INTERROGAR OS ESPÍRITOS
CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA
2º ANO
- 13ª Aula -
Décima aula :
Evocações e proibição de evocar
Décima terceira aula:
Interrogar os Espíritos
É importante?
Por que?
Parábola da figueira seca
Tudo o que aparenta ser, mas não é:
- Oradores que possuem mais brilho do que
solidez
- Os que p...
MEDIUNIDADE, TEM
UTILIDADE?
MEDIUNIDADE, TEM
UTILIDADE?
- se a mediunidade não fosse boa, não
tivesse utilidade, o Pai não a teria dado a
cada um de n...
MEDIUNIDADE, TEM
UTILIDADE?
- se a mediunidade não fosse boa, não
tivesse utilidade, o Pai não a teria dado a
cada um de n...
MEDIUNIDADE, TEM
UTILIDADE?
- se a mediunidade não fosse boa, não tivesse
utilidade, o Pai não a teria dado a cada um de
n...
AVISO, CHEGADA e
ENTENDIMENTO
Aviso de renovação – de Swedenborg a Andrew
Jackson Davis, pela mediunidade ativa.
Chegada -...
MECANISMO
• perguntas com lógica, respeito, objetividade
para o esclarecimento das dúvidas, Kardec
obteve as elucidações s...
MECANISMO
• investigando, descobrindo, elucidando, compre
endendo as comunicações
• construiu um corpo de Doutrina nos trê...
Podemos interrogar os Espíritos?
Emmanuel – Seara dos Médiuns – Aviso, Chegada e Entendimento
Podemos interrogar os Espíritos?
• Sim, mas hoje nós nos achamos na fase do
entendimento, com a responsabilidade de
concre...
IMPORTÂNCIA DESTE
INTERCÂMBIO
IMPORTÂNCIA DESTE
INTERCÂMBIO
APRENDEMOS
“Nada vos pertence na Terra, nem sequer o
vosso corpo: a morte vos despoja dele, ...
APRENDEMOS
• “Não existe mediunidade mais preciosa uma que
a outra”.
• “O primeiro inimigo do médium reside dentro
dele me...
AUXILIAMOS
• Mudando as atitudes, corrigindo os
defeitos, vencendo as tendências, modificando
hábitos e assim envolvendo o...
APRENDEMOS COM AS
COMUNICAÇÕES “ATUAIS”
• nada ocorre por acaso
• as destruições existem para a renovação
• a dor é o remé...
Por quê ter receio em interrogar os
Espíritos?
Por quê ter receio em interrogar os
Espíritos?
Inconvenientes?
Por quê ter receio em interrogar os
Espíritos?
Inconvenientes?
Existem.
Por quê ter receio em interrogar os
Espíritos?
Inconvenientes?
Existem.
Por quê?
Por quê ter receio em interrogar os
Espíritos?
Inconvenientes?
Existem.
Por quê?
Pela nossa própria condição evolutiva.
• Saímos daqui e entramos na espiritualidade
exatamente com estamos.
• Se não temos coragem, esforço para a
amplitude que ...
• com os defeitos ainda sendo mais intensos do
que as qualidades :
invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul
hosos ...
• com os defeitos ainda sendo mais intensos do
que as qualidades :
invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul
hosos ...
• com os defeitos ainda sendo mais intensos do
que as qualidades :
invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul
hosos ...
• com os defeitos ainda sendo mais intensos do
que as qualidades :
invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul
hosos ...
• com necessidades de esclarecimento para
poder seguir em frente, temos nos Espíritos
encarnados, a possibilidade do escla...
• com necessidades de esclarecimento para
poder seguir em frente, temos nos Espíritos
encarnados, a possibilidade do escla...
COMO SERÃO AS
COMUNICAÇÕES
• os Espíritos trarão comunicações
grosseiras, frívolas, sérias, instrutivas de
acordo com a ev...
COMO SERÃO AS
COMUNICAÇÕES
• os Espíritos trarão comunicações
grosseiras, frívolas, sérias, instrutivas de
acordo com a ev...
