SlideShare uma empresa Scribd logo
NORMA
BRASILEIRA
ABNT NBR
Segunda edição
28.01.2008
Válida a partir de
28.07.2008
Instalações elétricas de baixa tensão -
Requisitos específicos para instalação em
estabelecimentos assistenciais de saúde
Electrical installations of low voltage- Specifical requirements for
medica1location installation
Palavras-chave: Instalação eletrica. Baixa tensão. Estabelecimento
assistencial de saúde.
Descriptors: Electricalinstallations. Low voltage. Medica1location.
ICS 29.020; 91.140.50
ASSOCIAÇAO
BRASILEIRA
DE NORMAS
TÉCNICAS
Número de referência
ABNT NBR 13534:2008
21 páginas
OABNT 2008
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
O ABNT 2008
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida
ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocopia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.
Sede da ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28O andar
ZOO31-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 2220-1762
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br
Impresso no Brasil
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Sumário Página
Prefácio....................................................................................................................................................................... iv
Introdução ...............................................................................................................................................................iv
I Escopo....................................................................................................................................................... I
2 Referências normativas................................................................................................................................I
......................................................................................................................................3 Termos e definições 2
......................................................4 Princípios fundamentais e determinação das características gerais 3
5 Proteção para garantir a segurança ............................................................................................................4
6 Seleção e instalação dos componentes..................................................................................................... 8
7 Verificação final ........................................................................................................................................... 13
8 Manutenção.................................................................................................................................................. 14
....................................Anexo A A (normativo) Classificação de serviços de segurança para locais médicos 16
.................................Anexo B B (informativo) Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos 17
Referências bibliografia........................................................................................................................................... 21
OABNT 2008 .Todos os direitos reservados iii
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Prefácio
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Foro Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras,
cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNTICB), dos Organismos de Normalização
Setorial (ABNTIONS) e das Comissões de Estudo Especiais (ABNTICEE), são elaboradas por Comissões de
Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores
e neutros (universidades, laboratórios e outros).
Os Documentos Técnicos ABNT são elaborados conforme as regras das Diretivas ABNT, Parte 2.
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) chama atenção para a possibilidade de que alguns dos
elementos deste documento podem ser objeto de direito de patente. A ABNT não deve ser considerada
responsável pela identificação de quaisquer direitos de patentes.
A ABNT NBR 13534 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Eletricidade (ABNTICB-03), pela Comissão de Estudo
de Instalações Elétricas de Baixa Tensão (CE-03:064.01). O seu 1Vrojeto circulou em Consulta Nacional
conforme Edital nW2, de 28.02.2007, com o número de Projeto ABNT NBR 13534. O seu 2Vrojeto circulou em
Consulta Nacionalconforme Edital n VO, de 21.09.2007 a 20.10.2007, com o numerode 2Vrojeto ABNT NBR 13534.
Esta Norma é baseada na IEC 60364-7-710:2002.
Esta Norma é prevista para entrar em vigor após 180 dias da sua publicação.
Esta segunda edição cancela e substitui a edição anterior (ABNT NBR 13534:1995), a qual foi tecnicamente
revisada.
Introdução
Os requisitos desta Norma complementam, modificam ou substituem os requisitos de caráter geral contidos na
ABNT NBR 5410. Em tudo que não for disposto diferentemente, permanecem válidos e aplicáveis os requisitos da
ABNT NBR 5410, bem como os de normas especificas, como as de produtos.
Nesta Norma, os números designativos das seções, subseções e parágrafos se harmonizam com os
correspondentes da ABNT NBR 5410 e estão numerados, quando se tratar de novos requisitos, a partir de 101 e,
no caso dos Anexos, como AA e BB.
Em estabelecimentos assistenciais de saúde, é fundamental garantir a segurança de pacientes submetidos a
procedimentos com o uso de equipamentos eletromédicos. A cada atividade e função desenvolvidas num local
médico correspondem requisitos específicos de segurança, que devem ser respeitados. Essa segurança começa
com uma instalação elétrica segura e prossegue com a operação e manutenção adequadas dos equipamentos
elétricos a ela conectados. A utilização de equipamentos eletromédicos em pacientes sob cuidados intensivos, de
importância critica, requer da instalação elétrica uma confiabilidade e uma segurança compatíveis, que podem ser
obtidas com a aplicação desta Norma, o que não impede a adoção de critérios ou práticas que reforcem ainda
mais a segurança e a confiabilidade.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 13534:2008
Instalações elétricas de baixa tensão -Requisitos específicos para
instalação em estabelecimentos assistenciais de saúde
1 Escopo
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Os requisitos específicos desta Norma aplicam-se a instalações elétricas em estabelecimentos assistenciais de
saúde, visando garantir a segurança dos pacientes e dos profissionais de saúde.
NOTA 1 Quando a utilização de um local médico for alterada, em particular com a introdução de procedimentos mais
complexos, deve-se adequar a instalação elétrica existente a alteração promovida, de acordo com os requisitos desta Norma.
Essa é uma questão ainda mais crítica se envolver procedimentosintracardíacose de sustentaçãode vida de pacientes.
NOTA 2 Quando aplicável, esta Norma pode ser utilizada em clínicas veterinárias.
NOTA 3 Esta Norma não se aplica a equipamentos eletromédicos. Para equipamentos eletromédicos, ver série de normas
ABNT NBR IEC 60601.
2 Referências normativas
Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis a aplicação deste documento. Para referências datadas,
aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes do
referido documento (incluindo emendas).
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Resolução ANVISA RDC No 50, de 21 de Fevereiro de 2002, Dispõe sobre o Regulamento Técnico para
planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de
saúde
ABNT NBR IEC 60601-1:I997, Equipamento eletromédico - Parte 1: Prescrições gerais de segurança
IEC 61557-8:1997, Electrical safety in low voltage distribution systems up to I 000 V a.C. and I 500 V d.c. -
Equipment for testing, measuring or monitoring of protective measures - Part 8: Insulation monitoring devices for IT
systems
IEC 61558-2-15:1999, Safety of power transformers, power supply units and similar - Part 2-75: Particular
requirements for isolating transformers for the supply of medica1locations
QABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
3 Termos edefinições
Para os efeitos desta Norma, aplicam-se os termos e definições da ABNT NBR 5410 e os seguintes.
3.101
local médico
local destinado a realização de procedimento de diagnóstico, terapêutico (incluindo os tratamentos estéticos),
cirúrgico, de monitoração e de assistência a saúde de pacientes
NOTA Para garantir a proteção de pacientes contra riscos elétricos, é necessário aplicar medidas adicionais de proteção
nos estabelecimentos.O tipo e a descrição desses riscos podemvariar em função do procedimentorealizado.A diversidade de
atividades realizadas em um estabelecimento leva a necessidade de classificar os locais em "grupos", de acordo com os
procedimentosrealizados em cada local
3.102
paciente
qualquer pessoa ou animal submetido a exame ou tratamento médico ou odontológico
(ver 2.12.4 da ABNT NBR IEC 60601-1:1997)
NOTA Para os efeitos desta Norma, toda pessoa submetida a procedimentopara fins estéticos pode ser considerada
paciente.
3.1O3
equipamento eletromédico
equipamento elétrico dotado de não mais que um recurso de conexão a uma determinada rede de alimentação
elétrica e destinado a diagnóstico, tratamento ou monitoração do paciente sob supervisão médica, que estabelece
contato físico ou elétrico com o paciente elou fornece energia para o paciente, ou receba a que dele provém,
elou detecta esta transferência de energia (ver ABNT NBR IEC 60601-1)
NOTA O equipamento inclui os acessórios, definidos pelo fabricante, necessários ao seu uso normal
(verABNT NBR IEC 60601-1).
3.104
parte aplicada
parte do equipamento eletromédico que, em uso normal:
- entra necessariamente em contato físico com o paciente, para que o equipamento possa cumprir sua função,
- pode vir a entrar em contato com o paciente, ou
-- precisa ser tocada pelo paciente
NOTA Ver ABNT NBR IEC 60601-1.
3.1O5
grupo O
local médico não destinado a utilização de parte aplicada de equipamento eletromédico
3.1O6
grupo 1
local médico destinado a utilização de partes aplicadas, sendo este uso circunscrito a:
--- partes externas do corpo, ou
- partes internas do corpo que não aquelas tratadas em 3.107
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
3.1O7
grupo 2
local médico destinado a utilização de partes aplicadas em procedimentos intracardiacos, cirúrgicos, de
sustentação de vida de pacientes e outras aplicações em que a descontinuidade da alimentação elétrica pode
resultar em morte
NOTA 1 Um procedimento intracardíaco é um procedimento no qual um condutor elétrico é colocado em contato ou é
suscetível de entrar em contato com o coração ou com o sistema circulatório central, sendo tal condutor acessível
externamente ao corpo do paciente. O significado de "condutor elétrico", no contexto, inclui fios isolados, como os eletrodos de
marca-passos ou eletrodosde ECG intracardiacose tubos isolados contendo fluidos condutivos.
NOTA 2 Um procedimentode sustentação de vida é toda providência sem a qual o estado do paciente fatalmente evoluiria
para óbito, em curto prazo. São exemplos de tal procedimentoa terapia substitutiva de órgãos e a monitoração de parâmetros
fisiológicos em situações de perigo iminente de morte.
3.108
sistema eletromédico
combinação de dois ou mais equipamentos, sendo um deles no mínimo um equipamento eletromédico,
interligados por conexão funcional ou pelo uso de tomada múltipla móvel
NOTA O sistema inclui os acessórios necessáriosao seu funcionamentoe assim especificadospelo fabricante.
3.109
ambiente do paciente
espaço no qual pode ocorrer, intencionalmente ou não, contato entre o paciente e partes de um sistema
eletromédico ou entre o paciente e outras pessoas que toquem partes do sistema (ver Figura 101)
NOTA Esta definição é aplicável quando a posição do paciente for predeterminada. Caso contrário, todas as posições
possíveis do paciente devem ser consideradas.
3.110
quadro de distribuição principal
quadro que representa o ponto de convergência da distribuição elétrica da edificação ou área por ele atendida e
onde é medida a queda de tensão relativa aos serviços de segurança
3.111
esquema IT médico
esquema IT com requisitos específicos para aplicações médicas
3.112
estabelecimento assistencial de saúde
EAS
denominação dada a qualquer edificação destinada a prestação de assistência a saúde a população, que
demande o acesso de pacientes, em regime de internação ou não, qualquer que seja o seu nível de complexidade
4 Princípios fundamentais e determinaçáo das características gerais
4.1 Determinação das características gerais
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
4.2.101 A classificação de um local médico deve ser feita em conformidade com a equipe médica e a legislação
vigente, tanto a da área de saúde quanto a de segurança do trabalho. Para definir a classificação de um local
médico, é necessário que a equipe médica informe os procedimentos médicos que ai serão realizados. Com base
na utilização pretendida, será definida uma classificação apropriada para o local médico. A possibilidade de
utilização de um mesmo local para mais de uma finalidade implica sua classificação no grupo mais elevado, sendo
recomendável a análise de tais casos pelo grupo de gerenciamento de risco.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
NOTA 1 A classificação de um local é relacionada com o tipo de contato entre as partes aplicadas e o paciente, bem como
com a finalidade para a qual o local é utilizado (ver Anexo BB).
NOTA 2 As partes aplicadas são definidas nas normas dos equipamentos eletromédicos.
4.2.2.2.101 Esquemas de aterramento
O esquema TN-C não é admitido em estabelecimentos assistenciais de saúde a jusante do quadro de distribuição
principal.
4.2.3 Alimentação
4.2.3.101 Regra geral
Em locais médicos, a distribuição elétrica deve ser concebida e executada de forma a facilitar a transferência
automática entre a alimentação normal e a alimentação de segurança (ver Anexo BB e 6.6.6).
4.2.5 Divisão da instalação
4.2.5.101 Todo equipamento de raios X, incluindo os de arco cirúrgico, e todo outro equipamento com corrente
de energização capaz de provocar o desligamento de uma alimentação IT médica, em caso de conexão
inadvertida a esta alimentação, devem ser alimentados por circuitos dedicados (ver 6.5.3.101).
5 Proteção para garantir a segurança
5.1 Proteção contra choques elétricos
5.12 Medidas de proteção
5.1.2.2 Equipotencialização e seccionamento automático da alimentação
5.1.2.2.4 Seccionamento automático da alimentação
5.1.2.2.4.1 Generalidades
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Nos locais médicos dos grupos 1 e 2:
a) a tensão de contato limite UL é de 25 V (UL '25 V c.a.), qualquer que seja o esquema de aterramento
(TN, TT ou IT);
b) conseqüentemente, os tempos de seccionamento máximos admissiveis, em esquema TN, são aqueles
indicados na coluna "Situação 2" da Tabela 25 da ABNT NBR 5410:2004. Da mesma forma, os tempos de
seccionamento máximos admissiveis em esquema IT são aqueles indicados nas colunas ííSituação 2" da
