Estudo: A Rede Social - Mark Zuckerberg

8.383 visualizações

Publicada em

O dinâmico e competitivo ramo da tecnologia sempre teve cabeças pensantes por trás das plataformas, aparelhos ou sistemas. Uma dessas cabeças é Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, a rede social que mais cresce no mundo.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • hi mark there are somebody who sell your fans at www.buyfcbkfans.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.383
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
151
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo: A Rede Social - Mark Zuckerberg

  1. 1. Índice Introdução.......................................................................03 A Popularidade das empresas........................................04 Análise dos Gráficos – Mídia Social................................10 Um Jovem ousado e irreverente.....................................05 As Personalidades da Tecnologia...................................06 Análise dos Gráficos – Mídia Online...............................08 Aplicabilidade do Estudo.................................................11 Plataformas utilizadas.....................................................12 Método de pesquisa........................................................13 Ficha Técnica do Estudo.................................................14 2
  2. 2. MARK ZUCKERBERGO dinâmico e competitivo ramo da tecnologia sempre teve cabeças pensantes por trás das plataformas, aparelhos ousistemas. Bill Gates na Microsoft, Steve Jobs na Apple, Larry Page e Sergey Brin no Google são alguns nomes dereferência e obtiveram o status de celebridades pelo potencial inovador e pela capacidade de popularizar suasferramentas pelos quatro cantos do planeta. Mais que isto, todos eles se tornaram referência no que fazem e peçasnas quais o mundo inteiro espera o próximo movimento dentro do tabuleiro tecnológico.Recentemente, uma nova cara se juntou a este hall da fama e, ao que parece, não deve deixar de ser o centro dasatenções tão cedo. Trata-se de Mark Zuckerberg, 26 anos, fundador e CEO do Facebook. Citado como o 212º homemmais rico do mundo pela Forbes, ele não apenas passou o guru da Apple, Steve Jobs, como também continua semantendo na posição conquistada em 2008: a do mais jovem a figurar no ranking Forbes. Fonte: Forbes.comPara comemorar esse sucesso, Zuckerberg não poderia fazer uma festinha qualquer. Por isso, a amplitude dacelebração chega a várias mídias e formatos, mostrando mais uma vez que ele é uma referência dentro do cenário detecnologia atualmente; começando com a biografia duvidosamente não-autorizada, já lançada e consolidada nos EUA.Depois, o gibi que pretende torná-lo um super-herói para os jovens de todo o mundo, um exemplo deempreendedorismo e sucesso a ser seguido, previsto para dezembro desse ano. E, finalmente, o recém-lançado filmecontando a sua épica trajetória na criação de sua empresa, baseado no livro biográfico, mostrando de forma evidenteuma feroz estratégia de marketing. O longa estreou dia 1º de outubro no topo das bilheterias nos Estados Unidos echega dia 3 de dezembro aos cinemas nacionais. Já o livro, traduzido como Bilionários por Acaso - Uma História deSexo, Dinheiro, Genialidade e Traição, chega às lojas brasileiras a partir do dia 20 de outubro.Partindo dessa grande estratégia de marketing, além da popularidade e notícias geradas pela personalidade de MarkZuckerberg, a MITI Inteligência monitorou os grandes veículos de comunicação e mídias sociais durante um período decinco dias, buscando compreender como e de que forma a ascensão de um CEO tão jovem pode mudar a realidade domercado de tecnologia através da quantificação do volume de citações relativas às marcas Google, Apple e Facebookaqui no Brasil. 3
