Seminário Julio Castro sobre      Alfabetização     Montevideo 14/12/2001
Alfabetização tecnológico-digital        Jarbas Novelino Barato         jarbas.barato@gmail.com
Metáfora proposta por Alan KayO COMPUTADOR É UM PIANO
O que fazem analfabetos em pianos?
O que fazem os alfabetizados em           pianos?
Metáfora de Alan Kay• Tem riqueza mais grande que uma  comunicação sobre o tema da alfabetização  digital• Mostra o ridícu...
Pianos expandem capacidade humana           de fazer música
Plano de exposição•   Enunciar princípios•   Revelar referências•   Falar de raízes•   Citar um crítico•   Apresentar dois...
Os Princípios
Alfabetizado         Acessa       Transforma         Produz       CompartilhaDiz a própria palavra
AcessaINFORMAÇÃO
TransformaINFORMAÇÃO
ProduzCONHECIMENTO
CompartilhaCONHECIMENTO
Diz a própria palavra
Alfabetização como...•   Afirmação de cidadania•   Consciência do significado•   Resistência à dominação•   Domínio da lin...
Referências Pré-digitais• Paulo Freire: objetivo último da alfabetização  é a capacidade de ler o mundo, no texto e no  co...
Freire e tecnologia digital: um exemplo• Blogs e possibilidade de dizer a própria  palavra• O caso de periodistas na ocupa...
Tradução (português) do artigo          de Boese  http://jarbas.wordpress.com/035-     paulo-freire-na-blogolandia/
Raízes•   No princípio era a informação•   Mais é melhor•   Aqui agora•   Informação se converte em mercadoria•   Tecnolog...
Corte cinematográficoSigo Daniel Boorstin e viajo paratempos anteriores à tecnologia             digital
Consumo de imagem//Consumo de informaçãoComo a tecnologia da informação pode produzir analfabetos
Para Boorstinmudança na cultura: substituição da substância pela imagem.facilidade para produzir e reproduzir imagens  dim...
Tecnologia como forma de des-alfabetizar as pessoasExemplo de uso da imagem, na sua dimensão simbólica, como              ...
Um exemplo•   Greve em mina em Ludlow (1914)•   Polícia age•   Cinquenta e três mortos•   Família Rockefeller ganha fama d...
Ivy Ledbetter Lee cria uma imagem                 para• Desacreditar os grevistas• Promover imagem pública favorável de  R...
Finalidade da invenção de LeeConverter em notícia a nova imagem do magnataDes-alfabetizar o leitor
O caso contado• Destaca aspectos inerentes – quase sempre  invisíveis – das novas tecnologias• Mostra a emergência da imag...
Uma CríticaNEIL POSTMAN
Destaques• Tecnologia dá, tecnologia tira (saca)• Conversão da possibilidade em necessidade• Importância da semântica
Postman complementado por Kay• Muita informação• Dificuldades pra determinar importância da  informação• Incapacidade para...
CASOS
Figura em material sobre a linguagem BasicREFERÊNCIA AO BASIC FICARÁCLARA LÁ NA FRENTE
As investigadoras da SDSU em 82• Incapazes de chamar 313• Incapazes de fazer o que sabiam• Vítimas de um medo promovido po...
Investigadoras...• Aterrorizadas com a meta-programação para  usar o SPSS’x• Domínio de saberes estatísticos precedia  dom...
Nos anos 80• Predominou visão de que a alfabetização  deveria ser sintática• Milhares de pessoas – talvez milhões – fizera...
Outro caso: a primeira vez
A primeira vez de jovens e adultos em                  90•   Sem dor•   Sem medo•   Sem dependência•   Com afirmação•   Co...
Dois casos sugerem• Fracasso de abordagem sintática• Existência de concepção que insiste em  iniciação em entranhas dos co...
Inspiração
Caminante no hay caminoSE HACE CAMINO AL ANDAR
Direções
Definição de TecnologiaTecnologia = ferramenta + imaginação
Definição de Tecnologia  Tecnologia exige:        Ação   Transformação      Produção
Artefatos e sistemas não são               tecnologiaSão ferramentas cujo potencial de uso depende  de imaginação
Alerta importante de Donald          Norman   É preciso deixar de lado qualquer sugestão desumanizante de tecnologia como ...
