SlideShare uma empresa Scribd logo
Geografia Homem & Espaço 1º Ensino MédioLugar, espaço geográfico e sociedadeProf. João Luís Paiva
Aroma e cheiro que entram pelo nariz[...]As cidades, os bairros, as regiões e os quarteirões sempre tiveram seus cheiros peculiares. Perto de uma torrefação, o ar é tomado pelo café que torra. A padaria também tinha o seu lugar, assim como nas proximidades das fábricas de biscoitos todos salivávamos. Cada aposento da casa tinha seu aroma e ainda variava de acordo com o horário. Desde o portão, íamos sabendo o que havia acontecido durante o dia. Que delícia o cheiro da casa no dia de faxina. E, às quatro da tarde, quando em quase toda casa se fazia bolo, pudim ou biscoito?
	Durante 12 anos, fui acordada, às seis da manhã, pela voz da minha mãe me chamando, pelo cheiro de pão fresco e pelo aroma do suco de laranja que minha mãe não deixava faltar. O bonde, movido à eletricidade, era ruidoso, porém inodoro. Quando tomávamos o bonde, os aromas da casa iam ficando para trás. Quando partia em direção á praça do Correio, começava o itinerário aromático.Primeiro, o cheiro da padaria da Doze de Outubro, que invadia o bonde inteiro. Entre a rua Trindade e a rua Guaicurus, passávamos por um córrego que exalava diferentemente conforme a chuva ou a seca. Esse córrego tinha seu ponto final no Tietê, a poucos metros dali.
O aroma seguinte vinha da Torrefação de Café Tiradentes. A esse paraíso olfativo, que não durava mais que alguns minutos, seguia-se um vácuo que também não durava muito e era substituído pelas ondas de odor fétido e pegajoso das matérias-primas usadas para a produção de sabão e óleo pelas Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo.	O mau cheiro vai rarefazendo porque aproximamo-nos do parque da Água Branca, cujos estábulos e jardins davam a impressão de nos mergulhar numa fazenda. Do outro lado da avenida, estava a madeireira Eucatex, que completava a sensação de fazenda.
	Íamos chegando às Perdizes, bairro residencial onde cada casa tinha suas flores, sua rotina e sua culinária. Esses aromas individuais perdiam-se no transporte coletivo. Mas, se fizéssemos o caminho a pé, íamos sentindo o cheiro das roseiras, da calda de açúcar, da carne assando, do bolo no forno, da baunilha e da canela...	Uma amiga minha que fazia o trajeto Brooklin -- Colégio Bandeirantes também se sente capaz de refazer o itinerário aromático do bonde Santo Amaro -- praça João Mendes, que ela tomava todos os dias.
	Padarias, pizzarias, pastelarias e docerias continuam até hoje marcando território. Mas os carros e os ônibus (os bondes não existem mais) nos isolam dos cheiros da cidade. [...]Anna Veronica Mauter. Aroma e cheiro que entram pelo nariz. Folha de São Paulo, 26 abr. 2001. Folha Equilíbrio. P.15
ConversaA) A que tipo de espaço o texto se refere: urbano ou rural?B) Antes de chegar ao bairro residencial de Perdizes, a pessoa passava por um bairro onde sentia o cheiro de café e os odores das matérias-primas para a produção de sabão e óleo. Qual atividade era praticada nesse bairro?
LugarLugar é onde as pessoas moram e realizam atividades cotidianas. É a primeira referência que cada um tem no mundo.Os lugares não estão isolados uns dos outros. Eles se relacionam, uma vez que as pessoas e as empresas de lugares também estabelecem relações.São, portanto, as pessoas que dão sentido ao lugar. Por isso é importante conhecer as relações entre elas e os diversos lugares.
Anselmo L. BrancoVista de rua com comércio ambulante, no centro histórico de São Luís, MA, 2007.
Anselmo L. BrancoCalçadão no centro de Campina Grande, PB, 2008.
O lugar onde você moraSobre a nossa moradia, provavelmente vamos informar:Nome da rua, praça ou avenidaNúmero da moradia (casa ou prédio)Nome do bairroMunicípioCidadePaís
Lugar, espaço geográfico e sociedade
América - Limites entre paísesFonte: Leda Ísola, Vera Caldini. Atlas Geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 6 e p.7 (adaptado).
Mapa-múndi - Continentes e limites entre paísesFonte: Leda Ísola, Vera Caldini. Atlas Geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 6 e p.7 (adaptado).
ConversaQue município, estado, país, continente e planeta foram apresentados nas imagens?Em qual município você mora?A que estado pertence o seu município?Você conhece pessoas que vieram de outros estados? Se conhece, cite de que estado elas vieram.
A Geografia e o Espaço GeográficoA Geografia também estuda os processos responsáveis pela formação das paisagens decorrentes da ação humana.A Geografia também observa as paisagens, as alterações que nelas são feitas pela ação humana, as diversas atividades (trabalho, lazer), as pessoas e o modo como se relacionam e constituem o espaço geográfico.
Espaço GeográficoEngloba os elementos e os aspectos existentes nas paisagens e as diferentes ações que as pessoas produzem nas paisagens. Essas ações, que envolvem as relações econômicas, sociais e políticas, são as diversas atividades que a sociedade realiza.A noção de espaço geográfico é mais ampla que a de paisagem.
Anselmo L. BrancoBairro Meireles, Fortaleza, 2008
Anselmo L. BrancoAcampamento de sem-terra, Pernambuco, 2008.
