SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
Cecília Tomás
Congresso Internacional
«Tomás Moro e o Sonho de um mundo melhor»
24, 25 e 26 de novembro de 2016
“(...) é a informação sobre o
comportamento das pessoas em
vez da informação sobre as suas
vidas. É sobre o comportamento
dos clientes, funcionários, e as
perspetivas para o seu novo
negócio. Não é sobre as coisas que
coloca no Facebook, e não é sobre
as suas pesquisas no Google, que é
o que a maioria das pessoas pensa,
e não é sobre dados de processos
internos à empresa e RFIDs. Este
Big Data vem de coisas como
dados de localização vindos do seu
telemóvel ou cartão de crédito, são
as pequenas migalhas de dados
que deixa atrás de si enquanto se
movimenta no mundo.”
(Pentland, 2012: §2)
3
4
A possibilidade de identificação a partir dos vestígios que o indivíduo vai inserindo na web, das suas
necessidades e capacidades, farão da tecnologia tanto uma extensão do ser humano como levarão
a um aumento exponencial das competências da pessoa.
“A Internet das Coisas continua o que as
redes sociais começaram: quebrar as
fronteiras entre o eu privado e o eu
público. Tal como acontece com
qualquer tecnologia de tal potencial
poderoso, os tecnólogos devem ter
muito cuidado para geri-la em prol do
bem e para educar e informar (todos)
sobre as considerações éticas que
acompanham a sua adoção. Os
educadores e tecnólogos terão de ser
pró-ativos na realização de diálogos e
debates necessários, a fim de proteger a
privacidade, a diversidade e a
aprendizagem.”
(Hancock, 2014)
5
6
Automatização
Personalização / Estandardização
Privacidade / Segurança
- Procedimentos
- Decisões
Subjetividade / Objetividade informacional
Interoperabilidade
Uso ético das tecnologias IoT
Direitos Humanos
Educação
Pertença dos dados
Ética relacional
Ontocentrismo
Coexistencialismo
Sustentabilidade
Partilha
7
Artigo do World Economic Forum
IN https://www.weforum.org/agenda/2016/11/shopping-i-can-t-really-remember-what-that-is/
8
Automatização
Personalização / Estandardização
Privacidade / Segurança
- Procedimentos
- Decisões
Subjetividade / Objetividade informacional
Interoperabilidade
Uso ético das tecnologias IoT
Direitos Humanos
Educação
Pertença dos dados
Ética relacional
Ontocentrismo
Coexistencialismo
Sustentabilidade
Partilha
1) O equilíbrio entre o Ser Humano e a Máquina só será alcançado com a recuperação
da noção de instrumentalidade ligada à exclusiva utilidade do objeto - software e hardware -
(em prol de colmatar uma necessidade sentida) o que levará a que a tecnologia seja uma
extensão, por um lado, e a um aumento, por outro, das capacidades do ser humano;
2) A necessidade de uma forte formação ética, assente nos princípios do dever e da
responsabilidade e do exemplo de heróis morais, dos engenheiros informáticos (de software
e de hardware) e dos engenheiros de redes e comunicações;
3) O caminho que a tecnologia disruptiva abre terá de levar, necessariamente, a uma séria
reflexão sobre os paradigmas (político, socioeconómico, educativo…) instituídos no sentido de
se proporcionar uma viragem paradigmática na construção de um mundo cada vez melhor
(mais humanizado).
9
10
Heidegger
11
12
brigada
cecilia1976@gmail.com
cecilia.tomas.75
ceciliatomas
@ceciliatomas
http://thinkinginternetofthingschallenges.blogspot.pt/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e OrganizaçõesO Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
Luis Borges Gouveia
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
celyassis
 
Manuel castells oficial
Manuel castells oficialManuel castells oficial
Manuel castells oficial
sociofilo2012
 
Informação e redes de informação
Informação e redes de informaçãoInformação e redes de informação
Informação e redes de informação
Raquel de Oliveira
 
