SlideShare uma empresa Scribd logo
O Espantalho Enamorado




Guido Visconti
Giovanna Osellame
Gustavo era um espantalho feliz. Tinha muitos amigos entre os
animais da vizinhança. E tinha amigos sobretudo entre os
passarinhos, precisamente aqueles que devia espantar.
“Obrigado por nos deixares bicar as espigas” chilreavam eles à
sua volta.
“Bem, eu peço-vos sempre alguma coisa em troca, não é?”,
ria-se ele.
De facto, Gustavo confiava nos pássaros para levarem as suas
ternas mensagens de amor a Amélia, a menina-espantalho
que vivia no topo da colina.
Gustavo estava apaixonado por Amélia.
Sonhava com o dia em que ia poder abraçá-la. Mas como?
Apenas podia, quando a brisa soprava, acenar-lhe com a
manga do casaco.
Quando chegou o Outono, contudo,
Gustavo ficou triste.
As belas espigas douradas foram ceifadas
e muitos dos seus amigos tiveram de partir.
Já não havia andorinhas a chilrear, mas
sim corvos negros.
Embora também fosse amigo dos corvos,
Gustavo não podia mandar mensagens de
amor através das suas vozes estridentes.
Além disso, no Outono não soprava a brisa.
Em seu lugar soprava uma fria nortada, por
vezes tão forte que Gustavo temia que o
seu chapéu voasse da cabeça.
- Queres que a Amélia veja que sou
careca?! – gritou-lhe
- Desculpa, - assobiou a nortada. – Vou-me
embora.
-Não! Se te fores embora, vem o nevoeiro!

Gustavo não gostava do nevoeiro, pois este
impedia-o de ver Amélia.
Mas mesmo que não houvesse vento nem nevoeiro, no
Outono Gustavo não podia admirar Amélia: tinha de
estar alerta para avistar os caçadores a tempo de
avisar os poucos amigos que tinham ficado.

- Inimigo à vista! – gritou ele, um dia, de repente.
À distância avistava-se um homem armado com uma
espingarda…


A raposa que buscava a sua presa, a lebre à procura
de raízes, os falcões à cata de grãos, os patos nas
margens do rio e as codornizes entre os caules
cortados, todos escutaram o grito de Gustavo. E num
ápice, todos desapareceram, como que por magia.


Porém, um dos animais não foi suficientemente rápido.
PUM!, fez a espingarda.
- Aaaaiii! – gemeu uma codorniz.
O caçador aproximou-se.
Pôs-se à procura da codorniz mas não
conseguiu achá-la.
- Mas eu tenho a certeza que lhe acertei –
resmungou.
Procurou durante um bom bocado; da codorniz,
nem sinal. O caçador continuou a resmungar,
primeiro confuso, depois zangado. Estava
cansado e começou a transpirar. Tinha calor
com o cachecol. Então, tirou-o e depositou-o
sobre as costas do espantalho, dizendo-lhe:
- Vê lá se não o deixas voar com este vento.
A     seguir     afastou-se,   procurando    e
resmungando.
-E eu sou algum cabide? – protestou Gustavo.


Mas parou de protestar assim que sentiu o calor
do belo cachecol. Talvez a codorniz…
- Já se foi – murmurou Gustavo. – Estás ferida?
- Só um bocadinho – respondeu a codorniz,
espreitando de um bolso do casaco. – Salvaste-me
a vida. Como posso agradecer-te?
- Leva-me este cachecol à Amélia – respondeu
Gustavo rapidamente. – Deve estar cheia de frio,
com aquela roupa levezinha.
Com o seu rápido bater de asas a
codorniz chegou ao topo da colina.
- Gustavo manda-te este presente –
disse-lhe, esvoaçando em seu redor. –
Está tão apaixonado! Qualquer dia casa
contigo.
- Quem me dera – suspirou Amélia,
acenando para Gustavo com a ponta do
cachecol.
Mas Gustavo não estava a olhar para
ela…
… porque o caçador voltara, com o saco
a tiracolo cheio de caça e um ar
triunfante no rosto.
Já não tinha calor, e vinha buscar o seu
cachecol.
 Mas o cachecol desaparecera.
- Em vez de ficares aí parado, devias ter
evitado que o vento levasse o meu
cachecol! Agora tenho frio – gritou ele ao
pobre espantalho enquanto lhe tirava o
chapéu.
- Oh, vou morrer de vergonha – gemeu
Gustavo.
Ainda por cima o caçador preparava-se
também para lhe tirar o casaco…
- Ai, assim vai morrer de frio – gritaram os seus
amigos que observavam a cena nos seus
esconderijos.
 - Agora é a nossa vez de lhe salvar a vida –
decidiu a raposa, lançando-se ao ataque.
Os outros fizeram o mesmo.
Patos, faisões, corvos, lebres e codornizes
atiraram-se ao caçador, fazendo-o cair.
O caçador tentou defender-se. Arrancou
Gustavo do chão e empunhou-o como se
ele fosse um bastão.
- Assim já é demais! – a raposa, a lebre,
faisões, corvos e codornizes mostraram
as garras e os dentes, verdadeiramente
enfurecidos.
O caçador tentou fugir dos animais.
 - Acudam! Estou a ser atacado! – gritou ele em louca correria
acima, com o Gustavo nas mãos.

