SlideShare uma empresa Scribd logo
POPULAÇÃO MUNDIAL
2. População Mundial Fases de Evolução Indicadores Demográficos
Estrutura(s) Etária(s) Pirâmides Etárias Consequências Políticas Demográficas
Pirâmides Etárias MAPA CONCEPTUAL GERAL A tem diferentes É
analisada pelos permitindo caracterizar a originando diferentes que pode ser
analisadas através de que reflectem determinadas tornando-se necessário a
aplicação de originando novas Clica-me para terminar
3. POPULAÇÃO MUNDIAL
4. INDICADORES DEMOGRÁFICOS Natalidade – Nº de nados-vivos
ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo;
Mortalidade – Nº de óbitos ocorridos numa determinada área, num
determinado período de tempo; Crescimento Natural – Diferença entre a
Natalidade e a Mortalidade (CN=N-M); Taxa de Natalidade – Nº de nadosvivos, em média por cada mil habitantes, ocorridos numa determinada área
num determinado período de tempo (T.N.=___ Natalidade ___x 1000) Pop.
Absoluta Taxa de Mortalidade - Nº de óbitos, em média por cada mil
habitantes, ocorridos numa determinada área num determinado período de
tempo (T.M.=___ Mortalidade ___x 1000) Pop. Absoluta Taxa de Crescimento
Natural – Diferença entre a Natalidade e a Mortalidade (T.C.N.= TN-TM);
5. INDICADORES DEMOGRÁFICOS Taxa de Mortalidade Infantil - Nº de
óbitos de crianças com idades inferiores a 1 ano, em média por cada mil nadosvivos, ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo (
T.M.= __ Mortalidade < 1 ano _x 1000 Natalidade Índice de Fecundidade – Nº
médio de filhos por mulher em idade fértil (15-49 anos); 2,1 filhos – Índice de
renovação das gerações; Esperança Média de Vida – Nº de anos que, em
média, uma pessoa tem probabilidade de viver;
6. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO REGIME DEMOGRÁFICO
PRIMITIVO – ATÉ 1750 Altas taxas de Natalidade Papel social da mulher
reduzido; Inexistência de Métodos de Controlo do Nascimento; Trabalho
Infantil Permitido; Poligamia; Família numerosa sinal de prestígio; Utilização
dos filhos como mão-de-obra não remunerada; Epidemias e guerras frequentes;
Fome; Ausência de métodos de cura e prevenção de doenças; Inexistência de
saneamento básico; Falta de hábitos de higiene; Não existe escolaridade
mínima obrigatória; Altas taxas de Mortalidade
7. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO REVOLUÇÃO
DEMOGRÁFICA – 1750 A 1950 (EUROPA e EUA) Avanços na Medicina
(descoberta de vacinas e antibióticos); Melhores condições alimentares como
resultado da revolução agrícola; Melhoria nas condições de higiene;
Diminuição da ocorrência de conflitos; Proibição do trabalho infantil; Redução
dos horários laborais; Diminuição das taxas de Mortalidade
8. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO EXPLOSÃO
DEMOGRÁFICA – A PARTIR DE 1950 Diminuição das T. Natalidade P.D.
Emancipação da mulher; Divulgação do planeamento familiar; Monogamia;
