Didatica

596 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
596
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Didatica

  1. 1. DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR PARA EADConceito de Didática: Arte ou técnica de ensinar. A Didática é a parte da pedagogia que se ocupa dosmétodos e técnicas de ensino com intuito de ensinar técnica, um ofício, uma arte. Estáramificada no processo ensino-aprendizagem e inserida na Metodologia para direcionar osmétodos e procedimentos didáticos de um planejamento de aula, unidade e de curso.Articulação entre Metodologia e Didática: Acontece de forma implícita no seio educacional onde o educador deverá adotar umapostura flexível e dialética para o desenvolvimento de diretrizes curriculares que vãodirecionar a matiz dos conteúdos, dos objetivos propostos e da avaliação dos resultadosapresentados. Na práxis, existem educadores que fazem uma excelente articulação com ametodologia e didática, mas existe ainda profissionais que não preocupa com a qualidade doensino, sucateando a sua mão de obra de trabalho, sendo estes profissionais apenas tarefeiro etradicional na transmissão do conteúdo e na relação professor- aluno.Planejamento Educacional: O planejamento tem que ser flexível, dialético e mediar à construção do conhecimento.O planejamento tem que atender a realidade do aluno e buscar uma comunicação interativaentre professor, aluno e tutor. Na Educação a Distância, o planejamento não pode ser burocrático e autoritário,visando apenas a ação do docente e tutor de forma tradicional. O docente e tutor não são osúnicos responsáveis para um planejamento democrático e emancipador. O aluno é peçafundamental no planejamento e a sua interação, produção e construção de múltiplos saberesfaz parte do ideário de planejamento pró-ativo e de qualidade.Plano de Unidade e Plano de Aula: O plano de unidade é um documento menos complexo que o plano de ensino. Elepropõe o planejamento de cada unidade do plano de ensino. O plano de unidade difere do plano de disciplina em relação à especificidade. Osobjetivos são operacionais, isto é, designam clara e precisamente os comportamentosesperados dos alunos. Os conteúdos são muito mais pormenorizados, assim como asinformações sobre estratégias de ensino, recursos auxiliares, bibliografia e estratégias deavaliação. O plano de aula é uma fração ainda menor e mais detalhada de cada tópico da unidade,podendo, também, não ser apresentado pelo professor.
  2. 2. Interdisciplinaridade: A interdisciplinaridade é um elemento de extrema importância no universoeducacional, pois possibilita a interação dos conteúdos usando um tema afim. Esta múltiplavariedade de ações pedagógicas dinamiza a aula e facilidade a aprendizagem e a construçãodo conhecimento científico do universo da pesquisa e do ensino. Na Educação a Distância, a interdisciplinaridade favorece a interatividade entre osmúltiplos agentes: tutor, professor e aluno e possibilita a comunicação e informação dosconteúdos abordados referentes à temática abordada.Sistema de educação à distância: Landim (1997) aponta quatro características necessárias para o sistema de educação àdistância:• o aluno como centro do processo educativo;• o professor como o motivador e possibilitador da aprendizagem cooperativa e interativa noambiente virtual;• a comunicação que pode ser realizada de maneira diversa: através de material impresso,audiovisual, telemática (internet, softwares, CD-ROM, vídeo interativo, hipermídia, entreoutros) e da tutoria mediando o presencial e o virtual;• a estrutura e organização dos materiais, da logística de distribuição de materiais, aosprocessos de comunicação e avaliação, como parte do processo inicial no desenvolvimento deprogramas de ensino a distância.Em relação ao sistema de gestão em EAD, Rumble (2003) utiliza os seguintes elementos:• Planejamento, organização e controle de Novas Tecnologias da Informação e Comunicação;• Concepção e organização de processos administrativos;• Planejamento e execução de sistemas de