Si lp 2º ano 1

113 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
113
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Si lp 2º ano 1

  1. 1. A quinta papeis.blogs.sapo.pt A Professora Aldina prometeu uma novidade aos(às) alunos(as) do 1º ano para a hora da escrita criativa… O Espantalho Conversador conseguiu quem lhe escrevesse uma carta para a Menina Primavera, contudo pingos de chuva vieram e danificaram-na… problema é que os meninos do 1º ano não podem completá-la, pois ele acrescenta sempre a classificação das palavras, o género e o número… que grande complicação! Ajuda o Espantalho Conversador a resolver o seu problema para que os meninos da Professora possam ler a carta e responder-lhe. Colégio Letrinhas Nome: _________________________________________________________ OProfessor: ___________ Data _____________ Observações do Professor:_______________ OEnc. Educ.:___________________ 2º ano de escolaridade – 1º ciclo – Ensino Básico Situação de integração de Língua Portuguesa 1 – 3º Trimestre Ano letivo 2014/2015 Maria Primavera e Espanta-pardais Olhou, olhou, espreitou devagar como se fosse um girassol e qual não foi o seu espanto ao ver, sentada num molho de trigo, uma menina, linda como a madrugada. Tinha cabelos verdes e dourados soltos pelas costas. Os olhos eram dois bocadinhos de noite, a rir, a rir e com muitas estrelas lá no fundo. E disse a menina: – Então não me conheces? – Não. Nunca te tinha visto. – Eu chamo-me MariaPrimavera.Evenhoaqui,àtuaseara,todososanos.Mas…porque estásassim a olhar-me dessamaneira?Tenhocara de sapo?E o Espanta-pardais,quase amedo,gaguejando de admiraçãoe ternura: – És tão bonita,Maria Primavera!Éstão bonita! Ésa coisa maislindaque eu vi até agora. Maria Rosa Colaço, Espanta-pardais, 2.a edição, Vega, 2006.
  2. 2. Quinta das Flores, 20 de Maio de 2015 Querida amiga Primavera, Espero que estejas bem, pois eu estou bastante razoável, ainda que cheio de trabalho, mas confesso-te que continuo com o vício de classificar morfologicamente as palavras de me atraem! Quero dar-te novidades sobre a minha nova (_____________, ___________, ____________) quinta… é um (_____________, ___________, ____________) lugar fantástico (_____________, ___________, ____________)! Aqui vivem os animais mais saudáveis (_____________, ___________, ____________) dos arredores. O Sr. José e a Dona Maria (_____________, ___________, ____________) são os (_____________, ___________, ____________) donos mais simpáticos que conheço. Vivem um dia de cada vez! O gato amarelo é um preguiçoso, mas nem por isso a carinhosa (_____________, ___________, ____________) senhora deixa de lhe servir um bom prato redondo (_____________, ___________, ____________) de leite… e o porco rosa, um desenvergonhado (_____________, ___________, ____________)… dão-lhe uma água (_____________, ___________, ____________) limpa e ele rapidamente a suja, banhando-se nela. A Alice, a filha do casal, gosta de ordenhar a (_____________, ___________, ____________) vaca mimosa, irmã (_____________, ___________, ____________) de umas (_____________, ___________, ____________) vacas vaidosas (_____________, ___________, ____________) e perigosas (_____________, ___________, ____________) que já me tentaram devorar por mais do que uma vez. Vivo aqui feliz e contente (_____________, ___________, ____________), uns dias acompanho as (_____________, ___________, ____________) atividades da família (_____________, ___________, ____________), outros dias tenho de estar concentrado nos corvos (_____________, ___________, ____________) que querem devorar as culturas - as couves verdes (_____________, ___________, ____________), os brócolos (_____________, ___________, ____________) viçosos, uns agriões pequenos (_____________, ___________, ____________), as uvas apetitosas (_____________, ___________, ____________) que espreitam por entre uma videira (_____________, ___________, ____________) velha… acreditas que até uns (_____________, ___________, ____________) girassóis debilitados (_____________, ___________, ____________) eles querem atacar? São umas aves (_____________, ___________, ____________) perigosas! O amigo que está a escrever a carta já está cansado, por isso despeço-me. Forte abraço Teu amigo Espantalho (_____________, ___________, ____________) Conversador

×