Filhos vistos como factor de despesa; Casamento tardio; Elevado custo das
habitações; Aumento do nível de instrução. Acções de ajuda internacional;
Campanhas de vacinação; Utilização de antibióticos; Campanhas alimentares;
Diminuição das T. Mortalidade P.E.D.
9. ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO “ COMPOSIÇÃO DA
POPULAÇÃO POR IDADES” CONCEITOS-CHAVE Grupos etários: Jovens
(0 aos 14 anos); Adultos (15 aos 64); Idosos (65 e mais anos); Classes Etárias:
Conjunto da população com idades entre intervalos de cinco anos.
10. PIRÂMIDES ETÁRIAS “ GRÁFICO DE BARRAS QUE REPRESENTA
A POPULAÇÃO POR CLASSES ETÁRIAS E POR SEXOS” TIPOS DE
PIRÂMIDES ETÁRIAS JOVEM ENVELHECIDA CARACTERÍSTICAS
Base larga e topo estreito; Alta taxa de Natalidade; Alta taxa de Mortalidade;
Grande Índice de Fecundidade; Esperança Média de Vida Baixa.
CARACTERÍSTICAS Base estreita e topo alargado; Baixa taxa de Natalidade
e Mortalidade; Fraco Índice de Fecundidade; Esperança Média de Vida
elevada; Existência de classes ocas.
11. CONSEQUENCIAS DAS ESTRUTURAS ETÁRIAS ESTRUTURA
ETÁRIA JOVEM ESTRUTURA ETÁRIA ENVELHECIDA Excesso de mãode-obra; Desemprego e criminalidade; Subnutrição e fome; Falta de habitação;
Má prestação de cuidados de saúde; Difícil acesso à educação. Falta de mãode-obra; Encerramento de escolas e maternidades; Grandes gastos do estado
com as reformas; Aparecimentos de instituições ligadas à velhice; Diminuição
da população activa.
12. POLÍTICAS DEMOGRÁFICAS NATALISTAS (Medidas para fomentar a
natalidade) ANTINATALISTAS (Medidas para controlar a natalidade)
Atribuição de subsídios a famílias numerosas; Redução de impostos; Aumento
da licença de maternidade; Criação de infantários; Prestação gratuita de
assistência médica; Concessão de facilidades no crédito à habitação.
LIBERAIS (incentivam a não ter filhos) Divulgação dos métodos
contraceptivos; Divulgação do planeamento familiar; Campanha de informação
e sensibilização; Legalização do aborto; REPRESSIVAS (Obrigam a não ter
filhos) Infanticídio; Esterilização forçada de mulheres; Aborto selectivo de
raparigas; Abandono; Penalizações. “ Conjunto de medidas que têm como
objectivo controlar ou fomentar a natalidade”
13. PIRÂMIDES ETÁRIAS “ GRÁFICO DE BARRAS QUE REPRESENTA
A POPULAÇÃO POR CLASSES ETÁRIAS E POR SEXOS” TIPOS DE
PIRÂMIDES ETÁRIAS ADULTA OU DE TRANSIÇÃO REJUVENESCIDA
Base fica mais estreita como resultado da aplicação de medidas antinatalistas;
A restante pirâmide assemelha-se a uma pirâmide Jovem; Característica dos
Países em Desenvolvimento. Base fica mais larga como resultado da aplicação
de medidas natalistas; A restante pirâmide assemelha-se a uma pirâmide
envelhecida; Características dos Países Desenvolvidos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudos Demográficos
Estudos DemográficosEstudos Demográficos
Estudos Demográficos
Professora Verônica Santos
 
