SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 59
Baixar para ler offline
Seminário Julio Castro sobre
      Alfabetização
     Montevideo 14/12/2001
Alfabetização tecnológico-digital

        Jarbas Novelino Barato
         jarbas.barato@gmail.com
Metáfora proposta por Alan Kay
O COMPUTADOR É UM PIANO
O que fazem analfabetos em pianos?
O que fazem os alfabetizados em
           pianos?
Metáfora de Alan Kay
• Tem riqueza mais grande que uma
  comunicação sobre o tema da alfabetização
  digital
• Mostra o ridículo (e o dramático) em
  carregamento de pianos
• Deixa claro que o cidadão comum deve fazer
  música com o piano
Pianos expandem capacidade humana
           de fazer música
Plano de exposição
•   Enunciar princípios
•   Revelar referências
•   Falar de raízes
•   Citar um crítico
•   Apresentar dois casos
•   Sugerir direções
Os Princípios
Alfabetizado
         Acessa
       Transforma
         Produz
       Compartilha

Diz a própria palavra
Acessa
INFORMAÇÃO
Transforma
INFORMAÇÃO
Produz
CONHECIMENTO
Compartilha
CONHECIMENTO
Diz a própria palavra
Alfabetização como...
•   Afirmação de cidadania
•   Consciência do significado
•   Resistência à dominação
•   Domínio da linguagem
•   Produção de saber pessoal
•   Afirmação de humanidade
Referências Pré-digitais
• Paulo Freire: objetivo último da alfabetização
  é a capacidade de ler o mundo, no texto e no
  contexto
• Don Lorenzo Milani: objetivo último da
  alfabetização é o de superar diferença entre a
  privação e acesso pleno à cultura; de maneira
  que o alfabetizado diga a própria palavra
Freire e tecnologia digital: um exemplo
• Blogs e possibilidade de dizer a própria
  palavra
• O caso de periodistas na ocupação do Iraque
• Atuação de Christine Boese: apoio técnico e
  indicação de caminho para escapar de leitura
  oficial da guerra
• Surgimento de warblogs que trouxeram visões
  divergentes sobre a ocupação do Iraque
Tradução (português) do artigo
          de Boese
  http://jarbas.wordpress.com/035-
     paulo-freire-na-blogolandia/
Raízes
•   No princípio era a informação
•   Mais é melhor
•   Aqui agora
•   Informação se converte em mercadoria
•   Tecnologia digital multiplica constantemente a
    informação
Corte cinematográfico

Sigo Daniel Boorstin e viajo para
tempos anteriores à tecnologia
             digital
Consumo de imagem//Consumo de informação
Como a tecnologia da informação pode produzir analfabetos
Para Boorstin
mudança na cultura: substituição da substância
 pela imagem.

facilidade para produzir e reproduzir imagens
  diminuiu interesse pela escrita

surgimento das relações públicas manipulativas e
  da cultura da publicidade substituiu outra
  cultura baseada na busca da Verdade
Tecnologia como forma de des-alfabetizar as pessoas
Exemplo de uso da imagem, na sua dimensão simbólica, como
                forma de ocultara verdade.
Um exemplo
•   Greve em mina em Ludlow (1914)
•   Polícia age
•   Cinquenta e três mortos
•   Família Rockefeller ganha fama de crueldade
•   Má fama era ruim para os negócios
•   Entra em cena um jornalista...
Ivy Ledbetter Lee cria uma imagem
                 para

• Desacreditar os grevistas
• Promover imagem pública favorável de
  Rockefeller
• Produzir pseudo-evento:
Rockefeller preocupado com o bem-estar social
Finalidade da invenção de Lee

Converter em notícia a nova
 imagem do magnata
Des-alfabetizar o leitor
O caso contado
• Destaca aspectos inerentes – quase sempre
  invisíveis – das novas tecnologias
• Mostra a emergência da imagem – concreta e
  simbolicamente – como móvel principal da
  informação
• Sugere necessidade de insistir em “leitura do
  mundo”
Uma Crítica

NEIL POSTMAN
Destaques
• Tecnologia dá, tecnologia tira (saca)
• Conversão da possibilidade em necessidade
• Importância da semântica
Postman complementado por Kay
• Muita informação
• Dificuldades pra determinar importância da
  informação
• Incapacidade para ler informação; fica-se em
  simples reprodução
• Saída necessária: capacidade de transformar
  informação em saberes significativos
CASOS
Figura em material sobre a linguagem Basic

