SlideShare uma empresa Scribd logo
Desafios da atualidade
  Lição 5 - O cristão e a moda




                   TEXTO BASE
                Romanos 14:10 a 12

            www.ipb706sul.com.br
Introdução




Definição de moda:
“Conjunto de opiniões, gostos e apreciações críticas,
assim como modos de agir, viver e sentir coletivos,
aceitos por determinado grupo humano num dado
momento histórico”. (Dicionário Houaiss)
A moda está sempre em
                             mudança, variando:

                               De lugar a lugar

                               De época para época


Todos somos de alguma forma influenciados pela moda

   O cristão está no mundo e não tem como não ser
influenciado
PORÉM:

 A moda não pode ser
 analisada apenas na
 perspectiva cultural

 Aqueles que amam a
 Deus devem submeter
 tudo ao crivo da sua
 Palavra para definir se
 deve aderir ou não a
 determinadas modas e
 tendências
1. A moda, em si, não é condenável
        A Bíblia faz menção, em várias
        passagens, a roupas e acessórios
        que eram usados tanto por
        pessoas piedosas e tementes a
        Deus quanto pela sociedade em
        geral:

        “Então, tirou Faraó o seu anel de
        sinete da mão e o pôs na mão de
        José, fê-lo vestir roupas de linho
        fino e lhe pôs ao pescoço um
        colar de ouro”.
                             (Gn 41:42)
Usos e costumes mudam de
                        acordo com a época e o lugar e
                        segundo a cultura de cada povo

                            A diversidade cultural de
                            cada povo deve, portanto,
                            ser respeitada e apreciada
                            A Bíblia não é um figurino
                            para determinar modelos de
                            roupa para os crentes
A sacralização do terno e da gravata, a proibição de calças
cumpridas para mulheres, proibição de bermuda para
homens, etc, com uma suposta base bíblica, é insustentável
É preciso haver liberdade nessa questão
Os que se apegam a essas
                          exigências esquecem que
                          Jesus e os discípulos
                          usaram roupas
                          completamente diferentes
                          das que usamos hoje.


A moda naqueles dias era outra!
É claro que o discípulo deve se
vestir com discrição e decência

   E isso se aplica a quem
   gosta de andar na moda e a
   quem não se importa com
   moda!
2. Para o cristão, a aprovação de
qualquer moda requer bom senso
                A Bíblia não é figurino,
                mas apresenta princípios
                eficazes para se definir o
                que é aceitável ou não:

                “Todas as coisas são
                lícitas, mas nem todas
                convêm; todas são
                lícitas, mas nem todas
                edificam”. (1Co 10:23)
No que se refere à vestimenta, o bom senso
         deve ser verificado nos seguintes aspectos

                   Quanto ao modelo
                   A Bíblia não impõe usos e costumes,
                   mas aquele que é crente em Jesus e
                   que deseja glorificar a Deus com o
                   seu corpo deve adotar modelos e
                   acessórios que não exponham o seu
                   corpo de forma desonrosa, mas que
                   o dignifiquem

“Seja a vossa moderação conhecida de todos os
homens” (Fp 4:5)
Quanto à ocasião

Cada ocasião e cada lugar requerem
uma roupa adequada

  Tanto com base no que já está
  socialmente convencionado
  quanto nas normas estabelecidas
  para cada lugar
Quanto aos custos
Em sua insensatez, o mundo avalia
as pessoas pelo que elas vestem,
usam e ostentam, e não pelo que
cada um realmente é

   O cristão deve ter uma postura
   crítica em relação a isso

   Deve ser criterioso nessa questão
Aquele que é crente em Jesus:

                        É comedido
                        Não busca prazer nas coisas
                        materiais
                        Não depende de ostentar essa
                        ou aquela grife para se auto-
                        afirmar
                        Não desperdiça seu dinheiro
                        com coisas ilusórias que têm a
                        ver apenas com a aparência

Enfim, o cristão age com discernimento e coloca-se acima
dessas futilidades, pois a vida com Jesus é plena!
Quanto ao bem-estar do próximo
Cada um deve usar o que gosta e
pode, e não o que os outros
querem:

  Porém, não é sensato tornar-
  se motivo de escândalo e
  causa de tropeço para o irmão
  mais fraco
  Na medida do possível
  devemos zelar para que os
  nossos usos e costumes não
  ofendam ao próximo (1Co 8:9;
  10:32-33)
3. A moda adotada pelo cristão não
pode comprometer a glória de Deus
              Aquele que está seriamente
              decidido a agradar e
              glorificar a Deus, será
              cuidadoso em tudo que
              fizer:

              “E tudo o que fizerdes, seja
              em palavra, seja em ação,
              fazei-o em nome do Senhor
              Jesus, dando por ele graças
              a Deus Pai”. (Cl 3:17)
A pergunta a ser feita:

                       “Estou glorificando a Deus com o
                       que estou usando?”

                       “A fé que tens, tem-na para ti
                       mesmo perante Deus. Bem-
                       aventurado é aquele que não se
                       condena naquilo que aprova.”
                                          (Rm 14:22)
É bom lembrar que esse versículo se aplica a coisas
secundárias, que estão no campo da liberdade cristã, mas não
para dizer que aprova pecados, como a mentira, roubo e
adultério
O nosso corpo é santuário de Deus e deve ser usado
para glorificá-lo:
   Isso equivale a dizer que, adotada criteriosamente, a
   moda pode contribuir para honrar o corpo e
   glorificar a Deus
Para pensar
“Duas coisas devem ser
levadas em conta nas vestes:
a utilidade e a modéstia.
Todos os excessos ou
exageros se originam de
uma mente corrompida.”

           João Calvino
Discussão
                  1. A quem compete avaliar a maneira
                     como crentes estão se vestindo: aos
                     pastores e presbíteros ou aos
                     cônjuges e pais?

                  2. O texto de Deuteronômio 22:5 é
                     utilizado por alguns para combater
                     certos costumes. Como responder,
                     também biblicamente, a quem utiliza
                     literalmente esse versículo para impor
                     usos e costumes?

3. É lícito a cristãos atuarem no mundo da moda, inclusive
como modelos?
             www.ipb706sul.com.br
Site da Igreja
www.ipb706sul.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃOAPARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
Pr Ivair Augusto
 
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADELBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
Natalino das Neves Neves
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
Lição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
Lição 9 - Etica Cristã e SexualidadeLição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
Lição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
Erberson Pinheiro
 
(1) a moda e a mulher cristã i
(1) a moda e a mulher cristã   i(1) a moda e a mulher cristã   i
(1) a moda e a mulher cristã i
Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Idolatria
IdolatriaIdolatria
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Cleide Corrêa
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
João Paulo Silva Mendes
 
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
O Namoro Cristão
O Namoro CristãoO Namoro Cristão
O Namoro Cristão
ALTAIR GERMANO
 
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Éder Tomé
 
Corpo, Alma E Espírito
Corpo, Alma E EspíritoCorpo, Alma E Espírito
Corpo, Alma E Espírito
Catedral de Adoração
 
Conhecendo a Bíblia
Conhecendo a BíbliaConhecendo a Bíblia
Conhecendo a Bíblia
Erberson Pinheiro
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
Lição 11 - Relativismo Moral e Religioso
Lição 11 - Relativismo Moral e ReligiosoLição 11 - Relativismo Moral e Religioso
Lição 11 - Relativismo Moral e Religioso
Éder Tomé
 
O casamento bíblico
O casamento bíblicoO casamento bíblico
O casamento bíblico
Moisés Sampaio
 
O chamado ministerial
O chamado ministerialO chamado ministerial
O chamado ministerial
Wilson Paulo de Santana Paulo
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
Elder Moraes
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
Pastor Wanderley
 

Mais procurados (20)

APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃOAPARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
APARÊNCIA PESSOAL DO CRISTÃO
 
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADELBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
LBA LIÇÃO 8 - ÉTICA CRISTA E SEXUALIDADE
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Lição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
Lição 9 - Etica Cristã e SexualidadeLição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
Lição 9 - Etica Cristã e Sexualidade
 