Tabela 26 da ABNT NBR 5410:2004:
c) não se admite, no caso de esquema 1T médico, o seccionamento automático da alimentação quando da
ocorrência de uma primeira falta.
NOTA O seccionarnento da alimentação associado a proteção contra sobrecarga ou curto-circuito deve ser concebido
observando-se as regras gerais dessa proteção e as possibilidades descritas na ABNT NBR 5410, de modo a satisfazer o nível
de segurança requerido.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
5.1.2.2.4.2 Esquema TN
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Os circuitos de tomadas que sirvam locais do grupo 1 devem ser protegidos por dispositivos diferenciais-residuais
(dispositivos DR) com corrente diferencial-residual nominal de atuação de no máximo 30 mA (proteção adicional).
Em locais do grupo 2, a proteção por seccionamento automático da alimentação usando dispositivos DR com
corrente diferencial-residual nominal de no máximo 30 mA deve se restringir aos circuitos descritos em a) a d):
a) circuitos de alimentação de mesas cirúrgicas;
b) circuitos para equipamentos de raios X;
NOTA O requisitose refere essencialmentea equipamentos de raios X móveis utilizadosem locais do grupo 2.
c) circuitos para equipamentos de maior porte, com potência nominal superior a 5 kVA;
d) circuitos para equipamentos elétricos não-críticos (não associados a sustentação de vida).
Deve-se atentar para que o uso simultâneo de vários equipamentos, num mesmo circuito, não venha a resultar em
disparo indesejável do dispositivo DR.
Em locais dos grupos 1 e 2, quando forem utilizados ou exigidos dispositivos DR, conforme descrito acima,
eles devem ser tipo A ou tipo B.
NOTA 1 Dispositivos DR tipo A são aqueles aptos a detectar correntes residuais continuas pulsantes, alem de correntes de
falta alternadas. 0s do tipo B são dispositivos aptos a detectar correntes residuais continuas, lisas e pulsantes, além de
correntesde falta alternadas.
NOTA2 Recomenda-se que esquemas TN-S sejam providos de supervisão do isolamento, abrangendo todos os
condutores vivos.
5.1.2.2.4.3 Esquemas TT
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Nos locais dos grupos Ie 2, aplicam-se as mesmas exigências de 5.1.2.2.4.2. Além disso, como indicado em
5.1.2.2.4.3-a) da ABNT NBR 5410:2004, o dispositivo responsável pelo seccionamento automático visando
proteção contra choques elétricos, nos esquemas TT, deve ser necessariamente um dispositivo a corrente
diferencial-residual.
5.1.2.2.4.4 Esquema IT
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Nos locais do grupo 2, o esquema IT médico deve ser usado para circuitos que alimentam equipamentos
eletromédicos, sistemas de sustentação da vida e aplicações cirúrgicas, bem como os demais equipamentos
elétricos dispostos no ambiente do paciente, exceto os equipamentos mencionados em 5.1.2.2.4.2.
Cada conjunto de locais destinados a mesma função deve ser provido ao menos de um esquema IT médico
exclusivo.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
NOTA Por questões operacionais e de segurança, recomenda-se que cada sala cirúrgica seja provida de um esquema IT
médico exclusivo. No caso de UTI, um esquema IT médico pode alimentar mais de um leito, observado o limite de potência do
transformador (ver 6.1.3.1.102).
O esquema IT médico deve ser equipado com dispositivo supervisor de isolamento (DSI). Esse DSI deve ser
conforme a IEC 61557-8 e atender as especificações descritas em a) a e):
a) a impedância interna c.a. deve ser de 100 kC2, no minimo;
b) a tensão de medição não deve exceder 25 V c.c.;
c) a corrente injetada, mesmo em condição de falta, não deve exceder 1 mA, valor de crista;
d) a indicação de queda da resistência de isolamento deve ocorrer antes ou no máximo assim que esta atingir
50 kR. Deve ser provido um dispositivo de teste que permita verificar a conformidade com este requisito;
e) deve haver sinalização no caso de ruptura do condutor de proteção ou de sua desconexão.
Cada esquema IT médico deve ser provido de um sistema de sinalização sonora e visual, disposto de forma a
permitir supervisão permanente pela equipe médica e dotado de:
- sinalização luminosa verde, para indicar operação normal;
- sinalização luminosa amarela, que atue quando a resistência de isolamento atingir o valor minimo ajustado.
Não deve ser possível cancelar ou desconectar essa sinalização;
- alarme audível, que dispare quando a resistência de isolamento atingir o valor minimo ajustado.
O sinal audível pode ser silenciado.
A sinalização luminosa amarela deve apagar automaticamente tão logo a falha tenha sido eliminada e as
condições normais restabelecidas.
Quando o transformador do esquema IT médico alimentar um único equipamento, não é necessário o dispositivo
supervisor de isolamento (DSI).
O transformador do esquema IT médico deve ser provido de monitoração de sobrecargas e de elevação da
temperatura.
5.1.2.5 Uso de extrabaixa tensão: SELV e PELV
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar
Quando for usada SELV e/ou PELV em locais do grupo 1 ou do grupo 2, a tensão nominal dos equipamentos não
deve exceder 25 V c.a., valor eficaz, ou 60 V C.C.sem ondulação. As partes vivas devem ser cobertas por
isolação, barreira ou invólucro, conforme Anexo B da ABNT NBR 541O:í!OO4.
Em locais do grupo 2, as massas dos equipamentos (por exemplo, do foco cirúrgico) devem estar conectadas ao
condutor de equipotencialização.
GABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
5.1.3.1 Equipotencialização suplementar
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionac
5.1.3.1.101 Em cada local do grupo 1 ou do grupo 2 deve ser realizada uma equipotencialização suplementar
envolvendo as seguintes partes situadas no ambiente do paciente:
- condutores de proteção (PE);
- elementos condutivos;
- blindagens contra interferências eletromagnéticas, se existentes;
- conexões dos pisos condutivos, se existentes;
- blindagem eletrostática do transformador de separação, se existente.
EXEMPLO Também devem ser incluídas na equipotencialização suplementar as peças de mobiliário que sejam fixas
e condutivas, mesmo quando não elétricas, como pode ser o caso de mesas cirúrgicas, poltronas de fisioterapia e cadeiras
odontológicas, salvo se forem intencionalmenteisoladas da terra.
5.1.3.1.102 Nos locais do grupo 2, a resistência medida entre o barramento de equipotencialização, de um lado, e
- o terminal PE de qualquer tomada de corrente,
-- o terminal PE de qualquer equipamento fixo, ou
- qualquer elemento condutivo,
de outro lado, não deve ser superior a 0,2 R,incluída a resistência das conexões.
NOTA O valor da resistência também pode ser determinado pelo uso de condutor com seção adequada.
5.1.3.1.103 O barramento de equipotencialização deve se disposto dentro ou próximo do local médico.
Em cada quadro de distribuição, ou em suas proximidades, deve ser provida uma barra de equipotencialização
adicional, a qual devem ser conectados os condutores da equipotencialização suplementar e os condutores de
proteção (PE). As conexões devem ser claramente visíveis e devem poder ser desconectadas individualmente.
5.2 Proteção contra efeitos térmicos
5.2.2 Proteção contra incêndio
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Devem ser observados os requisitos adicionais contidos nas legislações locais.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
6 Seleçáo e instalação dos componentes
6.1 Prescrições comuns a todos os componentes da instalação
6.1.3 Condições de serviço e influências externas
6.1.3.1 Condições de serviço
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.1.3.1. I01 Transformadores de separação para esquema IT médico
Os transformadores devem ser instalados o mais próximo possível do local médico, ou no seu interior, e devem
ser dispostos em cubículos ou invólucros, de modo a evitar contato acidental com partes vivas.
A tensão nominal Un do secundário do transformador não deve exceder 250 V c.a.
6.1.3.1 . I02 Esquema IT médico para locais do grupo 2
Os transformadores devem ser conforme a IEC 61558-2-15 e atender as especificações complementares descritas
em a) a c):
a) a corrente de fuga a terra do enrolamento secundário e a corrente de fuga do invólucro não devem exceder
0,5 mA. O valor da corrente de fuga deve ser medido com o transformador sem carga e alimentado sob
tensão e frequência nominais;
b) o transformador utilizado na constituição do esquema IT médico, seja para a alimentação de equipamentos
fixos ou portáteis, deve ser monofásico. A potência nominal de saída do transformador não deve ser inferior a
0,5 kVA nem superior a 10 kVA;
c) se for necessário alimentar também cargas trifásicas em esquema IT, deve ser previsto, para tal,
um transformador trifasico dedicado, com tensão secundária não superior a 250 V entre fases.
6.1.3.2 Influências externas
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.1.3.2.101 Risco de explosão
NOTA 1 Os requisitos aplicáveis a equipamento eletromedico usado em conjunto com gases e vapores inflamáveis constam
na ABNT NBR IEC 60601-1.
NOTA 2 Havendo risco de condições perigosas (por exenlplo, presença de gases e vapores inflamáveis), devem ser
tomados cuidados especiais.
NOTA 3 É recomendável adotar medidas para prevenir a geração de eletricidade estática.
Os dispositivos elétricos (por exemplo, tomadas de corrente e interruptores) devem ser instalados a uma distância
mínima de 0,2 m, medida horizontalmente e entre centros, de qualquer saída de gás medicinal, para evitar o risco
de ignição de gases inflamáveis.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR l3534:ZOO8
6.1.7 Compatibilidade eletromagnética
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
NOTA 1 Recomendam-secuidados preventivos contra as interferênciaseletromagneticas.
NOTA 2 A ABNT NBR IEC 60601-1-2 traz requisitos relativos a compatibilidade eletromagnética de equipamentos
eletromédicos.
6.1.8 Documentaçãoda instalação
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
A documentação da instalação elétrica deve estar concluída antes do inicio da execução e ser atualizada a
medida que os serviços forem executados. O usuário da instalação deve receber toda a documentação técnica,
incluindo registros, desenhos, esquemas unifilares e respectivas modificações, bem como instruções para
operação e manutenção.
Esta documentaçãodeve estar prontamente disponível para inspeção, sempre que necessário.
NOTA Recomenda-seque os desenhos e os esquemas unifilaresestejam de acordo com as IEC 60617-DB e IEC 61082-1.
Os documentos pertinentes são, em particular:
- esquemas unifilares da distribuição, incluindo alimentação normal e alimentação de segurança.
Esses esquemas devem conter informação sobre a localização de todos os quadros de distribuição;
- esquemas unifilaresde todos os quadros de distribuição;
- desenhos (plantas, cortes e detalhes) localizando as instalações elétricas em relação a arquitetura;
- descritivo dos serviços a serem executados;
- esquemas dos circuitos de comando e controle;
- instruções de operação, inspeção, ensaios e manutenção de baterias, seus carregadores e fontes de
segurança;
- cálculos que atestem o cumprimento das exigências normativas (por exemplo, de 5.1.2.2.4 da
ABNT NBR 5410);
- relação das cargas permanentemente conectadas a fonte de segurança, com indicação das correntes
nominais e, no caso de cargas de motor, as correntes de partida;
- relatório indicando todos os ensaios e inspeções que devem ser realizados antes da colocação em serviço.
6.2 Seleção e instalação das linhas elétricas
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
Toda linha elétrica que sirva locais do grupo 2 deve ser exclusiva para equipamentos e dispositivos desses locais.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados 9
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
6.3 Dispositivosde proteção, seccionamentoe comando
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.3.101 Proteção das linhas elétricas em locais do grupo 2
Cada circuito terminal deve ser protegido contra correntes de sobrecarga e de curto-circuito, por dispositivo que
seccione simultaneamente todos os condutores de alimentação.
Os dispositivos situados em série devem ter suas características de atuação selecionadas de forma a garantir que
só o dispositivo responsável pela proteção do circuito onde ocorrer a falta venha a atuar (seletividade).
Não se admite proteção contra correntes de sobrecarga no circuito que alimenta o transformador do esquema IT
médico nem no circuito por este alimentado.
Admite-se o uso de dispositivos fusíveis na proteção contra curtos-circuitos.
6.5 Outros componentes
6.5.3 Tomadas de correntes e extensões
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.5.3.101 Circuitos de tomadas de corrente no esquema IT médico, para locais do grupo 2
Em cada posto de tratamento de paciente, como, por exemplo, as cabeceiras de leitos, as tomadas de corrente aí
providas devem ser alimentadas por no mínimo dois circuitos distintos ou então todas elas devem ser protegidas
individualmente contra sobrecorrentes.
Quando no local servido pelo esquema IT médico existirem também tomadas de corrente alimentadas por circuitos
outros que não os do esquema IT médico (ou seja, em esquema TN-S ou TT), as tomadas de corrente servidas
pelo esquema IT médico devem ser marcadas claramente e de maneira permanente. Além disso, os circuitos
dedicados mencionados em 4.2.5.101 que existirem no local e forem dotados de tomadas de corrente devem ser
providos de um tipo de tomada de corrente não-intercambiável com a do esquema IT médico.
NOTA 1 A marcação pode ser efetuada, por exemplo, selecionando-se uma cor exclusiva para as tomadas do esquema IT
e aplicando-se, adicionalmente, uma plaqueta de advertência com a inscrição "Apenas equipamentos eletromédicos".
NOTA 2 A não-intercambiabilidade requerida destina-se a evitar que seja inadvertidamente conectado a tomada do
esquema IT médico qualquer equipamento com corrente de energização capaz de provocar o desligamento da alimentação IT.
Portanto, quando um equipamento de raios X ou com potência elevada for dotado de plugue, este plugue dever ser de um tipo
tal que seja impossível inseri-lo em tomada do esquema IT médico.
NOTA 3 Considera-se que a disposição dos pontos de tomadas do esquema IT médico, na prática, torna improvável que um
equipamento que deve ser conectado ao esquema IT médico venha a ser conectado a uma tomada que não a do esquema IT
médico.
6.5.3.102 Recomenda-se que os circuitos de tomadas de corrente sejam todos de uma mesma tensão, para
garantir que todo equipamento, sobretudo nas emergências, possa ser usado o mais rapidamente possível, livre
de embaraços.
NOTA A ação complementar inerente a esta disposição é que o estabelecimento assistencial de saúde padronize a
tensão dos equipamentos que adquirir.
