SlideShare uma empresa Scribd logo
MITOLOGIA GREGA
COL É GIO MONTE IRO L OBATO
PE RUÍBE – SÃO PAUL O
Bianca Cruz e Scarlett Bertelli
INTRODUÇÃO
 Os gregos criaram vários mitos para poder passar mensagens para as
pessoas e também com o objetivo de preservar a memória histórica de seu
povo. Há três mil anos, não havia explicações científicas para grande parte
dos fenômenos da natureza ou para os acontecimentos históricos.
 Portanto, para buscar um significado para os fatos políticos,
econômicos e sociais, os gregos criaram uma série de histórias, de origem
imaginativa, que eram transmitidas, principalmente, através da literatura
oral.
ENTENDENDO A MITOLOGIA GR EGA .
 Os gregos antigos enxergavam vida em quase tudo que os cercavam, e buscavam explicações
para tudo. A imaginação fértil deste povo criou personagens e figuras mitológicas das mais
diversas. Heróis, deuses, ninfas, titãs e centauros habitavam o mundo material, influenciando em
suas vidas. Bastava ler os sinais da natureza, para conseguir atingir seus objetivos. A
pitonisa, espécie de sacerdotisa, era uma importante personagem neste contexto. Os gregos a
consultavam em seus oráculos para saber sobre as coisas que estavam acontecendo e também
sobre o futuro. Quase sempre, a pitonisa buscava explicações mitológicas para tais
acontecimentos. Agradar uma divindade era condição fundamental para atingir bons resultados
na vida material. Um trabalhador do comércio, por exemplo, deveria deixar o deus Hermes
sempre satisfeito, para conseguir bons resultados em seu trabalho.
 - Heróis : seres mortais, filhos de
deuses com seres humanos. Exemplos :
Herácles ou Hércules e Aquiles.
- Ninfas: seres femininos que habitavam
os campos e bosques, levando alegria e
felicidade.
- Sátiros : figura com corpo de homem,
chifres e patas de bode.
- Centauros : corpo formado por uma
metade de homem e outra de cavalo.
OS PRINCIPAIS SERES
MITOLÓGICOS
 - Sereias : mulheres com
metade do corpo de peixe, atraíam
os marinheiros com seus cantos
atraentes.
- Górgonas : mulheres, espécies
de monstros, com cabelos de
serpentes. Exemplo: Medusa
- Quimera : mistura de leão e
cabra, soltavam fogo pelas ventas.
 De acordo com o gregos, os deuses
habitavam o topo do Monte Olimpo, principal
montanha da Grécia Antiga. Deste
local, comandavam o trabalho e as relações
sociais e políticas dos seres humanos. Os deuses
gregos eram imortais, porém possuíam
características de seres humanos.
 Ciúmes, inveja, traição e violência também
eram características encontradas no Olimpo.
Muitas vezes, apaixonavam-se por mortais e
acabavam tendo filhos com estes. Desta união
entre deuses e mortais surgiam os heróis.
ZEUS
Era o senhor do céu, o deus
das nuvens e das chuvas, e
tinha no raio a sua maior
arma. No entanto, não era
onipotente. Era possível
opor-se a ele ou mesmo
enganá-lo.
POSEIDON
Irmão de Zeus, era o senhor
do mares e ocupava o
segundo lugar na hierarquia
do Olimpo.
HERA
Irmã e mulher de Zeus. Era a
protetora dos casamentos.
Muito ciumenta, vingava-se
sempre dos constantes
relacionamentos adúlteros do
marido.
HADES
Dominava o mundo
subterrâneo, onde habitavam
os mortos: o Tártaro, onde
eram punidos os vilões, o
Elíseo, onde eram
recompensados os heróis.
ATENA
Gerada da cabeça de Zeus,
era sua filha favorita e a
deusa da sabedoria.
APOLO
Filho de Zeus e Leto, era
identificado com o Sol e
considerado o deus da
música e da cura - artes que
ensinou aos homens
ÁRTEMIS
Irmã gêmea de Apolo, era a
deusa da caça e da castidade.
AFRODITE
Deusa do amor e da
beleza, que a todos
seduzia, fossem deuses ou
simples mortais.
HERMES
Filho de Zeus e mensageiro
dos deuses, dos quais era o
mais esperto ou astuto. Por
isso, protegia comerciantes e
ladrões.
ARES
Filho de Zeus e Hera, é o
deus da
Guerra, considerado, por
Homero, "a maldição dos
mortais".
HEFESTO
Deus do fogo, ferreiro e
artesão, que fabricava os
utensílios e as armas de
deuses e heróis.
HESTIA
Era o símbolo do lar e foi
mais cultuada pelos romanos
que pelos gregos.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Deuses Gregos
Deuses Gregos Deuses Gregos
Deuses Gregos
Mariinazorzi
 
