Gráficos: 10 dicas sobre o que fazer e sobre o que não fazer

671 visualizações

Publicada em

10 dicas para elaboração de gráficos

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
671
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gráficos: 10 dicas sobre o que fazer e sobre o que não fazer

  1. 1. VISUALIZAÇÃO DE DADOS: 10 DICAS SOBRE O QUE FAZER E O QUE NÃO FAZER Alexandre Duarte - http://alexandre.ci.ufpb.br/ensino/iad Slides baseados na apresentação da Angela Zoss: Top Ten Dos and Don’ts for Charts and Graphs
  2. 2. VOCÊ JÁ TEM TODOS OS INGREDIENTES SEPARADOS, LAVADOS E CORTADOS HORA DE COZINHAR!
  3. 3. GRÁFICOS? PARA QUE ELES SERVEM? • Manter a complexidade dos dados que a sumarização estatística pode esconder • Facilitar/agilizar o processamento de características visuais • Aprimorar a memorização da informação
  4. 4. QUARTETO DE ANSCOMBE Propriedade Valor Média de X 9 Variança amostral de X 11 Média de Y 7.50 Variança amostral de Y 4.122 ou 4.127 Correlação entre x e y 0.816 Regressão linear y = 3.00 + 0.500x
  5. 5. QUARTETO DE ANSCOMBE
  6. 6. O QUE FAZER • use todo o eixo numérico • simplifique informações menos importantes • seja criativo com legendas e labels • passe no teste do apertar de olhos • peça a opinião de outras pessoas
  7. 7. O QUE NÃO FAZER • usar efeitos 3D ou de explosão • usar mais do que seis cores • mudar o estilo no meio do caminho • obrigar os usuários a fazerem “matemática visual" • …. ou sobrecarregar os gráficos
  8. 8. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • Evite distorções! 35# 39.4# 40# 39# 38# 37# 36# 35# 34# João# José# 35# 39.4# 40# 35# 30# 25# 20# 15# 10# 5# 0# João# José#
  9. 9. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • E se algumas barras forem muito altas ?
  10. 10. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • Primeira sugestão: Use escala logarítmica • Funciona bem para dados e audiências científicas!
  11. 11. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • Sugestão sugestão: Eixo quebrado • Não faça isso nem para salvar sua vida!
  12. 12. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • Segunda sugestão: Eixo quebrado • Não faça isso nem para salvar sua vida!
  13. 13. O QUE FAZER: USO TODO O EIXO NUMÉRICO • Terceira sugestão: Gráfico de Painel
  14. 14. KISS
  15. 15. O QUE FAZER: SIMPLIFIQUE INFORMAÇÕES MENOS IMPORTANTES Elementos como linhas de grade, nomes de eixos, cores, etc pode ser simplificados para dar mais ênfase ao que é mais importante/relevante/ interessante
  16. 16. USE SUAS PALAVRAS
  17. 17. O QUE FAZER: SEJA CRIATIVO COM LEGENDAS E LABELS • Nomeie as linhas individualmente • Gire as barras se os nomes de categorias são muito longos • Coloque os valores dentro das barras para preservar linhas mais limpas
  18. 18. DÊ UM PASSO PARA TRÁS
  19. 19. O QUE FAZER: PASSE NO TESTE DO APERTAR DE OLHOS “Quando você aperta seus olhos ao ponto de não conseguir ler você ainda consegue entender algo dos gráficos?”
  20. 20. O QUE FAZER: PASSE NO TESTE DO APERTAR DE OLHOS • Quais elementos chamam mais atenção? Quais cores se destacam? • Os elementos estão em equilíbrio? Há uma organização clara? • O contraste, alinhamento e agrupamento estão adequados ao propósito dos gráficos?
  21. 21. ENCONTRE OUTROS OLHOS
  22. 22. O QUE FAZER: PEÇA A OPINIÃO DE OUTRAS PESSOAS • Mesmo que você não deseje fazer um teste de usabilidade completo com seus gráficos, peça a outra pessoa para ver seus gráficos e lhe dar feedback • Você pode se surpreender com o que pode ser confusa ou esclarecedor para outras pessoas
  23. 23. KISS NOVAMENTE
  24. 24. O QUE NÃO FAZER: USAR EFEITOS 3D OU DE EXPLOSÃO Estudos mostram que efeitos 3D reduzem a compreensão. Efeitos e explosão também dificultam a comparação de elementos e o julgamento de áreas.
  25. 25. COLORIR COM CARINHO
  26. 26. O QUE NÃO FAZER: USAR MAIS DO QUE SEIS CORES • Usar categorias de cores que são relativamente universais facilitam a observação de diferenças entre as cores • Quanto mais cores vocês precisar (por conta do maior número de categorias) mais difícil é observar tais diferenças
  27. 27. O QUE NÃO FAZER: USAR MAIS DO QUE SEIS CORES • E lembre-se de que algumas pessoas são daltônicas
  28. 28. O QUE NÃO FAZER: USAR MAIS DO QUE SEIS CORES • Também é importante testar o resultado em escala de cinza
  29. 29. MESMO BAT CANAL MESMO BAT HORÁRIO
  30. 30. O QUE NÃO SE DEVE FAZER: MUDAR O ESTILO NO MEIO DO CAMINHO • Uma das formas mais simples de extrair informação de um gráfico é através de comparações • Nosso sistema visual é muito bom em detectar anomalias em padrões • Devemos tentar manter os gráficos consistentes em uma série para que tais diferenças apareçam mais facilmente
  31. 31. CEGANDO A AUDIÊNCIA
  32. 32. O QUE NÃO SE DEVE FAZER: OBRIGAR OS USUÁRIOS A FAZEREM “MATEMÁTICA VISUAL" • Se o gráfico dificulta o entendimento de uma relação importante entre variáveis é necessário refazer os cálculos e a visualização
  33. 33. TODAS AS MAÇÃS NA MESMA CESTA
  34. 34. O QUE NÃO SE DEVE FAZER: SOBRECARREGAR OS GRÁFICOS • Adicionar informação demais a um único gráfico elimina as vantagens do processamento visual obrigado a leitura de item a item individualmente

×