SlideShare uma empresa Scribd logo
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa
   Qual a idade da Terra?

   Qual a sequência de acontecimentos?

   Como se agrupam as rochas?

   Que informações nos dão as rochas?

   O que se pode inferir para o presente?

   Como será daqui para a frente?
Idade relativa
–› Ao observar uma rocha, com as suas
características particulares, recuamos no tempo para
perceber:
•As condições ambientais, quer físicas, quer químicas;
•A sua origem;
•A sua litologia;
•O seu conteúdo fossilífero.



                                 Promontório do X – Praia do Abano, Guincho
Idade relativa
Fósseis:                                                       •Encontram-se sobretudo em
                                                               rochas sedimentares;

                                                               •Restos de um
                                                               organismo ou vestígios
                                                               da sua actividade, que
                                                               viveu em determinado
                                                               momento da história da
                                                               Terra e que se encontra
                                                               preservado nos estratos
                                                               das rochas
                                                               sedimentares.
Etapas de formação de um fóssil: 1. Morte, 2. Enterramento,
3. Fossilização, 4. Erosão. (in: Geologia 10ºano, Areal Ed.)
Idade Relativa
Fósseis:
 Ambiente em que viveram;
 Idade geológica das rochas que os contém.

                     FÓSSEIS



     De Ambiente                   De Idade
Idade Relativa
Fósseis de ambiente:
 Dados sobre temperatura, salinidade, oxigenação…




                                                   Grande expansão temporal;

                                                 Pequena expansão geográfica.



 Molde interno de gastrópode - Azenhas do Mar
Idade Relativa
 Princípio da
 Sobreposição de
 Estratos – Idade
 relativa dos fósseis
                               Idade relativa de fósseis contidos em diferentes estratos.
                               In: Geologia 10º ano, Areal Ed.


Em estratos sedimentares não deformados, os fósseis que se
encontram em estratos superiores são mais recentes que os que
se encontram em estratos inferiores.
Idade Relativa
Princípio da
                                        C
Sobreposição de                         B
Estratos                                A
                          O estrato A é mais antigo que o estrato B, que é mais antigo
                          que o estrato C.

                          Aplicação do princípio da sobreposição de estratos.
                          In: Geologia 10º ano, Areal Ed.

Numa sucessão de estratos não deformados, qualquer
deles é mais antigo do que aquele que o cobre e mais
recente do que aquele que lhe serve de base.
Idade Relativa
Princípio da
Identidade
Paleontológica
                     Aplicação do princípio da Identidade Paleontológica
                     In: Geologia 10º ano, Areal Ed.



Estratos que contenham o mesmo conjunto de
fósseis, têm a mesma idade.
Idade Radiométrica
A descoberta da radioactividade permitiu saber que
  isótopos com propriedades radioactivas tendem a
  transformar-se com o tempo, noutros isótopos,
  independentemente das condições do ambiente.

 A rocha que contém determinado isótopo radioactivo
 terá uma relação isótopo-pai / isótopo-filho
 correspondente ao intervalo de tempo necessário para
 que ocorra essa transformação.
Idade Radiométrica
                                                            O período de semi-
                                                           -vida de um par de
                                                           isótopos é sempre
                                                           igual.
Modelo da transformação de isótopo-pai em isótopo-filho.
In: Planeta com vida, 10º ano, Santillana Ed.



 •Com o passar do tempo o isótopo-pai (Rb 87) transforma-se
 gradualmente no isótopo-filho (Sr 87).

