SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
A Singularidade de Jesus Cristo
4º Trimestre
Ano 2019
A Importância da
defesa da fé diante
dos desafios da
sociedade atual
Lição 1 – Preparados para Responder sobre a Fé Cristã
Lição 2 - Revelação Divina e a Razão são Dádivas de
Deus
Lição 3 - Único Deus Transcendente e Eterno
Lição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
Lição 5 - Evidências Externas da Veracidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 7 - A Bíblia e o Testemunho da Ciência
Lição 8 - Evidências da Realidade Histórica de
Jesus Cristo
Lição 9 - A Singularidade de Jesus Cristo
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 12 - O Testemunho dos Evangelhos sobre
a Existência de Jesus
Lição 13 - A Relevância da Experiência Cristã
Aprender sobre a importância dos
milagres operados por Jesus Cristo.
Ensinar que Jesus Cristo é o Ungido de
Deus;
Estudar sobre a autoridade de Jesus
Cristo;
(João 20.31)
“Estes, porém, foram
escritos para que creiais
que Jesus é o Cristo, o Filho
de Deus , e para que,
crendo, tenhais vida em seu
nome."
A singularidade de Jesus
Cristo é atestada, também,
por Sua autoridade, Seus
milagres e pelo testemunho
das Escrituras.
1 – No princípio, era o Verbo, e o Verbo
estava com Deus, e o Verbo era Deus.
2 – Ele estava no princípio com Deus.
3 – Todas as coisas foram feitas por ele, e
sem ele nada do que foi feito se fez.
4 – Nele estava a vida, e a vida era a luz dos
homens;
5 – E a luz resplandece nas trevas, e as trevas
não a compreenderam.
14 – E o Verbo se fez carne e habitou entre
nós, e vimos a sua glória, como a glória de
unigênito do Pai, cheio de graça e de
verdade.
João 1.1-5;14
Ore para que o amor de Cristo
alcance os governantes.
1 – Jesus Cristo, o Ungido de Deus
2 – Jesus Cristo e Sua Autoridade
1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento
1.2 – Os Evangelhos apresentam Jesus como
Messias
1.3 – Jesus Cristo é cultuado como Ungido de Deus
2.1 – Autoridade para Perdoar Pecados
2.2 – Autoridade sobre Forças Espirituais do Mal
2.3 – Autoridade para Ensinar
3 – Jesus Cristo e Seus Milagres
3.1 – O que é um Milagre ?
3.2 – Por que Jesus realizou Milagres ?
3.3 – O Maior dos Milagres: a Ressurreição de Jesus
Deus se fez carne e
“morou” entre nós (João 1.14 – NTLH)
Jesus Cristo é o personagem da história da
humanidade que mais fascínio tem
exercido sobre as pessoas:
1 – Jesus Cristo, o Ungido de Deus
Essas três palavras fazem menção a Jesus:
a esperança de Israel pela unção do novo Rei.
Cristo
Grego
Messias
Hebraico
Ungido
Português
1.1 – A Promessa do Messias
no Antigo Testamento
O Antigo Testamento declara que o
Messias (o Cristo) seria divino.
As profecias do Antigo Testamento enfaticamente
confirmam e provam a divindade do Messias.
1.1 – A Promessa do Messias
no Antigo Testamento
Em Daniel 7.13, encontramos o título “Filho do
Homem” não como título de humanidade,
mas de deidade.
“Eu estava olhando nas minhas visões de noite,
e eis que vinha nas nuvens do céu um como
filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias,
e o fizeram chegar até ele.”
(Daniel 7.13)
1.1 – A Promessa do Messias
no Antigo Testamento
Em Miquéias 5.2, encontramos a profecia do
Messias e seu local de nascimento.
“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os
milhares de Judá, de ti me sairá o que
governará em Israel, e cujas saídas são desde os
tempos antigos, desde os dias da eternidade.”
(Miquéias 5.2)
1.1 – A Promessa do Messias
no Antigo Testamento
Temos nas páginas do Antigo Testamento registros
que apontam para a natureza dupla do Messias:
Divina e humana (Sl 110.1; Is 9.6;53)
1.2 – Os Evangelhos apresentam
Jesus como Messias
Era unânime a convicção dos seguidores de
Jesus de que Ele era o Messias, conforme
relatos dos evangelhos.
“Princípio do
evangelho de Jesus
Cristo, Filho de
Deus.” (Mc 1.1)
Marcos começa seu
Evangelho com as