avaliação;• Controle sobre os problemas nos sistemas de apoio ao estudante;• Organização de recursos humanos, financeiros, contábeis, transporte. Rumble (1993) considere o modelo autônomo/independente melhor do que os modelosmistos e em rede. O referido autor criou um sistema de regulamentações próprias e fortecultura empresarial, onde o sistema EAD deve ter base princípios administrativo deplanejamento (objetivos, estratégias, execução de planos), organização (atribuição de tarefas ecobrança de prestação de contas), direção (motivação, resolução de conflitos, escolha dosmeios de comunicação) e controle (acompanhamento das atividades a fim de detectar ecorrigir desvios acerca do plano). Para Landim (1997), a EAD, mediada por computador, é a modalidade educativapossibilitada pela disseminação de computadores pessoais e pela popularização da Internet. Ela é hoje o principal suporte dessa interação. No Curso à Distância, todas as etapasvisam a tornar o participante cada vez mais crítico em relação a seus desempenhos e a fazercom que consiga construir, de modo autônomo e responsável, as novas competências que sãonecessárias para o bom desenvolvimento. A criação e manutenção de um curso de EAD exigem bem mais do que uma simplesdiscussão do melhor modelo pedagógico ou estrutura curricular, exige um adequado
  3. 3. gerenciamento a fim de se garantir efetivamente o pleno desenvolvimento das atividades doscursos.Tipos de Gestão:• Gestão estratégica - tomada de decisão em todos os níveis dos cursos (objetivos, metas,planejamentos, estratégias, plano de ação, etc.);• Gestão de projetos - elaboração e gestão dos projetos, ficando a cargo da organizaçãoinstitucional, que deve definir o escopo dos projetos, os recursos disponíveis e os prazos;• Gestão da infra-estrutura - refere-se às condições básicas existentes para o funcionamentodo curso (salas, laboratórios, biblioteca, acessibilidade, equipamentos, internet, entre outros);• Gestão de equipe - tem o propósito de atribuir funções, orientar o fluxo de informações,coordenar as interações, acompanhar os processos, garantir boa comunicação e a relação detodos os profissionais envolvidos (tutores, professores, coordenadores, técnicos deinformática, equipe de design e diagramadores, entre outros);• Gestão de processos - refere-se ao conjunto de ações sistemáticas (fatos, tarefas, dados,atividades) que precisam ser mobilizados para manter a rotina. É uma gestão de interaçõescomplexa, pois precisa articular de maneira eficaz todos os envolvidos.Material Didático: Os materiais didáticos na EAD têm um papel fundamental, pois, na maioria das vezes,é o fio condutor do processo de aprendizagem, mediando e permeando toda a interação doaluno com os conteúdos curriculares. O material didático tem como função facilitar e organizar os procedimentosestratégicos no processo ensino e aprendizagem. Portanto, ele deve considerar: para quem éescrito ser claro e coerente com as questões didáticas. Em relação à linguagem utilizada,deve-se apresentar como componente fundamental no processo de mediação dos percursos deaprendizagem dos alunos. Nesse sentido, a linguagem deve ser clara, persuasiva, icônica,além de fundamentar-se em um constante diálogo com os alunos-leitores, os quais precisamdesenvolver uma metodologia de estudo eficaz na EAD. Geralmente, o material didático é publicado em meio impresso, podendo serorganizado em volumes, fascículos, apostilas, pequenos livros, guias de estudos, roteiros deestudo, com o intuito de apoiar o aluno e o processo ensino e aprendizagem na modalidade adistancia.Ferramentas interativas:Ferramentas Assíncronas:• E-mail, que é considerada a ferramenta mais utilizada na Internet e que permite a troca de mensagens e compartilhamento de informações; o envio e recebimento de textos simples,
