SlideShare uma empresa Scribd logo
1
A Modéstia
"Do mesmo modo, quero que as mulheres usem traje honesto, ataviando-se com
modéstia e sobriedade. Seus enfeites consistam não em primorosos penteados, ouro,
pérolas, vestidos de luxo," (1Tm 2,9)
2
CIC. 1387 - afirma, sobre o momento da Sagrada Comunhão:
"A atitude corporal - gestos, roupa - há de traduzir o respeito, a
solenidade, a alegria deste momento em que Cristo se torna
nosso hóspede."
3
Princípios da modéstia
• Moderação e equilíbrio
• Respeito e reverencia
• Bom senso, auto controle, discrição
• Sabedoria e discernimento
• Cobrir o corpo
• Não expor o corpo
(principalmente em lugar sagrado)
• Não ostentar (não usar de vaidade
4
No vestuário, bem como
em todas as coisas, é
nosso privilegio honrar o
nosso Criador.
Ele deseja que não
somente seja o vestuário
limpo e saudável, mas
próprio e decoroso
Em todas os respeitos,
nossa aparência deve ser
característica de asseio,
modéstia e pureza.
Gn 3, 21ss
5
A moda muitas vezes tem
como alvo a sensualidade e
o erotismo, praticas que
tiram toda a dignidade da
mulher.
6
7
O que reflete a aparência no vestir?
8
Vestimenta e aparência
Meia-Calça
calça legging
9
10
11
Pergunte a si mesmo
1. Por que me visto assim?
2. Meu corpo esta em evidencia?
3. Meus seios e minhas costas estão a mostra?
4. Minha lingerie esta em destaque?
5. Minha saia esta muito curta e/ou justa?
6. Estou sendo digna comigo mesma?
7. Estou me valorizando ou sendo vulgar?
8. Eu me amo?
9. A roupa que uso e adequada para ir a igreja?
Quais são minhas intenções?
- Para despertar os olhares masculinos ou para chamar a atenção?
- Nenhuma só sigo a moda.
- Vi na novela e gostei.
12
"e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e
santidade". (Ef 4,24)
Eu sou o que aparento?
?
13
Todo o cuidados em nos vestir será somente para honrar o nosso Senhor,
honrando nosso corpo.
VISTA-SE PARA AGRADAR A DEUS
14
Orientação para uma boa aparência
Homens:
.barbeados, penteados,
.tenham suas unhas aparadas e limpas
.evitem é proibido o uso de bermudas,
.evitar sandálias.
Mulheres:
. Usar trajes adequados, que inspirem o respeito que a ocasião
requer, porém, asseados e sem formalismo;
. Cabelos compridos, devem ser presos,
. Unhas “curtas” esmalte de cor clara e transparente.
. Baton e maquiagem discretos.
. Não utilizar acessórios que possam atrapalhar ou desviam a atenção
15
O mais importante é que nossa motivação precisa
estar no amor. No momento em que fazemos as
coisas por outras razões, estamos perdendo o
tempo.
Já vi muita gente dizer: “Mas Deus vê o coração,
sabe que eu o amo, ainda que não me vista bem”.
Isso é um erro. O amor se manifesta externamente
com atos de doação de si mesmo.
O amor não é só um sentimento, mas uma escolha
de sacrificar-se ou sacrificar algo a que se dá valor,
por outra pessoa.
Vestir-se bem é um pequeno sacrifício; quanto
menos vontade você tiver, mais valioso será seu
sacrifício diante de Deus.
Ainda que lhe digam que não vale a pena vestir-se
bem por nada, um autêntico católico não pensa
assim. Precisamos mostrar respeito a nós mesmos e
aos outros, fazendo um esforço. Deus merece tal
esforço, você não acha?
Faça isso por amor
16
17
Visite nosso blog
Diocese de Santo Amaro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
Moisés Sampaio
 