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internetRedes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
nextfiocruz
 

Mais procurados (20)

Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)
 
Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede   Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede
 
Definição de sociedade em rede
Definição de sociedade em redeDefinição de sociedade em rede
Definição de sociedade em rede
 
Aula teoria da comunicacao castells
Aula teoria da comunicacao castellsAula teoria da comunicacao castells
Aula teoria da comunicacao castells
 
Novas Tecnologias para Educação
Novas Tecnologias para EducaçãoNovas Tecnologias para Educação
Novas Tecnologias para Educação
 
Tecnologias da Informação
Tecnologias da InformaçãoTecnologias da Informação
Tecnologias da Informação
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
 
O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e OrganizaçõesO Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
O Excesso de Informação e as suas implicações para Indivíduos e Organizações
 
A Cibercultura de Pierre Lévy
A Cibercultura de Pierre LévyA Cibercultura de Pierre Lévy
A Cibercultura de Pierre Lévy
 
Apresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel CastellsApresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel Castells
 
Sociedade em Rede
Sociedade em RedeSociedade em Rede
Sociedade em Rede
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Manuel castells oficial
Manuel castells oficialManuel castells oficial
Manuel castells oficial
 
Recensão equipa capa 2015
Recensão  equipa capa 2015Recensão  equipa capa 2015
Recensão equipa capa 2015
 
Informação e redes de informação
Informação e redes de informaçãoInformação e redes de informação
Informação e redes de informação
 
TIC
TICTIC
TIC
 
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internetRedes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
Redes internacionais-de-pesquisadores-e-redes-sociais-na-internet
 
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
 

Semelhante a Utopia no mundo digital

15.03.26 big data os novos desafios para o profissional da informação
15.03.26   big data os novos desafios para o profissional da informação15.03.26   big data os novos desafios para o profissional da informação
15.03.26 big data os novos desafios para o profissional da informação
Talita Lima
 
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
Daniel Guedes
 

Semelhante a Utopia no mundo digital (20)

Gestao de Midias Digitais
Gestao de Midias DigitaisGestao de Midias Digitais
Gestao de Midias Digitais
 
Tecnologias Digitais
Tecnologias DigitaisTecnologias Digitais
Tecnologias Digitais
 
Interação semântica com Open Educational Resources e repercussões da mesma na...
Interação semântica com Open Educational Resources e repercussões da mesma na...Interação semântica com Open Educational Resources e repercussões da mesma na...
Interação semântica com Open Educational Resources e repercussões da mesma na...
 
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificialAbrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
 
Desafios na Interseção entre Direito e Tecnologia
Desafios na Interseção entre  Direito e TecnologiaDesafios na Interseção entre  Direito e Tecnologia
Desafios na Interseção entre Direito e Tecnologia
 
IA para escritórios de advocacia.docx
IA para escritórios de advocacia.docxIA para escritórios de advocacia.docx
IA para escritórios de advocacia.docx
 
IoT: o despertar dos objetos, sera?
IoT: o despertar dos objetos, sera?IoT: o despertar dos objetos, sera?
IoT: o despertar dos objetos, sera?
 
15.03.26 big data os novos desafios para o profissional da informação
15.03.26   big data os novos desafios para o profissional da informação15.03.26   big data os novos desafios para o profissional da informação
15.03.26 big data os novos desafios para o profissional da informação
 
Privacidade, Transparência Pública e Complexidade
Privacidade, Transparência Pública  e ComplexidadePrivacidade, Transparência Pública  e Complexidade
Privacidade, Transparência Pública e Complexidade
 
Information operations - concepts and doctrine proposal
Information operations - concepts and doctrine proposalInformation operations - concepts and doctrine proposal
Information operations - concepts and doctrine proposal
 
Aula 2 - Governança da Internet
Aula 2 - Governança da InternetAula 2 - Governança da Internet
Aula 2 - Governança da Internet
 
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
 
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
O roubo de identidade, a personalidade virtual e o gerenciamento da identidad...
 