CONCLUINDO
• O inconveniente está no estágio evolutivo que
apresentamos para esta missão, que pode ser
grande ou pequena, ...
AO REPELIR AS
COMUNICAÇÕES DA
ESPIRITUALIDADE
AO REPELIR AS
COMUNICAÇÕES DA
ESPIRITUALIDADE
- perdemos um poderoso meio de nos instruir.
AO REPELIR AS
COMUNICAÇÕES DA
ESPIRITUALIDADE
- perdemos um poderoso meio de nos instruir.
- deixamos de auxiliar os Espír...
AO REPELIR AS
COMUNICAÇÕES DA
ESPIRITUALIDADE
- perdemos um poderoso meio de nos instruir.
- deixamos de auxiliar os Espír...
A CONVIVÊNCIA
A CONVIVÊNCIA
• Conviver é desígnio de Deus para todos
nós, estejamos encarnados ou desencarnados.
Estamos todos interliga...
A CONVIVÊNCIA
• Conviver é desígnio de Deus para todos
nós, estejamos encarnados ou desencarnados.
Estamos todos interliga...
A CONVIVÊNCIA
• Conviver é desígnio de Deus para todos
nós, estejamos encarnados ou desencarnados.
Estamos todos interliga...
A CONVIVÊNCIA
• Conviver é desígnio de Deus para todos
nós, estejamos encarnados ou desencarnados.
Estamos todos interliga...
Onde há pensamento, há correntes
mentais e onde há correntes mentais existe
associação. E toda associação é
interdependênc...
Onde há pensamento, há correntes mentais
e onde há correntes mentais existe associação. E
toda associação é interdependênc...
2013   cem - interrogar os espíritos - parte a -  13a aula
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula

612 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula

  1. 1. INTERROGAR OS ESPÍRITOS CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2º ANO - 13ª Aula -
  2. 2. Décima aula : Evocações e proibição de evocar Décima terceira aula: Interrogar os Espíritos É importante? Por que?
  3. 3. Parábola da figueira seca Tudo o que aparenta ser, mas não é: - Oradores que possuem mais brilho do que solidez - Os que podem ser úteis e não são - Sistemas vazios - Doutrinas sem bases sólidas Tudo o que não produzir algum bem para a Humanidade será reduzido a nada. Evangelho Segundo o Espiritismo – capítulo
  4. 4. MEDIUNIDADE, TEM UTILIDADE?
  5. 5. MEDIUNIDADE, TEM UTILIDADE? - se a mediunidade não fosse boa, não tivesse utilidade, o Pai não a teria dado a cada um de nós.
  6. 6. MEDIUNIDADE, TEM UTILIDADE? - se a mediunidade não fosse boa, não tivesse utilidade, o Pai não a teria dado a cada um de nós. - é uma capacidade que deve ser desenvolvida, é o sexto sentido.
  7. 7. MEDIUNIDADE, TEM UTILIDADE? - se a mediunidade não fosse boa, não tivesse utilidade, o Pai não a teria dado a cada um de nós. - é uma capacidade que deve ser desenvolvida, é o sexto sentido. - este intercâmbio sempre existiu. Por quê ter medo, insegurança, proibir sua evocação, a interrogação dos Espíritos se, muitas vezes, estes vêm espontaneamente?
  8. 8. AVISO, CHEGADA e ENTENDIMENTO Aviso de renovação – de Swedenborg a Andrew Jackson Davis, pela mediunidade ativa. Chegada - dos comandos da sobrevivência inicia-se em1848 no vilarejo de Hydesville: Katie e o Espírito Charles Rosna. Os fenômenos físicos : ruídos, batidas, mãos luminosas, materializações Mensagens rápidas são transmitidas Entendimento – começa com AllanKardec, esclarecendo a posição da doutrina e do fenômeno. Emmanuel – Seara dos Médiuns – Aviso, Chegada e Entendimento
  9. 9. MECANISMO • perguntas com lógica, respeito, objetividade para o esclarecimento das dúvidas, Kardec obteve as elucidações sobre o objetivo, a finalidade das comunicações e novos conhecimentos, que sem este intercâmbio demoraria muito a virem até nós e serem compreendidos.
