Plano de contingência para trabalho noturno

5.139 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
217
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de contingência para trabalho noturno

  1. 1. N° MANUAL MA-5230.00-9100-912-489 CLIENTE: FOLHA: AB-RE / UN REDUC ROSTO PROGRAMA: C.C: CARTEIRA DE GASOLINA / ÁREA: SEP: HDS (U-4500), RECUP. H2 (U-4580) E OFFSITES TÍTULO: ENGENHARIA PLANO DE CONTINGÊNCIAS PARA TRABALHOS IEABAST/IERC NOTURNOS DOC Nº: RESPONSÁVEL: SSO-MA/PE- 41 FERNANDO COSTA ARQ. ELETR.: Nº CONTRATO: REG. CREA: WORD/2000/MA-5230.00-9100-912-489=0.doc 0800.0029680.07.2 37.745-D ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 0 PARA INFORMAÇÃO DATA REV.0 REV.A REV.B REV.C REV.D REV.E REV.F REV.G REV.HDATA 15/11/2007PROJETO HDSEXECUÇÃO ABELVERIFICAÇÃO NAVARROAPROVAÇÃO NAVARROAS INFORMAÇÕES DESTE DOCUMENTO SÃO DE PROPRIEDADE DA PETROBRAS, SENDO PROIBIDA A UTILIZAÇÃO FORA DA SUA FINALIDADE.FORMULÁRIO PERTENCENTE À NORMA PETROBRAS N-381 REV. G ANEXO A – FIGURA A-1.
  2. 2. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 2/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489 Revisão Data Descrição Sumária 0 15/11/2007 Para InformaçãoÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  3. 3. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 3/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-4891. ObjetivoEste plano objetiva estabelecer procedimentos de comunicação e mobilização paracontrole em caso de contingências e emergências que possam ocorrer durante asatividades do Consórcio QI na execução dos serviços de construção civil, cravação deestacas e atividades afins na Unidade de Recuperação de Hidrogênio (U-4580) e Off-Sitesda Carteira de Gasolina a serem instaladas na Unidade de Negócios Refinaria Duque deCaxias – UN-REDUC.2. AplicaçãoEste plano aplica-se a todas as atividades realizadas no Projeto HDS do Consórcio QI,contrato Nº 0800.0029680.07.2 firmado entre Petrobras e Consórcio QI.3. Esclarecimentos / DefiniçõesAbandono de Área – Ato de retirar de forma ordenada todas as pessoas de uma áreaafetada por uma emergência.Acionamento – é o processo de comunicação com as equipes envolvidas no controle daemergência, de acordo com a ordem estabelecida nos planos de ação, para que essasequipes desempenhem as atividades sob sua responsabilidade, a fim de controlar aemergência.Alarme – é um sistema que avisa através de timbres, sirenes, megafone ou sinaisluminosos, a ocorrência de uma emergência. O alarme é o ponto de partida para odesencadeamento das ações do plano de emergência.BEA – Brigada de Evacuação de Área pertencente à REDUC;Estrutura Organizacional de Resposta (EOR) – Estrutura organizacional, previamenteestabelecida, mobilizada quando de uma situação de emergência, com a finalidade deutilizar recursos materiais e humanos e implementar ações de controle e combate às suascausas e de mitigação dos seus efeitos.Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  4. 4. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 4/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Contingência – Situação de risco com potencial de ocorrer, inerente as atividades,produtos, serviços, equipamentos ou instalações industriais, e que ocorrendo setransformará em uma situação de emergência. Diz respeito a uma eventualidade;possibilidade de acontecer.Emergência - É o evento não programado de grande proporção capaz de causarfatalidade ou outros danos graves às pessoas, às instalações, ao Meio Ambiente e àcomunidade, podendo trazer prejuízo de ordem econômica, moral, social e/oucomprometimento a imagem da empresa.Emergência Agravada - Aquela cujo controle e extinção requeiram a mobilização,através do alarme geral da REDUC, de recursos adicionais internos e externos aosrequeridos por uma “Emergência“.EOR – Estrutura Organizacional de Resposta – órgão da REDUC responsável pelas açõesde emergência na unidade.Evacuação – É a atividade de retirar das áreas afetadas pela emergência todas aspessoas não envolvidas diretamente na intervenção, conduzindo-as aos pontos deencontro.Intervenção – é a atividade de atuar durante a emergência, seguindo ações