Apresentação da monografia
Apresentação da monografiaApresentação da monografia
Apresentação da monografia
 
Conceitos tic
Conceitos ticConceitos tic
Conceitos tic
 
Sociedade na era big data, dados demais filtros de menos
Sociedade na era big data, dados demais filtros de menosSociedade na era big data, dados demais filtros de menos
Sociedade na era big data, dados demais filtros de menos
 
Tecnologia da informação
Tecnologia da informaçãoTecnologia da informação
Tecnologia da informação
 
Internet das Coisas - Conceitos e Oportunidades de Pesquisa
Internet das Coisas - Conceitos e Oportunidades de PesquisaInternet das Coisas - Conceitos e Oportunidades de Pesquisa
Internet das Coisas - Conceitos e Oportunidades de Pesquisa
 
A internet das coisas e os paradigmas do marketing e do consumo
A internet das coisas e os paradigmas do marketing e do consumoA internet das coisas e os paradigmas do marketing e do consumo
A internet das coisas e os paradigmas do marketing e do consumo
 
Erebd suenia bigdata
Erebd suenia bigdataErebd suenia bigdata
Erebd suenia bigdata
 

Mais de Cecília Tomás

Web social semântica e personalização
Web social  semântica e personalizaçãoWeb social  semântica e personalização
Web social semântica e personalização
Cecília Tomás
 
Eu e a minha identidade virtual
Eu e a minha identidade virtualEu e a minha identidade virtual
Eu e a minha identidade virtual
Cecília Tomás
 

Mais de Cecília Tomás (14)

ETHICAL CHALLENGES IN THE USE OF IOT IN EDUCATION: ON THE PATH TO PERSONALIZA...
ETHICAL CHALLENGES IN THE USE OF IOT IN EDUCATION: ON THE PATH TO PERSONALIZA...ETHICAL CHALLENGES IN THE USE OF IOT IN EDUCATION: ON THE PATH TO PERSONALIZA...
ETHICAL CHALLENGES IN THE USE OF IOT IN EDUCATION: ON THE PATH TO PERSONALIZA...
 
O dever para com o refugiado na era da globalização
O dever para com o refugiado na era da globalizaçãoO dever para com o refugiado na era da globalização
O dever para com o refugiado na era da globalização
 
Acessibilidade das Plataformas de e-Learning em Instituições de Ensino Superi...
Acessibilidade das Plataformas de e-Learning em Instituições de Ensino Superi...Acessibilidade das Plataformas de e-Learning em Instituições de Ensino Superi...
Acessibilidade das Plataformas de e-Learning em Instituições de Ensino Superi...
 
Tabelas acessibilidade plataformas elespp
Tabelas acessibilidade plataformas elesppTabelas acessibilidade plataformas elespp
Tabelas acessibilidade plataformas elespp
 
Acessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃO
Acessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃOAcessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃO
Acessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃO
 
A Acessibilidade das Plataformas de Elearning em Instituições de Ensino Sup...
A Acessibilidade das Plataformas de Elearning   em Instituições de Ensino Sup...A Acessibilidade das Plataformas de Elearning   em Instituições de Ensino Sup...
A Acessibilidade das Plataformas de Elearning em Instituições de Ensino Sup...
 
SEMANTIC WEB and PERSONALIZATION
SEMANTIC WEB and PERSONALIZATIONSEMANTIC WEB and PERSONALIZATION
SEMANTIC WEB and PERSONALIZATION
 
Web social semântica e personalização
Web social  semântica e personalizaçãoWeb social  semântica e personalização
Web social semântica e personalização
 
Perspectiva de um actor do processo de inovação II: uma estudante
Perspectiva de um actor do processo de inovação II:  uma estudantePerspectiva de um actor do processo de inovação II:  uma estudante
Perspectiva de um actor do processo de inovação II: uma estudante
 
Eu e a minha identidade virtual
Eu e a minha identidade virtualEu e a minha identidade virtual
Eu e a minha identidade virtual
 