  10. 10. MECANISMO • investigando, descobrindo, elucidando, compre endendo as comunicações • construiu um corpo de Doutrina nos três aspectos, legando à Humanidade o Consolador prometido por Jesus.
  11. 11. Podemos interrogar os Espíritos? Emmanuel – Seara dos Médiuns – Aviso, Chegada e Entendimento
  12. 12. Podemos interrogar os Espíritos? • Sim, mas hoje nós nos achamos na fase do entendimento, com a responsabilidade de concretizar os princípios da fraternidade e espargir o socorro moral. Emmanuel – Seara dos Médiuns – Aviso, Chegada e Entendimento
  13. 13. IMPORTÂNCIA DESTE INTERCÂMBIO
  14. 14. IMPORTÂNCIA DESTE INTERCÂMBIO APRENDEMOS “Nada vos pertence na Terra, nem sequer o vosso corpo: a morte vos despoja dele, como de todos os bens materiais. Sois depositários e não proprietários. ...Deus vos emprestou e tereis de restituir.” Lacordaire - Evangelho Segundo o Espiritismo – capítulo XVI – item 14
  15. 15. APRENDEMOS • “Não existe mediunidade mais preciosa uma que a outra”. • “O primeiro inimigo do médium reside dentro dele mesmo. Frequentemente é o personalismo, a ambição, a ignorância ou a rebeldia...” Emmanuel – O Consolador – perguntas 386 e 410
  16. 16. AUXILIAMOS • Mudando as atitudes, corrigindo os defeitos, vencendo as tendências, modificando hábitos e assim envolvendo os que estão ao nosso redor com o amor que o Cristo exemplificou.
  17. 17. APRENDEMOS COM AS COMUNICAÇÕES “ATUAIS” • nada ocorre por acaso • as destruições existem para a renovação • a dor é o remédio para o aprimoramento • a passagem transitória, em muitas existências, é importantíssima para este aprimoramento • as afeições se consolidam • os erros são consertados • o perdão é o caminho para a harmonização • orgulho e egoísmo: precisam ser estudados, esclarecidos e retirados das nossas vidas
  18. 18. Por quê ter receio em interrogar os Espíritos?
  19. 19. Por quê ter receio em interrogar os Espíritos? Inconvenientes?
  20. 20. Por quê ter receio em interrogar os Espíritos? Inconvenientes? Existem.
  21. 21. Por quê ter receio em interrogar os Espíritos? Inconvenientes? Existem. Por quê?
  22. 22. Por quê ter receio em interrogar os Espíritos? Inconvenientes? Existem. Por quê? Pela nossa própria condição evolutiva.
  23. 23. • Saímos daqui e entramos na espiritualidade exatamente com estamos. • Se não temos coragem, esforço para a amplitude que se nos apresenta pela frente, voltamo-nos para aqueles que permanecem na Terra. • De que maneira? • Como somos!
  24. 24. • com os defeitos ainda sendo mais intensos do que as qualidades : invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul hosos e assim por diante.
  25. 25. • com os defeitos ainda sendo mais intensos do que as qualidades : invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul hosos e assim por diante. “NÓS OBSEDIAMOS”
  26. 26. • com os defeitos ainda sendo mais intensos do que as qualidades : invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul hosos e assim por diante. “NÓS OBSEDIAMOS” • com as virtudes já sendo exercitadas vimos aos irmãos, que aqui permanecem, para auxiliar e ao mesmo tempo crescendo no aprendizado do Amor.
