Droga: O que é isso? Ao longo dos séculos, o termo para descrever a palavra droga sofreu grandes variações. Na Grécia Anti...
Efeitos das drogas sobre o sistema nervoso : Como descrito no quadro anterior, “droga é qualquer substância que, não sendo...
Grupos de drogas. Classificação de acordo com o efeito sobre a atividade do Sistema Nervoso Central.
O exemplo da cocaína, um estimulante. Quando estimulados, os neurônios eliminam dopamina. Como você leu na reportagem da a...
CARACTERIZAÇÃO DAS DROGAS SEGUNDO OS EFEITOS IMEDIATOS (POSITIVOS E NEGATIVOS) E EFEITOS TARDIOS DO CONSUMO CONTÍNUO
 
 
 
O conhecimento é fundamental em todas as ocasiões da nossa vida. Saber sobre como as coisas são e como funcionam ajuda bas...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Drogas outro

1.093 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.093
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
611
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Drogas outro

  1. 2. Droga: O que é isso? Ao longo dos séculos, o termo para descrever a palavra droga sofreu grandes variações. Na Grécia Antiga a droga era denominada “pharmakon” e possuía dupla significação: remédio e veneno. Já o termo “droga” teve origem na palavra “droog” (holandês antigo) que significa folha seca, isto porque antigamente, quase todos os medicamentos eram sintetizados à base de vegetais. Segundo a definição da Organização Mundial de Saúde – OMS, de 1981, que é utilizada até os dias atuais, droga é qualquer substância que, não sendo produzida pelo organismo, tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento. Atualmente, outra definição bastante utilizada nos meios acadêmicos, refere-se a drogas psicotrópicas ou psicoativas, que se define como qualquer substancia capaz de afetar os processos mentais (pensamento, memória e percepção). O termo psicotrópico significa atração pelo psiquismo, e drogas psicotrópicas, são aquelas que atuam sobre nosso cérebro, alterando de alguma maneira nosso psiquismo.
  2. 3. Efeitos das drogas sobre o sistema nervoso : Como descrito no quadro anterior, “droga é qualquer substância que, não sendo produzida pelo organismo, tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento.” Mas, há uma definição para as drogas que atuam diretamente sobre o Sistema Nervoso Central (SNC), chamadas psicotrópicas. De forma resumida, as drogas psicotrópicas podem ser classificadas em três grupos, de acordo com a atividade que exercem junto ao nosso cérebro: drogas depressoras, estimulantes e perturbadoras ou alucinógenas. No quadro 1 estão os efeitos e exemplos de drogas de cada um desses grupos. Por que as drogas provocam esses efeitos? Nós estudamos que as nossas sensações são coordenadas pelo sistema nervoso central. Nele, há neurônios que se comunicam através de neurotransmissores liberados nas sinapses. As drogas psicotrópicas são substâncias não produzidas pelo corpo, mas capazes de agir exatamente nos mesmos locais dos neurotransmissores, ou seja, nas sinapses.
  3. 4. Grupos de drogas. Classificação de acordo com o efeito sobre a atividade do Sistema Nervoso Central.
  4. 5. O exemplo da cocaína, um estimulante. Quando estimulados, os neurônios eliminam dopamina. Como você leu na reportagem da atividade 4, a dopamina é um neurotransmissor que produz prazer em resposta a acontecimentos positivos na vida do indivíduo. Quando a dopamina é eliminada na sinapse por um neurônio, o neurônio seguinte é capaz de reconhecê-la através de receptores especiais. Após o reconhecimento, a dopamina é recapturada pelo neurônio que a eliminou. A cocaína entra nesse sistema impedindo que a dopamina retorne ao neurônio que a eliminou. Esse neurotransmissor, portanto, permanece na sinapse “passando a informação” de prazer e euforia, sem cessar. O uso prolongado da cocaína pode fazer com que o cérebro se adapte a ela, de forma que ele começa a depender desta substância para funcionar normalmente diminuindo os níveis de dopamina no neurônio. Se o indivíduo parar de usar cocaína, já não existe dopamina suficiente nas sinapses e então ele experimenta o oposto do prazer - fadiga, depressão e humor alterado. As drogas depressoras e perturbadoras do SNC também atuam ao nível das sinapses, de diversas formas. Conforme a droga utilizada, haverá diminuição, aumento ou impedimento da ação dos neurotransmissores.
  5. 6. CARACTERIZAÇÃO DAS DROGAS SEGUNDO OS EFEITOS IMEDIATOS (POSITIVOS E NEGATIVOS) E EFEITOS TARDIOS DO CONSUMO CONTÍNUO
  6. 10. O conhecimento é fundamental em todas as ocasiões da nossa vida. Saber sobre como as coisas são e como funcionam ajuda bastante no nosso dia-a-dia, especialmente quando precisamos tomar decisões. Não seria diferente quando se trata de decidir se queremos uma vida saudável ou não, e isso inclui o uso ou não de drogas. As drogas agem especialmente sobre o sistema nervoso alterando o seu funcionamento. Como veremos, o sistema nervoso é responsável pela coordenação de todas as funções do corpo. Suas células são permanentes, ou seja, não são substituídas ao longo da vida como acontece com outros órgãos do corpo humano. Significa, portanto, que o uso de drogas afeta o organismo de forma agressiva provocando danos às vezes irreversíveis.

×