(1) a moda e a mulher cristã i
(1) a moda e a mulher cristã   i(1) a moda e a mulher cristã   i
(1) a moda e a mulher cristã i
 
Idolatria
IdolatriaIdolatria
Idolatria
 
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
 
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
 
O Namoro Cristão
O Namoro CristãoO Namoro Cristão
O Namoro Cristão
 
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Corpo, Alma E Espírito
Corpo, Alma E EspíritoCorpo, Alma E Espírito
Corpo, Alma E Espírito
 
Conhecendo a Bíblia
Conhecendo a BíbliaConhecendo a Bíblia
Conhecendo a Bíblia
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
Lição 11 - Relativismo Moral e Religioso
Lição 11 - Relativismo Moral e ReligiosoLição 11 - Relativismo Moral e Religioso
Lição 11 - Relativismo Moral e Religioso
 
O casamento bíblico
O casamento bíblicoO casamento bíblico
O casamento bíblico
 
O chamado ministerial
O chamado ministerialO chamado ministerial
O chamado ministerial
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 

Destaque

A maneira correta a mulher cristã vestir
A maneira correta a mulher cristã vestirA maneira correta a mulher cristã vestir
A maneira correta a mulher cristã vestir
Eduardo Sousa Gomes
 
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
jonasfreitasdejesus
 
Cartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
Cartaz Chá de Mulheres Igreja UnidaCartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
Cartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
Cristian Carvalho
 
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter CristãoEBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
fa.sodre
 
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICASA DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
ALTAIR GERMANO
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
Renata Cabral
 
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATUREMODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
Cauê Chianca
 
Apostilaintroduoatecnologiatextil
ApostilaintroduoatecnologiatextilApostilaintroduoatecnologiatextil
Apostilaintroduoatecnologiatextil
Benedito Cruz
 
Treinamento epi adm e visitantes
Treinamento epi adm e visitantesTreinamento epi adm e visitantes
Treinamento epi adm e visitantes
Cristian Carvalho
 
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãsOração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciaisJovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
heronsantana
 
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
Renata Carvalho Silva
 
Licao 2 o cristao e o trabalho
Licao 2   o cristao e o trabalhoLicao 2   o cristao e o trabalho
Licao 2 o cristao e o trabalho
IPB706Sul
 
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoasA influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
DeaaSouza
 
A História da Ordem Rosacruz AMORC
A História da Ordem Rosacruz AMORCA História da Ordem Rosacruz AMORC
A História da Ordem Rosacruz AMORC
Paulo Magalhães
 
Materiais e tecnologia têxtil III
Materiais e tecnologia têxtil IIIMateriais e tecnologia têxtil III
Materiais e tecnologia têxtil III
Fernanda
 

Destaque (16)

A maneira correta a mulher cristã vestir
A maneira correta a mulher cristã vestirA maneira correta a mulher cristã vestir
A maneira correta a mulher cristã vestir
 
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
“Doutrinas, normas, estatutos e preceitos” culto de doutrina
 
Cartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
Cartaz Chá de Mulheres Igreja UnidaCartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
Cartaz Chá de Mulheres Igreja Unida
 
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter CristãoEBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
EBD Jovens - Aula 04 Paulo e o Caracter Cristão
 
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICASA DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
A DOUTRINA PENTECOSTAL ASSEMBLEIANA: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
 
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATUREMODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
MODA, HISTÓRIA E LITERATURA | FASHION, HISTORY AND LITERATURE
 
Apostilaintroduoatecnologiatextil
ApostilaintroduoatecnologiatextilApostilaintroduoatecnologiatextil
Apostilaintroduoatecnologiatextil
 
Treinamento epi adm e visitantes
Treinamento epi adm e visitantesTreinamento epi adm e visitantes
Treinamento epi adm e visitantes
 
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãsOração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãs
 
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciaisJovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
Jovens cristãos e empreendedorismo: 10 competências essenciais
 
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
Regulamento interno da igreja pentecostal deus é amor (validade 12.2015)
 
