Angiosperma

326 visualizações

Publicada em

origem da palavra, partes da planta (raiz,caule e folha)

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Angiosperma

  1. 1. RAIZ, CAULE E FOLHA
  2. 2.  A palavra angiosperma vem do grego angeion, que significa “bolsa”, e sperma,”semente”. São as únicas plantas com sementes encerradas no interior de uma “bolsa”, que é o fruto.
  3. 3.  As angiospermas produzem raiz, caule, folha, flor , semente e fruto. A grande novidade apresentada na estrutura são as flores e os frutos.  As flores são coloridas e perfumadas, além disso produzem um liquido açucarado chamado de néctar e é delas que são produzidas as sementes e os frutos.  Os frutos contém as sementes, protegem-nas e auxiliam na dispersão na natureza. Alguns são suculentos e outros são secos.  As sementes podem ser germinadas e formar novas plantas.
  4. 4.  As angiosperma foram subdivididas em dois grupos: as monocotiledôneas(Grupo de vegetais cuja principal característica é a manifestação de apenas um cotilédone compondo a semente)  dicotiledôneas(Grupo de vegetais contendo dois cotilédones envolvidos pela semente).  Cotilédone → Substância de reserva energética transferida ao desenvolvimento do embrião durante a germinação.  São exemplos de monocotiledôneas: capim, cana,milho,arroz,trigo,aveia,cevada,bambu,centeio,lírio,alho,cebola, banana,bromélias e orquídeas.  Dicotiledôneas: feijão,amendoim,soja,ervilha,lentilha,grão-de bico,paubrasil,ipê,peroba,mogno,cerejeira,abacateiro,acerola.
  5. 5.  São os órgãos que fixam as plantas terrestres ao solo(ou em outro substrato) e absorvem água e sais minerais disponíveis no ambiente.
  6. 6.  Tuberosas: Armazenam grande quantidade de substâncias nutritivas e, assim, atuam como órgãos de reserva nas plantas em que ocorrem. Ex.:cenoura,beterraba,mandioca,batata- doce  Sugadoras: são raízes de plantas parasitas que penetram no caule de uma planta hospedeira, sugando-lhe a seiva.ex.: erva-de- passarinho,cipó-chumbo.
  7. 7.  Respiratórias: também chamadas pneumatóforos,são verificadas em certas plantas que se desenvolvem em locais alagadiços, como manguezais, em que o solo é pobre em oxigênio.
  8. 8.  O caule possui vasos que conduzem a seiva bruta das raízes até as folhas. Outros tipos de vasos distribuem pelo corpo vegetal os nutrientes orgânicos produzidos nas folhas; esses nutrientes orgânicos encontram-se dissolvidos em água, formando uma solução nutritiva denominada seiva elaborada ou orgânica.  A seiva bruta é transportada pelos vasos lenhosos. Já a seiva orgânica é conduzida pelos vasos liberalinos.
  9. 9.  Gema apical é responsável pelo crescimento em altura do caule.  Gema lateral podem formar ramos, folhas e flores.  Nó é a região onde surgem as gemas laterais.  Entrenó é a região compreendida entre dois nós.
  10. 10.  Caules aéreos: crescem acima da superfície do solo.  Tronco: caule resistente e ramificado.  Ex.:mangueira,jacarandá, Seringueira e eucalipto. Colmo: apresenta nós e entrenós bem evidentes. Ex.:Bambu,cana e milho.  Estipe : não apresenta ramificações e tem folhas situadas na região apical.  Ex.: coqueiro e palmeira.
  11. 11.  Caules subterrâneos: crescem sob o solo. Ex.: rizoma, tubérculo e bulbo.  Rizoma : desenvolve-se horizontalmente sob o solo.ex.: bananeira e gengibre.  Tubérculos : são ricos em substâncias nutritivas, como é o caso da batata comum.  Bulbos: são globosos. Apresentam raízes na parte inferior e na parte superior, folhas modificadas.
  12. 12.  Limbo : é a região em forma de lâmina. Apresenta nervuras que conduzem a seiva,estômatos(células epidérmicas) e ostíolos(comunicação entre o interior da folha e o ambiente externo)
  13. 13.  Pecíolo :é a haste que sustenta a folha e a prende ao caule ou ramo.  Bainha :é uma dilatação do pecíolo que permite a inserção da folha ao caule ou ramo.
  14. 14.  Fotossíntese é o fenômeno em que a planta produz o seu alimento.  O gás carbônico penetra nas folhas pelos estômatos. A água é absorvida pela raiz e conduzida até as folhas pelos vasos lenhosos.  Nas folhas, a clorofila absorve a energia solar, formando moléculas de glicose e gás oxigênio.  Parte da glicose é utiliz ada como combustível pelas células fotossintetizantes e parte é exportada para as demais regiões da planta por meio da seiva orgânica. O oxigênio é liberado para o ambiente ou ainda utilizado na respiração da planta.
  15. 15.  É o processo de eliminação de vapor de água para o ambiente. Ela ocorre principalmente nas folhas e contribui para a manutenção nesses órgãos de temperatura em níveis adequados para a vida.  Tal processo ocorre com mais freqüência nos dias quentes e com umidade baixa do ar.Nessas condições, a maior parte da água absorvida do ambiente pela planta, e que chega até as folhas, evapora-se. Então ocorre a transpiração, a água em forma de vapor é eliminada para a atmosfera.
  16. 16.  Algumas plantas apresentam folhas modificadas como forma de adaptação ao desempenho de suas funções.  Brácteas : são folhas geralmente coloridas que protegem as flores.
  17. 17.  Nas laranjeiras, os espinhos são ramos modificados, já nos cactos, os espinhos são folhas modificadas.  Nos cactos, o caule é quem realiza a fotossíntese.  Folhas insetívoras:são estruturas adaptadas à captura e ingestão de pequenos insetos e outros animais pequenos, isto ocorre por elas viverem em solos pobres de nutrientes, além disso estas plantas realizam fotossíntese.

×