 • A relação Rb 87 / Sr 87 permite determinar a idade da rocha.
Idade Radiométrica
 Os isótopos radioactivos desintegram-se em intervalos
  de tempo variáveis;
 A utilização de determinado par isotópico depende do
  objecto em estudo (mais recente ou mais antigo)
    Par de Isótopos     Período de             Idade medida
                      semi-vida (M. a.)
   K40 / Ar 40              1300          100 000 a. – 4600 M. a.
   U238 / Pb 206            4500          10 M. a. – 4600 M. a.
   U235 / Pb 207             710          10 M. a. – 4600 M. a.
   Th 232 / Pb 208         14000          10 M. a. – 4600 M. a.
   Rb 87 / Sr 87           47000          10 M. a. – 4600 M. a.
Idade Radiométrica
 Permite datar as rochas, ao contrário da datação
  relativa, que apenas permite ordená-las;

 Permite conhecer:
   Idade absoluta das rochas;
   Duração dos processos geológicos;
   Velocidade dos processos geológicos;
   E compreender o passado da Terra.
Idade Radiométrica
                                                            •Qual o período de semi-
                                                            vida do isótopo X?

                                                            •Qual a idade de uma rocha
                                                            em que a proporção de
                                                            isótopos X/Y é 25/75?

                                                            •Numa rocha com 4 M. a.,
                                                            qual a proporção de
Gráfico ilustrativo do princípio da datação radiométrica.
                                                            isótopos X/Y?
In: Planeta com vida, 10º ano, Santillana Ed.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interação
Marília Pereira
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ana Castro
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
_Nunomartins_
 
Geo 10 tempo geológico (datação relativa)
Geo 10   tempo geológico (datação relativa)Geo 10   tempo geológico (datação relativa)
Geo 10 tempo geológico (datação relativa)
Nuno Correia
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
José Luís Alves
 
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º AnoResumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Vitor Perfeito
 
Descontinuidades Internas
Descontinuidades InternasDescontinuidades Internas
Descontinuidades Internas
Tânia Reis
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Vitor Perfeito
 
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
Nuno Correia
 
Rochas sedimentares classificação detríticas
Rochas sedimentares  classificação detríticasRochas sedimentares  classificação detríticas
Rochas sedimentares classificação detríticas
Isabel Lopes
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
sandranascimento
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placas
margaridabt
 
Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
Luís Filipe Marinho
 
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoesBiologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
Fernando Bação
 
Geo 13 ambientes sedimentares
Geo 13   ambientes sedimentaresGeo 13   ambientes sedimentares
Geo 13 ambientes sedimentares
Nuno Correia
 
8 vulcanologia
8   vulcanologia8   vulcanologia
8 vulcanologia
margaridabt
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º ano
Rita Pereira
 
Rochas sedimentares classificação biogénicas
Rochas sedimentares  classificação biogénicasRochas sedimentares  classificação biogénicas
Rochas sedimentares classificação biogénicas
Isabel Lopes
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
Nuno Correia
 
Exercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
Exercícios tipo exame sismologia metodos estruturaExercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
Exercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
Andreia Carvalho
 

Mais procurados (20)

A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interação
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
 
Geo 10 tempo geológico (datação relativa)
Geo 10   tempo geológico (datação relativa)Geo 10   tempo geológico (datação relativa)
Geo 10 tempo geológico (datação relativa)
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º AnoResumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
 
Descontinuidades Internas
Descontinuidades InternasDescontinuidades Internas
Descontinuidades Internas
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
 
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
 
Rochas sedimentares classificação detríticas
Rochas sedimentares  classificação detríticasRochas sedimentares  classificação detríticas
Rochas sedimentares classificação detríticas
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placas
 
Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
 
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoesBiologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
Biologia 10º Unidade inicial e Obtenção de matéria exercicios com solucoes
 
Geo 13 ambientes sedimentares
Geo 13   ambientes sedimentaresGeo 13   ambientes sedimentares
Geo 13 ambientes sedimentares
 
8 vulcanologia
8   vulcanologia8   vulcanologia
8 vulcanologia
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º ano
 
Rochas sedimentares classificação biogénicas
Rochas sedimentares  classificação biogénicasRochas sedimentares  classificação biogénicas
Rochas sedimentares classificação biogénicas
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
 
Exercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
Exercícios tipo exame sismologia metodos estruturaExercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
Exercícios tipo exame sismologia metodos estrutura
 

Semelhante a Idade Relativa e Idade Radiométrica

Fósseis e História da Terra
Fósseis e História da TerraFósseis e História da Terra
Fósseis e História da Terra
Eduardo1
 
História da vida na terra
História da vida na terraHistória da vida na terra
História da vida na terra
Cláudia Moura
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras Rochas
Sérgio Luiz
 
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das RochasFosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Sérgio Luiz
 
A medida do tempo e a idade da Terra.pdf
A medida do tempo e a idade da Terra.pdfA medida do tempo e a idade da Terra.pdf
A medida do tempo e a idade da Terra.pdf
HelenaFernandes95
 
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp024 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
Pelo Siro
 
Tempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
Tempo Geológico/ Fósseis/ EstratigrafiaTempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
Tempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
anabela
 
Tempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te TerraTempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te Terra
malikfasihabid
 
Ap 3 a medida do tg e a idade da terra
Ap 3   a medida do tg e a idade da terraAp 3   a medida do tg e a idade da terra
Ap 3 a medida do tg e a idade da terra
essg
 
1- OS FÓSSEIS
1- OS FÓSSEIS1- OS FÓSSEIS
1- OS FÓSSEIS
sandranascimento
 
Datação
DataçãoDatação
Datação
Maria Carvalho
 
BioGeo11-princípios de estratigrafia
BioGeo11-princípios de estratigrafiaBioGeo11-princípios de estratigrafia
BioGeo11-princípios de estratigrafia
Rita Rainho
 
Grandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terraGrandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terra
acatarina82
 
A medida do tempo e a história da terra
A medida do tempo e a história da terraA medida do tempo e a história da terra
A medida do tempo e a história da terra
Claudia Martins
 
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdfDatação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
CarinaAmorim10
 
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terraA medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
Hugo Oliveira
 
A medida do tempo e a idade da Terra
A medida do tempo e a idade da TerraA medida do tempo e a idade da Terra
A medida do tempo e a idade da Terra
Marta Espada
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
tmar
 
amedidadotempoeaidadedaterra.doc
amedidadotempoeaidadedaterra.docamedidadotempoeaidadedaterra.doc
amedidadotempoeaidadedaterra.doc
carlotapontes2
 
História da terra
História da terraHistória da terra
História da terra
novaisdias
 

Semelhante a Idade Relativa e Idade Radiométrica (20)

Fósseis e História da Terra
Fósseis e História da TerraFósseis e História da Terra
Fósseis e História da Terra
 
História da vida na terra
História da vida na terraHistória da vida na terra
História da vida na terra
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras Rochas
 
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das RochasFosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das Rochas
 
A medida do tempo e a idade da Terra.pdf
A medida do tempo e a idade da Terra.pdfA medida do tempo e a idade da Terra.pdf
A medida do tempo e a idade da Terra.pdf
 
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp024 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
4 otempoemgeologia-101011135642-phpapp02
 
Tempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
Tempo Geológico/ Fósseis/ EstratigrafiaTempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
Tempo Geológico/ Fósseis/ Estratigrafia
 
Tempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te TerraTempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te Terra
 
Ap 3 a medida do tg e a idade da terra
Ap 3   a medida do tg e a idade da terraAp 3   a medida do tg e a idade da terra
Ap 3 a medida do tg e a idade da terra
 
1- OS FÓSSEIS
1- OS FÓSSEIS1- OS FÓSSEIS
1- OS FÓSSEIS
 
Datação
DataçãoDatação
Datação
 
BioGeo11-princípios de estratigrafia
BioGeo11-princípios de estratigrafiaBioGeo11-princípios de estratigrafia
BioGeo11-princípios de estratigrafia
 
Grandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terraGrandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terra
 
A medida do tempo e a história da terra
A medida do tempo e a história da terraA medida do tempo e a história da terra
A medida do tempo e a história da terra
 
