SlideShare uma empresa Scribd logo
O Crescimento
da População
   Mundial
DISCIPLINA                Geografia- EM

                     Crescimento da População

Nº de Aulas para             01 AULAS
desenvolver o Tema

Data de início               02/2013

                         ADRIANA GOMES
Professor
                            MESSIAS
OBJETIVO

• Entender o fenômeno do crescimento
populacional no Brasil e no mundo.
• Compreender os efeitos e consequências desse
crescimento populacional para o meio ambiente e
qualidade de vida das pessoas.
• Identificar alternativas de equacionamento para
a questão do crescimento populacional.
REFERÊNCIAS PARA APROFUNDAMENTO,
ESTUDO E PESQUISA


http://teen.ibge.gov.br/

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/10/populacao-mundial-chega-7-
bilhoes-de-pessoas-diz-onu.html



http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/mundo-enfrenta-novos-desafios-
ao-chegar-aos-7-bi-de-habitantes
Introdução
• No início da era Cristã a população era de 250
  milhões de habitantes.
• Em 1650 era estimada em 500 milhões
• Em 1800 eram em 900 milhões
• Hoje: 7 bilhões
Geo o crescimento da população mundial
Fatores:
 • Revolução Industrial          Capitalismo
•-Aintensificação da urbanização = está relacionada
com a industrialização, vai fazer com que o Estado
busque planejar todos os espaços da cidade, criando
uma rede de saneamento básico, que contribuirá para
diminuir a taxa de mortalidade e para o aumento do
crescimento populacional.
• A revolução técnico-científica = vai fazer com que
surja a medicina e a industria farmacêutica, também
contribuindo para diminuir a taxa de mortalidade e
para o aumento do crescimento populacional.
Geo o crescimento da população mundial
Teorias Demográficas
•   TEORIAS DEMOGRÁFICAS
•   Teoria de Malthus - Malthusiana
•   Teoria Neomalthusiana
•   Teoria Marxista ou Reformista
•   Teoria Ecomalthusiana
TEORIA DE MALTHUS
• Thomas Robert Malthus (1766/1834) religioso,
  inglês, economista, escreveu várias obras sobre população.
• CARACTERÍSTICAS: Analisou sua época e percebeu que
  o crescimento populacional (PG) aumentava em relação
  a produção de alimentos (PA).
• ALERTA: CRESCIMENTO DESORDENADO à FOME.
• SOLUÇÃO: Controle Natural: guerras, doenças, epidemias e
  miséria. Sujeição moral de retardar o
  casamento; castidade antes do casamento; ter somente o
  número de filhos que se pudesse sustentar (tivessem terras).
• ERRO: Não levou em conta os avanços
  tecnológicos aumentaram a produção de alimentos, aumento
  na área de plantio.
Teoria de Malthus
TEORIA NEOMALTHUSIANA (ALARMISTA)
• CONTEXTO: década de 1950/60; Explosão demográfica; surto
  populacional no Terceiro Mundo fruto do progresso tecnológico e
  medidas
• CARACTERÍSTICAS: Seguidores de Malthus. Explica o atraso
  econômico dos países subdesenvolvidos.
• População numerosa seria um atraso ao desenvolvimento, levaria
  ao esgotamento dos recursos naturais, desemprego (caos social).
• Altas taxas de natalidade à Subdesenvolvimento.
• SOLUÇÃO: Planejamento Familiar; Controle de Natalidade,
  propagandas (pílula, aborto, vasectomia, laqueadura); Medidas
  drásticas, rígidas (China)
• ERRO: Tira a responsabilidade dos países do Norte (exploração)
  pelo atraso e miséria dos países do Sul. Transfere para a população
  marginalizada.
TEORIA MARXISTA OU REFORMISTA
• CONTEXTO: atual; Geografia Crítica; Ideias de Karl Marx
• CARACTERÍSTICAS: Antimalthusiana ; mais realista; ganho
  social.
• Causas da miséria: histórica (processo de colonização por
  exploração) eeconômicas (dependência financeira e
  tecnológica); capitalismo.
• População numerosa seria um atraso ao desenvolvimento,
  levaria ao esgotamento dos recursos naturais, desemprego
  (caos social).
• Pobreza à alto crescimento vegetativo (explosão demográfica)
• Miséria causa alto crescimento populacional.
• SOLUÇÃO: Países pobres superarem-se da relação de
  dependência dos países desenvolvidos;
  amplas Reformas socioeconômicas que permitiriam melhores
  condições de vida as suas populações; Melhorias no sistema
  educacional; qualidade de vida.
• Elevação da economia levaria a uma redução da população.
TEORIA ECOMALTHUSIANA
• A teoria afirmava que o crescimento demográfico
  acelerado e desordenado pressiona a retirada
  de recursos naturais de áreas que possuem
  grandebiodiversidade no planeta. Controlar o
  crescimento populacional é uma das formas de preservar
  a natureza. A teoria prioriza a relação pelo enfoque dos
  recursos naturais, ou seja, se a população mundial
  continuar com seu crescimento vegetativo atual, os
  recursos naturais não suportarão e se esgotarão,
  inviabilizando a vida neste planeta. E ela vai contra o
  crescimento demográfico e também vai contra o
  crescimento populacional.
Estrutura Etária
PIRÂMIDES ETÁRIAS
A estrutura etária da população é a distribuição dos
indivíduos de uma população pelas diferentes idades ou
grupos de idades (classes etárias).

