SlideShare uma empresa Scribd logo
A proposta de reforma da Previdência do governo federal não combate as
desigualdades nem acaba com os privilégios.
Se a reforma for aprovada, o que vai acabar é a sua, a nossa aposentadoria.
A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 006/2019) que está no Congresso
Nacional retarda a concessão, reduz o valor dos benefícios e vai deixar milhares de
trabalhadores e trabalhadoras sem aposentadoria.
Ü APEC da reforma acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição
Ü Obriga idade mínima para se aposentar de 65 anos para homens e 62 para
mulheres
Ü Aumenta o tempo de contribuição de 15 para 20 anos.
Ü O governo quer que você contribua mais cinco anos e receba um benefício
menor.
A PEC da reforma propõe mudar o cálculo do valor do benefício. Ao invés de
contabilizar 80% dos salários mais altos que você recebeu na vida, como é hoje, quer
somar todos os seus salários, desde os primeiros, que são sempre menores.
Para ter o valor integral do benefício, você terá que contribuir durante 40 anos.
Ataque às mulheres
As professoras do setor público e privado terão de trabalhar mais 10 anos e
contribuir mais para se aposentar com benefício parcial. Hoje, elas se aposentam
com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição. O governo quer que se aposentem
com 60 anos e 30 anos de contribuição.
O governo também quer aumentar a idade mínima de aposentadoria das
trabalhadoras rurais de 55 anos para 60 anos de idade e o tempo de contribuição de
15 para 20 anos.
Benefício de Prestação Continuada
O governo também quer reduzir o valor da pensão por morte e o Benefício de
Prestação Continuada (BPC) pago a idosos pobres.
O BPC cairia de um salário mínimo para R$ 400,00 e seria pago aos idosos em
condição de miséria a partir dos 60 anos. Para receber o valor integral, o idoso terá de
ter 70 anos, cinco anos a mais do que é exigido hoje (65 anos).
Eles também querem meter a mão no abono salarial
O governo quer pagar o abono salarial apenas a quem ganha até um salário
mínimo. É mais desigualdade. É mais pobreza.
Hoje, tem direito a 1 salário mínimo ao ano todos os que recebem até 2 salários
mínimos.
EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA
E DA APOSENTADORIA
GOVERNOQUERACABARCOMASUAAPOSENTADORIA
RUMO À GREVE GERAL!RUMO À GREVE GERAL!RUMO À GREVE GERAL!
22 DE MARÇO22 DE MARÇO
DIA NACIONAL DE LUTADIA NACIONAL DE LUTA
22 DE MARÇO
DIA NACIONAL DE LUTA
Ato - 18h - Esquina Democrática - Porto Alegre
Capitalização é privatizar a Previdência
Se a PEC for aprovada, a Previdência vai ser privatizada. O governo quer transferir
o dinheiro da Previdência pública para os bancos.
É disso que se trata a capitalização da Previdência. Se o sistema for implantado, todo
trabalhador vai ter de abrir uma conta, pagar taxas de administração e depositar todo
mês. E tudo sozinho, pois o patrão e o governo não vão mais contribuir.
Todos os trabalhadores e as trabalhadoras serão prejudicados, principalmente os
mais pobres, as mulheres, os rurais, os professores e as professoras e os trabalhadores
informais, que ficam anos e anos desempregados, fazendo bicos e sem dinheiro para
pagar o INSS.
O governo e a mídia submissa mentem!
O governo e a mídia tradicional e submissa dizem que essas medidas são
necessárias porque a Previdência Social está quebrada e com a reforma pode
economizar R$ 1 trilhão em 10 anos. Isto é mentira!
A Previdência não está quebrada. Eles querem economizar colocando a conta nas
costas do trabalhador e dos mais pobres.
Os recursos financeiros da Previdência Social vêm sendo desviados há décadas.
Quando o governo desonera uma empresa, ele está desviando. Quando o governo
isenta um setor, ele esta desviando o dinheiro dos cofres do INSS.
Os empresários também metem a mão no dinheiro do INSS quando sonegam,
embolsam o que foi descontado do seu salário ao invés de contribuir com o INSS.
Somente a sonegação chega a R$ 450 bilhões - mais que o dobro do suposto rombo
nas contas da Previdência em 2018.
As centrais sindicais, juntamente com os movimentos sociais que compõem as
frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, reafirmam: não aceitaremos qualquer proposta
que retire, diminua ou flexibilize os direitos sociais assegurados pela Seguridade Social!
Previdência Pública
Quem contribui 35 anos com R$ 79,84 recebe
uma aposentadoria mensal de R$ 998,00
AtualmenteAtualmenteAtualmente
Previdência Privada
Quem contribui 35 anos com R$ 100,00
recebe uma pensão mensal de R$ 234,54*
Veja como será*Veja como será*Veja como será*
*Renda vitalícia; perfil de investimento conservador; sem aporte de entrada (opções similares
às características da previdência social pública); Resultados obtidos no Simulador Zurich.
Fonte:DIEESE
VAMOSÀLUTAPARADEFENDERNOSSAAPOSENTADORIA!
Eles ainda querem acabar com a multa de 40% do FGTS
Se a reforma passar, os patrões estarão livres de pagar a multa de 40% sobre saldo na conta
do FGTS ao trabalhador já aposentado, que continua trabalhando na mesma empresa,
quando for demitido. Eles também não precisarão mais recolher os 8% por mês no FGTS aos
empregados aposentados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publicaGoverno e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
Daniele Rubim
 
