SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro de Ciências da Educação
Departamento de Ciência da Informação
Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Mestrado em Ciência da Informação
Disciplina: PCI410013 – Seminários de Pesquisa
Professor: Dr. Vinícius Medina Kern

Seminário – Aula 2
13 de outubro de 2011
Eliane Rodrigues Mota Orelo
Patricia da Silva Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert
Seminário – Aula 2
Temática:
Revisão de Literatura
Bibliografia recomendada:
WEBSTER, Jane; WATSON, Richard T. Analyzing the
past to prepare for the future: writing a literature
review. MIS Quarterly, v. 26, n. 2, p. xiii-xxiii, june
2002. Disponível em:
<http://www.misq.org/archivist/vol/no26/issue2/Guest
Ed.pdf>. Acesso em: 29 abr. 2010.
PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Uma revisão da literatura...
... é essencial em qualquer projeto acadêmico;
... cria uma base sólida para o avanço da pesquisa, uma vez que
toda pesquisa se baseia em conhecimentos e descobertas
anteriores.
Serve para...
...sintetizar pesquisas anteriores;
...descobrir lacunas onde a pesquisa é necessária;
...aponta direções para pesquisas futuras.
3
PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Revisão da literatura...
é complexa...
....especialmente em um campo interdisciplinar.
(as vezes é necessário recorrer à teorias de outras áreas)

cobre a literatura relevante sobre o tema e não se limita a uma
metodologia, um conjunto de revistas, ou uma região.
Há o risco de:
...produção de entorpecentes listas de citações!
4
PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Revisão da literatura
Tipos de autores
I. Especialistas - aqueles que tenham feito progressos
substanciais em um tema;
II. Pesquisadores que tenham completado uma revisão da
literatura antes de iniciar um projeto de pesquisa.
Tipos de temas
I.
II.

Temas maduros possui um corpo acumulado de pesquisa que
maduros,
precisa de análise e síntese.
Questões emergentes exposição a potenciais fundamentos
emergentes,
teóricos.

5

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Iniciando a revisão da literatura...
Identificação da literatura relevante
I.

Começar com os principais periódicos e eventos; em áreas
interdisciplinares pesquisar em outras disciplinas;
II. Ir para trás, analisando as citações dos artigos identificados
na etapa 1 para identificar artigos anteriores;
III. Usar a Web of Science para identificar outros artigos que
citem os artigos-chave identificados nas etapas anteriores
(Cited References).

Determinar quais desses artigos devem ser incluídos na revisão.

6

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Dicas para uma revisão da literatura...
Os conceitos determinam a estrutura e organização da revisão;
Tabelas e figuras são um meio eficaz de comunicação;
Não caia na armadilha de ser excessivamente crítico;
Respeite o trabalho daqueles que trabalharam para criar a base
para seu trabalho atual, toda pesquisa tem falhas (McGrath,1982).
Opiniões podem mudar com o tempo. Ao atribuir um declaração
ou idéia de uma pessoa use o verbo no passado;
Uma revisão é bem-sucedida quando ela ajuda outros
estudiosos a compreender o sentido do conhecimento acumulado
sobre um tema.

7

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Escrevendo um artigo de revisão de literatura

Introdução
Definição clara do trabalho e suas contribuições (incluem o fornecimento de
uma nova compreensão teórica que ajuda a explicar os resultados anteriores);

Próxima seção
Definições mais elaboradas das variáveis-chave e dos limites em
seu trabalho (nível de análise, limitações de tempo e contexto, etc.);
Terminada as leituras, sintetizar a literatura e discutir os conceitos.

Discussão e conclusões
Alguns terminam abruptamente com uma breve conclusão. No
entanto, apesar de ter concluído o trabalho de revisão neste ponto,
ainda é possível dizer mais – análise e reflexões.

8

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Revisando a revisão de literatura
Um auxílio importante vem dos colegas que podem ler e
comentar sobre o trabalho antes de submetê-lo a avaliação;
A cada discussão, novas idéias surgem.
O processo de avaliação de artigos de revisão
A avaliação requer mais tempo e esforço do que um artigo
regular, principalmente porque leva tempo para reler e
reinterpretar a literatura em que o artigo se baseia;
Vai precisar ler e integrar artigos sugeridas pelos revisores.
O artigo de revisão representa um ponto de referência para futuras pesquisas.
Você deve colher os benefícios de citações de seu artigo para os próximos
anos porque seu trabalho deve cortar caminho para outros pesquisadores.