Dons do espirito santo
Dons do espirito santoDons do espirito santo
Dons do espirito santo
WebExecutivo1
 
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
Cacilda Barbosa Santiago
 
Como atrair novos membros para a célula
Como atrair novos membros para a célulaComo atrair novos membros para a célula
Como atrair novos membros para a célula
Francisco Teófilo da Silva
 
Apostila palestra para casais
Apostila   palestra para casaisApostila   palestra para casais
Apostila palestra para casais
Construção Edificações
 
Palestra para Casais
Palestra para CasaisPalestra para Casais
Palestra para Casais
Sebastião Luiz Chagas
 
Como devem se vestir as mulheres cristãs
Como devem se vestir as mulheres cristãsComo devem se vestir as mulheres cristãs
Como devem se vestir as mulheres cristãs
Joel Silva
 
Principio da honra
Principio da honraPrincipio da honra
Principio da honra
Marcos De Oliveira Leite
 
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança CristãO Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
Márcio Melânia
 
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Sergio Silva
 
Palestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familiaPalestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familia
Milas Aldrin Alves
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
Autonoma
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
Quenia Damata
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Jeronimo Nunes
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Ev,Israel Leandro
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
PASTOR CARLOS SILVA
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
Moisés Sampaio
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1
Leandro Dakel Cunha
 

Mais procurados (20)

Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
 
Dons do espirito santo
Dons do espirito santoDons do espirito santo
Dons do espirito santo
 
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
A família cristã e os desafios da sociedade Pós-moderna
 
Como atrair novos membros para a célula
Como atrair novos membros para a célulaComo atrair novos membros para a célula
Como atrair novos membros para a célula
 
Apostila palestra para casais
Apostila   palestra para casaisApostila   palestra para casais
Apostila palestra para casais
 
Palestra para Casais
Palestra para CasaisPalestra para Casais
Palestra para Casais
 
Como devem se vestir as mulheres cristãs
Como devem se vestir as mulheres cristãsComo devem se vestir as mulheres cristãs
Como devem se vestir as mulheres cristãs
 
Principio da honra
Principio da honraPrincipio da honra
Principio da honra
 
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança CristãO Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
O Especialista da Toalha - Curso de Liderança Cristã
 
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
 
Palestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familiaPalestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familia
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1
 

Destaque

17 encontro A Santa Ceia
17 encontro  A Santa Ceia17 encontro  A Santa Ceia
17 encontro A Santa Ceia
Catequese Anjos dos Céus
 
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
Catequese Anjos dos Céus
 
15º Encontro os Milagres de Jesus
15º Encontro os Milagres de Jesus15º Encontro os Milagres de Jesus
15º Encontro os Milagres de Jesus
Catequese Anjos dos Céus
 
20º Encontro Santíssima Trindade
20º Encontro   Santíssima Trindade20º Encontro   Santíssima Trindade
20º Encontro Santíssima Trindade
Catequese Anjos dos Céus
 
Quaresma e Semana Santa 2016
Quaresma e Semana Santa 2016Quaresma e Semana Santa 2016
Quaresma e Semana Santa 2016
Catequese Anjos dos Céus
 
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
Catequese Anjos dos Céus
 
12º encontro joao batista
12º encontro   joao batista12º encontro   joao batista
12º encontro joao batista
Catequese Anjos dos Céus
 
8 encontro mandamento 7 8 9 10
8 encontro mandamento 7 8 9 108 encontro mandamento 7 8 9 10
8 encontro mandamento 7 8 9 10
Catequese Anjos dos Céus
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
A história da salvação
A história da salvaçãoA história da salvação
A história da salvação
Vinicio Pacifico
 
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
Catequese Anjos dos Céus
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
Catequese Anjos dos Céus
 
17º. Jesus nos fala por meio de histórias
17º. Jesus nos fala por meio de histórias17º. Jesus nos fala por meio de histórias
17º. Jesus nos fala por meio de histórias
Catequese Anjos dos Céus
 