planejadase treinadas, visando minimizar os danos pessoais ou materiais.Impacto ambiental – qualquer alteração do ambiente, seja esta adversa ou benéfica,completa ou parcial, resultante de atividades da empresa.IERC – Implementação de Empreendimento para REDUC;Kit de mitigação – é um conjunto composto por uma maleta contendo serragem e umapá para ser utilizada na ocorrência de pequenos vazamentos.Plano de Contingência (PC) – Conjunto de procedimentos e ações que visam àintegração dos diversos planos de emergência setoriais, bem como a definição dosrecursos humanos, materiais e equipamentos complementares para a prevenção, controlee combate a emergência.Ponto de encontro – é o local previamente determinado, devidamente identificado esinalizado, destinado a reunir em segurança as pessoas de uma determinada área,durante a ocorrência de uma emergência.Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  5. 5. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 5/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Prontidão – é a situação ou estado em que os envolvidos, após serem informados sobrea existência da emergência, permanecem no seu local de trabalho pronto a desempenharas ações do Plano de Emergência.SMS/Cliente – Setor da Saúde, Meio Ambiente e Segurança da Reduc;SMS – Setor de Saúde, Meio Ambiente e Segurança do Consórcio QI no projeto HDS;SI – Setor de Segurança Industrial pertencente a REDUC;Situação de Emergência – Situação gerada por evento em uma unidade/áreaoperacional que resulte ou possa resultar em lesões ou morte de pessoas, danos ao meioambiente, ao patrimônio, próprio ou de terceiros, e a comunidade. Entende-se porsituações de emergência eventos tais como: incêndio, explosão, vazamentos de petróleo,de derivados e de produtos tóxicos que possam ou não atingir os corpos receptoresd’água.TST – Técnico de Segurança do Trabalho do Consócio QI no projeto HDS;TMA – Técnico de Meio Ambiente do Consócio QI no projeto HDS;QSMS – Gerência de Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança do IERC;4. Responsabilidades4.1 Gerências de Construção e MontagemÉ responsável por implementar, prover recursos e assegurar o cumprimento desteprocedimento, como atividade permanente no decorrer da Obra.4.2 Gerência de SMSa) Levantar necessidades e administrar recursos para garantir a implementação e eficácia deste plano;b) Treinar os colaboradores no atendimento a este plano, providenciando registros;c) Comunicar, imediatamente, a ocorrência de qualquer acidente ocorrido à IERC/QSMS;Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  6. 6. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 6/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489d) Investigar acidentes e ocorrências anormais na obra;e) Manter intacta área da ocorrência de acidente/ocorrência anormal, até que se proceda à investigação e que a área seja liberada pela IERC/QSMS;f) Verificar a emissão da CAT – Comunicação de Acidentes do Trabalho, pelo Departamento de Pessoal no prazo determinado pela legislação;g) Liberar os empregados indicados pelo IERC/QSMS, sempre que solicitado, para participar das comissões de investigação de acidentes ocorridos, dando autoridade e autonomia à comissão para conduzir a investigação;h) Emitir Relatório de Eventos Não-Planejados (RENP), conforme modelo do Anexo 4, no prazo previsto no procedimento Petrobras PE-25-IERC-QSMS-002 do IERC/QSMS;i) Emitir os relatórios das ocorrências conforme o procedimento SSO-MA/PE-03 – Acidentes e Incidentes.4.3 Profissionais de Segurança e Meio AmbienteDevem retransmitir aos colaboradores em geral as instruções dadas pela Gerência deSMS, e atuar fortemente nas ações preventivas de ocorrências, cumprindo o determinadona legislação específica para as suas áreas de ação.Os profissionais de Meio Ambiente devem mitigar os impactos ambientais, bem comoprovidenciar a remoção e destinação adequada dos resíduos gerados, conforme(SSO-MA/PE-13 – Plano Diretor de Resíduos e Efluentes - PDRE).5. Controle Operacional5.1 Níveis de EmergênciaNível I: Hipótese acidental que pode ser controlada pelo pessoal em serviço no local, comos recursos materiais ali existentes. Pode não haver acionamento da EOR, neste caso oSI, obrigatoriamente, é comunicado pelos meios definidos no plano.Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  7. 7. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 7/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Ex: Vazamento de pequeno porte controlado por acionamento de um bloqueio, Incêndioem lona em trabalho de solda.Nível II: Hipótese acidental que fica restrita à área da Refinaria. Há acionamento da EOR,mas não é previsível que os efeitos alcancem pessoas fora da área da Refinaria.Determinadas hipóteses enquadradas neste nível podem requerer para seu controle eextinção a mobilização, através do alarme geral, de recursos adicionais internos eexternos. “O acionamento do alarme geral determina uma Emergência agravada”.Ex: Incêndio em selo de bomba, incêndio em tanque.Nível III: Hipótese acidental que extrapole os limites da Refinaria. Há acionamento daEOR, mas é previsível que os efeitos alcancem pessoas fora da área da Refinaria.Determinadas hipóteses enquadradas neste nível podem requerer para seu controle eextinção a mobilização, através do alarme geral, de recursos adicionais internos eexternos. “O acionamento do alarme geral determina uma Emergência agravada”.Ex: Vazamento H2S na U-1250, vazamento de GLP no Ponto A.6. Descrição• Somente devem se dirigir ou permanecer na área em emergência os empregados que tenham atribuições prescritas no Plano ou forem convocados pela Coordenação de Segurança;• É obrigação de todo empregado manter o endereço e telefone atualizado no RH;• Nas situações de emergência, os empregados do Consórcio QI, bem como suas viaturas, deverão retirar-se, calma e organizadamente da área em emergência, dirigindo-se para os pontos de concentração determinados pela IERC/QSMS;• Os veículos de serviço deverão ser estacionados nas áreas específicas, sempre de ré, e deixados com a chave na ignição, permitindo deste modo o deslocamento de pessoas envolvidas no controle das situações de emergência;Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  8. 8. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 8/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489• Os empregados que tiverem envolvimento com o controle da situação de emergência terão prioridade de transporte em qualquer veículo de serviço na área da REDUC;• Todos os empregados não integrantes dos grupos da EOR devem permanecer em seus locais de trabalho, aguardando instruções;• O responsável pelo visitante deve encaminhá-lo para local distante da área envolvida, que apresente condições de segurança;• Ao sinal de alarme, as ligações telefônicas devem ser interrompidas, deixando os ramais livres para as chamadas necessárias ao controle da emergência;• Durante a emergência, ou logo após, não devem ser efetuadas chamadas telefônicas para a unidade ou área envolvida.6.1 Hipóteses de Acidentais6.1.1 Focos de incêndio nas frentes de serviços Incêndio em Instalações e Equipamentos Energizados na frente de Trabalhoa) Desenergização imediata dos circuitos, pelos profissionais especializados;b) Desocupação e sinalização da área afetada, para o início das atividades de combate ao fogo;c) Informar às gerências do Consórcio QI;d) Utilizar preferencialmente extintores de gás carbônico (CO2);e) Recolhimento dos resíduos gerados e posterior destinação conforme previsto no Plano Diretor de Resíduos e Efluentes. Incêndio em Combustível Líquidoa) Interromper o fluxo de combustível através do fechamento de válvulas, isolando a área afetada;b) Não utilizar jato d’água sólido sobre a superfície do líquido, dando preferência por neblina de água ou por extintores portáteis de pó químico seco;c) Fazer a adequada contenção do local evitando que o líquido derramado e ou a mistura desse com os produtos empregados no combate a incêndio sejam carreados para as galerias ou canais de drenagem ou infiltrados no solo;Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  9. 9. