Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01

367 visualizações

Publicada em

descobrimentos Portugueses

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01

  1. 1. Os NAVIOS dos DESCOBRIMENTOS
  2. 2. A Barca ou Barinel
  3. 3. A BARCA ou BARINEL era um navio simples. Era um barco usado no mar MEDITERRÂNEO. Tinha um casco achatado, um ou dois mastros e velas quadrangulares. Homens e animais tinham que se arrumar no convés, pois não havia porão. Protegiam-se do frio e da chuva com panos untados em óleo que ficam como que oleados.
  4. 4. A CARAVELA foi um navio revolucionário. Tinha um casco mais estável por ser mais estreito e fundo, permitindo cortar mais velozmente a água. Por baixo do convés havia um espaço para transportar mantimentos. Na popa havia uma construção de madeira – o castelo - onde trabalhavam e dormiam o capitão e o escrivão. Usava velas triangulares ou latinas que lhe permitia bolinar, podendo assim navegar contra o vento.
  5. 5. Foi com a caravela que os PORTUGUESES descobriram toda a costa ocidental africana e as ilhas.
  6. 6. Os alimentos sólidos eram entregues crus aos tripulantes, mensalmente, devendo ser cozinhados em fogões de bordo e sempre no convés, ao ar livre para evitar incêndios. Os fidalgos e os oficiais tinham direito a terem os seus empregados e cozinheiros.
  7. 7. Não havia a bordo qualquer espaço destinado à higiene. Os homens faziam as suas necessidades num balde, que depois penduravam borda fora para que as ondas se encarregassem da limpeza geral. Também não existia nada que se parecesse com papel higiénico. Para os mesmos fins utilizava-se um cabo (corda), que ia sempre suspenso e com a ponta desfiada dentro de água.
  8. 8. Entre as doenças mais vulgares, a bordo, conta-se o mal das gengivas, ou escorbuto, conhecido pelo mal de Luanda. Isto acontecia porque havia falta de vitamina C na alimentação e porque a alimentação não era fresca.

×