  4. 4. arquivos de áudio, planilhas eletrônicas, imagens, anexos (arquivos atachados), podendo utilizar dispositivos de segurança para criptografar as mensagens.• Fórum ou Lista de discussão: possibilita a comunicação entre membros de um projeto ou de pessoas interessadas em temas específicos; Podem ser abertas ou restritas a participação de novos indivíduos.• Webblogs ou Blogs é um diário virtual. Sendo a ferramenta mais conhecida e utilizada no contexto educativo;• FTP – file protocolo é disponibilização de arquivos contendo áudio, textos, imagens ou vídeo (MEHLECKE, TAROUCO, 2009).Ferramentas Síncronas:• Chat (Sala de bate-papo), meio com potencial didático a ser estudado, pouco utilizado nas atividades pedagógicas, permite a comunicação síncrona, entre distintas pessoas que se encontram conectada em determinado momento. Estudos na literatura sobre o uso pedagógico do chat ainda são iniciais, a maior parte destes materiais se limitam a assinalar suas características gerais, sem entrar em detalhes sobre suas possibilidades concretas. Assim, faz-se necessário realizar estudos experimentais relacionados com seu uso como ferramenta de comunicação e ferramenta pedagógica gerando aprendizagem e mecanismos de superação das dificuldades e limitações oferecidas no uso do Chat na aprendizagem (MERCADO, 2009).• Videoconferência, que Segundo Santos N. (1998), é uma forma de comunicação interativa que permite que duas ou mais pessoas que estejam em locais diferentes possam se encontrar face-a-face com áudio e comunicação visual em tempo real. Seu uso apresenta uma série de vantagens: economia de tempo, evitando o deslocamento físico para uma local especial e economia, com a redução dos gastos com viagens mais um recurso de pesquisa, já que a reunião pode ser gravada e disponibilizada posteriormente.• Audioconferência, sistema de transmissão de áudio, recebido por um ou mais usuários simultaneamente. Disponibilização de arquivos contendo áudio, textos, imagens ou vídeo. (MEHLECKE, TAROUCO, 2009). A interação entre os indivíduos ocorre através de um canal de áudio onde pode ouvir e interagir; curso, palestra, reunião, entre outros. Canal de texto, pelo Chat em uma sala virtual, onde os participantes podem contribuir com perguntas, opiniões, fazendo suas colocações sem atrapalhar a fala do outro que está falando no momento. Esse tipo de ferramenta tem suas vantagens sobre as outras ferramentas sem precisar de muita sofisticação, permitindo sua real funcionalidade, com um computador com figurações mínimas; caixa de som; microfone ou um headphone; conexão com a internet, mesmo sendo uma linha discada.• Teleconferência é todo tipo de conferência à distância em tempo real, envolvendo transmissão e recepção dos diversos tipos de mídia, com sons e imagens direto de um local.Avaliação:
  5. 5. No vasto campo semântico, a avaliação é polissêmica e provêm do latim a + valereque simboliza atribuição de valores e mérito, delegando valores a alguma coisa. Asubjetividade imperativa da avaliação institui no avaliador uma norma, conduta e um valorcultural. Em relação ao campo educacional, a avaliação é um ato natural que surge no cotidianoescolar, uma ação inerente ao próprio ser humano. Conforme Kraemer (2006), revela osobjetivos de ensino já atingidos num determinado ponto de percurso e também as dificuldadesno processo de ensino aprendizagem. A avaliação poderá acontecer também inserida em um novo cenário educacional. Oensino presencial é substituído pelo ensino à distância alicerçado em uma política tecnológicaampla e moderna que atende aos diversos interesses sociais e culturais. Conforme Almeida (2006), a avaliação em ambientes virtuais pode basear-se naadaptação acrítica dos procedimentos da educação presencial e, muita vezes, podendoempregar as TIC´s para otimizar o controle e o disciplinamento ou para potencializarmudanças que vão além do “como” e focam o “porquê”, “o quê” e “para quem” avaliar. Avaliação em Educação a Distância trata-se de um tema de grande complexibilidade.Essa complexibilidade decorre da “necessidade de se estabelecer rupturas ao modelotradicional de educação e à conseqüente necessidade de criar formas de avaliação, em sintoniacom a dinâmica de nossos tempos” (DUARTE, 2006, p. 68).

×