SlideShare uma empresa Scribd logo
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




 CONHECIMENTOS GERAIS




ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br      1
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




                          SUMÁRIO

              Temática     1

           República Velha (1889-1930)_______________             4
              Temática     2

           Era Vargas (1930-1945)____________________             6

              Temática     3

           República Liberal Conservadora (1946-1964)___          9
Temátic
              Temática     4
           Governos Militares (1964-1985)_____________           12

              Temática     5
           Brasil Contemporâneo_____________________ 13

              Temática      6

          Posição geográfica do Brasil________________           16


              Temática      7
          Relevo brasileiro_________________________             26


              Temática      8
          Hidrografia______________________________              39


    ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br              2
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




             Temática     9

          Climas__________________________________              46
             Temática     10



          Vegetação_______________________________ 55
             Temática     11



          Gabaritos_______________________________              76
Temátic




    ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br             3
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




            FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DO BRASIL


      Temática 1

         REPÚBLICA VELHA- OLIGÁRQUICA OU REPÚBLICA CAFÉ-COM-LEITE
                   VELHA-                  REPÚBLICA CAFÉ-COM-
                                (1889-
                                (1889-1930)



         Logo após a Proclamação da República em 15 de Novembro de 1889 (por Marechal Deodoro da Fonseca),
os militares assumem o presidência em um período denominado República da Espada (1889-1894).


        Governo Provisório Marechal Deodoro da Fonseca (1889-1891) –
       Encilhamento.
       Empréstimos fantasmas (industrialização).


Constituição de 1891: Presidencialismo – Federalismo - Voto representativo.



                                   Floriano Peixoto (1891-1894)
    “Marechal de Ferro”.
    Consolidador da República.
    Teve apoio da marinha e do RS.


       Prudente de Morais (1894-1898) – Fazendeiro paulista, procurou atingir dois objetivos: recuperar a
economia, que ainda sofria as conseqüências do encilhamento, e pacificar o Sul, anistiando dos revoltosos da
Revolução Federalista. Teve pela frente, porém, a Guerra de Canudos = primeiro presidente civil do Brasil

       Campos Sales (1998-1902) – Paulista e também fazendeiro, Campos Sales acreditava que os problemas
econômicos do país estavam na moeda desvalorizada. Procurando valorizá-la, renegociou a dívida externa mediante
acordo chamado funding loan, pelo qual os credores concederam ao Brasil novos prazos de pagamento. Em seu
governo teve início a política dos governadores.

   Rodrigues Alves (1902-1906) – Terceiro paulista a exercer a Presidência, era também cafeicultor. Em seu
 governo, o Rio de Janeiro passou por inúmeras reformas, como a construção de avenidas, a melhoria do porto e a
       quase irradicação da febre amarela. Ainda durante seu mandato ocorreu a compra do Acre.

        Afonso Pena (1906-1909) – O mineiro Afonso Augusto Pena alimentava sonhos de industrialização, mas
acabou mesmo empenhando-se na valorização do café, comprando o produto e retendo-o para forçar a alta de
preços. Outras iniciativas importantes: ligações ferroviárias São Paulo – Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro – Espírito
Santo; estimulou a imigração; fundação do Instituto Soroterápico de Manguinhos. Afonso Pena morre antes de
terminar seu mandato.

        Nilo Peçanha (1909-1910) – Carioca, era vice - presidente de Afonso Pena e assumiu o governo quando
ele morreu. Criou o Serviço de Proteção ao Ìndio (SPI). Presidiu acirrada campanha eleitoral, na qual Rui Barbosa,
apoiado pelo Partido Republicano Paulista, enfrentou o marechal Hermes da Fonseca. Venceu o militar, que recebeu
o apoio de Nilo Peçanha e do Partido Republicano Mineiro.



          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                       4
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




        Hermes da Fonseca (1910-1914) – O militar promoveu em seu governo a derrubada de várias
oligarquias estaduais (Pernambuco, Ceará, Alagoas e Bahia, por exemplo) por meio de intervenções militares,
chamada política de salvações. O marechal enfrentou ainda a Revolta da Chibata no Rio de Janeiro, e a Guerra do
Contestado.

         Vanceslau Brás (1914-1918) – Ex-governador de Minas, foi vice de Hermes da Fonseca, seu governo
coincidiu com a Primeira Guerra Mundial, que provocou a queda das exportações do café mas em compensação
provocou um pequeno surto industrial.Houve brigas pelo poder em vários estados, como Rio de Janeiro, Espírito
Santo, Alagoas e Piauí. Vanceslau enferntou ainda greves em todo o país, a seca arrasadora de 1915 no nordeste e
a gripe espanhola.

        Delfim Moreira (1918-1919) – Eleito novamente, Rodrigues Alves contraiu a Gripe espanhola e morreu.
Seu vice, Delfim Moreira, governou até a realização de novas eleições.

        Epitácio Pessoa (1919-1922) – Vence as eleições o senador da Paraíba Epitácio Pessoa que obteve
apoio das oligarquias do Centro-Sul, contra Rui Barbosa. Em seu governo houve a fundação do Partido Comunista
(1922), Semana da Arte Moderna (1922), Levante do Forte de Copacabana (18 do forte).

        Artur Bernardes (1922-1926) – Governou em estado de sítio, ocorrendo em seu mandato o Movimento
Tenentista, Coluna Prestes e a Revolução de 1923.

       Washington Luís (1926-1930) – Governou com o lema “Governar é construir estradas”, foi deposto pela
Revolução de 1930, quebra da política Café-com-Leite.


 A Revolução de 1930, primeira grande revolução nacional e verdadeiro “divisor de águas” da
 História Republicana, foi um marco decisivo na estrutura do atual Brasil, por ter acabado com os
Aúltimos grandes traços1930
  REVOLUÇÃO DE coloniais                 presentes no país até a queda da República Velho, e por ter
 iniciado as características da nação brasileira que emergiram com a ascensão de Vargas.



Antecedentes:
         A crise que levou ao movimento de 1930 teve como principais razões de descontentamento a situação
política da República Velha.
         São elas:


    As divergências entre os Estados brasileiros para alcançar a Presidência da República. = Minas Gerais e São
 Paulo (oligarquias agrárias)
    Anseio da Classe Média em participar da política nacional.
     A oposição ao sistema eleitoral que não permitia a eleição e candidato da oposição. = Política dos
 Governadores de Campos Sales (Comissão de Verificação sempre favorecia candidatos da situação)
    Os principais fatores políticos da Revolução de 1930 foram o Coronelismo, o Tenentismo e o sistema eleitoral:




         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                       5
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




Coronelismo: Era o poder político dos chefes locais, existente desde o Império, mas com o apogeu durante a
República Velha. Os coronéis influenciavam até nas decisões nas administrações mais importantes da administração
federal. A importância do Coronelismo estava ligada ao número de eleitores que dominava.
         Fatores de decadência do Coronelsimo: Urbanização, industrialização, instituição do voto secreto,
         aperfeiçoamento da organização policial.

Tenentismo: Movimento político de características militares, cujos membros, principalmente tenentes,
entemdiam-se como responsáveis pela “salvação nacional”. Revolta do Forte de Copacabana e Coluna Prestes foram
movimentos tenentistas.


Sistema Eleitoral: Era manobrado pelos coronéis, subordinados à Política dos Governadores, baseando-se na
fraude. Quando o sistema eleitoral foi atribuído ao Judiciário, seus defeitos foram atenuados.

O Movimento Revolucionário

- Ás vésperas da eleições de 1930, a Frente Única Gaúcha (coligação dos partidos Republicano e Libertador) entrou
em entendimento com o governador de Minas Gerais, formando a Aliança Liberal, que lançou como candidato à
presidência Getúlio Vargas. O Presidente Washington Luís apoiava o paulista Júlio Prestes.
- A Aliança Liberal considerou falsas as eleições que lhe foram desfavoráveis, surgindo à revolução em outubro de
1930.
- Assassinato de João Pessoa vice da chapa de Getúlio Vargas, deu uma grande contribuição para o início da
Revolução.
- Em apenas três semanas, a revolução estava vitoriosa. Washington Luís foi deposto em 24 de Outubro de 1930,
pelas Forças Armadas.
- Uma junta de governo ocupou o poder após a deposição de Washington Luís, entregando o governo a Getúlio
Vargas em 3 de novembro de



      Temática 2


                    (1930-
       A Era Vargas (1930-1945)
        Com a Revolução de 1930 tem início uma fase na História da
República conhecida como “ ERA VARGAS”, pois inclui a fase em que
Getúlio Vargas é:

           Chefe Provisório do Governo (1930 a 1934).

          Governo Constitucional – Presidente da República
(1934 a 1937).

           Chefe do Estado Novo (1937 a 1945).




 FASE DO GOVERNO PROVISÓRIO (1930 a 1934)

       A nova orientação da política brasileira se definiu com um Decreto (11/11/1930) que estabelecia:

       A instituição do Governo provisório com amplos poderes, através da LEI ORGÂNICA DO GOVERNO
       PROVISÓRIO;


         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  6
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




         Dissolução do Congresso Nacional e de todos os poderes legislativos do país, como as Assembléias
         Legislativas estaduais.
         A nomeação de interventores (militares ligados ao “tenentismo”) para a maioria dos Estados, que
         respondiam diretamente ao Governo Federal;
         Extinção dos partidos políticos;
         Destituição dos governadores e prefeitos;
         Eleição de uma Assembléia Cosntituinte, para elaborar uma nova constituição para o país.


PRINCIPAIS REALIZAÇÕES

  - Criação do Ministério de Educação e de Saúde Pública;
   -Criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio;
  - Criação do “Conselho Nacional do Café” (1931);
  - Criação da Lei Eleitoral de 1932;
  - Férias remuneradas.
  - Fixação da Jornada de trabalho em 8 horas diárias




  FASE DO CONSTITUCIONAL (1934 a 1937)

        Com o estabelecimento da Constituição de 1934 o Brasil voltou novamente à situação democrática. Foram
fixados os poderes do Presidente e suas limitações, restabelecidos os Órgãos Legislativos e os estados voltaram a
ter seus governadores eleitos.


                              CONSTITUIÇÃO DE 1934

 -   Inspirada na constituição Alemã.
 -   Conservação dos três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário)
 -   Manutenção de federalismo e do presidencialismo.
 -   Voto secreto .
 -   Mulher vota.
 -   Extinção do cargo do vice-presidente da República
 -   Leis trabalhistas ( 8 hs de trabalho, férias remunerada, sindicalização, assistência social)
 -   Ensino primário obrigatório.




Houve o surgimento de novas organizações políticas:

                               ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA (ANL)


        Era o principal grupo político contrário ao integralismo, reunia várias tendências ideológicas: comunistas,
“tenentistas” democratas e socialistas. Eram chamado de aliancistas. Luís Carlos Prestes foi aclamado presidente de
honra da ANL.(conhecido como cavaleiro da esperança).Os pontos básicos da ANL eram:

         Reforma agrária;
         Cancelamento do pagamento da dívida externa;
         Plena liberdade individual;
         Nacionalização das empresas estrangeiras;
reação

           ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  7
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL
        Oposiçã
        o ao governo Vargas;


        Objetivo Principal: Conter o avanço do fascismo e do imperialsmo;

Em 1935, ocorreu a Intentona Comunista, movimento de reação contrária ao governo que fechou a sede da ANL.
Foi uma insurreição armada, organizada por militares da ANL e do PC, tendo iniciado movimento em Recife, Natal e
Rio de Janeiro.


                           AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA (AIB)


Inspirado no fascismo italiano, Plínio Salgado fundou em 1932 a Ação Integralista Brasileira, doutrina
conservadora de direita. Em 1938, ocorreu um golpe integralista contra o governo.

       Apoio das oligarquias tradicionais e alguns setores da igreja católica
Atacava: comunismo, liberalismo, capitalismo, capitalismo finaceiro internacional
Lema: Deus, Pátria e Família.
Propunha: Estado autoritário, ultra-nacionalismo, partido único e um chefe político.

         Nacionalismo exaltado
         Tinha organização paramilitar

PLANO COHEN


Em fins de setembro de 1937, o governo notificou que o serviço secreto do Exército tinha descoberto um perigoso
plano comunista, chamado Plano Cohen, para destruir o regime democrático. Na verdade, tratava-se de uma farsa
armada pelo próprio governo, com a ajuda dos integralistas. Em nome do combate ao perigo comunista, Getúlio
Vargas decretou o estado de guerra, prendendo o maior possível de adversários.

GOLPE DE 1937


       A instabilidade política reinante, após a Revolta de Novembro de 1935, favoreceu os planos de continuísmo
do governo Vargas, mas por outro lado as oposições tinham esperanças na realização das eleições presidenciais de
1938. No dia 10 de novembro de 1937, Vargas ordenou o cerco militar ao congresso nacional, impôs o
fechamento do legislativo e outorgou uma nova Constituição para o país, substituindo a Constituição de
1934, decretando o golpe de Estado de 1937, baseado no falso Plano Cohen, criando em conseqüência o Estado
Novo (1937-1945).




  FASE DO GOVERNO DITATORIAL (1937 a 1945)

                                                          A constituição de 1937 ou Polaca
Governo Ditatorial, totalitário, populista, considerado
de realidade deslocada, por possuir idéias fascistas e
                                                                Baseou-se na constituição polaca (facista)
apoiar aos aliados na 2ª Guerra Mundial.
                                                                Foi Outorgada, ou seja imposta
                                                                Extinguiu o federalismo
                                                                Centralização política e administrativa
                                                                Mandato presidencial de 6 anos sem Vice-Presidente




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  8
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



Características:
            Centralização do poder, concentração no poder executivo.
            Repressão (censura).
            Economia (nacionalista e intervencionista)

PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS

        Brasil na II Guerra Mundial (FEB);
        Criação da Companhia Siderúrgica Nacional –CSN- (1940);
        Criação da Cia. Vale do Rio Doce (MG) -1942;
        Desenvolvimento da Indústria pesada, mineração e de bens de consumo;
        Criação da DASP – Departamento de Serviços Públicos;
        Criação do Ministério da Aeronáutica;
        Reforma monetária: Substituição dos mil réis pelo cruzeiro;
        Consolidação das Leis do Trabalho – CLT;
        Criação do DIP (Departamentos de Imprensa e Propaganda) Ex: Hora do Brasil;


 O QUEREMISMO:
 Vargas tentou continuar no poder, deflagrando a campanha popular do QUEREMISMO (queremos Getúlio). O
 objetivo era evitar as eleições de dezembro de 1945.


Surgimento de novos Partidos Políticos

PTB – Formado por setores getulistas, sindicais e trabalhadores;
UDN (União Democrática Nacional) – Formado pela burguesia nacional e antigetulistas;
PSD (Partido Social Democrático) – getulistas, oligarquias estaduais (Populistas);
PC (Partido Comunista do Brasil) – Luis Carlos Prestes;


A QUEDA DE GETÚLIO:

         O manifesto dos Mineiros (jovens políticos e profissionais liberais), que clamava pela redemocratização do
Brasil, somando à campanha feita pela UDN, forçou Getúlio Vargas a convocar eleições, através de um ato adiconal
assinado em 28 de fevereiro de 1945.
         Os partido políticos lançaram seus candidatos, concorreram o PTB, PC, o PSD e a UDN.
         O PTB apoiado pelo PCB, lançou Getúlio Vargas como candidato. As forças políticas, temendo o continuísmo
do Estado Novo, articulam um golpe apoiado por oficiais-generais, para derrubar do poder Getúlio Vargas. Isso veio
a ocorrer em 29 de outubro de 1945, com a deposição de Vargas, estava encerrado o Estado Novo. Caminhava o
Brasil em direção a democracia.




      Temática 3


      REPÚBLICA
      REPÚBLICA LIBERAL CONSERVADORA (1946-1964)
                                     (1946-


                                EURICO GASPAR DUTRA (1946-1951)


CONTEXTO:                                            Guerra Fria (EUA x URSS)
               Pós 2ª Guerra Mundial



         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                    9
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



FATOS DO GOVERNO DE EURICO GASPAR DUTRA:

       Brasil aliado aos EUA pela política de segurança Nacional
       Rompeu com URSS.
       Considerou ilegal o PCB.
       Elaboração do Plano SALTE (Saúde - Alimentação - Transporte - Energia).
       Criação da Companhia Hidrelétrica do Rio São Francisco (CHESF) e construção da Usina de Paulo Afonso.
       Liberdade de manifestação de pensamento (censura apenas nos espetáculos e diversões públicas).
       Eleições diretas em todos os níveis.
       Abandonou o nacionalismo (Entrada de empresas estrangeiras e favoreceu as importações)
       Restabeleceu a República federativa.



              CONSTITUIÇÃO DE 1946
         Promulgada
         Pluripartidarismo
         Voto obrigatório para homens e mulheres
         Considerada de caráter eletista.
         Manteve inaltera a estrutura agrária do Brasil.



  SEGUNDO GOVERNO DE VARGAS (1951-1954)

         Eleito diretamente pelo povo, Getúlio Vargas governou novamente o Brasil num período de grande agitação
política e militar.

" Se for eleito a 3 de outubro, no ato da posse, o povo subirá comigo as escadas do Catete. E comigo
ficará no governo" ( Vargas )


                   Características:                          FATOS DO GOVERNO VARGAS:

- Apogeu do populismo.                                       -   (1953) Criação da Petrobrás (Empresa que
- Nacionalismo econômico                                         estabeleceu o monopólio estatal da pesquisa e
- Direcionou       sou   economia     para   uma    linha        exploração de petróleo no Brasil).
    intervencionista e nacionalista, preocupou-se com o      -   Elaboração do Plano LAFER (Plano Nacional de
    desenvolvimento da indústria de base: siderurgia,            Desenvolvimento Econômico).
    petroquímica, energia, transportes, etc.                 -   Criação do banco Nacional de Desenvolvimento
- Lema: " O petróleo é nosso"                                    Econômico (BNDE)




                         -UDN - Carlos Lacerda - Tribuna da imprensa
Sofria oposição
                         -Empresários nacionais e estrangeiros




       5/08/54- Atentado a vida de Carlos Lacerda (crime da Rua de Toneleros)
       22/08/54- Oficiais da Aeronáutica e do Exército exigem o afastamento de Vargas.