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 9/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489d) Destinar os resíduos gerados deverão ser recolhidos e destinados conforme descrito no Plano Diretor de Resíduos e Efluentes.6.1.2 Focos de Incêndio no Canteiro de Obraa) Desenergização imediata dos circuitos, pelos profissionais especializados;b) Desocupação e sinalização da área afetada, para o início das atividades de combate ao fogo;c) Havendo a ampliação do fogo deve ser feita a comunicação à Fiscalização da IERC e á REDUC para as providências cabíveis;d) O efluente gerado deverá ser enviado para o sistema de drenagem contaminada da refinaria.6.1.3 Derramamentos / Vazamento de Pequeno e Médio Porte de Produto QuímicoOs funcionários envolvidos deverão conter o vazamento colocando material absorvente oupromovendo sua contenção;O encarregado deve acionar imediatamente a equipe de Meio Ambiente para acompanhare verificar o atendimento à emergência;Os resíduos dos vazamentos e do combate à emergência devem ser segregados eacondicionados para o transporte do material contaminado para a Central deGerenciamento de Resíduos.6.1.4 Derramamentos e ou / Vazamento de Grande Porte de Produtos Químicosa) O encarregado aciona a equipe de Meio Ambiente para comunicar emergência em caso resultante de alguma atividade do Consorcio QI.b) A equipe de Meio Ambiente aciona imediatamente o IERC para que este providencie o desencadeamento das ações para conter a emergência.6.2 Socorro as VítimasÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  10. 10. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 10/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489a) Somente as pessoas treinadas em primeiros socorros podem e devem prestar socorro as vítimas.b) As vítimas serão atendidas conforme o Plano de Emergências Médicas e Primeiros Socorros – PEMPS (SSO-MA/PE-17).6.3 Derramamentos de quaisquer Resíduos Sólidos provenientes dasatividades do Consorcio QIa) O evento deve ser comunicado à equipe de Meio Ambiente para as orientações cabíveis;b) Os funcionários envolvidos deverão colocar o material derramado dentro de recipientes adequados;c) Deverá ser efetuada a limpeza da área e o material recolhido deverá ter destinação adequada, conforme descrito no PDRE.6.4 Derrames de Efluentes e Lodo da ETEa) O evento deve ser comunicado à equipe de Meio Ambiente para as orientações cabíveis;b) Os funcionários envolvidos e/ou equipe de Meio Ambiente deverão promover contenção do efluente;c) Deve ser providenciada a sucção do efluente por caminhão-vácuo, pela equipe de Meio Ambiente, para posterior destinação em Estação de Tratamento de Efluente Externa.Para identificação dos acidentes que caracterizam as hipóteses acidentais foramanalisadas todas as situações de emergências quanto a freqüência e gravidade, ocorridasnas instalações da Refinaria. A seguir, foram selecionadas e/ou agrupadas as hipótesesacidentais que estão contempladas neste Plano de Contingência de acordo com o Nível deEmergência.Para as emergências classificadas como de nível 1, não há hipóteses acidentaisespecíficas, prevalecendo as orientações gerais constantes deste plano.Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  11. 11. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 11/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Para cada hipótese acidental de nível 2 e 3 estão descritas as situações de emergênciaconsideradas e os efeitos associados a cada uma.6.5 Dimensionamento de RecursosOs seguintes recursos devem estar disponíveis durante os serviços de construção civil,montagem eletro-mecânica, condicionamento, testes, partida e apoio à operação assistidado projeto HDS. Estes recursos devem incluir:Recursos materiais empregados para o resgate: • Ambulância do tipo suporte básico, com: isolamento termo-acústico, sinalizador óptico e acústico, maca articulada com rodas, banco para acompanhante, suporte para soro/plasma, régua tripla (respirador, fluxometro e umidificador, aspirador tipo Venturi), banco para médico, corrimão no teto, luminárias, janelas laterais, armário para acondicionamento de equipamentos médicos, suporte para cilindro de oxigênio, tomadas tri polares, ar condicionado, maca para imobilização, janela de comunicação, vidros