SlideShare uma empresa Scribd logo
Fan Page
@focanahistoria.com
www.focanahistoria.com
Instagram
@profvaguito
PROJETO:
O QUE É O ENEM?
PROF. VAGNER MORAES
Prof. Vagner Moraes
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO (ENEM).
• EXISTE DESDE 1998.
• ANTES O OBJETIVO ERA APENAS AVALIAR O DESEMPENHO
DOS ESTUDANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA.
• EM 2009 PASSOU POR GRANDES MUDANÇAS E DESDE ENTÃO
ATUA EM NOVO FORMATO.
• O EXAME É EXIGIDO NOS PROCESSOS SELETIVOS DA MAIORIA
DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DO ENSINO SUPERIOR NO
BRASIL.
O ENEM
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA.
• PLATAFORMA DO MEC ONDE AS UNIVERSIDADES PÚBLICAS OFERECEM AS VAGAS.
• ESTUDANTE QUE PARTICIPOU DO ENEM E OBTEVE NOTA ACIMA DE ZERO NA
REDAÇÃO.
• AS OPÇÕES DE CURSO PODEM SER MUDADAS ATÉ O ÚLTIMO DIA DE INSCRIÇÃO.
O SISU
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• PROUNI
• O PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS (PROUNI).
• BOLSAS DE ESTUDO INTEGRAIS E PARCIAIS.
• FIES
• FINANCIAMENTO
• RENDA FAMILIAR MENSAL BRUTA, POR PESSOA, DE ATÉ DOIS E MEIO
SALÁRIOS MÍNIMOS;
• TENHA PARTICIPADO DE ALGUMA DAS EDIÇÕES DO EXAME NACIONAL DO
ENSINO MÉDIO (ENEM) A PARTIR DE 2010 E OBTIDO NOTA MÍNIMA DE 450
PONTOS NA MÉDIA DAS PROVAS E NOTA NA REDAÇÃO SUPERIOR A ZERO
PROUNI e FIES
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
ALGUNS DETALHES DO EDITAL
• AS INSCRIÇÕES : DAS 10H00 MIN DO DIA
09/05/2016 ÀS 23H59MIN DO DIA 20/05/2016,
• APLICAÇÃO DO ENEM 2016 : APLICAÇÃO DO
EXAME 5 E 6 DE NOVEMBRO.
• ABERTURA DOS PORTÕES 12H00MIN
• FECHAMENTO DOS PORTÕES 13H00MIN
• INÍCIO DAS PROVAS 13H30MIN.
• USAR SOMENTE CANETA ESFEROGRÁFICA
PRETA E FEITA COM MATERIAL
TRANSPARENTE.
• ETC.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
FORMATO ATUAL
 180 questões de múltipla escolha + redação;
 São 4 grandes área de conhecimento;
 Serão 45 questões para cada área de conhecimento;
 História, Sociologia, Filosofia, Geografia, Química,
Física, Biologia, Português, Literatura, Artes, Educação
Física, Língua Estrangeira (inglês ou espanhol) e
Matemática.
 4 horas e 30 minutos no sábado;
 5 horas e 30 minutos no domingo;
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
GABARITO
OS GABARITOS DAS
PROVAS OBJETIVAS SÃO
DIVULGADOS NO SITE DO
INEP ATÉ O TERCEIRO DIA
ÚTIL APÓS AS PROVAS.
O RESULTADO INDIVIDUAL
DOS ALUNOS NO ENEM
SEMPRE SAI NO ANO
SEGUINTE.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• A MAIORIA DAS FACULDADES DISPONÍVEIS PELO SISU ADOTA A MÉDIA
DAS 5 NOTAS (4 GRANDES ÁREAS DE CONHECIMENTO + REDAÇÃO);
• ALGUMAS INSTITUIÇÕES PODEM ADOTAR PESOS DIFERENCIADOS PARA
AS PROVAS DO ENEM;
• COMO AS INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES PODEM ATRIBUIR PESOS