       24/08/54 - Um novo ultimato foi entregue ao Presidente, com a assinatura do Ministro da Guerra Zenóbio
       da Costa.
       25/08/54- O Presidente Getúlio Vargas, não agüenta a pressão e suicida-se, deixando uma carta
       testamento.

         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  10
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



Completam seu mandato:


       Vice- Presidente Café Filho: Realizou eleições
       A chapa de Juscelino Kubitschek e João Goulart é eleita (por novos fatos de crise não assumem).
       Carlos Luz: então Presidente da Câmara (assume a presidência, por motivos de doença de Café Filho). Foi
       deposto pelo General Lott - por suspeita de golpe.
       Nereu Ramos: Presidente do Senado, foi nomeado pelo Congresso Nacional, terminou o mandato



    JUSCELINO KUBITSCHEK (1956-1961) = PTB + PSD c/ Jango de Vice
O governo de Juscelino Kubitschek foi marcado por um intenso aceleramento econômico, denominado Nacionalismo
Desenvolvimentista.


PRINCIPAIS FATOS

-   Lema " 50 anos em 5"
-   Plano de Metas: Energia, Transporte, alimentação, educação, Indústria de base
-   Construção de Brasília = Transferência da Capital do Rio de Janeiro para o planalto
    Central (operários que executaram a obra eram chamados de candangos).
- Construção das Usinas Hidrelétricas de Furnas e Três Marias.
- Construção da Rodovia Belém - Brasília (Bernardo Savão ).
- Criação da SUDENE
- Anos dourados
- Empresas multinacionais penetraram maciçamente no Brasil, e as grandes realizações no setor econômico
significaram em um agravamento da inflação, aumentando enormemente o custo de vida.


                                    JÂNIO QUADROS (1961)
       Foi eleito com a maior votação de toda história da atual República;
       Governou por sete meses;
       Procurou desenvolver uma política externa independente;
       Condecorou Che Guevara;
       Aproximação com a China e URSS;
       Rompeu com os EUA;
       Renunciou em 25 de Agosto de 1961 ( considerada artimanha);
       Assume Ranieri Mazilli - Presidente da Câmara - ( Pois o vice João Goulart esta em viagem pela Ásia),
       gerando uma crise.


CAMPANHA DA LEGALIDADE OU FRENTE LEGALISTA: Reação liderada por (Leonel Brizola + Exército do RS),
no qual defendiam a idéia de que Jango devia assumir.



                       JOÃO GOULART (1961-1964)
-   Jango assume com um sistema parlamentarista ( Vice assume como Presidente, mas sem os poderes do
    mesmo).

FATOS DE SEU GOVERNO:

       Convocou um Plebiscito (06/01/63): Vence a volta presidencialismo.
       Plano Trienal (Desenvolvimento econômico e social) -
       Criação do 13º Salário.
       Reformas de base.


         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                              11
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




      Temática 4


      GOVERNOS MILITARES
        Período que durou de 1964 a 85, no qual a direção das Forças Armadas assume o controle do poder político
no Brasil. Este regime foi fortemente autoritário.


MARECHAL CASTELO BRANCO (1964-1967)

       Desenvolveu uma política de combate à inflação e rigorosa repressão aos acusados de subversão.


FATOS DE SEU GOVERNO:

- Consolidação do Regime Militar
- Editou os Atos Institucionais 1,2,3 e 4 (amplos poderes para o Presidente para caçar mandatos e suspender
direitos políticos).
- Executou o PAEG ( Plano de Ação Econômica do Governo) - combate a inflação
- Entrada de capital estrangeiro
- Criou o FGTS
- Criou o BACEN
- Criou a SUDAM
- Rompeu laços com Cuba, URSS e China

Atos Institucionais
   AI 1 - Transferência do poder civil para o militar

  AI 2 - Bipartidarismo     ARENA
                             MDB
   AI 3 - Eleições Indiretas

      AI 4 - Transforma o Congresso em Assembléia Constituinte




                      MARECHAL COSTA E SILVA (1967-1969)
Editou o Ato Institucional nº 5 ( concedendo amplos poderes ao presidente da República, inclusive de fechar o
Congresso Nacional)
*Criou o Plano de Desenvolvimento Econômico (PED);
*Manifestações públicas contra a ditadura;
* Passeata de estudantes;
* greves;
* discursos de políticos mais corojasos;
* Costa e Silva adoece e morre, sendo substituído por uma junta militar, que impediram o vice Pedro |Aleixo (era
civil) de assumir. A junta transmitiu os poderes ao General Garrastazu Médice.


                        GARRASTAZU MÉDICE (1969-1974)
       Lema: Segurança e desenvolvimento;
       Executou o Plano Global de Desenvolvimento "metas e Bases" (1ºPND);
       Governo marcado pela criação de "Projetos de Impacto" (Ponte Rio-Niterói, Transamazônica);


         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                12
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



        Criou o Programa de Integração Nacional (PIN);
        Criou a Superintendência de desenvolvimento do Oeste (PRODOESTE);
        Criou a Superintendência para o Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO);
        Realizou Reforma no Ensino.



                      GENERAL ERNESTO GEISEL (1974-1979)
O governo do General Ernesto Geisel, conheceu uma crise econômica marcada pelo fim do “Milagre Brasileiro”, e
pela crise energética mundial, quando ocorre a elevação dos preços do petróleo, Tinha como projeto realizar à
abertura política “ Lenta, gradual e segura”.

-   2º PND
-   Criou a Usina Hidrelétrica de Itaipu
-   Influência da guerrilha (MR8 e PCBR)
-   Tratado nuclear com a Alemanha
-   Proálcool (1975) = crise do petróleo
-   Anistia a exilados políticos, que podiam voltar ao Brasil (Brizola, Prestes e outros)



                          GENERAL FIGUEIREDO (1979-1985)
- Continuo a abertura política iniciada por Geisel
- Greves no ABC paulista (destaque para o então líder sindical Luís Inácio Lula da Silva)
- Criação do estado de Rondônia]
- Colocou em prática o 3º PND
- 1982 – Eleições diretas para todos os níveis, exceto para Presidente da República
- Fim do Bipartidarismo e extinção da Arena e MDB (surgiram novos partidos políticos PMDB, PDT, PT e PDS
- “Diretas já” (derrota da emenda Dante de Oliveira)



      Temática 5


      BRASIL COMTEMPORÂNEO
         Em 1985 depois do desgaste total do regime militar, iria se concretizar a abertura política, ainda que em
eleição indireta, a oposição teria uma vitória sobre os militares, com as escolha de Tancredo Neves e Sarney, para
Presidente e Vice, respectivamente. Era o fim do governo militar e o início de um novo período democrático na
história do Brasil.



                                       TANCREDO NEVES (1985)
Foi eleito para Presidente da república com 480 e votos, contra 180 de Paulo Maluf. Na véspera da posse, Tancredo
é internado as presas. Seu vice, José Sarney, assume o cargo, a princípio interinamente e, após sua morte, em 21
de abril, de forma definitiva.

                                      JOSÉ SARNEY (1985-1990)
O governo de José Sarney começa a modificar a legislação autoritária herdada dos governos militares.




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                 13
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



Fatos:
- 1ª eleição direta para Presidente, após a ditadura militar
- São legalizados todos os partidos políticos, incluindo o PCB e o PC do B.
- Constituição de 1988 –5/out

          PLANOS ECONÔMICOS


                                            PLANOS ECONOMICOS
  Plano Cruzado – Moeda passa do cruzeiro para o cruzado (congela preços e salários por 1 ano).
  Plano Cruzado II – empréstimos compulsórios e aumento de impostos
  Plano Bresser:
  Plano Verão – Moeda passa do Cruzado para o Cruzado Novo.




CONSTITUIÇÃO DE 1988
      -    Volta ao estado democrático Legal
      -    Consolidação de conquistas dos trabalhadores ( abono de férias, jornada de trabalho de 44 horas
           semanais etc.)
      -    Avanço das questões dos direitos humanos (ex: a prática do racismo passou a ser crime inafiançável)




                          FERNADO COLLOR DE MELLO (1990-1992)
           Concorre pelo recém formado Partido da Reconstrução Nacional (PRN), onde vence no segundo turno o
   canditado Luís Inácio Lula da Silva (PT).


   FATOS:


    • Teve um forte apoio da imprensa e das redes de televisão.
    • Venceu com a imagem de político jovem.
     • Tinha como promessas de campanha a “Caça aos Marajás”, e governar para os “descamisados”.
     • Bloqueou contas e aplicações financeiras ( confiscou 80% do dinheiro que circulava no país)
     • Extinguiu o Cruzado restabelecendo o cruzeiro.
     • Denúncias de corrupção (CPI).
     • Nas ruas o população pede impeachment (campanha “fora Collor” =caras pintadas).
     • Direitos políticos cassados por 8 anos (renunciou).
     • Assumiu seu Vice Itamar Franco.


                                     ITAMAR FRANCO (1992-1994)

          Início do Plano Real (através do Ministério da Fazenda com FHC)
          Foi criada uma nova moeda o Cruzeiro Real, que mais tarde foi substituída pelo Real
          Êxito do plano econômico com a redução a inflação a níveis baixíssimos.
          Itamar deixou o governo com uma alta popularidade




           ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  14
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



                 FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (1994-2002)

-   Adesão total ao neoliberalismo, com privatizações, cortes nos gastos públicos, política fiscal austera...
-   Real – plataforma política para a reeleição
-   Disputou as eleições com Lula vencendo no 1º turno
-   Acirramento das desigualdades sociais
-   Ação do MST.
-   Crise energética = apagões elétricos.
-   Foi reeleito concorrendo de novo com Lula


                            LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA (2003-2008)

    - Governo se destaca pela alta popularidade (redução da pobreza + líder do G20 + aumento das relações
    comerciais globais).
    Primeiro mandato: vence as eleições, concorrendo com José Serra (PSDB)
    Segundo mandato: vence as eleições vendendo Geraldo Alckimim (PSDB).
    - programas sociais (fome zero – prouni);
    - Fortalecimento dos países emergentes (G20);
    - Relações diplomáticas;
    - suspeitas de corrupção (mensalão);
    - Tropas brasileiras no Haiti;
    - Tentativa de integrar o Conselho de Segurança da ONU.




           ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                 15
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




      Temática 6

   A Posição geográfica brasileira


    LOCALIZAÇÃO


                                                            A República Federativa do Brasil localiza-se:

                                                                a oeste = (hemisfério ocidental) do meridiano
                                                           inicial ou de Greenwich;
                                                                É cortado, ao norte, pela linha do equador e
                                                           apresenta 7% de suas terras no hemisfério norte
                                                           ou setentrional, e 93%, no hemisfério sul, ou
                                                           meridional.
                                                                Ao sul, é cortado pelo Trópico de Capricórnio
                                                           (esta linha imaginária passa em São Paulo, Mato
                                                           Grosso do Sul e Norte do Paraná
                                                                 apresenta 92% do seu território na zona
                                                           intertropical, isto é, entre os trópicos de Câncer e
                                                           de Capricórnio.




  FRONTEIRAS DO BRASIL


Integrante do continente americano, o Brasil situa-se:

        na porção centro-oriental (leste) da América do Sul.
        limitando-se com quase a totalidade dos países sul-americanos, a exceção do Equador e do Chile.

                                                                        AMÉRICA DO SUL




     Fonte: Almanaque Abril, 2007.
          :




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                    16
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




                        PROGRAMA CALHA NORTE
      ATUALIDADES




        Projeto de Militarização das fronteiras setentrionais
do país = criado em 1985 (Ditadura Militar), nas épocas de
hoje é subordinado ao Ministério da Defesa.



Objetivos principais:
    contribuir com a manutenção da soberania na
Amazônia.
    contribuir   com     a     promoção      do    seu
desenvolvimento ordenado.
     promoção da assistência e proteção das populações
indígenas.




  DIVISÕES REGIONAIS BRASILEIRAS


         DIVIVISÃO REGIONAL OFICIAL (IBGE) OU POLÍTICO-ADMINISTRATIVA
         A noção de planejamento consolidou-se no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Essa noção tem um
claro significado territorial: para planejar, é preciso conhecer as características de cada área do país e as diferenças
socioeconômicas e naturais entre elas.




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                       17
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL


CARACTERÍSTICAS
                                                                    ANOTAÇÕES:
   A atual divisão regional surgiu pela constituição de 1988.
   Divide o país de cinco macrorregiões.
   respeita os limites dos estados.
   Falta de integração Regional.
   Muito genérica para as necessidades de planejamento.




                               Características das Regiões brasileiras
Região                   Aspectos Físicos                    Aspectos Humanos         Aspectos Econômicos
Norte                            Clima equatorial                Escassez     de    Extrativismo          Mineral       e
                        Floresta amazônica                   população.          Vegetal.
                        Relevo: Planície Amazônica.              Maior população    Agricultura .
                        Planalto das Guianas                 indígena.              Pecuária.
                           Bacia Amazônica                       Conflitos
                           Chuvas de convecção.              fundiários.
                        Problemas Ambientais:                    Grilagem     de
                        (Desmatamentos + entrada de          terras públicas.
                        hidrelétricas + criação Bovina e         Compra de áreas
                        soja).                               da Amazônia.

Nordeste                          Clima tropical úmido e             Maior      em             Zona da mata (cana-de-
                        Semi-árido.                          número de estados        açúcar=cacau).
                                  Mata dos cocais            Faixa       litorânea             Agreste (pecuária, arroz,
                                  Caatinga                   densamente               milho e algodão)
                                  Mata Atlântica             povoada.                          Meio-norte (extrativismo
                                  Rio São Francisco                  2ª      região   vegetal e agricultura)
                                  Relevo     de     serras   mais populosa e 3ª                Sertão          (pecuária
                        (cristalinas) e chapadas.            mais povoada do          extensiva + fruticultura).
                        Problema Ambiental                   Brasil.                           Indústria: Aumento dos
                        Desertificação                                                índices industriais.
                                                                                               Turismo

Sudeste                          Mares de Morros                  Áreas mais                   Importante             área
                                 Clima tropical           urbanizadas do país.        econômica
                                 Mata tropical e campos           Região mais                  Perda    dos      índices
                                                          populosa e mais             industriais.
                                                          povoada do brasil
Centro-oeste                    Clima tropical                    2ª    região                Agroindústrias (carnes +
                                Cerrado,         floresta mais urbanizada do          grãos )
                        equatorial e o pantanal.          Brasil                      Maior produtora de grãos do
                                Relevo constituído por População                      país.
                        palnaltos, chapadas e Planície concentrada no sul
                        do pantanal.                      da região.




SUL                        Clima Subtropical           Maior emigração européia               Pecuária
                           Vegetação Mata de araucária Mobilidade populacional                Indústria de Celulose
                           Planalto Meridional                                                Cultivo do arroz




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                           18
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




               REGIÕES GEOECONÔMICAS OU COMPLEXOS REGIONAIS
       Há uma outra forma de regionalizar o Brasil, embora não seja oficial. Muitos geógrafos optam pela divisão
do país em três grandes complexos regionais (Centro-Sul, Nordeste e Amazônia), baseada na situação
geoeconômica e nas relações entre população e espaço natural.

                                                            CARACTERÍSTICAS:
                                                                 Divisão não-oficial do país.
                                                                 Dividida em três complexos regionais (Centro-
                                                            Sul, Nordeste e Amazônia).
                                                                 Não respeitam os limites políticos dos estados
                                                            (Ex: Norte de MG faz parte do Nordeste).
                                                                 Demonstram a integração econômica promovida
                                                            pela concentração industrial do sudeste.




                                         COMPLEXO DO NORDESTE

1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA


     Estende no norte de MG até o Leste do Maranhão (Polígono das Secas).
     Possui 30 % da população nacional.
     Contrastes naturais (litoral úmido, interior seco).


                                           SUB-REGIÕES NORDESTINAS

                                                            ANOTAÇÕES:




                                        1 – MEIO-NORTE
                                        2- SERTÃO
                                        3- AGRESTE
                                        4-ZONA DA MATA




         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                     19
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




2) CARACTERÍSTICAS:

Zona da Mata: Primeira área do país a ser colonizada (desmatamentos Mata Atlântica).

   Localiza-se ao Litoral.

   Sub-região mais rica e mais populosa do nordeste.
   Possui as duas monoculturas latifundiárias nordestinas (Cana-de-açúcar + cacau) = latifúndios +
monoculturas.
   Aumento da industrialização.

Agreste: Área de transição entre o litoral (Zona da Mata) e o Sertão.

   Densidade demográfica superior a do sertão.

Economia: Policultura Comercial + Pecuária Leiteira (pequenas e médias propriedades).

Sertão: mais extensa das sub-regiões.

   Aspectos físicos: clima semi-árido + vegetação da caatinga + rios temporários) = POLÍGONO DAS
SECAS.

   Rio São Francisco (único rio perene que passa na sub-região).

Economia: agricultura extensiva + agricultura tradicional (mandioca, milho, feijão e cana-de-açucar) +
fruticultura irrigada.

Meio-Norte: Constituído pelos estados do Maranhão e do Piauí.

   Zona de transição entre a Amazônia e o Nordeste.

   Aspectos físicos: Clima tropical úmido + Mata dos Cocais (Babaçu e Caranaúba).




        COMPLEXO DO CENTRO-SUL                                 COMPLEXO DA AMAZONIA

 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA                             1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA


     Abrange as áreas mais industrializadas do              Principal reduto de povos indígenas.
 país (Sudeste + Sul) e áreas de economia mais              Mais extensa das regiões geoeconômicas (58%
 dinâmica do Centro-Oeste (Sul de MT e os estado    do país).
 de Goiás e MS).
                                                            Seus limites ultrapassam muito os da Região
                                                    Norte (abrangendo a maior parte dos estados do Mato
                                                    Grosso e Tocantins + oeste do Maranhão).




       ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                               20
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



OMPLEXO DO CENTRO-SUL                                  COMPLEXO DA AMAZÔNIA


2) CARACTERÍSTICAS:                                    2) CARACTERÍSTICAS:

    Núcleo econômico do país     (maiores parque da    Quadro natural marcante: planície Amazônica +
Agropecuária e industria).                             clima equatorial quente e úmido + exuberante
                                                       floresta equatorial + riquíssima rede hidrográfica).
    Concentra mais de 60% da população do país.                 Apresenta       densidade      demográfica
                                                       baixíssima.
    Melhores infra-estruturas.                                  Economia: baseada no extrativismo
                                                       mineral e vegetal (látex, açaí, madeira e
                                                       castanha).
Problemas: favelização, narcotráfico, criminalidade
                                                                Indústria: vem crescendo nos últimos anos
entre outros.                                          (Mineração + eletroeletrônicos).