O estudo da estrutura etária é de grande importância
pois, se existir tendência para o aumento do número de
jovens, pode ser necessário construir mais maternidades,
escolas e infantários. No caso de a população estar a
envelhecer, é provável ter de se construir mais lares para
a terceira idade e reforçar o apoio médico.
Tipos de pirâmides etárias e
                      características:
Pirâmide Jovem: base larga, devido à elevada natalidade e topo estreito em consequência
de uma elevada mortalidade e esperança média de vida reduzida. As pirâmides deste tipo
representam populações muito jovens típicas dos países menos desenvolvidos.
Pirâmide envelhecida: base mais estreita do que a classes dos adultos. Reflecte
uma diminuição da natalidade e um aumento da esperança média de vida. É
características dos países desenvolvidos.
Pirâmide adulta: a base é ainda larga mas existe um aumento da
classe dos adultos e dos idosos. A taxa de Natalidade está a
diminuir e a esperança média de vida a aumentar.
Geo o crescimento da população mundial
Para pensar!!!!!
Para Pensar!




• E a Educação?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
Eduardo Mendes
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
jamerson alencar
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Christie Freitas
 
Geografia do japão
Geografia do japãoGeografia do japão
Geografia do japão
Blog do Prof. Elienai
 
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
Nefer19
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
Abner de Paula
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
Diogo Mateus
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
Isabela Espíndola
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
karolpoa
 
A formação do mundo capitalista
A formação do mundo capitalistaA formação do mundo capitalista
A formação do mundo capitalista
Ione Rocha
 
[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia
flaviocosac
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
alessandra bassani
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
profacacio
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
André Luiz Marques
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Jane Mary Lima Castro
 
População do Brasil
População do BrasilPopulação do Brasil
População do Brasil
PIBID Geografia UNEAL CAMPUS I
 
Cruzadinha localização e formaçãodo brasil
Cruzadinha  localização e formaçãodo brasilCruzadinha  localização e formaçãodo brasil
Cruzadinha localização e formaçãodo brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
Ian Macedo
 

Mais procurados (20)

Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
 
Geografia do japão
Geografia do japãoGeografia do japão
Geografia do japão
 
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
O espaço urbano no Brasil - 7º ANO (2016)
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
 
A formação do mundo capitalista
A formação do mundo capitalistaA formação do mundo capitalista
A formação do mundo capitalista
 
[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
População do Brasil
População do BrasilPopulação do Brasil
População do Brasil
 
Cruzadinha localização e formaçãodo brasil
Cruzadinha  localização e formaçãodo brasilCruzadinha  localização e formaçãodo brasil
Cruzadinha localização e formaçãodo brasil
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 

Semelhante a Geo o crescimento da população mundial

População
PopulaçãoPopulação
População
Edilvania Fernandes
 
Estudos Demográficos
Estudos DemográficosEstudos Demográficos
Estudos Demográficos
Professora Verônica Santos
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
Junior Oliveira
 
Geografia das populações
Geografia das populaçõesGeografia das populações
Geografia das populações
rdbtava
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICASTEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
Conceição Fontolan
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
Virgilio Nt
 
3077573.ppt
3077573.ppt3077573.ppt
Geografia teorias demograficas
Geografia   teorias demograficasGeografia   teorias demograficas
Geografia teorias demograficas
Gustavo Soares
 
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globo
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globoTeorias demográficas mundiais e suas relações no globo
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globo
KelvinSousa11
 
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
ericaalmeida78
 
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulaswww.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
Teorias populacionais
Teorias populacionaisTeorias populacionais
Teorias populacionais
Henrique Pontes
 
Teorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográficoTeorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográfico
Pedro Neves
 
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º anoFicha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
anacristinaccc
 
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºanoCrescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
Diogo Alves
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
ProfGeoJean
 
Demografia
DemografiaDemografia
PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
unesp
 
2º Md Grupo 08
2º Md   Grupo 082º Md   Grupo 08
2º Md Grupo 08
ProfMario De Mori
 

Semelhante a Geo o crescimento da população mundial (20)