Anselmo L. BrancoVista de bairro da cidade de São José da Coroa Grande, PE, 2008.
A cidade e a sociedadePodemos observar em uma cidade [...] bairros diferentes, formados por construções simples ou luxuosas, refletindo o nível econômico de seus habitantes; vemos ainda lugares onde predominam lojas, supermercados, armazéns, e outros onde se concentram indústrias.	Então dizemos que a cidade se caracteriza por apresentar diversas ocupações do seu espaço: áreas residenciais, áreas de comércio e áreas industriais.
           Essas regiões convivem entre si, uma vez que as pessoas que moram nos bairros residenciais se deslocam para os comerciais para fazer compras, ou para os industriais para trabalhar. Os bairros pobres coexistem lado a lado com os bairros mais ricos. Muitas mulheres que habitam as favelas são trabalhadoras domésticas nas casas ou apartamentos de luxo do bairro de classe alta que fica ao lado da favela.	A cidade reflete a sociedade que a construiu e que vive nela. A cidade possui desigualdades semelhantes às dos grupos sociais que nela residem.
            Há bairros onde o saneamento básico é completo e outros onde o esgoto corre pelo meio das ruas, assim como existem grupos sociais cujo padrão de vida é alto enquanto outros lutam para garantir suas necessidades básicas. A organização do espaço urbano reflete as diferenças sociais, por isso, quanto menores forem as diferenças de rendimentos entre os membros de uma sociedade tanto mais equilibradas serão suas áreas urbanas. Nicolina Luiza de Petta. A fábrica e a cidade até 1930. São Paulo: Atual, 1995. p. 11-13
Tuca Viera/Folha ImagemVista da favela Real Parque, com prédios do bairro Morumbi ao fundo, em São Paulo, SP (2005).
ConversaPor que no texto se afirma que a cidade se caracteriza por apresentar diversas ocupações do seu espaço?Cite a frase que apresenta a relação entre o bairro rico e o bairro pobre.
A Sociedade
A SociedadeO termo sociedade refere-se aos grupos de indivíduos (grupos sociais) que mantêm diversos tipos de relações entre si.O primeiro grupo social do qual participamos é a família. Depois, amigos, vizinhos, escola etc. A quais grupos sociais você pertence?
Nos grupos sociais existem conjuntos de regras ou normas, que podem ou não ser escritas.Na vida em sociedade também devemos levar em conta uma série de princípios e valores.
Classes SociaisOs grupos sociais podem ser identificados por classes, de acordo com qualidades ou atributos. Por exemplo: pela quantidade de dinheiro e bens – classe baixa, classe média, classe alta; pelo tipo de ocupação – classe operária, classe empresarial; pelo nível de escolaridade; pela idade ou pelo modo e estilo de vida das pessoas.
Na vida em sociedade, todos temos direitos e deveres. Mas quais são eles?Direitos	Educação, saúde, alimentação e um lugar para morar fazem parte dos direitos básicos de todas as pessoas. Além disso, todo ser humano dever ser respeitado independentemente da cor de sua pele. Ser branco, negro, amarelo ou vermelho não significa que a pessoa seja melhor ou pior que a outra. Significa apenas que temos características físicas diferentes e é isso que torna o mundo tão bonito. A escolha de uma religião também não pode ser motivo de discriminação. Afinal, já imaginou que chato seria se todo mundo agisse e pensasse igual e tivesse a mesma aparência?
         Deveres	A vida em sociedade exige também o comprimento de certas regras, que são os deveres. Afinal, do mesmo modo como todos temos direitos, todas as pessoas têm suas obrigações. Respeitar as outras pessoas, suas escolhas e opiniões é uma delas. Discriminar alguém, seja qual for a razão, é considerado crime e pode até ser motivo de prisão. Jogar lixo nos lugares apropriados, preservar a natureza e pagar impostos também são deveres de todos nós.Cidadãos do mundo. São Paulo: Abril, 2000. p.7 (Coleção De Olho no Mundo)
Sociedade e culturaAs normas e regras – escritas ou não – e os valores ou princípios fazem parte da cultura de uma sociedade.A cultura também se refere aos costumes, às tradições, às crenças, às formas de comunicação, às artes etc.
Goiabada CascãoWilson Moreira / Nei Lopes  (Intérprete: Dudu Nobre) – CD Dudu Nobre ao Vivo – BMGGoiabada cascão em caixaÉ coisa fina, sinhá, que ninguém mais achaRango de fogão de lenha na festa da Penha comido com a mãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem misto-quente, só tem milk-shake, só tapeaçãoJá não tem mais caixa de goiabada cascão
Samba de partido-alto com a faca no prato e batido na mãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem discoteque, só tem som de black, só imitaçãoJá não tem mais caixa de goiabada cascãoVida na casa de vila, correndo tranqüila, sem perturbaçãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem conjugado que é mais apertado do que barracãoJá não tem mais caixa de goiabada cascão.
ConversaOs autores fazem uma comparação entre costumes de antigamente e de hoje. Escreva alguns costumes antigos citados no texto.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sarau da Cooperifa
Sarau da CooperifaSarau da Cooperifa
Sarau da Cooperifa
Abraão Antunes da Silva
 