Caso as tomadas de corrente não sejam todas de uma mesma tensão, elas devem ser não intercambiáveis.
10 OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
6.5.5 Equipamentos de utilização
6.5.5.2 Equipamentos de iluminação
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.5.5.2.101 Circuitos de iluminação
As luminárias dos locais dos grupos 1 e 2 devem ser alimentadas por no mínimo dois circuitos distintos, um dos
quais conectado, necessariamente,a alimentação de segurança.
Nas rotas de fuga, as luminárias devem estar conectadas de forma alternada, uma sim uma não, a alimentação de
segurança (ver 6.6.6).
6.6 Serviços de segurança
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.6.101 A classificação dos serviços de segurança é descrita no Anexo AA.
6.6.6 Fontes de segurança
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.6.6.101 Requisitos gerais para alimentação de segurança dos locais dos grupos I e 2
6.6.6.101.1 Circuitos que sirvam locais dos grupos 1 e 2 devem contar com fonte de segurança, nas condições
especificadasem 6.6.6.102.1, 6.6.6.102.2 e 6.6.6.102.3.
NOTA Linhas de alimentaçao alternativa, provenientes da rede pública de distribuição, não são consideradas fonte de
segurança para os efeitos desta Norma, mesmo que a linha seja efetivamente independente da fonte normal.
6.6.6.101.2 Se a tensão em um ou mais condutores, no quadro de distribuição principal, sofrer uma queda
superior a 10 % de seu valor nominal, a alimentação da carga deve ser assumida, automaticamente, pela fonte de
segurança.
Recomenda-seque haja um retardo nessa transferência, dentro do tempo de comutação permitido, tendo em vista
a ocorrência comum de quedas de tensão ou interrupções de curta duração, acompanhadas de religamento mais
ou menos imediato.
6.6.6.101.3 Sobre cabos para interligação dos componentes e subconjuntos das fontes de segurança, ver 6.2.
NOTA O circuito que conecta a fonte de segurança ao quadro de distribuição principal é considerado circuito de
segurança.
6.6.6.101.4 As tomadas de corrente atendidas pela alimentação de segurança devem ser facilmente identificáveis.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
6.6.6.102 Requisitos específicos para a alimentação de segurança
6.6.6.102.1 Alimentação de segurança com tempo de comutação 5 0,5 s
Ocorrendo, no quadro de distribuição, falta de tensão em um ou mais condutores, uma fonte de segurança
especial deve restabelecer, em 0,5 s no máximo, a alimentação dos focos cirúrgicos e outras fontes de luz
essenciais, como, por exemplo, as de endoscopia, e deve ser capaz de manter essa alimentação por 3 h no
minimo.
6.6.6.102.2 Alimentação de segurança com tempo de comutação L 15 s
Ocorrendo, em um ou mais condutores do quadro de distribuição principal dos serviços de segurança, uma queda
de tensão superior a 10 % da tensão nominal, por um tempo superior a 3 s, os equipamentos relacionados em
6.6.8.101 e 6.6.8.102 devem ter sua alimentação restabelecida por uma fonte de segurança em até 15 s no
máximo, sendo que esta fonte deve ser capaz de manter a alimentação por 24 h no minimo.
NOTA Admite-se que a duração de 24 h seja reduzida a um minimo de 3 h, se as exigências médicas, o uso do local,
incluindo qualquer tratamento, e o abandono completo da edificação puderem ser concluídos corretamenteem menos de 24 h.
6.6.6.102.3 Alimentação de segurança com tempo de comutação maior que 15 s
Outros equipamentos, que não aqueles citados em 6.6.6.102.1 e 6.6.6.102.2 e necessários a continuidade dos
serviços do estabelecimento assistencial de saúde, podem ser conectados manual ou automaticamente a uma
fonte de segurança capaz de manter sua alimentação elétrica por um período minimo de 24 h. Podem ser
mencionadoscomo exemplos:
- equipamentos de esterilização;
- instalações técnicas da edificação, em particular sistemas de ar-condicionado, aquecimento, ventilação,
outros serviços prediais e sistemas de eliminação de resíduos;
-- equipamentos de refrigeração;
- equipamentosde cozinha;
-- carregadoresde bateria.
6.6.8 Equipamentos de utilização
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
6.6.8.101 Circuitos de iluminação de segurança
6.6.8.101.I Iluminação de segurança
Em caso de falha da rede, uma fonte de segurança deve garantir, dentro de um tempo de comutação não superior
a 15 s, a iluminância mínima necessária nos seguintes locais:
rotas de fuga;
iluminaçãodos sinais indicativos das saídas de emergência;
locais em que se situam os quadros de comando do(s) grupo(s) gerador(es) e os quadros de distribuição
principaisda alimentação normal e da alimentação de segurança;
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
- locais que acomodam serviços essenciais. Cada um destes locais deve ter uma luminária, no mínimo
atendida pela alimentação de segurança;
- locais do grupo 1. Cada um destes locais deve ter uma luminária, no mínimo atendida pela alimentação de
segurança; e
- locais do grupo 2. Cada um destes locais deve ter 50 % das luminárias, no mínimo atendidas pela
alimentação de segurança.
NOTA Os valores de iluminância mínima são aqueles indicadosna ABNT NBR 10898e pela legislação local
6.6.8.102 Outros serviços
Além da iluminação, tratada em 6.6.8.101, há outros serviços que requerem alimentação de segurança com tempo
de comutação não superior a 15 S. São exemplos de tais serviços:
- elevadores para brigada de incêndio e bombeiros;
- sistemas de exaustão de fumaça;
- sistemas de chamadatbusca de pessoas;
- equipamentos eletromédicos usados em locais do grupo 2 e destinados a cirurgias ou outros procedimentos
vitais, cabendo a equipe responsável definir os que se enquadram nesta condição;
- equipamento elétrico de suprimento de gases medicinais, incluindo ar comprimido, vácuo e exaustão de
gases anestésicos, bem como seus dispositivos de monitoração e alarme;
- instalações de detecção, alarme e extinção de incêndio.
7 Verificação final
Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções:
Adicionar:
7.101 As datas e os resultados de cada verificação devem ser registrados.
7.102 Além das prescrições contidas na Seção 7 da ABNT NBR 5410:2004, as instalações cobertas por esta
Norma devem ser submetidas as verificações a) a e) a seguir. As verificações devem ser realizadas antes da
colocação ou recolocação em serviço da instalação, isto é, após implantada e após qualquer alteração ou reparo:
a) ensaio funcional dos dispositivos supervisores de isolamento (DSI) de esquemas IT médicos e dos sistemas
de alarme acústico etou visual;
b) medições para verificar se a equipotencializaçãosuplementar atende aos requisitos 5.1.3.1.I01 e 5.1.3.1.102;
c) verificação da conformidade da equipotencializaçãosuplementar com as exigências de 5.1.2.1.I03;
d) verificação da conformidade com as regras de 6.6.6, relativas aos serviços de segurança;
e) medições da corrente de fuga no circuito secundário e no invólucro dos transformadores do esquema IT
médico.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
8 Manutenção
8.101 Verificação periódica
Devem ser realizadas as seguintes verificações periódicas, nos intervalos especificados:
f) ensaios de funcionamento dos dispositivos de transferência/comutação: 12 meses;
g) ensaios de funcionamento dos dispositivos supervisares de isolamento: 12 meses;
h) inspeção visual e verificação do ajuste dos dispositivos de proteção: 12 meses;
i) medição da equipotencialização suplementar: 36 meses;
j) verificação da integridade da equipotencialização suplementar: 36 meses;
k) ensaios de funcionamento mensais:
- fontes de segurança com baterias (duração de 15 min);
- fontes de segurança com grupo motogerador: até atingir a temperatura de regime continuo. Já os ensaios
de "durabilidade" devem ser realizados a cada 12 meses;
NOTA O "ensaio de durabilidade" exige cuidados como, por exemplo, seguir as recomendações do fabricante e
manter o grupo sob carga.
- fontes de segurança com baterias: ensaio de capacidade;
- fontes de segurança com grupo motogerador (duração de 60 min).
Em todos os casos, a potência de utilização deve se situar entre 50 % e 100 % da potência nominal;
I) medição da corrente de fuga dos transformadores IT médicos: 36 meses;
m) verificação da atuação dos dispositivos DR com I.,,: no mínimo, a cada 12 meses.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
NOTA As dimensões mostradas são orientativas.
Figura 101 -Exemplo de ambiente do paciente (ABNT NBR IEC 60601-1-1)
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Anexo AA
(normativo)
Classificação de serviços de segurança para locais médicos
Tabela AA.101 - Classificação dos serviços de segurança necessários em locais médicos
Classe O
(sem interrupção)
Alimentação disponível automaticamente sem interrupção
- -
Classe 0,15
(interrupção muito breve)
Alimentação disponivel automaticamente em até 0,15 s
--
Classe > 15
(interrupção longa)
Classe 0,5
(interrupção breve)
Classe 15
(interrupção média)
Alimentação disponivel automaticamente em mais de 15 s
Alimentação disponivel automaticamente em até 0,5 s
Alimentação disponivel automaticamente em até 15 s
NOTA 1 De um modo geral, não é necessário prover alimentação ininterrupta para equipamentos
eletromédicos. Entretanto, determinados equipamentos controlados por microprocessador podem exigir
uma alimentação desse tipo.
NOTA2 A alimentação de segurança destinada a locais enquadrados em mais de uma classe deve
satisfazer os requisitos da classe que demanda uma maior segurança de alimentação. O Anexo BB traz
orientação sobre a correspondência entre tipo de local médico, grupo em que se enquadra e classe de
alimentação de segurança.
NOTA 3 A expressão "em até" significa "5".
NOTA 4 A classificação apresentada na tabela é a mesma que consta na ABNT NBR 5410. Na prática,
porém, a classe 0,15 não é levada em conta nesta Norma.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Anexo BB
(informativo)
Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos
Tabela B.lO1-Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos
Ambulatório
Local
Enfermagem
IInternação de curta duração
Grupo
Sala de reidratação(oral e intravenosa)
Classe
IAtendimentos de urgência e emergência
2O 0,5
X
1 Urgências (baixo e médio risco)
I
X
Posto de enfermagem e serviços
Demais salas
I Sala de inalação, reidratação
15
Atendimento imediato
X
X
Sala para exame indiferenciado, otorrinolaringologia, ortopedia,
odontológico individual
> I 5
Urgência (alta complexidade) e emergência
X
X
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Sala de procedimentos invasivos
Sala de emergência (politraurnatismo, parada cardíaca)
Sala de isolamento
Sala coletiva de observação
Sala para manutenção de paciente com morte cerebral
X
X
X
X
X
xb
xb
X
X
X
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR l3534:ZOO8
Tabela B.201 (continuação)
I Grupo I Classe
Internação
Local
Internaçãogeral
Internação intensiva-UTI
O
Postode enfermagem
Sala de serviço
Sala de exames e curativos
Área de recreação
Demais salas
Internaçãogeral de recém-nascidos (neonatologia)
0,s
Apoio ao diagnóstico e terapia
1
X
X
X
X
Patologiaclínica
2 15
Área para prescrições médicas
Sala de serviço
Salas de apoio
Posto de enfermagem
Áreas e quartos de pacientes
Internaçãopara tratamento de queimados-UTQ
> I 5
X
X
X
X
X
X
X
Laboratório e sala de laudos
X
X
X
Todas as salas de exames
Hemodinâmica
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
X
X
X
X
Xa
X
Irnagenologia(tomografia, ultra-sonografia, ressonância magnética, endoscopia)e métodos gráficos
Sala de recuperação pós-anestésica
Posto de enfermagem
xb
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
xb
X
X
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Tabela B.301 (continuação)
I Anatomia patológica
Local
I Medicina nuclear
Apoio ao diagnóstico e terapia
Câmara frigorifica para guarda de cadáveres
Grupo
X
O
Classe
Centro obstétrico cirúrgico
0,5
XSala de exames
Sala de indução anestésica
Sala de cirurgia (não importando o porte)
Sala de recuperaçãopós-anestésica
Demais salas
1
Centro cirúrgico
X
2 15
X
X
Sala de pré-parto, parto normal e AMIU
Sala de induçãoanestésica (se não aplicado gás anestésico)
Sala de parto cirúrgico
Sala de recuperação pós-anestésicae assistência ao RN
I Centro de parto normal
>15
Demais salas
X
X
XC
Xa
X
X
X
I Sala de processamento de sangue e guarda de hemocomponentes
X
Sala de parto e assistência ao RN
Sala de coleta de sangue
xb
xb
xb
X
XC
X
Sala de recuperação de doadores
X
X
X
X
Xa
I Sala de transfusão e posto de enfermagem
xb
X
I Radioterapia
X
X
X
X
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
L
Salas de exames X X
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Tabela B.401 (continuação)
I Grupo I Classe
Local I I
Apoio ao diagnóstico e terapia
Quimioterapia
Diálise
Salas de aplicação X
Sala para diáliselhemodiálise
Sala de recuperaçãode pacientes
I I I I I I
Bancode leite
X
Posto de enfermagem
X
X
X
Sala de processamento
I
X
X
Sala de estocagem
oxigenoterapia hiperbárica
X
X
I
Sala de distribuição
Apoio técnico
Nutriçãoe dietética
I I
X
X
X
Sala de terapia
Sala de máquinas
Farmácia
X
X
Despensade alimentos climatizada X
Apoio logistico
Infra-estrutura predial
Área de imunobiológicos X
Centrais de gases e vácuo X
Centralde ar-condicionado X
I I I I
Sala para grupo gerador
Subestação elétrica
a Caso haja equipamentos do tipo estação central de monitoração no posto de enfermagem, é necessário que a classificação seja do
mesmo tipo que as demais salas onde se encontram os pacientes, pois caso contrario é possível a ocorrência de perturbações nos
circuitos de alimentação.
X
Casa de bombas
Focos cirúrgicos e fontes de luz para endoscopia utilizados nestes locais devem ter sua alimentação restabelecida em até 0,5 S.
t
X
"Considera-se grupo 2 caso o local possua equipamentos de sustentação de vida.
X
NOTA Descrições dos locais apresentados nesta tabela encontram-se na ResoluçãoANVISA RDC n"Oí02.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
ABNT NBR 13534:2008
Referências bibliografia
ABNT NBR 10898:1999, Sistema de iluminação de emergência
ABNT NBR IEC 60601-1-1:2004, Equ@amento eletromédico - Parfe 1-1: Prescrições gerais de segurança -
Norma colateral: Prescrições gerais para segurança de sistemas eletromédicos
ABNT NBR IEC 60601-1-2:1997, Equipamento eletromédico - Parte I: Prescrições gerais de segurança -
2. Norma colateral: Compatibilidade eletromagnética -Prescrições e ensaios
IEC 60617-DB:2001 :, Graphical symbols for diagrams
IEC 61082-1:I996, Preparation of documents used in electrotechnology - Part I: General requirements
-. ---.-- .- - ---. - -e-- --
I )
DB: = "Data Base" , refere-se ao banco de dados online da IEC, no site www.iec.ch.
OABNT 2008 - Todos os direitos reservados
Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Memorial de calculo de carga instalada e demanda
Memorial de calculo de carga instalada e demandaMemorial de calculo de carga instalada e demanda
Memorial de calculo de carga instalada e demanda
Paulo H Bueno
 