REFERÊNCIA AO BASIC FICARÁ
CLARA LÁ NA FRENTE
As investigadoras da SDSU em 82
• Incapazes de chamar 313
• Incapazes de fazer o que sabiam
• Vítimas de um medo promovido por
  profissionais dos meios digitais
• Incomodadas com necessidade de utilizar uma
  meta-linguagem
Investigadoras...
• Aterrorizadas com a meta-programação para
  usar o SPSS’x
• Domínio de saberes estatísticos precedia
  domínio da meta programação
• Engano de ênfase em sintaxe; como se vê a
  seguir
Nos anos 80
• Predominou visão de que a alfabetização
  deveria ser sintática
• Milhares de pessoas – talvez milhões – fizeram
  curso de Basic
• O Basic não abriu paraísos ocupacionais
• Gente capacitada em Basic perdeu tempo e
  dinheiro
Outro caso: a primeira vez
A primeira vez de jovens e adultos em
                  90
•   Sem dor
•   Sem medo
•   Sem dependência
•   Com afirmação
•   Com prazer
Dois casos sugerem
• Fracasso de abordagem sintática
• Existência de concepção que insiste em
  iniciação em entranhas dos computadores e
  sistemas
• Obsolescência muito rápida das gramáticas
  digitais
Inspiração
Caminante no hay camino
SE HACE CAMINO AL ANDAR
Direções
Definição de Tecnologia



Tecnologia = ferramenta + imaginação
Definição de Tecnologia


  Tecnologia exige:
        Ação
   Transformação
      Produção
Artefatos e sistemas não são
               tecnologia


São ferramentas cujo potencial de uso depende
  de imaginação
Alerta importante de Donald
          Norman
   É preciso deixar de lado qualquer
 sugestão desumanizante de tecnologia
 como a proposta pelo lema da Feira de
                Chicago
Lema da Feira de Chicago



A ciência descobre, a indústria
aplica, os homens se adaptam.
Duas perspectivas

•   Tecnologia soberana    •   Gente no comando
•   Ênfase na informação   •   Ênfase no Conhecimento
•   Reprodução             •   Produção
•   Adaptação humana       •   Ferramentas de trabalho
•   Estrutura e sintaxe    •   Semântica
Alfabetização digital requer
• Reconhecimento de mundo representado pelo
  texto
• Transformação da informação disponível em
  conhecimento significativo para os sujeitos
• Desenvolvimento de sentimento de autoria
• Criação de redes nas quais seja possível
  compartilhar saberes
Nada de ...
Carregar pianos
Tudo a ver com...
Criar música com o piano
Gracias a todas y todos

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Alfabetização digital e o piano

Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Elis Monteiro
 
REDHIS Tecnologias na educação - Aula 1
REDHIS  Tecnologias na educação - Aula 1REDHIS  Tecnologias na educação - Aula 1
REDHIS Tecnologias na educação - Aula 1Paulo Alexandre
 
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil Giardelli
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil GiardelliAula Blogcorporativos Jump Com Gil Giardelli
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil GiardelliGil Giardelli
 
CULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITALCULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITALvialencar
 
Aula1 hipermídia revisão de conceitos
Aula1 hipermídia revisão de conceitosAula1 hipermídia revisão de conceitos
Aula1 hipermídia revisão de conceitoslilianedb
 
A democracia e a era digital com gil giardelli
A democracia e a era digital com gil giardelliA democracia e a era digital com gil giardelli
A democracia e a era digital com gil giardelliSEBRAE MS
 
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...Joana Tadeu
 
Redes & Novas Mídias
Redes & Novas MídiasRedes & Novas Mídias
Redes & Novas MídiasTallita Alves
 
Li [modo de compatibilidade]
Li [modo de compatibilidade]Li [modo de compatibilidade]
Li [modo de compatibilidade]Rosário Caldeira
 
O pensamento computacional com forma de potencializar o aprendizado
O pensamento computacional com forma de potencializar o  aprendizadoO pensamento computacional com forma de potencializar o  aprendizado
O pensamento computacional com forma de potencializar o aprendizadoSergio Crespo
 
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...Rodrigo Freese Gonzatto
 
Cibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoCibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoMariano Pimentel
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEditora Moderna
 
Comunicação, comunidades e memória
Comunicação, comunidades e memóriaComunicação, comunidades e memória
Comunicação, comunidades e memóriaDeborah Cattani
 

Semelhante a Alfabetização digital e o piano (20)

Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
 
Slides IEAD - UCB
Slides IEAD - UCBSlides IEAD - UCB
Slides IEAD - UCB
 
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
 
REDHIS Tecnologias na educação - Aula 1
REDHIS  Tecnologias na educação - Aula 1REDHIS  Tecnologias na educação - Aula 1
REDHIS Tecnologias na educação - Aula 1
 
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil Giardelli
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil GiardelliAula Blogcorporativos Jump Com Gil Giardelli
Aula Blogcorporativos Jump Com Gil Giardelli
 
CULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITALCULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITAL
 
Aula1 hipermídia revisão de conceitos
Aula1 hipermídia revisão de conceitosAula1 hipermídia revisão de conceitos
Aula1 hipermídia revisão de conceitos
 
A democracia e a era digital com gil giardelli
A democracia e a era digital com gil giardelliA democracia e a era digital com gil giardelli
A democracia e a era digital com gil giardelli
 
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...
Uma sociedade incluída pode ser mais facilmente "literacizada" informacionalm...
 
Atividades
AtividadesAtividades
Atividades
 
Redes & Novas Mídias
Redes & Novas MídiasRedes & Novas Mídias
Redes & Novas Mídias
 
Li [modo de compatibilidade]
Li [modo de compatibilidade]Li [modo de compatibilidade]
Li [modo de compatibilidade]
 
Ppcyb2 t1 alunos_apresentacao_e_fundamentos
Ppcyb2 t1 alunos_apresentacao_e_fundamentosPpcyb2 t1 alunos_apresentacao_e_fundamentos
Ppcyb2 t1 alunos_apresentacao_e_fundamentos
 
O pensamento computacional com forma de potencializar o aprendizado
O pensamento computacional com forma de potencializar o  aprendizadoO pensamento computacional com forma de potencializar o  aprendizado
O pensamento computacional com forma de potencializar o aprendizado
 
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...
Paulo Freire em diálogo com Álvaro Vieira Pinto: a conscientização frente à q...
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento
 
Cibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoCibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de Informação
 
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura Digital
 
Comunicação, comunidades e memória
Comunicação, comunidades e memóriaComunicação, comunidades e memória
Comunicação, comunidades e memória
 

Mais de ureps

Agenda Foro Regional Educación y Trabajo
Agenda Foro Regional Educación y TrabajoAgenda Foro Regional Educación y Trabajo
Agenda Foro Regional Educación y Trabajoureps
 
Agenda Foro Educación y Trabajo
Agenda Foro Educación y TrabajoAgenda Foro Educación y Trabajo
Agenda Foro Educación y Trabajoureps
 
Escuela Técnica Paysandú
Escuela Técnica PaysandúEscuela Técnica Paysandú
Escuela Técnica Paysandúureps
 
Escuela Técnica Artigas
Escuela Técnica ArtigasEscuela Técnica Artigas
Escuela Técnica Artigasureps
 
Escuela Agraria Florida
Escuela Agraria FloridaEscuela Agraria Florida
Escuela Agraria Floridaureps
 
Escuela agraria florida
Escuela agraria floridaEscuela agraria florida
Escuela agraria floridaureps
 
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documento
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 DocumentoProyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documento
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documentoureps
 
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentación
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 PresentaciónProyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentación
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentaciónureps
 
Análisis Margarita Luaces
Análisis Margarita LuacesAnálisis Margarita Luaces
Análisis Margarita Luacesureps
 
Análisis Ema Massera
Análisis Ema MasseraAnálisis Ema Massera
Análisis Ema Masseraureps
 
Agenda primer foro de ure ps
Agenda primer foro de ure psAgenda primer foro de ure ps
Agenda primer foro de ure psureps
 
Cronograma
CronogramaCronograma
Cronogramaureps
 
Cronograma
CronogramaCronograma
Cronogramaureps
 
Rodríguez de las heras
Rodríguez de las herasRodríguez de las heras
Rodríguez de las herasureps
 
Afiche escuela las piedras
Afiche escuela las piedrasAfiche escuela las piedras
Afiche escuela las piedrasureps
 
Propia
PropiaPropia
Propiaureps
 
Afiche prolee
Afiche proleeAfiche prolee
Afiche proleeureps
 
Primeros pasos en Moodle
Primeros pasos en MoodlePrimeros pasos en Moodle
Primeros pasos en Moodleureps
 
Afiche
AficheAfiche
Aficheureps
 
Cecilia ruegger y ana torron
Cecilia ruegger y ana torronCecilia ruegger y ana torron
Cecilia ruegger y ana torronureps
 

Mais de ureps (20)