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da SalvaçãoLição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Cleonilson Freitas
 
10 encontro maria-2015
10 encontro   maria-201510 encontro   maria-2015
10 encontro maria-2015
Catequese Anjos dos Céus
 
Salvação dos Ricos
Salvação dos RicosSalvação dos Ricos
Salvação dos Ricos
igmateus
 
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
Catequese Anjos dos Céus
 
A Historia Da Salvacao
A Historia Da SalvacaoA Historia Da Salvacao
A Historia Da Salvacao
JNR
 
11 encontro nascimento de jesus-215
11 encontro nascimento de jesus-21511 encontro nascimento de jesus-215
11 encontro nascimento de jesus-215
Catequese Anjos dos Céus
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
Francisco Rodrigues
 

Destaque (20)

17 encontro A Santa Ceia
17 encontro  A Santa Ceia17 encontro  A Santa Ceia
17 encontro A Santa Ceia
 
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
 
15º Encontro os Milagres de Jesus
15º Encontro os Milagres de Jesus15º Encontro os Milagres de Jesus
15º Encontro os Milagres de Jesus
 
20º Encontro Santíssima Trindade
20º Encontro   Santíssima Trindade20º Encontro   Santíssima Trindade
20º Encontro Santíssima Trindade
 
Quaresma e Semana Santa 2016
Quaresma e Semana Santa 2016Quaresma e Semana Santa 2016
Quaresma e Semana Santa 2016
 
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua missão
 
12º encontro joao batista
12º encontro   joao batista12º encontro   joao batista
12º encontro joao batista
 
8 encontro mandamento 7 8 9 10
8 encontro mandamento 7 8 9 108 encontro mandamento 7 8 9 10
8 encontro mandamento 7 8 9 10
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
 
A história da salvação
A história da salvaçãoA história da salvação
A história da salvação
 
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
 
17º. Jesus nos fala por meio de histórias
17º. Jesus nos fala por meio de histórias17º. Jesus nos fala por meio de histórias
17º. Jesus nos fala por meio de histórias
 
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da SalvaçãoLição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
 
10 encontro maria-2015
10 encontro   maria-201510 encontro   maria-2015
10 encontro maria-2015
 
Salvação dos Ricos
Salvação dos RicosSalvação dos Ricos
Salvação dos Ricos
 
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
22º Encontro - Sacramentos de Cura e Serviços
 
A Historia Da Salvacao
A Historia Da SalvacaoA Historia Da Salvacao
A Historia Da Salvacao
 
11 encontro nascimento de jesus-215
11 encontro nascimento de jesus-21511 encontro nascimento de jesus-215
11 encontro nascimento de jesus-215
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
 

Mais de Catequese Anjos dos Céus

Programação da Semana Santa de 2016
Programação da Semana Santa de 2016Programação da Semana Santa de 2016
Programação da Semana Santa de 2016
Catequese Anjos dos Céus
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
Catequese Anjos dos Céus
 
23º Encontro - Sacramento da Confissão
23º Encontro - Sacramento da Confissão23º Encontro - Sacramento da Confissão
23º Encontro - Sacramento da Confissão
Catequese Anjos dos Céus
 
19º Encontro - A ressurreição de Jesus
19º Encontro - A ressurreição de Jesus19º Encontro - A ressurreição de Jesus
19º Encontro - A ressurreição de Jesus
Catequese Anjos dos Céus
 
18º Encontro Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
18º Encontro  Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus18º Encontro  Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
18º Encontro Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
Catequese Anjos dos Céus
 
15º Encontro de Crisma - Nascimento e Batismo de Jesus
15º Encontro de Crisma -  Nascimento e Batismo de Jesus15º Encontro de Crisma -  Nascimento e Batismo de Jesus
15º Encontro de Crisma - Nascimento e Batismo de Jesus
Catequese Anjos dos Céus
 