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-riscoNbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
Paulo H Bueno
 
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcipNbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
Laerte Bessa
 
NBR 11785 - Barra Antipanico
NBR 11785 - Barra AntipanicoNBR 11785 - Barra Antipanico
NBR 11785 - Barra Antipanico
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Norma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
Norma EDP-Escelsa Instalações ColetivasNorma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
Norma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
jacksoow Sobrenome
 
NBR 14039/2005
NBR 14039/2005NBR 14039/2005
NBR 14039/2005
UNIFIA
 
2 representação sep
2 representação sep2 representação sep
2 representação sep
Lucas Dorneles
 
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
Fred Pacheco
 
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
Paulo H Bueno
 
Nbr 5462 (2)
Nbr 5462 (2)Nbr 5462 (2)
Nbr 5462 (2)
eavargas2512
 
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargasNbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Ailton Macedo Medeiros
 
Comissionamento de Subestacoes
Comissionamento de SubestacoesComissionamento de Subestacoes
Comissionamento de Subestacoes
Marcelo Rodrigues Soares
 
Tabela coelba
Tabela coelbaTabela coelba
Tabela coelba
Vivaldo Professor
 
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo cNBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
Vicent Raphael
 
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdfNbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
Paulo H Bueno
 
Projetos elétricos residenciais - Completo
Projetos elétricos residenciais  - CompletoProjetos elétricos residenciais  - Completo
Projetos elétricos residenciais - Completo
Sala da Elétrica
 
Nbr 5410 2004 - normas (corrigida 2008)
Nbr 5410   2004 - normas (corrigida 2008)Nbr 5410   2004 - normas (corrigida 2008)
Nbr 5410 2004 - normas (corrigida 2008)
mjmcreatore
 
Abnt nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
Abnt   nbr 14626 - 2010 corrigida 2011Abnt   nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
Abnt nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
giovani_goncalves
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Jeziel Rodrigues
 
Nbr 5419 (2015) part. 3
Nbr 5419 (2015) part. 3Nbr 5419 (2015) part. 3
Nbr 5419 (2015) part. 3
Paulo Silva
 

Mais procurados (20)

Memorial de calculo de carga instalada e demanda
Memorial de calculo de carga instalada e demandaMemorial de calculo de carga instalada e demanda
Memorial de calculo de carga instalada e demanda
 
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-riscoNbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
Nbr5419 2-protecao-contra-descargas-atmosfericas-parte-2-gerenciamento-de-risco
 
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcipNbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
Nbr 17240-substituindo-nbr-9441 manutenção spcip
 
NBR 11785 - Barra Antipanico
NBR 11785 - Barra AntipanicoNBR 11785 - Barra Antipanico
NBR 11785 - Barra Antipanico
 
Norma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
Norma EDP-Escelsa Instalações ColetivasNorma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
Norma EDP-Escelsa Instalações Coletivas
 
NBR 14039/2005
NBR 14039/2005NBR 14039/2005
NBR 14039/2005
 
2 representação sep
2 representação sep2 representação sep
2 representação sep
 
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
Transformadores - Proteção de Equipamentos e Sistemas Elétricos.
 
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
Anexo ii laudo de vistoria de engenharia revisado 23 03-2011
 
Nbr 5462 (2)
Nbr 5462 (2)Nbr 5462 (2)
Nbr 5462 (2)
 
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargasNbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
 
Comissionamento de Subestacoes
Comissionamento de SubestacoesComissionamento de Subestacoes
Comissionamento de Subestacoes
 
Tabela coelba
Tabela coelbaTabela coelba
Tabela coelba
 
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo cNBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
NBR 16325- parte 2 - dispositivos de ancoragem tipo c
 
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdfNbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
Nbr5419 4-sistema eletronicos.pdf
 
Projetos elétricos residenciais - Completo
Projetos elétricos residenciais  - CompletoProjetos elétricos residenciais  - Completo
Projetos elétricos residenciais - Completo
 
Nbr 5410 2004 - normas (corrigida 2008)
Nbr 5410   2004 - normas (corrigida 2008)Nbr 5410   2004 - normas (corrigida 2008)
Nbr 5410 2004 - normas (corrigida 2008)
 
Abnt nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
Abnt   nbr 14626 - 2010 corrigida 2011Abnt   nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
Abnt nbr 14626 - 2010 corrigida 2011
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
 
Nbr 5419 (2015) part. 3
Nbr 5419 (2015) part. 3Nbr 5419 (2015) part. 3
Nbr 5419 (2015) part. 3
 

Destaque

03 aparatos fotograficos
03   aparatos fotograficos03   aparatos fotograficos
03 aparatos fotograficos
Coorporacion Minuto De Dios
 
Nbr 14565-2007
Nbr 14565-2007Nbr 14565-2007
Nbr 14565-2007
Fadir Salmen
 
LA ADMINISTRACION
LA ADMINISTRACIONLA ADMINISTRACION
LA ADMINISTRACION
kevinD1011
 
Grand Vazuza brochure
Grand Vazuza brochureGrand Vazuza brochure
Grand Vazuza brochure
Vitaliy Bozhkov ✔
 
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative. A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
Derrydean Dadzie
 
Secret of Social Media
Secret of Social MediaSecret of Social Media
Secret of Social Media
Bradley McKenny
 
Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
 Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5 Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
Fernando Saenz-Marrero
 
0620 m15 qp_32
0620 m15 qp_320620 m15 qp_32
0620 m15 qp_32
Omniya Jay
 
0620 m15 qp_32
0620 m15 qp_320620 m15 qp_32
0620 m15 qp_32
Omniya Jay
 
Writing conclusion chapter and language of a research
Writing conclusion chapter and language of a researchWriting conclusion chapter and language of a research
Writing conclusion chapter and language of a research
Irshad Husein
 
Amálgama de Prata Regis
Amálgama de Prata RegisAmálgama de Prata Regis
Amálgama de Prata Regis
Regis Valentim
 
Trabajo en-equipo
Trabajo en-equipoTrabajo en-equipo
Trabajo en-equipo
Marisabel López Correa
 
Día del escudo nacional
Día del escudo nacionalDía del escudo nacional
Día del escudo nacional
Graciela Fernandez
 
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
SP Home Run Inc.
 