Imaginário carioca apresentação atualizada
Imaginário carioca   apresentação atualizadaImaginário carioca   apresentação atualizada
Imaginário carioca apresentação atualizada
marinavieira08
 
10Noras
10Noras10Noras
Cultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossenseCultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossense
joao paulo
 
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
oficinativa
 
Revista ecletica
Revista ecleticaRevista ecletica
Revista ecletica
Silvia Mendonça
 
Livro curitiba
Livro curitibaLivro curitiba
Livro curitiba
guest56f67a9
 
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípeCultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
UNEB
 
Galego e português
Galego e portuguêsGalego e português
Galego e português
jeeaane
 

Mais procurados (9)

Sarau da Cooperifa
Sarau da CooperifaSarau da Cooperifa
Sarau da Cooperifa
 
Imaginário carioca apresentação atualizada
Imaginário carioca   apresentação atualizadaImaginário carioca   apresentação atualizada
Imaginário carioca apresentação atualizada
 
10Noras
10Noras10Noras
10Noras
 
Cultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossenseCultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossense
 
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
ENLACES SOLIDÁRIOS Cuba 2011
 
Revista ecletica
Revista ecleticaRevista ecletica
Revista ecletica
 
Livro curitiba
Livro curitibaLivro curitiba
Livro curitiba
 
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípeCultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
Cultura popular smba de roda em riachão do jacuípe
 
Galego e português
Galego e portuguêsGalego e português
Galego e português
 

Destaque

Lugar, paisagem e espaço geográfico
Lugar, paisagem e espaço geográficoLugar, paisagem e espaço geográfico
Lugar, paisagem e espaço geográfico
Paes Viana
 
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
Jaciane Anizio
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
Fernanda Lopes
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
Carminha
 
Paisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográficoPaisagens e espaço geográfico
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
Roberta Sumar
 
Espaço geográfico 6ano
Espaço geográfico 6anoEspaço geográfico 6ano
Espaço geográfico 6ano
Suely Takahashi
 
Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1
Palloma Luana
 
Conceitos Da Geografia
Conceitos Da GeografiaConceitos Da Geografia
Conceitos Da Geografia
Luciano Pessanha
 
Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
Luciano Pessanha
 
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFIIIECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFIIIECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
André Luiz Marques
 
Trabalho de lucas
Trabalho de lucasTrabalho de lucas
Trabalho de lucas
Lucas Venicio
 
Espaço e Sociedade
Espaço e SociedadeEspaço e Sociedade
Espaço e Sociedade
Gabrieldibernardi
 