DIFERENTES OU BÔNUS NAS PROVAS PARA CADA CURSO, A NOTA DO
CANDIDATO PODE VARIAR DE ACORDO COM OS PARÂMETROS
DEFINIDOS PELA INSTITUIÇÃO.
QUAL O PESO DA NOTA?
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• Acima de 800 para Medicina;
• Acima de 700 para muitos
cursos;
• Acima de 600 para cursos
menos elitizados;
• Em alguns casos dá para passar
com menos 600.
QUAL É UMA BOA NOTA?
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
MÉDIA DE NOTAS 2014/15
REDAÇÃO FICOU ENTRE 500 e 600
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
NOTA DE CORTE - SISU
• MENOR NOTA NECESSÁRIA PARA ENTRAR.
• É CALCULADA TODOS OS DIAS.
• VARIA DE ACORDO COM A CONCORRÊNCIA.
• PODE IR TROCANDO A ESCOLHA DO CURSO ATÉ O
ÚLTIMO DIA DE CADASTRO NO SISU.
• VARIA DE ANO PARA ANO.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
EXEMPLO DE NOTA DE CORTE
UFRJ - 2015
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
1° e 2° dia
DIA 1
Ciências humanas e suas tecnologias
Ciências da natureza e suas tecnologias
DIA 2
Linguagens, códigos e suas tecnologias
Matemática e suas tecnologias
Redação
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
Área de Conhecimento
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
REDAÇÃO
 COMEÇAR PELA REDAÇÃO.
CARÁTER ARGUMENTATIVO – DISSERTATIVO
 CUIDADO COM IDÉIAS PRECONCEITUOSAS, RADICALISMO OU
PIADAS POLITICAMENTE INCORRETAS;
 REDAÇÃO CLARA E OBJETIVA;
 NÃO FUJA DO TEMA PEDIDO NA PROVA;
 A REDAÇÃO É UMA PROVA COM GRANDE PESO NO ENEM. POR
ESTE MOTIVO É MUITO IMPORTANTE IR BEM NELA.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
PODE CAIR QUALQUER TEMA
 A crise no Brasil;
 Os jogos Olímpicos;
 A corrupção;
 A crise hídrica;
 A Reforma Urbana no Rio;
 A importância do Marco Civil da Internet;
 O impeachemant;
 Eleições 2016;
Fan Page
@focanahistoria.com
www.focanahistoria.com
Instagram
@profvaguito
O QUE É O ENEM?
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• 1998 – PROVA DE QUALIFICAÇÃO DO ENSINO MÉDIO.
– 63 QUESTÕES MAIS REDAÇÃO.
• 2000 – VIROU PARCEIRO DO VESTIBULAR.
– 63 QUESTÕES MAIS REDAÇAO.
• 2009 – NOVO ENEM.
– INTERDISCIPLINAR
– OBRIGATÓRIA PARA UNIVERSIDADES PÚBLICAS.
– 180 QUESTÕES E REDAÇÃO.
HISTÓRICO DO ENEM
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• PROVA DIFERENTE.
• NÃO FAVORECE A DECOREBA.
• NÃO EXIGE MACETES.
• NÃO POSSUI PEGADINHAS.
• NÃO FAVORECE A SIMPLES ELIMINAÇÃO.
PROVA INTELIGENTE
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• INTERDISCIPLINAR (“MISTURA”).
• NÃO É DIVIDIDA POR DISCIPLINAS.
• PROCURA REUNIR CONHECIMENTOS DE DIVERSAS
ÁREAS, RELACIONANDO-OS.
• ÀS VEZES A “MISTURA” DE MATÉRIAS É SUTIL.
• ÀS VEZES NÃO HÁ ESSA “MISTURA” NA QUESTÃO.
PROVA INTERDISCIPLINAR
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
FOCO DO ENEM
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• AVALIAR A CAPACIDADE DE RESOLVER