14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA
Catequese Anjos dos Céus
 
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
Catequese Anjos dos Céus
 
Apostila crisma-2015
Apostila crisma-2015Apostila crisma-2015
Apostila crisma-2015
Catequese Anjos dos Céus
 
09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas
Catequese Anjos dos Céus
 
7° encontro mandamento 4, 5 e 6
7° encontro   mandamento 4, 5 e 67° encontro   mandamento 4, 5 e 6
7° encontro mandamento 4, 5 e 6
Catequese Anjos dos Céus
 
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
Catequese Anjos dos Céus
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Catequese Anjos dos Céus
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
Projeto de evangelização igreja viva, sempre em missão
Projeto de evangelização   igreja viva, sempre em missãoProjeto de evangelização   igreja viva, sempre em missão
Projeto de evangelização igreja viva, sempre em missão
Catequese Anjos dos Céus
 

Mais de Catequese Anjos dos Céus (15)

Programação da Semana Santa de 2016
Programação da Semana Santa de 2016Programação da Semana Santa de 2016
Programação da Semana Santa de 2016
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
 
23º Encontro - Sacramento da Confissão
23º Encontro - Sacramento da Confissão23º Encontro - Sacramento da Confissão
23º Encontro - Sacramento da Confissão
 
19º Encontro - A ressurreição de Jesus
19º Encontro - A ressurreição de Jesus19º Encontro - A ressurreição de Jesus
19º Encontro - A ressurreição de Jesus
 
18º Encontro Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
18º Encontro  Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus18º Encontro  Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
18º Encontro Paixao-morte-ressurreição e ascensão de Jesus
 
15º Encontro de Crisma - Nascimento e Batismo de Jesus
15º Encontro de Crisma -  Nascimento e Batismo de Jesus15º Encontro de Crisma -  Nascimento e Batismo de Jesus
15º Encontro de Crisma - Nascimento e Batismo de Jesus
 
14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA
 
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
13º Encontro Batismo de Jesus e sua Missão
 
Apostila crisma-2015
Apostila crisma-2015Apostila crisma-2015
Apostila crisma-2015
 
09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas
 
7° encontro mandamento 4, 5 e 6
7° encontro   mandamento 4, 5 e 67° encontro   mandamento 4, 5 e 6
7° encontro mandamento 4, 5 e 6
 
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
6º encontro Moises e os Mandamentos-pdf
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
 
Projeto de evangelização igreja viva, sempre em missão
Projeto de evangelização   igreja viva, sempre em missãoProjeto de evangelização   igreja viva, sempre em missão
Projeto de evangelização igreja viva, sempre em missão
 

Último

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 

Último (20)