O universo e o sistema solar. clase 3b
O universo e o sistema solar. clase 3bO universo e o sistema solar. clase 3b
O universo e o sistema solar. clase 3b
Recursos Educativos
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
profrodrigoribeiro
 
Universo sistema solar movimentos terra
Universo sistema solar movimentos terraUniverso sistema solar movimentos terra
Universo sistema solar movimentos terra
Miguel Sousa
 
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
Fernanda Lopes
 
A localização do território brasileiro
A localização do território brasileiroA localização do território brasileiro
A localização do território brasileiro
Clovis D Almeida Santos
 

Destaque (20)

Lugar, paisagem e espaço geográfico
Lugar, paisagem e espaço geográficoLugar, paisagem e espaço geográfico
Lugar, paisagem e espaço geográfico
 
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
Paisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográficoPaisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográfico
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
 
Espaço geográfico 6ano
Espaço geográfico 6anoEspaço geográfico 6ano
Espaço geográfico 6ano
 
Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1
 
Conceitos Da Geografia
Conceitos Da GeografiaConceitos Da Geografia
Conceitos Da Geografia
 
Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
 
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFIIIECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
 
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFIIIECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
 
Trabalho de lucas
Trabalho de lucasTrabalho de lucas
Trabalho de lucas
 
Espaço e Sociedade
Espaço e SociedadeEspaço e Sociedade
Espaço e Sociedade
 
O universo e o sistema solar. clase 3b
O universo e o sistema solar. clase 3bO universo e o sistema solar. clase 3b
O universo e o sistema solar. clase 3b
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
 
Universo sistema solar movimentos terra
Universo sistema solar movimentos terraUniverso sistema solar movimentos terra
Universo sistema solar movimentos terra
 
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
2 cap2 aspectos socioeconômicos do brasillll
 
A localização do território brasileiro
A localização do território brasileiroA localização do território brasileiro
A localização do território brasileiro
 

Semelhante a Lugar, espaço geográfico e sociedade

Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
escolacaiosergio
 
Prefácio história e geografia competencia;habilidades cópia - cópia
Prefácio  história e geografia competencia;habilidades   cópia - cópiaPrefácio  história e geografia competencia;habilidades   cópia - cópia
Prefácio história e geografia competencia;habilidades cópia - cópia
José Vicente Dalmolin
 
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
cintia santos
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIIIFolhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
Valter Gomes
 
O que faz o mucuri, mucuri?
O que faz o mucuri, mucuri?O que faz o mucuri, mucuri?
O que faz o mucuri, mucuri?
Bruno Bento
 
A Pastoral Urbana
A Pastoral UrbanaA Pastoral Urbana
A Pastoral Urbana
José Vieira Dos Santos
 
adote um morador de rua
adote um morador de ruaadote um morador de rua
adote um morador de rua
themis dovera
 
Socio antropologia
Socio antropologiaSocio antropologia
Socio antropologia
Vera Moreira
 
Jornal Mente Ativa 2
Jornal Mente Ativa 2Jornal Mente Ativa 2
Jornal Mente Ativa 2
Jeane Bordignon
 
Sordidez e beleza
Sordidez e belezaSordidez e beleza
Sordidez e beleza
Jesica Hencke
 
A laicização do são pedro de retirolândia ba
A laicização do são pedro de retirolândia   baA laicização do são pedro de retirolândia   ba
A laicização do são pedro de retirolândia ba
UNEB
 
Informativo 23 de outubro de 2011
Informativo 23 de outubro de 2011Informativo 23 de outubro de 2011
Informativo 23 de outubro de 2011
Norton Tavares
 
Módulo 09 arcadismo
Módulo 09   arcadismoMódulo 09   arcadismo
Módulo 09 arcadismo
Renally Arruda
 
Módulo+09..
Módulo+09..Módulo+09..
Módulo+09..
Priscila Santana
 
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
Priscila Santana
 
Famílias, moradia e sociedade
Famílias, moradia e sociedadeFamílias, moradia e sociedade
Famílias, moradia e sociedade
Renata Telha
 
o-que-faz-o-brasil-
o-que-faz-o-brasil-o-que-faz-o-brasil-
o-que-faz-o-brasil-
Oficina Brasilidade
 
A diversidade de modos de vida
A diversidade de modos de vidaA diversidade de modos de vida
A diversidade de modos de vida
dsca1011
 

Semelhante a Lugar, espaço geográfico e sociedade (20)

Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
Roteiro de estudos Ciclo Autoral 01 a 05 de junho de 2020.
 