9

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
REVISÃO DE LITERATURA
Sumário de um artigo ideal:
apresenta o tema e motivação da pesquisa e explica a
contribuição das revisões;
descreve os conceitos-chave;
delineia os limites da pesquisa;
apresenta revisão da literatura relevante para a área;
desenvolve um modelo para orientar futuras pesquisas;
justifica proposições, apresentando explicações;
conclui apresentando as implicações para os pesquisadores;
O artigo de revisão exemplar deve ser explicativo e criativo!
10
PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert
PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
OBRIGADA!

PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Pci 410013 seminário aula 2_13 de outubro de 2011

Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011
Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011
Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011Patricia Neubert
 
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxFSCCarvalho
 
Metodologia da pesquisa como fazer
Metodologia da pesquisa como fazerMetodologia da pesquisa como fazer
Metodologia da pesquisa como fazerWallace Rodrigues
 
Modelo pronto-fichamento-4
Modelo pronto-fichamento-4Modelo pronto-fichamento-4
Modelo pronto-fichamento-4Samuel Robaert
 
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pnEPAdmin
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxZoraide6
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxFABOLASOARESDOSREIS
 
Metolodogia daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projeto
Metolodogia   daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projetoMetolodogia   daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projeto
Metolodogia daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projetoDaniela Cartoni
 
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiDiretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiSoeli Marques
 
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdf
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdfConstruindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdf
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdfRoberta Giovanini
 
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdf
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdfMÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdf
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdfMarquesDaDeolinda
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científicaJose Ribamar
 
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...lourivalcaburite1
 
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...Anabela Mesquita
 
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdf
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdfApendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdf
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdfCheserDomingues
 
Guia de estrutura_apresetacao_ipe
Guia de estrutura_apresetacao_ipeGuia de estrutura_apresetacao_ipe
Guia de estrutura_apresetacao_ipeAlexandre Lima
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Dionísio Carmo-Neto
 

Semelhante a Pci 410013 seminário aula 2_13 de outubro de 2011 (20)

Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011
Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011
Pci 410013 seminário periódicos_aula 2_13 de outubro de 2011
 
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
 
Metodologia da pesquisa como fazer
Metodologia da pesquisa como fazerMetodologia da pesquisa como fazer
Metodologia da pesquisa como fazer
 
Modelo pronto-fichamento-4
Modelo pronto-fichamento-4Modelo pronto-fichamento-4
Modelo pronto-fichamento-4
 
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn
04 apresentação - pesquisa e análise bibliográfica orientada - 2015-11-13 pn
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptx
 
Seminário mz 19 de março
Seminário mz 19 de marçoSeminário mz 19 de março
Seminário mz 19 de março
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
 
Metolodogia daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projeto
Metolodogia   daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projetoMetolodogia   daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projeto
Metolodogia daniela cartoni - slides - parte 08 - estrutura do projeto
 
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiDiretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
 
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdf
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdfConstruindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdf
Construindo_o_seu_TCC_passo_a_passo.pdf
 
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa RossinholiMetodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
 
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdf
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdfMÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdf
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA_090952.pdf
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científica
 
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...
Metodologia_do_Trabalho_Científico_-_1ª_Edição_-_Antonio_Joaquim_Severino_-_2...
 
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...
O Relatório Científico como suporte e instrumento de divulgação e difusão de ...
 
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdf
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdfApendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdf
Apendice-L-Informacoes-Importantes-para-Construcao-do-Artigo-Cientifico.pdf
 
Guia de estrutura_apresetacao_ipe
Guia de estrutura_apresetacao_ipeGuia de estrutura_apresetacao_ipe
Guia de estrutura_apresetacao_ipe
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
 
Artigo técnico
Artigo técnicoArtigo técnico
Artigo técnico
 

Mais de Patricia Neubert

Tutorial 12 incluir seções
Tutorial 12 incluir seçõesTutorial 12 incluir seções
Tutorial 12 incluir seçõesPatricia Neubert
 
Tutorial 11 ferramentas de leitura
Tutorial 11 ferramentas de leituraTutorial 11 ferramentas de leitura
Tutorial 11 ferramentas de leituraPatricia Neubert
 
Tutorial 8 editor aceite de submissões
Tutorial 8 editor aceite de submissõesTutorial 8 editor aceite de submissões
Tutorial 8 editor aceite de submissõesPatricia Neubert
 
Tutorial 7 autor submissões
Tutorial 7 autor submissõesTutorial 7 autor submissões
Tutorial 7 autor submissõesPatricia Neubert
 
Tutorial 6 configuração da revista 5.visual
Tutorial 6 configuração da revista 5.visualTutorial 6 configuração da revista 5.visual
Tutorial 6 configuração da revista 5.visualPatricia Neubert
 
