SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA
EXCRETOR
SISTEMA
SISTEMA EXCRETOR
 Sistema urinário (urina).
 Sistema respiratório [dióxido de carbono
(co2) e vapor d’água].
 Sistema digestivo (alimentos não digeridos e
água).
 Além destes sistemas também a pele, faz
parte do sistema excretor (suor).
O SISTEMA URINÁRIO
O Sistema Urinário encontra-se na
cavidade abdominal e é constituído por:
 Os rins (dois);
 Os ureteres (dois);
 A bexiga;
 A ureta.
OS RINS
Apresentam:
 Formato de feijão.
 Cor vermelho escuro.
 Tamanho 12 cm aproximadamente.
 Peso 140g.
FUNÇÃO DOS RINS
FILTRAÇÃO – O sangue é filtrado
nos rins, ao passar pelos glomérulos,
num processo chamado filtração
glomerular.
FUNÇÃO DOS RINS
REABSORÇÃO – A quantidade de
líquidos que passam dos glomérulos para
Cápsula de Bowman (filtrado
glomerular) é muito grande, cerca de
170 litros por dia. Desse total 99% é
reabsorvido pelos túbulos renais.
URETERES
São canais musculosos e elásticos e
medem aproximadamente cerca de 25 a
30 cm e três milímetros de diâmetro.
Saem dos rins e se dirigem à bexiga.
FUNÇÃO DOS URETERES
A função dos ureteres é a propulsão
da urina por contração peristáltica
(em ondas) da sua camada de
músculo liso. Esta contração é
completamente inconsciente.
A BEXIGA
Situada na parte inferior do abdômen, à
frente do reto nos homens e defronte ao
útero nas mulheres, a bexiga é um
reservatório músculo membranoso onde se
recebe e acumula a urina nos intervalos das
micções.
FUNÇÃO DA BEXIGA
A função da bexiga é acumular a
urina produzida nos rins . A urina
chega à bexiga através dos ureteres e
é eliminada para o exterior pela da
uretra.
A URETRA
É um conduto membranoso pelo qual se
expulsa a urina desde a bexiga até o meio
externo.
FUNÇÃO DA URETRA
Sua função é propelir a urina desde
a bexiga até o exterior. O seu
esfíncter permite o controle
consciente por parte do indivíduo do
esvaziamento da bexiga.
CUIDADOS COM
SISTEMA
URINÁRIO
EXCESSO DE SAL
 CONCENTRAÇÃO DE CLORETO DE
SÓDIO (NaCl) NO SANGUE OBRIGA AOS
RINS A UM TRABALHO EXTRA.
CONSUMO ABUSIVO DE CARNE
 A CARNE PRODUZ SUBSTÂNCIAS
DIFÍCEIS DE SEREM ELIMINADAS PELOS
RINS, E ESTAS SE ACUMULAM NAS
ARTICULAÇÕES E MÚSCULOS CAUSANDO
DORES.
CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS
 O CONSUMO DE ÁLCOOL DESTRÓI AS
ESTRUTURAS DOS RINS.
ÁGUA
INGESTÃO ÁGUA
 BEBER ÁGUA FACILITA O
FUNCIONAMENTO DOS RINS E DE TODO O
ORGANISMO.
 DEVEMOS INGERIR PELOS MENOS 2
LITROS DE ÁGUA AO DIA.
Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfáticoCatir
 
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Ana Carolina
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOsandranascimento
 
Sistema urinario anato
Sistema urinario anatoSistema urinario anato
Sistema urinario anatocesarromero13
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretoremanuel
 
6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinárioSimone Alvarenga
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascularCésar Milani
 
Anatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioAnatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioPedro Miguel
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaMarília Gomes
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologiaHamilton Nobrega
 
Aula 11 Sistema urinário/excretor - anatomia
Aula 11   Sistema urinário/excretor - anatomiaAula 11   Sistema urinário/excretor - anatomia
Aula 11 Sistema urinário/excretor - anatomiaHamilton Nobrega
 
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Lucas Fontes
 

Mais procurados (20)

Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfático
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Sistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
 
Sistema urinario
Sistema urinarioSistema urinario
Sistema urinario
 
Sistema urinario anato
Sistema urinario anatoSistema urinario anato
Sistema urinario anato
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário6ª aula sistema urinário
6ª aula sistema urinário
 
8 ano sistema digestório
8 ano sistema digestório8 ano sistema digestório
8 ano sistema digestório
 
Sistema urinario
Sistema urinarioSistema urinario
Sistema urinario
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Anatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioAnatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema Urinário
 
Sistema cardiovascular - 8º ano
Sistema cardiovascular - 8º anoSistema cardiovascular - 8º ano
Sistema cardiovascular - 8º ano
 
Sistema excretor novo
Sistema excretor   novoSistema excretor   novo
Sistema excretor novo
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humana
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Aula 11 Sistema urinário/excretor - anatomia
Aula 11   Sistema urinário/excretor - anatomiaAula 11   Sistema urinário/excretor - anatomia
Aula 11 Sistema urinário/excretor - anatomia
 
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
 

Semelhante a Sistema Excretor (Urinário) Humano

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretorguesta61019
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema ExcretorPelo Siro
 
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaSISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaADELANEROCHA3
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaFranciscaalineBrito
 
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfAnatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfniltonlialunga
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleHelena Borralho
 
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptxURINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptxcapsemfSemf
 
Sistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptxSistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptxMarcusBancilon1
 
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomia
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomiaSlide com aula do Sistema Urinário / anatomia
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomiaTanielLopesdaSilva1
 
Capítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioCapítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioIgor Brant
 

Semelhante a Sistema Excretor (Urinário) Humano (20)