SITUAÇÕES-PROBLEMA.
• MACETES E DICAS AJUDAM MUITO
POUCO.
• AVALIAR SE O ALUNO TEM A VISÃO
GLOBAL DAS DISCIPLINAS.
FOCO DO ENEM
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
ENEM EM 1998
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
ENEM EM 2015
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
NEM TUDO SÃO FLORES
NOTAS DIFERENTES PARA QUESTÕES MAIS
COMPLEXAS NA HORA DE PONTUAR.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
I - DOMINAR LINGUAGENS
•DOMINAR A LÍNGUA PORTUGUESA (NORMA CULTA) E OUTRAS LINGUAGENS
COMO A TECNOLÓGICA, ETC.
II - COMPREENDER FENÔMENO
•ENTENDER TODO O CONTEXTO DE UMA SITUAÇÃO APRESENTADA.
III - ENFRENTAR SITUAÇÕES-PROBLEMA
•A PARTIR DO CONHECIMENTO DAS MATÉRIAS ESCOLARES, BUSCAR A SOLUÇÃO
PARA O PROBLEMA.
IV - CONSTRUIR ARGUMENTAÇÃO
•FAZER CRÍTICAS BASEADAS EM FATOS VERDADEIROS.
V - ELABORAR PROPOSTA
•USAR O CONHECIMENTO PARA PROPOR ALGO PARA A SOCIEDADE,
RESPEITANDO OS DIREITOS HUMANOS.
SÃO 5 COMPETÊNCIAS
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• TODAS ESTÃO PRESENTES EM TODA A
PROVA.
• AS TRÊS PRIMEIRAS MAIS NOS ITENS
OBJETIVOS.
• AS DUAS ÚLTIMAS MAIS NA REDAÇÃO.
TESTANDO AS COMPETÊNCIAS
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• HABILIDADE É O CONHECIMENTO OU TALENTO
QUE VOCÊ TEM PARA CUMPRIR DETERMINADA
TAREFA.
• NO ENEM É RESPONDER A UMA QUESTÃO.
• NESSE CASO, UMA SITUAÇÃO-PROBLEMA.
• AS HABILIDADES ESTÃO DISTRIBUIDAS ENTRE AS
MATÉRIAS DA PROVA.
O QUE SÃO HABILIDADES?
1- Compreender e utilizar variáveis;
2- compreender e utilizar gráficos;
3- analisar dados estatísticos;
4- inter-relacionar linguagens;
5- contextualizar arte e literatura;
6- compreender as variantes linguísticas;
7- compreender a geração e o uso de energia;
8- compreender a utilização dos recursos
naturais;
9- compreender a água e sua importância;
10- compreender as escalas de tempo;
11- compreender a diversidade da vida;
SÃO 21 HABILIDADES
12- utilizar indicadores sociais;
13- compreender a importância da
biodiversidade;
14- conhecer as formas geométricas;
15- utilizar noções de probabilidade;
16- compreender as causas e consequências da
poluição ambiental;
17- entender processos e implicações da produção
de energia;
18- valorizar a diversidade cultural;
19- compreender diferentes pontos de vista; 20-
contextualizar processos históricos;
21- compreender dados históricos e geográficos.
Fan Page
@focanahistoria.com
www.focanahistoria.com
Instagram
@profvaguito
COMO UMA QUESTÃO DO
ENEM É ELABORADA?
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
MATRIZ DE REFERÊNCIA
EIXO COGNITIVO
I – DOMINAR
LINGUAGENS
I – DOMINAR
LINGUAGENS
I – DOMINAR
LINGUAGENS
I – DOMINAR
LINGUAGENS
I – DOMINAR
LINGUAGENS
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