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revista
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revistaTutorial 5 configuração da revista 4.administração da revista
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revistaPatricia Neubert
 
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissão
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissãoTutorial 4 configuração da revista 3.submissão
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissãoPatricia Neubert
 
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticas
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticasTutorial 3 configuração da revista 2.políticas
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticasPatricia Neubert
 
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhes
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhesTutorial 2 configuração da revista 1.detalhes
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhesPatricia Neubert
 
Tutorial 13 formulários de avaliação
Tutorial 13 formulários de avaliaçãoTutorial 13 formulários de avaliação
Tutorial 13 formulários de avaliaçãoPatricia Neubert
 
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011Seminário paty joana aula 12-25-05-2011
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011Patricia Neubert
 
Seminário paty aula 9 04-05-2011
Seminário paty aula 9 04-05-2011Seminário paty aula 9 04-05-2011
Seminário paty aula 9 04-05-2011Patricia Neubert
 

Mais de Patricia Neubert (20)

Tutorial 15 estatísticas
Tutorial 15 estatísticasTutorial 15 estatísticas
Tutorial 15 estatísticas
 
Tutorial 14 avaliador
Tutorial 14 avaliadorTutorial 14 avaliador
Tutorial 14 avaliador
 
Tutorial 12 incluir seções
Tutorial 12 incluir seçõesTutorial 12 incluir seções
Tutorial 12 incluir seções
 
Tutorial 11 ferramentas de leitura
Tutorial 11 ferramentas de leituraTutorial 11 ferramentas de leitura
Tutorial 11 ferramentas de leitura
 
Tutorial 10 expediente
Tutorial 10 expedienteTutorial 10 expediente
Tutorial 10 expediente
 
Tutorial 9 notícias
Tutorial 9 notíciasTutorial 9 notícias
Tutorial 9 notícias
 
Tutorial 8 editor aceite de submissões
Tutorial 8 editor aceite de submissõesTutorial 8 editor aceite de submissões
Tutorial 8 editor aceite de submissões
 
Tutorial 7 autor submissões
Tutorial 7 autor submissõesTutorial 7 autor submissões
Tutorial 7 autor submissões
 
Tutorial 6 configuração da revista 5.visual
Tutorial 6 configuração da revista 5.visualTutorial 6 configuração da revista 5.visual
Tutorial 6 configuração da revista 5.visual
 
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revista
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revistaTutorial 5 configuração da revista 4.administração da revista
Tutorial 5 configuração da revista 4.administração da revista
 
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissão
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissãoTutorial 4 configuração da revista 3.submissão
Tutorial 4 configuração da revista 3.submissão
 
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticas
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticasTutorial 3 configuração da revista 2.políticas
Tutorial 3 configuração da revista 2.políticas
 
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhes
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhesTutorial 2 configuração da revista 1.detalhes
Tutorial 2 configuração da revista 1.detalhes
 
Tutorial 1 cadastro
Tutorial 1 cadastroTutorial 1 cadastro
Tutorial 1 cadastro
 
Tutorial 13 formulários de avaliação
Tutorial 13 formulários de avaliaçãoTutorial 13 formulários de avaliação
Tutorial 13 formulários de avaliação
 
Apresentação defesa
Apresentação defesaApresentação defesa
Apresentação defesa
 
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011Seminário paty joana aula 12-25-05-2011
Seminário paty joana aula 12-25-05-2011
 
Seminário paty aula 6
Seminário paty aula 6Seminário paty aula 6
Seminário paty aula 6
 
Seminário paty aula 3
Seminário paty aula 3Seminário paty aula 3
Seminário paty aula 3
 
Seminário paty aula 9 04-05-2011
Seminário paty aula 9 04-05-2011Seminário paty aula 9 04-05-2011
Seminário paty aula 9 04-05-2011
 

Último

MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 

Último (20)

MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 

Pci 410013 seminário aula 2_13 de outubro de 2011

  • 1. Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Mestrado em Ciência da Informação Disciplina: PCI410013 – Seminários de Pesquisa Professor: Dr. Vinícius Medina Kern Seminário – Aula 2 13 de outubro de 2011 Eliane Rodrigues Mota Orelo Patricia da Silva Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert
  • 2. Seminário – Aula 2 Temática: Revisão de Literatura Bibliografia recomendada: WEBSTER, Jane; WATSON, Richard T. Analyzing the past to prepare for the future: writing a literature review. MIS Quarterly, v. 26, n. 2, p. xiii-xxiii, june 2002. Disponível em: <http://www.misq.org/archivist/vol/no26/issue2/Guest Ed.pdf>. Acesso em: 29 abr. 2010. PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert
  • 3. REVISÃO DE LITERATURA Uma revisão da literatura... ... é essencial em qualquer projeto acadêmico; ... cria uma base sólida para o avanço da pesquisa, uma vez que toda pesquisa se baseia em conhecimentos e descobertas anteriores. Serve para... ...sintetizar pesquisas anteriores; ...descobrir lacunas onde a pesquisa é necessária; ...aponta direções para pesquisas futuras. 3 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 4. REVISÃO DE LITERATURA Revisão da literatura... é complexa... ....especialmente em um campo interdisciplinar. (as vezes é necessário recorrer à teorias de outras áreas) cobre a literatura relevante sobre o tema e não se limita a uma metodologia, um conjunto de revistas, ou uma região. Há o risco de: ...produção de entorpecentes listas de citações! 4 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 5. REVISÃO DE LITERATURA Revisão da literatura Tipos de autores I. Especialistas - aqueles que tenham feito progressos substanciais em um tema; II. Pesquisadores que tenham completado uma revisão da literatura antes de iniciar um projeto de pesquisa. Tipos de temas I. II. Temas maduros possui um corpo acumulado de pesquisa que maduros, precisa de análise e síntese. Questões emergentes exposição a potenciais fundamentos emergentes, teóricos. 5 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 6. REVISÃO DE LITERATURA Iniciando a revisão da literatura... Identificação da literatura relevante I. Começar com os principais periódicos e eventos; em áreas interdisciplinares pesquisar em outras disciplinas; II. Ir para trás, analisando as citações dos artigos identificados na etapa 1 para identificar artigos anteriores; III. Usar a Web of Science para identificar outros artigos que citem os artigos-chave identificados nas etapas anteriores (Cited References). Determinar quais desses artigos devem ser incluídos na revisão. 6 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 7. REVISÃO DE LITERATURA Dicas para uma revisão da literatura... Os conceitos determinam a estrutura e organização da revisão; Tabelas e figuras são um meio eficaz de comunicação; Não caia na armadilha de ser excessivamente crítico; Respeite o trabalho daqueles que trabalharam para criar a base para seu trabalho atual, toda pesquisa tem falhas (McGrath,1982). Opiniões podem mudar com o tempo. Ao atribuir um declaração ou idéia de uma pessoa use o verbo no passado; Uma revisão é bem-sucedida quando ela ajuda outros estudiosos a compreender o sentido do conhecimento acumulado sobre um tema. 7 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 8. REVISÃO DE LITERATURA Escrevendo um artigo de revisão de literatura Introdução Definição clara do trabalho e suas contribuições (incluem o fornecimento de uma nova compreensão teórica que ajuda a explicar os resultados anteriores); Próxima seção Definições mais elaboradas das variáveis-chave e dos limites em seu trabalho (nível de análise, limitações de tempo e contexto, etc.); Terminada as leituras, sintetizar a literatura e discutir os conceitos. Discussão e conclusões Alguns terminam abruptamente com uma breve conclusão. No entanto, apesar de ter concluído o trabalho de revisão neste ponto, ainda é possível dizer mais – análise e reflexões. 8 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 9. REVISÃO DE LITERATURA Revisando a revisão de literatura Um auxílio importante vem dos colegas que podem ler e comentar sobre o trabalho antes de submetê-lo a avaliação; A cada discussão, novas idéias surgem. O processo de avaliação de artigos de revisão A avaliação requer mais tempo e esforço do que um artigo regular, principalmente porque leva tempo para reler e reinterpretar a literatura em que o artigo se baseia; Vai precisar ler e integrar artigos sugeridas pelos revisores. O artigo de revisão representa um ponto de referência para futuras pesquisas. Você deve colher os benefícios de citações de seu artigo para os próximos anos porque seu trabalho deve cortar caminho para outros pesquisadores. 9 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 10. REVISÃO DE LITERATURA Sumário de um artigo ideal: apresenta o tema e motivação da pesquisa e explica a contribuição das revisões; descreve os conceitos-chave; delineia os limites da pesquisa; apresenta revisão da literatura relevante para a área; desenvolve um modelo para orientar futuras pesquisas; justifica proposições, apresentando explicações; conclui apresentando as implicações para os pesquisadores; O artigo de revisão exemplar deve ser explicativo e criativo! 10 PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo;– Patricia Neubert PGCIN/UFSC - PCI 3214 – Maio/2011 Patricia Neubert
  • 11. OBRIGADA! PGCIN/UFSC - PCI 3213– Agosto/2011 – Eliane Orelo; Patricia Neubert