Língua portuguesa1 pre enem

583 visualizações

Publicada em

adjunto adnominal X complemento nominal

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
583
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Língua portuguesa1 pre enem

  1. 1. Língua Portuguesa
  2. 2. Adjunto Adnominal – Complemento Nominal Complemento nominal - É imprescindível para o sentido da oração estar completo. Ex.: "João ficou à disposição". A pergunta inevitável é: de quem? A resposta (da empresa, da Justiça, da família, etc.) é um complemento nominal, porque completa o sentido de um nome (à disposição). Adjunto adnominal - É termo acessório e determina ou qualifica nome substantivo. Pode ser retirado sem prejuízo do sentido geral do texto: " O pai de João viajou".
  3. 3. Exemplos: <ul><li>Devemos obediência a nossos pais . </li></ul><ul><li>É preciso que sejas útil à comunidade . </li></ul><ul><li>A sua sorte é diferente da de toda gente . </li></ul><ul><li>Os dedos do garoto estão muito sujos. </li></ul><ul><li>A estante da sala está repleta de livros . </li></ul><ul><li>Os olhos estavam cheios de luz . </li></ul><ul><li>Tenho necessidade da casa . </li></ul><ul><li>O jardim da casa é grande. </li></ul><ul><li>Nós moramos longe do trabalho . </li></ul><ul><li>A porta da geladeira está aberta. </li></ul>CN CN CN AA AA / CN CN CN AA CN AA
  4. 4. Aposto - Vocativo Aposto é o termo que, acrescentado a outro termo da oração, explica ou esclarece o sentido de um nome; aparece geralmente separado por vírgulas ou depois de dois pontos. O aposto pode ser: - explicativo: Alexandre, presidente do clube, fez a premiação. - enumerativo: Tocaram duas músicas: um samba e um forró. - recapitulativo (resumidor): Os atabaques, os tamborins, as cuícas, tudo ficou lá. - comparativo: “A inflação, monstro devorador dos salários, é sempre uma ameaça...” - especificativo (esse tipo não se separa por pontuação do nome a que se refere): A escritora Lygia Fagundes Telles lançou mais um conto. Vocativo é um termo descolado sintaticamente da oração, não pertence nem ao sujeito, nem ao predicado. Ele serve para invocar o receptor da mensagem. Ex: “... a vida, Luzia, dura só um dia.” (João de Barro)                       vocativo

×