DOCUMENTO QUE APONTA OS CONJUNTOS DE
COMPETÊNCIAS E HABILIDADES.
MATRIZ DE REFERÊNCIA
Matriz de Referência de Ciências Humanas e suas Tecnologias
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
QUESTÃO ENEM 2015
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
UMA QUESTÃO
• TAMBÉM CHAMADA DE ÍTEM É COMPOSTA DE:
• UM ENUNCIADO ( CADA VEZ MAIS RARO).
• UM SUPORTE (SEMPRE).
• UM COMANDO (SEMPRE).
• AS RESPOTAS:
– GABARITO (TAMBÉM CHAMADA DE DESCRITOR)
– OPÇÕES ERRADAS (TAMBÉM CHAMADA DE DISCRITOR)
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
ENUNCIADO e COMANDO
• DEVEM SER CLAROS E OBJETIVOS.
• UTILIZAR EXPRESSÕES POSITIVAS.
• NÃO PODEM INDUZIR À RESPOSTA.
• NÃO DEVEM TER COMANDOS RESTRITIVOS TIPO “A QUE NÃO”.
• DEVEM EVITAR SER MUITO LONGOS.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
O SUPORTE
• ADEQUADO À QUESTÃO.
• FIGURAS COM BOA QUALIDADE GRÁFRICA.
• OS TEXTOS SEVEM PARA AUXILIAR.
• DEVE APRESENTAR REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
• DEVE CONTER TÍTULO.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
O GABARITO
• DEVE SER PLAUSÍVEL COM A HABILIDADE EXIGIDA.
• DEVE PROCURAR TER A MESMA EXTENSÃO TEXTUAL QUE AS
OPÇÕES ERRADAS.
• PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO COM AS OUTRAS
OPÇÕES.
• NÃO DEVE SER ATRATIVO EM RELAÇÃO AS OUTRAS OPÇÕES.
• DEVE SER CLARO E OBJETIVO.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
AS OPÇÕES ERRADAS
• DEVEM SER PLAUSÍVEIS COM O TEMA.
• DEVEM PROCURAR TER A MESMA EXTENSÃO TEXTUAL QUE O
GABARITO.
• DEVE EVITAR AS EXCLUSÕES.
• NÃO DEVEM TER PEGADINHAS.
• DEVEM EVITAR SER MUITO LONGAS.
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
PROVA DE 2015
SEM
ENUNCIADO
GABARITO
COMANDO
SUPORTE
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
REFLITA O MODELO
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• NÃO USA PALAVRAS RETRITIVAS, INCISIVAS, GENERALISTA,
NEGATIVAS NAS OPÇÕES.
• NÃO FAZ ITENS COM VERDADEIRO ou FALSO, CORRETO ou
INCORRETO.
• MEDE A CAPACIDADE DE VERIFICAÇÃO DE COMPATIBILIDADE
ENTRE: CONHECIMENTO DO ALUNO + COMANDO DE QUESTÃO +
ALTERNATIVA CERTA.
• MEDA A CAPACIDADE DE ANALISAR UM RESULTADO EM
RELAÇÃO A UM ENUNCIADO.
ENTÃO, O MODELO ENEM
Fan Page
@focanahistoria.com
www.focanahistoria.com
Instagram
@profvaguito
O QUE MAIS “CAI”?
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
• NÃO DESMERECER QUALQUER MATÉRIA OU
CONTEÚDO.
• UMA SEQUÊNCIA DE TEMAS PODE SER QUEBRADA.
• TEMAS QUASE NUNCA PEDIDO PODE FAZER A
DIFERENÇA.
• O IDEAL É UM ESTUDO BALANÇEADO,
“HOMOGÊNEO”.
CUIDADO!
contato@focanahistoria.com www.focanahistoria.comProf. Vagner Moraes
Boa Prova !
Te encontro na Universidade!
NÃO BASTA ACREDITAR, TEM QUE IR À LUTA!
NÃO BASTA IR À LUTA, TEM QUE PLANENJAR!
NÃO BASTA PLANEJAR, TEM QUE EXECUTAR!
FORÇA, FOCO E FÉ!