População
PopulaçãoPopulação
População
 
Estudos Demográficos
Estudos DemográficosEstudos Demográficos
Estudos Demográficos
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
 
Geografia das populações
Geografia das populaçõesGeografia das populações
Geografia das populações
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICASTEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
 
3077573.ppt
3077573.ppt3077573.ppt
3077573.ppt
 
Geografia teorias demograficas
Geografia   teorias demograficasGeografia   teorias demograficas
Geografia teorias demograficas
 
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globo
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globoTeorias demográficas mundiais e suas relações no globo
Teorias demográficas mundiais e suas relações no globo
 
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
1a Aula Estagio - IFRN demografiaaa.pptx
 
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulaswww.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas - Vídeo Aulas
 
Teorias populacionais
Teorias populacionaisTeorias populacionais
Teorias populacionais
 
Teorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográficoTeorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográfico
 
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º anoFicha de estudo para o teste de geografia 8º ano
Ficha de estudo para o teste de geografia 8º ano
 
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºanoCrescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
Crescimento demográfico e Sustentabilidade- Bg 12ºano
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
PopulaçãO
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
 
2º Md Grupo 08
2º Md   Grupo 082º Md   Grupo 08
2º Md Grupo 08
 

Mais de Adriana Gomes Messias

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
Adriana Gomes Messias
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
Adriana Gomes Messias
 
Fascismo
FascismoFascismo
Racismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexãoRacismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexão
Adriana Gomes Messias
 
Absolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e InglaterraAbsolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e Inglaterra
Adriana Gomes Messias
 
Agropecuaria
AgropecuariaAgropecuaria
Agropecuaria
Adriana Gomes Messias
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
Adriana Gomes Messias
 
Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos
Adriana Gomes Messias
 
Terra planeta agua
Terra planeta aguaTerra planeta agua
Terra planeta agua
Adriana Gomes Messias
 
Diversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidadeDiversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidade
Adriana Gomes Messias
 
Ecotecnologia
EcotecnologiaEcotecnologia
Ecotecnologia
Adriana Gomes Messias
 
Cartografia
Cartografia Cartografia
Cartografia
Adriana Gomes Messias
 
As grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugalAs grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugal
Adriana Gomes Messias
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
Adriana Gomes Messias
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
Adriana Gomes Messias
 
Império Árabe
Império ÁrabeImpério Árabe
Império Árabe
Adriana Gomes Messias
 
Imperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_anoImperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_ano
Adriana Gomes Messias
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
Adriana Gomes Messias
 
Fontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptxFontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptx
Adriana Gomes Messias
 

Mais de Adriana Gomes Messias (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
 
Racismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexãoRacismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexão
 
Absolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e InglaterraAbsolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e Inglaterra
 
Agropecuaria
AgropecuariaAgropecuaria
Agropecuaria
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
 
Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos
 
Terra planeta agua
Terra planeta aguaTerra planeta agua
Terra planeta agua
 
Diversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidadeDiversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidade
 
Ecotecnologia
EcotecnologiaEcotecnologia
Ecotecnologia
 
Cartografia
Cartografia Cartografia
Cartografia
 
As grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugalAs grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugal
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 
Império Árabe
Império ÁrabeImpério Árabe
Império Árabe
 
Imperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_anoImperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_ano
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
 
Fontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptxFontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptx
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 