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 

A Modestia

  • 1. 1 A Modéstia "Do mesmo modo, quero que as mulheres usem traje honesto, ataviando-se com modéstia e sobriedade. Seus enfeites consistam não em primorosos penteados, ouro, pérolas, vestidos de luxo," (1Tm 2,9)
  • 2. 2 CIC. 1387 - afirma, sobre o momento da Sagrada Comunhão: "A atitude corporal - gestos, roupa - há de traduzir o respeito, a solenidade, a alegria deste momento em que Cristo se torna nosso hóspede."
  • 3. 3 Princípios da modéstia • Moderação e equilíbrio • Respeito e reverencia • Bom senso, auto controle, discrição • Sabedoria e discernimento • Cobrir o corpo • Não expor o corpo (principalmente em lugar sagrado) • Não ostentar (não usar de vaidade
  • 4. 4 No vestuário, bem como em todas as coisas, é nosso privilegio honrar o nosso Criador. Ele deseja que não somente seja o vestuário limpo e saudável, mas próprio e decoroso Em todas os respeitos, nossa aparência deve ser característica de asseio, modéstia e pureza. Gn 3, 21ss
  • 5. 5 A moda muitas vezes tem como alvo a sensualidade e o erotismo, praticas que tiram toda a dignidade da mulher.
  • 6. 6
  • 7. 7 O que reflete a aparência no vestir?
  • 9. 9
  • 10. 10
  • 11. 11 Pergunte a si mesmo 1. Por que me visto assim? 2. Meu corpo esta em evidencia? 3. Meus seios e minhas costas estão a mostra? 4. Minha lingerie esta em destaque? 5. Minha saia esta muito curta e/ou justa? 6. Estou sendo digna comigo mesma? 7. Estou me valorizando ou sendo vulgar? 8. Eu me amo? 9. A roupa que uso e adequada para ir a igreja? Quais são minhas intenções? - Para despertar os olhares masculinos ou para chamar a atenção? - Nenhuma só sigo a moda. - Vi na novela e gostei.
  • 12. 12 "e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade". (Ef 4,24) Eu sou o que aparento? ?
  • 13. 13 Todo o cuidados em nos vestir será somente para honrar o nosso Senhor, honrando nosso corpo. VISTA-SE PARA AGRADAR A DEUS
  • 14. 14 Orientação para uma boa aparência Homens: .barbeados, penteados, .tenham suas unhas aparadas e limpas .evitem é proibido o uso de bermudas, .evitar sandálias. Mulheres: . Usar trajes adequados, que inspirem o respeito que a ocasião requer, porém, asseados e sem formalismo; . Cabelos compridos, devem ser presos, . Unhas “curtas” esmalte de cor clara e transparente. . Baton e maquiagem discretos. . Não utilizar acessórios que possam atrapalhar ou desviam a atenção
  • 15. 15 O mais importante é que nossa motivação precisa estar no amor. No momento em que fazemos as coisas por outras razões, estamos perdendo o tempo. Já vi muita gente dizer: “Mas Deus vê o coração, sabe que eu o amo, ainda que não me vista bem”. Isso é um erro. O amor se manifesta externamente com atos de doação de si mesmo. O amor não é só um sentimento, mas uma escolha de sacrificar-se ou sacrificar algo a que se dá valor, por outra pessoa. Vestir-se bem é um pequeno sacrifício; quanto menos vontade você tiver, mais valioso será seu sacrifício diante de Deus. Ainda que lhe digam que não vale a pena vestir-se bem por nada, um autêntico católico não pensa assim. Precisamos mostrar respeito a nós mesmos e aos outros, fazendo um esforço. Deus merece tal esforço, você não acha? Faça isso por amor
  • 16. 16