  3. 3. A popularidade das empresasA personalidade e popularidade de Mark Zuckerberg esta diretamente relacionada ao sucesso do Facebook e seucrescimento mundial. Mas a sua empresa, mesmo desafiando outras grandes corporações como Google e Apple, podecrescer ainda mais dentro do mercado. Essa é a conclusão possível analisando o gráfico a baixo:Interações por palavra-chave – plataforma postX Apple 24% Google 45% Facebook 31%  A palavra-chave Google aparece em primeiro lugar como a marca mais citada nas mídias sociais. Possivelmente este resultado está atrelado ao nome da empresa como referência de internet dentro do universo digital.  Logo em seguida, o Facebook já supera a Apple no número de menções. Uma consequência do crescimento dessa plataforma dentro do Brasil e no mundo, além das notícias recentes referentes ao próprio CEO Mark Zuckerberg.  Mesmo com os recentes lançamentos da Apple, seu nome não supera as citações do Google e Facebook. Porém com o início da venda dos Tablets e o novo notebook da empresa, o número de menções tende a crescer. 4
  4. 4. Um jovem ousado e irreverenteOutro dado relevante é a lista Forbes, agora organizada apenas com bilionários americanos do ramo da tecnologia. Elatambém justifica, dentro do período e universo analisados, a relação de citações observadas no gráfico acima, quandoos mais ricos tiveram suas marcas mais citadas nas redes sociais: Fonte: Forbes.comUma das constatações mais espantosas é de que Mark Zuckerberg, de apenas 25 anos, conseguiu ultrapassar em 6anos a fortuna que Steve Jobs levou décadas para acumular. Isso reflete como o Google tem perdido participação demercado, além da Apple, também para o Facebook, mesmo sendo uma grande empresa dentro deste cenário, o maiorbuscador da internet e responsável por alterar a relação do internauta com a busca de informações.Esta configuração também reflete uma realidade diferente, onde as mídias sociais tornaram-se fundamentais para aconstrução de relações, tanto pessoais quanto de trabalho, por exemplo. Além disso, esses acontecimentosevidenciam uma mudança de percepção do que é um grande nome de sucesso, pois o CEO do Facebook representauma geração dinâmica e criativa, que está entrando no mercado de trabalho atualmente e já ocupa cargos de destaquedentro de grandes empresas. 5
  5. 5. Outra maneira de observar esse cenário de sucesso de Mark Zuckerberg e do Facebook é o número de posts ecomentários incluídos dentro das mídias sociais a respeito do próprio Facebook, Google e Apple. Veja um comparativoentre as principais mídias sociais usadas para debater o assunto:Interações por mídia social – plataforma postX (posts) (comentários) Fórum Reclamações Blog Twitter Youtube Reclamações Youtube Blog Fórum 0,92% 0,12% 0% 10,07% 28% 40% 52,94% 35,94% 32%  O Youtube se destaca no número de menções dessas palavras por conter vários vídeos e links de divulgação do Facebook além de palavras-chave relacionadas com Google em sua descrição. Conteúdo que menciona propriamente as marcas não é encontrado dentro dessa mídia.  O Twitter aparece em segundo lugar com grande número de notícias e menções sobre as três marcas.  Já os blogs ocupam a terceira posição, mas o número de posts é mais profundo e crítico, por causa da característica da própria mídia.Observando apenas o Twitter, responsável pela publicação de notas mais curtas e um conteúdo mais dinâmico dentroda rede, verifica-se uma proximidade muito grande entre o número de citações dessas três marcas: 6
  6. 6. Interações por palavras-chave no Twitter – plataforma postX Facebook 30% Google 39% Apple 31%  O número de comentários sobre o Google supera as outras duas grandes corporações.  A Apple é a segunda mais mencionada devido aos vários lançamentos de produtos e o posicionamento da marca, que permitem várias linhas de discussão.  Entretanto, a diferença do número de menções entre o Facebook e Apple é muito pequena, mostrando mais uma vez como a empresa de Mark Zuckerberg se destaca cada vez mais dentro da web.Analisando todos esses dados, percebe-se dentro das plataformas analisadas que tanto a imagem de Mark Zuckerbergquanto a do Facebook apresentam para o mercado em geral um novo momento de negócios dentro da internet. Mark éum jovem como tantos outros, que estão dentro do mercado de tecnologia e mostra um dinamismo diferente emrelação aos seus concorrentes, tanto na forma de posicionar sua empresa quanto na maneira de usar sua vida comoum exemplo de sucesso e produto de venda. 7