Geo o crescimento da população mundial

  • 2. DISCIPLINA Geografia- EM Crescimento da População Nº de Aulas para 01 AULAS desenvolver o Tema Data de início 02/2013 ADRIANA GOMES Professor MESSIAS
  • 3. OBJETIVO • Entender o fenômeno do crescimento populacional no Brasil e no mundo. • Compreender os efeitos e consequências desse crescimento populacional para o meio ambiente e qualidade de vida das pessoas. • Identificar alternativas de equacionamento para a questão do crescimento populacional.
  • 4. REFERÊNCIAS PARA APROFUNDAMENTO, ESTUDO E PESQUISA http://teen.ibge.gov.br/ http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/10/populacao-mundial-chega-7- bilhoes-de-pessoas-diz-onu.html http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/mundo-enfrenta-novos-desafios- ao-chegar-aos-7-bi-de-habitantes
  • 5. Introdução • No início da era Cristã a população era de 250 milhões de habitantes. • Em 1650 era estimada em 500 milhões • Em 1800 eram em 900 milhões • Hoje: 7 bilhões
  • 7. Fatores: • Revolução Industrial Capitalismo •-Aintensificação da urbanização = está relacionada com a industrialização, vai fazer com que o Estado busque planejar todos os espaços da cidade, criando uma rede de saneamento básico, que contribuirá para diminuir a taxa de mortalidade e para o aumento do crescimento populacional. • A revolução técnico-científica = vai fazer com que surja a medicina e a industria farmacêutica, também contribuindo para diminuir a taxa de mortalidade e para o aumento do crescimento populacional.
  • 9. Teorias Demográficas • TEORIAS DEMOGRÁFICAS • Teoria de Malthus - Malthusiana • Teoria Neomalthusiana • Teoria Marxista ou Reformista • Teoria Ecomalthusiana
  • 10. TEORIA DE MALTHUS • Thomas Robert Malthus (1766/1834) religioso, inglês, economista, escreveu várias obras sobre população. • CARACTERÍSTICAS: Analisou sua época e percebeu que o crescimento populacional (PG) aumentava em relação a produção de alimentos (PA). • ALERTA: CRESCIMENTO DESORDENADO à FOME. • SOLUÇÃO: Controle Natural: guerras, doenças, epidemias e miséria. Sujeição moral de retardar o casamento; castidade antes do casamento; ter somente o número de filhos que se pudesse sustentar (tivessem terras). • ERRO: Não levou em conta os avanços tecnológicos aumentaram a produção de alimentos, aumento na área de plantio.
  • 12. TEORIA NEOMALTHUSIANA (ALARMISTA) • CONTEXTO: década de 1950/60; Explosão demográfica; surto populacional no Terceiro Mundo fruto do progresso tecnológico e medidas • CARACTERÍSTICAS: Seguidores de Malthus. Explica o atraso econômico dos países subdesenvolvidos. • População numerosa seria um atraso ao desenvolvimento, levaria ao esgotamento dos recursos naturais, desemprego (caos social). • Altas taxas de natalidade à Subdesenvolvimento. • SOLUÇÃO: Planejamento Familiar; Controle de Natalidade, propagandas (pílula, aborto, vasectomia, laqueadura); Medidas drásticas, rígidas (China) • ERRO: Tira a responsabilidade dos países do Norte (exploração) pelo atraso e miséria dos países do Sul. Transfere para a população marginalizada.
  • 13. TEORIA MARXISTA OU REFORMISTA • CONTEXTO: atual; Geografia Crítica; Ideias de Karl Marx • CARACTERÍSTICAS: Antimalthusiana ; mais realista; ganho social. • Causas da miséria: histórica (processo de colonização por exploração) eeconômicas (dependência financeira e tecnológica); capitalismo. • População numerosa seria um atraso ao desenvolvimento, levaria ao esgotamento dos recursos naturais, desemprego (caos social). • Pobreza à alto crescimento vegetativo (explosão demográfica) • Miséria causa alto crescimento populacional. • SOLUÇÃO: Países pobres superarem-se da relação de dependência dos países desenvolvidos; amplas Reformas socioeconômicas que permitiriam melhores condições de vida as suas populações; Melhorias no sistema educacional; qualidade de vida. • Elevação da economia levaria a uma redução da população.
  • 14. TEORIA ECOMALTHUSIANA • A teoria afirmava que o crescimento demográfico acelerado e desordenado pressiona a retirada de recursos naturais de áreas que possuem grandebiodiversidade no planeta. Controlar o crescimento populacional é uma das formas de preservar a natureza. A teoria prioriza a relação pelo enfoque dos recursos naturais, ou seja, se a população mundial continuar com seu crescimento vegetativo atual, os recursos naturais não suportarão e se esgotarão, inviabilizando a vida neste planeta. E ela vai contra o crescimento demográfico e também vai contra o crescimento populacional.
  • 15. Estrutura Etária PIRÂMIDES ETÁRIAS A estrutura etária da população é a distribuição dos indivíduos de uma população pelas diferentes idades ou grupos de idades (classes etárias). O estudo da estrutura etária é de grande importância pois, se existir tendência para o aumento do número de jovens, pode ser necessário construir mais maternidades, escolas e infantários. No caso de a população estar a envelhecer, é provável ter de se construir mais lares para a terceira idade e reforçar o apoio médico.
  • 16. Tipos de pirâmides etárias e características: Pirâmide Jovem: base larga, devido à elevada natalidade e topo estreito em consequência de uma elevada mortalidade e esperança média de vida reduzida. As pirâmides deste tipo representam populações muito jovens típicas dos países menos desenvolvidos.
  • 17. Pirâmide envelhecida: base mais estreita do que a classes dos adultos. Reflecte uma diminuição da natalidade e um aumento da esperança média de vida. É características dos países desenvolvidos.
  • 18. Pirâmide adulta: a base é ainda larga mas existe um aumento da classe dos adultos e dos idosos. A taxa de Natalidade está a diminuir e a esperança média de vida a aumentar.
  • 21. Para Pensar! • E a Educação?