Dinâmica demográfica
Dinâmica demográficaDinâmica demográfica
Dinâmica demográfica
nilzatmachado
 
Aula 2 população
Aula 2   populaçãoAula 2   população
Aula 2 população
Péricles Penuel
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Luciano Pessanha
 
52.crescimento populacional.13
52.crescimento populacional.1352.crescimento populacional.13
52.crescimento populacional.13
Leonor Vaz Pereira
 
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humanoPopulação brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
Polyana Gonçalves Oliveira Assis
 
Crescimento Populacional - 1EM
Crescimento Populacional - 1EMCrescimento Populacional - 1EM
Crescimento Populacional - 1EM
Ademir Aquino
 
Politicas Demográficas em Portugal
Politicas Demográficas em PortugalPoliticas Demográficas em Portugal
Politicas Demográficas em Portugal
Geografia .
 
Aspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
Aspectos Demográficos e Estrutura da População BrasileiraAspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
Aspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
Helena Morita
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
Paula Tomaz
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
Positivo e Sesi
 
5 formacao da-populacao_brasileira
5 formacao da-populacao_brasileira5 formacao da-populacao_brasileira
5 formacao da-populacao_brasileira
Lucas Cechinel
 
Matéria lecionada
Matéria lecionadaMatéria lecionada
Matéria lecionada
Elisabete Muche
 
Power Point Da PopulaçãO Do Mundo
Power Point Da PopulaçãO Do MundoPower Point Da PopulaçãO Do Mundo
Power Point Da PopulaçãO Do Mundo
guest86db11b
 
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
Pelo Siro
 
Indicadores demográficos
Indicadores demográficosIndicadores demográficos
Indicadores demográficos
Pocarolas
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Prof. Francesco Torres
 
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreiaBiologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
becresforte
 
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
ivinhapi
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
tonetto2010
 

Mais procurados (20)

Estudos Demográficos
Estudos DemográficosEstudos Demográficos
Estudos Demográficos
 
Dinâmica demográfica
Dinâmica demográficaDinâmica demográfica
Dinâmica demográfica
 
Aula 2 população
Aula 2   populaçãoAula 2   população
Aula 2 população
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
52.crescimento populacional.13
52.crescimento populacional.1352.crescimento populacional.13
52.crescimento populacional.13
 
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humanoPopulação brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
População brasileira dinâmica e desenvolvimento humano
 
Crescimento Populacional - 1EM
Crescimento Populacional - 1EMCrescimento Populacional - 1EM
Crescimento Populacional - 1EM
 
Politicas Demográficas em Portugal
Politicas Demográficas em PortugalPoliticas Demográficas em Portugal
Politicas Demográficas em Portugal
 
Aspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
Aspectos Demográficos e Estrutura da População BrasileiraAspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
Aspectos Demográficos e Estrutura da População Brasileira
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
5 formacao da-populacao_brasileira
5 formacao da-populacao_brasileira5 formacao da-populacao_brasileira
5 formacao da-populacao_brasileira
 
Matéria lecionada
Matéria lecionadaMatéria lecionada
Matéria lecionada
 
Power Point Da PopulaçãO Do Mundo
Power Point Da PopulaçãO Do MundoPower Point Da PopulaçãO Do Mundo
Power Point Da PopulaçãO Do Mundo
 
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
1192977909 1192920246 factores_fundamentais_saude_ind
 
Indicadores demográficos
Indicadores demográficosIndicadores demográficos
Indicadores demográficos
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreiaBiologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
 
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
 

Destaque

Geografia 8º ano
Geografia 8º anoGeografia 8º ano
Geografia 8º ano
Sandra Matos Rodrigues
 
Prova de geografia 8º ano 2
Prova de geografia 8º ano 2Prova de geografia 8º ano 2
Prova de geografia 8º ano 2
Google
 
Pp estrutura etária e politicas demograficas
Pp estrutura etária e politicas demograficasPp estrutura etária e politicas demograficas
Pp estrutura etária e politicas demograficas
Ministério da Educação
 
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabaritoGeo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
CBM
 
Politicas demográficas
Politicas demográficasPoliticas demográficas
Politicas demográficas
Fábio Pombo
 
Políticas demográficas
Políticas demográficasPolíticas demográficas
Políticas demográficas
Andre Huang
 
Trabalho .
Trabalho .Trabalho .
Trabalho .
Andre Huang
 
Trabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficasTrabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficas
Ministério da Educação
 
Geografia
Geografia Geografia
Geografia
Francisca Sequinel
 
Soluções para o subdesenvolimento
Soluções para o subdesenvolimentoSoluções para o subdesenvolimento
Soluções para o subdesenvolimento
claudiamf11
 
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011) Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
Pedro Damião
 
Projecto Educativo do CNE
Projecto Educativo do CNEProjecto Educativo do CNE
Projecto Educativo do CNE
Catir
 
Los comportamientos demográficos
Los comportamientos demográficosLos comportamientos demográficos
Los comportamientos demográficos
mteresamartin
 
Politicas demograficas
Politicas demograficasPoliticas demograficas
Politicas demograficas
Constanza Contreras
 
Politicas De PoblacióN
Politicas De PoblacióNPoliticas De PoblacióN
Politicas De PoblacióN
Jesus Emanuel Arriaga Caballero
 
Políticas demográficas
Políticas demográficasPolíticas demográficas
Políticas demográficas
Elsa Condeço
 
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e SoluçõesContrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Geografia .
 