seguintes palavras :
“para que creiais que
Jesus é o Cristo, o
Filho de Deus.”
(Jo 20.31)
João conclui seu
Evangelho com as
seguintes palavras :
1.3 – Jesus Cristo é Cultuado
como Ungido de Deus
Os primeiros cristãos tinham a convicção de que a
salvação era obra de um ser que era ninguém
menos que o Senhor do céu e terra ...
Se alguém não ama ao Senhor
Cristo
Seja anátema. Maranata !
(1 Coríntios 16.22)
2 – Jesus Cristo e Sua Autoridade
Nenhuma
outra
“autoridade
espiritual”
teve a
ousadia que
Jesus teve.
Jesus Cristo ensinou e realizou muitos feitos como
quem tem autoridade divina (Mt 7.28-20; Mc 4.41).
2.1 – Autoridade para
Perdoar Pecados
Jesus perdoou;
porque Ele é o
Cristo,
o ungido de Deus
(At 10.38)
A autoridade de Jesus é plenamente
confirmada ao perdoar pecados, ato este,
sabidamente, exclusivo de Deus.
2.2 – Autoridade sobre
Forças Espirituais do Mal
A autoridade para expulsar demônios
também é um sinal para que as pessoas
cressem em Jesus como o cristo ...
A expulsão de demônios sinalizava a queda do
reino de Satanás e a chegada de um novo reino,
o Reino de Deus.
Jesus
Cristo é o
Rei deste
novo
Reino, com
autoridade
absoluta
sobre o
reino das
trevas.
2.2 – Autoridade sobre
Forças Espirituais do Mal
2.3 – Autoridade para Ensinar
Os mestres do judaísmo, nos dias de Jesus, citavam
outros mestres famosos para fortalecer seus
ensinos sobre as Escrituras Sagradas,
mas Jesus pregava
diferente, Ele
ensinava com
autoridade própria.
2.3 – Autoridade para Ensinar
Só mesmo o próprio Deus, em Cristo Jesus,
que poderia ter tal autoridade.
“E aconteceu que, concluindo Jesus este
discurso, a multidão se admirou da sua
doutrina; Porquanto os ensinava como tendo
autoridade; e não como os escribas.”
(Mateus 7.28,29)
3 –Jesus Cristo e seus Milagres
Quando Jesus foi interrogado pelos discípulos de
João Batista se Ele era realmente o Cristo (o
Messias), Ele dá como resposta
a realização de uma
série de milagres e
a informação de
que aos pobres
estava sendo
anunciada a
salvação
(Mt 11.4-5)
3.1 – O que é um Milagre ?
Se milagre é um
ato de Deus, e
Jesus operou
milagres, logo,
Jesus é Deus.
Milagre é definido como sendo “um ato especial de
Deus que interrompe o curso natural dos eventos”.
3.2– Por que Jesus
Realizou Milagres ?
Milagres eram um dos grandes sinais da chegada do
Messias (Is 35.5-6). A confissão de Nicodemos
atesta esta expectativa judaica :
"Rabi, bem sabemos
que és Mestre, vindo
de Deus, porque
ninguém pode fazer
estes sinais que tu
fazes, se Deus não
for com ele"
(João 3.2).
3.3– O Maior dos Milagres:
a Ressurreição de Jesus
A Ressurreição de Jesus é um dos maiores milagres
e, quiçá, a maior prova da Sua divindade.
Em se tratando de
milagres, nada é
comparado à
ressurreição de
Cristo.
"Se Cristo é divino. Ele tem
direito sobre toda nossa
vida, incluindo nosso íntimo
e os nossos pensamentos
(...) sendo a doutrina que
destranca todas as outras
portas doutrinárias do
cristianismo (...)".
A doutrina da divindade de Jesus Cristo é crucial,
pois, como escreveram Kreeft e Tacelli :
O termo grego “Cristo”, atribuído a Jesus, equivale a
que temos em hebraico e em português,
respectivamente ?
Em hebraico “Messias”, em português “Ungido”
O que encontramos em Miquéias 5.2 ?
A profecia do Messias e seu local de nascimento
Qual é a definição de milagre ?
Milagre é “um ato especial de Deus que
interrompe o curso natural dos eventos”
O que representava os milagres
operados por Jesus para os Judeus ?
Um dos grandes sinais da chegada do Messias.
Qual é o Milagre que pode ser
considerado o maior de todos?
A ressurreição de Jesus.
Lição 10 – Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Deus Abençoe !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Extensão do Mundo Bíblico
A Extensão do Mundo BíblicoA Extensão do Mundo Bíblico
A Extensão do Mundo BíblicoJulio Cesar
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.RODRIGO FERREIRA
 