Lema da Feira de ChicagoA ciência descobre, a indústriaaplica, os homens se adaptam.
Duas perspectivas•   Tecnologia soberana    •   Gente no comando•   Ênfase na informação   •   Ênfase no Conhecimento•   R...
Alfabetização digital requer• Reconhecimento de mundo representado pelo  texto• Transformação da informação disponível em ...
Nada de ...
Carregar pianos
Tudo a ver com...
Criar música com o piano
Gracias a todas y todos
Jarbas novelino barato
Jarbas novelino barato
Jarbas novelino barato
Jarbas novelino barato
Jarbas novelino barato
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jarbas novelino barato

1.091 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
107
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jarbas novelino barato

  1. 1. Seminário Julio Castro sobre Alfabetização Montevideo 14/12/2001
  2. 2. Alfabetização tecnológico-digital Jarbas Novelino Barato jarbas.barato@gmail.com
  3. 3. Metáfora proposta por Alan KayO COMPUTADOR É UM PIANO
  4. 4. O que fazem analfabetos em pianos?
  5. 5. O que fazem os alfabetizados em pianos?
  6. 6. Metáfora de Alan Kay• Tem riqueza mais grande que uma comunicação sobre o tema da alfabetização digital• Mostra o ridículo (e o dramático) em carregamento de pianos• Deixa claro que o cidadão comum deve fazer música com o piano
  7. 7. Pianos expandem capacidade humana de fazer música
  8. 8. Plano de exposição• Enunciar princípios• Revelar referências• Falar de raízes• Citar um crítico• Apresentar dois casos• Sugerir direções
  9. 9. Os Princípios
  10. 10. Alfabetizado Acessa Transforma Produz CompartilhaDiz a própria palavra
  11. 11. AcessaINFORMAÇÃO
  12. 12. TransformaINFORMAÇÃO
  13. 13. ProduzCONHECIMENTO
  14. 14. CompartilhaCONHECIMENTO
  15. 15. Diz a própria palavra
  16. 16. Alfabetização como...• Afirmação de cidadania• Consciência do significado• Resistência à dominação• Domínio da linguagem• Produção de saber pessoal• Afirmação de humanidade
  17. 17. Referências Pré-digitais• Paulo Freire: objetivo último da alfabetização é a capacidade de ler o mundo, no texto e no contexto• Don Lorenzo Milani: objetivo último da alfabetização é o de superar diferença entre a privação e acesso pleno à cultura; de maneira que o alfabetizado diga a própria palavra
  18. 18. Freire e tecnologia digital: um exemplo• Blogs e possibilidade de dizer a própria palavra• O caso de periodistas na ocupação do Iraque• Atuação de Christine Boese: apoio técnico e indicação de caminho para escapar de leitura oficial da guerra• Surgimento de warblogs que trouxeram visões divergentes sobre a ocupação do Iraque
  19. 19. Tradução (português) do artigo de Boese http://jarbas.wordpress.com/035- paulo-freire-na-blogolandia/
  20. 20. Raízes• No princípio era a informação• Mais é melhor• Aqui agora• Informação se converte em mercadoria• Tecnologia digital multiplica constantemente a informação
  21. 21. Corte cinematográficoSigo Daniel Boorstin e viajo paratempos anteriores à tecnologia digital
  22. 22. Consumo de imagem//Consumo de informaçãoComo a tecnologia da informação pode produzir analfabetos
  23. 23. Para Boorstinmudança na cultura: substituição da substância pela imagem.facilidade para produzir e reproduzir imagens diminuiu interesse pela escritasurgimento das relações públicas manipulativas e da cultura da publicidade substituiu outra cultura baseada na busca da Verdade
  24. 24. Tecnologia como forma de des-alfabetizar as pessoasExemplo de uso da imagem, na sua dimensão simbólica, como forma de ocultara verdade.