                                                       Problemas:
                                                                 Conflitos fundiários (disputas pelo acesso a
                                                       terra).
                                                               Problemas ambientais (desmatamentos,
                                                       queimadas, e entrada de usinas hidrelétricas).
                                                               Grilagens de Terras (apossamento de
                                                       terras públicas = reservas indígenas).




                             BRIGADA MILITAR


                            TESTES – TEMÁTICA 6
1(PEIES – 2007)
                                              De acordo com os seus conhecimentos e com a representação cartográfica em
                                              anamorfose da distribuição do PIB total pelas unidades da federação, é correto
                                              afirmar:
                                              1. O estado que se destaca na participação do PIB nacional é o que mais
                                              tardiamente modernizou suas estruturas produtivas.
                                              II. A dimensão territorial não exerce influência sobre o P18, pois, apesar das
                                              extensas áreas das unidades da federação da região Norte, a participação do
                                              PIB é muito pequena quando é comparada à das unidades do Sudeste.
                                              III, A importância do estado de São Paulo, construída desde o período
                                              colonial, ainda permanece hegemônica.
                                              Está(ão) correta(s)
                                              a) apenas I.
                                              b) apenas II.
                                              c) apenas III.
                                              d) apenas II e III
                                              e) I, II e III




     ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                21
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



2 (PEIES/ 2007) Leia o texto:                                        Está(ão) correta(s)

“[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só     a) apenas I.
nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade
da população atual, migraram para outras regiões em épocas de        b) apenas II.
seca. Boa parte deles nunca voltou.”
                                 COELHO, M. A; TERRA, L.             c) apenas I e III.
Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133.
                                                                     d) apenas II e III.
Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.
(      ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste,        e) I, II e III.
como a construção de açudes, têm solucionado o problema,
principalmente, dos sertanejos pobres.                                  5 (PEIES – 2005)
(    ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade
demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de
corte e na agricultura tradicional.
(    ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas
pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do
problema, contribuindo, sim, para a chamada “indústria da seca”.
A seqüência correta é:
a) V-V-F.
b) F-V-V.
c) V-F-V.
d) F-V-F.
e) F-F-F.

3 (PEIES/ 2007) Leia o texto:
“[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só
nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade
da população atual, migraram para outras regiões em épocas de
seca. Boa parte deles nunca voltou.”
                                 COELHO, M. A; TERRA, L.
Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133.

Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.
( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, como           Sobre a divisão regional do Brasil, em especial a mostrada
a construção de açudes, têm solucionado o problema,                     nos mapas, é INCORRETO afirmar que
principalmente, dos sertanejos pobres.
(    ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade        a) as subdivisões regionais são mais numerosas quanto maior
demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de              é a extensão da transformação do espaço pela sociedade.
corte e na agricultura tradicional.
(    ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas      b) as subdivisões em mesa e microrregiões relacionam-se
pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do                com a complexidade gerada pelas atividades produtivas.
problema, contribuindo, sim, para a chamada “indústria da seca”.
                                                                        c) a identificação das microrregiões geográficas se
A seqüência correta é:                                                  diferenciam basicamente pela influência dos centros urbanos
a) V-V-F.                                                               e pelos tipos dominantes do uso do solo.
b) F-V-V.
c) V-F-V.                                                               d) a idéia de se estabelecer uma regionalização oficial do
d) F-V-F.                                                               território nacional é conseqüência da noção de que o
e) F-F-F.                                                               planejamento do desenvolvimento econômico tem significado
                                                                        territorial.
4 (PEIES – 2006) Considerando a dinâmica regional da                    e) as subdivisões regionais do Rio Grande do Sul e do Acre
economia brasileira, expressa pelos complexos regionais, pode-se        refletem a homogeneidade da organização do espaço
afirmar que                                                             geográfico brasileiro.

I. o Centro-Sul expressa a integração econômica do Sudeste
industrial e financeiro com o Sul agrícola e industrial,                6 (PEIES – 2002) Cosiderando que o Brasil é um país
demonstrando também a expansão da agropecuária para a porção
meridional do Centro-Oeste.                                             de grandes contrastes nais, pode(m)-se afirmar:

II. o Complexo do Nordeste representa a região de povoamento
antigo e a apropriação produtiva baseada em estruturas agrárias e       I- As enormes diferenças naturais existentes no interior do
sociais arcaicas. É a principal área de refluxo de pessoas nas
                                                                        território brasileiro vieram juntar-se as disparidades humanas.
migrações internas.
                                                                        II-   As       disparidades   regionais   agravaram-se   com   a
III. o Complexo Amazônico expressa a existência de uma fronteira
                                                                        industrialização do país, com a integração nacional e com a
de expansão da economia nacional, que é uma fronteira tanto
demográfica quanto de recursos.                                         formação de um espaço geográfico unificado.




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                             22
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



III- Na atualidade, uma série de problemas é comum em todo o          9 (PEIES – 2000)
país, e mesmo as particularidades locais devem ser enfrentadas        "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na
em conjunto.                                                          história e na geografia brasileira. Ele é resultado da
                                                                      industrialização do país e da integração do mercado interno. "
                                                                      MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e
Está (ão) correta(s)                                                  Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154.
a) apenas I.
                                                                      O texto pode ser complementado, afirmando-se também que
b) apenas II.
c) apenas III.                                                        I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro,
                                                                      uma regionalização diferente daquela produzida pela economia
d) apenas I e II.                                                     urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste
e) I, II e III.                                                       brasileiro.

                                                                      II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no
7 (PEIES – 2002) Leia o texto:                                        centro dinâmico da economia nacional abalou a base das
                                                                      economias regionais nordestinas.
"Na casa de taipa e chão batido, o pequeno Jackson, dois anos,
caminhava alegre de um lado para outro agarrado a um pacote de        III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação
bolacha (...) Havia um mês, o menino e outros oito moradores do       da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade
casebre comiam apenas resto de arroz e angu (...) A gente ia          da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para
morrer de fome, não fosse a comida que dão para nós na cidade         mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da
(...) Em Canindé, 110 quilômetros da capital cearense, o agricultor   intervenção da SUDENE.
conta que, na região, ninguém ganha nem R$ 0,50, há quatro
meses (...) Vivemos escapando da morte e só Deus sabe o que           Está(ão) correta(s).
será de nós (...)"
                                                                      a) apenas I.
Isto é, N° 1658, 11107/2001, p.4S.
                                                                      b) apenas II.
A partir da leitura da reportagem, pode-se afirmar que a mesma
se refere                                                             c) apenas III.

a) ao meio-norte nordestino, que se constitui em uma área de          d) apenas I e III.
transição entre a Amazônia úmida, coberta de floresta, e o Sertão,
de clima árido e vegetação xerófila.                                  e) I, II e III.
b) ao litoral nordestino, representado por parte da planície
litorânea que vai desde o Rio Grande do Norte até o sul da Bahia.     10 (PEIES – 2000)
c) ao sertão nordestino que é caracterizado por clima semi-árido e
vegetaçâo de caatinga e que ocupa a área mais extensa do interior     "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na
do Nordeste.                                                          história e na geografia brasileira. Ele é resultado da
d) ao agreste nordestino, que corresponde à zona de transição         industrialização do país e da integração do mercado interno. "
entre o litoral úmido e o sertão semi-árido.                          MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e
e) à Região Nordeste como um todo.                                    Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154.

                                                                      O texto pode ser complementado, afirmando-se também que
8 (PEIES – 2000) Sabendo que o Brasil está dividido em
três grandes regiões geoeconômicas, associe a região à afirmativa     I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro,
correspondente.                                                       uma regionalização diferente daquela produzida pela economia
                                                                      urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste
(     ) Na porção centro-oeste desse espaço regional, a grande        brasileiro.
disponibilidade de terras, de incentivos fiscais e financeiros
contribuiu para que a fronteira agrícola se ampliasse.                II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no
                                                                      centro dinâmico da economia nacional abalou a base das
(     ) As políticas regionais de desenvolvimento. com incentivos     economias regionais nordestinas.
fiscais e investimentos estatais diretos, criaram outras formas de
integração desse espaço regional ao restante do país.                 III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação
                                                                      da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade
(   ) O dinamismo industrial dessa área continuou associado ao        da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para
desenvolvimento de complexos agroindustriais.                         mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da
                                                                      intervenção da SUDENE.
A seqüência correta é
                                                                      Está(ão) correta(s).
a) 3 - 3 - 2 – 1.
b) 2 - 1 - 1 - 3.                                                     a) apenas I.
c) 3 - 2 - 1 - 2.
d) 3 - 1 - 3 - 2.                                                     b) apenas II.
e) 2 - 2 - 3 - 1.
                                                                      c) apenas III.

                                                                      d) apenas I e III.

                                                                      e) I, II e III.

            ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                          23
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



                                                                       13 (UFPEL – 2006) O sistema de organização políico-
11 (ENEM – 2005) Observe as seguintes estratégias para a               administrativa do Brasil, desde o descobrimento até a
ocupação da Amazônia Brasileira.                                       atualidade, apresentou variações, evidenciadas, por exemplo,
I - Desenvolvimento de infra-estrutura do projeto Calha Norte;         nas capitanias hereditárias, no governo geral, na monarquia, no
II - Exploração mineral por meio do Projeto Ferro Carajás;             império e na república. Um dos problemas verificados na divisão
III - Criação da Superintendência para o Desenvolvimento da            do território tem sido a multiplicação de estados, motivada pela
Amazônia;                                                              necessidade de acomodar interesses políticos das oligarquias
IV - Extração do látex durante o chamado Surto da Borracha.            que continuam desequilibrando o sistema representativo,
                                                                       favorecendo os estados do Norte e do Nordeste, tradicionais
A ordenação desses elementos, desde o mais antigo ao mais              redutos políticos de elites agrárias.
recente, é a seguinte:
(A) IV, III, II, I.
(B) I, II, III, IV.
(C) IV, II, I, III.
(D) III, IV, II, I.
(E) III, IV, I, II.

12 (UFPEL – 2006/ Inverno) Devido à sua grande
extensão territorial, o Brasil apresenta muitos contrastes, seja em
aspectos físicos, econômicos ou humanos. Com base nessas
diferenças, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
dividiu o país em cinco regiões há cerca de trinta anos. As regiões
identificadas pelo IBGE são as seguintes:

I. Norte
II. Centro-Oeste
III. Nordeste
IV. Sudeste
V. Sul

Analise as seguintes afirmações sobre a divisão regional do Brasil.
(     ) É uma região de contrastes nos aspectos naturais, humanos
e econômicos. Ela apresenta áreas chuvosas e áreas de clima
semi-árido. Além disso, quase um quarto da população vive na
miséria, enquanto uma pequena parcela detém parte das riquezas.
Ela contribui muito com a migração para outras regiões.
(      ) É a região mais extensa do país, embora apresente baixa
densidade demográfica. Nessa região predominam aspectos
naturais, floresta densa e heterogênea, clima quente e úmido, rios
extensos e caudalosos, os quais drenam terras geralmente de
altitude pouco elevada. Ela equivale a cerca de 60 % do território
brasileiro.
(     ) Região que corresponde a 6,8 % do território brasileiro, mas
é a segunda em importância econômica. Ela apresenta uma
densidade demográfica significativa, com mais de 41 hab/km2.
Nessa região, destaca-se o predomínio de um clima subtropical.
(      ) Região mais povoada do Brasil, a qual possui quase 43% da
população brasileira e concentra a maior produção agrícola e
industrial do país, assim como a maior rede de transportes. É
nessa região que podemos observar melhor a diversidade espacial        Com base nas informações anteriores e em seus
resultante do desigual desenvolvimento do país.                        conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que
(          ) Esta região corresponde a quase 19% do território
brasileiro. Pouco povoada, apresenta uma densidade demográfica         (a) os limites da região geoeconômica Amazônia praticamente
de 6,8 hab/km2. Foi desbravada nos séculos XVII e XVIII pelos          coincidem com os da Região Norte do IBGE. Trata-se de uma
bandeirantes, que procuravam pedras e metais preciosos. Desde a        região de grande população absoluta - apesar da baixa densidade
década de 1960, a região atrai imigrantes por oferecer grande          demográfica – que apresenta um crescimento na industrialização,
quantidade de terras a serem exploradas.                               sobretudo no setor de mineração.
                                                                       (b) a região geoeconômica Nordeste é caracterizada por uma
                                                                       homogeneidade natural marcada pela seca. É uma região que
Escolha a alternativa que apresenta a relação correta entre as         concentra um grande contingente populacional e que se constitui
regiões e suas características.                                        em uma “região-problema”, em face das graves dificuldades
(a) I, II, V, III e IV.                                                sociais e econômicas que apresenta.
(b) II, III, IV, V e I.                                                (c) a região geoeconômica Centro-Sul abrange as duas porções
(c) V, III, I, II e IV.                                                mais industrializadas do país (Sudeste e Sul) e as áreas de
(d) III, I, V, IV e II.                                                economia mais dinâmica da região Centro-Oeste (de acordo com o
(e) IV, I, III, II e V.                                                IBGE): sul de Tocantins, norte de Goiás e parte de Minas Gerais.
(f) I. R.                                                              (d) parte do norte do estado de Minas Gerais – porção semi-árida,
                                                                       de economia pouco dinâmica – integra o complexo regional do
                                                                       Nordeste. O restante desse estado integra o complexo regional
                                                                       Centro-Sul, que também é composto por parte de Tocantins
                                                                       (Região Norte) e parte de Mato Grosso, (Região Centro-Oeste).




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                            24
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



(e) a área afetada por secas periódicas, no Meio Norte da região geoeconômica Nordeste, constitui o “Polígono das Secas”. Nessa área, funciona
a chamada indústria da seca, como ficou conhecida a prática de políticos e fazendeiros para obter lucros e vantagens pessoais com esse flagelo.
(f) I.R.

14 (FURG – 2007) Entre as características da atual divisão              15 (FURG – 2005) Leia o texto abaixo:
regional do Brasil, analise as afirmativas a seguir:                    “Considerando-se a geografia nacional, pode-se dizer que, seja em
                                                                        termos quantitativos, seja em termos qualitativos, a produção e a
I. A divisão baseou-se no conceito de regiõeshomogêneas,                reprodução da exclusão estão sujeitas a intensidades, alcances e
definidas pela combinação e predominância de aspectos naturais,         modalidades diferenciados nas regiões _________ e __________,
sociais eeconômicos que permitem diferenciá-las.                        por um lado, e na região__________, por outro. Nas primeiras
II. A atual divisão regional apresentou, entre suas modificações, a     constata-se uma ampla ‘selva’ de exclusão, marcada pela pobreza
criação do estado de Tocantins, que foi incluído na região Norte.       e também pela fome, que atingem famílias numerosas jovens,
III. Os limites de uma região não coincidem com os dos estados;         população pouco instruída e sem experiência assalariada formal. Já
assim, um estado, dependendo de suas características, pode ter          na segunda, observa-se uma ‘selva’ de exclusão pontuada por
parte do seu território em uma região e parte em outra.                 alguns ‘acampamentos’ de inclusão, onde a pobreza atinge
IV. Foram estabelecidos dois níveis hierárquicos básicos: as            principalmente famílias pouco numerosas, com número reduzido de
microrregiões e as macrorregiões homogêneas.                            crianças e jovens, sendo os indivíduos relativamente escolarizados
V. As regiões foram divididas em seis grandes unidades territoriais,    e com experiência de assalariamento formal”.
que apresentam características que as individualizam.                                 Atlas da Exclusão Social no Brasil, 2003, vol. 1, p. 26.

Estão corretas as afirmativas:                                          Considerando-se os grandes conjuntos regionais da nova divisão
A) III, IV e V.                                                         regional brasileira, as regiões referidas no texto são,
B) I, II e III.                                                         respectivamente:
C) II, III e IV.                                                        A) Nordeste - Sudeste - Centro-Sul.
D) II, III e V.                                                         B) Amazônia - Sul - Sudeste.
E) I, II e IV.                                                          C) Sul - Nordeste - Sudeste.
                                                                        D) Norte - Nordeste - Centro-sul.
                                                                        E) Sul - Sudeste - Nordeste.




       ANOTAÇÕES:




            ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                                 25
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




       Temática 7



   RELEVO BRASILEIRO
    Os aspectos físicos do espaço entendem-se por um conjunto de elementos naturais que interagem entre si:


 Figura: Elementos naturais
                                                         Sustentabilidade:


             Geologia                  Relevo



                        Hidrografia
                                                         Aquecimento global:
                                                         Relatório IPCC:
        Vegetação                     Climas


                    Problemas
                    ambientais

 Fonte: PINTO, Muriel.


  GEOLOGIA DO BRASIL

  Geologia: Os dados fundamentais desses estudos obtêm-se pela análise das rochas, solos, minerais e restos
  fósseis.


        O território brasileiro é formado basicamente, por dois tipos de estruturas geológicas: os escudos cristalinos
(blocos cratônicos) e as bacias sedimentares.

                                                                     Brasil: Rochas vulcânicas




             ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                  26
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




                                 ERAS GEOLÓGICAS




                                                                     Terremotos no Brasil




    A pouca incidência de terremotos no Brasil é proveniente de sua localização no centro da placa Sul-
americana (São cerca de 80 a 90 por ano, a maioria com magnitude inferior a 4 = Numa escala que vai de
1 até 9, são considerados relativamente fracos).
    A maior atividade sísmica do Brasil é no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte, Ceará,
Pernambuco e Recôncavo Baiano.
    O maior terremoto já registrado no Brasil foi o da Serra do Tombador, no Mato Grosso, em 1955, que
atingiu 6,6 pontos na escala Richter.
    O terremoto com a primeira vítima fatal aconteceu em dezembro de 2007, na cidade de Itacarambi,
Minas Gerais, com um tremor de 4,9 pontos na escala Richter.



      ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                27
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




                                                            Tremor no litoral é sentido em São Paulo
                                                        no dia 22 de abril.
                                                            O epicentro do terremoto ocorreu a 270 km
                                                        de São Vicente, localizada no litoral sul de São
                                                        Paulo, e atingiu 5,2 graus na escala Richter.