fosqueados e central elétrica;com todos seus recursos disponíveis, bem como profissionais da área de saúde no horário comercial do Consorcio QI e Plantão Médico da IERC; • Duas pranchas de resgate.Recurso médico – Profissional da área de SaúdeRecursos de comunicações – Rádios para comunicações / TelefoneRecursos para a proteção individual – Utilização de EPI’sRecursos para a contenção e recolhimento de materiais perigosos – Kit de MitigaçãoRecursos para o combate a incêndios - Extintores portáteisOs recursos devem ser dispostos em local adequado, seguro, acessível, com inspeçõesregulares para assegurar o emprego dos mesmos no menor prazo possível.Devem ser determinados os recursos humanos exigidos para responder a cada hipóteseacidental, inclusive o pessoal necessário para revezamento ou substituição em acidentesprolongados.6.7 Desencadeamento das AçõesÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  12. 12. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 12/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-4896.7.1 Processo de ComunicaçãoQuem Comunica:No Consórcio QI todas as pessoas que transitam na área industrial ou fora dela (somenteno interior dos veículos disponíveis para o transporte), ao observarem ocorrência dequalquer situação de emergência devem imediatamente comunicá-la ao SMS Consórcio QIque através de rádio freqüência IERC (Implementação de Empreendimentos REDUC) e SI(Setor de Segurança Industrial Pertencente à REDUC) e Setor de Operação REDUC, queestarão realizando condução segura dos colaboradores as rotas de fuga e pontos deencontro.A Quem Comunicar:Emergências em unidades operacionais devem, em princípio, ser comunicadasimediatamente via rádio freqüência REDUC à Casa de Controle. Na impossibilidade e nasoutras áreas, as emergências devem ser comunicadas imediatamente ao SI.Como Comunicar:− Ramal exclusivo de emergência: 8800− Via rádio− Pessoalmente no SIO Que Comunicar:A comunicação deve ser objetiva e esclarecedora. O informante deve se identificar e fazeruma breve descrição da ocorrência e sua localização, informando se houver vítimas. OSMS/SI de posse das informações classificará a emergência, determinando quais osrecursos que serão deslocados para o local da emergência.Comunicação para os colaboradores:Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  13. 13. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 13/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489As situações de emergência da REDUC serão comunicadas aos colaboradores, através desirenes, conforme o quadro abaixo: SITUAÇÃO TIPO DE SINAL Sinal de Emergência 04 (quatro) toques intermitentes Sinal de Evacuação da Área 08 (oito) toques intermitentesSinal de Término de Emergência 01 (um) toque contínuo de 30 (trinta) segundosComunicação com o Cliente:A comunicação com o Cliente poderá ser feita através dos telefones listados no quadroabaixo: COMUNICAÇÃO COM O CLIENTESetor / Situação Telefone Emergência REDUC 8800 QSMS (expediente normal, até às 16:30h) 2677-2197 Gerente QSMS – Engº Elton Saturnino Campos Secretaria: 2677-4180 Moura (21) 9811-0421 Engº de Segurança – Roberto Vogel 2677-2394 Plantão IERC (após 16:30 h ou finais de semana e feriados) Plantão IERC 2677-2744 – após o BIP, discar 703614 Plantão IERC/QSMS 2677-2744 – após o BIP, discar 703612Comunicação com o Consórcio QIA comunicação de emergência pode ser realizada para qualquer pessoa / setor listada noquadro abaixo: COMUNICAÇÃO COM O CONSÓRCIO QIÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  14. 14. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 14/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Setor / Função Telefone / Canal Gerente do Contrato/ – Fernando Costa (21) 2004-3003 Gerente de SMS – Engº Navarro 2156-3232 e 8306-1735 Coordenador de Segurança – Engº Abel 2156-3306 e 9336-5617 Coordenadora de Meio Ambiente – Engª Ana Paula 2156-3306 e 8136-3676 SMS – Emergência – Ambulância TS Sergio 9493-6918 TST Heitor- 8217-5764 Técnicos de Segurança / Técnicos de Meio TST Mário Sergio- 8275-0174 TST Octacílio - 8821-6862 Ambiente TMA Rafael Pinto – 9828-2530 TST Sirlene- 8268-7875 Coordenadora de Saúde – Dra. Fátima 9766-0800 SMS – Ambulatório – Técnica Enfermagem - Ieta 9467-3926 Produção – Engº Civil- José Eustáquio 8223-0634 Gerente Civil- Engº Francisco Miguel 8222-76186.8 Desocupação das áreasOs procedimentos e atribuições para se efetuar a evacuação de área(s) interna(s)sujeita(s) a risco(s) estão apresentados no Plano de Evacuação de Área (PE-4D-00278) daREDUC, que define o abandono das áreas da Refinaria impactadas por uma situação deemergência.6.9 Disposição Final dos ResíduosOs resíduos oriundos das emergências e seu atendimento serão tratados conforme oprocedimento PDRE.As ações de remediação da área contaminada serão estabelecidas após vistoria do localimpactado, por técnicos da SMS.7. Registros- Check list para trabalhos Noturnos – Anexo 1- Avaliação Clínica para Execução de trabalho Noturno – Anexo 2- APR nº 032/2007 – Estacas Pré-Moldadas – Atividades Noturnas – Anexo 3Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  15. 15. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 15/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489- Planilha de levantamento de Perigos e Avaliação de Riscos – Anexo 48. ReferênciaCIV/PE-1 – Cravação de estacas Pré-MoldadasN-2644 – Critérios para elaboração do PCL – Norma Petrobras.PE-25-IERC/QSMS-002 – Plano de Atendimento a Eventos Não-Planejados em ObraGerenciada pela IERC.PE-4D-00278-D – Plano de Evacuação de Área da UN-REDUC;PE-4D-00280-F – Plano de Contingência da UN-REDUC;PSGSMS – Manual do Sistema de Gestão Integrada de Segurança, Meio Ambiente eSaúde;SSO-MA/PE-03 – Acidentes e Incidentes;SSO-MA/PE-13 – Plano Diretor de Resíduos e Efluentes - PDRESSO-MA/PE-16 – Plano de Emergência Local - PELSSO-MA/PE-17 – Plano de Emergência Médica e Primeiros Socorros – PEMPS;SSO-MA/PE-26 – Descargas AtmosféricasÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  16. 16. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 16/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Check List Trabalho Noturno R E Q U IS IT O S P A R A TR ABA LHO NO TURN O F R E N T E D E T R AB AL H O : L OC AL : D A T A: CÓ D. C NC NA O s pr ofi ss io n a i s d e SM S tê m a ne c e s sá ri a p e rc e p çã o de r i sc os p a ra a id e n ti fic a ç ão d a s si tu a ç õe s p e r igo sa s e d a a v al ia ç ão d o s 1 tr a b a lha d o r e s q ue p o s sa m e sta r e xp o s tos d e s ne c e s s a r ia m e nte a r is c os o u q ue n ã o e s te j a m e m a d e q u a da s c on d iç õ es fís i ca s/o rg â nic a s ? O P P R A co n te m p la a m e d i çã o d o s n ív e i s d e il u m ina ç ã o d o s l o ca is d e t ra b a lh o , a fim d e e vi ta r o s tr e s s vi su a l? H á c ó p ia d o 2 c e r tif ic a d o de c a li b r a ç ã o e a in d ic a ç ão d o l u xí m e tr o a s er u ti li za d o? S SO - M A/ PE- 7 H ou ve a va lia çã o m é d ic a d o s co lab o ra d o r e s qu e e s ta r ã o 3 r e a l iz a n d o tr a ba l h o s n o tu rn o s ? H á pla n o de a çã o p a ra a o c or r ê nc ia d e d e sc ar ga s a t m os fé ri ca s? 4 F o i p r e v is to p l a n o d e c o m u n i ca ç ão p a r a d iv u lg a çã o d e s s a s o c o r r ê n c ia s? S S O- M A /PE - 2 6 O P C M AT est á a tua li za d o e d e ac o r d o c om o P PR A 5 c o n te m p l a n d o a s a ti vi d ad e s n o tur na s ? S SO - M A /PE -6 e S SO - M A /PE - 7 F o i p r e v is to e e n c o ntr a- s e d i sp o n ív e l r a z o áv e l q ua n tid a d e d e 6 E PIs p a r a e ve n tu a i s su b sti tu i çõ e s d ur an te a r e a l iz a çã o d e tr a b a lho s n o tur no s ? 7 A a li m e nta ç ã o ( la n c h e, j a n t a r ,ca fé d a m a n hã ) 8 E xi ste a p r o g ra m aç ã o d e tr a n sp o r te a de qu a d o ? 9 O s ba te - e sta ca s de ve m e s ta r p o si c io n a do s d e m o d o q u e n ão a p re sen te m r is co s a d ic io na i s e ne m r is co s u n s p a r a o s o utr o s . C - C O N F OR M E N C - NÃ O CO NFO R ME N A - N ÃO S E A P L IC A O B S E R V AÇ Õ E S: T é c ni c o d e S e g ur a n ç a __ _ _ _ _ __ __ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ __ _ _Área Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  17. 