• Curtir
Nervo trigêmio
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Seja o primeiro a comentar
Sem downloads

Visualizações

Visualizações totais
7,452
No Slideshare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0

Ações

Compartilhamentos
Downloads
132
Comentários
0
Curtidas
3

Incorporar 0

No embeds

Conteúdo do relatório

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Nervo Trigêmio – V par craniano Posted on 21/03/2012 [box] O nervo trigêmio, classificado como o V par craniano é considerado o maior nervo do crânio, com características aferentes e eferentes, subdividindo-se em três ramos calibrosos.[/box] Nervo Misto:  Raiz sensitiva (aferente somático): Temperatura, dor, pressão e tato da face  Raiz motora (eferente visceral especial): Mastigação - M.m: temporal, masseter, pterigóideo lateral, pterigóideo medial, milo-hioideo, digástrico (ventre anterior) Inerva: Face, dura-máter, cavidade nasal, dentes, gengiva, língua e músculos da mastigação. [learn_more caption="Do gânglio trigeminal (localização: fossa média do crânio)"] → Nervo Oftálmico – fissura orbital superior;
  • 2. →Nervo Maxilar – forame redondo; →Nervo Mandibular – forame oval [/learn_more] [box]Origem aparente craniana: Fissura orbital superior; forame oval Origem aparente encefálica; região lateral da ponte[/box] Área de inervação do Trigêmio 1 . R A I Z S E NS I T I VA Fibras extereoceptivas: Face, cavidade nasal e bucal, seios da face, globo ocular e meninges Fibras proprioceptivas: ATM, dentes, periodonto, palato duro, músculos da mastigação 2 . R A I Z M O T O R A Músculos da mastigação: Masseter, Temporal, Pterigóides lateral e medial Músculos supra hióideos: Ventre anterior do Digástrico, Milo-hioideo
  • 3. Cavo trigeminal (dura-máter) – seio cavernoso → proteção [box]Um único neurônio não é capaz de ir da periferia (onde capta o estimulo) ao córtex cerebral (onde o estimulo é interpretado), assim temos muitas vezes mais neurônios envolvidos nesse processo que chamamos de via trigeminal.[/box] D I S T R I B U I Ç Ã O P E R I F É R I C A D O N E R V O T R I G ÊM I O 1. Nervo oftálmico (V1) Primeiro ramo do nervo trigêmio – sensitivo É um nervo aferente que inerva:  Frontal;  Couro cabeludo  Seio frontal;  Pálpebra superior;  Mucosa nasal;  Bulbo;  Conjuntiva;  Saco e glândula lacrimal;  Nariz externo;
  • 4. 1ª subdivisão do nervo oftálmico – Ramo Meníngico Antes de exteriorizar-se pela fissura orbital superior (origem aparente craniana), emite o ramo meníngico que inerva a dura-máter. Após passar pela fissura orbital superior divide-se em três ramos: Nervo Frontal; Nervo Nasociliar; Nervo Lacrimal 2. Nervo Maxilar (V2). Forame redondo Segundo ramo do nervo trigêmio – sensitivo O nervo maxilar percorre um curto trajeto e chega na fossa pterigopalatina onde emite outro ramo colateral, o nervo zigomático. Ele é responsável por veicular fibras pós-ganglionares secreto motoras para a glândula lacrimal. 3. Nervo Mandibular (V3). Forame oval Terceiro ramo do nervo trigêmio – possui porção sensitiva e motora Antes de exteriorizar-se pelo forame oval (origem aparente craniana) podemos observar individualmente a porção sensitiva e a porção motora
  • 5. Divide-se em: tronco anterior e tronco posterior, que também subdividem-se em: Anterior:  Tronco Têmporo-massetérico  Tronco Têmporo-bucal Posterior  Nervo alveolar  Nervo lingual A partir do Gânglio Trigeminal, o V par craniano divide-se em trêsramos calibrosos: Nervo Oftálmico (V1) Primeira divisão do trigêmio, o oftálmico emerge na FISSURA ORBITAL SUPERIOR, que se divide em outros trêsramos sensitivos (nervo nasociliar, nervo frontal e nervo lacrimal). *O nervo lacrimal recebe o ramo comunicante do nervo zigomático oriundo do nervo maxilar e que possui fibras secretoras parassimpáticas para a glândula lacrimal. Nervo Maxilar (V2) Segunda divisão do nervo trigêmio, também é sensitivo. Penetra no crânio a partir da fossa pterigopalatina, através do forame redondo. O nervo maxilar (V2) divide-se em: a. Nervo Alveolar Superior Posterior Inerva a polpa e periodonto molares superiores (exceção: 1º Molar Superior, inervando a raiz disto vestibular apenas) b. Nervo infra-orbital – que se ramifica em: i. Nervo alveolar Superior Médio