                                                        Conheça a escala Richter :
                                                        Menos de 3,5 graus - É registrado, mas
                                                        muitas vezes não é sentido
                                                        3,5 a 5,4 graus - É sentido, mas pode
                                                        causar danos
                                                        5,5 a 6 graus - Ocasiona danos pequenos em
                                                        prédios
                                                        6,1 a 6,9 graus - Pode causar danos graves
                                                        em regiões onde vivem muitas pessoas
                                                        7 a 7,9 graus - Terremoto de grandes
                                                        proporções e causa danos graves
                                                        8 graus ou mais - Terremoto muito forte e
                                                        causa destruição na área atingida e em áreas
                                                        vizinhas



                                              Escudos Cristalinos ou Maciços antigos (36%) = origina
                                              minerais metálicos.
                                              Ex: Ferro + Manganês + Bauxita + Cassiterita + Ouro
BRASIL - ESTRUTURA GEOLÓGICA

(origina a formação dos solos e das rochas)
                                              Bacias Sedimentares (64%) = origina minerais energéticos
                                              (Combustíveis fósseis = Não-renováveis).
                                              Ex: Petróleo + Carvão Mineral + Gás Natural + Urânio +
                                              Xisto Betuminoso.

      Brasil: Bacias sedimentares
                                                               ANOTAÇÕES:




           ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                            28
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




Figura: Principais concentrações de minerais metálicos




     ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br         29
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



                                      RELEVO BRASILEIRO
         A formação do relevo possui uma relação direta com as características gelógicas dos locais. Como vimos
anteriormente, nosso país possui uma estrutura geológica constituida por bacias sedimentare (64%) e escudos
cristalinos (36%), não apresentando dobramentos modernos (formação recente = grandes altitudes).

   Aproximadamente 93 % do território apresenta altitudes inferiores a 900 m (altimetria) = altitudes modestas.


                                       Composição do relevo brasileiro:
  * Planaltos: facilita a produção de energia elétrica e dificulta a navegação = processo de desgaste ou
  degradação supera a deposição de sedimentos (superfícies irregulares, formadas por serras, morros e chapadas).
  * Planícies: processo de sedimentação supera a degradação.
  * Depressões: é área ou porção do relevo que se situa abaixo do nível do mar ou dos terrenos que a circundam
  = no Brasil não aparecem depressões absolutas.
  * Ainda aparecem Serras + chapadas.




         Criada em 1942.                                          Criada em 1962.
         Dividida em sete unidades.                               Elevou para dez o número de unidades do
                                                          relevo brasileiro.
                                                                  Manteve em grande parte a proposta elaborada
                                                          por Azevedo.




         ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                     30
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



                               CLASSIFICAÇÃO DE JURANDIR ROSS
    Apresenta maior detalhamento e complexidade em relação a outras classificações do relevo brasileiro.
    Baseada em critérios: morfoestruturais (leva em conta a estrutura geológica na gênese das formas de relevo)
morfoclimáticos e morfoesculturais (valoriza a geometria ou modelado do relevo).
  Dividida em 28 unidades = introduziu o conceito de depressões.
    Resultou de emprego de tecnologia avançada (aerofotogrametria) = importante ferramenta de planejamento
regional.




 ANOTAÇÕES:




            ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                              31
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




ANOTAÇÕES:




   ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br       32
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




                                         BRIGADA MILITAR

                                     TESTES TEMÁTICA 7


1 (PEIES/ 2007) Leia o texto:
“A ação dos agentes do modelado sobre um substrato geológico no qual predominam os dobramentos cristalinos da Era Pré-Cambriana produziu
um relevo típico [...] As oscilações climáticas do período Quaternário e a grande variação topográfica que marca sua extensa área de ocorrência
são tidas como elementos explicativos da densidade, complexidade e biodiversidade desse domínio [...] Os mais importantes núcleos urbanos e
industriais do país se ergueram sobre os despojos dos ecossistemas florestados originais [...].“
MAGNOLI, D.;ARAÙJO, R. Geografia:a construção do mundo: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna. 2005. p. 107 e 108.
As características descritas são relativas ao domínio
a) amazônico.
b) dos mares de morros.
c) dos cerrados.
d) das pradarias.
e) das caatingas.


2 (PEIES/ 2007, adaptada) Observe as figuras:

               1                                                               2




               3                                                               4




                                       As figuras correspondem, respectivamente, às formas de relevo:
                                                   a) depressão - planalto - serra - planície.
                                                   b) serra - planalto - planície - depressão.
                                                   c)) serra - depressão - planalto - planície.
                                                  d) depressão - planície - planalto - montanhas
                                                   e) planalto - planície - serra - depressão.




            ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                            33
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL

                                                                                 5 (PEIES – 2005)
3 (PEIES – 2006)




    a) A significativa presença de formações florestais na área
    indicada no mapa B é conseqüência das condições climáticas do
    passado.

    b) As áreas destacadas nos mapas A e B correspondem,
    respectivamente, a espaços susceptíveis à desertificação e a
    processos de arenização.

    c) No mapa B, a área destacada apresenta solos com elevados                o mapa mostra o relevo brasileiro, conforme a classificação:
    teores de areia onde as ativídades agropecuárias e os processos
    erosivos fazem surgir areais.                                              a) proposta por Jurandir Ross que está baseada nos critérios
                                                                               morfoestrutural, morfoclimático e morfoescultural.
    d) As áreas indicadas no mapa A caracterizam-se por
    irregularidade das precipitações, solos pouco profundos,                   b) de AzizAb'Saber que emprega o critério morfoclimático.
    afloramentos rochosos e práticas agrícolas inadequadas, o que
    potencializa o processo de desertificação.                                 c) proposta por Aroldo de Azevedo que empregou termos
                                                                               geomorfológicos para denominar as díivisões gerais e usou
    e) Embora representem domínios morfoclimáticos distintos, as               critérios geológicos para classificar as subdivisões.
    áreas destacadas nos mapas apresentam em comum
    vulnerabilidade ecológica.                                                 d) de AzizAb'Saber que ampliou a classificação deAroldo de
                                                                               Azevedo, acrescentando novas unidades ao relevo
                                                                               brasileiro.
4 (PEIES – 2002)
                                                                               e) de Aroldo deAzevedo que se baseou nos processos de erosão
                                                                               e sedimentação para diferenciar planalto de
                                                                               planície.


                                                                           Considerando o ciclo das rochas, assinale verdadeira (V) ou
                                                                           falsa (F) as afirmativas a seguir.


                                                                           (         ) Nos quadros B e C, Calvin faz referência às rochas :
                                                                           sedimentares. Essas rochas são formadas pela deposição : de material
                                                                           originado da destruição erosiva de qualquer : tipo de rocha e formam a
                                                                           base do relevo do planalto das Guianas.


                                                                           (     ) No quadro C, Calvin não explica a origem das rochas vulcânicas
                                                                           que provêm da consolidação extrusiva do magma. O território
brasileiro, na era mesozóica, foi palco de intensas erupções vulcânicas.


(      ) No quadro B, Calvin refere que, ao longo do tempo, as rochas formadas vêm sendo continuamente destruídas. Isso ocorre pelo
intemperismo, pela erosão ou pela conjugação de ambos os processos.
A seqüência correta é
                                    a) V- V -V . b) F – V - V. c) F – V -F. d) V - F - F. e) F - F - F.




              ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                            34
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




6 (UFSM – 2004) Observe e compare os mapas:




Considerando os mapas de geologia e de recursos minerais do Brasil, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas alternativas a seguir.

(      ) Os minerais metálicos são explorados nas áreas de predomínio de rochas sedimentares muito antigas.
(     ) Nas áreas de escudos e faixas de dobramentos antigos, concentra-se a exploração de minerais tanto metálicos quanto não-metálicos.
(       ) Os minerais energéticos são explorados, essencialmente, onde predominam estruturas geológicas sedimentares.
(    ) A maior parte dos minerais está sendo igualmente explorada nas áreas de rochas sedimentares e nas de estruturas cristalinas.

A seqüência correta é
a) V – V – F - V
b) V - F - V - F.
c) F - V - V – F.
d) F – F – V – V.
e) F – V – F –V.
    7 (UFSM – 2003)




             ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                           35
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL



Considerando os mapas das áreas de riscos de erosão e do relevo brasileiro, pode-se inferir que as áreas de
a) fracos riscos de erosão correspondem aos relevos de planícies, como ocorre nas regiões do Río Amazonas e do Pantanal Mato-Grossense .
b) riscos de erosão forte a muito forte abrangem a maior parte dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná.
c) riscos moderados a fortes correspondem exclusivamente às Depressões, como a Depressão Sul-Amazônica.
d) riscos de erosão fracos a moderados restrigem-se às Depressões e Planícies, como ocorre na maior parte da região Norte-Amazônica e no
Pantanal Mato-Grossense, reSpectivamente.
e) riscos de erosão extremamente fortes correspondem à Serra do Espinhaço, que pertence ao compartimento dos Planaltos e Serras do Leste-
Sudeste.


8 (ENEM – 2006)


                                                             A situação poeticamente descrita acima sinaliza, do ponto de vista ambiental,
                                                             para a necessidade de:

Esta manhã acordo e                                          I- manter-se rigoroso controle sobre os processos de instalação de novas
não a encontro.                                              mineradoras.
Britada em bilhões de lascas                                 II- criarem-se estratégias para reduzir o impacto ambiental no ambiente
deslizando em correia transportadora                         degradado.
entupindo 150 vagões                                         III- reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a necessidade de extração de
no trem-monstro de 5 locomotivas                             minérios.
— trem maior do mundo, tomem nota —                          É correto o que se afirma:
foge minha serra, vai                                        A) apenas em I.
deixando no meu corpo a paisagem                             B) apenas em II.
mísero pó de ferro, e este não passa.                        C) apenas em I e II.
Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética.               D) apenas em II e III.
Rio de Janeiro: Record, 2000.                                E) em I, II e III.


9 (UFPEL – 2008/ Inverno) “Espalhadas do Espírito Santo à Santa Catarina, reservas de petróleo na área chamada de pré-sal prometem dar
novo sentido à estrofe do Hino Nacional ‘deitado eternamente em berço esplêndido.’”
                                                                                                                  Zero Hora, 20/04/2008.

Acerca do tema, que envolve as descobertas petrolíferas a grandes profundidades, é correto afirmar que o petróleo é um(a)

(a) substância que no Brasil é encontrada principalmente em escudos cristalinos oceânicos, formada pela deposição de restos animais e vegetais
em ambientes planctônicos.
(b) hidrocarboneto fóssil de origem orgânica, encontrado em bacias sedimentares, explorado no Brasil principalmente em solo marítimo por meio
de plataformas, e está em risco de escassez no mundo.
(c) substância oleosa constituída basicamente por uma combinação de carbono e hidrogênio encontrada em escudos cristalinos, cuja descoberta,
no Brasil, tornou desnecessária a importação.
(d) recurso energético renovável utilizado como instrumento de influência política global e especulação financeira; sua descoberta elevou o Brasil,
em curto prazo, ao grupo de elite dos produtores de petróleo.
(e) substância que, juntamente com seus derivados, possui uso isento de riscos ambientais; sua tecnologia de exploração, desenvolvida pela
PETROBRAS, coloca o Brasil como membro da OPEP.
(f) I.R.

10 (UFPEL – 2007/ Inverno) A representação cartográfica do relevo traduz, para duas dimensões de um plano, um fenômeno que,
na realidade, se apresenta de maneira tridimensional.
Observe as figuras a seguir.




            ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                                36
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




           Com relação ao corte apresentado na carta topográfica da Figura A, é correto afirmar que o perfil topográfico correspondente está
representado na Figura:
(a) B, e as altitudes diminuem no seu conjunto de oeste-noroeste para leste-sudeste, acompanhando a orientação do perfil.
(b) C, e as linhas hipsométricas, na carta topográfica, unem pontos que, sobre o terreno, possuem idêntica altitude.
(c) B, e as curvas de nível na carta topográfica apresentam uma eqüidistância de 100 m.
(d) B, e as curvas de nível que representam as partes do terreno mais planas são em maior quantidade e menos espaçadas do que nas partes
mais íngremes do relevo.
(e) C, e a altitude de qualquer ponto do terreno poderá ser determinada por meio de interpolação linear de curvas contíguas.
(f) I.R.


11 (UFPEL – 2007) Relevo é o conjunto de diferentes                       12 (FURG – 2008/ Inverno) Em abril de 2008, um
formas apresentadas pela superfície terrestre, as quais são              sismo de 5,2°, na escala de Richter, atingiu a região costeira do
definidas pela estrutura geológica a partir da combinações de            Sudeste e Sul do Brasil, o abalo chegou a gerar danos leves a
ações da dinâmica externa e interna da Terra.                            estruturas de vários edifícios. Sobre os abalos sísmicos no Brasil,
                                                                         pode-se afirmar que
Com base no texto acima e em seus conhecimentos, é correto
afirmar que                                                              I. no Brasil, não ocorrem terremotos de grande magnitude, pois o
                                                                         mesmo está distante dos limites da placa sul-americana.
(a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro devem-se a            II. os terremotos, no Brasil, ocorrem em maior freqüência e menor
intensa atividade geológica interna no passado, como vulcanismo,         intensidade que em países situados nas proximidades de borda de
terremoto e dobramentos, verificadas no Brasil.                          placa.
(b) considerando que planícies são relevos em construção e               III. mesmo no interior de placas estáveis, podem ocorrer
planaltos relevos em destruição, no caso brasileiro, não devemos         falhamentos ativos onde o acúmulo de esforços pode gerar
levar em conta os processos que os constituíam para tal                  terremotos.
classificação.                                                           IV. no Brasil, o estado do Acre é que apresenta sismos em zonas
(c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não condiciona os       profundas da crosta.
mecanismos externos de atuação do intemperismo e da erosão               V. a região Sul do Brasil é a que apresenta o menor número de
sobre as rochas cristalinas e sedimentares.                              falhamentos ativos, portanto, a de menor sismicidade.
(d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e as atividades
agrícolas no caso brasileiro, por sua característica de baixas           Com base no exposto acima, estão corretas apenas as afirmativas
altitudes.                                                               A) I, II e V
(e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e isso se          B) I, III, IV e V
deve a inexistêcia de dobramentos modernos durante o período             C) II, IV e V
terciário.                                                               D) II, III e IV
(f) I.R.                                                                 E) I, III e IV



    ANOTAÇÕES:




             ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                                              37
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL

                                                                       15 (UFGRS – 2007)
13 (FURG – 2008/ Inverno) No mapa abaixo, estão
representados dois tipos de estruturas geológicas presentes em
território brasileiro: bacias sedimentares e escudos cristalinos.




1) relacione os números correspondentes às estruturas geológicas
representadas no mapa:
( ) bacias sedimentares
( ) escudos cristalinos

2)    relacione  os    números    das    estruturas       geológicas
correspondentes aos recursos mineraisassociados:
( ) minério de ferro
( ) petróleo

3)    relacione  os    números    das       estruturas    geológicas
correspondentes às rochas associadas:
( ) arenito
( ) granito

Assinale a alternativa que apresenta as relações corretas:
A) (1- I e II), (2-I e II) e (3-II e I)
B) (1- II e I), (2-I e II) e (3-I e II)
C) (1- I e II), (2-II e I) e (3-I e II)
D) (1- II e I), (2-II e I) e (3-II e I)
E) (1- I e II), (2-II e I) e (3-II e I)

14 (FURG – 2008) A formação do relevo brasileiro decorre
da ação de diversos elementos, como a estrutura geológica do
território, os agentes internos, o tectonismo e o vulcanismo, além
de agentes externos, como a água corrente e o intemperismo. Leia
as afirmativas abaixo sobre algumas das unidades do relevo do
Brasil.

I - As depressões no território brasileiro, à exceção da Depressão
Amazônica Central, foram geradas por processos erosivos com
grande atuação nas bordas das bacias sedimentares.
II - As planícies brasileiras são áreas planas, geradas por
deposição de sedimentos muito antigos de origem marinha, fluvial
e lacustre, estando associadas aos depósitos do Quaternário.
III - Entre as unidades de planaltos encontradas no Brasil, os
planaltos em núcleos cristalinos arqueados fazem parte do cinturão
orogênico da faixa atlântica, podendo ser citado o Planalto Sul-
Riograndense.

Assinale a alternativa que apresenta a(s) afirmativa(s) correta (s).
A) II.
B) I e II.
C) II e III.
D) I, II e III.




          ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                             38
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




    Temática 8


      HIDROGRAFIA BRASILEIRA
      O conjunto de rios e lagos é responsável pela intensa umidade do território brasileiro (clima quente e
      úmido).
      Predominam em nosso território rios de planalto (em conseqüência da composição do relevo).
      Cerca de 70% dos recursos hídricos estão na Amazônia (população relativamente pequena e as agressões
      humanas um pouco menores).



1. Características       da    rede    hidrográfica     5. Tipos de foz (final do rio, desembocadura)
brasileira:
                                                        Foz de estuário: predominante no Brasil = forma
*Rica em rios                                           uma canal no final do rio.
*Pobre em lagos                                         Foz de delta: forma vários canais no final do rio
*Formada por rios volumosos (vazão = grande             (Ex: Rio Paranaíba);
quantidade de água);                                    Foz mista: é uma junção das foz de estuário com a
                                                        foz de delta (estuário + delta).
2. Regime dos rios (alimentação do rio)
                                                        6. Aproveitamento dos rios brasileiros
Regime pluvial: dependem da sazonalidade das            * geração de energia elétrica (Usina Hidrelétricas);
chuvas (maioria dos rios brasileiros);                  * abastecimento;
Regime nival ou glacial: dependem do                    * irrigação;
derretimento do gele e da neve;                         * pesca;
Regime complexo ou misto: é uma mistura do              * transporte ( o transporte hidroviário é pouco
regime pluvial com o nival (pluvial+nival) (Ex: Rio     utilizado no Brasil – 18%)
Amazonas – nasce na Cordilheira dos Andes).             * turismo

Obs: período de maiores cheias dos rios brasileiros é
sempre o verão (zona climática intertropical – clima
tropical).                                                 ANOTAÇÕES:

3.Tipos de rios

Rios permanentes ou perenes: rios que não
secam (maioria dos rios brasileiros);
Rios Intermitentes ou temporários: rios que
secam (alguns rios do sertão nordestino).