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdfDatação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
Datação absoluta_Raciocínio geológico_Tempo e Mobilismo geológico V2.pdf
 
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terraA medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
 
A medida do tempo e a idade da Terra
A medida do tempo e a idade da TerraA medida do tempo e a idade da Terra
A medida do tempo e a idade da Terra
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
 
amedidadotempoeaidadedaterra.doc
amedidadotempoeaidadedaterra.docamedidadotempoeaidadedaterra.doc
amedidadotempoeaidadedaterra.doc
 
História da terra
História da terraHistória da terra
História da terra
 

Mais de Gabriela Bruno

HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolverHSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
Gabriela Bruno
 
HSCG- 10ºano
HSCG- 10ºanoHSCG- 10ºano
HSCG- 10ºano
Gabriela Bruno
 
A pobreza
A pobrezaA pobreza
A pobreza
Gabriela Bruno
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e Osmorregulação
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Gabriela Bruno
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembroDia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
Gabriela Bruno
 
Ficha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
Ficha de trabalho - Saúde Individual e ComunitáriaFicha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
Ficha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
Gabriela Bruno
 
Saúde Individual e Comunitária
Saúde Individual e ComunitáriaSaúde Individual e Comunitária
Saúde Individual e Comunitária
Gabriela Bruno
 
Preservação da Biodiversidade
Preservação da BiodiversidadePreservação da Biodiversidade
Preservação da Biodiversidade
Gabriela Bruno
 
Preservação da Biodiversidade
Preservação da BiodiversidadePreservação da Biodiversidade
Preservação da Biodiversidade
Gabriela Bruno
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Gabriela Bruno
 
Aranhas
AranhasAranhas
Abelhas
AbelhasAbelhas
Grilos
GrilosGrilos
Abelhas
AbelhasAbelhas
Louva-a-deus
Louva-a-deusLouva-a-deus
Louva-a-deus
Gabriela Bruno
 

Mais de Gabriela Bruno (20)

HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolverHSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
HSCG - Módulo 1 - Competências a desenvolver
 
HSCG- 10ºano
HSCG- 10ºanoHSCG- 10ºano
HSCG- 10ºano
 
A pobreza
A pobrezaA pobreza
A pobreza
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e Osmorregulação
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
Dia Mundial da Diabetes - 14 de Novembro....
 
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembroDia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembro
 
Ficha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
Ficha de trabalho - Saúde Individual e ComunitáriaFicha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
Ficha de trabalho - Saúde Individual e Comunitária
 
Saúde Individual e Comunitária
Saúde Individual e ComunitáriaSaúde Individual e Comunitária
Saúde Individual e Comunitária
 
Preservação da Biodiversidade
Preservação da BiodiversidadePreservação da Biodiversidade
Preservação da Biodiversidade
 
Preservação da Biodiversidade
Preservação da BiodiversidadePreservação da Biodiversidade
Preservação da Biodiversidade
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Aranhas
AranhasAranhas
Aranhas
 