Prefácio história e geografia competencia;habilidades cópia - cópia
Prefácio  história e geografia competencia;habilidades   cópia - cópiaPrefácio  história e geografia competencia;habilidades   cópia - cópia
Prefácio história e geografia competencia;habilidades cópia - cópia
 
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
02 mod i diversidade parte1 texto semana 1 diversidade
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIIIFolhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIII
 
O que faz o mucuri, mucuri?
O que faz o mucuri, mucuri?O que faz o mucuri, mucuri?
O que faz o mucuri, mucuri?
 
A Pastoral Urbana
A Pastoral UrbanaA Pastoral Urbana
A Pastoral Urbana
 
adote um morador de rua
adote um morador de ruaadote um morador de rua
adote um morador de rua
 
Socio antropologia
Socio antropologiaSocio antropologia
Socio antropologia
 
Jornal Mente Ativa 2
Jornal Mente Ativa 2Jornal Mente Ativa 2
Jornal Mente Ativa 2
 
Sordidez e beleza
Sordidez e belezaSordidez e beleza
Sordidez e beleza
 
A laicização do são pedro de retirolândia ba
A laicização do são pedro de retirolândia   baA laicização do são pedro de retirolândia   ba
A laicização do são pedro de retirolândia ba
 
Informativo 23 de outubro de 2011
Informativo 23 de outubro de 2011Informativo 23 de outubro de 2011
Informativo 23 de outubro de 2011
 
Módulo 09 arcadismo
Módulo 09   arcadismoMódulo 09   arcadismo
Módulo 09 arcadismo
 
Módulo+09..
Módulo+09..Módulo+09..
Módulo+09..
 
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
MÓDULO IX-ARCADISMO( O HOMEM E A VALORIZAÇÃO DAS RIQUEZAS NATURAIS)
 
Famílias, moradia e sociedade
Famílias, moradia e sociedadeFamílias, moradia e sociedade
Famílias, moradia e sociedade
 
o-que-faz-o-brasil-
o-que-faz-o-brasil-o-que-faz-o-brasil-
o-que-faz-o-brasil-
 
A diversidade de modos de vida
A diversidade de modos de vidaA diversidade de modos de vida
A diversidade de modos de vida
 