4. Drenagem dos rios (destino das águas)

Drenagem exorréica: rios que deságuam no
oceano (maioria dos rios brasileiros);
Drenagem endorréica: rios que deságuam em
outros rios;
Drenagem arréica: quando os rios desparecem por
infiltração.




        ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                                   39
BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL




               BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS
       Conceituadas como um conjunto de terra drenadas por um rio principal e seus afluentes, as bacias
hidrográficas brasileiras são constituídas basicamente por bacias principais e secundários.




        ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br                                        40
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil
História brasil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)
eiprofessor
 
Brasil 1930 - 2010
Brasil 1930 - 2010Brasil 1930 - 2010
Brasil 1930 - 2010
Udison Brito Oliveira
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
Aparecido Alcântara
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Sabrina Lima
 
Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)
Edenilson Morais
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
Laércio Góes
 
ERA VARGAS
ERA VARGASERA VARGAS
A Primeira República
A Primeira República   A Primeira República
A Primeira República
anapaulaoliveira
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
Professora Natália de Oliveira
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Ramiro Bicca
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Ramon Dutra Lobo Lobo
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
Brasil - Primeira república
Brasil - Primeira repúblicaBrasil - Primeira república
República velha
República velhaRepública velha
República velha
lgreggio10
 
3 12-eravargas
3 12-eravargas3 12-eravargas
3 12-eravargas
Paulo Alexandre
 
A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)
Isaquel Silva
 
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Paula Meyer Piagentini
 
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado NovoGetúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Irene Tozzi
 
2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo
MARIANO C7S
 

Mais procurados (19)

República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)
 
Brasil 1930 - 2010
Brasil 1930 - 2010Brasil 1930 - 2010
Brasil 1930 - 2010
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
ERA VARGAS
ERA VARGASERA VARGAS
ERA VARGAS
 
A Primeira República
A Primeira República   A Primeira República
A Primeira República
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Brasil - Primeira república
Brasil - Primeira repúblicaBrasil - Primeira república
Brasil - Primeira república
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
3 12-eravargas
3 12-eravargas3 12-eravargas
3 12-eravargas
 
A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)
 
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
 
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado NovoGetúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
 
2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo
 

Destaque

Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Muriel Pinto
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
Muriel Pinto
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Muriel Pinto
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
Muriel Pinto
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
Muriel Pinto
 
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
Muriel Pinto
 

Destaque (6)

Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
 
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
 

Semelhante a História brasil

2° ano - Brasil República Velha
2° ano - Brasil República Velha2° ano - Brasil República Velha
2° ano - Brasil República Velha
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano Brasil República Velha
3° ano   Brasil República Velha3° ano   Brasil República Velha
3° ano Brasil República Velha
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil República.pptx
Brasil República.pptxBrasil República.pptx
Brasil República.pptx
Eduardin4
 
História rafa- república da espada e república do café com leite
História   rafa- república da espada e república do café com leiteHistória   rafa- república da espada e república do café com leite
História rafa- república da espada e república do café com leite
Rafael Noronha
 
História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano
Rafael Noronha
 
flashcards-para-o-enem.pdf
flashcards-para-o-enem.pdfflashcards-para-o-enem.pdf
flashcards-para-o-enem.pdf
FabricioSantana31
 
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Secretaria de educação do estado e do municipio.
 
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdfrepblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
Lídia Pereira Silva Souza
 
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Secretaria de educação do estado e do municipio.
 
Brasil República Velha
Brasil República VelhaBrasil República Velha
Brasil República Velha
Marcos Judice
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
dmflores21
 
República velha,
República velha,República velha,
República velha,
Lucas Nunes de Souza
 
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medioAraribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
DomingasMariaRomao
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
terceirob
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era Vargas
Marilia Pimentel
 
República velha e suas revoltas
República velha e suas revoltasRepública velha e suas revoltas
República velha e suas revoltas
Wesley Germano Otávio
 
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
missaodiplomatica
 
República do Brasil
República do BrasilRepública do Brasil
República do Brasil
Dênis Valério Martins
 
Capítulo 54 2º ano
Capítulo 54    2º anoCapítulo 54    2º ano
Capítulo 54 2º ano
Auxiliadora
 
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Flor Martha S. Ferreira
 

Semelhante a História brasil (20)

2° ano - Brasil República Velha
2° ano - Brasil República Velha2° ano - Brasil República Velha
2° ano - Brasil República Velha
 
3° ano Brasil República Velha
3° ano   Brasil República Velha3° ano   Brasil República Velha
3° ano Brasil República Velha
 
Brasil República.pptx
Brasil República.pptxBrasil República.pptx
Brasil República.pptx
 
História rafa- república da espada e república do café com leite
História   rafa- república da espada e república do café com leiteHistória   rafa- república da espada e república do café com leite
História rafa- república da espada e república do café com leite
 
História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano
 
flashcards-para-o-enem.pdf
flashcards-para-o-enem.pdfflashcards-para-o-enem.pdf
flashcards-para-o-enem.pdf
 
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
 
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdfrepblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
repblicavelha-120820191628-phpapp01.pdf
 
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01Repblicavelha 120820191628-phpapp01
Repblicavelha 120820191628-phpapp01
 
Brasil República Velha
Brasil República VelhaBrasil República Velha
Brasil República Velha
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
República velha,
República velha,República velha,
República velha,
 
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medioAraribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era Vargas
 
República velha e suas revoltas
República velha e suas revoltasRepública velha e suas revoltas
República velha e suas revoltas
 
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 04 - Repúbli...
 
República do Brasil
República do BrasilRepública do Brasil
República do Brasil
 
Capítulo 54 2º ano
Capítulo 54    2º anoCapítulo 54    2º ano
Capítulo 54 2º ano
 
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
 

Mais de Muriel Pinto

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Muriel Pinto
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Muriel Pinto
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
Muriel Pinto
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Muriel Pinto
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Muriel Pinto
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Muriel Pinto
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Muriel Pinto
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Muriel Pinto
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
Muriel Pinto
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
Muriel Pinto
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
Muriel Pinto
 
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
Muriel Pinto
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Muriel Pinto
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
Muriel Pinto
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
Muriel Pinto
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
Muriel Pinto
 
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
Muriel Pinto
 
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIASIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
Muriel Pinto
 

Mais de Muriel Pinto (20)

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
 
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
 
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
 
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIASIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
 

Último

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 

Último (20)