O culto dos deuses romanos
O culto dos deuses romanosO culto dos deuses romanos
O culto dos deuses romanos
ceufaias
 
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato que
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato queHist+¦ria de uma gaivota e do gato que
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato que
Teresa Maia
 
103 grecia antiga mitologia e religião
103 grecia antiga mitologia e religião103 grecia antiga mitologia e religião
103 grecia antiga mitologia e religião
cristianoperinpissolato
 
Roma religião
Roma religiãoRoma religião
Roma religião
Maria Gomes
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
ariirodriguees
 
Religião grega
Religião gregaReligião grega
Religião grega
Maria Gomes
 
12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega
João Medeiros
 
Atena
AtenaAtena
Mitologia greco romana
Mitologia greco   romanaMitologia greco   romana
Mitologia greco romana
Vanessa Anzolin
 
Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"
pauloprofport
 
11 cultura grega
11   cultura grega11   cultura grega
11 cultura grega
Carla Freitas
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
Gleicy Haner
 
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Cultura grega
Cultura gregaCultura grega
Cultura grega
Fatima Freitas
 
Os deuses do egito, religião
Os deuses do egito, religiãoOs deuses do egito, religião
Os deuses do egito, religião
Robson Rocha
 
10ºano camões parte C
10ºano camões parte C10ºano camões parte C
10ºano camões parte C
Lurdes Augusto
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
João Amorim
 
10 atenas no século v
10   atenas no século v10   atenas no século v
10 atenas no século v
Carla Freitas
 
A mulher da idade media
A mulher da idade mediaA mulher da idade media
A mulher da idade media
Sofia Yuna
 

Mais procurados (20)

Deuses Gregos
Deuses Gregos Deuses Gregos
Deuses Gregos
 
O culto dos deuses romanos
O culto dos deuses romanosO culto dos deuses romanos
O culto dos deuses romanos
 
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato que
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato queHist+¦ria de uma gaivota e do gato que
Hist+¦ria de uma gaivota e do gato que
 
103 grecia antiga mitologia e religião
103 grecia antiga mitologia e religião103 grecia antiga mitologia e religião
103 grecia antiga mitologia e religião
 
Roma religião
Roma religiãoRoma religião
Roma religião
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Religião grega
Religião gregaReligião grega
Religião grega
 
12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega
 
Atena
AtenaAtena
Atena
 
Mitologia greco romana
Mitologia greco   romanaMitologia greco   romana
Mitologia greco romana
 
Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"
 
11 cultura grega
11   cultura grega11   cultura grega
11 cultura grega
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
 
Cultura grega
Cultura gregaCultura grega
Cultura grega
 
Os deuses do egito, religião
Os deuses do egito, religiãoOs deuses do egito, religião
Os deuses do egito, religião
 
10ºano camões parte C
10ºano camões parte C10ºano camões parte C
10ºano camões parte C
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
 
10 atenas no século v
10   atenas no século v10   atenas no século v
10 atenas no século v
 
A mulher da idade media
A mulher da idade mediaA mulher da idade media
A mulher da idade media
 

Destaque

Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
2Susana
 
Mitologia grega pronto
Mitologia grega prontoMitologia grega pronto
Mitologia grega pronto
Filipe Matos
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
guest50c1ad
 
Mitologia Eduardo
Mitologia EduardoMitologia Eduardo
Mitologia Eduardo
martinsramon
 
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anne
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anneRevisão de literatura- mitologia grega- prof anne
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anne
Anne Clea Lima
 