Agenda Foro Regional Educación y Trabajo
Agenda Foro Regional Educación y TrabajoAgenda Foro Regional Educación y Trabajo
Agenda Foro Regional Educación y Trabajo
 
Agenda Foro Educación y Trabajo
Agenda Foro Educación y TrabajoAgenda Foro Educación y Trabajo
Agenda Foro Educación y Trabajo
 
Escuela Técnica Paysandú
Escuela Técnica PaysandúEscuela Técnica Paysandú
Escuela Técnica Paysandú
 
Escuela Técnica Artigas
Escuela Técnica ArtigasEscuela Técnica Artigas
Escuela Técnica Artigas
 
Escuela Agraria Florida
Escuela Agraria FloridaEscuela Agraria Florida
Escuela Agraria Florida
 
Escuela agraria florida
Escuela agraria floridaEscuela agraria florida
Escuela agraria florida
 
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documento
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 DocumentoProyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documento
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Documento
 
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentación
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 PresentaciónProyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentación
Proyecto Ureps ITS Paysandú 2012 Presentación
 
Análisis Margarita Luaces
Análisis Margarita LuacesAnálisis Margarita Luaces
Análisis Margarita Luaces
 
Análisis Ema Massera
Análisis Ema MasseraAnálisis Ema Massera
Análisis Ema Massera
 
Agenda primer foro de ure ps
Agenda primer foro de ure psAgenda primer foro de ure ps
Agenda primer foro de ure ps
 
Cronograma
CronogramaCronograma
Cronograma
 
Cronograma
CronogramaCronograma
Cronograma
 
Rodríguez de las heras
Rodríguez de las herasRodríguez de las heras
Rodríguez de las heras
 
Afiche escuela las piedras
Afiche escuela las piedrasAfiche escuela las piedras
Afiche escuela las piedras
 
Propia
PropiaPropia
Propia
 
Afiche prolee
Afiche proleeAfiche prolee
Afiche prolee
 
Primeros pasos en Moodle
Primeros pasos en MoodlePrimeros pasos en Moodle
Primeros pasos en Moodle
 
Afiche
AficheAfiche
Afiche
 
Cecilia ruegger y ana torron
Cecilia ruegger y ana torronCecilia ruegger y ana torron
Cecilia ruegger y ana torron
 