A meio da subida o caçador já estava quase sem fôlego, bem
como os animais que o perseguiam, mas Gustavo suplicou-lhes:
- Por favor, só mais um bocadinho. Estamos quase lá.
-Chegámos! Podem parar! – exultou Gustavo ao atingirem o
topo da colina.

- Sim, parem – suplicou o caçador. – Eu devolvo-te o
chapéu, mas diz aos teus amigos para me deixarem em
paz.
Os animais clamaram:
- Por que é que estás contra nós? Já reparaste que
encontrámos o teu cachecol?
Afinal, o cachecol estava ali perto, sobre os ombros de
Amélia…

O caçador pegou nele e virou costas, sem sequer lhe
agradecer.
Gustavo, por outro lado, achou que nunca conseguiria recompensar os seus amigos pelo que
tinham acabado de fazer.
- Obrigado. Muito obrigado – balbuciou. Estava um pouco maltratado, tinha as roupas
amarrotadas, as mangas do casaco estavam caídas, mas ele não sentia vergonha. Estava tão
contente por ter Amélia tão próxima de si…
Tão próxima que sentiu um enorme desejo de a abraçar.
Mas como?

- Deixa-me ajudar-te. – E a nortada pôs-se a soprar, levantando a manga do casaco de
Gustavo e pousando-a sobre os ombros de Amélia.
– Agora sim, estão casados! – soprou ela aos quatro cantos do mundo, enquanto por cima da
colina, a lua branquinha velava pelos dois amantes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A fada palavrinha 1.2
A fada palavrinha 1.2A fada palavrinha 1.2
A fada palavrinha 1.2
Prudenciana Martins
 
Uma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da PortaUma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da Porta
Maria Borges
 
Maria castanha com a historia dos duendes
Maria castanha com a historia dos duendesMaria castanha com a historia dos duendes
Maria castanha com a historia dos duendes
zemeira
 
Galinha Ruiva
Galinha RuivaGalinha Ruiva
Galinha Ruiva
be pintor
 
O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
Mi Lemos
 
O menino recompensado - António Botto
O menino recompensado - António BottoO menino recompensado - António Botto
O menino recompensado - António Botto
Carla Maia
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta
BibEscolar Ninho Dos Livros
 
Sonho de Neve
Sonho de NeveSonho de Neve
Sonho de Neve
susana cruz
 
O Pedro e o Lobo
O Pedro e o LoboO Pedro e o Lobo
O Pedro e o Lobo
yibaldo
 
História do Menino Jesus
História do Menino JesusHistória do Menino Jesus
História do Menino Jesus
conceicaocravo
 
A bruxa cartuxa
A bruxa cartuxaA bruxa cartuxa
A bruxa cartuxa
vera morgado
 
História da Maria Castanha
História da Maria CastanhaHistória da Maria Castanha
História da Maria Castanha
MariaArmindaLopes
 
O gigante egoista
O gigante egoistaO gigante egoista
O gigante egoista
pietra bravo
 
O patinho que não gostava de legumes
O patinho que não gostava de legumesO patinho que não gostava de legumes
O patinho que não gostava de legumes
becastanheiradepera
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
Ana Alho
 
O pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretaçãoO pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretação
Constantino Alves
 
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
São Grancho
 
Bolo Rei Antonio Torrado
Bolo Rei Antonio TorradoBolo Rei Antonio Torrado
Bolo Rei Antonio Torrado
Adelaide Oliveira
 
Conto veado.florido
Conto veado.floridoConto veado.florido
Conto veado.florido
Ana Violante
 

Mais procurados (20)

A fada palavrinha 1.2
A fada palavrinha 1.2A fada palavrinha 1.2
A fada palavrinha 1.2
 
Um bocadinho inverno
Um bocadinho invernoUm bocadinho inverno
Um bocadinho inverno
 
Uma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da PortaUma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da Porta
 
Maria castanha com a historia dos duendes
Maria castanha com a historia dos duendesMaria castanha com a historia dos duendes
Maria castanha com a historia dos duendes
 
Galinha Ruiva
Galinha RuivaGalinha Ruiva
Galinha Ruiva
 
O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
 
O menino recompensado - António Botto
O menino recompensado - António BottoO menino recompensado - António Botto
O menino recompensado - António Botto
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta
 
Sonho de Neve
Sonho de NeveSonho de Neve
Sonho de Neve
 
O Pedro e o Lobo
O Pedro e o LoboO Pedro e o Lobo
O Pedro e o Lobo
 
História do Menino Jesus
História do Menino JesusHistória do Menino Jesus
História do Menino Jesus
 
A bruxa cartuxa
A bruxa cartuxaA bruxa cartuxa
A bruxa cartuxa
 
História da Maria Castanha
História da Maria CastanhaHistória da Maria Castanha
História da Maria Castanha
 
O gigante egoista
O gigante egoistaO gigante egoista
O gigante egoista
 
O patinho que não gostava de legumes
O patinho que não gostava de legumesO patinho que não gostava de legumes
O patinho que não gostava de legumes
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
 
O pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretaçãoO pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretação
 
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
Adivinhas dos animais da Mata do Ribeiro da Enxurrada
 
Bolo Rei Antonio Torrado
Bolo Rei Antonio TorradoBolo Rei Antonio Torrado
Bolo Rei Antonio Torrado
 
Conto veado.florido
Conto veado.floridoConto veado.florido
Conto veado.florido
 

Semelhante a O espantalho enamorado

O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
xano1970
 
O espantalho enamorado.ppt
O espantalho enamorado.pptO espantalho enamorado.ppt
O espantalho enamorado.ppt
RitaSofiaRamosMesqui
 
Cópia de o espantalho enamorado
Cópia de o espantalho enamoradoCópia de o espantalho enamorado
Cópia de o espantalho enamorado
catarina01
 
O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
Marcio Flores
 
Espantalho enamorado
Espantalho enamoradoEspantalho enamorado
Espantalho enamorado
Jorge Carnaz
 
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
PauloPereira34163
 
Aquiles e a tartaruga infantil
Aquiles e a tartaruga   infantilAquiles e a tartaruga   infantil
Aquiles e a tartaruga infantil
José Carlos S. de Almeida
 
Escrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápisEscrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápis
anabelalmeida
 
Escrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápisEscrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápis
anabelalmeida
 
.
..
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
leilatutora
 
Contos pdf
Contos pdfContos pdf
Contos pdf
leilatutora
 
Escrita na Ponta de um Lápis
Escrita na Ponta de um LápisEscrita na Ponta de um Lápis
Escrita na Ponta de um Lápis
anabelalmeida
 
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
leilatutora
 
Venha ver o por do sol
Venha ver o por do solVenha ver o por do sol
Venha ver o por do sol
Cicero Luciano
 
.
..
.
..
.
..
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
escolapereirasantos
 
O espantalho enamorado3ºa ano rita
O espantalho enamorado3ºa ano ritaO espantalho enamorado3ºa ano rita
O espantalho enamorado3ºa ano rita
guest188b998
 

Semelhante a O espantalho enamorado (20)

O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
 
O espantalho enamorado.ppt
O espantalho enamorado.pptO espantalho enamorado.ppt
O espantalho enamorado.ppt
 
Cópia de o espantalho enamorado
Cópia de o espantalho enamoradoCópia de o espantalho enamorado
Cópia de o espantalho enamorado
 