A Mitologia Grega
A Mitologia GregaA Mitologia Grega
A Mitologia Grega
becrejovim
 

Destaque (6)

Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Mitologia grega pronto
Mitologia grega prontoMitologia grega pronto
Mitologia grega pronto
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Mitologia Eduardo
Mitologia EduardoMitologia Eduardo
Mitologia Eduardo
 
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anne
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anneRevisão de literatura- mitologia grega- prof anne
Revisão de literatura- mitologia grega- prof anne
 
A Mitologia Grega
A Mitologia GregaA Mitologia Grega
A Mitologia Grega
 

Semelhante a Mitologia grega

Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Apostila de filosofia
Apostila de filosofiaApostila de filosofia
Apostila de filosofia
Sandra Covre
 
Mitologia greco-romana
Mitologia greco-romanaMitologia greco-romana
Mitologia greco-romana
Sônia Marques
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
Alex J. Eger
 
Os mitos
Os mitos Os mitos
Os mitos
CnunesP
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
vaniasousajf
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
vaniasousajf
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
LucianaSilva494
 
Mitologia Egípcia
Mitologia EgípciaMitologia Egípcia
Mitologia Egípcia
Sônia Marques
 
DEUSES GREGOS.pptx
DEUSES GREGOS.pptxDEUSES GREGOS.pptx
DEUSES GREGOS.pptx
LILIAMOTAPEREIRADASI
 
Mitologia.ppt
Mitologia.pptMitologia.ppt
Mitologia.ppt
GabrielGonalvesNogue1
 
O mundo segundo os gregos e os demais filosófos
O mundo segundo os gregos e os demais filosófosO mundo segundo os gregos e os demais filosófos
O mundo segundo os gregos e os demais filosófos
Leticia Santos
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
Micael Vieira
 
A mitologia e a filosofia grega
A mitologia e a filosofia gregaA mitologia e a filosofia grega
A mitologia e a filosofia grega
Bruno Machado
 
Religião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia GregaReligião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia Grega
MauroJardim3
 
Características da cultura grega
Características da cultura gregaCaracterísticas da cultura grega
Características da cultura grega
KAOSBRASILLIS
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
babydewe
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
babydewe
 
A grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicosA grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicos
larissazanette5
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
Artur_Santos
 

Semelhante a Mitologia grega (20)

Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Apostila de filosofia
Apostila de filosofiaApostila de filosofia
Apostila de filosofia
 
Mitologia greco-romana
Mitologia greco-romanaMitologia greco-romana
Mitologia greco-romana
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Os mitos
Os mitos Os mitos
Os mitos
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Mitologia Egípcia
Mitologia EgípciaMitologia Egípcia
Mitologia Egípcia
 
DEUSES GREGOS.pptx
DEUSES GREGOS.pptxDEUSES GREGOS.pptx
DEUSES GREGOS.pptx
 
Mitologia.ppt
Mitologia.pptMitologia.ppt
Mitologia.ppt
 
O mundo segundo os gregos e os demais filosófos
O mundo segundo os gregos e os demais filosófosO mundo segundo os gregos e os demais filosófos
O mundo segundo os gregos e os demais filosófos
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
 
A mitologia e a filosofia grega
A mitologia e a filosofia gregaA mitologia e a filosofia grega
A mitologia e a filosofia grega
 
Religião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia GregaReligião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia Grega
 
Características da cultura grega
Características da cultura gregaCaracterísticas da cultura grega
Características da cultura grega
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 
A grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicosA grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicos
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
 

Mais de Isabel Cabral

As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o eiAs ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
Isabel Cabral
 
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasil
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasilCrise no-sistema-penitenciário-do-brasil
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasil
Isabel Cabral
 
Greve da polícia militar no Espírito Santo
Greve da polícia militar no Espírito SantoGreve da polícia militar no Espírito Santo
Greve da polícia militar no Espírito Santo
Isabel Cabral
 
A saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
A saida dos estados unidos do tratado tranpacificoA saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
A saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
Isabel Cabral
 
Emigração brasileira
Emigração brasileiraEmigração brasileira
Emigração brasileira
Isabel Cabral
 