  27. 27. • com os defeitos ainda sendo mais intensos do que as qualidades : invejosos, vingativos, espertos, egoístas, orgul hosos e assim por diante. “NÓS OBSEDIAMOS” • com as virtudes já sendo exercitadas vimos aos irmãos, que aqui permanecem, para auxiliar e ao mesmo tempo crescendo no aprendizado do Amor. “NÓS AUXILIAMOS”
  28. 28. • com necessidades de esclarecimento para poder seguir em frente, temos nos Espíritos encarnados, a possibilidade do esclarecimento • a fala deles, a orientação, a “doutrinação” se aproximam mais da nossa evolução e é pela mediunidade que somos auxiliados.
  29. 29. • com necessidades de esclarecimento para poder seguir em frente, temos nos Espíritos encarnados, a possibilidade do esclarecimento • a fala deles, a orientação, a “doutrinação” se aproximam mais da nossa evolução e é pela mediunidade que somos auxiliados. “NÓS SOMOS DOUTRINADOS”.
  30. 30. COMO SERÃO AS COMUNICAÇÕES • os Espíritos trarão comunicações grosseiras, frívolas, sérias, instrutivas de acordo com a evolução de cada um.
  31. 31. COMO SERÃO AS COMUNICAÇÕES • os Espíritos trarão comunicações grosseiras, frívolas, sérias, instrutivas de acordo com a evolução de cada um. • “Ninguém consegue dar o que não tem, ser o que não é”.
  32. 32. CONCLUINDO • O inconveniente está no estágio evolutivo que apresentamos para esta missão, que pode ser grande ou pequena, não importa. O que importa é fazer sempre o melhor.
  33. 33. AO REPELIR AS COMUNICAÇÕES DA ESPIRITUALIDADE
  34. 34. AO REPELIR AS COMUNICAÇÕES DA ESPIRITUALIDADE - perdemos um poderoso meio de nos instruir.
  35. 35. AO REPELIR AS COMUNICAÇÕES DA ESPIRITUALIDADE - perdemos um poderoso meio de nos instruir. - deixamos de auxiliar os Espíritos ainda imperfeitos, ajudando os que sofrem a se desprenderem da matéria e a se aperfeiçoarem.
  36. 36. AO REPELIR AS COMUNICAÇÕES DA ESPIRITUALIDADE - perdemos um poderoso meio de nos instruir. - deixamos de auxiliar os Espíritos ainda imperfeitos, ajudando os que sofrem a se desprenderem da matéria e a se aperfeiçoarem. - privamos os Espíritos sofredores da assistência que podemos e devemos lhes dar.
  37. 37. A CONVIVÊNCIA
  38. 38. A CONVIVÊNCIA • Conviver é desígnio de Deus para todos nós, estejamos encarnados ou desencarnados. Estamos todos interligados uns com os outros.
  39. 39. A CONVIVÊNCIA • Conviver é desígnio de Deus para todos nós, estejamos encarnados ou desencarnados. Estamos todos interligados uns com os outros. • Somos nós que resolveremos as nossas dificuldades.
  40. 40. A CONVIVÊNCIA • Conviver é desígnio de Deus para todos nós, estejamos encarnados ou desencarnados. Estamos todos interligados uns com os outros. • Somos nós que resolveremos as nossas dificuldades. • Não podemos e nem devemos depender deles.
  41. 41. A CONVIVÊNCIA • Conviver é desígnio de Deus para todos nós, estejamos encarnados ou desencarnados. Estamos todos interligados uns com os outros. • Somos nós que resolveremos as nossas dificuldades. • Não podemos e nem devemos depender deles. • Onde está o mérito da conquista?
  42. 42. Onde há pensamento, há correntes mentais e onde há correntes mentais existe associação. E toda associação é interdependência e influenciação recíproca. André Luiz, Nos Domínios da Mediunidade – capítulo 15
  43. 43. Onde há pensamento, há correntes mentais e onde há correntes mentais existe associação. E toda associação é interdependência e influenciação recíproca. André Luiz, Nos Domínios da Mediunidade – capítulo 15 A humildade e o serviço são nossos deveres de cada hora, para que a verdade nos ilumine e para que o amor puro nos regenere, preservando- nos, por fim, do assédio de todo mal. Emmanuel, Religião dos Espíritos – Ante falsos profetas

×