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.Antonio Fernandes
 
38 1 e 2 timoteo=
38   1 e 2 timoteo=38   1 e 2 timoteo=
38 1 e 2 timoteo=PIB Penha
 
Lição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o CriadorLição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o CriadorÉder Tomé
 
Lição 8 - O Lugar Santíssimo
Lição 8 - O Lugar SantíssimoLição 8 - O Lugar Santíssimo
Lição 8 - O Lugar SantíssimoHamilton Souza
 
Geografia biblica slide
Geografia biblica slideGeografia biblica slide
Geografia biblica slideAndré Rocha
 
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICORubens Sohn
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdfSEDUC-PA
 
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAA SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAEnerliz
 
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoLição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

A Extensão do Mundo Bíblico
A Extensão do Mundo BíblicoA Extensão do Mundo Bíblico
A Extensão do Mundo Bíblico
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
 
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.
As pragas Divinas e as propostas Ardilosas de Faraó.
 
28. Introdução aos Profetas
28. Introdução aos Profetas28. Introdução aos Profetas
28. Introdução aos Profetas
 
38 1 e 2 timoteo=
38   1 e 2 timoteo=38   1 e 2 timoteo=
38 1 e 2 timoteo=
 
Lição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o CriadorLição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o Criador
 
Lição 8 - O Lugar Santíssimo
Lição 8 - O Lugar SantíssimoLição 8 - O Lugar Santíssimo
Lição 8 - O Lugar Santíssimo
 
Livro de Joel
Livro de JoelLivro de Joel
Livro de Joel
 
Cartas de joão
Cartas de joãoCartas de joão
Cartas de joão
 
39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias
 
Geografia biblica slide
Geografia biblica slideGeografia biblica slide
Geografia biblica slide
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 5 IBADEP BÁSICO
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 09 - Espírito Santo (1).pdf
 
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAA SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
 
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoLição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
 
Apocalipse 10 - Visão do Livrinho
Apocalipse 10 - Visão do LivrinhoApocalipse 10 - Visão do Livrinho
Apocalipse 10 - Visão do Livrinho
 

Semelhante a Lição 9 - A Singularidade de Jesus Cristo

Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua DeidadeLição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua DeidadeÉder Tomé
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorÉder Tomé
 
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfCristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfjoabedasilvasouza1
 
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os Demônios
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os DemôniosLição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os Demônios
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os DemôniosÉder Tomé
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxjoseciceroroberto197
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfjoseciceroroberto197
 
Trabalho da mainha
Trabalho da mainhaTrabalho da mainha
Trabalho da mainhaVitor Santos
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaGcom digital factory
 
Jovens Obras de Jesus
Jovens Obras de JesusJovens Obras de Jesus
Jovens Obras de Jesusuriank
 
Lição 5 - Os Títulos de Jesus Cristo
Lição 5 - Os Títulos de Jesus CristoLição 5 - Os Títulos de Jesus Cristo
Lição 5 - Os Títulos de Jesus CristoÉder Tomé
 
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostasAirton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostasINOVAR CLUB
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptxPIB Penha - SP
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015João Paulo Silva Mendes
 
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusMyer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusagds2
 
Teo 3 - Cristologia - slides.pdf
Teo 3 - Cristologia - slides.pdfTeo 3 - Cristologia - slides.pdf
Teo 3 - Cristologia - slides.pdfLucasMelo62579
 
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de Jesus
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de JesusLição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de Jesus
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de JesusÉder Tomé
 
Paradigmas missiologicos no novo testamento
Paradigmas missiologicos no novo testamentoParadigmas missiologicos no novo testamento
Paradigmas missiologicos no novo testamentoHebert Balieiro
 

Semelhante a Lição 9 - A Singularidade de Jesus Cristo (20)

Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua DeidadeLição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
 
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdfCristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
Cristologia- INSTRODUÇÃO TEOLOGICA.pdf
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os Demônios
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os DemôniosLição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os Demônios
Lição 7 - O Senhorio de Jesus Cristo Sobre os Demônios
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
 
Trabalho da mainha
Trabalho da mainhaTrabalho da mainha
Trabalho da mainha
 
Apostila evangelismo
Apostila evangelismoApostila evangelismo
Apostila evangelismo
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
 
Jovens Obras de Jesus
Jovens Obras de JesusJovens Obras de Jesus
Jovens Obras de Jesus
 
Lição 5 - Os Títulos de Jesus Cristo
Lição 5 - Os Títulos de Jesus CristoLição 5 - Os Títulos de Jesus Cristo
Lição 5 - Os Títulos de Jesus Cristo
 
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostasAirton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
Airton evangelista da_costa_-_150_perguntas_e_respostas
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
 