Meios de Comunicação
Meios de ComunicaçãoMeios de Comunicação
Meios de Comunicação
Isabel Cabral
 
Operação lava jato
Operação lava jatoOperação lava jato
Operação lava jato
Isabel Cabral
 
Aborto
AbortoAborto
Prostituição
ProstituiçãoProstituição
Prostituição
Isabel Cabral
 
Nanoscopia
NanoscopiaNanoscopia
Nanoscopia
Isabel Cabral
 
A busca-pelo-corpo-perfeito
A busca-pelo-corpo-perfeitoA busca-pelo-corpo-perfeito
A busca-pelo-corpo-perfeito
Isabel Cabral
 
Je suis charlie
Je suis charlieJe suis charlie
Je suis charlie
Isabel Cabral
 
O muro de Berlim
O muro de Berlim O muro de Berlim
O muro de Berlim
Isabel Cabral
 
Drogas na adolescência
Drogas na adolescência Drogas na adolescência
Drogas na adolescência
Isabel Cabral
 
Família
FamíliaFamília
Família
Isabel Cabral
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
Isabel Cabral
 
Pena de morte
Pena de mortePena de morte
Pena de morte
Isabel Cabral
 
Estado islâmico - Jihad
Estado islâmico - JihadEstado islâmico - Jihad
Estado islâmico - Jihad
Isabel Cabral
 
A corrupção
A corrupçãoA corrupção
A corrupção
Isabel Cabral
 
Homofobia trabalho de geo
Homofobia trabalho de geoHomofobia trabalho de geo
Homofobia trabalho de geo
Isabel Cabral
 

Mais de Isabel Cabral (20)

As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o eiAs ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
As ex escravas sexuais que viraram soldadas e lutam contra o ei
 
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasil
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasilCrise no-sistema-penitenciário-do-brasil
Crise no-sistema-penitenciário-do-brasil
 
Greve da polícia militar no Espírito Santo
Greve da polícia militar no Espírito SantoGreve da polícia militar no Espírito Santo
Greve da polícia militar no Espírito Santo
 
A saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
A saida dos estados unidos do tratado tranpacificoA saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
A saida dos estados unidos do tratado tranpacifico
 
Emigração brasileira
Emigração brasileiraEmigração brasileira
Emigração brasileira
 
Meios de Comunicação
Meios de ComunicaçãoMeios de Comunicação
Meios de Comunicação
 
Operação lava jato
Operação lava jatoOperação lava jato
Operação lava jato
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Prostituição
ProstituiçãoProstituição
Prostituição
 
Nanoscopia
NanoscopiaNanoscopia
Nanoscopia
 
A busca-pelo-corpo-perfeito
A busca-pelo-corpo-perfeitoA busca-pelo-corpo-perfeito
A busca-pelo-corpo-perfeito
 
Je suis charlie
Je suis charlieJe suis charlie
Je suis charlie
 
O muro de Berlim
O muro de Berlim O muro de Berlim
O muro de Berlim
 
Drogas na adolescência
Drogas na adolescência Drogas na adolescência
Drogas na adolescência
 
Família
FamíliaFamília
Família
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Pena de morte
Pena de mortePena de morte
Pena de morte
 
Estado islâmico - Jihad
Estado islâmico - JihadEstado islâmico - Jihad
Estado islâmico - Jihad
 
A corrupção
A corrupçãoA corrupção
A corrupção
 
Homofobia trabalho de geo
Homofobia trabalho de geoHomofobia trabalho de geo
Homofobia trabalho de geo
 

Último

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 

Último (20)