Mais conteúdo relacionado

Destaque

10 sociologia - 1º ano
10   sociologia - 1º ano10   sociologia - 1º ano
10 sociologia - 1º ano
Stéfano Couto Monteiro
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
Manoelito Filho Soares
 
Avaliaçoes de sociologia pip
Avaliaçoes de sociologia  pipAvaliaçoes de sociologia  pip
Avaliaçoes de sociologia pip
Atividades Diversas Cláudia
 
Sociologia 1ºano - 01
Sociologia   1ºano - 01Sociologia   1ºano - 01
Sociologia 1ºano - 01
Alpha Colégio e Vestibulares
 
O processo de desnaturalização da realidade
O processo de desnaturalização da realidadeO processo de desnaturalização da realidade
O processo de desnaturalização da realidade
José Luiz Costa
 
Questões Objetivas sobre Max Weber
Questões Objetivas sobre Max WeberQuestões Objetivas sobre Max Weber
Questões Objetivas sobre Max Weber
Cintia Dozono
 
Apresentação - Segundo Semestre - 1ª serie
Apresentação -  Segundo Semestre - 1ª serieApresentação -  Segundo Semestre - 1ª serie
Apresentação - Segundo Semestre - 1ª serie
Jefferson Alexandre
 
A sociologia alemã max weber
A sociologia alemã   max weberA sociologia alemã   max weber
A sociologia alemã max weber
mundica broda
 
Cultura - Sociologia
Cultura - SociologiaCultura - Sociologia
Cultura - Sociologia
Jonathas Morato da Costa
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 

Destaque (12)

10 sociologia - 1º ano
10   sociologia - 1º ano10   sociologia - 1º ano
10 sociologia - 1º ano
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
Sociologia - O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade.
 
Avaliaçoes de sociologia pip
Avaliaçoes de sociologia  pipAvaliaçoes de sociologia  pip
Avaliaçoes de sociologia pip
 
Sociologia 1ºano - 01
Sociologia   1ºano - 01Sociologia   1ºano - 01
Sociologia 1ºano - 01
 
O processo de desnaturalização da realidade
O processo de desnaturalização da realidadeO processo de desnaturalização da realidade
O processo de desnaturalização da realidade
 
Questões Objetivas sobre Max Weber
Questões Objetivas sobre Max WeberQuestões Objetivas sobre Max Weber
Questões Objetivas sobre Max Weber
 
Apresentação - Segundo Semestre - 1ª serie
Apresentação -  Segundo Semestre - 1ª serieApresentação -  Segundo Semestre - 1ª serie
Apresentação - Segundo Semestre - 1ª serie
 
A sociologia alemã max weber
A sociologia alemã   max weberA sociologia alemã   max weber
A sociologia alemã max weber
 
Cultura - Sociologia
Cultura - SociologiaCultura - Sociologia
Cultura - Sociologia
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 

Semelhante a Projeto Enem 2016

Enem 2016
Enem 2016Enem 2016
Enem 2016
ACIDADE ON
 
Chegando nº 16
Chegando  nº 16Chegando  nº 16
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
Meninas Digitais SBC
 
Projecto Escola Mais
Projecto Escola MaisProjecto Escola Mais
Projecto Escola Mais
ESCOLAMAIS
 
Edital PRO-SESF 2014
Edital PRO-SESF 2014Edital PRO-SESF 2014
Edital PRO-SESF 2014
paulinhoepedrinho
 
Edital pro SESF 2014
Edital pro SESF 2014Edital pro SESF 2014
Edital pro SESF 2014
paulinhoepedrinho
 
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
Steven Ross
 
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
Conspiração Mineira pela Educação
 
Apresentação I COGITE
Apresentação I COGITEApresentação I COGITE
Apresentação I COGITE
Universidade Federal do Piauí
 
