A rainha que não sabe avaliar!

4.502 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
285
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A rainha que não sabe avaliar!

  1. 1. Era uma vez...(Adaptado de PATTON, Michael Quinn. Utilization-Focused Evolution. Londres: sage Pub,1997, p. 45 – 46) Uma rainha que vivia em um grande castelo. Ela tinha uma varinha mágica que fazia as pessoas bonitas ou feias, alegres ou tristes, vitoriosas ou fracassadas. Como todas as rainhas, ela também tinha um espelho mágico. http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  2. 2. Um dia, querendo avaliar sua beleza, inteligência e soberanidade, ela perguntou ao espelho: Espelho, espelho meu, existe alguém mais linda, inteligente e apesar da egocentricidade, mas querida do que eu? http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  3. 3. Minha rainha, conversando com uma professora aprendi que os tempos estão mudado. Sua pergunta, precisa ter uma holística visionaria, uma vez que não é uma resposta assim tão simples. Hoje em dia, para responder a sua pergunta eu preciso de alguns elementos mais claros. O espelho olhou bem para ela e respondeu: http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  4. 4. - Veja bem! - respondeu o espelho - Em primeiro lugar, preciso saber por que Vossa Majestade fez essa pergunta, ou seja, o que pretende fazer com minha resposta. Pretende apenas levantar dados sobre seu “ibope” no castelo? Pretende examinar seu nível de beleza e inteligência comparando-o com o de outras pessoas, ou sua avaliação visa ao desenvolvimento de sua própria beleza e inteligência, sem nenhum critério externo? É uma avaliação considerando a norma ou critérios predeterminados? De toda forma, é preciso, ainda, que Vossa Majestade me diga se pretende fazer uma classificação dos resultados. http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  5. 5. Furiosa com as argumentações do espelho, a rainha não sabia o que dizer. Só lhe ocorreu perguntar: -Como assim? -Como ousa contestar minhas vontades? Você sabe que mesmo estando errada, estou sempre certa, pois tenho poder! http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  6. 6. E continuou o espelho: -Além disso, eu preciso que Vossa Majestade me defina com que bases devo fazer essa avaliação. Devo considerar o peso, a altura, a cor dos olhos, o conjunto? Quem devo consultar para fazer essa análise? Por exemplo: se consultar somente os moradores do castelo, vou ter uma resposta; por outro lado, se utilizar parâmetros nacionais, poderei ter outra resposta. Entre a turma da copa ou mesmo entre os anões, a Branca de Neve ganha estourado. Mas, se perguntar aos seus Conselheiros, acho que minha rainha terá o primeiro lugar. http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  7. 7. Depois, ainda tem o seguinte – continuou o espelho: Como vou fazer essa avaliação? Devo utilizar análises continuadas? Posso utilizar alguma prova para verificar o grau dessa beleza? Utilizo a observação? Ou, simplesmente por sentir-me acuado posso omitir os fatos e responder de forma mentirosa, só para sustentar uma inverdade. http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  8. 8. Será que estou sendo justo? Tantos são os pontos educacionais a considerar que não posso avaliar sem os critérios objetivos, específicos e envoltos de uma pedagogia fincada em bases educacionais coesas.... Finalmente, concluiu o espelho: http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO
  9. 9. NA EDUCAÇÃO SE AVALIAR É PRECISO, DEVEMOS COMPREENDER QUE É PRECISO ASSEGURAR A APRENDIZAGEM DE FORMA QUE A AMPLITUDE EDUCACIONAL POSSA DESENVOLVER HABILIDADES, DO CONTRARIO, IREMOS CRESCER UTILIZANDO O ESPELHO DA VIDA SOMENTE PARA SATISFAZER NOSSOS DESEJOS. EM TUDO NA VIDA HÁ UM OUTRO PONTO DE VISTA, ONDE SE DEVE USAR DOS PESOS E DUAS MEDIDAS EXATAMENTE IGUAIS, PARA QUE A AVALIAÇÃO SEJA HONESTA. OLHAR UM CONTEXTO DE DIFERENTES ÂNGULOS É PRECISO PARA NÃO HAVER INJUSTIÇAS EDUCACIONAIS. http://simonehelendrumond.blogspot.com adaptado de ARICÉLIA RIBEIRO DO NASCIMENTO

×