20170306 Webschrijven
20170306 Webschrijven20170306 Webschrijven
20170306 Webschrijven
I Like Media
 
Apostila projetos elétricos 2015 1
Apostila projetos elétricos 2015 1Apostila projetos elétricos 2015 1
Apostila projetos elétricos 2015 1
Pedro Pacheco Bacheti
 

Destaque (16)

03 aparatos fotograficos
03   aparatos fotograficos03   aparatos fotograficos
03 aparatos fotograficos
 
Nbr 14565-2007
Nbr 14565-2007Nbr 14565-2007
Nbr 14565-2007
 
LA ADMINISTRACION
LA ADMINISTRACIONLA ADMINISTRACION
LA ADMINISTRACION
 
Grand Vazuza brochure
Grand Vazuza brochureGrand Vazuza brochure
Grand Vazuza brochure
 
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative. A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
A New Dimension to Marketing In Africa: The Digital Imperative.
 
Secret of Social Media
Secret of Social MediaSecret of Social Media
Secret of Social Media
 
Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
 Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5 Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
Lifestraw FMK 2016-17 Grupo 5
 
0620 m15 qp_32
0620 m15 qp_320620 m15 qp_32
0620 m15 qp_32
 
0620 m15 qp_32
0620 m15 qp_320620 m15 qp_32
0620 m15 qp_32
 
Writing conclusion chapter and language of a research
Writing conclusion chapter and language of a researchWriting conclusion chapter and language of a research
Writing conclusion chapter and language of a research
 
Amálgama de Prata Regis
Amálgama de Prata RegisAmálgama de Prata Regis
Amálgama de Prata Regis
 
Trabajo en-equipo
Trabajo en-equipoTrabajo en-equipo
Trabajo en-equipo
 
Día del escudo nacional
Día del escudo nacionalDía del escudo nacional
Día del escudo nacional
 
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
Which Seattle Data Center CEOs Excel at Construction Management? (SlideShare)
 
20170306 Webschrijven
20170306 Webschrijven20170306 Webschrijven
20170306 Webschrijven
 
Apostila projetos elétricos 2015 1
Apostila projetos elétricos 2015 1Apostila projetos elétricos 2015 1
Apostila projetos elétricos 2015 1
 

Semelhante a Nbr 13534 2008 hospitais

Nbr 15688 2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
Nbr 15688   2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...Nbr 15688   2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
Nbr 15688 2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
EdmilsonNDosSantos
 
Nbr 15688 2012
Nbr 15688 2012Nbr 15688 2012
Nbr 15688 2012
Júlio Págio Cezar
 
NBR 14039 instalações elétricas de média tensão
NBR 14039   instalações elétricas de média tensãoNBR 14039   instalações elétricas de média tensão
NBR 14039 instalações elétricas de média tensão
Pontes Eletrico
 
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
Pontes Eletrico
 
Nbr 14039 instalações elétricas de média tensão
Nbr 14039   instalações elétricas de média tensãoNbr 14039   instalações elétricas de média tensão
Nbr 14039 instalações elétricas de média tensão
Pontes Eletrico
 
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
mjmcreatore
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentada
Emac Engenharia
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentada
stoc3214
 
NR - 10 Comentada
NR - 10 ComentadaNR - 10 Comentada
NR - 10 Comentada
prevencaonline
 
Nbr iec 60439 03
Nbr iec 60439 03Nbr iec 60439 03
Nbr iec 60439 03
Rosemberg Ávila
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnicaNormalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
ElielDosSantos4
 
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdfMANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
Eng. Alan Portela Sobrenome
 
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensãoNbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
Licério Martins
 
Disjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abntDisjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abnt
JAILTON1961
 
Disjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abntDisjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abnt
NORVALFERREIRA
 
Nbriec60079 25 082009 exi
Nbriec60079 25 082009  exiNbriec60079 25 082009  exi
Nbriec60079 25 082009 exi
José Mauricio Santos Werneck
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
DME - MÉDIA TENSÃO.pdf
DME - MÉDIA TENSÃO.pdfDME - MÉDIA TENSÃO.pdf
DME - MÉDIA TENSÃO.pdf
WendellCampos5
 
130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep
Diego Sampaio
 

Semelhante a Nbr 13534 2008 hospitais (20)

Nbr 15688 2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
Nbr 15688   2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...Nbr 15688   2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
Nbr 15688 2012 - redes de distribuição aérea de energia elétrica com condut...
 
Nbr 15688 2012
Nbr 15688 2012Nbr 15688 2012
Nbr 15688 2012
 
NBR 14039 instalações elétricas de média tensão
NBR 14039   instalações elétricas de média tensãoNBR 14039   instalações elétricas de média tensão
NBR 14039 instalações elétricas de média tensão
 
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1 0 k v a 36 2 kv)
 
Nbr 14039 instalações elétricas de média tensão
Nbr 14039   instalações elétricas de média tensãoNbr 14039   instalações elétricas de média tensão
Nbr 14039 instalações elétricas de média tensão
 
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)Nbr 14039   instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
Nbr 14039 instalacoes eletricas de alta tensao (de 1,0 kv a 36,2 kv)
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentada
 
Nr 10 comentada
Nr 10 comentadaNr 10 comentada
Nr 10 comentada
 
NR - 10 Comentada
NR - 10 ComentadaNR - 10 Comentada
NR - 10 Comentada
 
Nbr iec 60439 03
Nbr iec 60439 03Nbr iec 60439 03
Nbr iec 60439 03
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
Nr 10
 
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnicaNormalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
Normalização segurança em eletricidade, eletrotécnica
 
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdfMANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
MANUAL RECON LIGHT BAIXA TENSÃO 2023.pdf
 
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensãoNbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
Nbr14039 comentada instalações-elétricademédiatensão
 
Disjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abntDisjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abnt
 
Disjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abntDisjuntores x normas_abnt
Disjuntores x normas_abnt
 
Nbriec60079 25 082009 exi
Nbriec60079 25 082009  exiNbriec60079 25 082009  exi
Nbriec60079 25 082009 exi
 
Nr 10
Nr 10Nr 10
Nr 10
 
DME - MÉDIA TENSÃO.pdf
DME - MÉDIA TENSÃO.pdfDME - MÉDIA TENSÃO.pdf
DME - MÉDIA TENSÃO.pdf
 
130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep
 

Último

Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Jssica597589
 
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamenteSeminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
LasAraujo12
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
danielecarvalho75
 
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
musicasdeteclado
 
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
LuizGustavoCiciliato
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
PatrciaOliveiraPat
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
NanandorMacosso
 
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
balmeida871
 
Treinamento Técnico de Equipe WB Engenharia.pptx
Treinamento Técnico de Equipe  WB Engenharia.pptxTreinamento Técnico de Equipe  WB Engenharia.pptx
Treinamento Técnico de Equipe WB Engenharia.pptx
luanaazzisesmt
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
FabianeOlegario2
 

Último (10)

Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
 
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamenteSeminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
 
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
Anatomofisiologia do aparelho locomotor.
 
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
Certificado Introdução à Terapia Cognitiva.
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
 
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
 
Treinamento Técnico de Equipe WB Engenharia.pptx
Treinamento Técnico de Equipe  WB Engenharia.pptxTreinamento Técnico de Equipe  WB Engenharia.pptx
Treinamento Técnico de Equipe WB Engenharia.pptx
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
 