O espantalho enamorado
O espantalho enamoradoO espantalho enamorado
O espantalho enamorado
 
Espantalho enamorado
Espantalho enamoradoEspantalho enamorado
Espantalho enamorado
 
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
02. O Patinho Feio Autor Hans Christian Andersen.pdf
 
Aquiles e a tartaruga infantil
Aquiles e a tartaruga   infantilAquiles e a tartaruga   infantil
Aquiles e a tartaruga infantil
 
Escrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápisEscrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápis
 
Escrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápisEscrita na ponta de um lápis
Escrita na ponta de um lápis
 
.
..
.
 
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
 
Contos pdf
Contos pdfContos pdf
Contos pdf
 
Escrita na Ponta de um Lápis
Escrita na Ponta de um LápisEscrita na Ponta de um Lápis
Escrita na Ponta de um Lápis
 
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
 
Venha ver o por do sol
Venha ver o por do solVenha ver o por do sol
Venha ver o por do sol
 
.
..
.
 
.
..
.
 
.
..
.
 
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
 
O espantalho enamorado3ºa ano rita
O espantalho enamorado3ºa ano ritaO espantalho enamorado3ºa ano rita
O espantalho enamorado3ºa ano rita
 

Mais de Marta Isabel

A escola que queremos
A escola  que queremosA escola  que queremos
A escola que queremos
Marta Isabel
 
Dia de aulas ao ar livre
Dia de aulas ao  ar livreDia de aulas ao  ar livre
Dia de aulas ao ar livre
Marta Isabel
 
Dia da familia
Dia da familiaDia da familia
Dia da familia
Marta Isabel
 
Pav conhecimento
Pav conhecimentoPav conhecimento
Pav conhecimento
Marta Isabel
 
Equipa de artistas
Equipa de artistasEquipa de artistas
Equipa de artistas
Marta Isabel
 
Carnaval 2018
Carnaval 2018Carnaval 2018
Carnaval 2018
Marta Isabel
 
Agualvas
AgualvasAgualvas
Agualvas
Marta Isabel
 
Dia da matematica
Dia da matematicaDia da matematica
Dia da matematica
Marta Isabel
 
Guiao de pesquisa super3
Guiao de pesquisa super3Guiao de pesquisa super3
Guiao de pesquisa super3
Marta Isabel
 
Jogo à descoberta da biblioteca
Jogo   à descoberta da bibliotecaJogo   à descoberta da biblioteca
Jogo à descoberta da biblioteca
Marta Isabel
 
Conhecer a Biblioteca
Conhecer a BibliotecaConhecer a Biblioteca
Conhecer a Biblioteca
Marta Isabel
 
S martinho
S martinhoS martinho
S martinho
Marta Isabel
 
Partilhas na sala de aula
Partilhas na sala de aulaPartilhas na sala de aula
Partilhas na sala de aula
Marta Isabel
 
Salada de fruta
Salada de frutaSalada de fruta
Salada de fruta
Marta Isabel
 
Feira de outono
Feira de outonoFeira de outono
Feira de outono
Marta Isabel
 
Observation grid teacher
Observation grid  teacherObservation grid  teacher
Observation grid teacher
Marta Isabel
 
Grelha de reg aval metas de port 1parteturma
Grelha de reg aval  metas de port 1parteturmaGrelha de reg aval  metas de port 1parteturma
Grelha de reg aval metas de port 1parteturma
Marta Isabel
 
Avaliação metas português (3º ano)
Avaliação metas português (3º ano)Avaliação metas português (3º ano)
Avaliação metas português (3º ano)
Marta Isabel
 
Concelho de sintra pwp
Concelho de sintra pwpConcelho de sintra pwp
Concelho de sintra pwp
Marta Isabel
 
O valor dos avós
O valor dos avósO valor dos avós
O valor dos avós
Marta Isabel
 

Mais de Marta Isabel (20)

A escola que queremos
A escola  que queremosA escola  que queremos
A escola que queremos
 
Dia de aulas ao ar livre
Dia de aulas ao  ar livreDia de aulas ao  ar livre
Dia de aulas ao ar livre
 