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaSISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
 
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfAnatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a Pele
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema Urinário
Sistema UrinárioSistema Urinário
Sistema Urinário
 
2016 Frente 2 módulo 10 excreção humana
2016 Frente 2 módulo 10 excreção humana2016 Frente 2 módulo 10 excreção humana
2016 Frente 2 módulo 10 excreção humana
 
Sistema Excretor
Sistema Excretor Sistema Excretor
Sistema Excretor
 
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptxURINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Sistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptxSistema excretor_05-11-20.pptx
Sistema excretor_05-11-20.pptx
 
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomia
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomiaSlide com aula do Sistema Urinário / anatomia
Slide com aula do Sistema Urinário / anatomia
 
Função excretora
Função excretoraFunção excretora
Função excretora
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º anoSistema Excretor 8º ano
Sistema Excretor 8º ano
 
Excrecao
ExcrecaoExcrecao
Excrecao
 
Capítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioCapítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinário
 

Mais de Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Mais de Governo do Estado do Rio Grande do Sul (20)

Genética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de HereditariedadeGenética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de Hereditariedade
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
 
Ecossistemas e Biomas
Ecossistemas e BiomasEcossistemas e Biomas
Ecossistemas e Biomas
 
Gametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
Gametogênese, Fecundação e Embriologia HumanaGametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
Gametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Metodologia de projetos
Metodologia de projetosMetodologia de projetos
Metodologia de projetos
 
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTAA crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
 
Alimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientesAlimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientes
 
Mosquito em foco
Mosquito em focoMosquito em foco
Mosquito em foco
 
Ciências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBACiências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBA
 
Combate ao Aedes aegypti
Combate ao Aedes aegyptiCombate ao Aedes aegypti
Combate ao Aedes aegypti
 
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e EndemiaSurto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
 
Portfólio - Seminário Integrado
Portfólio - Seminário IntegradoPortfólio - Seminário Integrado
Portfólio - Seminário Integrado
 
Reprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º anoReprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º ano
 
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANOMovimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
 
Sistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANOSistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANO
 
Lixo eletrônico e Tabela Periódica
Lixo eletrônico e Tabela PeriódicaLixo eletrônico e Tabela Periódica
Lixo eletrônico e Tabela Periódica
 
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Introdução à química
Introdução à químicaIntrodução à química
Introdução à química
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxEduardaMedeiros18
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 

Sistema Excretor (Urinário) Humano

  • 2. SISTEMA EXCRETOR  Sistema urinário (urina).  Sistema respiratório [dióxido de carbono (co2) e vapor d’água].  Sistema digestivo (alimentos não digeridos e água).  Além destes sistemas também a pele, faz parte do sistema excretor (suor).
  • 4. O Sistema Urinário encontra-se na cavidade abdominal e é constituído por:  Os rins (dois);  Os ureteres (dois);  A bexiga;  A ureta.
  • 6. Apresentam:  Formato de feijão.  Cor vermelho escuro.  Tamanho 12 cm aproximadamente.  Peso 140g.
  • 7.
  • 8. FUNÇÃO DOS RINS FILTRAÇÃO – O sangue é filtrado nos rins, ao passar pelos glomérulos, num processo chamado filtração glomerular.
  • 9. FUNÇÃO DOS RINS REABSORÇÃO – A quantidade de líquidos que passam dos glomérulos para Cápsula de Bowman (filtrado glomerular) é muito grande, cerca de 170 litros por dia. Desse total 99% é reabsorvido pelos túbulos renais.
  • 10. URETERES São canais musculosos e elásticos e medem aproximadamente cerca de 25 a 30 cm e três milímetros de diâmetro. Saem dos rins e se dirigem à bexiga.
  • 11. FUNÇÃO DOS URETERES A função dos ureteres é a propulsão da urina por contração peristáltica (em ondas) da sua camada de músculo liso. Esta contração é completamente inconsciente.
  • 12. A BEXIGA Situada na parte inferior do abdômen, à frente do reto nos homens e defronte ao útero nas mulheres, a bexiga é um reservatório músculo membranoso onde se recebe e acumula a urina nos intervalos das micções.
  • 13.
  • 14. FUNÇÃO DA BEXIGA A função da bexiga é acumular a urina produzida nos rins . A urina chega à bexiga através dos ureteres e é eliminada para o exterior pela da uretra.
  • 15. A URETRA É um conduto membranoso pelo qual se expulsa a urina desde a bexiga até o meio externo.
  • 16. FUNÇÃO DA URETRA Sua função é propelir a urina desde a bexiga até o exterior. O seu esfíncter permite o controle consciente por parte do indivíduo do esvaziamento da bexiga.
  • 18. EXCESSO DE SAL  CONCENTRAÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO (NaCl) NO SANGUE OBRIGA AOS RINS A UM TRABALHO EXTRA.
  • 19.
  • 20. CONSUMO ABUSIVO DE CARNE  A CARNE PRODUZ SUBSTÂNCIAS DIFÍCEIS DE SEREM ELIMINADAS PELOS RINS, E ESTAS SE ACUMULAM NAS ARTICULAÇÕES E MÚSCULOS CAUSANDO DORES.
  • 21.
  • 22. CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS  O CONSUMO DE ÁLCOOL DESTRÓI AS ESTRUTURAS DOS RINS.
  • 23.
  • 24. ÁGUA
  • 25. INGESTÃO ÁGUA  BEBER ÁGUA FACILITA O FUNCIONAMENTO DOS RINS E DE TODO O ORGANISMO.  DEVEMOS INGERIR PELOS MENOS 2 LITROS DE ÁGUA AO DIA.
  • 26.
  • 27.