 (1º Ciclo)Escola / Agrupamento: Eb1 Novos Trilhos - Atalaia / Agrupamento PoetaJoaquim SerraCorreio electrónico:smvpcs@hotmail.com Reflexão Crítica Nas últimas décadas assistiu-se a um acelerado avanço nas tecnologias deinformação e comunicação. Existindo uma crescente utilização das TIC em salade aula, devido às vantajosas possibilidades, na difusão do conhecimento e dainformação. Assim, esta ação de formação veio de encontro às minhas necessidadese expetativas, tendo sido bastante enriquecedora, na medida em que possibilitou aexploração de várias potencialidades na utilização do quadro interativo emcontexto de sala de aula. Sem dúvida alguma, a utilização do quadro interativo em contexto escolarpermite a transmissão e organização dos conteúdos de materiais de apoio às aulas.Porque possibilita a criação de novas estratégias pedagógicas e metodologiasinovadoras, contribuindo assim para uma maior motivação dos alunos, para umaumento do sucesso escolar, para o aumento da autoestima e colaboração entre osalunos e professor. Vejamos então de que forma: O software Smart Notebook possui várias funcionalidades podendo-sedestacar várias possibilidades, desta forma pode-se escrever com caneta, inseririmagens e conteúdos da galeria, capturar uma imagem, utilizado a máquinafotográfica, fazer hiperligações, fazer um vídeo do ecrã. Possibilita também, aos alunos, a manipulação e visualização de noções dedifícil perceção, facilitando desta forma a aprendizagem e o desenvolvimento dalinguagem.
  3. 3. O professor também poderá utilizar aulas preparadas anteriormente, porexemplo, fazendo projeção de uma ficha de trabalho, com recurso às ferramentasdo software. Sempre que pretenda esconder/ocultar informação por umdeterminado período de tempo, pode utilizar como estratégias os fundos mágicose as figuras ocultas. É bastante fácil salvar e imprimir todas as interaçõesefetuadas no quadro interativo, aumentando a disponibilização de materiais deestudo, bem como a partilha e a reutilização dos diversos recursos produzidos. Étambém possível flexibilizar diversos recursos disponíveis na web. Assim tendo em conta, algumas das várias possibilidades de utilização doQuadro Interativo em contexto escolar, desenvolvi alguns exercícios propostosem parceria com a formanda Lisete Silva.Em síntese, esta ação de formação contribuiu para uma reflexão acerca daspráticas pedagógico-didáticas. Assim, tendo em conta a minha experiênciaprofissional e depois de ter frequentado a ação faço um balanço extremamentepositivo, na utilização do Quadro Interativo em sala de aula, pois permite autilização de metodologias inovadoras e dinâmicas, contribuindo para o sucessoescolar, pois a sua utilização promove práticas que envolvem todos os alunos.Não encontrei desvantagens, na utilização do uso de quadro interativo em sala deaula, muito pelo contrário, pois este promove a inclusão de todos os alunos,incentivando à participação e ao desenvolvimento de trabalho colaborativo entreos alunos. Por fim, é uma tecnologia que dispensa o uso de periféricos,adaptando-se aos alunos, independentemente da sua altura ou mobilidade. A formanda Sílvia Santos Montijo, 18 de Maio de 2012

×