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 

Mitologia grega

  • 1. MITOLOGIA GREGA COL É GIO MONTE IRO L OBATO PE RUÍBE – SÃO PAUL O Bianca Cruz e Scarlett Bertelli
  • 2. INTRODUÇÃO  Os gregos criaram vários mitos para poder passar mensagens para as pessoas e também com o objetivo de preservar a memória histórica de seu povo. Há três mil anos, não havia explicações científicas para grande parte dos fenômenos da natureza ou para os acontecimentos históricos.  Portanto, para buscar um significado para os fatos políticos, econômicos e sociais, os gregos criaram uma série de histórias, de origem imaginativa, que eram transmitidas, principalmente, através da literatura oral.
  • 3. ENTENDENDO A MITOLOGIA GR EGA .  Os gregos antigos enxergavam vida em quase tudo que os cercavam, e buscavam explicações para tudo. A imaginação fértil deste povo criou personagens e figuras mitológicas das mais diversas. Heróis, deuses, ninfas, titãs e centauros habitavam o mundo material, influenciando em suas vidas. Bastava ler os sinais da natureza, para conseguir atingir seus objetivos. A pitonisa, espécie de sacerdotisa, era uma importante personagem neste contexto. Os gregos a consultavam em seus oráculos para saber sobre as coisas que estavam acontecendo e também sobre o futuro. Quase sempre, a pitonisa buscava explicações mitológicas para tais acontecimentos. Agradar uma divindade era condição fundamental para atingir bons resultados na vida material. Um trabalhador do comércio, por exemplo, deveria deixar o deus Hermes sempre satisfeito, para conseguir bons resultados em seu trabalho.
  • 4.
  • 5.  - Heróis : seres mortais, filhos de deuses com seres humanos. Exemplos : Herácles ou Hércules e Aquiles. - Ninfas: seres femininos que habitavam os campos e bosques, levando alegria e felicidade. - Sátiros : figura com corpo de homem, chifres e patas de bode. - Centauros : corpo formado por uma metade de homem e outra de cavalo. OS PRINCIPAIS SERES MITOLÓGICOS  - Sereias : mulheres com metade do corpo de peixe, atraíam os marinheiros com seus cantos atraentes. - Górgonas : mulheres, espécies de monstros, com cabelos de serpentes. Exemplo: Medusa - Quimera : mistura de leão e cabra, soltavam fogo pelas ventas.
  • 6.  De acordo com o gregos, os deuses habitavam o topo do Monte Olimpo, principal montanha da Grécia Antiga. Deste local, comandavam o trabalho e as relações sociais e políticas dos seres humanos. Os deuses gregos eram imortais, porém possuíam características de seres humanos.  Ciúmes, inveja, traição e violência também eram características encontradas no Olimpo. Muitas vezes, apaixonavam-se por mortais e acabavam tendo filhos com estes. Desta união entre deuses e mortais surgiam os heróis.
  • 7. ZEUS Era o senhor do céu, o deus das nuvens e das chuvas, e tinha no raio a sua maior arma. No entanto, não era onipotente. Era possível opor-se a ele ou mesmo enganá-lo.
  • 8. POSEIDON Irmão de Zeus, era o senhor do mares e ocupava o segundo lugar na hierarquia do Olimpo.
  • 9. HERA Irmã e mulher de Zeus. Era a protetora dos casamentos. Muito ciumenta, vingava-se sempre dos constantes relacionamentos adúlteros do marido.
  • 10. HADES Dominava o mundo subterrâneo, onde habitavam os mortos: o Tártaro, onde eram punidos os vilões, o Elíseo, onde eram recompensados os heróis.
  • 11. ATENA Gerada da cabeça de Zeus, era sua filha favorita e a deusa da sabedoria.
  • 12. APOLO Filho de Zeus e Leto, era identificado com o Sol e considerado o deus da música e da cura - artes que ensinou aos homens
  • 13. ÁRTEMIS Irmã gêmea de Apolo, era a deusa da caça e da castidade.
  • 14. AFRODITE Deusa do amor e da beleza, que a todos seduzia, fossem deuses ou simples mortais.
  • 15. HERMES Filho de Zeus e mensageiro dos deuses, dos quais era o mais esperto ou astuto. Por isso, protegia comerciantes e ladrões.
  • 16. ARES Filho de Zeus e Hera, é o deus da Guerra, considerado, por Homero, "a maldição dos mortais".
  • 17. HEFESTO Deus do fogo, ferreiro e artesão, que fabricava os utensílios e as armas de deuses e heróis.
  • 18. HESTIA Era o símbolo do lar e foi mais cultuada pelos romanos que pelos gregos.
  • 19. FIM