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenasegTábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Universidade Federal Fluminense
 
Avaliação projectos1
Avaliação projectos1Avaliação projectos1
Avaliação projectos1
carlagaspar
 
Apresentacao pet 2016.1.ppt
Apresentacao pet 2016.1.pptApresentacao pet 2016.1.ppt
Apresentacao pet 2016.1.ppt
PET - Odontologia UFPR
 
Indicadores Geográficos e Modelagem de Dados
Indicadores Geográficos e Modelagem de DadosIndicadores Geográficos e Modelagem de Dados
Indicadores Geográficos e Modelagem de Dados
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO: CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO:  CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO:  CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO: CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
Jonatas Chaves
 
InformativocafecomPP
InformativocafecomPPInformativocafecomPP
InformativocafecomPP
cafecompp1
 
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
Pedro Barros Lima do Nascimento
 

Semelhante a Projeto Enem 2016 (17)

Enem 2016
Enem 2016Enem 2016
Enem 2016
 
Chegando nº 16
Chegando  nº 16Chegando  nº 16
Chegando nº 16
 
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
Estratégias para a inclusão de meninas na área de tecnologia: diversidade par...
 
Projecto Escola Mais
Projecto Escola MaisProjecto Escola Mais
Projecto Escola Mais
 
Edital PRO-SESF 2014
Edital PRO-SESF 2014Edital PRO-SESF 2014
Edital PRO-SESF 2014
 
Edital pro SESF 2014
Edital pro SESF 2014Edital pro SESF 2014
Edital pro SESF 2014
 
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
DMQ Talks Prof Bruno Simões Projetos no ensino superior e pesquisas: ações e ...
 
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
[Apresentação] XXXIX Fórum Conspiração Mineira pela Educação
 
Apresentação I COGITE
Apresentação I COGITEApresentação I COGITE
Apresentação I COGITE
 
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenasegTábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência   fenaseg
Tábuas biométricas de mortalidade e sobrevivência fenaseg
 
Avaliação projectos1
Avaliação projectos1Avaliação projectos1
Avaliação projectos1
 
Apresentacao pet 2016.1.ppt
Apresentacao pet 2016.1.pptApresentacao pet 2016.1.ppt
Apresentacao pet 2016.1.ppt
 
Indicadores Geográficos e Modelagem de Dados
Indicadores Geográficos e Modelagem de DadosIndicadores Geográficos e Modelagem de Dados
Indicadores Geográficos e Modelagem de Dados
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
 
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO: CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO:  CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO:  CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
ANÁLISE DE RECEPÇÃO AO DISCURSO PUBLICITÁRIO: CAMPANHA VESTIBULAR 2015/2 FAC...
 
InformativocafecomPP
InformativocafecomPPInformativocafecomPP
InformativocafecomPP
 
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
O Museu de História Natural no Portal da Ufal: uma análise das notícias do 2º...
 

Mais de Prof Vaguito Sobrenome

Apresentação da Foca na História
Apresentação da Foca na HistóriaApresentação da Foca na História
Apresentação da Foca na História
Prof Vaguito Sobrenome
 
Como estudar História?
Como estudar História?Como estudar História?
Como estudar História?
Prof Vaguito Sobrenome
 
Uma breve História de Portugal
Uma breve História de PortugalUma breve História de Portugal
Uma breve História de Portugal
Prof Vaguito Sobrenome
 
A América Pré-colombiana
A América Pré-colombianaA América Pré-colombiana
A América Pré-colombiana
Prof Vaguito Sobrenome
 
Projeto empregos de A a Z
Projeto empregos de A a ZProjeto empregos de A a Z
Projeto empregos de A a Z
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH As Constituições do Brasil
CEGH As Constituições do BrasilCEGH As Constituições do Brasil
CEGH As Constituições do Brasil
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período RegencialCEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período Regencial
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEHG - Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
CEHG -  Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.CEHG -  Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
CEHG - Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
Prof Vaguito Sobrenome
 
