E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 1 
1º Grupo 
1. Podemos definir dados como um conjunto de valores...
E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 2 
2. A minha escolha para dispositivos de introdução de dados as...
E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 3 
4. Para mim a melhor forma de distinguir computador de telemóv...
E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 4 
um simples cabo com entrada USB passar ficheiros de imagem, 
m...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

E folio Met Tic

204 visualizações

Publicada em

E folio da UC metodologia das tic para as ciências humanas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E folio Met Tic

  1. 1. E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 1 1º Grupo 1. Podemos definir dados como um conjunto de valores, que se pode representar sobre diversas formas: sequências de letras, números, sons, imagens, representadas individualmente ou em conjunto. Em estado bruto, ou seja, sem serem processados, podem, numa primeira leitura, não fazer qualquer sentido. Ex: João Brás, Maria Pia, Nuno Belo, Sandra Canhoto, 17, 19, 8, 15 A Informação pode ser definida como dados a que já foi atribuído significado, e portanto, já possuem algum sentido, isto se forem correctamente processados numa forma clara e acessível. Ex: Vamos então pegar nos dados do exemplo acima e torná-los perceptíveis procedendo à sua organização e processamento: Disciplina de Informática Alunos Notas João Brás 17 Maria Pia 19 Nuno Belo 8 Sandra Canhoto 15 Podemos definir conhecimento como a compreensão que advém da consulta da informação sobre determinado assunto, esperando-se que a pessoa ou pessoas que irão consultar as informações disponibilizadas tenham alguns conhecimentos prévios sobre os assuntos tratados. Nos exemplos acima fornecidos o contexto é escolar e os dados seriam apresentados na forma de uma pauta com as notas dos alunos de determinada disciplina. Aluno: Emiliana Espada Nº. 1300478
  2. 2. E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 2 2. A minha escolha para dispositivos de introdução de dados assenta sobre: O Teclado porque é um dos dispositivos que me permite estar a efectuar este e-fólio, é bastante prático, permite-nos de uma forma prática introduzir, números, letras, e um sem número de caracteres apenas com o premir de uma tecla, ou de combinação de teclas. O Rato é o outro dispositivo de introdução de dados que escolho, pois permite-me percorrer o documento de uma forma fácil e rápida, colocando o cursor onde pretendo. 3. Penso ser fácil fazer a distinção entre Sistema Operativo e Aplicação, uma vez que o sistema operativo é o elo de ligação entre o computador, o utilizador e determinada aplicação que pretendemos utilizar, como por exemplo o processador de texto. O sistema operativo é responsável por exemplo pela gestão das aplicações, e permite-nos terminar determinada tarefa e encerrar essa aplicação quando esta não responde. Uma aplicação é um programa específico que nos ajuda a nós utilizadores a desempenhar determinada tarefa. Existem diversas aplicações que só funcionam correctamente com determinado sistema operativo, por exemplo: O sistema Operativo Windows possui para a realização de diversas tarefas de escritório um conjunto de aplicações designadas por Microsoft Officce, se trabalharmos com o sistema operativo Linux, utilizamos outras aplicações que se designam por OpenOfficce, embora sejam compatíveis (o Microsoft Officce e OpenOfficce) e hoje em dia seja possível guardar os ficheiros para que possam funcionar em ambos os sistemas operativos, depara-mo-nos quase sempre com algumas “desformatações” ao alternarmos entre um e outro, uma vez que determinada aplicação está feita para funcionar com determinado sistema operativo. Aluno: Emiliana Espada Nº. 1300478
  3. 3. E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 3 4. Para mim a melhor forma de distinguir computador de telemóvel é descrever o que são ambas as coisas. Definindo de um modo muito simples o computador é um conjunto de dispositivos electrónicos capazes de aceitar dados e instruções, executar essas instruções para processar os dados, e apresentar os resultados. O que o distingue de outras máquinas é o conjunto de elementos que o compõem e a forma como estão ligados entre si. Podemos definir um telemóvel como um dispositivo sem fios que fornece as funcionalidades de um telefone com fios tradicional e permite efectuar chamadas praticamente de qualquer lugar. É possível utilizar um telemóvel com funcionalidades Web para ligar à Internet, verificar as mensagens de correio electrónico ou transferir músicas e jogos da Internet. Se possuirmos um telemóvel com câmara e funcionalidades multimédia, podemos tirar fotografias, gravar pequenos vídeos, reproduzir música e jogar. O que os diferencia então? Eu diria que o facto de os computadores nos oferecerem mais versatilidade e capacidade de processamento, os telemóveis são mais pequenos, a sua bateria tem uma maior durabilidade, mas servem essencialmente para comunicarmos, não conseguimos aceder, ou ver correctamente certas páginas Web. Cada um tem sistemas operativos e conjuntos de aplicações, próprios no caso do computador, sem falar em versões temos os Sistemas Operativos Windows, o Apple. Aplicações temos o processador de texto, o Adobe Reader. Para os telemóveis Windows Mobile, Android como sistemas operativos e aplicações e-fatura e NoticiasPT. Estes dois hardwares relacionam-se perfeitamente podemos ligando Aluno: Emiliana Espada Nº. 1300478
  4. 4. E-Fólio A - Metodologia das TIC para as Ciências Humanas 4 um simples cabo com entrada USB passar ficheiros de imagem, música, e muito mais do Computador para o Telemóvel e viceversa. 5.No vídeo pudemos assistir a uma criança de um ano a manusear um iPad e depois uma revista. Ficou mais entusiasmada com o primeiro uma vez, que com apenas passar o dedo este apresentava-lhe diferentes conteúdos. Ao mexer em diversas revistas tentava também obter o mesmo efeito, mas ao serem menos interactivas não o conseguiu e depressa se aborreceu e pediu o iPad de volta. Uma das mensagens para mim neste vídeo é a forma como as crianças lidam e rapidamente se adaptam ás novas tecnologias, com menos receios e desconfiança que os adultos. Embora em conteúdo e formato a revista e o iPad se assemelhem, o último aos olhos desta criança de apenas um ano a revista é inútil, uma vez que não oferece interactividade, não existe movimento, hiperligações nem conteúdos vídeo. Concluo a minha reflexão dizendo que embora seja muito bom a forma como as crianças se adaptam e lidam com as novas tecnologias a Internet e todo o mundo que nos oferecem, é preocupante que estas encontrem a imprensa escrita como algo obsoleto e ultrapassado, as duas coisas podem e devem coexistir, pois um computador, um iPad, ou um Notebook, não poderão nem deverão, nunca, no meu ponto de vista substituir um livro impresso, que também nos oferece sabedoria e um mundo e cada página e capitulo. Aluno: Emiliana Espada Nº. 1300478

×