Coletânea Dir. Previdenciário_ Demo
Coletânea Dir. Previdenciário_ DemoColetânea Dir. Previdenciário_ Demo
Coletânea Dir. Previdenciário_ Demo
Isabelly Sarmento
 
Jornal Sindsep
Jornal SindsepJornal Sindsep
Jornal Sindsep
Alexandre Linares
 
Novo modelo de aposentadoria
Novo modelo de aposentadoriaNovo modelo de aposentadoria
Novo modelo de aposentadoria
B&R Consultoria Empresarial
 
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
Portal NE10
 
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepeApresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
Jornal do Commercio
 
Contra reforma da Previdencia
Contra reforma da PrevidenciaContra reforma da Previdencia
Contra reforma da Previdencia
Bevenides Freitas
 
Nota CNTE
Nota CNTENota CNTE
Nota CNTE
SINTE Regional
 
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa FamíliaProjeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
Portal NE10
 
Tudo que você precisa saber sobre a reforma
Tudo que você precisa saber sobre a reformaTudo que você precisa saber sobre a reforma
Tudo que você precisa saber sobre a reforma
Daniel de Oliveira
 
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha VidaCartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
Chico Macena
 
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
Marcos Reis
 
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da PrevidênciaNota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
Paulo Souza
 
Apresentação Esquemática da Moção Política
Apresentação Esquemática da Moção PolíticaApresentação Esquemática da Moção Política
Apresentação Esquemática da Moção Política
Mobilizar Portugal
 
Cartilha BPC
Cartilha BPCCartilha BPC
Cartilha BPC
Rosane Domingues
 
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com DeficiênciaA Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
Luciano Meneguetti
 
06 Direitos Sociais
06 Direitos Sociais06 Direitos Sociais
06 Direitos Sociais
samirandrade
 
Problemas habitacionais
Problemas habitacionaisProblemas habitacionais
Problemas habitacionais
Marcelo Formozo
 
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
Enivaldo Alves da Silva
 
1ª jornada para inclusão da pessoa com deficência
1ª  jornada para inclusão da pessoa com deficência1ª  jornada para inclusão da pessoa com deficência
1ª jornada para inclusão da pessoa com deficência
Wildete Silva
 

Mais procurados (20)

Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publicaGoverno e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
Governo e administração publica - desafios contemporâneos da gestão publica
 
Coletânea Dir. Previdenciário_ Demo
Coletânea Dir. Previdenciário_ DemoColetânea Dir. Previdenciário_ Demo
Coletânea Dir. Previdenciário_ Demo
 
Jornal Sindsep
Jornal SindsepJornal Sindsep
Jornal Sindsep
 
Novo modelo de aposentadoria
Novo modelo de aposentadoriaNovo modelo de aposentadoria
Novo modelo de aposentadoria
 
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
Doc relatorio-legislativo-sf199003137252-20190827
 
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepeApresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
Apresentação relatório da comissão especial da reforma da previdencia - alepe
 