Abelhas
AbelhasAbelhas
Abelhas
 
Grilos
GrilosGrilos
Grilos
 
Abelhas
AbelhasAbelhas
Abelhas
 
Louva-a-deus
Louva-a-deusLouva-a-deus
Louva-a-deus
 

Idade Relativa e Idade Radiométrica

  • 2. Idade Relativa  Qual a idade da Terra?  Qual a sequência de acontecimentos?  Como se agrupam as rochas?  Que informações nos dão as rochas?  O que se pode inferir para o presente?  Como será daqui para a frente?
  • 3. Idade relativa –› Ao observar uma rocha, com as suas características particulares, recuamos no tempo para perceber: •As condições ambientais, quer físicas, quer químicas; •A sua origem; •A sua litologia; •O seu conteúdo fossilífero. Promontório do X – Praia do Abano, Guincho
  • 4. Idade relativa Fósseis: •Encontram-se sobretudo em rochas sedimentares; •Restos de um organismo ou vestígios da sua actividade, que viveu em determinado momento da história da Terra e que se encontra preservado nos estratos das rochas sedimentares. Etapas de formação de um fóssil: 1. Morte, 2. Enterramento, 3. Fossilização, 4. Erosão. (in: Geologia 10ºano, Areal Ed.)
  • 5. Idade Relativa Fósseis:  Ambiente em que viveram;  Idade geológica das rochas que os contém. FÓSSEIS De Ambiente De Idade
  • 6. Idade Relativa Fósseis de ambiente:  Dados sobre temperatura, salinidade, oxigenação…  Grande expansão temporal;  Pequena expansão geográfica. Molde interno de gastrópode - Azenhas do Mar
  • 7. Idade Relativa Princípio da Sobreposição de Estratos – Idade relativa dos fósseis Idade relativa de fósseis contidos em diferentes estratos. In: Geologia 10º ano, Areal Ed. Em estratos sedimentares não deformados, os fósseis que se encontram em estratos superiores são mais recentes que os que se encontram em estratos inferiores.
  • 8. Idade Relativa Princípio da C Sobreposição de B Estratos A O estrato A é mais antigo que o estrato B, que é mais antigo que o estrato C. Aplicação do princípio da sobreposição de estratos. In: Geologia 10º ano, Areal Ed. Numa sucessão de estratos não deformados, qualquer deles é mais antigo do que aquele que o cobre e mais recente do que aquele que lhe serve de base.
  • 9. Idade Relativa Princípio da Identidade Paleontológica Aplicação do princípio da Identidade Paleontológica In: Geologia 10º ano, Areal Ed. Estratos que contenham o mesmo conjunto de fósseis, têm a mesma idade.
  • 10. Idade Radiométrica A descoberta da radioactividade permitiu saber que isótopos com propriedades radioactivas tendem a transformar-se com o tempo, noutros isótopos, independentemente das condições do ambiente.  A rocha que contém determinado isótopo radioactivo terá uma relação isótopo-pai / isótopo-filho correspondente ao intervalo de tempo necessário para que ocorra essa transformação.
  • 11. Idade Radiométrica O período de semi- -vida de um par de isótopos é sempre igual. Modelo da transformação de isótopo-pai em isótopo-filho. In: Planeta com vida, 10º ano, Santillana Ed. •Com o passar do tempo o isótopo-pai (Rb 87) transforma-se gradualmente no isótopo-filho (Sr 87). • A relação Rb 87 / Sr 87 permite determinar a idade da rocha.
  • 12. Idade Radiométrica  Os isótopos radioactivos desintegram-se em intervalos de tempo variáveis;  A utilização de determinado par isotópico depende do objecto em estudo (mais recente ou mais antigo) Par de Isótopos Período de Idade medida semi-vida (M. a.) K40 / Ar 40 1300 100 000 a. – 4600 M. a. U238 / Pb 206 4500 10 M. a. – 4600 M. a. U235 / Pb 207 710 10 M. a. – 4600 M. a. Th 232 / Pb 208 14000 10 M. a. – 4600 M. a. Rb 87 / Sr 87 47000 10 M. a. – 4600 M. a.
  • 13. Idade Radiométrica  Permite datar as rochas, ao contrário da datação relativa, que apenas permite ordená-las;  Permite conhecer:  Idade absoluta das rochas;  Duração dos processos geológicos;  Velocidade dos processos geológicos;  E compreender o passado da Terra.
  • 14. Idade Radiométrica •Qual o período de semi- vida do isótopo X? •Qual a idade de uma rocha em que a proporção de isótopos X/Y é 25/75? •Numa rocha com 4 M. a., qual a proporção de Gráfico ilustrativo do princípio da datação radiométrica. isótopos X/Y? In: Planeta com vida, 10º ano, Santillana Ed.