Creative commons
Creative commonsCreative commons
Creative commons
 
Autenticidade e opacidade pessoal nas relações de amizade
Autenticidade e opacidade pessoal nas relações de amizadeAutenticidade e opacidade pessoal nas relações de amizade
Autenticidade e opacidade pessoal nas relações de amizade
 
As Redes sociais e o Facebook
As Redes sociais e o FacebookAs Redes sociais e o Facebook
As Redes sociais e o Facebook
 
O debate em filosofia
O debate em filosofiaO debate em filosofia
O debate em filosofia
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 

Utopia no mundo digital

  • 1. Cecília Tomás Congresso Internacional «Tomás Moro e o Sonho de um mundo melhor» 24, 25 e 26 de novembro de 2016
  • 2.
  • 3. “(...) é a informação sobre o comportamento das pessoas em vez da informação sobre as suas vidas. É sobre o comportamento dos clientes, funcionários, e as perspetivas para o seu novo negócio. Não é sobre as coisas que coloca no Facebook, e não é sobre as suas pesquisas no Google, que é o que a maioria das pessoas pensa, e não é sobre dados de processos internos à empresa e RFIDs. Este Big Data vem de coisas como dados de localização vindos do seu telemóvel ou cartão de crédito, são as pequenas migalhas de dados que deixa atrás de si enquanto se movimenta no mundo.” (Pentland, 2012: §2) 3
  • 4. 4 A possibilidade de identificação a partir dos vestígios que o indivíduo vai inserindo na web, das suas necessidades e capacidades, farão da tecnologia tanto uma extensão do ser humano como levarão a um aumento exponencial das competências da pessoa.
  • 5. “A Internet das Coisas continua o que as redes sociais começaram: quebrar as fronteiras entre o eu privado e o eu público. Tal como acontece com qualquer tecnologia de tal potencial poderoso, os tecnólogos devem ter muito cuidado para geri-la em prol do bem e para educar e informar (todos) sobre as considerações éticas que acompanham a sua adoção. Os educadores e tecnólogos terão de ser pró-ativos na realização de diálogos e debates necessários, a fim de proteger a privacidade, a diversidade e a aprendizagem.” (Hancock, 2014) 5
  • 6. 6 Automatização Personalização / Estandardização Privacidade / Segurança - Procedimentos - Decisões Subjetividade / Objetividade informacional Interoperabilidade Uso ético das tecnologias IoT Direitos Humanos Educação Pertença dos dados Ética relacional Ontocentrismo Coexistencialismo Sustentabilidade Partilha
  • 7. 7 Artigo do World Economic Forum IN https://www.weforum.org/agenda/2016/11/shopping-i-can-t-really-remember-what-that-is/
  • 8. 8 Automatização Personalização / Estandardização Privacidade / Segurança - Procedimentos - Decisões Subjetividade / Objetividade informacional Interoperabilidade Uso ético das tecnologias IoT Direitos Humanos Educação Pertença dos dados Ética relacional Ontocentrismo Coexistencialismo Sustentabilidade Partilha
  • 9. 1) O equilíbrio entre o Ser Humano e a Máquina só será alcançado com a recuperação da noção de instrumentalidade ligada à exclusiva utilidade do objeto - software e hardware - (em prol de colmatar uma necessidade sentida) o que levará a que a tecnologia seja uma extensão, por um lado, e a um aumento, por outro, das capacidades do ser humano; 2) A necessidade de uma forte formação ética, assente nos princípios do dever e da responsabilidade e do exemplo de heróis morais, dos engenheiros informáticos (de software e de hardware) e dos engenheiros de redes e comunicações; 3) O caminho que a tecnologia disruptiva abre terá de levar, necessariamente, a uma séria reflexão sobre os paradigmas (político, socioeconómico, educativo…) instituídos no sentido de se proporcionar uma viragem paradigmática na construção de um mundo cada vez melhor (mais humanizado). 9
  • 10. 10