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º anoRevisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
Ivani Lima
 
Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas
Idalina Leite
 
História das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em CiênciasHistória das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em Ciências
Catir
 

Destaque (20)

Geografia 8º ano
Geografia 8º anoGeografia 8º ano
Geografia 8º ano
 
Prova de geografia 8º ano 2
Prova de geografia 8º ano 2Prova de geografia 8º ano 2
Prova de geografia 8º ano 2
 
Pp estrutura etária e politicas demograficas
Pp estrutura etária e politicas demograficasPp estrutura etária e politicas demograficas
Pp estrutura etária e politicas demograficas
 
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabaritoGeo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
Geo 7º ano mt pirâmides etárias 2ª etapa 2014.doc gabarito
 
Politicas demográficas
Politicas demográficasPoliticas demográficas
Politicas demográficas
 
Políticas demográficas
Políticas demográficasPolíticas demográficas
Políticas demográficas
 
Trabalho .
Trabalho .Trabalho .
Trabalho .
 
Trabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficasTrabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficas
 
Geografia
Geografia Geografia
Geografia
 
Soluções para o subdesenvolimento
Soluções para o subdesenvolimentoSoluções para o subdesenvolimento
Soluções para o subdesenvolimento
 
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011) Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºB (Janeiro 2011)
 
Projecto Educativo do CNE
Projecto Educativo do CNEProjecto Educativo do CNE
Projecto Educativo do CNE
 
Los comportamientos demográficos
Los comportamientos demográficosLos comportamientos demográficos
Los comportamientos demográficos
 
Politicas demograficas
Politicas demograficasPoliticas demograficas
Politicas demograficas
 
Politicas De PoblacióN
Politicas De PoblacióNPoliticas De PoblacióN
Politicas De PoblacióN
 
Políticas demográficas
Políticas demográficasPolíticas demográficas
Políticas demográficas
 
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e SoluçõesContrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
 
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º anoRevisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
Revisão para prova 1º bimestre 2015 8º ano
 
Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas
 
História das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em CiênciasHistória das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em Ciências
 

Semelhante a População mundial

PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
Junior Oliveira
 
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º anoFicha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
anacristinaccc
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
Virgilio Nt
 
Geo o crescimento da população mundial
Geo o crescimento da população mundialGeo o crescimento da população mundial
Geo o crescimento da população mundial
Adriana Gomes Messias
 
Geografia8ano
Geografia8anoGeografia8ano
Geografia8ano
Mina Silva
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
Eduardo Mendes
 
Evolução da populaçãp
Evolução da populaçãpEvolução da populaçãp
Evolução da populaçãp
Luz Campos
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
unesp
 
16996275 sistema-de-saude-em-cuba
16996275 sistema-de-saude-em-cuba16996275 sistema-de-saude-em-cuba
16996275 sistema-de-saude-em-cuba
Caroline Augusta
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Matheus Boniatti
 
Trabalho de geografia indicadores demográficos
Trabalho de geografia indicadores demográficosTrabalho de geografia indicadores demográficos
Trabalho de geografia indicadores demográficos
google
 
Aula 1 frente 2 população parte 1
Aula 1 frente 2   população parte 1Aula 1 frente 2   população parte 1
Aula 1 frente 2 população parte 1
CADUCOC2
 
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_azAula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
CADUCOC1
 
Dinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileiraDinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileira
Pedro Neves
 
816 politicas demograficas
816 politicas demograficas816 politicas demograficas
816 politicas demograficas
Joana Carvalho
 