Contra reforma da Previdencia
Contra reforma da PrevidenciaContra reforma da Previdencia
Contra reforma da Previdencia
 
Nota CNTE
Nota CNTENota CNTE
Nota CNTE
 
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa FamíliaProjeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
Projeto de Lindbergh Farias institui 13º no Bolsa Família
 
Tudo que você precisa saber sobre a reforma
Tudo que você precisa saber sobre a reformaTudo que você precisa saber sobre a reforma
Tudo que você precisa saber sobre a reforma
 
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha VidaCartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
Cartilha do programa de habitação do governo federal , Minha Casa Minha Vida
 
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
Trabalho de Sociologia "Direito dos Idosos"
 
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da PrevidênciaNota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
Nota técnica do Dieese sobre a Reforma da Previdência
 
Apresentação Esquemática da Moção Política
Apresentação Esquemática da Moção PolíticaApresentação Esquemática da Moção Política
Apresentação Esquemática da Moção Política
 
Cartilha BPC
Cartilha BPCCartilha BPC
Cartilha BPC
 
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com DeficiênciaA Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
A Efetivação dos Direitos Fundamentais dos Idosos e das Pessoas com Deficiência
 
06 Direitos Sociais
06 Direitos Sociais06 Direitos Sociais
06 Direitos Sociais
 
Problemas habitacionais
Problemas habitacionaisProblemas habitacionais
Problemas habitacionais
 
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
ESTATUTO DO IDOSO, ACESSIBILIDADE: DIREITO DO DEFICIENTE, VIOLÊNCIA, CULTURA ...
 
1ª jornada para inclusão da pessoa com deficência
1ª  jornada para inclusão da pessoa com deficência1ª  jornada para inclusão da pessoa com deficência
1ª jornada para inclusão da pessoa com deficência
 

Semelhante a Panfleto22

Jornal Mural CNTE
Jornal Mural CNTEJornal Mural CNTE
Jornal Mural CNTE
SINTE Regional
 
Emendas a proposta de reforma da previdencia
Emendas a proposta de reforma da previdenciaEmendas a proposta de reforma da previdencia
Emendas a proposta de reforma da previdencia
Roque Ronald Jr.
 
Temer quer que você trabalhe até morrer
Temer quer que você trabalhe até morrerTemer quer que você trabalhe até morrer
Temer quer que você trabalhe até morrer
Nossa Política
 
Sobre aposentadoria CUT
Sobre aposentadoria CUTSobre aposentadoria CUT
Sobre aposentadoria CUT
SINTE Regional
 
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-cspImpacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
Daniel de Oliveira
 
Perguntas e-respostas,reforma da previdencia
Perguntas e-respostas,reforma da previdenciaPerguntas e-respostas,reforma da previdencia
Perguntas e-respostas,reforma da previdencia
hugo leonardo
 
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região
 
Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2
Carlos Eduardo
 
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOASNOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
Rosane Domingues
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Fernando Alcoforado
 
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Ministério da Economia
 
BPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação ContinuadaBPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação Continuada
Ministério Público do Trabalho no Estado do Espírito Santo
 
Boletim CNTV
Boletim CNTVBoletim CNTV
Boletim CNTV
Elieljneto
 
13 de-agosto-folheto
13 de-agosto-folheto13 de-agosto-folheto
13 de-agosto-folheto
SINTE Regional
 
378c684c.pptx
378c684c.pptx378c684c.pptx
378c684c.pptx
TaniaSantos764494
 
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência PúblicaBoletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
Sylvio Micelli
 
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
RicardoSoares245
 
Previdência complementar
Previdência complementarPrevidência complementar
Previdência complementar
Alvaro Cesar
 
A reforma previdenciária
A reforma previdenciáriaA reforma previdenciária
A reforma previdenciária
CIRINEU COSTA
 
Tipos de aposentadorias
Tipos de aposentadoriasTipos de aposentadorias
Tipos de aposentadorias
Luís Eduardo Borges Milhomem
 

Semelhante a Panfleto22 (20)

Jornal Mural CNTE
Jornal Mural CNTEJornal Mural CNTE
Jornal Mural CNTE
 
Emendas a proposta de reforma da previdencia
Emendas a proposta de reforma da previdenciaEmendas a proposta de reforma da previdencia
Emendas a proposta de reforma da previdencia
 