Licao 2 o cristao e o trabalho
Licao 2   o cristao e o trabalhoLicao 2   o cristao e o trabalho
Licao 2 o cristao e o trabalho
 
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoasA influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
 
A História da Ordem Rosacruz AMORC
A História da Ordem Rosacruz AMORCA História da Ordem Rosacruz AMORC
A História da Ordem Rosacruz AMORC
 
Materiais e tecnologia têxtil III
Materiais e tecnologia têxtil IIIMateriais e tecnologia têxtil III
Materiais e tecnologia têxtil III
 

Semelhante a O cristão e a moda

Maquiagem E AcessóRios
Maquiagem E AcessóRiosMaquiagem E AcessóRios
Maquiagem E AcessóRios
Clube de Lideres Online
 
Doutrina da Humanidade
Doutrina da HumanidadeDoutrina da Humanidade
Doutrina da Humanidade
Evinha31
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Jessé Lopes
 
O que significa ser crente
O que significa ser crenteO que significa ser crente
O que significa ser crente
O que significa ser crenteO que significa ser crente
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptxCATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
Ranio Gamita
 
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de CristoA cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
Francelia Carvalho Oliveira
 
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdfPALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
Cleber Tomas Vianna
 
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O InfernoDoutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
S Jesus Salva
 
EBD Jovens cosmo visão
EBD Jovens cosmo visãoEBD Jovens cosmo visão
EBD Jovens cosmo visão
WiltonLima20
 
3 etica e profissional da educacao
3 etica e profissional da educacao3 etica e profissional da educacao
3 etica e profissional da educacao
Orientar Consultoria Ltda
 
Evangelho essencial
Evangelho essencialEvangelho essencial
Evangelho essencial
Luiz Gonzaga Scalzitti
 
EVANGELHO ESSENCIAL
EVANGELHO ESSENCIALEVANGELHO ESSENCIAL
EVANGELHO ESSENCIAL
Edgard Filho
 
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAISDISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
Deonice E Orlando Sazonov
 
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristãLBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
Natalino das Neves Neves
 
20150708.Estudo PGs 10
20150708.Estudo PGs 1020150708.Estudo PGs 10
20150708.Estudo PGs 10
Andre Nascimento
 
Moda
ModaModa
Razões da nossa fé lição 9
Razões da nossa fé   lição 9Razões da nossa fé   lição 9
Razões da nossa fé lição 9
Mariângela Domeniche Perdomo
 
A doutrina bíblica do uso do véu
A doutrina bíblica do uso do véuA doutrina bíblica do uso do véu
A doutrina bíblica do uso do véu
Romário Osodrac
 
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVORLBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
boasnovassena
 

Semelhante a O cristão e a moda (20)

Maquiagem E AcessóRios
Maquiagem E AcessóRiosMaquiagem E AcessóRios
Maquiagem E AcessóRios
 
Doutrina da Humanidade
Doutrina da HumanidadeDoutrina da Humanidade
Doutrina da Humanidade
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
O que significa ser crente
O que significa ser crenteO que significa ser crente
O que significa ser crente
 
O que significa ser crente
O que significa ser crenteO que significa ser crente
O que significa ser crente
 
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptxCATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
CATRE - SERMÃO Não Confunda Seu Irmão - Conduta e Modéstia Cristã.pptx
 
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de CristoA cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
A cosmovisão cristã em um mundo de vãs ideologias - Seguidores de Cristo
 
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdfPALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
PALESTRA_A CRENCA EM DEUS_Cleber-Vianna_19.03.2024.pdf
 
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O InfernoDoutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
Doutrina De Homens NãO Salva MáS Manda Para O Inferno
 
EBD Jovens cosmo visão
EBD Jovens cosmo visãoEBD Jovens cosmo visão
EBD Jovens cosmo visão
 
3 etica e profissional da educacao
3 etica e profissional da educacao3 etica e profissional da educacao
3 etica e profissional da educacao
 