17. Tipo de Documento Código do Documento Procedimento Específico SS0-MA/PE-41 Título do Documento Revisão Pág. Plano de Contingências para Trabalhos 0 17/19 NoturnosNº Doc/PetrobrasMA-5230.00-9100-912-489Avaliação Clínica para a execução de trabalho noturno AVALIAÇ ÃO C LÍN ICA PARA EXEC UÇÃO DE TRABALHO NOTURNO Nome:_________________________________________________ Data Nasc.:__________ RG /CP:________________________________________________ Idade: __________ Função:________________________________________________ Sexo: __________ Endereço:______________________________________________ Estado Civil:_________ HISTÓRICO DE SAÚDE : Hipertensão Arterial( )_________________________________________________________________________ Doença Cardiológica( )________________________________________________________________________ Doença vascular( )____________________________________________________________________________ Diabetes( )__________________________________________________________________________________ Dislipidemias( )______________________________________________________________________________ Distúrbios Gastrointestinais(Digestivos)___________________________________________________________ Bronquite/Asma( )____________________________________________________________________________ Doenças Mentais( )____________________________________________________________________________ Doenças Neurológicas/ AVE/Epilepsia( )__________________________________________________________ Distúrbios do Sono:____________________________________________________________________________ Irritação/N ervosismo:__________________________________________________________________________ Fadiga (visual/mental/física):____________________________________________________________________ Doenças do sangue/Anemia/Leuce mia( )___________________________________________________________ Cefaléia:_____________________________________________________________________________________ Cirurgias( )__________________________________________________________________________________ Doenças osteo-articulares/Lombalgias_____________________________________________________________ Outras informações( )_________________________________________________________________________ HÁBITOS PESSOAIS: Tabagismo( )_________________________________________________________________________________ Etilismo( )___________________________________________________________________________________ Drogas( )____________________________________________________________________________________ Prática de exercícios( )_________________________________________________________________________ Uso diário de medicamentos( )___________________________________________________________________ EX AME FÍSICO/CLÍNICO: Altura:__________ Peso:__________ PA:_____________ FC: _________ ACV:_______________________________________________________________________________________ Aparelho Respiratório:_________________________________________________________________________ Abdome:____________________________________________________________________________________ Membros Inferiores:___________________________________________________________________________ Observações Gerais:___________________________________________________________________________ Queixas Clínicas:_____________________________________________________________________________ Data:_____________ Médico:______________________________________________________ ( )APTO ( )INAPTOÁrea Emitente Área AprovaçãoGSC Fernando Navarro GSC Antonio Fernando Navarro