População
PopulaçãoPopulação
População
Edilvania Fernandes
 
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
ericaalmeida78
 
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIASLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
Clísthennes Américo
 
Espaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaEspaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economia
Wander Junior
 

Semelhante a População mundial (20)

PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
PopulaçãO
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
 
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º anoFicha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
 
Geo o crescimento da população mundial
Geo o crescimento da população mundialGeo o crescimento da população mundial
Geo o crescimento da população mundial
 
Geografia8ano
Geografia8anoGeografia8ano
Geografia8ano
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Evolução da populaçãp
Evolução da populaçãpEvolução da populaçãp
Evolução da populaçãp
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
 
16996275 sistema-de-saude-em-cuba
16996275 sistema-de-saude-em-cuba16996275 sistema-de-saude-em-cuba
16996275 sistema-de-saude-em-cuba
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
 
Trabalho de geografia indicadores demográficos
Trabalho de geografia indicadores demográficosTrabalho de geografia indicadores demográficos
Trabalho de geografia indicadores demográficos
 
Aula 1 frente 2 população parte 1
Aula 1 frente 2   população parte 1Aula 1 frente 2   população parte 1
Aula 1 frente 2 população parte 1
 
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_azAula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
 
Dinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileiraDinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileira
 
816 politicas demograficas
816 politicas demograficas816 politicas demograficas
816 politicas demograficas
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
 
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIASLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
SLIDE TURMA 8º ANO ECAGL IBIMIRIM - GEOGRAFIA
 
Espaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaEspaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economia
 