Lugar, espaço geográfico e sociedade

  • 1. Geografia Homem & Espaço 1º Ensino MédioLugar, espaço geográfico e sociedadeProf. João Luís Paiva
  • 2. Aroma e cheiro que entram pelo nariz[...]As cidades, os bairros, as regiões e os quarteirões sempre tiveram seus cheiros peculiares. Perto de uma torrefação, o ar é tomado pelo café que torra. A padaria também tinha o seu lugar, assim como nas proximidades das fábricas de biscoitos todos salivávamos. Cada aposento da casa tinha seu aroma e ainda variava de acordo com o horário. Desde o portão, íamos sabendo o que havia acontecido durante o dia. Que delícia o cheiro da casa no dia de faxina. E, às quatro da tarde, quando em quase toda casa se fazia bolo, pudim ou biscoito?
  • 3. Durante 12 anos, fui acordada, às seis da manhã, pela voz da minha mãe me chamando, pelo cheiro de pão fresco e pelo aroma do suco de laranja que minha mãe não deixava faltar. O bonde, movido à eletricidade, era ruidoso, porém inodoro. Quando tomávamos o bonde, os aromas da casa iam ficando para trás. Quando partia em direção á praça do Correio, começava o itinerário aromático.Primeiro, o cheiro da padaria da Doze de Outubro, que invadia o bonde inteiro. Entre a rua Trindade e a rua Guaicurus, passávamos por um córrego que exalava diferentemente conforme a chuva ou a seca. Esse córrego tinha seu ponto final no Tietê, a poucos metros dali.
  • 4. O aroma seguinte vinha da Torrefação de Café Tiradentes. A esse paraíso olfativo, que não durava mais que alguns minutos, seguia-se um vácuo que também não durava muito e era substituído pelas ondas de odor fétido e pegajoso das matérias-primas usadas para a produção de sabão e óleo pelas Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo. O mau cheiro vai rarefazendo porque aproximamo-nos do parque da Água Branca, cujos estábulos e jardins davam a impressão de nos mergulhar numa fazenda. Do outro lado da avenida, estava a madeireira Eucatex, que completava a sensação de fazenda.
  • 5. Íamos chegando às Perdizes, bairro residencial onde cada casa tinha suas flores, sua rotina e sua culinária. Esses aromas individuais perdiam-se no transporte coletivo. Mas, se fizéssemos o caminho a pé, íamos sentindo o cheiro das roseiras, da calda de açúcar, da carne assando, do bolo no forno, da baunilha e da canela... Uma amiga minha que fazia o trajeto Brooklin -- Colégio Bandeirantes também se sente capaz de refazer o itinerário aromático do bonde Santo Amaro -- praça João Mendes, que ela tomava todos os dias.
  • 6. Padarias, pizzarias, pastelarias e docerias continuam até hoje marcando território. Mas os carros e os ônibus (os bondes não existem mais) nos isolam dos cheiros da cidade. [...]Anna Veronica Mauter. Aroma e cheiro que entram pelo nariz. Folha de São Paulo, 26 abr. 2001. Folha Equilíbrio. P.15
  • 7. ConversaA) A que tipo de espaço o texto se refere: urbano ou rural?B) Antes de chegar ao bairro residencial de Perdizes, a pessoa passava por um bairro onde sentia o cheiro de café e os odores das matérias-primas para a produção de sabão e óleo. Qual atividade era praticada nesse bairro?
  • 8. LugarLugar é onde as pessoas moram e realizam atividades cotidianas. É a primeira referência que cada um tem no mundo.Os lugares não estão isolados uns dos outros. Eles se relacionam, uma vez que as pessoas e as empresas de lugares também estabelecem relações.São, portanto, as pessoas que dão sentido ao lugar. Por isso é importante conhecer as relações entre elas e os diversos lugares.
  • 9. Anselmo L. BrancoVista de rua com comércio ambulante, no centro histórico de São Luís, MA, 2007.
  • 10. Anselmo L. BrancoCalçadão no centro de Campina Grande, PB, 2008.
  • 11. O lugar onde você moraSobre a nossa moradia, provavelmente vamos informar:Nome da rua, praça ou avenidaNúmero da moradia (casa ou prédio)Nome do bairroMunicípioCidadePaís
  • 13. América - Limites entre paísesFonte: Leda Ísola, Vera Caldini. Atlas Geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 6 e p.7 (adaptado).
  • 14. Mapa-múndi - Continentes e limites entre paísesFonte: Leda Ísola, Vera Caldini. Atlas Geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 6 e p.7 (adaptado).
  • 15. ConversaQue município, estado, país, continente e planeta foram apresentados nas imagens?Em qual município você mora?A que estado pertence o seu município?Você conhece pessoas que vieram de outros estados? Se conhece, cite de que estado elas vieram.
  • 16. A Geografia e o Espaço GeográficoA Geografia também estuda os processos responsáveis pela formação das paisagens decorrentes da ação humana.A Geografia também observa as paisagens, as alterações que nelas são feitas pela ação humana, as diversas atividades (trabalho, lazer), as pessoas e o modo como se relacionam e constituem o espaço geográfico.
  • 17. Espaço GeográficoEngloba os elementos e os aspectos existentes nas paisagens e as diferentes ações que as pessoas produzem nas paisagens. Essas ações, que envolvem as relações econômicas, sociais e políticas, são as diversas atividades que a sociedade realiza.A noção de espaço geográfico é mais ampla que a de paisagem.
  • 18. Anselmo L. BrancoBairro Meireles, Fortaleza, 2008