Revoltas e Conspirações Coloniais
Revoltas e Conspirações ColoniaisRevoltas e Conspirações Coloniais
Revoltas e Conspirações Coloniais
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - A Escravidão no Brasil
CEGH - A Escravidão no BrasilCEGH - A Escravidão no Brasil
CEGH - A Escravidão no Brasil
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - A Economia do Brasil Colonial
CEGH - A Economia do Brasil ColonialCEGH - A Economia do Brasil Colonial
CEGH - A Economia do Brasil Colonial
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil ColonialCEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
CEGH - A Expansão da Fronteira ColonialCEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
CEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonialCEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
Prof Vaguito Sobrenome
 
Expansão Marítima e Comercial
Expansão Marítima e ComercialExpansão Marítima e Comercial
Expansão Marítima e Comercial
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - A Colonização do Brasil
CEGH - A Colonização do BrasilCEGH - A Colonização do Brasil
CEGH - A Colonização do Brasil
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - Nova República
CEGH - Nova RepúblicaCEGH - Nova República
CEGH - Nova República
Prof Vaguito Sobrenome
 
CEGH - Governo Militar
CEGH - Governo MilitarCEGH - Governo Militar
CEGH - Governo Militar
Prof Vaguito Sobrenome
 

Mais de Prof Vaguito Sobrenome (20)

Apresentação da Foca na História
Apresentação da Foca na HistóriaApresentação da Foca na História
Apresentação da Foca na História
 
Como estudar História?
Como estudar História?Como estudar História?
Como estudar História?
 
Uma breve História de Portugal
Uma breve História de PortugalUma breve História de Portugal
Uma breve História de Portugal
 
A América Pré-colombiana
A América Pré-colombianaA América Pré-colombiana
A América Pré-colombiana
 
Projeto empregos de A a Z
Projeto empregos de A a ZProjeto empregos de A a Z
Projeto empregos de A a Z
 
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
CEGH - História do Rio de Janeiro (1)
 
CEGH As Constituições do Brasil
CEGH As Constituições do BrasilCEGH As Constituições do Brasil
CEGH As Constituições do Brasil
 
CEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período RegencialCEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período Regencial
 
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
CEGH - O Primeiro Reinado - 2a ed.
 
CEHG - Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
CEHG -  Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.CEHG -  Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
CEHG - Governo D. João VI no Brasil - 2a ed.
 
Revoltas e Conspirações Coloniais
Revoltas e Conspirações ColoniaisRevoltas e Conspirações Coloniais
Revoltas e Conspirações Coloniais
 
CEGH - A Escravidão no Brasil
CEGH - A Escravidão no BrasilCEGH - A Escravidão no Brasil
CEGH - A Escravidão no Brasil
 
CEGH - A Economia do Brasil Colonial
CEGH - A Economia do Brasil ColonialCEGH - A Economia do Brasil Colonial
CEGH - A Economia do Brasil Colonial
 
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil ColonialCEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
CEGH - Nova Política Colonial Portuguesa no Brasil Colonial
 
CEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
CEGH - A Expansão da Fronteira ColonialCEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
CEGH - A Expansão da Fronteira Colonial
 
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonialCEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
CEGH - A presença estrangeira no brasil colonial
 
Expansão Marítima e Comercial
Expansão Marítima e ComercialExpansão Marítima e Comercial
Expansão Marítima e Comercial
 
CEGH - A Colonização do Brasil
CEGH - A Colonização do BrasilCEGH - A Colonização do Brasil
CEGH - A Colonização do Brasil
 
CEGH - Nova República
CEGH - Nova RepúblicaCEGH - Nova República
CEGH - Nova República
 
CEGH - Governo Militar
CEGH - Governo MilitarCEGH - Governo Militar
CEGH - Governo Militar
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 

Projeto Enem 2016