Lição 1 Hebreus
Lição 1   HebreusLição 1   Hebreus
Lição 1 Hebreus
 
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusMyer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
 
Teo 3 - Cristologia - slides.pdf
Teo 3 - Cristologia - slides.pdfTeo 3 - Cristologia - slides.pdf
Teo 3 - Cristologia - slides.pdf
 
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de Jesus
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de JesusLição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de Jesus
Lição 12 - O testemunho dos evangelhos sobre a existência de Jesus
 
Paradigmas missiologicos no novo testamento
Paradigmas missiologicos no novo testamentoParadigmas missiologicos no novo testamento
Paradigmas missiologicos no novo testamento
 

Mais de Éder Tomé

Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Éder Tomé
 
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorLição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorÉder Tomé
 
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoLição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoÉder Tomé
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusLição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusÉder Tomé
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisÉder Tomé
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeLição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeÉder Tomé
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensLição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensÉder Tomé
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaLição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaÉder Tomé
 
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemLição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemÉder Tomé
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusLição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusÉder Tomé
 

Mais de Éder Tomé (20)

Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
 
Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder
 
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
 
Lição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorLição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus Criador
 
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
 
Lição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoLição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de Revelação
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusLição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeLição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensLição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaLição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
 
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
 
Lição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemLição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragem
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusLição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
 

Último

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfnestorsouza36
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Lição 9 - A Singularidade de Jesus Cristo