Temer quer que você trabalhe até morrer
Temer quer que você trabalhe até morrerTemer quer que você trabalhe até morrer
Temer quer que você trabalhe até morrer
 
Sobre aposentadoria CUT
Sobre aposentadoria CUTSobre aposentadoria CUT
Sobre aposentadoria CUT
 
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-cspImpacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
Impacto da reforma_da_previdência-ilaese-csp
 
Perguntas e-respostas,reforma da previdencia
Perguntas e-respostas,reforma da previdenciaPerguntas e-respostas,reforma da previdencia
Perguntas e-respostas,reforma da previdencia
 
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
Jornal dos Comerciários - Nº 184 - Dezembro 2016 / Janeiro 2017
 
Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2
 
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOASNOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
NOSSOS DIREITOS--BPC-LOAS- QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
 
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
 
BPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação ContinuadaBPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação Continuada
 
Boletim CNTV
Boletim CNTVBoletim CNTV
Boletim CNTV
 
13 de-agosto-folheto
13 de-agosto-folheto13 de-agosto-folheto
13 de-agosto-folheto
 
378c684c.pptx
378c684c.pptx378c684c.pptx
378c684c.pptx
 
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência PúblicaBoletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
Boletim 2 - Frente Nacional SP - Previdência Pública
 
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
Jornal dos Comerciários Nº 207 Novembro/Dezembro 2019
 
Previdência complementar
Previdência complementarPrevidência complementar
Previdência complementar
 
A reforma previdenciária
A reforma previdenciáriaA reforma previdenciária
A reforma previdenciária
 
Tipos de aposentadorias
Tipos de aposentadoriasTipos de aposentadorias
Tipos de aposentadorias
 

Mais de SEMAPI Sindicato

Transição
TransiçãoTransição
Transição
SEMAPI Sindicato
 
Transição_
Transição_Transição_
Transição_
SEMAPI Sindicato
 
Transição
TransiçãoTransição
Transição
SEMAPI Sindicato
 
Ofício à Casa Civil
Ofício à Casa CivilOfício à Casa Civil
Ofício à Casa Civil
SEMAPI Sindicato
 
Comunicado à FASE sobre trabalho presencial
Comunicado à FASE sobre trabalho presencialComunicado à FASE sobre trabalho presencial
Comunicado à FASE sobre trabalho presencial
SEMAPI Sindicato
 
AGE de Pauta Público 2021
AGE de Pauta Público 2021AGE de Pauta Público 2021
AGE de Pauta Público 2021
SEMAPI Sindicato
 
Edital AGE setor Privado 2021
Edital AGE setor Privado 2021Edital AGE setor Privado 2021
Edital AGE setor Privado 2021
SEMAPI Sindicato
 
Assembleia Geral Sinfac
Assembleia Geral SinfacAssembleia Geral Sinfac
Assembleia Geral Sinfac
SEMAPI Sindicato
 
Edital Assembleia Alimnorte
Edital Assembleia AlimnorteEdital Assembleia Alimnorte
Edital Assembleia Alimnorte
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo UERGS
Acordo Coletivo UERGSAcordo Coletivo UERGS
Acordo Coletivo UERGS
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo Metroplan
Acordo Coletivo MetroplanAcordo Coletivo Metroplan
Acordo Coletivo Metroplan
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
Acordo Coletivo Fundação Theatro São PedroAcordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
Acordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo FPE
Acordo Coletivo FPEAcordo Coletivo FPE
Acordo Coletivo FPE
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo FGTAS
Acordo Coletivo FGTASAcordo Coletivo FGTAS
Acordo Coletivo FGTAS
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo FEPAM
Acordo Coletivo FEPAMAcordo Coletivo FEPAM
Acordo Coletivo FEPAM
SEMAPI Sindicato
 
Acordo coletivo FASE
Acordo coletivo FASEAcordo coletivo FASE
Acordo coletivo FASE
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo FAPERGS
Acordo Coletivo FAPERGSAcordo Coletivo FAPERGS
Acordo Coletivo FAPERGS
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo EGR
Acordo Coletivo EGRAcordo Coletivo EGR
Acordo Coletivo EGR
SEMAPI Sindicato
 