  25. 25. Um exemplo• Greve em mina em Ludlow (1914)• Polícia age• Cinquenta e três mortos• Família Rockefeller ganha fama de crueldade• Má fama era ruim para os negócios• Entra em cena um jornalista...
  26. 26. Ivy Ledbetter Lee cria uma imagem para• Desacreditar os grevistas• Promover imagem pública favorável de Rockefeller• Produzir pseudo-evento:Rockefeller preocupado com o bem-estar social
  27. 27. Finalidade da invenção de LeeConverter em notícia a nova imagem do magnataDes-alfabetizar o leitor
  28. 28. O caso contado• Destaca aspectos inerentes – quase sempre invisíveis – das novas tecnologias• Mostra a emergência da imagem – concreta e simbolicamente – como móvel principal da informação• Sugere necessidade de insistir em “leitura do mundo”
  29. 29. Uma CríticaNEIL POSTMAN
  30. 30. Destaques• Tecnologia dá, tecnologia tira (saca)• Conversão da possibilidade em necessidade• Importância da semântica
  31. 31. Postman complementado por Kay• Muita informação• Dificuldades pra determinar importância da informação• Incapacidade para ler informação; fica-se em simples reprodução• Saída necessária: capacidade de transformar informação em saberes significativos
  32. 32. CASOS
  33. 33. Figura em material sobre a linguagem BasicREFERÊNCIA AO BASIC FICARÁCLARA LÁ NA FRENTE
  34. 34. As investigadoras da SDSU em 82• Incapazes de chamar 313• Incapazes de fazer o que sabiam• Vítimas de um medo promovido por profissionais dos meios digitais• Incomodadas com necessidade de utilizar uma meta-linguagem
  35. 35. Investigadoras...• Aterrorizadas com a meta-programação para usar o SPSS’x• Domínio de saberes estatísticos precedia domínio da meta programação• Engano de ênfase em sintaxe; como se vê a seguir
  36. 36. Nos anos 80• Predominou visão de que a alfabetização deveria ser sintática• Milhares de pessoas – talvez milhões – fizeram curso de Basic• O Basic não abriu paraísos ocupacionais• Gente capacitada em Basic perdeu tempo e dinheiro
  37. 37. Outro caso: a primeira vez
  38. 38. A primeira vez de jovens e adultos em 90• Sem dor• Sem medo• Sem dependência• Com afirmação• Com prazer
  39. 39. Dois casos sugerem• Fracasso de abordagem sintática• Existência de concepção que insiste em iniciação em entranhas dos computadores e sistemas• Obsolescência muito rápida das gramáticas digitais
  40. 40. Inspiração
  41. 41. Caminante no hay caminoSE HACE CAMINO AL ANDAR
  42. 42. Direções
  43. 43. Definição de TecnologiaTecnologia = ferramenta + imaginação
  44. 44. Definição de Tecnologia Tecnologia exige: Ação Transformação Produção
  45. 45. Artefatos e sistemas não são tecnologiaSão ferramentas cujo potencial de uso depende de imaginação
  46. 46. Alerta importante de Donald Norman É preciso deixar de lado qualquer sugestão desumanizante de tecnologia como a proposta pelo lema da Feira de Chicago
  47. 47. Lema da Feira de ChicagoA ciência descobre, a indústriaaplica, os homens se adaptam.
  48. 48. Duas perspectivas• Tecnologia soberana • Gente no comando• Ênfase na informação • Ênfase no Conhecimento• Reprodução • Produção• Adaptação humana • Ferramentas de trabalho• Estrutura e sintaxe • Semântica
  49. 49. Alfabetização digital requer• Reconhecimento de mundo representado pelo texto• Transformação da informação disponível em conhecimento significativo para os sujeitos• Desenvolvimento de sentimento de autoria• Criação de redes nas quais seja possível compartilhar saberes
  50. 50. Nada de ...
  51. 51. Carregar pianos
  52. 52. Tudo a ver com...
  53. 53. Criar música com o piano
  54. 54. Gracias a todas y todos

×