Nbr 13534 2008 hospitais

  • 1. NORMA BRASILEIRA ABNT NBR Segunda edição 28.01.2008 Válida a partir de 28.07.2008 Instalações elétricas de baixa tensão - Requisitos específicos para instalação em estabelecimentos assistenciais de saúde Electrical installations of low voltage- Specifical requirements for medica1location installation Palavras-chave: Instalação eletrica. Baixa tensão. Estabelecimento assistencial de saúde. Descriptors: Electricalinstallations. Low voltage. Medica1location. ICS 29.020; 91.140.50 ASSOCIAÇAO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS Número de referência ABNT NBR 13534:2008 21 páginas OABNT 2008 Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 2. ABNT NBR 13534:2008 O ABNT 2008 Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocopia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT. Sede da ABNT Av.Treze de Maio, 13 - 28O andar ZOO31-901 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: + 55 21 3974-2300 Fax: + 55 21 2220-1762 abnt@abnt.org.br www.abnt.org.br Impresso no Brasil OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 3. ABNT NBR 13534:2008 Sumário Página Prefácio....................................................................................................................................................................... iv Introdução ...............................................................................................................................................................iv I Escopo....................................................................................................................................................... I 2 Referências normativas................................................................................................................................I ......................................................................................................................................3 Termos e definições 2 ......................................................4 Princípios fundamentais e determinação das características gerais 3 5 Proteção para garantir a segurança ............................................................................................................4 6 Seleção e instalação dos componentes..................................................................................................... 8 7 Verificação final ........................................................................................................................................... 13 8 Manutenção.................................................................................................................................................. 14 ....................................Anexo A A (normativo) Classificação de serviços de segurança para locais médicos 16 .................................Anexo B B (informativo) Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos 17 Referências bibliografia........................................................................................................................................... 21 OABNT 2008 .Todos os direitos reservados iii Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 4. ABNT NBR 13534:2008 Prefácio A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Foro Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNTICB), dos Organismos de Normalização Setorial (ABNTIONS) e das Comissões de Estudo Especiais (ABNTICEE), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros). Os Documentos Técnicos ABNT são elaborados conforme as regras das Diretivas ABNT, Parte 2. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) chama atenção para a possibilidade de que alguns dos elementos deste documento podem ser objeto de direito de patente. A ABNT não deve ser considerada responsável pela identificação de quaisquer direitos de patentes. A ABNT NBR 13534 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Eletricidade (ABNTICB-03), pela Comissão de Estudo de Instalações Elétricas de Baixa Tensão (CE-03:064.01). O seu 1Vrojeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital nW2, de 28.02.2007, com o número de Projeto ABNT NBR 13534. O seu 2Vrojeto circulou em Consulta Nacionalconforme Edital n VO, de 21.09.2007 a 20.10.2007, com o numerode 2Vrojeto ABNT NBR 13534. Esta Norma é baseada na IEC 60364-7-710:2002. Esta Norma é prevista para entrar em vigor após 180 dias da sua publicação. Esta segunda edição cancela e substitui a edição anterior (ABNT NBR 13534:1995), a qual foi tecnicamente revisada. Introdução Os requisitos desta Norma complementam, modificam ou substituem os requisitos de caráter geral contidos na ABNT NBR 5410. Em tudo que não for disposto diferentemente, permanecem válidos e aplicáveis os requisitos da ABNT NBR 5410, bem como os de normas especificas, como as de produtos. Nesta Norma, os números designativos das seções, subseções e parágrafos se harmonizam com os correspondentes da ABNT NBR 5410 e estão numerados, quando se tratar de novos requisitos, a partir de 101 e, no caso dos Anexos, como AA e BB. Em estabelecimentos assistenciais de saúde, é fundamental garantir a segurança de pacientes submetidos a procedimentos com o uso de equipamentos eletromédicos. A cada atividade e função desenvolvidas num local médico correspondem requisitos específicos de segurança, que devem ser respeitados. Essa segurança começa com uma instalação elétrica segura e prossegue com a operação e manutenção adequadas dos equipamentos elétricos a ela conectados. A utilização de equipamentos eletromédicos em pacientes sob cuidados intensivos, de importância critica, requer da instalação elétrica uma confiabilidade e uma segurança compatíveis, que podem ser obtidas com a aplicação desta Norma, o que não impede a adoção de critérios ou práticas que reforcem ainda mais a segurança e a confiabilidade. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 5. NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 13534:2008 Instalações elétricas de baixa tensão -Requisitos específicos para instalação em estabelecimentos assistenciais de saúde 1 Escopo Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Os requisitos específicos desta Norma aplicam-se a instalações elétricas em estabelecimentos assistenciais de saúde, visando garantir a segurança dos pacientes e dos profissionais de saúde. NOTA 1 Quando a utilização de um local médico for alterada, em particular com a introdução de procedimentos mais complexos, deve-se adequar a instalação elétrica existente a alteração promovida, de acordo com os requisitos desta Norma. Essa é uma questão ainda mais crítica se envolver procedimentosintracardíacose de sustentaçãode vida de pacientes. NOTA 2 Quando aplicável, esta Norma pode ser utilizada em clínicas veterinárias. NOTA 3 Esta Norma não se aplica a equipamentos eletromédicos. Para equipamentos eletromédicos, ver série de normas ABNT NBR IEC 60601. 2 Referências normativas Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis a aplicação deste documento. Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes do referido documento (incluindo emendas). Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Resolução ANVISA RDC No 50, de 21 de Fevereiro de 2002, Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde ABNT NBR IEC 60601-1:I997, Equipamento eletromédico - Parte 1: Prescrições gerais de segurança IEC 61557-8:1997, Electrical safety in low voltage distribution systems up to I 000 V a.C. and I 500 V d.c. - Equipment for testing, measuring or monitoring of protective measures - Part 8: Insulation monitoring devices for IT systems IEC 61558-2-15:1999, Safety of power transformers, power supply units and similar - Part 2-75: Particular requirements for isolating transformers for the supply of medica1locations QABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 6. ABNT NBR 13534:2008 3 Termos edefinições Para os efeitos desta Norma, aplicam-se os termos e definições da ABNT NBR 5410 e os seguintes. 3.101 local médico local destinado a realização de procedimento de diagnóstico, terapêutico (incluindo os tratamentos estéticos), cirúrgico, de monitoração e de assistência a saúde de pacientes NOTA Para garantir a proteção de pacientes contra riscos elétricos, é necessário aplicar medidas adicionais de proteção nos estabelecimentos.O tipo e a descrição desses riscos podemvariar em função do procedimentorealizado.A diversidade de atividades realizadas em um estabelecimento leva a necessidade de classificar os locais em "grupos", de acordo com os procedimentosrealizados em cada local 3.102 paciente qualquer pessoa ou animal submetido a exame ou tratamento médico ou odontológico (ver 2.12.4 da ABNT NBR IEC 60601-1:1997) NOTA Para os efeitos desta Norma, toda pessoa submetida a procedimentopara fins estéticos pode ser considerada paciente. 3.1O3 equipamento eletromédico equipamento elétrico dotado de não mais que um recurso de conexão a uma determinada rede de alimentação elétrica e destinado a diagnóstico, tratamento ou monitoração do paciente sob supervisão médica, que estabelece contato físico ou elétrico com o paciente elou fornece energia para o paciente, ou receba a que dele provém, elou detecta esta transferência de energia (ver ABNT NBR IEC 60601-1) NOTA O equipamento inclui os acessórios, definidos pelo fabricante, necessários ao seu uso normal (verABNT NBR IEC 60601-1). 3.104 parte aplicada parte do equipamento eletromédico que, em uso normal: - entra necessariamente em contato físico com o paciente, para que o equipamento possa cumprir sua função, - pode vir a entrar em contato com o paciente, ou -- precisa ser tocada pelo paciente NOTA Ver ABNT NBR IEC 60601-1. 3.1O5 grupo O local médico não destinado a utilização de parte aplicada de equipamento eletromédico 3.1O6 grupo 1 local médico destinado a utilização de partes aplicadas, sendo este uso circunscrito a: --- partes externas do corpo, ou - partes internas do corpo que não aquelas tratadas em 3.107 OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 7. ABNT NBR 13534:2008 3.1O7 grupo 2 local médico destinado a utilização de partes aplicadas em procedimentos intracardiacos, cirúrgicos, de sustentação de vida de pacientes e outras aplicações em que a descontinuidade da alimentação elétrica pode resultar em morte NOTA 1 Um procedimento intracardíaco é um procedimento no qual um condutor elétrico é colocado em contato ou é suscetível de entrar em contato com o coração ou com o sistema circulatório central, sendo tal condutor acessível externamente ao corpo do paciente. O significado de "condutor elétrico", no contexto, inclui fios isolados, como os eletrodos de marca-passos ou eletrodosde ECG intracardiacose tubos isolados contendo fluidos condutivos. NOTA 2 Um procedimentode sustentação de vida é toda providência sem a qual o estado do paciente fatalmente evoluiria para óbito, em curto prazo. São exemplos de tal procedimentoa terapia substitutiva de órgãos e a monitoração de parâmetros fisiológicos em situações de perigo iminente de morte. 3.108 sistema eletromédico combinação de dois ou mais equipamentos, sendo um deles no mínimo um equipamento eletromédico, interligados por conexão funcional ou pelo uso de tomada múltipla móvel NOTA O sistema inclui os acessórios necessáriosao seu funcionamentoe assim especificadospelo fabricante. 3.109 ambiente do paciente espaço no qual pode ocorrer, intencionalmente ou não, contato entre o paciente e partes de um sistema eletromédico ou entre o paciente e outras pessoas que toquem partes do sistema (ver Figura 101) NOTA Esta definição é aplicável quando a posição do paciente for predeterminada. Caso contrário, todas as posições possíveis do paciente devem ser consideradas. 3.110 quadro de distribuição principal quadro que representa o ponto de convergência da distribuição elétrica da edificação ou área por ele atendida e onde é medida a queda de tensão relativa aos serviços de segurança 3.111 esquema IT médico esquema IT com requisitos específicos para aplicações médicas 3.112 estabelecimento assistencial de saúde EAS denominação dada a qualquer edificação destinada a prestação de assistência a saúde a população, que demande o acesso de pacientes, em regime de internação ou não, qualquer que seja o seu nível de complexidade 4 Princípios fundamentais e determinaçáo das características gerais 4.1 Determinação das características gerais Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 4.2.101 A classificação de um local médico deve ser feita em conformidade com a equipe médica e a legislação vigente, tanto a da área de saúde quanto a de segurança do trabalho. Para definir a classificação de um local médico, é necessário que a equipe médica informe os procedimentos médicos que ai serão realizados. Com base na utilização pretendida, será definida uma classificação apropriada para o local médico. A possibilidade de utilização de um mesmo local para mais de uma finalidade implica sua classificação no grupo mais elevado, sendo recomendável a análise de tais casos pelo grupo de gerenciamento de risco. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 8. ABNT NBR 13534:2008 NOTA 1 A classificação de um local é relacionada com o tipo de contato entre as partes aplicadas e o paciente, bem como com a finalidade para a qual o local é utilizado (ver Anexo BB). NOTA 2 As partes aplicadas são definidas nas normas dos equipamentos eletromédicos. 4.2.2.2.101 Esquemas de aterramento O esquema TN-C não é admitido em estabelecimentos assistenciais de saúde a jusante do quadro de distribuição principal. 4.2.3 Alimentação 4.2.3.101 Regra geral Em locais médicos, a distribuição elétrica deve ser concebida e executada de forma a facilitar a transferência automática entre a alimentação normal e a alimentação de segurança (ver Anexo BB e 6.6.6). 4.2.5 Divisão da instalação 4.2.5.101 Todo equipamento de raios X, incluindo os de arco cirúrgico, e todo outro equipamento com corrente de energização capaz de provocar o desligamento de uma alimentação IT médica, em caso de conexão inadvertida a esta alimentação, devem ser alimentados por circuitos dedicados (ver 6.5.3.101). 5 Proteção para garantir a segurança 5.1 Proteção contra choques elétricos 5.12 Medidas de proteção 5.1.2.2 Equipotencialização e seccionamento automático da alimentação 5.1.2.2.4 Seccionamento automático da alimentação 5.1.2.2.4.1 Generalidades Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Nos locais médicos dos grupos 1 e 2: a) a tensão de contato limite UL é de 25 V (UL '25 V c.a.), qualquer que seja o esquema de aterramento (TN, TT ou IT); b) conseqüentemente, os tempos de seccionamento máximos admissiveis, em esquema TN, são aqueles indicados na coluna "Situação 2" da Tabela 25 da ABNT NBR 5410:2004. Da mesma forma, os tempos de seccionamento máximos admissiveis em esquema IT são aqueles indicados nas colunas ííSituação 2" da Tabela 26 da ABNT NBR 5410:2004: c) não se admite, no caso de esquema 1T médico, o seccionamento automático da alimentação quando da ocorrência de uma primeira falta. NOTA O seccionarnento da alimentação associado a proteção contra sobrecarga ou curto-circuito deve ser concebido observando-se as regras gerais dessa proteção e as possibilidades descritas na ABNT NBR 5410, de modo a satisfazer o nível de segurança requerido. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 9. ABNT NBR 13534:2008 5.1.2.2.4.2 Esquema TN Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Os circuitos de tomadas que sirvam locais do grupo 1 devem ser protegidos por dispositivos diferenciais-residuais (dispositivos DR) com corrente diferencial-residual nominal de atuação de no máximo 30 mA (proteção adicional). Em locais do grupo 2, a proteção por seccionamento automático da alimentação usando dispositivos DR com corrente diferencial-residual nominal de no máximo 30 mA deve se restringir aos circuitos descritos em a) a d): a) circuitos de alimentação de mesas cirúrgicas; b) circuitos para equipamentos de raios X; NOTA O requisitose refere essencialmentea equipamentos de raios X móveis utilizadosem locais do grupo 2. c) circuitos para equipamentos de maior porte, com potência nominal superior a 5 kVA; d) circuitos para equipamentos elétricos não-críticos (não associados a sustentação de vida). Deve-se atentar para que o uso simultâneo de vários equipamentos, num mesmo circuito, não venha a resultar em disparo indesejável do dispositivo DR. Em locais dos grupos 1 e 2, quando forem utilizados ou exigidos dispositivos DR, conforme descrito acima, eles devem ser tipo A ou tipo B. NOTA 1 Dispositivos DR tipo A são aqueles aptos a detectar correntes residuais continuas pulsantes, alem de correntes de falta alternadas. 0s do tipo B são dispositivos aptos a detectar correntes residuais continuas, lisas e pulsantes, além de correntesde falta alternadas. NOTA2 Recomenda-se que esquemas TN-S sejam providos de supervisão do isolamento, abrangendo todos os condutores vivos. 5.1.2.2.4.3 Esquemas TT Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Nos locais dos grupos Ie 2, aplicam-se as mesmas exigências de 5.1.2.2.4.2. Além disso, como indicado em 5.1.2.2.4.3-a) da ABNT NBR 5410:2004, o dispositivo responsável pelo seccionamento automático visando proteção contra choques elétricos, nos esquemas TT, deve ser necessariamente um dispositivo a corrente diferencial-residual. 5.1.2.2.4.4 Esquema IT Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Nos locais do grupo 2, o esquema IT médico deve ser usado para circuitos que alimentam equipamentos eletromédicos, sistemas de sustentação da vida e aplicações cirúrgicas, bem como os demais equipamentos elétricos dispostos no ambiente do paciente, exceto os equipamentos mencionados em 5.1.2.2.4.2. Cada conjunto de locais destinados a mesma função deve ser provido ao menos de um esquema IT médico exclusivo. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 10. ABNT NBR 13534:2008 NOTA Por questões operacionais e de segurança, recomenda-se que cada sala cirúrgica seja provida de um esquema IT médico exclusivo. No caso de UTI, um esquema IT médico pode alimentar mais de um leito, observado o limite de potência do transformador (ver 6.1.3.1.102). O esquema IT médico deve ser equipado com dispositivo supervisor de isolamento (DSI). Esse DSI deve ser conforme a IEC 61557-8 e atender as especificações descritas em a) a e): a) a impedância interna c.a. deve ser de 100 kC2, no minimo; b) a tensão de medição não deve exceder 25 V c.c.; c) a corrente injetada, mesmo em condição de falta, não deve exceder 1 mA, valor de crista; d) a indicação de queda da resistência de isolamento deve ocorrer antes ou no máximo assim que esta atingir 50 kR. Deve ser provido um dispositivo de teste que permita verificar a conformidade com este requisito; e) deve haver sinalização no caso de ruptura do condutor de proteção ou de sua desconexão. Cada esquema IT médico deve ser provido de um sistema de sinalização sonora e visual, disposto de forma a permitir supervisão permanente pela equipe médica e dotado de: - sinalização luminosa verde, para indicar operação normal; - sinalização luminosa amarela, que atue quando a resistência de isolamento atingir o valor minimo ajustado. Não deve ser possível cancelar ou desconectar essa sinalização; - alarme audível, que dispare quando a resistência de isolamento atingir o valor minimo ajustado. O sinal audível pode ser silenciado. A sinalização luminosa amarela deve apagar automaticamente tão logo a falha tenha sido eliminada e as condições normais restabelecidas. Quando o transformador do esquema IT médico alimentar um único equipamento, não é necessário o dispositivo supervisor de isolamento (DSI). O transformador do esquema IT médico deve ser provido de monitoração de sobrecargas e de elevação da temperatura. 5.1.2.5 Uso de extrabaixa tensão: SELV e PELV Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar Quando for usada SELV e/ou PELV em locais do grupo 1 ou do grupo 2, a tensão nominal dos equipamentos não deve exceder 25 V c.a., valor eficaz, ou 60 V C.C.sem ondulação. As partes vivas devem ser cobertas por isolação, barreira ou invólucro, conforme Anexo B da ABNT NBR 541O:í!OO4. Em locais do grupo 2, as massas dos equipamentos (por exemplo, do foco cirúrgico) devem estar conectadas ao condutor de equipotencialização. GABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 11. ABNT NBR 13534:2008 5.1.3.1 Equipotencialização suplementar Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionac 5.1.3.1.101 Em cada local do grupo 1 ou do grupo 2 deve ser realizada uma equipotencialização suplementar envolvendo as seguintes partes situadas no ambiente do paciente: - condutores de proteção (PE); - elementos condutivos; - blindagens contra interferências eletromagnéticas, se existentes; - conexões dos pisos condutivos, se existentes; - blindagem eletrostática do transformador de separação, se existente. EXEMPLO Também devem ser incluídas na equipotencialização suplementar as peças de mobiliário que sejam fixas e condutivas, mesmo quando não elétricas, como pode ser o caso de mesas cirúrgicas, poltronas de fisioterapia e cadeiras odontológicas, salvo se forem intencionalmenteisoladas da terra. 5.1.3.1.102 Nos locais do grupo 2, a resistência medida entre o barramento de equipotencialização, de um lado, e - o terminal PE de qualquer tomada de corrente, -- o terminal PE de qualquer equipamento fixo, ou - qualquer elemento condutivo, de outro lado, não deve ser superior a 0,2 R,incluída a resistência das conexões. NOTA O valor da resistência também pode ser determinado pelo uso de condutor com seção adequada. 5.1.3.1.103 O barramento de equipotencialização deve se disposto dentro ou próximo do local médico. Em cada quadro de distribuição, ou em suas proximidades, deve ser provida uma barra de equipotencialização adicional, a qual devem ser conectados os condutores da equipotencialização suplementar e os condutores de proteção (PE). As conexões devem ser claramente visíveis e devem poder ser desconectadas individualmente. 5.2 Proteção contra efeitos térmicos 5.2.2 Proteção contra incêndio Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Devem ser observados os requisitos adicionais contidos nas legislações locais. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 12. ABNT NBR 13534:2008 6 Seleçáo e instalação dos componentes 6.1 Prescrições comuns a todos os componentes da instalação 6.1.3 Condições de serviço e influências externas 6.1.3.1 Condições de serviço Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.1.3.1. I01 Transformadores de separação para esquema IT médico Os transformadores devem ser instalados o mais próximo possível do local médico, ou no seu interior, e devem ser dispostos em cubículos ou invólucros, de modo a evitar contato acidental com partes vivas. A tensão nominal Un do secundário do transformador não deve exceder 250 V c.a. 6.1.3.1 . I02 Esquema IT médico para locais do grupo 2 Os transformadores devem ser conforme a IEC 61558-2-15 e atender as especificações complementares descritas em a) a c): a) a corrente de fuga a terra do enrolamento secundário e a corrente de fuga do invólucro não devem exceder 0,5 mA. O valor da corrente de fuga deve ser medido com o transformador sem carga e alimentado sob tensão e frequência nominais; b) o transformador utilizado na constituição do esquema IT médico, seja para a alimentação de equipamentos fixos ou portáteis, deve ser monofásico. A potência nominal de saída do transformador não deve ser inferior a 0,5 kVA nem superior a 10 kVA; c) se for necessário alimentar também cargas trifásicas em esquema IT, deve ser previsto, para tal, um transformador trifasico dedicado, com tensão secundária não superior a 250 V entre fases. 6.1.3.2 Influências externas Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.1.3.2.101 Risco de explosão NOTA 1 Os requisitos aplicáveis a equipamento eletromedico usado em conjunto com gases e vapores inflamáveis constam na ABNT NBR IEC 60601-1. NOTA 2 Havendo risco de condições perigosas (por exenlplo, presença de gases e vapores inflamáveis), devem ser tomados cuidados especiais. NOTA 3 É recomendável adotar medidas para prevenir a geração de eletricidade estática. Os dispositivos elétricos (por exemplo, tomadas de corrente e interruptores) devem ser instalados a uma distância mínima de 0,2 m, medida horizontalmente e entre centros, de qualquer saída de gás medicinal, para evitar o risco de ignição de gases inflamáveis. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 13. ABNT NBR l3534:ZOO8 6.1.7 Compatibilidade eletromagnética Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: NOTA 1 Recomendam-secuidados preventivos contra as interferênciaseletromagneticas. NOTA 2 A ABNT NBR IEC 60601-1-2 traz requisitos relativos a compatibilidade eletromagnética de equipamentos eletromédicos. 6.1.8 Documentaçãoda instalação Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: A documentação da instalação elétrica deve estar concluída antes do inicio da execução e ser atualizada a medida que os serviços forem executados. O usuário da instalação deve receber toda a documentação técnica, incluindo registros, desenhos, esquemas unifilares e respectivas modificações, bem como instruções para operação e manutenção. Esta documentaçãodeve estar prontamente disponível para inspeção, sempre que necessário. NOTA Recomenda-seque os desenhos e os esquemas unifilaresestejam de acordo com as IEC 60617-DB e IEC 61082-1. Os documentos pertinentes são, em particular: - esquemas unifilares da distribuição, incluindo alimentação normal e alimentação de segurança. Esses esquemas devem conter informação sobre a localização de todos os quadros de distribuição; - esquemas unifilaresde todos os quadros de distribuição; - desenhos (plantas, cortes e detalhes) localizando as instalações elétricas em relação a arquitetura; - descritivo dos serviços a serem executados; - esquemas dos circuitos de comando e controle; - instruções de operação, inspeção, ensaios e manutenção de baterias, seus carregadores e fontes de segurança; - cálculos que atestem o cumprimento das exigências normativas (por exemplo, de 5.1.2.2.4 da ABNT NBR 5410); - relação das cargas permanentemente conectadas a fonte de segurança, com indicação das correntes nominais e, no caso de cargas de motor, as correntes de partida; - relatório indicando todos os ensaios e inspeções que devem ser realizados antes da colocação em serviço. 6.2 Seleção e instalação das linhas elétricas Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: Toda linha elétrica que sirva locais do grupo 2 deve ser exclusiva para equipamentos e dispositivos desses locais. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados 9 Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 14. ABNT NBR 13534:2008 6.3 Dispositivosde proteção, seccionamentoe comando Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.3.101 Proteção das linhas elétricas em locais do grupo 2 Cada circuito terminal deve ser protegido contra correntes de sobrecarga e de curto-circuito, por dispositivo que seccione simultaneamente todos os condutores de alimentação. Os dispositivos situados em série devem ter suas características de atuação selecionadas de forma a garantir que só o dispositivo responsável pela proteção do circuito onde ocorrer a falta venha a atuar (seletividade). Não se admite proteção contra correntes de sobrecarga no circuito que alimenta o transformador do esquema IT médico nem no circuito por este alimentado. Admite-se o uso de dispositivos fusíveis na proteção contra curtos-circuitos. 6.5 Outros componentes 6.5.3 Tomadas de correntes e extensões Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.5.3.101 Circuitos de tomadas de corrente no esquema IT médico, para locais do grupo 2 Em cada posto de tratamento de paciente, como, por exemplo, as cabeceiras de leitos, as tomadas de corrente aí providas devem ser alimentadas por no mínimo dois circuitos distintos ou então todas elas devem ser protegidas individualmente contra sobrecorrentes. Quando no local servido pelo esquema IT médico existirem também tomadas de corrente alimentadas por circuitos outros que não os do esquema IT médico (ou seja, em esquema TN-S ou TT), as tomadas de corrente servidas pelo esquema IT médico devem ser marcadas claramente e de maneira permanente. Além disso, os circuitos dedicados mencionados em 4.2.5.101 que existirem no local e forem dotados de tomadas de corrente devem ser providos de um tipo de tomada de corrente não-intercambiável com a do esquema IT médico. NOTA 1 A marcação pode ser efetuada, por exemplo, selecionando-se uma cor exclusiva para as tomadas do esquema IT e aplicando-se, adicionalmente, uma plaqueta de advertência com a inscrição "Apenas equipamentos eletromédicos". NOTA 2 A não-intercambiabilidade requerida destina-se a evitar que seja inadvertidamente conectado a tomada do esquema IT médico qualquer equipamento com corrente de energização capaz de provocar o desligamento da alimentação IT. Portanto, quando um equipamento de raios X ou com potência elevada for dotado de plugue, este plugue dever ser de um tipo tal que seja impossível inseri-lo em tomada do esquema IT médico. NOTA 3 Considera-se que a disposição dos pontos de tomadas do esquema IT médico, na prática, torna improvável que um equipamento que deve ser conectado ao esquema IT médico venha a ser conectado a uma tomada que não a do esquema IT médico. 6.5.3.102 Recomenda-se que os circuitos de tomadas de corrente sejam todos de uma mesma tensão, para garantir que todo equipamento, sobretudo nas emergências, possa ser usado o mais rapidamente possível, livre de embaraços. NOTA A ação complementar inerente a esta disposição é que o estabelecimento assistencial de saúde padronize a tensão dos equipamentos que adquirir. Caso as tomadas de corrente não sejam todas de uma mesma tensão, elas devem ser não intercambiáveis. 