  7. 7. As personalidades da tecnologiaAnalisando todas as personalidades do mundo tecnológico Steve Jobs é a personalidade atual que mais se assemelhaa esse comportamento de Mark, por isso cruzamos os dados do número de notícias publicadas no período analisadoque mencionam Mark Zuckerberg, sua empresa Facebook, Steve Jobs e a Apple:Notícias por palavras-chave – plataforma Clipping Express Mark Zuckerberg Steve Jobs Facebook Apple 1216 232 68 20 Número de notícias  Não é só na fortuna que Zuckerberg se distancia de Jobs. A imprensa fala muito mais do Facebook e de seu criador do que do velho guru da Apple, quase seis vezes mais no comparativo entre as marcas e mais de três vezes no paralelo entre os dois CEOs.  Entretanto, vale lembrar que não foram quantificadas notícias específicas sobre os vários produtos da Apple.Mais uma vez é possível constatar que na era das redes sociais Mark Zuckerberg faz muito bem a lição de casa empromover sua empresa e seu perfil pessoal. Os grandes veículos de comunicação sempre têm bons motivos para fazercircular seu nome e marca, pois ele tornou-se um assunto chave dentro dos cadernos de tecnologia. 8
  8. 8. Comparando o número de notícias veiculadas com as palavras-chave “Facebook”, “A Rede Social” e “MarkZuckerberg” dentro dos veículos da grande imprensa, verifica-se quanto o CEO do Facebook é um gerador deconteúdo:Notícias por palavras-chave por período – plataforma Clipping Express 350 329 300 294 263 250 200 173 Facebook 157 150 A Rede Social Mark Zuckerberg 100 50 34 25 27 34 15 10 7 22 4 1 0 40450 40451 40452 40453 40454  Analisando o fluxo de notícias diariamente, pode-se observar que os dois picos de notícias para “Facebook” e “A Rede Social” foram antes e depois do lançamento do filme nos Estados Unidos. O primeiro demarca a expectativa acerca do filme e o segundo já diz respeito ao sucesso absoluto da estréia.  Junto com as notícias sobre o filme, aumentaram também as citações de Facebook e do próprio Mark Zuckerberg.A repercussão sobre o filme “A Rede Social” tem sido notória, gerando muitas expectativas junto ao público brasileiro.Com direção do experiente David Fincher, atuação de Justin Timberlake e Jesse Eisenberg, o filme seguiu à risca areceita de sucesso de Hollywood e, segundo David Kirkpatrick, colocou muito mais sexo na vida do tímido Zuckerberg– outra polêmica é o fato de que algumas passagens não são consideradas com base em relatos verídicos.Kirkpatrick é um dos poucos que conseguiu transpassar a aversão pela imprensa que o CEO tem. Devido a essaproximidade, o jornalista escreveu o livro “O Efeito Facebook - A História da Companhia Que Está Conectando oMundo Vista de Dentro” e afirma que, pela sua ambição e êxito como empreendedor, “Zuckeberg é o novo Bill Gates”.Ao que tudo indica e se o „garotão‟ do Facebook continuar com sede de novidade e ciência de investimento, pode subirainda mais a escada da Forbes e mais rápido do que se pensa.Em 1999, quando o futuro bilionário tinha apenas 15 anos, foi lançado apenas para a TV fechada o modesto “Piratasdo Vale do Silício”, contando sobre o embate entre Bill Gates e Steve Jobs – que hoje pode ser considerada umadisputa um tanto morna. No entanto, mesmo não tendo o incentivo direto de Zuckerberg, “A Rede Social” já veio nalinha de frente e despontou como um blockbuster, alavancando mais ainda a condição de mito do jovem empresário -no final de semana de estreia, o filme arrecadou 23 milhões de dólares. 9
  9. 9. Será que existe uma personalidade capaz de surpreender mais do que Zuckerberg? Na vasta gama de oportunidadesque a rede proporciona, continuam aparecendo pessoas para tirar proveito delas.Um exemplo é Andrew Mason, criador do Groupon, site de ofertas coletivas. Ele tem seu negócio funcionando háapenas 2 anos e já é avaliado em US$ 1,35 bilhão, apontado pela Forbes como a empresa de crescimento mais rápidoda história. Nesse ritmo, a fortuna de Mason daqui a 6 anos seria bem maior, em equivalência, a que Zuckerberg juntouno mesmo período. É uma tendência que, no futuro, mais e mais líderes de tecnologia estejam entre os mais ricos e,consequentemente, influentes do mundo. 10