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 

História brasil

  • 1. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL CONHECIMENTOS GERAIS ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 1
  • 2. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL SUMÁRIO Temática 1 República Velha (1889-1930)_______________ 4 Temática 2 Era Vargas (1930-1945)____________________ 6 Temática 3 República Liberal Conservadora (1946-1964)___ 9 Temátic Temática 4 Governos Militares (1964-1985)_____________ 12 Temática 5 Brasil Contemporâneo_____________________ 13 Temática 6 Posição geográfica do Brasil________________ 16 Temática 7 Relevo brasileiro_________________________ 26 Temática 8 Hidrografia______________________________ 39 ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 2
  • 3. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Temática 9 Climas__________________________________ 46 Temática 10 Vegetação_______________________________ 55 Temática 11 Gabaritos_______________________________ 76 Temátic ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 3
  • 4. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DO BRASIL Temática 1 REPÚBLICA VELHA- OLIGÁRQUICA OU REPÚBLICA CAFÉ-COM-LEITE VELHA- REPÚBLICA CAFÉ-COM- (1889- (1889-1930) Logo após a Proclamação da República em 15 de Novembro de 1889 (por Marechal Deodoro da Fonseca), os militares assumem o presidência em um período denominado República da Espada (1889-1894). Governo Provisório Marechal Deodoro da Fonseca (1889-1891) – Encilhamento. Empréstimos fantasmas (industrialização). Constituição de 1891: Presidencialismo – Federalismo - Voto representativo. Floriano Peixoto (1891-1894) “Marechal de Ferro”. Consolidador da República. Teve apoio da marinha e do RS. Prudente de Morais (1894-1898) – Fazendeiro paulista, procurou atingir dois objetivos: recuperar a economia, que ainda sofria as conseqüências do encilhamento, e pacificar o Sul, anistiando dos revoltosos da Revolução Federalista. Teve pela frente, porém, a Guerra de Canudos = primeiro presidente civil do Brasil Campos Sales (1998-1902) – Paulista e também fazendeiro, Campos Sales acreditava que os problemas econômicos do país estavam na moeda desvalorizada. Procurando valorizá-la, renegociou a dívida externa mediante acordo chamado funding loan, pelo qual os credores concederam ao Brasil novos prazos de pagamento. Em seu governo teve início a política dos governadores. Rodrigues Alves (1902-1906) – Terceiro paulista a exercer a Presidência, era também cafeicultor. Em seu governo, o Rio de Janeiro passou por inúmeras reformas, como a construção de avenidas, a melhoria do porto e a quase irradicação da febre amarela. Ainda durante seu mandato ocorreu a compra do Acre. Afonso Pena (1906-1909) – O mineiro Afonso Augusto Pena alimentava sonhos de industrialização, mas acabou mesmo empenhando-se na valorização do café, comprando o produto e retendo-o para forçar a alta de preços. Outras iniciativas importantes: ligações ferroviárias São Paulo – Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro – Espírito Santo; estimulou a imigração; fundação do Instituto Soroterápico de Manguinhos. Afonso Pena morre antes de terminar seu mandato. Nilo Peçanha (1909-1910) – Carioca, era vice - presidente de Afonso Pena e assumiu o governo quando ele morreu. Criou o Serviço de Proteção ao Ìndio (SPI). Presidiu acirrada campanha eleitoral, na qual Rui Barbosa, apoiado pelo Partido Republicano Paulista, enfrentou o marechal Hermes da Fonseca. Venceu o militar, que recebeu o apoio de Nilo Peçanha e do Partido Republicano Mineiro. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 4
  • 5. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Hermes da Fonseca (1910-1914) – O militar promoveu em seu governo a derrubada de várias oligarquias estaduais (Pernambuco, Ceará, Alagoas e Bahia, por exemplo) por meio de intervenções militares, chamada política de salvações. O marechal enfrentou ainda a Revolta da Chibata no Rio de Janeiro, e a Guerra do Contestado. Vanceslau Brás (1914-1918) – Ex-governador de Minas, foi vice de Hermes da Fonseca, seu governo coincidiu com a Primeira Guerra Mundial, que provocou a queda das exportações do café mas em compensação provocou um pequeno surto industrial.Houve brigas pelo poder em vários estados, como Rio de Janeiro, Espírito Santo, Alagoas e Piauí. Vanceslau enferntou ainda greves em todo o país, a seca arrasadora de 1915 no nordeste e a gripe espanhola. Delfim Moreira (1918-1919) – Eleito novamente, Rodrigues Alves contraiu a Gripe espanhola e morreu. Seu vice, Delfim Moreira, governou até a realização de novas eleições. Epitácio Pessoa (1919-1922) – Vence as eleições o senador da Paraíba Epitácio Pessoa que obteve apoio das oligarquias do Centro-Sul, contra Rui Barbosa. Em seu governo houve a fundação do Partido Comunista (1922), Semana da Arte Moderna (1922), Levante do Forte de Copacabana (18 do forte). Artur Bernardes (1922-1926) – Governou em estado de sítio, ocorrendo em seu mandato o Movimento Tenentista, Coluna Prestes e a Revolução de 1923. Washington Luís (1926-1930) – Governou com o lema “Governar é construir estradas”, foi deposto pela Revolução de 1930, quebra da política Café-com-Leite. A Revolução de 1930, primeira grande revolução nacional e verdadeiro “divisor de águas” da História Republicana, foi um marco decisivo na estrutura do atual Brasil, por ter acabado com os Aúltimos grandes traços1930 REVOLUÇÃO DE coloniais presentes no país até a queda da República Velho, e por ter iniciado as características da nação brasileira que emergiram com a ascensão de Vargas. Antecedentes: A crise que levou ao movimento de 1930 teve como principais razões de descontentamento a situação política da República Velha. São elas: As divergências entre os Estados brasileiros para alcançar a Presidência da República. = Minas Gerais e São Paulo (oligarquias agrárias) Anseio da Classe Média em participar da política nacional. A oposição ao sistema eleitoral que não permitia a eleição e candidato da oposição. = Política dos Governadores de Campos Sales (Comissão de Verificação sempre favorecia candidatos da situação) Os principais fatores políticos da Revolução de 1930 foram o Coronelismo, o Tenentismo e o sistema eleitoral: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 5
  • 6. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Coronelismo: Era o poder político dos chefes locais, existente desde o Império, mas com o apogeu durante a República Velha. Os coronéis influenciavam até nas decisões nas administrações mais importantes da administração federal. A importância do Coronelismo estava ligada ao número de eleitores que dominava. Fatores de decadência do Coronelsimo: Urbanização, industrialização, instituição do voto secreto, aperfeiçoamento da organização policial. Tenentismo: Movimento político de características militares, cujos membros, principalmente tenentes, entemdiam-se como responsáveis pela “salvação nacional”. Revolta do Forte de Copacabana e Coluna Prestes foram movimentos tenentistas. Sistema Eleitoral: Era manobrado pelos coronéis, subordinados à Política dos Governadores, baseando-se na fraude. Quando o sistema eleitoral foi atribuído ao Judiciário, seus defeitos foram atenuados. O Movimento Revolucionário - Ás vésperas da eleições de 1930, a Frente Única Gaúcha (coligação dos partidos Republicano e Libertador) entrou em entendimento com o governador de Minas Gerais, formando a Aliança Liberal, que lançou como candidato à presidência Getúlio Vargas. O Presidente Washington Luís apoiava o paulista Júlio Prestes. - A Aliança Liberal considerou falsas as eleições que lhe foram desfavoráveis, surgindo à revolução em outubro de 1930. - Assassinato de João Pessoa vice da chapa de Getúlio Vargas, deu uma grande contribuição para o início da Revolução. - Em apenas três semanas, a revolução estava vitoriosa. Washington Luís foi deposto em 24 de Outubro de 1930, pelas Forças Armadas. - Uma junta de governo ocupou o poder após a deposição de Washington Luís, entregando o governo a Getúlio Vargas em 3 de novembro de Temática 2 (1930- A Era Vargas (1930-1945) Com a Revolução de 1930 tem início uma fase na História da República conhecida como “ ERA VARGAS”, pois inclui a fase em que Getúlio Vargas é: Chefe Provisório do Governo (1930 a 1934). Governo Constitucional – Presidente da República (1934 a 1937). Chefe do Estado Novo (1937 a 1945). FASE DO GOVERNO PROVISÓRIO (1930 a 1934) A nova orientação da política brasileira se definiu com um Decreto (11/11/1930) que estabelecia: A instituição do Governo provisório com amplos poderes, através da LEI ORGÂNICA DO GOVERNO PROVISÓRIO; ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 6
  • 7. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Dissolução do Congresso Nacional e de todos os poderes legislativos do país, como as Assembléias Legislativas estaduais. A nomeação de interventores (militares ligados ao “tenentismo”) para a maioria dos Estados, que respondiam diretamente ao Governo Federal; Extinção dos partidos políticos; Destituição dos governadores e prefeitos; Eleição de uma Assembléia Cosntituinte, para elaborar uma nova constituição para o país. PRINCIPAIS REALIZAÇÕES - Criação do Ministério de Educação e de Saúde Pública; -Criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio; - Criação do “Conselho Nacional do Café” (1931); - Criação da Lei Eleitoral de 1932; - Férias remuneradas. - Fixação da Jornada de trabalho em 8 horas diárias FASE DO CONSTITUCIONAL (1934 a 1937) Com o estabelecimento da Constituição de 1934 o Brasil voltou novamente à situação democrática. Foram fixados os poderes do Presidente e suas limitações, restabelecidos os Órgãos Legislativos e os estados voltaram a ter seus governadores eleitos. CONSTITUIÇÃO DE 1934 - Inspirada na constituição Alemã. - Conservação dos três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário) - Manutenção de federalismo e do presidencialismo. - Voto secreto . - Mulher vota. - Extinção do cargo do vice-presidente da República - Leis trabalhistas ( 8 hs de trabalho, férias remunerada, sindicalização, assistência social) - Ensino primário obrigatório. Houve o surgimento de novas organizações políticas: ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA (ANL) Era o principal grupo político contrário ao integralismo, reunia várias tendências ideológicas: comunistas, “tenentistas” democratas e socialistas. Eram chamado de aliancistas. Luís Carlos Prestes foi aclamado presidente de honra da ANL.(conhecido como cavaleiro da esperança).Os pontos básicos da ANL eram: Reforma agrária; Cancelamento do pagamento da dívida externa; Plena liberdade individual; Nacionalização das empresas estrangeiras; reação ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 7
  • 8. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Oposiçã o ao governo Vargas; Objetivo Principal: Conter o avanço do fascismo e do imperialsmo; Em 1935, ocorreu a Intentona Comunista, movimento de reação contrária ao governo que fechou a sede da ANL. Foi uma insurreição armada, organizada por militares da ANL e do PC, tendo iniciado movimento em Recife, Natal e Rio de Janeiro. AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA (AIB) Inspirado no fascismo italiano, Plínio Salgado fundou em 1932 a Ação Integralista Brasileira, doutrina conservadora de direita. Em 1938, ocorreu um golpe integralista contra o governo. Apoio das oligarquias tradicionais e alguns setores da igreja católica Atacava: comunismo, liberalismo, capitalismo, capitalismo finaceiro internacional Lema: Deus, Pátria e Família. Propunha: Estado autoritário, ultra-nacionalismo, partido único e um chefe político. Nacionalismo exaltado Tinha organização paramilitar PLANO COHEN Em fins de setembro de 1937, o governo notificou que o serviço secreto do Exército tinha descoberto um perigoso plano comunista, chamado Plano Cohen, para destruir o regime democrático. Na verdade, tratava-se de uma farsa armada pelo próprio governo, com a ajuda dos integralistas. Em nome do combate ao perigo comunista, Getúlio Vargas decretou o estado de guerra, prendendo o maior possível de adversários. GOLPE DE 1937 A instabilidade política reinante, após a Revolta de Novembro de 1935, favoreceu os planos de continuísmo do governo Vargas, mas por outro lado as oposições tinham esperanças na realização das eleições presidenciais de 1938. No dia 10 de novembro de 1937, Vargas ordenou o cerco militar ao congresso nacional, impôs o fechamento do legislativo e outorgou uma nova Constituição para o país, substituindo a Constituição de 1934, decretando o golpe de Estado de 1937, baseado no falso Plano Cohen, criando em conseqüência o Estado Novo (1937-1945). FASE DO GOVERNO DITATORIAL (1937 a 1945) A constituição de 1937 ou Polaca Governo Ditatorial, totalitário, populista, considerado de realidade deslocada, por possuir idéias fascistas e Baseou-se na constituição polaca (facista) apoiar aos aliados na 2ª Guerra Mundial. Foi Outorgada, ou seja imposta Extinguiu o federalismo Centralização política e administrativa Mandato presidencial de 6 anos sem Vice-Presidente ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 8
  • 9. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Características: Centralização do poder, concentração no poder executivo. Repressão (censura). Economia (nacionalista e intervencionista) PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS Brasil na II Guerra Mundial (FEB); Criação da Companhia Siderúrgica Nacional –CSN- (1940); Criação da Cia. Vale do Rio Doce (MG) -1942; Desenvolvimento da Indústria pesada, mineração e de bens de consumo; Criação da DASP – Departamento de Serviços Públicos; Criação do Ministério da Aeronáutica; Reforma monetária: Substituição dos mil réis pelo cruzeiro; Consolidação das Leis do Trabalho – CLT; Criação do DIP (Departamentos de Imprensa e Propaganda) Ex: Hora do Brasil; O QUEREMISMO: Vargas tentou continuar no poder, deflagrando a campanha popular do QUEREMISMO (queremos Getúlio). O objetivo era evitar as eleições de dezembro de 1945. Surgimento de novos Partidos Políticos PTB – Formado por setores getulistas, sindicais e trabalhadores; UDN (União Democrática Nacional) – Formado pela burguesia nacional e antigetulistas; PSD (Partido Social Democrático) – getulistas, oligarquias estaduais (Populistas); PC (Partido Comunista do Brasil) – Luis Carlos Prestes; A QUEDA DE GETÚLIO: O manifesto dos Mineiros (jovens políticos e profissionais liberais), que clamava pela redemocratização do Brasil, somando à campanha feita pela UDN, forçou Getúlio Vargas a convocar eleições, através de um ato adiconal assinado em 28 de fevereiro de 1945. Os partido políticos lançaram seus candidatos, concorreram o PTB, PC, o PSD e a UDN. O PTB apoiado pelo PCB, lançou Getúlio Vargas como candidato. As forças políticas, temendo o continuísmo do Estado Novo, articulam um golpe apoiado por oficiais-generais, para derrubar do poder Getúlio Vargas. Isso veio a ocorrer em 29 de outubro de 1945, com a deposição de Vargas, estava encerrado o Estado Novo. Caminhava o Brasil em direção a democracia. Temática 3 REPÚBLICA REPÚBLICA LIBERAL CONSERVADORA (1946-1964) (1946- EURICO GASPAR DUTRA (1946-1951) CONTEXTO: Guerra Fria (EUA x URSS) Pós 2ª Guerra Mundial ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 9
  • 10. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL FATOS DO GOVERNO DE EURICO GASPAR DUTRA: Brasil aliado aos EUA pela política de segurança Nacional Rompeu com URSS. Considerou ilegal o PCB. Elaboração do Plano SALTE (Saúde - Alimentação - Transporte - Energia). Criação da Companhia Hidrelétrica do Rio São Francisco (CHESF) e construção da Usina de Paulo Afonso. Liberdade de manifestação de pensamento (censura apenas nos espetáculos e diversões públicas). Eleições diretas em todos os níveis. Abandonou o nacionalismo (Entrada de empresas estrangeiras e favoreceu as importações) Restabeleceu a República federativa. CONSTITUIÇÃO DE 1946 Promulgada Pluripartidarismo Voto obrigatório para homens e mulheres Considerada de caráter eletista. Manteve inaltera a estrutura agrária do Brasil. SEGUNDO GOVERNO DE VARGAS (1951-1954) Eleito diretamente pelo povo, Getúlio Vargas governou novamente o Brasil num período de grande agitação política e militar. " Se for eleito a 3 de outubro, no ato da posse, o povo subirá comigo as escadas do Catete. E comigo ficará no governo" ( Vargas ) Características: FATOS DO GOVERNO VARGAS: - Apogeu do populismo. - (1953) Criação da Petrobrás (Empresa que - Nacionalismo econômico estabeleceu o monopólio estatal da pesquisa e - Direcionou sou economia para uma linha exploração de petróleo no Brasil). intervencionista e nacionalista, preocupou-se com o - Elaboração do Plano LAFER (Plano Nacional de desenvolvimento da indústria de base: siderurgia, Desenvolvimento Econômico). petroquímica, energia, transportes, etc. - Criação do banco Nacional de Desenvolvimento - Lema: " O petróleo é nosso" Econômico (BNDE) -UDN - Carlos Lacerda - Tribuna da imprensa Sofria oposição -Empresários nacionais e estrangeiros 5/08/54- Atentado a vida de Carlos Lacerda (crime da Rua de Toneleros) 22/08/54- Oficiais da Aeronáutica e do Exército exigem o afastamento de Vargas. 24/08/54 - Um novo ultimato foi entregue ao Presidente, com a assinatura do Ministro da Guerra Zenóbio da Costa. 25/08/54- O Presidente Getúlio Vargas, não agüenta a pressão e suicida-se, deixando uma carta testamento. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 10
  • 11. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Completam seu mandato: Vice- Presidente Café Filho: Realizou eleições A chapa de Juscelino Kubitschek e João Goulart é eleita (por novos fatos de crise não assumem). Carlos Luz: então Presidente da Câmara (assume a presidência, por motivos de doença de Café Filho). Foi deposto pelo General Lott - por suspeita de golpe. Nereu Ramos: Presidente do Senado, foi nomeado pelo Congresso Nacional, terminou o mandato JUSCELINO KUBITSCHEK (1956-1961) = PTB + PSD c/ Jango de Vice O governo de Juscelino Kubitschek foi marcado por um intenso aceleramento econômico, denominado Nacionalismo Desenvolvimentista. PRINCIPAIS FATOS - Lema " 50 anos em 5" - Plano de Metas: Energia, Transporte, alimentação, educação, Indústria de base - Construção de Brasília = Transferência da Capital do Rio de Janeiro para o planalto Central (operários que executaram a obra eram chamados de candangos). - Construção das Usinas Hidrelétricas de Furnas e Três Marias. - Construção da Rodovia Belém - Brasília (Bernardo Savão ). - Criação da SUDENE - Anos dourados - Empresas multinacionais penetraram maciçamente no Brasil, e as grandes realizações no setor econômico significaram em um agravamento da inflação, aumentando enormemente o custo de vida. JÂNIO QUADROS (1961) Foi eleito com a maior votação de toda história da atual República; Governou por sete meses; Procurou desenvolver uma política externa independente; Condecorou Che Guevara; Aproximação com a China e URSS; Rompeu com os EUA; Renunciou em 25 de Agosto de 1961 ( considerada artimanha); Assume Ranieri Mazilli - Presidente da Câmara - ( Pois o vice João Goulart esta em viagem pela Ásia), gerando uma crise. CAMPANHA DA LEGALIDADE OU FRENTE LEGALISTA: Reação liderada por (Leonel Brizola + Exército do RS), no qual defendiam a idéia de que Jango devia assumir. JOÃO GOULART (1961-1964) - Jango assume com um sistema parlamentarista ( Vice assume como Presidente, mas sem os poderes do mesmo). FATOS DE SEU GOVERNO: Convocou um Plebiscito (06/01/63): Vence a volta presidencialismo. Plano Trienal (Desenvolvimento econômico e social) - Criação do 13º Salário. Reformas de base. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 11
  • 12. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Temática 4 GOVERNOS MILITARES Período que durou de 1964 a 85, no qual a direção das Forças Armadas assume o controle do poder político no Brasil. Este regime foi fortemente autoritário. MARECHAL CASTELO BRANCO (1964-1967) Desenvolveu uma política de combate à inflação e rigorosa repressão aos acusados de subversão. FATOS DE SEU GOVERNO: - Consolidação do Regime Militar - Editou os Atos Institucionais 1,2,3 e 4 (amplos poderes para o Presidente para caçar mandatos e suspender direitos políticos). - Executou o PAEG ( Plano de Ação Econômica do Governo) - combate a inflação - Entrada de capital estrangeiro - Criou o FGTS - Criou o BACEN - Criou a SUDAM - Rompeu laços com Cuba, URSS e China Atos Institucionais AI 1 - Transferência do poder civil para o militar AI 2 - Bipartidarismo ARENA MDB AI 3 - Eleições Indiretas AI 4 - Transforma o Congresso em Assembléia Constituinte MARECHAL COSTA E SILVA (1967-1969) Editou o Ato Institucional nº 5 ( concedendo amplos poderes ao presidente da República, inclusive de fechar o Congresso Nacional) *Criou o Plano de Desenvolvimento Econômico (PED); *Manifestações públicas contra a ditadura; * Passeata de estudantes; * greves; * discursos de políticos mais corojasos; * Costa e Silva adoece e morre, sendo substituído por uma junta militar, que impediram o vice Pedro |Aleixo (era civil) de assumir. A junta transmitiu os poderes ao General Garrastazu Médice. GARRASTAZU MÉDICE (1969-1974) Lema: Segurança e desenvolvimento; Executou o Plano Global de Desenvolvimento "metas e Bases" (1ºPND); Governo marcado pela criação de "Projetos de Impacto" (Ponte Rio-Niterói, Transamazônica); ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 12
  • 13. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Criou o Programa de Integração Nacional (PIN); Criou a Superintendência de desenvolvimento do Oeste (PRODOESTE); Criou a Superintendência para o Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO); Realizou Reforma no Ensino. GENERAL ERNESTO GEISEL (1974-1979) O governo do General Ernesto Geisel, conheceu uma crise econômica marcada pelo fim do “Milagre Brasileiro”, e pela crise energética mundial, quando ocorre a elevação dos preços do petróleo, Tinha como projeto realizar à abertura política “ Lenta, gradual e segura”. - 2º PND - Criou a Usina Hidrelétrica de Itaipu - Influência da guerrilha (MR8 e PCBR) - Tratado nuclear com a Alemanha - Proálcool (1975) = crise do petróleo - Anistia a exilados políticos, que podiam voltar ao Brasil (Brizola, Prestes e outros) GENERAL FIGUEIREDO (1979-1985) - Continuo a abertura política iniciada por Geisel - Greves no ABC paulista (destaque para o então líder sindical Luís Inácio Lula da Silva) - Criação do estado de Rondônia] - Colocou em prática o 3º PND - 1982 – Eleições diretas para todos os níveis, exceto para Presidente da República - Fim do Bipartidarismo e extinção da Arena e MDB (surgiram novos partidos políticos PMDB, PDT, PT e PDS - “Diretas já” (derrota da emenda Dante de Oliveira) Temática 5 BRASIL COMTEMPORÂNEO Em 1985 depois do desgaste total do regime militar, iria se concretizar a abertura política, ainda que em eleição indireta, a oposição teria uma vitória sobre os militares, com as escolha de Tancredo Neves e Sarney, para Presidente e Vice, respectivamente. Era o fim do governo militar e o início de um novo período democrático na história do Brasil. TANCREDO NEVES (1985) Foi eleito para Presidente da república com 480 e votos, contra 180 de Paulo Maluf. Na véspera da posse, Tancredo é internado as presas. Seu vice, José Sarney, assume o cargo, a princípio interinamente e, após sua morte, em 21 de abril, de forma definitiva. JOSÉ SARNEY (1985-1990) O governo de José Sarney começa a modificar a legislação autoritária herdada dos governos militares. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 13