Evangelho essencial
Evangelho essencialEvangelho essencial
Evangelho essencial
 
EVANGELHO ESSENCIAL
EVANGELHO ESSENCIALEVANGELHO ESSENCIAL
EVANGELHO ESSENCIAL
 
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAISDISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
DISCIPULANDO LIDERES ESPIRITUAIS
 
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristãLBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
 
20150708.Estudo PGs 10
20150708.Estudo PGs 1020150708.Estudo PGs 10
20150708.Estudo PGs 10
 
Moda
ModaModa
Moda
 
Razões da nossa fé lição 9
Razões da nossa fé   lição 9Razões da nossa fé   lição 9
Razões da nossa fé lição 9
 
A doutrina bíblica do uso do véu
A doutrina bíblica do uso do véuA doutrina bíblica do uso do véu
A doutrina bíblica do uso do véu
 
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVORLBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇAO E NO LOUVOR
 

Mais de IPB706Sul

Divórcio
DivórcioDivórcio
Divórcio
IPB706Sul
 
O cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiroO cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiro
IPB706Sul
 
O cristão e a pobreza
O cristão e a pobrezaO cristão e a pobreza
O cristão e a pobreza
IPB706Sul
 
Licao 1 o cristao e a natureza
Licao 1   o cristao e a naturezaLicao 1   o cristao e a natureza
Licao 1 o cristao e a natureza
IPB706Sul
 
Licao 1 o cristao e a natureza
Licao 1   o cristao e a naturezaLicao 1   o cristao e a natureza
Licao 1 o cristao e a natureza
IPB706Sul
 
Características e consequências do Secularismo na Igreja
Características e consequências do Secularismo na IgrejaCaracterísticas e consequências do Secularismo na Igreja
Características e consequências do Secularismo na Igreja
IPB706Sul
 
A secularizacao da igreja
A secularizacao da igrejaA secularizacao da igreja
A secularizacao da igreja
IPB706Sul
 

Mais de IPB706Sul (7)

Divórcio
DivórcioDivórcio
Divórcio
 
O cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiroO cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiro
 
O cristão e a pobreza
O cristão e a pobrezaO cristão e a pobreza
O cristão e a pobreza
 
Licao 1 o cristao e a natureza
Licao 1   o cristao e a naturezaLicao 1   o cristao e a natureza
Licao 1 o cristao e a natureza
 
Licao 1 o cristao e a natureza
Licao 1   o cristao e a naturezaLicao 1   o cristao e a natureza
Licao 1 o cristao e a natureza
 
Características e consequências do Secularismo na Igreja
Características e consequências do Secularismo na IgrejaCaracterísticas e consequências do Secularismo na Igreja
Características e consequências do Secularismo na Igreja
 
A secularizacao da igreja
A secularizacao da igrejaA secularizacao da igreja
A secularizacao da igreja
 

Último

Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 

Último (18)

Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 

O cristão e a moda

  • 1.
  • 2. Desafios da atualidade Lição 5 - O cristão e a moda TEXTO BASE Romanos 14:10 a 12 www.ipb706sul.com.br
  • 3. Introdução Definição de moda: “Conjunto de opiniões, gostos e apreciações críticas, assim como modos de agir, viver e sentir coletivos, aceitos por determinado grupo humano num dado momento histórico”. (Dicionário Houaiss)
  • 4. A moda está sempre em mudança, variando: De lugar a lugar De época para época Todos somos de alguma forma influenciados pela moda O cristão está no mundo e não tem como não ser influenciado
  • 5. PORÉM: A moda não pode ser analisada apenas na perspectiva cultural Aqueles que amam a Deus devem submeter tudo ao crivo da sua Palavra para definir se deve aderir ou não a determinadas modas e tendências
  • 6. 1. A moda, em si, não é condenável A Bíblia faz menção, em várias passagens, a roupas e acessórios que eram usados tanto por pessoas piedosas e tementes a Deus quanto pela sociedade em geral: “Então, tirou Faraó o seu anel de sinete da mão e o pôs na mão de José, fê-lo vestir roupas de linho fino e lhe pôs ao pescoço um colar de ouro”. (Gn 41:42)
  • 7. Usos e costumes mudam de acordo com a época e o lugar e segundo a cultura de cada povo A diversidade cultural de cada povo deve, portanto, ser respeitada e apreciada A Bíblia não é um figurino para determinar modelos de roupa para os crentes A sacralização do terno e da gravata, a proibição de calças cumpridas para mulheres, proibição de bermuda para homens, etc, com uma suposta base bíblica, é insustentável É preciso haver liberdade nessa questão
  • 8. Os que se apegam a essas exigências esquecem que Jesus e os discípulos usaram roupas completamente diferentes das que usamos hoje. A moda naqueles dias era outra!
  • 9. É claro que o discípulo deve se vestir com discrição e decência E isso se aplica a quem gosta de andar na moda e a quem não se importa com moda!
  • 10. 2. Para o cristão, a aprovação de qualquer moda requer bom senso A Bíblia não é figurino, mas apresenta princípios eficazes para se definir o que é aceitável ou não: “Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam”. (1Co 10:23)
  • 11. No que se refere à vestimenta, o bom senso deve ser verificado nos seguintes aspectos Quanto ao modelo A Bíblia não impõe usos e costumes, mas aquele que é crente em Jesus e que deseja glorificar a Deus com o seu corpo deve adotar modelos e acessórios que não exponham o seu corpo de forma desonrosa, mas que o dignifiquem “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens” (Fp 4:5)
  • 12. Quanto à ocasião Cada ocasião e cada lugar requerem uma roupa adequada Tanto com base no que já está socialmente convencionado quanto nas normas estabelecidas para cada lugar
  • 13. Quanto aos custos Em sua insensatez, o mundo avalia as pessoas pelo que elas vestem, usam e ostentam, e não pelo que cada um realmente é O cristão deve ter uma postura crítica em relação a isso Deve ser criterioso nessa questão
  • 14. Aquele que é crente em Jesus: É comedido Não busca prazer nas coisas materiais Não depende de ostentar essa ou aquela grife para se auto- afirmar Não desperdiça seu dinheiro com coisas ilusórias que têm a ver apenas com a aparência Enfim, o cristão age com discernimento e coloca-se acima dessas futilidades, pois a vida com Jesus é plena!
  • 15. Quanto ao bem-estar do próximo Cada um deve usar o que gosta e pode, e não o que os outros querem: Porém, não é sensato tornar- se motivo de escândalo e causa de tropeço para o irmão mais fraco Na medida do possível devemos zelar para que os nossos usos e costumes não ofendam ao próximo (1Co 8:9; 10:32-33)
  • 16. 3. A moda adotada pelo cristão não pode comprometer a glória de Deus Aquele que está seriamente decidido a agradar e glorificar a Deus, será cuidadoso em tudo que fizer: “E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”. (Cl 3:17)
  • 17. A pergunta a ser feita: “Estou glorificando a Deus com o que estou usando?” “A fé que tens, tem-na para ti mesmo perante Deus. Bem- aventurado é aquele que não se condena naquilo que aprova.” (Rm 14:22) É bom lembrar que esse versículo se aplica a coisas secundárias, que estão no campo da liberdade cristã, mas não para dizer que aprova pecados, como a mentira, roubo e adultério
  • 18. O nosso corpo é santuário de Deus e deve ser usado para glorificá-lo: Isso equivale a dizer que, adotada criteriosamente, a moda pode contribuir para honrar o corpo e glorificar a Deus
  • 19. Para pensar “Duas coisas devem ser levadas em conta nas vestes: a utilidade e a modéstia. Todos os excessos ou exageros se originam de uma mente corrompida.” João Calvino
  • 20. Discussão 1. A quem compete avaliar a maneira como crentes estão se vestindo: aos pastores e presbíteros ou aos cônjuges e pais? 2. O texto de Deuteronômio 22:5 é utilizado por alguns para combater certos costumes. Como responder, também biblicamente, a quem utiliza literalmente esse versículo para impor usos e costumes? 3. É lícito a cristãos atuarem no mundo da moda, inclusive como modelos? www.ipb706sul.com.br