  • 1. A Singularidade de Jesus Cristo
  • 2. 4º Trimestre Ano 2019 A Importância da defesa da fé diante dos desafios da sociedade atual
  • 3.
  • 4. Lição 1 – Preparados para Responder sobre a Fé Cristã Lição 2 - Revelação Divina e a Razão são Dádivas de Deus Lição 3 - Único Deus Transcendente e Eterno Lição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona Lição 5 - Evidências Externas da Veracidade da Bíblia Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Lição 7 - A Bíblia e o Testemunho da Ciência Lição 8 - Evidências da Realidade Histórica de Jesus Cristo Lição 9 - A Singularidade de Jesus Cristo Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo Lição 12 - O Testemunho dos Evangelhos sobre a Existência de Jesus Lição 13 - A Relevância da Experiência Cristã
  • 5. Aprender sobre a importância dos milagres operados por Jesus Cristo. Ensinar que Jesus Cristo é o Ungido de Deus; Estudar sobre a autoridade de Jesus Cristo;
  • 6. (João 20.31) “Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus , e para que, crendo, tenhais vida em seu nome."
  • 7. A singularidade de Jesus Cristo é atestada, também, por Sua autoridade, Seus milagres e pelo testemunho das Escrituras.
  • 8. 1 – No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 – Ele estava no princípio com Deus. 3 – Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 – Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; 5 – E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 14 – E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória de unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1.1-5;14
  • 9. Ore para que o amor de Cristo alcance os governantes.
  • 10. 1 – Jesus Cristo, o Ungido de Deus 2 – Jesus Cristo e Sua Autoridade 1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento 1.2 – Os Evangelhos apresentam Jesus como Messias 1.3 – Jesus Cristo é cultuado como Ungido de Deus 2.1 – Autoridade para Perdoar Pecados 2.2 – Autoridade sobre Forças Espirituais do Mal 2.3 – Autoridade para Ensinar 3 – Jesus Cristo e Seus Milagres 3.1 – O que é um Milagre ? 3.2 – Por que Jesus realizou Milagres ? 3.3 – O Maior dos Milagres: a Ressurreição de Jesus
  • 11. Deus se fez carne e “morou” entre nós (João 1.14 – NTLH) Jesus Cristo é o personagem da história da humanidade que mais fascínio tem exercido sobre as pessoas:
  • 12. 1 – Jesus Cristo, o Ungido de Deus Essas três palavras fazem menção a Jesus: a esperança de Israel pela unção do novo Rei. Cristo Grego Messias Hebraico Ungido Português
  • 13. 1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento O Antigo Testamento declara que o Messias (o Cristo) seria divino. As profecias do Antigo Testamento enfaticamente confirmam e provam a divindade do Messias.
  • 14. 1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento Em Daniel 7.13, encontramos o título “Filho do Homem” não como título de humanidade, mas de deidade. “Eu estava olhando nas minhas visões de noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele.” (Daniel 7.13)
  • 15. 1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento Em Miquéias 5.2, encontramos a profecia do Messias e seu local de nascimento. “E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” (Miquéias 5.2)
  • 16. 1.1 – A Promessa do Messias no Antigo Testamento Temos nas páginas do Antigo Testamento registros que apontam para a natureza dupla do Messias: Divina e humana (Sl 110.1; Is 9.6;53)
  • 17. 1.2 – Os Evangelhos apresentam Jesus como Messias Era unânime a convicção dos seguidores de Jesus de que Ele era o Messias, conforme relatos dos evangelhos. “Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus.” (Mc 1.1) Marcos começa seu Evangelho com as seguintes palavras : “para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus.” (Jo 20.31) João conclui seu Evangelho com as seguintes palavras :
  • 18. 1.3 – Jesus Cristo é Cultuado como Ungido de Deus Os primeiros cristãos tinham a convicção de que a salvação era obra de um ser que era ninguém menos que o Senhor do céu e terra ... Se alguém não ama ao Senhor Cristo Seja anátema. Maranata ! (1 Coríntios 16.22)
  • 19. 2 – Jesus Cristo e Sua Autoridade Nenhuma outra “autoridade espiritual” teve a ousadia que Jesus teve. Jesus Cristo ensinou e realizou muitos feitos como quem tem autoridade divina (Mt 7.28-20; Mc 4.41).
  • 20. 2.1 – Autoridade para Perdoar Pecados Jesus perdoou; porque Ele é o Cristo, o ungido de Deus (At 10.38) A autoridade de Jesus é plenamente confirmada ao perdoar pecados, ato este, sabidamente, exclusivo de Deus.
  • 21. 2.2 – Autoridade sobre Forças Espirituais do Mal A autoridade para expulsar demônios também é um sinal para que as pessoas cressem em Jesus como o cristo ...
  • 22. A expulsão de demônios sinalizava a queda do reino de Satanás e a chegada de um novo reino, o Reino de Deus. Jesus Cristo é o Rei deste novo Reino, com autoridade absoluta sobre o reino das trevas. 2.2 – Autoridade sobre Forças Espirituais do Mal
  • 23. 2.3 – Autoridade para Ensinar Os mestres do judaísmo, nos dias de Jesus, citavam outros mestres famosos para fortalecer seus ensinos sobre as Escrituras Sagradas, mas Jesus pregava diferente, Ele ensinava com autoridade própria.
  • 24. 2.3 – Autoridade para Ensinar Só mesmo o próprio Deus, em Cristo Jesus, que poderia ter tal autoridade. “E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina; Porquanto os ensinava como tendo autoridade; e não como os escribas.” (Mateus 7.28,29)
  • 25. 3 –Jesus Cristo e seus Milagres Quando Jesus foi interrogado pelos discípulos de João Batista se Ele era realmente o Cristo (o Messias), Ele dá como resposta a realização de uma série de milagres e a informação de que aos pobres estava sendo anunciada a salvação (Mt 11.4-5)
  • 26. 3.1 – O que é um Milagre ? Se milagre é um ato de Deus, e Jesus operou milagres, logo, Jesus é Deus. Milagre é definido como sendo “um ato especial de Deus que interrompe o curso natural dos eventos”.
  • 27. 3.2– Por que Jesus Realizou Milagres ? Milagres eram um dos grandes sinais da chegada do Messias (Is 35.5-6). A confissão de Nicodemos atesta esta expectativa judaica : "Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus, porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele" (João 3.2).
  • 28. 3.3– O Maior dos Milagres: a Ressurreição de Jesus A Ressurreição de Jesus é um dos maiores milagres e, quiçá, a maior prova da Sua divindade. Em se tratando de milagres, nada é comparado à ressurreição de Cristo.
  • 29. "Se Cristo é divino. Ele tem direito sobre toda nossa vida, incluindo nosso íntimo e os nossos pensamentos (...) sendo a doutrina que destranca todas as outras portas doutrinárias do cristianismo (...)". A doutrina da divindade de Jesus Cristo é crucial, pois, como escreveram Kreeft e Tacelli :
  • 30. O termo grego “Cristo”, atribuído a Jesus, equivale a que temos em hebraico e em português, respectivamente ? Em hebraico “Messias”, em português “Ungido”
  • 31. O que encontramos em Miquéias 5.2 ? A profecia do Messias e seu local de nascimento
  • 32. Qual é a definição de milagre ? Milagre é “um ato especial de Deus que interrompe o curso natural dos eventos”
  • 33. O que representava os milagres operados por Jesus para os Judeus ? Um dos grandes sinais da chegada do Messias.
  • 34. Qual é o Milagre que pode ser considerado o maior de todos? A ressurreição de Jesus.
  • 35. Lição 10 – Bíblia: Infalível Revelação de Deus
  • 36.