  • 14. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Fatos: - 1ª eleição direta para Presidente, após a ditadura militar - São legalizados todos os partidos políticos, incluindo o PCB e o PC do B. - Constituição de 1988 –5/out PLANOS ECONÔMICOS PLANOS ECONOMICOS Plano Cruzado – Moeda passa do cruzeiro para o cruzado (congela preços e salários por 1 ano). Plano Cruzado II – empréstimos compulsórios e aumento de impostos Plano Bresser: Plano Verão – Moeda passa do Cruzado para o Cruzado Novo. CONSTITUIÇÃO DE 1988 - Volta ao estado democrático Legal - Consolidação de conquistas dos trabalhadores ( abono de férias, jornada de trabalho de 44 horas semanais etc.) - Avanço das questões dos direitos humanos (ex: a prática do racismo passou a ser crime inafiançável) FERNADO COLLOR DE MELLO (1990-1992) Concorre pelo recém formado Partido da Reconstrução Nacional (PRN), onde vence no segundo turno o canditado Luís Inácio Lula da Silva (PT). FATOS: • Teve um forte apoio da imprensa e das redes de televisão. • Venceu com a imagem de político jovem. • Tinha como promessas de campanha a “Caça aos Marajás”, e governar para os “descamisados”. • Bloqueou contas e aplicações financeiras ( confiscou 80% do dinheiro que circulava no país) • Extinguiu o Cruzado restabelecendo o cruzeiro. • Denúncias de corrupção (CPI). • Nas ruas o população pede impeachment (campanha “fora Collor” =caras pintadas). • Direitos políticos cassados por 8 anos (renunciou). • Assumiu seu Vice Itamar Franco. ITAMAR FRANCO (1992-1994) Início do Plano Real (através do Ministério da Fazenda com FHC) Foi criada uma nova moeda o Cruzeiro Real, que mais tarde foi substituída pelo Real Êxito do plano econômico com a redução a inflação a níveis baixíssimos. Itamar deixou o governo com uma alta popularidade ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 14
  • 15. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (1994-2002) - Adesão total ao neoliberalismo, com privatizações, cortes nos gastos públicos, política fiscal austera... - Real – plataforma política para a reeleição - Disputou as eleições com Lula vencendo no 1º turno - Acirramento das desigualdades sociais - Ação do MST. - Crise energética = apagões elétricos. - Foi reeleito concorrendo de novo com Lula LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA (2003-2008) - Governo se destaca pela alta popularidade (redução da pobreza + líder do G20 + aumento das relações comerciais globais). Primeiro mandato: vence as eleições, concorrendo com José Serra (PSDB) Segundo mandato: vence as eleições vendendo Geraldo Alckimim (PSDB). - programas sociais (fome zero – prouni); - Fortalecimento dos países emergentes (G20); - Relações diplomáticas; - suspeitas de corrupção (mensalão); - Tropas brasileiras no Haiti; - Tentativa de integrar o Conselho de Segurança da ONU. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 15
  • 16. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Temática 6 A Posição geográfica brasileira LOCALIZAÇÃO A República Federativa do Brasil localiza-se: a oeste = (hemisfério ocidental) do meridiano inicial ou de Greenwich; É cortado, ao norte, pela linha do equador e apresenta 7% de suas terras no hemisfério norte ou setentrional, e 93%, no hemisfério sul, ou meridional. Ao sul, é cortado pelo Trópico de Capricórnio (esta linha imaginária passa em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Norte do Paraná apresenta 92% do seu território na zona intertropical, isto é, entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio. FRONTEIRAS DO BRASIL Integrante do continente americano, o Brasil situa-se: na porção centro-oriental (leste) da América do Sul. limitando-se com quase a totalidade dos países sul-americanos, a exceção do Equador e do Chile. AMÉRICA DO SUL Fonte: Almanaque Abril, 2007. : ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 16
  • 17. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL PROGRAMA CALHA NORTE ATUALIDADES Projeto de Militarização das fronteiras setentrionais do país = criado em 1985 (Ditadura Militar), nas épocas de hoje é subordinado ao Ministério da Defesa. Objetivos principais: contribuir com a manutenção da soberania na Amazônia. contribuir com a promoção do seu desenvolvimento ordenado. promoção da assistência e proteção das populações indígenas. DIVISÕES REGIONAIS BRASILEIRAS DIVIVISÃO REGIONAL OFICIAL (IBGE) OU POLÍTICO-ADMINISTRATIVA A noção de planejamento consolidou-se no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Essa noção tem um claro significado territorial: para planejar, é preciso conhecer as características de cada área do país e as diferenças socioeconômicas e naturais entre elas. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 17
  • 18. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL CARACTERÍSTICAS ANOTAÇÕES: A atual divisão regional surgiu pela constituição de 1988. Divide o país de cinco macrorregiões. respeita os limites dos estados. Falta de integração Regional. Muito genérica para as necessidades de planejamento. Características das Regiões brasileiras Região Aspectos Físicos Aspectos Humanos Aspectos Econômicos Norte Clima equatorial Escassez de Extrativismo Mineral e Floresta amazônica população. Vegetal. Relevo: Planície Amazônica. Maior população Agricultura . Planalto das Guianas indígena. Pecuária. Bacia Amazônica Conflitos Chuvas de convecção. fundiários. Problemas Ambientais: Grilagem de (Desmatamentos + entrada de terras públicas. hidrelétricas + criação Bovina e Compra de áreas soja). da Amazônia. Nordeste Clima tropical úmido e Maior em Zona da mata (cana-de- Semi-árido. número de estados açúcar=cacau). Mata dos cocais Faixa litorânea Agreste (pecuária, arroz, Caatinga densamente milho e algodão) Mata Atlântica povoada. Meio-norte (extrativismo Rio São Francisco 2ª região vegetal e agricultura) Relevo de serras mais populosa e 3ª Sertão (pecuária (cristalinas) e chapadas. mais povoada do extensiva + fruticultura). Problema Ambiental Brasil. Indústria: Aumento dos Desertificação índices industriais. Turismo Sudeste Mares de Morros Áreas mais Importante área Clima tropical urbanizadas do país. econômica Mata tropical e campos Região mais Perda dos índices populosa e mais industriais. povoada do brasil Centro-oeste Clima tropical 2ª região Agroindústrias (carnes + Cerrado, floresta mais urbanizada do grãos ) equatorial e o pantanal. Brasil Maior produtora de grãos do Relevo constituído por População país. palnaltos, chapadas e Planície concentrada no sul do pantanal. da região. SUL Clima Subtropical Maior emigração européia Pecuária Vegetação Mata de araucária Mobilidade populacional Indústria de Celulose Planalto Meridional Cultivo do arroz ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 18
  • 19. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL REGIÕES GEOECONÔMICAS OU COMPLEXOS REGIONAIS Há uma outra forma de regionalizar o Brasil, embora não seja oficial. Muitos geógrafos optam pela divisão do país em três grandes complexos regionais (Centro-Sul, Nordeste e Amazônia), baseada na situação geoeconômica e nas relações entre população e espaço natural. CARACTERÍSTICAS: Divisão não-oficial do país. Dividida em três complexos regionais (Centro- Sul, Nordeste e Amazônia). Não respeitam os limites políticos dos estados (Ex: Norte de MG faz parte do Nordeste). Demonstram a integração econômica promovida pela concentração industrial do sudeste. COMPLEXO DO NORDESTE 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA Estende no norte de MG até o Leste do Maranhão (Polígono das Secas). Possui 30 % da população nacional. Contrastes naturais (litoral úmido, interior seco). SUB-REGIÕES NORDESTINAS ANOTAÇÕES: 1 – MEIO-NORTE 2- SERTÃO 3- AGRESTE 4-ZONA DA MATA ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 19
  • 20. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 2) CARACTERÍSTICAS: Zona da Mata: Primeira área do país a ser colonizada (desmatamentos Mata Atlântica). Localiza-se ao Litoral. Sub-região mais rica e mais populosa do nordeste. Possui as duas monoculturas latifundiárias nordestinas (Cana-de-açúcar + cacau) = latifúndios + monoculturas. Aumento da industrialização. Agreste: Área de transição entre o litoral (Zona da Mata) e o Sertão. Densidade demográfica superior a do sertão. Economia: Policultura Comercial + Pecuária Leiteira (pequenas e médias propriedades). Sertão: mais extensa das sub-regiões. Aspectos físicos: clima semi-árido + vegetação da caatinga + rios temporários) = POLÍGONO DAS SECAS. Rio São Francisco (único rio perene que passa na sub-região). Economia: agricultura extensiva + agricultura tradicional (mandioca, milho, feijão e cana-de-açucar) + fruticultura irrigada. Meio-Norte: Constituído pelos estados do Maranhão e do Piauí. Zona de transição entre a Amazônia e o Nordeste. Aspectos físicos: Clima tropical úmido + Mata dos Cocais (Babaçu e Caranaúba). COMPLEXO DO CENTRO-SUL COMPLEXO DA AMAZONIA 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA Abrange as áreas mais industrializadas do Principal reduto de povos indígenas. país (Sudeste + Sul) e áreas de economia mais Mais extensa das regiões geoeconômicas (58% dinâmica do Centro-Oeste (Sul de MT e os estado do país). de Goiás e MS). Seus limites ultrapassam muito os da Região Norte (abrangendo a maior parte dos estados do Mato Grosso e Tocantins + oeste do Maranhão). ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 20
  • 21. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL OMPLEXO DO CENTRO-SUL COMPLEXO DA AMAZÔNIA 2) CARACTERÍSTICAS: 2) CARACTERÍSTICAS: Núcleo econômico do país (maiores parque da Quadro natural marcante: planície Amazônica + Agropecuária e industria). clima equatorial quente e úmido + exuberante floresta equatorial + riquíssima rede hidrográfica). Concentra mais de 60% da população do país. Apresenta densidade demográfica baixíssima. Melhores infra-estruturas. Economia: baseada no extrativismo mineral e vegetal (látex, açaí, madeira e castanha). Problemas: favelização, narcotráfico, criminalidade Indústria: vem crescendo nos últimos anos entre outros. (Mineração + eletroeletrônicos). Problemas: Conflitos fundiários (disputas pelo acesso a terra). Problemas ambientais (desmatamentos, queimadas, e entrada de usinas hidrelétricas). Grilagens de Terras (apossamento de terras públicas = reservas indígenas). BRIGADA MILITAR TESTES – TEMÁTICA 6 1(PEIES – 2007) De acordo com os seus conhecimentos e com a representação cartográfica em anamorfose da distribuição do PIB total pelas unidades da federação, é correto afirmar: 1. O estado que se destaca na participação do PIB nacional é o que mais tardiamente modernizou suas estruturas produtivas. II. A dimensão territorial não exerce influência sobre o P18, pois, apesar das extensas áreas das unidades da federação da região Norte, a participação do PIB é muito pequena quando é comparada à das unidades do Sudeste. III, A importância do estado de São Paulo, construída desde o período colonial, ainda permanece hegemônica. Está(ão) correta(s) a) apenas I. b) apenas II. c) apenas III. d) apenas II e III e) I, II e III ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 21
  • 22. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 2 (PEIES/ 2007) Leia o texto: Está(ão) correta(s) “[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só a) apenas I. nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade da população atual, migraram para outras regiões em épocas de b) apenas II. seca. Boa parte deles nunca voltou.” COELHO, M. A; TERRA, L. c) apenas I e III. Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133. d) apenas II e III. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir. ( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, e) I, II e III. como a construção de açudes, têm solucionado o problema, principalmente, dos sertanejos pobres. 5 (PEIES – 2005) ( ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de corte e na agricultura tradicional. ( ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do problema, contribuindo, sim, para a chamada “indústria da seca”. A seqüência correta é: a) V-V-F. b) F-V-V. c) V-F-V. d) F-V-F. e) F-F-F. 3 (PEIES/ 2007) Leia o texto: “[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade da população atual, migraram para outras regiões em épocas de seca. Boa parte deles nunca voltou.” COELHO, M. A; TERRA, L. Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir. ( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, como Sobre a divisão regional do Brasil, em especial a mostrada a construção de açudes, têm solucionado o problema, nos mapas, é INCORRETO afirmar que principalmente, dos sertanejos pobres. ( ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade a) as subdivisões regionais são mais numerosas quanto maior demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de é a extensão da transformação do espaço pela sociedade. corte e na agricultura tradicional. ( ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas b) as subdivisões em mesa e microrregiões relacionam-se pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do com a complexidade gerada pelas atividades produtivas. problema, contribuindo, sim, para a chamada “indústria da seca”. c) a identificação das microrregiões geográficas se A seqüência correta é: diferenciam basicamente pela influência dos centros urbanos a) V-V-F. e pelos tipos dominantes do uso do solo. b) F-V-V. c) V-F-V. d) a idéia de se estabelecer uma regionalização oficial do d) F-V-F. território nacional é conseqüência da noção de que o e) F-F-F. planejamento do desenvolvimento econômico tem significado territorial. 4 (PEIES – 2006) Considerando a dinâmica regional da e) as subdivisões regionais do Rio Grande do Sul e do Acre economia brasileira, expressa pelos complexos regionais, pode-se refletem a homogeneidade da organização do espaço afirmar que geográfico brasileiro. I. o Centro-Sul expressa a integração econômica do Sudeste industrial e financeiro com o Sul agrícola e industrial, 6 (PEIES – 2002) Cosiderando que o Brasil é um país demonstrando também a expansão da agropecuária para a porção meridional do Centro-Oeste. de grandes contrastes nais, pode(m)-se afirmar: II. o Complexo do Nordeste representa a região de povoamento antigo e a apropriação produtiva baseada em estruturas agrárias e I- As enormes diferenças naturais existentes no interior do sociais arcaicas. É a principal área de refluxo de pessoas nas território brasileiro vieram juntar-se as disparidades humanas. migrações internas. II- As disparidades regionais agravaram-se com a III. o Complexo Amazônico expressa a existência de uma fronteira industrialização do país, com a integração nacional e com a de expansão da economia nacional, que é uma fronteira tanto demográfica quanto de recursos. formação de um espaço geográfico unificado. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 22
  • 23. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL III- Na atualidade, uma série de problemas é comum em todo o 9 (PEIES – 2000) país, e mesmo as particularidades locais devem ser enfrentadas "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na em conjunto. história e na geografia brasileira. Ele é resultado da industrialização do país e da integração do mercado interno. " MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e Está (ão) correta(s) Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154. a) apenas I. O texto pode ser complementado, afirmando-se também que b) apenas II. c) apenas III. I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro, uma regionalização diferente daquela produzida pela economia d) apenas I e II. urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste e) I, II e III. brasileiro. II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no 7 (PEIES – 2002) Leia o texto: centro dinâmico da economia nacional abalou a base das economias regionais nordestinas. "Na casa de taipa e chão batido, o pequeno Jackson, dois anos, caminhava alegre de um lado para outro agarrado a um pacote de III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação bolacha (...) Havia um mês, o menino e outros oito moradores do da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade casebre comiam apenas resto de arroz e angu (...) A gente ia da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para morrer de fome, não fosse a comida que dão para nós na cidade mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da (...) Em Canindé, 110 quilômetros da capital cearense, o agricultor intervenção da SUDENE. conta que, na região, ninguém ganha nem R$ 0,50, há quatro meses (...) Vivemos escapando da morte e só Deus sabe o que Está(ão) correta(s). será de nós (...)" a) apenas I. Isto é, N° 1658, 11107/2001, p.4S. b) apenas II. A partir da leitura da reportagem, pode-se afirmar que a mesma se refere c) apenas III. a) ao meio-norte nordestino, que se constitui em uma área de d) apenas I e III. transição entre a Amazônia úmida, coberta de floresta, e o Sertão, de clima árido e vegetação xerófila. e) I, II e III. b) ao litoral nordestino, representado por parte da planície litorânea que vai desde o Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. 10 (PEIES – 2000) c) ao sertão nordestino que é caracterizado por clima semi-árido e vegetaçâo de caatinga e que ocupa a área mais extensa do interior "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na do Nordeste. história e na geografia brasileira. Ele é resultado da d) ao agreste nordestino, que corresponde à zona de transição industrialização do país e da integração do mercado interno. " entre o litoral úmido e o sertão semi-árido. MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e e) à Região Nordeste como um todo. Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154. O texto pode ser complementado, afirmando-se também que 8 (PEIES – 2000) Sabendo que o Brasil está dividido em três grandes regiões geoeconômicas, associe a região à afirmativa I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro, correspondente. uma regionalização diferente daquela produzida pela economia urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste ( ) Na porção centro-oeste desse espaço regional, a grande brasileiro. disponibilidade de terras, de incentivos fiscais e financeiros contribuiu para que a fronteira agrícola se ampliasse. II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no centro dinâmico da economia nacional abalou a base das ( ) As políticas regionais de desenvolvimento. com incentivos economias regionais nordestinas. fiscais e investimentos estatais diretos, criaram outras formas de integração desse espaço regional ao restante do país. III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade ( ) O dinamismo industrial dessa área continuou associado ao da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para desenvolvimento de complexos agroindustriais. mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da intervenção da SUDENE. A seqüência correta é Está(ão) correta(s). a) 3 - 3 - 2 – 1. b) 2 - 1 - 1 - 3. a) apenas I. c) 3 - 2 - 1 - 2. d) 3 - 1 - 3 - 2. b) apenas II. e) 2 - 2 - 3 - 1. c) apenas III. d) apenas I e III. e) I, II e III. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 23
  • 24. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 13 (UFPEL – 2006) O sistema de organização políico- 11 (ENEM – 2005) Observe as seguintes estratégias para a administrativa do Brasil, desde o descobrimento até a ocupação da Amazônia Brasileira. atualidade, apresentou variações, evidenciadas, por exemplo, I - Desenvolvimento de infra-estrutura do projeto Calha Norte; nas capitanias hereditárias, no governo geral, na monarquia, no II - Exploração mineral por meio do Projeto Ferro Carajás; império e na república. Um dos problemas verificados na divisão III - Criação da Superintendência para o Desenvolvimento da do território tem sido a multiplicação de estados, motivada pela Amazônia; necessidade de acomodar interesses políticos das oligarquias IV - Extração do látex durante o chamado Surto da Borracha. que continuam desequilibrando o sistema representativo, favorecendo os estados do Norte e do Nordeste, tradicionais A ordenação desses elementos, desde o mais antigo ao mais redutos políticos de elites agrárias. recente, é a seguinte: (A) IV, III, II, I. (B) I, II, III, IV. (C) IV, II, I, III. (D) III, IV, II, I. (E) III, IV, I, II. 12 (UFPEL – 2006/ Inverno) Devido à sua grande extensão territorial, o Brasil apresenta muitos contrastes, seja em aspectos físicos, econômicos ou humanos. Com base nessas diferenças, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) dividiu o país em cinco regiões há cerca de trinta anos. As regiões identificadas pelo IBGE são as seguintes: I. Norte II. Centro-Oeste III. Nordeste IV. Sudeste V. Sul Analise as seguintes afirmações sobre a divisão regional do Brasil. ( ) É uma região de contrastes nos aspectos naturais, humanos e econômicos. Ela apresenta áreas chuvosas e áreas de clima semi-árido. Além disso, quase um quarto da população vive na miséria, enquanto uma pequena parcela detém parte das riquezas. Ela contribui muito com a migração para outras regiões. ( ) É a região mais extensa do país, embora apresente baixa densidade demográfica. Nessa região predominam aspectos naturais, floresta densa e heterogênea, clima quente e úmido, rios extensos e caudalosos, os quais drenam terras geralmente de altitude pouco elevada. Ela equivale a cerca de 60 % do território brasileiro. ( ) Região que corresponde a 6,8 % do território brasileiro, mas é a segunda em importância econômica. Ela apresenta uma densidade demográfica significativa, com mais de 41 hab/km2. Nessa região, destaca-se o predomínio de um clima subtropical. ( ) Região mais povoada do Brasil, a qual possui quase 43% da população brasileira e concentra a maior produção agrícola e industrial do país, assim como a maior rede de transportes. É nessa região que podemos observar melhor a diversidade espacial Com base nas informações anteriores e em seus resultante do desigual desenvolvimento do país. conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que ( ) Esta região corresponde a quase 19% do território brasileiro. Pouco povoada, apresenta uma densidade demográfica (a) os limites da região geoeconômica Amazônia praticamente de 6,8 hab/km2. Foi desbravada nos séculos XVII e XVIII pelos coincidem com os da Região Norte do IBGE. Trata-se de uma bandeirantes, que procuravam pedras e metais preciosos. Desde a região de grande população absoluta - apesar da baixa densidade década de 1960, a região atrai imigrantes por oferecer grande demográfica – que apresenta um crescimento na industrialização, quantidade de terras a serem exploradas. sobretudo no setor de mineração. (b) a região geoeconômica Nordeste é caracterizada por uma homogeneidade natural marcada pela seca. É uma região que Escolha a alternativa que apresenta a relação correta entre as concentra um grande contingente populacional e que se constitui regiões e suas características. em uma “região-problema”, em face das graves dificuldades (a) I, II, V, III e IV. sociais e econômicas que apresenta. (b) II, III, IV, V e I. (c) a região geoeconômica Centro-Sul abrange as duas porções (c) V, III, I, II e IV. mais industrializadas do país (Sudeste e Sul) e as áreas de (d) III, I, V, IV e II. economia mais dinâmica da região Centro-Oeste (de acordo com o (e) IV, I, III, II e V. IBGE): sul de Tocantins, norte de Goiás e parte de Minas Gerais. (f) I. R. (d) parte do norte do estado de Minas Gerais – porção semi-árida, de economia pouco dinâmica – integra o complexo regional do Nordeste. O restante desse estado integra o complexo regional Centro-Sul, que também é composto por parte de Tocantins (Região Norte) e parte de Mato Grosso, (Região Centro-Oeste). ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 24