  • 6. Inerva a polpa e periodonto dos dentes pré-molares e raiz mesio-vestibular do 1º Molar Superior ii. Nervos Alveolares Superiores Anterior Inerva a polpa e periodonto de caninos e incisivos superiores do mesmo lado iii. Nervo Palatino Transmite a sensibilidade proveniente da mucosa do palato duro desde a região de canino até o limite anterior do véu palatino. O nervo palatino maior, dentro do gânglio pterigoideo recebe fibras do nervo nasopalatino. O trajeto do nervo nasopalatino alcança a fossa incisiva, atravessa o forame incisivo e percorre o septo nasal em direção superior e posterior até o teto da cavidade. O nervo palatino maior inerva a MUCOSA dos dentes posteriores através do forame palatino maior, jáo nervo nasopalatino inerva a MUCOSA de canino a canino através do forame incisivo. Nervo Mandibular (V3) Essa porção faz com que o Nervo Trigêmio seja caracterizado como nervo misto, pois possui parte aferente e eferente (sensitivo e motor, respectivamente), seus ramos principais são: S E N S I T I V A a. Nervo Lingual Dirige-se para a língua, concedendo sensibilidade geral aos seus dois terços anteriores. b. Nervo Alveolar Inferior Penetra no forame da mandíbula e percorre o interior do osso pelo canal da mandíbula até o dente incisivo central. Aproximadamente na altura do segundo pré-molar, o nervo alveolar inferior emite um ramo colateral, que é o nervo mental (nervo mentoniano), o qual emerge pelo forame de mesmo nome, para fornecer sensibilidade geral às partes moles do mento. Dentro do canal da mandíbula, o nervo alveolar inferior se ramifica, porém seus ramos se anastomosam desordenadamente para constituir o plexo dental inferior, do qual partem os ramos dentais inferiores que vãoaos dentes inferiores. M O T O R A A parte motora do nervo mandibular inerva os músculos mastigatórios (temporal, masseter e pterigoideo medial e lateral), com nervos que tem o mesmo nome dos músculos.
  • 7. Inerva a polpa e periodonto dos dentes pré-molares e raiz mesio-vestibular do 1º Molar Superior ii. Nervos Alveolares Superiores Anterior Inerva a polpa e periodonto de caninos e incisivos superiores do mesmo lado iii. Nervo Palatino Transmite a sensibilidade proveniente da mucosa do palato duro desde a região de canino até o limite anterior do véu palatino. O nervo palatino maior, dentro do gânglio pterigoideo recebe fibras do nervo nasopalatino. O trajeto do nervo nasopalatino alcança a fossa incisiva, atravessa o forame incisivo e percorre o septo nasal em direção superior e posterior até o teto da cavidade. O nervo palatino maior inerva a MUCOSA dos dentes posteriores através do forame palatino maior, jáo nervo nasopalatino inerva a MUCOSA de canino a canino através do forame incisivo. Nervo Mandibular (V3) Essa porção faz com que o Nervo Trigêmio seja caracterizado como nervo misto, pois possui parte aferente e eferente (sensitivo e motor, respectivamente), seus ramos principais são: S E N S I T I V A a. Nervo Lingual Dirige-se para a língua, concedendo sensibilidade geral aos seus dois terços anteriores. b. Nervo Alveolar Inferior Penetra no forame da mandíbula e percorre o interior do osso pelo canal da mandíbula até o dente incisivo central. Aproximadamente na altura do segundo pré-molar, o nervo alveolar inferior emite um ramo colateral, que é o nervo mental (nervo mentoniano), o qual emerge pelo forame de mesmo nome, para fornecer sensibilidade geral às partes moles do mento. Dentro do canal da mandíbula, o nervo alveolar inferior se ramifica, porém seus ramos se anastomosam desordenadamente para constituir o plexo dental inferior, do qual partem os ramos dentais inferiores que vãoaos dentes inferiores. M O T O R A A parte motora do nervo mandibular inerva os músculos mastigatórios (temporal, masseter e pterigoideo medial e lateral), com nervos que tem o mesmo nome dos músculos.