SEJA UM PROFESSOR Como se tornar um professor?
Como surgiu a profissão A educação oficial no Brasil começa em 15 de outubro de 1827, com um decreto imperial de D. Pedro ...
                                                                                                              Requisitos P...
Para ingressar como professor de qualquer instituto federal, basta apenas a graduação. Entretanto, o plano de carreira pre...
Os docentes das Universidades Federais precisam ter ao menos grau de mestre, para concorrerem aos cargos dos concursos, po...
Formação A exigência quanto ao grau de educação acadêmica para a formação de um professor varia de acordo com a área prete...
<ul><li>Bacharelado:  os cursos de bacharelado não habilitam o profissional a lecionar. São cursos superiores de graduação...
<ul><li>Programas de Incentivo </li></ul><ul><li>PROUNI - PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS </li></ul><ul><li>O Programa Un...
<ul><li>UAB - UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL </li></ul>O Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) tem como prioridade a ...
Fatos interessantes <ul><li>Sabia que nem sempre o ensino no Brasil foi organizado com um professor à frente do quadro neg...
Em 1827, D. Pedro I instituiu que a educação superior seria de responsabilidade do governo imperial.  O Ensino Superior er...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seja um professor

1.056 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.056
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seja um professor

  1. 1. SEJA UM PROFESSOR Como se tornar um professor?
  2. 2. Como surgiu a profissão A educação oficial no Brasil começa em 15 de outubro de 1827, com um decreto imperial de D. Pedro I, que determinava que &quot;todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras&quot;. É por causa desse decreto, inclusive, que o Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro. A data, contudo, só foi oficializada em 1963. O acesso à educação, porém, ainda era muito restrito na época do Império. Apenas famílias ricas tinham condições de contratar professores para educar seus filhos. Esses profissionais ou atuavam em escolas privadas ou vendiam conhecimento de forma independente. Apenas a partir dos anos 30, com o surgimento dos grupos escolares, foi que o ensino público gratuito passou a se organizar e atender mais alunos. Nessa época, o poder público passou a se responsabilizar efetivamente pela educação das crianças. Assim, houve a expansão e interiorização dos grupos escolares e as primeiras escolas de formação superior de professores em licenciaturas surgiram .
  3. 3.                                                                                                               Requisitos Podem lecionar nos Ensinos Fundamental e Médio das escolas de Educação Básica, os graduados em licenciaturas e Pedagogia. Na Educação Infantil (creches e pré-escolas) e nos quatro primeiros anos do Ensino Fundamental, admitem-se professores com formação mínima de nível médio, na modalidade normal. Porém, o projeto de lei 5.395/09, que tramita no Congresso Nacional, prevê que apenas a Educação Infantil admita professores com formação mínima de nível médio, na modalidade normal.
  4. 4. Para ingressar como professor de qualquer instituto federal, basta apenas a graduação. Entretanto, o plano de carreira prevê uma retribuição por titulação, que aumenta o salário caso o professor tenha mestrado, doutorado ou mesmo especialização.
  5. 5. Os docentes das Universidades Federais precisam ter ao menos grau de mestre, para concorrerem aos cargos dos concursos, pois atuam especificamente no Ensino Superior. As carreiras das instituições federais também prevêem aumento de salário caso o professor aumente sua titulação.
  6. 6. Formação A exigência quanto ao grau de educação acadêmica para a formação de um professor varia de acordo com a área pretendida. Veja o que você precisa fazer para se habilitar a ensinar onde deseja: <ul><li>Licenciaturas:  os cursos de licenciatura habilitam o profissional a atuar como professor na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e Médio. São cursos superiores de graduação que formam profissionais licenciados em Química, Física, Letras, Matemática, Geografia, Ciências Biológicas e Pedagogia. </li></ul><ul><li>Normal Superior:  curso superior de graduação, na modalidade licenciatura. Tem por finalidade formar professores aptos a lecionar na educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental. </li></ul><ul><li>Magistério: não é curso superior, mas de nível médio. Habilita o professor para lecionar na Educação Infantil. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Bacharelado:  os cursos de bacharelado não habilitam o profissional a lecionar. São cursos superiores de graduação que dão o título de bacharel. Para atuar como docente, o bacharel precisa de curso de complementação pedagógica. E para lecionar no Ensino Superior exige-se que o profissional tenha, no mínimo, curso de Pós-Graduação Lato Sensu (especialização). </li></ul><ul><li>Pedagogia:  o curso de Pedagogia é um curso superior de graduação, na modalidade de licenciatura e tem como finalidade formar professores para atuar na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental (até o 5º ano). É aquele professor que assume integralmente o currículo da série. Os cursos de pedagogia também formam profissionais para atuarem na gestão do sistema escolar, mas a prioridade é a formação de professores . </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Programas de Incentivo </li></ul><ul><li>PROUNI - PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS </li></ul><ul><li>O Programa Universidade para Todos (ProUni), criado em 2005, oferece bolsas de estudo em instituições privadas de Educação Superior. Desde o início do programa, 748 mil pessoas já foram beneficiadas com bolsas de estudos parciais e integrais e puderam ingressar no Ensino Superior. </li></ul><ul><li>Podem concorrer os candidatos que tenham renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. </li></ul><ul><li>FIES - FUNDO DE FINANCIAMENTO AO ESTUDANTE DO ENSINO SUPERIOR </li></ul><ul><li>O Fundo de Financiamento do Estudante do Ensino Superior (Fies) é um programa do Ministério da Educação, operacionalizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), destinado a financiar a graduação de estudantes de baixa renda, que não tenham condições de arcar com as despesas de sua formação. Atualmente, são agentes financeiros do Fies o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>UAB - UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL </li></ul>O Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) tem como prioridade a formação à distância de professores para a Educação Básica. Para atingir este objetivo central a UAB realiza ampla articulação entre instituições públicas de Ensino Superior, estados e municípios, para promover acesso ao Ensino Superior.
  10. 10. Fatos interessantes <ul><li>Sabia que nem sempre o ensino no Brasil foi organizado com um professor à frente do quadro negro e crianças em fileiras?  Até a primeira metade do século XIX, o método era o monotorial: o professor ensinava o conteúdo a alguns alunos, que tinham mais facilidade em aprender o conteúdo. Esses alunos, os monitores, repassavam o conhecimento aos outros alunos que tinham mais dificuldades. </li></ul><ul><li>A primeira escola de formação de professores em nível médio,  na modalidade normal, para o ensino de alunos da Educação Básica data de 1835. A escola foi criada em Niterói (RJ). Depois disso, poucas instituições de formação foram criadas. Só no início do século XX, por volta dos anos 30, os primeiros cursos de licenciatura para formação superior de professores foram estruturados. Mesmo assim, apenas nos grandes centros urbanos da época. </li></ul>
  11. 11. Em 1827, D. Pedro I instituiu que a educação superior seria de responsabilidade do governo imperial.  O Ensino Superior era destinado exclusivamente à formação das elites do país. Foi assim até a primeira metade do século XX. Só na década de 60, o poder público passou a se preocupar com a democratização do acesso à educação

×