  10. 10. Aplicabilidade do estudoDentro de uma nova dinâmica de mercado, ter uma empresa de sucesso, muitas vezes equivale a ter uma grandepersonalidade no gerenciamento dessa corporação. Da mesma forma, o sucesso da empresa é vinculado diretamenteà imagem que esse diretor ou CEO transmite.A presença massiva de Mark Zuckerberg e do Facebook nos comentários de muitos usuários das mídias sociais e nasnotícias veiculadas pela grande imprensa é o reflexo de uma espetacular existência dentro da área de comando dasgrandes corporações. Além de contribuir com o mercado de uma forma intensamente positiva, espíritosempreendedores são o foco de grandes companhias, o que também é uma tendência que se evidencia cada vez maisno comportamento de jovens da geração Y no comando de grandes empresas. Escolher bem o CEO de sua empresa emonitorar e avaliar sua imagem vinculada à companhia pode ser sinal de saldo positivo para marcas, ainda que nemtodos possam contar com Zuckerberg no comando. 11
  11. 11. Comentários das PlataformasPlataforma postX – Através do monitoramento das mídias sociais foi possível verificar neste estudo o vínculo existenteentre o sucesso do Facebook e a personalidade de Mark Zuckerberg e sua influência na participação das empresas emarcas neste mercado. Ele é visto como uma referência dentro do universo de tecnologia e gera o interesse de muitosoutros jovens da geração Y ligados no universo digital.Clipping Express – Através do monitoramento do fluxo de notícias nos grandes veículos de comunicação observa-sea criação de um ídolo e um exemplo de sucesso referenciado por diversos veículos especializados de tecnologia e deempreendedorismo. 12
  12. 12. Método de pesquisaAs mídias sociais representam uma área movimentada para qualquer debate, principalmente no universo datecnologia. Para analisar o buzz gerado pelo internauta, realizamos um monitoramento de cinco dias nas mídias sociaisenvolvendo as palavras-chave de referência. Utilizando a plataforma postX como ferramenta de rastreamento,conseguimos uma cobertura do Twitter, Orkut, Youtube, Facebook, Blogs, Fóruns e Sites de Reclamação – ReclameAqui, Reclamão e Reclamando.A plataforma Clipping Express permitiu embasar o conteúdo apresentado como cenário atual sobre o tema e mensurarseu reflexo quantitativo nas mídias online por palavra-chave.Os dados colhidos para este estudo de apresentação são principalmente quantitativos, embora ambas as plataformasutilizadas permitam análises através de avaliações que possibilitam o estabelecimento de tonalidade das interaçõescomo positivas, neutras ou negativas e sua categorização conforme os assuntos relacionados a cada interação, vistoque as plataformas possibilitam sob vários aspectos e diversos gráficos avaliações quantitativas, qualitativas ecategorizadas sobre toda a captura abrangida. 13
  13. 13. Ficha Técnica do Estudo:postXPalavras-chave: Google, Facebook e Apple.Período monitorado: 29/09/2010 a 03/10/2010Total de interações: 4112 posts + 13318 comentários.Interações por palavra-chaveGoogle: 1833 posts + 4971 comentários.Facebook: 1288 posts + 3166 comentários.Apple: 991 + 5181 comentários.Interações por mídia socialTwitter: 1478 posts.YouTube: 2177 posts + 3681 comentários.Blogs: 414 posts + 4335 comentários.Fórum: 38 posts + 5294 comentários.Reclamações: 5 posts + 8 comentários.Clipping ExpressPalavras-chave: Google, Facebook e Apple.Período monitorado: 29/09/2010 a 03/10/2010Total de Notícias: 1647Mark Zuckerberg: 68 notícias.Steve Jobs: 232 notícias.Facebook: 1216 notícias.Apple: 20 notícias.A Rede Social: 111 notícias. 14
  14. 14. Esse estudo foi desenvolvido pela MITI Inteligência.Acesse nosso site: miti.com.brSiga-nos no Twitter: twitter.com/fontemiti 15

×