Notas do Editor

  1. Slide 8 (ataviando-se = enfeitar-se) Já ouvimos falar na MODÉSTIA DO CATÓLICO em se vestir? Pois é ela existe. E o modo mais contundente de se mostrar isso é mostrando este cartaz colocado na Porta da Basilica de di San Pietro no Vaticano. Não adianta falar sem mostrar Muitos pensam que é “o padre de tal paroquia Não se manisfesta e não instrui as mulheres (deixam elas participarem da missa como estão) e outros são bem restritos em questão da vestimenta da mulher católica” Vou fazer uma pequena exposição: do certo e do errado - Lembrando que Deus vestiu Adão e Eva quando eles pecaram... "Do mesmo modo, quero que as mulheres usem traje honesto, ataviando-se com modéstia e sobriedade. Seus enfeites consistam não em primorosos penteados, ouro, pérolas, vestidos de luxo," (1Tm 2,9) Vestimenta: Vestimenta dentro do decoro não só quando estiver na igreja mas também fora dela, tanto mulheres como homens, moderação na maquiagem , nas jóias, no esmalte das unhas, homens bem barbeados ou de barbas bem aparadas, mãos limpas, não se deve servir suspeite que se esta doente, gripado. Nossa Senhora que em Fátima revelou à Jacinta sobre as modas que iriam surgir e ofender Seu Divino Filho (“Vão aparecer modas que ofenderão muito o meu Divino Filho”) nos auxiliem neste combate e interceda por todas aquelas almas que realmente procuram, em tudo, imitar Maria Santíssima!
  2. A Temperança A virtude da Temperança vem completar o quadro das quatro virtudes cardeais. Ela é o freio da nossa alma. A temperança é a virtude pela qual usamos com moderação dos bens temporais, quer eles sejam comida, bebida, sono, diversão, sexo, conforto, etc. Ela nos ensina a usar essas coisas na hora certa, no tempo certo, na quantidade adequada. Ela nos ensina que certos atos são reservados a certas situações.  
  3. Slide 9 Uma roupa extravagante pode momentaneamente chamar a atenção, mas a beleza interior causará um impacto duradouro os que olharem para a pessoa. Cuida do para não cair no ridículo usando estilos exagerados, que a moda impõe. evitar não só a vulgaridade “Fico indignada com o tipo de roupa que as mulheres usam! Elas praticamente se atiram nos homens”, diz Brittany, de 16 anos. Kay concorda. Descrevendo uma antiga amiga, ela diz: “Tudo que ela usava era para chamar a atenção dos rapazes. Para isso usava as roupas mais extravagantes possíveis.”
  4. Slide 7 Quando tenho oportunidade de conversar com os jovens , eu sempre pergunto pra eles principalmente as meninas, qual é a imagem que vc quer passar se vestindo deste ou daquele modo Quando pergunto aos meninos qual é imagem que vc quer passar se vestindo desta maneira? Alguns são espertos dizem o que vale é o que esta dentro do coração, eu digo vai fazer uma entrevista de emprego deste jeito e diga que tem um coração bom para ver se arruma emprego. Vá a qualquer lugar mal vestido e depois volte bem vestido para ver se há diferença no atendimento, o mais interessante é por exemplo cá entre nós um Padre que veste o clérigo corretamente e o que não veste. Lembrar do Facebook Amado ministro amada ministra qual é a imagem que passa uma pessoa quando esta em uma mesa de bar, ou com um copo de cerveja na mão, as mulheres então, a questão não é beber ou não, há pessoas que passam uma imagem até quando estão indignadas que é de uma classe exemplar. Citar um exemplo na garagem do prédio. Amado quando olharem para vc irão lembrar daquilo que se vê de mais escandaloso primeiro, vão esquecer que em toda a sua vida vc foi exemplar , irão se lembra e aumentar vc viu ? É ministro ali do Santuário, vc viu a roupa dela tá td de fora nem parece que é uma ministra e assim por diante. Vc não será mais identificada somente pelo seu nome mas também com o sobrenome (ministra ou ministro do Santuário São Judas Tadeu lembra daquele corpo místico que nós conversamos outro dia? Nós não podemos deixar que o ambiente nos faça se adaptar a ele, devemos ser indiferentes as tentações, aos convites para não cairmos nas armadilhas. Nós com a nossa convicção com a nossa firmeza poderemos ser exemplos para os outros. Agora se decepcionamos aqueles que esperam de nós uma atitude e não a fazemos, somos aliados do inimigo.
  5. Slide 10 Significado de Decoro s.m. Comportamento decente; decência. Respeito às normas morais; dignidade. Forma correta de se portar; compostura. Maneira de agir ou de falar que denota pudor; moralidade ou resguardo. Sinônimo de decoro: decência, dignidade, honestidade, honradez, integridade, probidade, pudicícia, rectidão, respeitabilidade e seriedade, discrição Aparência. Homens: barbeados, penteados, evitem o uso de bermudas, tenham suas unhas aparadas e limpas. Mulheres: cabelos compridos devem ser presos, usem saias a baixo do joelho ou calças compridas, as unhas sem esmalte de cor forte. Não tome bebida alcoólica mesmo que você a tome no almoço e sua escala for para a missa das 18h no domingo, muito cuidado, pois o odor poderá ser sentido