Dia da familia
Dia da familiaDia da familia
Dia da familia
 
Pav conhecimento
Pav conhecimentoPav conhecimento
Pav conhecimento
 
Equipa de artistas
Equipa de artistasEquipa de artistas
Equipa de artistas
 
Carnaval 2018
Carnaval 2018Carnaval 2018
Carnaval 2018
 
Agualvas
AgualvasAgualvas
Agualvas
 
Dia da matematica
Dia da matematicaDia da matematica
Dia da matematica
 
Guiao de pesquisa super3
Guiao de pesquisa super3Guiao de pesquisa super3
Guiao de pesquisa super3
 
Jogo à descoberta da biblioteca
Jogo   à descoberta da bibliotecaJogo   à descoberta da biblioteca
Jogo à descoberta da biblioteca
 
Conhecer a Biblioteca
Conhecer a BibliotecaConhecer a Biblioteca
Conhecer a Biblioteca
 
S martinho
S martinhoS martinho
S martinho
 
Partilhas na sala de aula
Partilhas na sala de aulaPartilhas na sala de aula
Partilhas na sala de aula
 
Salada de fruta
Salada de frutaSalada de fruta
Salada de fruta
 
Feira de outono
Feira de outonoFeira de outono
Feira de outono
 
Observation grid teacher
Observation grid  teacherObservation grid  teacher
Observation grid teacher
 
Grelha de reg aval metas de port 1parteturma
Grelha de reg aval  metas de port 1parteturmaGrelha de reg aval  metas de port 1parteturma
Grelha de reg aval metas de port 1parteturma
 
Avaliação metas português (3º ano)
Avaliação metas português (3º ano)Avaliação metas português (3º ano)
Avaliação metas português (3º ano)
 
Concelho de sintra pwp
Concelho de sintra pwpConcelho de sintra pwp
Concelho de sintra pwp
 
O valor dos avós
O valor dos avósO valor dos avós
O valor dos avós
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 