  18. 18. APR – Análise Preliminar de Risco Data APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS 15/11/07 Revisão 0 Folha 1/1Local Código Proj eto ClienteREDUC - CANTEIRO AVANÇADO HDS 032/2007 HDS (U-4500), RECUP.H2(U-4580) E OFF-SITES PETROBRASContrato Processo0800.0029680.07.2 ESTACAS PRÉ-MOLDADAS - ATIVIDADE NOTURNA IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO PERIGO / DANO A VALIÇÃO DE RISCO LEGISLAÇÃO / GERENCIAMENTOS ITEM FUNCIONÁRIOS GERENCIAMENTOS RE QUISITO APLICÁVEL NECESSÁRIOS ATIVIDADE ST PERIGO DANO GRAV PROB CR E XPO STOS EXISTENTES Uso de EPI; Avaliação Ruído em a mbiente ambiental das condições NR-06, NR-15, NR-17, Perda auditiva LP B I ***** industrial de trabalho; Avaliação NR-18 e NR-21 médica periódica Uso de EP I, isolamento Queda de material Lesões, escoriações, morte EP A III NR-06, NR-11, NR-18 ***** de área Dimensionar iluminação, re alizar medições nos Falta ou excesso de NR-06, NR-15, NR-17, Monitoramento da área de Fadiga Visual , fadiga física locais de trabalho. LP B I Iluminação NR-18 e NR-24 trabalho Monitoramento da equipe de trabalho Si nalização de área . A área de risco para sinalização Queda de peças móveis de Uso de EPI, Uso de EPC Lesões, escoriações, morte EP A III NR-06, NR-12, NR-18 deverá ser a distância de 1,5 equipamentos e sinalização vezes a altura da torre do 1 E STAQUEAMENTO R 40 bate-estaca. Paralisação das atividade s em dias Lesões causadas por chu vosos com Descarga Atmosférica LP B I Anexo Contratual ***** descarga atmosférica incidências de descargas atmosféricas. Abrigos com SPDA. Trabalho em altura Escoriações, le sões e morte Uso de EPI e EPC EP A III NR-06, NR-18 ***** Lesões, ferimentos com Uso de EP I, isolamento Material projetado EP A III NR-06, NR-18 ***** corte de área Análise de ri sco da tarefa, afastamento d e Cho que elétrico, 3,0 m ou desligamento Contato com eletricidade EP A III NR-10 ***** queimadura, morte da rede elétrica aérea na movimenta ção do bate estaca. ELABORAÇÃO SESMT RESP ONSÁVE L PELA APLICAÇÃO FIS CALIZAÇÃO (quando necessário)LEGENDA CR. Categoria do Risco= (I) Trivial (II) Tolerável (III) Moderado ( IV) Substancial ( V) Intolerável GRAV. Gravidade= LP Levemente Prejudicial, P Pr ejudicial, EP Extremamente Prejudicial PROB. Probabilidade= B Baixa, M Média, A Alta ST. Situação= R Rotineira, NR Não Rotineira, E Emergencial 18
  19. 19. Levantamento e Avaliação dos Aspectos/Perigos e Impactos/Danos-Controles Tipo de Documento Estabelecimento Planilha de levantamento de dados CANTEIRO AVANÇADO HDS Título do Documento Levantamento e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais e Ocupacionais Programa Revisão Página Sistema de Gestão Integrado 00 01Setor CIVIL Passado ( ) Presente (X) Planejado ( ) APROVADO POR : ANTONIO FERNANDO NAVARROAtividade CRAVAÇÃO DE ESTACAS PRÉ-MOLDADAS - TRABALHO NOTURNO DATA: 20/11/07 IDENTIFICAÇÃO EXAME FILTROS SIG S x F/P - SIGNIFICÂNCIA F/P - FREQ/PROBABILID PARTES INTERESSADAS REQ. LEGAIS E OUTROS ETAPA OU TAREFA SIM ou NÃO SITUAÇÃO (N ou E) (-) ou (+)I (D ou i) S - SEVERIDADETE ASPECTOS / PERIGOS IMPACTOS E DANOS LAP - REQUISITOS LEGAIS E OUTROS APLICÁV CONTROLEM - SIG OHSAS 18001 EPIS SIM Ruído D Perda Auditiva N 1 1 X X NR-06,NR-15, NR-17, NR-18, NR-22 CONSCIENTIZAÇÃO DO PESSOAL ATRAVÉS DE DDSMS EPIS , ( CIV/PE-1 ) Falta ou excesso de iluminação UTILIZAÇÃO DE ILUMINAÇÃO Fadiga Visual e Física SIM Cravação de estacas pré-moldadas e atividades afins D N 2 2 X X NR-06, NR-15, NR-17, NR-18, NR-24 ARTIFICIAL PARA O TRABALHO Ocorrência de acidentes pessoais NOTURNO ATENDENDO À LEGISLAÇÃO VIGENTE EPIS , DDS DIÁRIO, SSO-MA/PE-26 Lesões causadas por Descargas INTERRUPÇÃO DAS ATIVIDADES SIM Descarga Atmosférica D N 2 2 X X ANEXO CONTRATUAL Atmosféricas IMEDIATAMENTE APÓS O COMUNICADO DE ALERTA PELA FISCALIZAÇÃO EPIS, EPC, FERRAMENTAS SIM Queda de Material D Lesões , Escoriações e Morte E 3 3 4 X X NR-06,NR-11,NR-18 AMARRADAS PARA EVITAR QUEDA SINALIZAÇÃO E ISOLAMENTO DA ÁREA1 EPIS, EPC, DDS DIÁRIO, SIM Trabalho em Altura D Escoriações e Morte E 2 3 4 X X NR-06, NR-18 SSO-MA/PE-29 EPIS, PROVIDENCIAR ATERRAMENTO E 3 3 4 X X ELÉTRICO DAS MÁQUINAS E SIM Contato com Eletricidade Choque Elétrico, Queimadura, Morte NR-10 EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO, UTILIZAÇÃO DE "DR" NOS PAINÉIS ELÉTRICOS EPIS, ISOLAMENTO DA ÁREA, SIM Material Projetado Lesões, Ferimentos com Corte NR-06, NR-18 UTILIZAÇÃO DE BIOMBOS PARA A E X X 1 2 2 EXECUÇÃO DE SOLDAS APLICAÇÃO DE LVS DIÁRIAS E Queda de Peças Móveis de INTERROMPER AS ATIVIDADES SEMPRE SIM Escoriações, Cortes e Morte E X X NR-06, NR-12, NR-18 Equipamentos QUE HOUVER A POSSIBILIDADE DE QUEDA OU QUEBRA DE MATERIAIS 3 3 4 19

×