Alfabetização digital e o piano

  • 1. Seminário Julio Castro sobre Alfabetização Montevideo 14/12/2001
  • 2. Alfabetização tecnológico-digital Jarbas Novelino Barato jarbas.barato@gmail.com
  • 3. Metáfora proposta por Alan Kay O COMPUTADOR É UM PIANO
  • 4. O que fazem analfabetos em pianos?
  • 5.
  • 6. O que fazem os alfabetizados em pianos?
  • 7.
  • 8. Metáfora de Alan Kay • Tem riqueza mais grande que uma comunicação sobre o tema da alfabetização digital • Mostra o ridículo (e o dramático) em carregamento de pianos • Deixa claro que o cidadão comum deve fazer música com o piano
  • 9. Pianos expandem capacidade humana de fazer música
  • 10. Plano de exposição • Enunciar princípios • Revelar referências • Falar de raízes • Citar um crítico • Apresentar dois casos • Sugerir direções
  • 12. Alfabetizado Acessa Transforma Produz Compartilha Diz a própria palavra
  • 17. Diz a própria palavra
  • 18. Alfabetização como... • Afirmação de cidadania • Consciência do significado • Resistência à dominação • Domínio da linguagem • Produção de saber pessoal • Afirmação de humanidade
  • 19. Referências Pré-digitais • Paulo Freire: objetivo último da alfabetização é a capacidade de ler o mundo, no texto e no contexto • Don Lorenzo Milani: objetivo último da alfabetização é o de superar diferença entre a privação e acesso pleno à cultura; de maneira que o alfabetizado diga a própria palavra
  • 20.
  • 21. Freire e tecnologia digital: um exemplo • Blogs e possibilidade de dizer a própria palavra • O caso de periodistas na ocupação do Iraque • Atuação de Christine Boese: apoio técnico e indicação de caminho para escapar de leitura oficial da guerra • Surgimento de warblogs que trouxeram visões divergentes sobre a ocupação do Iraque
  • 22. Tradução (português) do artigo de Boese http://jarbas.wordpress.com/035- paulo-freire-na-blogolandia/
  • 23. Raízes • No princípio era a informação • Mais é melhor • Aqui agora • Informação se converte em mercadoria • Tecnologia digital multiplica constantemente a informação
  • 24. Corte cinematográfico Sigo Daniel Boorstin e viajo para tempos anteriores à tecnologia digital
  • 25.
  • 26. Consumo de imagem//Consumo de informação Como a tecnologia da informação pode produzir analfabetos
  • 27. Para Boorstin mudança na cultura: substituição da substância pela imagem. facilidade para produzir e reproduzir imagens diminuiu interesse pela escrita surgimento das relações públicas manipulativas e da cultura da publicidade substituiu outra cultura baseada na busca da Verdade
  • 28. Tecnologia como forma de des-alfabetizar as pessoas Exemplo de uso da imagem, na sua dimensão simbólica, como forma de ocultara verdade.
  • 29. Um exemplo • Greve em mina em Ludlow (1914) • Polícia age • Cinquenta e três mortos • Família Rockefeller ganha fama de crueldade • Má fama era ruim para os negócios • Entra em cena um jornalista...
  • 30. Ivy Ledbetter Lee cria uma imagem para • Desacreditar os grevistas • Promover imagem pública favorável de Rockefeller • Produzir pseudo-evento: Rockefeller preocupado com o bem-estar social
  • 31. Finalidade da invenção de Lee Converter em notícia a nova imagem do magnata Des-alfabetizar o leitor
  • 32. O caso contado • Destaca aspectos inerentes – quase sempre invisíveis – das novas tecnologias • Mostra a emergência da imagem – concreta e simbolicamente – como móvel principal da informação • Sugere necessidade de insistir em “leitura do mundo”
  • 34. Destaques • Tecnologia dá, tecnologia tira (saca) • Conversão da possibilidade em necessidade • Importância da semântica
  • 35. Postman complementado por Kay • Muita informação • Dificuldades pra determinar importância da informação • Incapacidade para ler informação; fica-se em simples reprodução • Saída necessária: capacidade de transformar informação em saberes significativos
  • 36. CASOS
  • 37.
  • 38. Figura em material sobre a linguagem Basic REFERÊNCIA AO BASIC FICARÁ CLARA LÁ NA FRENTE
  • 39. As investigadoras da SDSU em 82 • Incapazes de chamar 313 • Incapazes de fazer o que sabiam • Vítimas de um medo promovido por profissionais dos meios digitais • Incomodadas com necessidade de utilizar uma meta-linguagem
  • 40. Investigadoras... • Aterrorizadas com a meta-programação para usar o SPSS’x • Domínio de saberes estatísticos precedia domínio da meta programação • Engano de ênfase em sintaxe; como se vê a seguir
  • 41. Nos anos 80 • Predominou visão de que a alfabetização deveria ser sintática • Milhares de pessoas – talvez milhões – fizeram curso de Basic • O Basic não abriu paraísos ocupacionais • Gente capacitada em Basic perdeu tempo e dinheiro
  • 42. Outro caso: a primeira vez
  • 43. A primeira vez de jovens e adultos em 90 • Sem dor • Sem medo • Sem dependência • Com afirmação • Com prazer
  • 44. Dois casos sugerem • Fracasso de abordagem sintática • Existência de concepção que insiste em iniciação em entranhas dos computadores e sistemas • Obsolescência muito rápida das gramáticas digitais
  • 46. Caminante no hay camino SE HACE CAMINO AL ANDAR
  • 48. Definição de Tecnologia Tecnologia = ferramenta + imaginação
  • 49. Definição de Tecnologia Tecnologia exige: Ação Transformação Produção
  • 50. Artefatos e sistemas não são tecnologia São ferramentas cujo potencial de uso depende de imaginação
  • 51. Alerta importante de Donald Norman É preciso deixar de lado qualquer sugestão desumanizante de tecnologia como a proposta pelo lema da Feira de Chicago
  • 52. Lema da Feira de Chicago A ciência descobre, a indústria aplica, os homens se adaptam.
  • 53. Duas perspectivas • Tecnologia soberana • Gente no comando • Ênfase na informação • Ênfase no Conhecimento • Reprodução • Produção • Adaptação humana • Ferramentas de trabalho • Estrutura e sintaxe • Semântica
  • 54. Alfabetização digital requer • Reconhecimento de mundo representado pelo texto • Transformação da informação disponível em conhecimento significativo para os sujeitos • Desenvolvimento de sentimento de autoria • Criação de redes nas quais seja possível compartilhar saberes
  • 57. Tudo a ver com...
  • 58. Criar música com o piano
  • 59. Gracias a todas y todos