O espantalho enamorado

  • 1. O Espantalho Enamorado Guido Visconti Giovanna Osellame
  • 2. Gustavo era um espantalho feliz. Tinha muitos amigos entre os animais da vizinhança. E tinha amigos sobretudo entre os passarinhos, precisamente aqueles que devia espantar. “Obrigado por nos deixares bicar as espigas” chilreavam eles à sua volta. “Bem, eu peço-vos sempre alguma coisa em troca, não é?”, ria-se ele. De facto, Gustavo confiava nos pássaros para levarem as suas ternas mensagens de amor a Amélia, a menina-espantalho que vivia no topo da colina. Gustavo estava apaixonado por Amélia. Sonhava com o dia em que ia poder abraçá-la. Mas como? Apenas podia, quando a brisa soprava, acenar-lhe com a manga do casaco.
  • 3. Quando chegou o Outono, contudo, Gustavo ficou triste. As belas espigas douradas foram ceifadas e muitos dos seus amigos tiveram de partir. Já não havia andorinhas a chilrear, mas sim corvos negros. Embora também fosse amigo dos corvos, Gustavo não podia mandar mensagens de amor através das suas vozes estridentes. Além disso, no Outono não soprava a brisa. Em seu lugar soprava uma fria nortada, por vezes tão forte que Gustavo temia que o seu chapéu voasse da cabeça. - Queres que a Amélia veja que sou careca?! – gritou-lhe - Desculpa, - assobiou a nortada. – Vou-me embora. -Não! Se te fores embora, vem o nevoeiro! Gustavo não gostava do nevoeiro, pois este impedia-o de ver Amélia.
  • 4. Mas mesmo que não houvesse vento nem nevoeiro, no Outono Gustavo não podia admirar Amélia: tinha de estar alerta para avistar os caçadores a tempo de avisar os poucos amigos que tinham ficado. - Inimigo à vista! – gritou ele, um dia, de repente. À distância avistava-se um homem armado com uma espingarda… A raposa que buscava a sua presa, a lebre à procura de raízes, os falcões à cata de grãos, os patos nas margens do rio e as codornizes entre os caules cortados, todos escutaram o grito de Gustavo. E num ápice, todos desapareceram, como que por magia. Porém, um dos animais não foi suficientemente rápido. PUM!, fez a espingarda. - Aaaaiii! – gemeu uma codorniz.
  • 5. O caçador aproximou-se. Pôs-se à procura da codorniz mas não conseguiu achá-la. - Mas eu tenho a certeza que lhe acertei – resmungou. Procurou durante um bom bocado; da codorniz, nem sinal. O caçador continuou a resmungar, primeiro confuso, depois zangado. Estava cansado e começou a transpirar. Tinha calor com o cachecol. Então, tirou-o e depositou-o sobre as costas do espantalho, dizendo-lhe: - Vê lá se não o deixas voar com este vento. A seguir afastou-se, procurando e resmungando. -E eu sou algum cabide? – protestou Gustavo. Mas parou de protestar assim que sentiu o calor do belo cachecol. Talvez a codorniz…
  • 6. - Já se foi – murmurou Gustavo. – Estás ferida? - Só um bocadinho – respondeu a codorniz, espreitando de um bolso do casaco. – Salvaste-me a vida. Como posso agradecer-te? - Leva-me este cachecol à Amélia – respondeu Gustavo rapidamente. – Deve estar cheia de frio, com aquela roupa levezinha.
  • 7. Com o seu rápido bater de asas a codorniz chegou ao topo da colina. - Gustavo manda-te este presente – disse-lhe, esvoaçando em seu redor. – Está tão apaixonado! Qualquer dia casa contigo. - Quem me dera – suspirou Amélia, acenando para Gustavo com a ponta do cachecol. Mas Gustavo não estava a olhar para ela…
  • 8. … porque o caçador voltara, com o saco a tiracolo cheio de caça e um ar triunfante no rosto. Já não tinha calor, e vinha buscar o seu cachecol. Mas o cachecol desaparecera. - Em vez de ficares aí parado, devias ter evitado que o vento levasse o meu cachecol! Agora tenho frio – gritou ele ao pobre espantalho enquanto lhe tirava o chapéu. - Oh, vou morrer de vergonha – gemeu Gustavo. Ainda por cima o caçador preparava-se também para lhe tirar o casaco…
  • 9. - Ai, assim vai morrer de frio – gritaram os seus amigos que observavam a cena nos seus esconderijos. - Agora é a nossa vez de lhe salvar a vida – decidiu a raposa, lançando-se ao ataque. Os outros fizeram o mesmo. Patos, faisões, corvos, lebres e codornizes atiraram-se ao caçador, fazendo-o cair.
  • 10. O caçador tentou defender-se. Arrancou Gustavo do chão e empunhou-o como se ele fosse um bastão. - Assim já é demais! – a raposa, a lebre, faisões, corvos e codornizes mostraram as garras e os dentes, verdadeiramente enfurecidos.
  • 11. O caçador tentou fugir dos animais. - Acudam! Estou a ser atacado! – gritou ele em louca correria acima, com o Gustavo nas mãos. A meio da subida o caçador já estava quase sem fôlego, bem como os animais que o perseguiam, mas Gustavo suplicou-lhes: - Por favor, só mais um bocadinho. Estamos quase lá.
  • 12. -Chegámos! Podem parar! – exultou Gustavo ao atingirem o topo da colina. - Sim, parem – suplicou o caçador. – Eu devolvo-te o chapéu, mas diz aos teus amigos para me deixarem em paz. Os animais clamaram: - Por que é que estás contra nós? Já reparaste que encontrámos o teu cachecol? Afinal, o cachecol estava ali perto, sobre os ombros de Amélia… O caçador pegou nele e virou costas, sem sequer lhe agradecer.
  • 13. Gustavo, por outro lado, achou que nunca conseguiria recompensar os seus amigos pelo que tinham acabado de fazer. - Obrigado. Muito obrigado – balbuciou. Estava um pouco maltratado, tinha as roupas amarrotadas, as mangas do casaco estavam caídas, mas ele não sentia vergonha. Estava tão contente por ter Amélia tão próxima de si… Tão próxima que sentiu um enorme desejo de a abraçar. Mas como? - Deixa-me ajudar-te. – E a nortada pôs-se a soprar, levantando a manga do casaco de Gustavo e pousando-a sobre os ombros de Amélia.
  • 14. – Agora sim, estão casados! – soprou ela aos quatro cantos do mundo, enquanto por cima da colina, a lua branquinha velava pelos dois amantes.