10 OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 15. ABNT NBR 13534:2008 6.5.5 Equipamentos de utilização 6.5.5.2 Equipamentos de iluminação Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.5.5.2.101 Circuitos de iluminação As luminárias dos locais dos grupos 1 e 2 devem ser alimentadas por no mínimo dois circuitos distintos, um dos quais conectado, necessariamente,a alimentação de segurança. Nas rotas de fuga, as luminárias devem estar conectadas de forma alternada, uma sim uma não, a alimentação de segurança (ver 6.6.6). 6.6 Serviços de segurança Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.6.101 A classificação dos serviços de segurança é descrita no Anexo AA. 6.6.6 Fontes de segurança Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.6.6.101 Requisitos gerais para alimentação de segurança dos locais dos grupos I e 2 6.6.6.101.1 Circuitos que sirvam locais dos grupos 1 e 2 devem contar com fonte de segurança, nas condições especificadasem 6.6.6.102.1, 6.6.6.102.2 e 6.6.6.102.3. NOTA Linhas de alimentaçao alternativa, provenientes da rede pública de distribuição, não são consideradas fonte de segurança para os efeitos desta Norma, mesmo que a linha seja efetivamente independente da fonte normal. 6.6.6.101.2 Se a tensão em um ou mais condutores, no quadro de distribuição principal, sofrer uma queda superior a 10 % de seu valor nominal, a alimentação da carga deve ser assumida, automaticamente, pela fonte de segurança. Recomenda-seque haja um retardo nessa transferência, dentro do tempo de comutação permitido, tendo em vista a ocorrência comum de quedas de tensão ou interrupções de curta duração, acompanhadas de religamento mais ou menos imediato. 6.6.6.101.3 Sobre cabos para interligação dos componentes e subconjuntos das fontes de segurança, ver 6.2. NOTA O circuito que conecta a fonte de segurança ao quadro de distribuição principal é considerado circuito de segurança. 6.6.6.101.4 As tomadas de corrente atendidas pela alimentação de segurança devem ser facilmente identificáveis. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 16. ABNT NBR 13534:2008 6.6.6.102 Requisitos específicos para a alimentação de segurança 6.6.6.102.1 Alimentação de segurança com tempo de comutação 5 0,5 s Ocorrendo, no quadro de distribuição, falta de tensão em um ou mais condutores, uma fonte de segurança especial deve restabelecer, em 0,5 s no máximo, a alimentação dos focos cirúrgicos e outras fontes de luz essenciais, como, por exemplo, as de endoscopia, e deve ser capaz de manter essa alimentação por 3 h no minimo. 6.6.6.102.2 Alimentação de segurança com tempo de comutação L 15 s Ocorrendo, em um ou mais condutores do quadro de distribuição principal dos serviços de segurança, uma queda de tensão superior a 10 % da tensão nominal, por um tempo superior a 3 s, os equipamentos relacionados em 6.6.8.101 e 6.6.8.102 devem ter sua alimentação restabelecida por uma fonte de segurança em até 15 s no máximo, sendo que esta fonte deve ser capaz de manter a alimentação por 24 h no minimo. NOTA Admite-se que a duração de 24 h seja reduzida a um minimo de 3 h, se as exigências médicas, o uso do local, incluindo qualquer tratamento, e o abandono completo da edificação puderem ser concluídos corretamenteem menos de 24 h. 6.6.6.102.3 Alimentação de segurança com tempo de comutação maior que 15 s Outros equipamentos, que não aqueles citados em 6.6.6.102.1 e 6.6.6.102.2 e necessários a continuidade dos serviços do estabelecimento assistencial de saúde, podem ser conectados manual ou automaticamente a uma fonte de segurança capaz de manter sua alimentação elétrica por um período minimo de 24 h. Podem ser mencionadoscomo exemplos: - equipamentos de esterilização; - instalações técnicas da edificação, em particular sistemas de ar-condicionado, aquecimento, ventilação, outros serviços prediais e sistemas de eliminação de resíduos; -- equipamentos de refrigeração; - equipamentosde cozinha; -- carregadoresde bateria. 6.6.8 Equipamentos de utilização Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 6.6.8.101 Circuitos de iluminação de segurança 6.6.8.101.I Iluminação de segurança Em caso de falha da rede, uma fonte de segurança deve garantir, dentro de um tempo de comutação não superior a 15 s, a iluminância mínima necessária nos seguintes locais: rotas de fuga; iluminaçãodos sinais indicativos das saídas de emergência; locais em que se situam os quadros de comando do(s) grupo(s) gerador(es) e os quadros de distribuição principaisda alimentação normal e da alimentação de segurança; OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 17. ABNT NBR 13534:2008 - locais que acomodam serviços essenciais. Cada um destes locais deve ter uma luminária, no mínimo atendida pela alimentação de segurança; - locais do grupo 1. Cada um destes locais deve ter uma luminária, no mínimo atendida pela alimentação de segurança; e - locais do grupo 2. Cada um destes locais deve ter 50 % das luminárias, no mínimo atendidas pela alimentação de segurança. NOTA Os valores de iluminância mínima são aqueles indicadosna ABNT NBR 10898e pela legislação local 6.6.8.102 Outros serviços Além da iluminação, tratada em 6.6.8.101, há outros serviços que requerem alimentação de segurança com tempo de comutação não superior a 15 S. São exemplos de tais serviços: - elevadores para brigada de incêndio e bombeiros; - sistemas de exaustão de fumaça; - sistemas de chamadatbusca de pessoas; - equipamentos eletromédicos usados em locais do grupo 2 e destinados a cirurgias ou outros procedimentos vitais, cabendo a equipe responsável definir os que se enquadram nesta condição; - equipamento elétrico de suprimento de gases medicinais, incluindo ar comprimido, vácuo e exaustão de gases anestésicos, bem como seus dispositivos de monitoração e alarme; - instalações de detecção, alarme e extinção de incêndio. 7 Verificação final Aplica-se o disposto na ABNT NBR 5410, com as seguintes exceções: Adicionar: 7.101 As datas e os resultados de cada verificação devem ser registrados. 7.102 Além das prescrições contidas na Seção 7 da ABNT NBR 5410:2004, as instalações cobertas por esta Norma devem ser submetidas as verificações a) a e) a seguir. As verificações devem ser realizadas antes da colocação ou recolocação em serviço da instalação, isto é, após implantada e após qualquer alteração ou reparo: a) ensaio funcional dos dispositivos supervisores de isolamento (DSI) de esquemas IT médicos e dos sistemas de alarme acústico etou visual; b) medições para verificar se a equipotencializaçãosuplementar atende aos requisitos 5.1.3.1.I01 e 5.1.3.1.102; c) verificação da conformidade da equipotencializaçãosuplementar com as exigências de 5.1.2.1.I03; d) verificação da conformidade com as regras de 6.6.6, relativas aos serviços de segurança; e) medições da corrente de fuga no circuito secundário e no invólucro dos transformadores do esquema IT médico. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 18. ABNT NBR 13534:2008 8 Manutenção 8.101 Verificação periódica Devem ser realizadas as seguintes verificações periódicas, nos intervalos especificados: f) ensaios de funcionamento dos dispositivos de transferência/comutação: 12 meses; g) ensaios de funcionamento dos dispositivos supervisares de isolamento: 12 meses; h) inspeção visual e verificação do ajuste dos dispositivos de proteção: 12 meses; i) medição da equipotencialização suplementar: 36 meses; j) verificação da integridade da equipotencialização suplementar: 36 meses; k) ensaios de funcionamento mensais: - fontes de segurança com baterias (duração de 15 min); - fontes de segurança com grupo motogerador: até atingir a temperatura de regime continuo. Já os ensaios de "durabilidade" devem ser realizados a cada 12 meses; NOTA O "ensaio de durabilidade" exige cuidados como, por exemplo, seguir as recomendações do fabricante e manter o grupo sob carga. - fontes de segurança com baterias: ensaio de capacidade; - fontes de segurança com grupo motogerador (duração de 60 min). Em todos os casos, a potência de utilização deve se situar entre 50 % e 100 % da potência nominal; I) medição da corrente de fuga dos transformadores IT médicos: 36 meses; m) verificação da atuação dos dispositivos DR com I.,,: no mínimo, a cada 12 meses. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 19. ABNT NBR 13534:2008 NOTA As dimensões mostradas são orientativas. Figura 101 -Exemplo de ambiente do paciente (ABNT NBR IEC 60601-1-1) OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 20. ABNT NBR 13534:2008 Anexo AA (normativo) Classificação de serviços de segurança para locais médicos Tabela AA.101 - Classificação dos serviços de segurança necessários em locais médicos Classe O (sem interrupção) Alimentação disponível automaticamente sem interrupção - - Classe 0,15 (interrupção muito breve) Alimentação disponivel automaticamente em até 0,15 s -- Classe > 15 (interrupção longa) Classe 0,5 (interrupção breve) Classe 15 (interrupção média) Alimentação disponivel automaticamente em mais de 15 s Alimentação disponivel automaticamente em até 0,5 s Alimentação disponivel automaticamente em até 15 s NOTA 1 De um modo geral, não é necessário prover alimentação ininterrupta para equipamentos eletromédicos. Entretanto, determinados equipamentos controlados por microprocessador podem exigir uma alimentação desse tipo. NOTA2 A alimentação de segurança destinada a locais enquadrados em mais de uma classe deve satisfazer os requisitos da classe que demanda uma maior segurança de alimentação. O Anexo BB traz orientação sobre a correspondência entre tipo de local médico, grupo em que se enquadra e classe de alimentação de segurança. NOTA 3 A expressão "em até" significa "5". NOTA 4 A classificação apresentada na tabela é a mesma que consta na ABNT NBR 5410. Na prática, porém, a classe 0,15 não é levada em conta nesta Norma. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 21. ABNT NBR 13534:2008 Anexo BB (informativo) Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos Tabela B.lO1-Aplicação dos critérios de grupo e classe aos locais médicos Ambulatório Local Enfermagem IInternação de curta duração Grupo Sala de reidratação(oral e intravenosa) Classe IAtendimentos de urgência e emergência 2O 0,5 X 1 Urgências (baixo e médio risco) I X Posto de enfermagem e serviços Demais salas I Sala de inalação, reidratação 15 Atendimento imediato X X Sala para exame indiferenciado, otorrinolaringologia, ortopedia, odontológico individual > I 5 Urgência (alta complexidade) e emergência X X OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Sala de procedimentos invasivos Sala de emergência (politraurnatismo, parada cardíaca) Sala de isolamento Sala coletiva de observação Sala para manutenção de paciente com morte cerebral X X X X X xb xb X X X Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 22. ABNT NBR l3534:ZOO8 Tabela B.201 (continuação) I Grupo I Classe Internação Local Internaçãogeral Internação intensiva-UTI O Postode enfermagem Sala de serviço Sala de exames e curativos Área de recreação Demais salas Internaçãogeral de recém-nascidos (neonatologia) 0,s Apoio ao diagnóstico e terapia 1 X X X X Patologiaclínica 2 15 Área para prescrições médicas Sala de serviço Salas de apoio Posto de enfermagem Áreas e quartos de pacientes Internaçãopara tratamento de queimados-UTQ > I 5 X X X X X X X Laboratório e sala de laudos X X X Todas as salas de exames Hemodinâmica OABNT 2008 - Todos os direitos reservados X X X X Xa X Irnagenologia(tomografia, ultra-sonografia, ressonância magnética, endoscopia)e métodos gráficos Sala de recuperação pós-anestésica Posto de enfermagem xb X X X X X X X X X X X X xb X X Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 23. ABNT NBR 13534:2008 Tabela B.301 (continuação) I Anatomia patológica Local I Medicina nuclear Apoio ao diagnóstico e terapia Câmara frigorifica para guarda de cadáveres Grupo X O Classe Centro obstétrico cirúrgico 0,5 XSala de exames Sala de indução anestésica Sala de cirurgia (não importando o porte) Sala de recuperaçãopós-anestésica Demais salas 1 Centro cirúrgico X 2 15 X X Sala de pré-parto, parto normal e AMIU Sala de induçãoanestésica (se não aplicado gás anestésico) Sala de parto cirúrgico Sala de recuperação pós-anestésicae assistência ao RN I Centro de parto normal >15 Demais salas X X XC Xa X X X I Sala de processamento de sangue e guarda de hemocomponentes X Sala de parto e assistência ao RN Sala de coleta de sangue xb xb xb X XC X Sala de recuperação de doadores X X X X Xa I Sala de transfusão e posto de enfermagem xb X I Radioterapia X X X X OABNT 2008 - Todos os direitos reservados L Salas de exames X X Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 24. ABNT NBR 13534:2008 Tabela B.401 (continuação) I Grupo I Classe Local I I Apoio ao diagnóstico e terapia Quimioterapia Diálise Salas de aplicação X Sala para diáliselhemodiálise Sala de recuperaçãode pacientes I I I I I I Bancode leite X Posto de enfermagem X X X Sala de processamento I X X Sala de estocagem oxigenoterapia hiperbárica X X I Sala de distribuição Apoio técnico Nutriçãoe dietética I I X X X Sala de terapia Sala de máquinas Farmácia X X Despensade alimentos climatizada X Apoio logistico Infra-estrutura predial Área de imunobiológicos X Centrais de gases e vácuo X Centralde ar-condicionado X I I I I Sala para grupo gerador Subestação elétrica a Caso haja equipamentos do tipo estação central de monitoração no posto de enfermagem, é necessário que a classificação seja do mesmo tipo que as demais salas onde se encontram os pacientes, pois caso contrario é possível a ocorrência de perturbações nos circuitos de alimentação. X Casa de bombas Focos cirúrgicos e fontes de luz para endoscopia utilizados nestes locais devem ter sua alimentação restabelecida em até 0,5 S. t X "Considera-se grupo 2 caso o local possua equipamentos de sustentação de vida. X NOTA Descrições dos locais apresentados nesta tabela encontram-se na ResoluçãoANVISA RDC n"Oí02. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]
  • 25. ABNT NBR 13534:2008 Referências bibliografia ABNT NBR 10898:1999, Sistema de iluminação de emergência ABNT NBR IEC 60601-1-1:2004, Equ@amento eletromédico - Parfe 1-1: Prescrições gerais de segurança - Norma colateral: Prescrições gerais para segurança de sistemas eletromédicos ABNT NBR IEC 60601-1-2:1997, Equipamento eletromédico - Parte I: Prescrições gerais de segurança - 2. Norma colateral: Compatibilidade eletromagnética -Prescrições e ensaios IEC 60617-DB:2001 :, Graphical symbols for diagrams IEC 61082-1:I996, Preparation of documents used in electrotechnology - Part I: General requirements -. ---.-- .- - ---. - -e-- -- I ) DB: = "Data Base" , refere-se ao banco de dados online da IEC, no site www.iec.ch. OABNT 2008 - Todos os direitos reservados Arquivodeimpressãogeradoem12/11/201616:07:42deusoexclusivodeELETROTILMATERIAISELETRICOSLTDA[64.230.683/0001-56] Arquivo de impressão gerado em 12/11/2016 16:07:42 de uso exclusivo de ELETROTIL MATERIAIS ELETRICOS LTDA [64.230.683/0001-56]