Acordo Coletivo FADERS
Acordo Coletivo FADERSAcordo Coletivo FADERS
Acordo Coletivo FADERS
SEMAPI Sindicato
 
Edital AGE SETOR PÚBLICO
Edital  AGE SETOR PÚBLICOEdital  AGE SETOR PÚBLICO
Edital AGE SETOR PÚBLICO
SEMAPI Sindicato
 

Mais de SEMAPI Sindicato (20)

Transição
TransiçãoTransição
Transição
 
Transição_
Transição_Transição_
Transição_
 
Transição
TransiçãoTransição
Transição
 
Ofício à Casa Civil
Ofício à Casa CivilOfício à Casa Civil
Ofício à Casa Civil
 
Comunicado à FASE sobre trabalho presencial
Comunicado à FASE sobre trabalho presencialComunicado à FASE sobre trabalho presencial
Comunicado à FASE sobre trabalho presencial
 
AGE de Pauta Público 2021
AGE de Pauta Público 2021AGE de Pauta Público 2021
AGE de Pauta Público 2021
 
Edital AGE setor Privado 2021
Edital AGE setor Privado 2021Edital AGE setor Privado 2021
Edital AGE setor Privado 2021
 
Assembleia Geral Sinfac
Assembleia Geral SinfacAssembleia Geral Sinfac
Assembleia Geral Sinfac
 
Edital Assembleia Alimnorte
Edital Assembleia AlimnorteEdital Assembleia Alimnorte
Edital Assembleia Alimnorte
 
Acordo Coletivo UERGS
Acordo Coletivo UERGSAcordo Coletivo UERGS
Acordo Coletivo UERGS
 
Acordo Coletivo Metroplan
Acordo Coletivo MetroplanAcordo Coletivo Metroplan
Acordo Coletivo Metroplan
 
Acordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
Acordo Coletivo Fundação Theatro São PedroAcordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
Acordo Coletivo Fundação Theatro São Pedro
 
Acordo Coletivo FPE
Acordo Coletivo FPEAcordo Coletivo FPE
Acordo Coletivo FPE
 
Acordo Coletivo FGTAS
Acordo Coletivo FGTASAcordo Coletivo FGTAS
Acordo Coletivo FGTAS
 
Acordo Coletivo FEPAM
Acordo Coletivo FEPAMAcordo Coletivo FEPAM
Acordo Coletivo FEPAM
 
Acordo coletivo FASE
Acordo coletivo FASEAcordo coletivo FASE
Acordo coletivo FASE
 
Acordo Coletivo FAPERGS
Acordo Coletivo FAPERGSAcordo Coletivo FAPERGS
Acordo Coletivo FAPERGS
 
Acordo Coletivo EGR
Acordo Coletivo EGRAcordo Coletivo EGR
Acordo Coletivo EGR
 
Acordo Coletivo FADERS
Acordo Coletivo FADERSAcordo Coletivo FADERS
Acordo Coletivo FADERS
 
Edital AGE SETOR PÚBLICO
Edital  AGE SETOR PÚBLICOEdital  AGE SETOR PÚBLICO
Edital AGE SETOR PÚBLICO
 

