Complexo regionais brasileiros

506 visualizações

Publicada em

Geografia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Complexo regionais brasileiros

  1. 1. COMPLEXOS REGIONAIS BRASILEIRO Prof: Alano H
  2. 2.  Divisão elabora em 1967 pelo geógrafo Pedro Pinchas Geiger, que dividiu o Brasil em três grandes complexos regionais ou regiões geoeconômicas:  Amazônia  Nordeste  Centro-Sul
  3. 3.  Nessa regionalização desaparecem os limites que separam os estados  O sul do MT e deTO estão agrupados a região Centro- Sul, por causa de suas relações de dependência econômica  O norte de MG compõe o complexo do Nordeste por ser uma área com características econômicas e naturais semelhantes (clima semi-árido e pobreza – inclusive faz parte do Polígono das Secas)  A porção oeste do MA passa a integrar o complexo da Amazônica por sua afinidade econômica extrativista (mata dos Cocais)
  4. 4.  Área – 5 milhões de Km², compreende 58% do território nacional  Além da região Norte do IBGE, abrange parte dos estados de MT e MA  Quadro Natural – clima equatorial, domínio de terras baixas, floresta equatorial e bacia amazônica  Escassamente povoada (baixa densidade demográfica)  Economia baseada no extrativismo mineral e vegetal  Crescimento industrial na Zona Franca de Manaus  Principal reduto de povos indígenas  Problemas de posse de terras e desmatamento  Desde os anos 1960 tornou-se área de fronteira agrícola
  5. 5. ZONA FRANCA DE MANAUS ÍNDIOS
  6. 6.  Área – 1,5 milhão de Km², ocupa 18% do território brasileiro  Quase equivalente ao Nordeste do IBGE (compreende o norte de MG, mas não inclui o oeste do MA)  “Região problema” do país – graves conflitos sociais e econômicos – analfabetismo, mortalidade infantil, desemprego, concentração de rendas e de terras
  7. 7.  1 – MEIO NORTE  2 – SERTÃO  3 – AGRESTE  4 – ZONA DA MATA
  8. 8.  Composto pelo Maranhão e parte do Piauí  Zona de transição entre o Sertão e a Amazônia  Cidade mais populosa – São Luis  Atividades econômicas:  Extração do babaçu e cultura do arroz e do algodão
  9. 9. BABAÇU
  10. 10.  É a maior das sub regiões nordestinas  Ocupada em sua maior parte pelo “Polígono das Secas” – área afetada pelas secas periódicas  Recentemente a irrigação tem favorecido a produção de frutas às margens do rio São Francisco  Atividades econômicas:  Pecuária extensiva de corte  Cultivo de arroz e algodão
  11. 11. GRETAS DE CONTRAÇÃO VEGETAÇÃOXERÓFITA
  12. 12.  Pequena faixa que atravessa de norte a sul os estados do RN, PB, PE, AL, SE e BA  Campina Grande – capital doAgreste  Marca a transição entre a área litorânea (Zona da Mata) e o Sertão  Atividades econômicas:  Policultura comercial  Pecuária leiteira
  13. 13. AGRESTE - PARAÍBACAMPINA GRANDE
  14. 14.  Sub região economicamente mais importante  Ocupa faixa litorânea do RN ao sul da BA  Foi o primeiro local do Brasil a ser povoado  É a área mais populosa e a que concentra duas das três maiores cidades nordestinas: Recife e Salvador  Atividades econômicas:  Cultivo da cana-de-açúcar e do cacau
  15. 15. PERNAMBUCO CANA-DE-AÇÚCAR
  16. 16.  Área – cerca de 2 milhões de Km²  Abrange integralmente os estados do ES, RJ, SP, PR, SC, RS e MS, a maior parte MG e GO, e uma pequena parte deTO e MT  Corresponde às terras das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste  É o complexo mais importante e centro econômico da nação, com mais de 60% da população brasileira  Possui 26 áreas metropolitanas
  17. 17. SÃO PAULO
  18. 18.  Proposta do geógrafo Milton Santos e da professora Maria Laura da Silveira  O Brasil seria dividido em 4 regiões ou 4 “Brasis”  Critério – meio técnico-científico- informacional, isto é, informação e finanças (que estão distribuídas de forma desigual pelo território brasileiro)
  19. 19.  Inclui os estados do AP, RR, RO, AM, PA e AC  Possui baixas densidades técnicas e demográficas
  20. 20.  Semelhante a divisão do IBGE  Primeira região a ser povoada  Possui uma agricultura pouco mecanizada em comparação com outras regiões
  21. 21.  Inclui os estados de GO, MT, MS eTO  Área de ocupação recente  Apresenta uma “agricultura globalizada”, isto é, moderna, mecanizada e produtiva
  22. 22.  Inclui os estados de SP, RJ, ES, MG, RS, PR, SC (regiões Sudeste e Sul do IBGE)  Concentra a maior população, as maiores indústrias, os principais portos, aeroportos, shopping centers, supermercados, as principais rodovias e infovias, as maiores cidades e universidades  Reúne os principais meios técnico-científicos e as finanças do país
  23. 23. - Não constitui uma nova divisão regional do Brasil - É uma nova definição espacial do território brasileiro, feita pelo Ministério do Planejamento em 2001 - Leva em conta as potencialidades socioeconômicas e de infra-estrutura de cada área delimitada - Visa obter maior integração de nosso país e redução dos desequilíbrios sociais e regionais através da criação de renda e empregos em todas as áreas do país
  24. 24.  Busca também identificar obstáculos ao crescimento de determinadas áreas do país e incentivar a participação da iniciativa privada no desenvolvimento econômico e social brasileiro  Foram definidos 9 eixos de integração e desenvolvimento
  25. 25.  A Região Sudeste ou Rótula exerce o papel de articuladora entre as demais regiões  Seu papel é de integrar os demais eixos, portanto não deve ser considerada como eixo  Conta com 38% da população do país, 70% do PIB e o mais alto grau de urbanização
  26. 26.  A criação de novos estados ou anexação de estados depende de 3 fatores:  Liderança política  Regionalismo  População favorável

×