  • 25. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL (e) a área afetada por secas periódicas, no Meio Norte da região geoeconômica Nordeste, constitui o “Polígono das Secas”. Nessa área, funciona a chamada indústria da seca, como ficou conhecida a prática de políticos e fazendeiros para obter lucros e vantagens pessoais com esse flagelo. (f) I.R. 14 (FURG – 2007) Entre as características da atual divisão 15 (FURG – 2005) Leia o texto abaixo: regional do Brasil, analise as afirmativas a seguir: “Considerando-se a geografia nacional, pode-se dizer que, seja em termos quantitativos, seja em termos qualitativos, a produção e a I. A divisão baseou-se no conceito de regiõeshomogêneas, reprodução da exclusão estão sujeitas a intensidades, alcances e definidas pela combinação e predominância de aspectos naturais, modalidades diferenciados nas regiões _________ e __________, sociais eeconômicos que permitem diferenciá-las. por um lado, e na região__________, por outro. Nas primeiras II. A atual divisão regional apresentou, entre suas modificações, a constata-se uma ampla ‘selva’ de exclusão, marcada pela pobreza criação do estado de Tocantins, que foi incluído na região Norte. e também pela fome, que atingem famílias numerosas jovens, III. Os limites de uma região não coincidem com os dos estados; população pouco instruída e sem experiência assalariada formal. Já assim, um estado, dependendo de suas características, pode ter na segunda, observa-se uma ‘selva’ de exclusão pontuada por parte do seu território em uma região e parte em outra. alguns ‘acampamentos’ de inclusão, onde a pobreza atinge IV. Foram estabelecidos dois níveis hierárquicos básicos: as principalmente famílias pouco numerosas, com número reduzido de microrregiões e as macrorregiões homogêneas. crianças e jovens, sendo os indivíduos relativamente escolarizados V. As regiões foram divididas em seis grandes unidades territoriais, e com experiência de assalariamento formal”. que apresentam características que as individualizam. Atlas da Exclusão Social no Brasil, 2003, vol. 1, p. 26. Estão corretas as afirmativas: Considerando-se os grandes conjuntos regionais da nova divisão A) III, IV e V. regional brasileira, as regiões referidas no texto são, B) I, II e III. respectivamente: C) II, III e IV. A) Nordeste - Sudeste - Centro-Sul. D) II, III e V. B) Amazônia - Sul - Sudeste. E) I, II e IV. C) Sul - Nordeste - Sudeste. D) Norte - Nordeste - Centro-sul. E) Sul - Sudeste - Nordeste. ANOTAÇÕES: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 25
  • 26. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Temática 7 RELEVO BRASILEIRO Os aspectos físicos do espaço entendem-se por um conjunto de elementos naturais que interagem entre si: Figura: Elementos naturais Sustentabilidade: Geologia Relevo Hidrografia Aquecimento global: Relatório IPCC: Vegetação Climas Problemas ambientais Fonte: PINTO, Muriel. GEOLOGIA DO BRASIL Geologia: Os dados fundamentais desses estudos obtêm-se pela análise das rochas, solos, minerais e restos fósseis. O território brasileiro é formado basicamente, por dois tipos de estruturas geológicas: os escudos cristalinos (blocos cratônicos) e as bacias sedimentares. Brasil: Rochas vulcânicas ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 26
  • 27. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL ERAS GEOLÓGICAS Terremotos no Brasil A pouca incidência de terremotos no Brasil é proveniente de sua localização no centro da placa Sul- americana (São cerca de 80 a 90 por ano, a maioria com magnitude inferior a 4 = Numa escala que vai de 1 até 9, são considerados relativamente fracos). A maior atividade sísmica do Brasil é no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco e Recôncavo Baiano. O maior terremoto já registrado no Brasil foi o da Serra do Tombador, no Mato Grosso, em 1955, que atingiu 6,6 pontos na escala Richter. O terremoto com a primeira vítima fatal aconteceu em dezembro de 2007, na cidade de Itacarambi, Minas Gerais, com um tremor de 4,9 pontos na escala Richter. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 27
  • 28. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Tremor no litoral é sentido em São Paulo no dia 22 de abril. O epicentro do terremoto ocorreu a 270 km de São Vicente, localizada no litoral sul de São Paulo, e atingiu 5,2 graus na escala Richter. Conheça a escala Richter : Menos de 3,5 graus - É registrado, mas muitas vezes não é sentido 3,5 a 5,4 graus - É sentido, mas pode causar danos 5,5 a 6 graus - Ocasiona danos pequenos em prédios 6,1 a 6,9 graus - Pode causar danos graves em regiões onde vivem muitas pessoas 7 a 7,9 graus - Terremoto de grandes proporções e causa danos graves 8 graus ou mais - Terremoto muito forte e causa destruição na área atingida e em áreas vizinhas Escudos Cristalinos ou Maciços antigos (36%) = origina minerais metálicos. Ex: Ferro + Manganês + Bauxita + Cassiterita + Ouro BRASIL - ESTRUTURA GEOLÓGICA (origina a formação dos solos e das rochas) Bacias Sedimentares (64%) = origina minerais energéticos (Combustíveis fósseis = Não-renováveis). Ex: Petróleo + Carvão Mineral + Gás Natural + Urânio + Xisto Betuminoso. Brasil: Bacias sedimentares ANOTAÇÕES: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 28
  • 29. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Figura: Principais concentrações de minerais metálicos ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 29
  • 30. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL RELEVO BRASILEIRO A formação do relevo possui uma relação direta com as características gelógicas dos locais. Como vimos anteriormente, nosso país possui uma estrutura geológica constituida por bacias sedimentare (64%) e escudos cristalinos (36%), não apresentando dobramentos modernos (formação recente = grandes altitudes). Aproximadamente 93 % do território apresenta altitudes inferiores a 900 m (altimetria) = altitudes modestas. Composição do relevo brasileiro: * Planaltos: facilita a produção de energia elétrica e dificulta a navegação = processo de desgaste ou degradação supera a deposição de sedimentos (superfícies irregulares, formadas por serras, morros e chapadas). * Planícies: processo de sedimentação supera a degradação. * Depressões: é área ou porção do relevo que se situa abaixo do nível do mar ou dos terrenos que a circundam = no Brasil não aparecem depressões absolutas. * Ainda aparecem Serras + chapadas. Criada em 1942. Criada em 1962. Dividida em sete unidades. Elevou para dez o número de unidades do relevo brasileiro. Manteve em grande parte a proposta elaborada por Azevedo. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 30
  • 31. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL CLASSIFICAÇÃO DE JURANDIR ROSS Apresenta maior detalhamento e complexidade em relação a outras classificações do relevo brasileiro. Baseada em critérios: morfoestruturais (leva em conta a estrutura geológica na gênese das formas de relevo) morfoclimáticos e morfoesculturais (valoriza a geometria ou modelado do relevo). Dividida em 28 unidades = introduziu o conceito de depressões. Resultou de emprego de tecnologia avançada (aerofotogrametria) = importante ferramenta de planejamento regional. ANOTAÇÕES: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 31
  • 32. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL ANOTAÇÕES: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 32
  • 33. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL BRIGADA MILITAR TESTES TEMÁTICA 7 1 (PEIES/ 2007) Leia o texto: “A ação dos agentes do modelado sobre um substrato geológico no qual predominam os dobramentos cristalinos da Era Pré-Cambriana produziu um relevo típico [...] As oscilações climáticas do período Quaternário e a grande variação topográfica que marca sua extensa área de ocorrência são tidas como elementos explicativos da densidade, complexidade e biodiversidade desse domínio [...] Os mais importantes núcleos urbanos e industriais do país se ergueram sobre os despojos dos ecossistemas florestados originais [...].“ MAGNOLI, D.;ARAÙJO, R. Geografia:a construção do mundo: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna. 2005. p. 107 e 108. As características descritas são relativas ao domínio a) amazônico. b) dos mares de morros. c) dos cerrados. d) das pradarias. e) das caatingas. 2 (PEIES/ 2007, adaptada) Observe as figuras: 1 2 3 4 As figuras correspondem, respectivamente, às formas de relevo: a) depressão - planalto - serra - planície. b) serra - planalto - planície - depressão. c)) serra - depressão - planalto - planície. d) depressão - planície - planalto - montanhas e) planalto - planície - serra - depressão. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 33
  • 34. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 5 (PEIES – 2005) 3 (PEIES – 2006) a) A significativa presença de formações florestais na área indicada no mapa B é conseqüência das condições climáticas do passado. b) As áreas destacadas nos mapas A e B correspondem, respectivamente, a espaços susceptíveis à desertificação e a processos de arenização. c) No mapa B, a área destacada apresenta solos com elevados o mapa mostra o relevo brasileiro, conforme a classificação: teores de areia onde as ativídades agropecuárias e os processos erosivos fazem surgir areais. a) proposta por Jurandir Ross que está baseada nos critérios morfoestrutural, morfoclimático e morfoescultural. d) As áreas indicadas no mapa A caracterizam-se por irregularidade das precipitações, solos pouco profundos, b) de AzizAb'Saber que emprega o critério morfoclimático. afloramentos rochosos e práticas agrícolas inadequadas, o que potencializa o processo de desertificação. c) proposta por Aroldo de Azevedo que empregou termos geomorfológicos para denominar as díivisões gerais e usou e) Embora representem domínios morfoclimáticos distintos, as critérios geológicos para classificar as subdivisões. áreas destacadas nos mapas apresentam em comum vulnerabilidade ecológica. d) de AzizAb'Saber que ampliou a classificação deAroldo de Azevedo, acrescentando novas unidades ao relevo brasileiro. 4 (PEIES – 2002) e) de Aroldo deAzevedo que se baseou nos processos de erosão e sedimentação para diferenciar planalto de planície. Considerando o ciclo das rochas, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) as afirmativas a seguir. ( ) Nos quadros B e C, Calvin faz referência às rochas : sedimentares. Essas rochas são formadas pela deposição : de material originado da destruição erosiva de qualquer : tipo de rocha e formam a base do relevo do planalto das Guianas. ( ) No quadro C, Calvin não explica a origem das rochas vulcânicas que provêm da consolidação extrusiva do magma. O território brasileiro, na era mesozóica, foi palco de intensas erupções vulcânicas. ( ) No quadro B, Calvin refere que, ao longo do tempo, as rochas formadas vêm sendo continuamente destruídas. Isso ocorre pelo intemperismo, pela erosão ou pela conjugação de ambos os processos. A seqüência correta é a) V- V -V . b) F – V - V. c) F – V -F. d) V - F - F. e) F - F - F. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 34
  • 35. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 6 (UFSM – 2004) Observe e compare os mapas: Considerando os mapas de geologia e de recursos minerais do Brasil, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas alternativas a seguir. ( ) Os minerais metálicos são explorados nas áreas de predomínio de rochas sedimentares muito antigas. ( ) Nas áreas de escudos e faixas de dobramentos antigos, concentra-se a exploração de minerais tanto metálicos quanto não-metálicos. ( ) Os minerais energéticos são explorados, essencialmente, onde predominam estruturas geológicas sedimentares. ( ) A maior parte dos minerais está sendo igualmente explorada nas áreas de rochas sedimentares e nas de estruturas cristalinas. A seqüência correta é a) V – V – F - V b) V - F - V - F. c) F - V - V – F. d) F – F – V – V. e) F – V – F –V. 7 (UFSM – 2003) ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 35
  • 36. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Considerando os mapas das áreas de riscos de erosão e do relevo brasileiro, pode-se inferir que as áreas de a) fracos riscos de erosão correspondem aos relevos de planícies, como ocorre nas regiões do Río Amazonas e do Pantanal Mato-Grossense . b) riscos de erosão forte a muito forte abrangem a maior parte dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná. c) riscos moderados a fortes correspondem exclusivamente às Depressões, como a Depressão Sul-Amazônica. d) riscos de erosão fracos a moderados restrigem-se às Depressões e Planícies, como ocorre na maior parte da região Norte-Amazônica e no Pantanal Mato-Grossense, reSpectivamente. e) riscos de erosão extremamente fortes correspondem à Serra do Espinhaço, que pertence ao compartimento dos Planaltos e Serras do Leste- Sudeste. 8 (ENEM – 2006) A situação poeticamente descrita acima sinaliza, do ponto de vista ambiental, para a necessidade de: Esta manhã acordo e I- manter-se rigoroso controle sobre os processos de instalação de novas não a encontro. mineradoras. Britada em bilhões de lascas II- criarem-se estratégias para reduzir o impacto ambiental no ambiente deslizando em correia transportadora degradado. entupindo 150 vagões III- reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a necessidade de extração de no trem-monstro de 5 locomotivas minérios. — trem maior do mundo, tomem nota — É correto o que se afirma: foge minha serra, vai A) apenas em I. deixando no meu corpo a paisagem B) apenas em II. mísero pó de ferro, e este não passa. C) apenas em I e II. Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética. D) apenas em II e III. Rio de Janeiro: Record, 2000. E) em I, II e III. 9 (UFPEL – 2008/ Inverno) “Espalhadas do Espírito Santo à Santa Catarina, reservas de petróleo na área chamada de pré-sal prometem dar novo sentido à estrofe do Hino Nacional ‘deitado eternamente em berço esplêndido.’” Zero Hora, 20/04/2008. Acerca do tema, que envolve as descobertas petrolíferas a grandes profundidades, é correto afirmar que o petróleo é um(a) (a) substância que no Brasil é encontrada principalmente em escudos cristalinos oceânicos, formada pela deposição de restos animais e vegetais em ambientes planctônicos. (b) hidrocarboneto fóssil de origem orgânica, encontrado em bacias sedimentares, explorado no Brasil principalmente em solo marítimo por meio de plataformas, e está em risco de escassez no mundo. (c) substância oleosa constituída basicamente por uma combinação de carbono e hidrogênio encontrada em escudos cristalinos, cuja descoberta, no Brasil, tornou desnecessária a importação. (d) recurso energético renovável utilizado como instrumento de influência política global e especulação financeira; sua descoberta elevou o Brasil, em curto prazo, ao grupo de elite dos produtores de petróleo. (e) substância que, juntamente com seus derivados, possui uso isento de riscos ambientais; sua tecnologia de exploração, desenvolvida pela PETROBRAS, coloca o Brasil como membro da OPEP. (f) I.R. 10 (UFPEL – 2007/ Inverno) A representação cartográfica do relevo traduz, para duas dimensões de um plano, um fenômeno que, na realidade, se apresenta de maneira tridimensional. Observe as figuras a seguir. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 36
  • 37. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Com relação ao corte apresentado na carta topográfica da Figura A, é correto afirmar que o perfil topográfico correspondente está representado na Figura: (a) B, e as altitudes diminuem no seu conjunto de oeste-noroeste para leste-sudeste, acompanhando a orientação do perfil. (b) C, e as linhas hipsométricas, na carta topográfica, unem pontos que, sobre o terreno, possuem idêntica altitude. (c) B, e as curvas de nível na carta topográfica apresentam uma eqüidistância de 100 m. (d) B, e as curvas de nível que representam as partes do terreno mais planas são em maior quantidade e menos espaçadas do que nas partes mais íngremes do relevo. (e) C, e a altitude de qualquer ponto do terreno poderá ser determinada por meio de interpolação linear de curvas contíguas. (f) I.R. 11 (UFPEL – 2007) Relevo é o conjunto de diferentes 12 (FURG – 2008/ Inverno) Em abril de 2008, um formas apresentadas pela superfície terrestre, as quais são sismo de 5,2°, na escala de Richter, atingiu a região costeira do definidas pela estrutura geológica a partir da combinações de Sudeste e Sul do Brasil, o abalo chegou a gerar danos leves a ações da dinâmica externa e interna da Terra. estruturas de vários edifícios. Sobre os abalos sísmicos no Brasil, pode-se afirmar que Com base no texto acima e em seus conhecimentos, é correto afirmar que I. no Brasil, não ocorrem terremotos de grande magnitude, pois o mesmo está distante dos limites da placa sul-americana. (a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro devem-se a II. os terremotos, no Brasil, ocorrem em maior freqüência e menor intensa atividade geológica interna no passado, como vulcanismo, intensidade que em países situados nas proximidades de borda de terremoto e dobramentos, verificadas no Brasil. placa. (b) considerando que planícies são relevos em construção e III. mesmo no interior de placas estáveis, podem ocorrer planaltos relevos em destruição, no caso brasileiro, não devemos falhamentos ativos onde o acúmulo de esforços pode gerar levar em conta os processos que os constituíam para tal terremotos. classificação. IV. no Brasil, o estado do Acre é que apresenta sismos em zonas (c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não condiciona os profundas da crosta. mecanismos externos de atuação do intemperismo e da erosão V. a região Sul do Brasil é a que apresenta o menor número de sobre as rochas cristalinas e sedimentares. falhamentos ativos, portanto, a de menor sismicidade. (d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e as atividades agrícolas no caso brasileiro, por sua característica de baixas Com base no exposto acima, estão corretas apenas as afirmativas altitudes. A) I, II e V (e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e isso se B) I, III, IV e V deve a inexistêcia de dobramentos modernos durante o período C) II, IV e V terciário. D) II, III e IV (f) I.R. E) I, III e IV ANOTAÇÕES: ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 37
  • 38. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL 15 (UFGRS – 2007) 13 (FURG – 2008/ Inverno) No mapa abaixo, estão representados dois tipos de estruturas geológicas presentes em território brasileiro: bacias sedimentares e escudos cristalinos. 1) relacione os números correspondentes às estruturas geológicas representadas no mapa: ( ) bacias sedimentares ( ) escudos cristalinos 2) relacione os números das estruturas geológicas correspondentes aos recursos mineraisassociados: ( ) minério de ferro ( ) petróleo 3) relacione os números das estruturas geológicas correspondentes às rochas associadas: ( ) arenito ( ) granito Assinale a alternativa que apresenta as relações corretas: A) (1- I e II), (2-I e II) e (3-II e I) B) (1- II e I), (2-I e II) e (3-I e II) C) (1- I e II), (2-II e I) e (3-I e II) D) (1- II e I), (2-II e I) e (3-II e I) E) (1- I e II), (2-II e I) e (3-II e I) 14 (FURG – 2008) A formação do relevo brasileiro decorre da ação de diversos elementos, como a estrutura geológica do território, os agentes internos, o tectonismo e o vulcanismo, além de agentes externos, como a água corrente e o intemperismo. Leia as afirmativas abaixo sobre algumas das unidades do relevo do Brasil. I - As depressões no território brasileiro, à exceção da Depressão Amazônica Central, foram geradas por processos erosivos com grande atuação nas bordas das bacias sedimentares. II - As planícies brasileiras são áreas planas, geradas por deposição de sedimentos muito antigos de origem marinha, fluvial e lacustre, estando associadas aos depósitos do Quaternário. III - Entre as unidades de planaltos encontradas no Brasil, os planaltos em núcleos cristalinos arqueados fazem parte do cinturão orogênico da faixa atlântica, podendo ser citado o Planalto Sul- Riograndense. Assinale a alternativa que apresenta a(s) afirmativa(s) correta (s). A) II. B) I e II. C) II e III. D) I, II e III. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 38
  • 39. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL Temática 8 HIDROGRAFIA BRASILEIRA O conjunto de rios e lagos é responsável pela intensa umidade do território brasileiro (clima quente e úmido). Predominam em nosso território rios de planalto (em conseqüência da composição do relevo). Cerca de 70% dos recursos hídricos estão na Amazônia (população relativamente pequena e as agressões humanas um pouco menores). 1. Características da rede hidrográfica 5. Tipos de foz (final do rio, desembocadura) brasileira: Foz de estuário: predominante no Brasil = forma *Rica em rios uma canal no final do rio. *Pobre em lagos Foz de delta: forma vários canais no final do rio *Formada por rios volumosos (vazão = grande (Ex: Rio Paranaíba); quantidade de água); Foz mista: é uma junção das foz de estuário com a foz de delta (estuário + delta). 2. Regime dos rios (alimentação do rio) 6. Aproveitamento dos rios brasileiros Regime pluvial: dependem da sazonalidade das * geração de energia elétrica (Usina Hidrelétricas); chuvas (maioria dos rios brasileiros); * abastecimento; Regime nival ou glacial: dependem do * irrigação; derretimento do gele e da neve; * pesca; Regime complexo ou misto: é uma mistura do * transporte ( o transporte hidroviário é pouco regime pluvial com o nival (pluvial+nival) (Ex: Rio utilizado no Brasil – 18%) Amazonas – nasce na Cordilheira dos Andes). * turismo Obs: período de maiores cheias dos rios brasileiros é sempre o verão (zona climática intertropical – clima tropical). ANOTAÇÕES: 3.Tipos de rios Rios permanentes ou perenes: rios que não secam (maioria dos rios brasileiros); Rios Intermitentes ou temporários: rios que secam (alguns rios do sertão nordestino). 4. Drenagem dos rios (destino das águas) Drenagem exorréica: rios que deságuam no oceano (maioria dos rios brasileiros); Drenagem endorréica: rios que deságuam em outros rios; Drenagem arréica: quando os rios desparecem por infiltração. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 39
  • 40. BRIGADA MILITAR – CONHECIMENTOS GERAISPROF. MURIEL BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS Conceituadas como um conjunto de terra drenadas por um rio principal e seus afluentes, as bacias hidrográficas brasileiras são constituídas basicamente por bacias principais e secundários. ACREDITEM NOS SEUS SONHOS - murielpinto@yahoo.com.br 40