Panfleto22

  • 1. A proposta de reforma da Previdência do governo federal não combate as desigualdades nem acaba com os privilégios. Se a reforma for aprovada, o que vai acabar é a sua, a nossa aposentadoria. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 006/2019) que está no Congresso Nacional retarda a concessão, reduz o valor dos benefícios e vai deixar milhares de trabalhadores e trabalhadoras sem aposentadoria. Ü APEC da reforma acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição Ü Obriga idade mínima para se aposentar de 65 anos para homens e 62 para mulheres Ü Aumenta o tempo de contribuição de 15 para 20 anos. Ü O governo quer que você contribua mais cinco anos e receba um benefício menor. A PEC da reforma propõe mudar o cálculo do valor do benefício. Ao invés de contabilizar 80% dos salários mais altos que você recebeu na vida, como é hoje, quer somar todos os seus salários, desde os primeiros, que são sempre menores. Para ter o valor integral do benefício, você terá que contribuir durante 40 anos. Ataque às mulheres As professoras do setor público e privado terão de trabalhar mais 10 anos e contribuir mais para se aposentar com benefício parcial. Hoje, elas se aposentam com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição. O governo quer que se aposentem com 60 anos e 30 anos de contribuição. O governo também quer aumentar a idade mínima de aposentadoria das trabalhadoras rurais de 55 anos para 60 anos de idade e o tempo de contribuição de 15 para 20 anos. Benefício de Prestação Continuada O governo também quer reduzir o valor da pensão por morte e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) pago a idosos pobres. O BPC cairia de um salário mínimo para R$ 400,00 e seria pago aos idosos em condição de miséria a partir dos 60 anos. Para receber o valor integral, o idoso terá de ter 70 anos, cinco anos a mais do que é exigido hoje (65 anos). Eles também querem meter a mão no abono salarial O governo quer pagar o abono salarial apenas a quem ganha até um salário mínimo. É mais desigualdade. É mais pobreza. Hoje, tem direito a 1 salário mínimo ao ano todos os que recebem até 2 salários mínimos. EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA E DA APOSENTADORIA GOVERNOQUERACABARCOMASUAAPOSENTADORIA RUMO À GREVE GERAL!RUMO À GREVE GERAL!RUMO À GREVE GERAL! 22 DE MARÇO22 DE MARÇO DIA NACIONAL DE LUTADIA NACIONAL DE LUTA 22 DE MARÇO DIA NACIONAL DE LUTA Ato - 18h - Esquina Democrática - Porto Alegre
  • 2. Capitalização é privatizar a Previdência Se a PEC for aprovada, a Previdência vai ser privatizada. O governo quer transferir o dinheiro da Previdência pública para os bancos. É disso que se trata a capitalização da Previdência. Se o sistema for implantado, todo trabalhador vai ter de abrir uma conta, pagar taxas de administração e depositar todo mês. E tudo sozinho, pois o patrão e o governo não vão mais contribuir. Todos os trabalhadores e as trabalhadoras serão prejudicados, principalmente os mais pobres, as mulheres, os rurais, os professores e as professoras e os trabalhadores informais, que ficam anos e anos desempregados, fazendo bicos e sem dinheiro para pagar o INSS. O governo e a mídia submissa mentem! O governo e a mídia tradicional e submissa dizem que essas medidas são necessárias porque a Previdência Social está quebrada e com a reforma pode economizar R$ 1 trilhão em 10 anos. Isto é mentira! A Previdência não está quebrada. Eles querem economizar colocando a conta nas costas do trabalhador e dos mais pobres. Os recursos financeiros da Previdência Social vêm sendo desviados há décadas. Quando o governo desonera uma empresa, ele está desviando. Quando o governo isenta um setor, ele esta desviando o dinheiro dos cofres do INSS. Os empresários também metem a mão no dinheiro do INSS quando sonegam, embolsam o que foi descontado do seu salário ao invés de contribuir com o INSS. Somente a sonegação chega a R$ 450 bilhões - mais que o dobro do suposto rombo nas contas da Previdência em 2018. As centrais sindicais, juntamente com os movimentos sociais que compõem as frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, reafirmam: não aceitaremos qualquer proposta que retire, diminua ou flexibilize os direitos sociais assegurados pela Seguridade Social! Previdência Pública Quem contribui 35 anos com R$ 79,84 recebe uma aposentadoria mensal de R$ 998,00 AtualmenteAtualmenteAtualmente Previdência Privada Quem contribui 35 anos com R$ 100,00 recebe uma pensão mensal de R$ 234,54* Veja como será*Veja como será*Veja como será* *Renda vitalícia; perfil de investimento conservador; sem aporte de entrada (opções similares às características da previdência social pública); Resultados obtidos no Simulador Zurich. Fonte:DIEESE VAMOSÀLUTAPARADEFENDERNOSSAAPOSENTADORIA! Eles ainda querem acabar com a multa de 40% do FGTS Se a reforma passar, os patrões estarão livres de pagar a multa de 40% sobre saldo na conta do FGTS ao trabalhador já aposentado, que continua trabalhando na mesma empresa, quando for demitido. Eles também não precisarão mais recolher os 8% por mês no FGTS aos empregados aposentados.