  • 19. Anselmo L. BrancoAcampamento de sem-terra, Pernambuco, 2008.
  • 20. Anselmo L. BrancoVista de bairro da cidade de São José da Coroa Grande, PE, 2008.
  • 21. A cidade e a sociedadePodemos observar em uma cidade [...] bairros diferentes, formados por construções simples ou luxuosas, refletindo o nível econômico de seus habitantes; vemos ainda lugares onde predominam lojas, supermercados, armazéns, e outros onde se concentram indústrias. Então dizemos que a cidade se caracteriza por apresentar diversas ocupações do seu espaço: áreas residenciais, áreas de comércio e áreas industriais.
  • 22. Essas regiões convivem entre si, uma vez que as pessoas que moram nos bairros residenciais se deslocam para os comerciais para fazer compras, ou para os industriais para trabalhar. Os bairros pobres coexistem lado a lado com os bairros mais ricos. Muitas mulheres que habitam as favelas são trabalhadoras domésticas nas casas ou apartamentos de luxo do bairro de classe alta que fica ao lado da favela. A cidade reflete a sociedade que a construiu e que vive nela. A cidade possui desigualdades semelhantes às dos grupos sociais que nela residem.
  • 23. Há bairros onde o saneamento básico é completo e outros onde o esgoto corre pelo meio das ruas, assim como existem grupos sociais cujo padrão de vida é alto enquanto outros lutam para garantir suas necessidades básicas. A organização do espaço urbano reflete as diferenças sociais, por isso, quanto menores forem as diferenças de rendimentos entre os membros de uma sociedade tanto mais equilibradas serão suas áreas urbanas. Nicolina Luiza de Petta. A fábrica e a cidade até 1930. São Paulo: Atual, 1995. p. 11-13
  • 24. Tuca Viera/Folha ImagemVista da favela Real Parque, com prédios do bairro Morumbi ao fundo, em São Paulo, SP (2005).
  • 25. ConversaPor que no texto se afirma que a cidade se caracteriza por apresentar diversas ocupações do seu espaço?Cite a frase que apresenta a relação entre o bairro rico e o bairro pobre.
  • 27. A SociedadeO termo sociedade refere-se aos grupos de indivíduos (grupos sociais) que mantêm diversos tipos de relações entre si.O primeiro grupo social do qual participamos é a família. Depois, amigos, vizinhos, escola etc. A quais grupos sociais você pertence?
  • 28. Nos grupos sociais existem conjuntos de regras ou normas, que podem ou não ser escritas.Na vida em sociedade também devemos levar em conta uma série de princípios e valores.
  • 29. Classes SociaisOs grupos sociais podem ser identificados por classes, de acordo com qualidades ou atributos. Por exemplo: pela quantidade de dinheiro e bens – classe baixa, classe média, classe alta; pelo tipo de ocupação – classe operária, classe empresarial; pelo nível de escolaridade; pela idade ou pelo modo e estilo de vida das pessoas.
  • 30. Na vida em sociedade, todos temos direitos e deveres. Mas quais são eles?Direitos Educação, saúde, alimentação e um lugar para morar fazem parte dos direitos básicos de todas as pessoas. Além disso, todo ser humano dever ser respeitado independentemente da cor de sua pele. Ser branco, negro, amarelo ou vermelho não significa que a pessoa seja melhor ou pior que a outra. Significa apenas que temos características físicas diferentes e é isso que torna o mundo tão bonito. A escolha de uma religião também não pode ser motivo de discriminação. Afinal, já imaginou que chato seria se todo mundo agisse e pensasse igual e tivesse a mesma aparência?
  • 31. Deveres A vida em sociedade exige também o comprimento de certas regras, que são os deveres. Afinal, do mesmo modo como todos temos direitos, todas as pessoas têm suas obrigações. Respeitar as outras pessoas, suas escolhas e opiniões é uma delas. Discriminar alguém, seja qual for a razão, é considerado crime e pode até ser motivo de prisão. Jogar lixo nos lugares apropriados, preservar a natureza e pagar impostos também são deveres de todos nós.Cidadãos do mundo. São Paulo: Abril, 2000. p.7 (Coleção De Olho no Mundo)
  • 32. Sociedade e culturaAs normas e regras – escritas ou não – e os valores ou princípios fazem parte da cultura de uma sociedade.A cultura também se refere aos costumes, às tradições, às crenças, às formas de comunicação, às artes etc.
  • 33. Goiabada CascãoWilson Moreira / Nei Lopes (Intérprete: Dudu Nobre) – CD Dudu Nobre ao Vivo – BMGGoiabada cascão em caixaÉ coisa fina, sinhá, que ninguém mais achaRango de fogão de lenha na festa da Penha comido com a mãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem misto-quente, só tem milk-shake, só tapeaçãoJá não tem mais caixa de goiabada cascão
  • 34. Samba de partido-alto com a faca no prato e batido na mãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem discoteque, só tem som de black, só imitaçãoJá não tem mais caixa de goiabada cascãoVida na casa de vila, correndo tranqüila, sem perturbaçãoJá não tem na praça, mas como era bomHoje só tem conjugado que é mais apertado do que barracãoJá não tem mais caixa de goiabada cascão.
  • 35. ConversaOs autores fazem uma comparação entre costumes de antigamente e de hoje. Escreva alguns costumes antigos citados no texto.