População mundial

  • 1. POPULAÇÃO MUNDIAL 2. População Mundial Fases de Evolução Indicadores Demográficos Estrutura(s) Etária(s) Pirâmides Etárias Consequências Políticas Demográficas Pirâmides Etárias MAPA CONCEPTUAL GERAL A tem diferentes É analisada pelos permitindo caracterizar a originando diferentes que pode ser analisadas através de que reflectem determinadas tornando-se necessário a aplicação de originando novas Clica-me para terminar 3. POPULAÇÃO MUNDIAL 4. INDICADORES DEMOGRÁFICOS Natalidade – Nº de nados-vivos ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo; Mortalidade – Nº de óbitos ocorridos numa determinada área, num determinado período de tempo; Crescimento Natural – Diferença entre a Natalidade e a Mortalidade (CN=N-M); Taxa de Natalidade – Nº de nadosvivos, em média por cada mil habitantes, ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo (T.N.=___ Natalidade ___x 1000) Pop. Absoluta Taxa de Mortalidade - Nº de óbitos, em média por cada mil habitantes, ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo (T.M.=___ Mortalidade ___x 1000) Pop. Absoluta Taxa de Crescimento Natural – Diferença entre a Natalidade e a Mortalidade (T.C.N.= TN-TM); 5. INDICADORES DEMOGRÁFICOS Taxa de Mortalidade Infantil - Nº de óbitos de crianças com idades inferiores a 1 ano, em média por cada mil nadosvivos, ocorridos numa determinada área num determinado período de tempo ( T.M.= __ Mortalidade < 1 ano _x 1000 Natalidade Índice de Fecundidade – Nº médio de filhos por mulher em idade fértil (15-49 anos); 2,1 filhos – Índice de renovação das gerações; Esperança Média de Vida – Nº de anos que, em média, uma pessoa tem probabilidade de viver; 6. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO REGIME DEMOGRÁFICO PRIMITIVO – ATÉ 1750 Altas taxas de Natalidade Papel social da mulher reduzido; Inexistência de Métodos de Controlo do Nascimento; Trabalho Infantil Permitido; Poligamia; Família numerosa sinal de prestígio; Utilização dos filhos como mão-de-obra não remunerada; Epidemias e guerras frequentes; Fome; Ausência de métodos de cura e prevenção de doenças; Inexistência de saneamento básico; Falta de hábitos de higiene; Não existe escolaridade mínima obrigatória; Altas taxas de Mortalidade 7. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO REVOLUÇÃO DEMOGRÁFICA – 1750 A 1950 (EUROPA e EUA) Avanços na Medicina (descoberta de vacinas e antibióticos); Melhores condições alimentares como resultado da revolução agrícola; Melhoria nas condições de higiene; Diminuição da ocorrência de conflitos; Proibição do trabalho infantil; Redução dos horários laborais; Diminuição das taxas de Mortalidade 8. FASES DE EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA – A PARTIR DE 1950 Diminuição das T. Natalidade P.D. Emancipação da mulher; Divulgação do planeamento familiar; Monogamia; Filhos vistos como factor de despesa; Casamento tardio; Elevado custo das habitações; Aumento do nível de instrução. Acções de ajuda internacional; Campanhas de vacinação; Utilização de antibióticos; Campanhas alimentares; Diminuição das T. Mortalidade P.E.D. 9. ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO “ COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO POR IDADES” CONCEITOS-CHAVE Grupos etários: Jovens
  • 2. (0 aos 14 anos); Adultos (15 aos 64); Idosos (65 e mais anos); Classes Etárias: Conjunto da população com idades entre intervalos de cinco anos. 10. PIRÂMIDES ETÁRIAS “ GRÁFICO DE BARRAS QUE REPRESENTA A POPULAÇÃO POR CLASSES ETÁRIAS E POR SEXOS” TIPOS DE PIRÂMIDES ETÁRIAS JOVEM ENVELHECIDA CARACTERÍSTICAS Base larga e topo estreito; Alta taxa de Natalidade; Alta taxa de Mortalidade; Grande Índice de Fecundidade; Esperança Média de Vida Baixa. CARACTERÍSTICAS Base estreita e topo alargado; Baixa taxa de Natalidade e Mortalidade; Fraco Índice de Fecundidade; Esperança Média de Vida elevada; Existência de classes ocas. 11. CONSEQUENCIAS DAS ESTRUTURAS ETÁRIAS ESTRUTURA ETÁRIA JOVEM ESTRUTURA ETÁRIA ENVELHECIDA Excesso de mãode-obra; Desemprego e criminalidade; Subnutrição e fome; Falta de habitação; Má prestação de cuidados de saúde; Difícil acesso à educação. Falta de mãode-obra; Encerramento de escolas e maternidades; Grandes gastos do estado com as reformas; Aparecimentos de instituições ligadas à velhice; Diminuição da população activa. 12. POLÍTICAS DEMOGRÁFICAS NATALISTAS (Medidas para fomentar a natalidade) ANTINATALISTAS (Medidas para controlar a natalidade) Atribuição de subsídios a famílias numerosas; Redução de impostos; Aumento da licença de maternidade; Criação de infantários; Prestação gratuita de assistência médica; Concessão de facilidades no crédito à habitação. LIBERAIS (incentivam a não ter filhos) Divulgação dos métodos contraceptivos; Divulgação do planeamento familiar; Campanha de informação e sensibilização; Legalização do aborto; REPRESSIVAS (Obrigam a não ter filhos) Infanticídio; Esterilização forçada de mulheres; Aborto selectivo de raparigas; Abandono; Penalizações. “ Conjunto de medidas que têm como objectivo controlar ou fomentar a natalidade” 13. PIRÂMIDES ETÁRIAS “ GRÁFICO DE BARRAS QUE REPRESENTA A POPULAÇÃO POR CLASSES ETÁRIAS E POR SEXOS” TIPOS DE PIRÂMIDES ETÁRIAS ADULTA OU DE TRANSIÇÃO REJUVENESCIDA Base fica mais estreita como resultado da aplicação de medidas antinatalistas; A restante pirâmide assemelha-se a uma pirâmide Jovem; Característica dos Países em Desenvolvimento. Base fica mais larga como resultado da aplicação de medidas natalistas; A restante pirâmide assemelha-se a uma pirâmide envelhecida; Características dos Países Desenvolvidos.