SlideShare uma empresa Scribd logo
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciada
pelas alteridades sociopolíticas: as identidades de São Borja como um instrumento
de mobilização civil para o processo de planejamento local*
                                                                                  Muriel Pinto**

*Artigo publico no Jornal Armazém da Cultura de São Borja, Maio/ 2012

**Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFRGS, Universidade Federal do Rio
Grande do Sul/ Bolsista CAPES. Geógrafo. Pesquisador das áreas: identidades, geografia cultural,
fronteira  São   Borja-Santo   Tomé,    políticas culturais,  paisagens     culturais.  E-mail:
murielpinto@yahoo.com.br

Após algumas edições ausente retorno com a perspectiva de discutir a importância das
identidades locais para a participação civil no processo de planejamento público
local/regional. Antes de falar sobre o tema proposto, gostaria de relatar minhas
percepções durante participação na primeira Semana Missioneira de São Borja. No
devido evento fiquei sensibilizado e muito contente em perceber que a cultura local está
sendo tratada e pensada como uma estratégia vital para a melhor compreensão do
cenário social, político e econômico de São Borja. Claro que ainda há muitos objetivos
e projetos a serem implementados, mas uma coisa tem que ser dita: é notório o
afloramento de ideias, pesquisas e apelo popular no que diz respeito às discussões
referentes ao contexto histórico, cultural, político e identitário samborjense. Nesse novo
sistema de pensamento aparece uma nova proposta de refletir o espaço local através de
uma ótica reflexiva e crítica, que percebe São Borja como uma cidade Histórica, que vai
além das manifestações culturais relacionadas ao pampa e às relações sociopolíticas
influenciadas pela ideologia trabalhista, mas sim como um espaço que possui múltiplas
identidades. Minha discussão referente à valorização da diversidade de narrativas
identitárias locais, busca pensar São Borja através de um mosaico de representações,
que também interprete outras manifestações culturais que de certa estão/ estavam foro
do foco do planejamento cultural da cidade, como as identidades ribeirinha e
missioneira. Cabe expor que tais identidades representam discursos populares e não
hegemônicos. Para tanto, deixo a disposição minhas publicações sobre o tema das
“Identidades de São Borja”, que estão publicadas na USP, UNESP, Espanha e
Ministério do Turismo/FGV. A partir desta discussão identitária vem à tona uma nova
forma de planejamento regional contemporânea, que é a chamada política do lugar! que
objetiva organizar a cidade a partir de sua base territorial, que são os bairros, vilas,
praças, parques, entre outros. Esta política do lugar esta perfeitamente adequada para
São Borja, visto que a cidade possui diversos lugares com grande difusão cultural, como
é o caso da Praça XV, bairro do passo, Cais do porto, bairro Maria do Carmo, entre
outros. Lugares estes, que podem contemplar diversos projetos culturais, que
contribuiriam para um melhor conhecimento e valorização da cultura local, assim como
poderiam gerar uma maior motivação para a população samborjense. Um dos grandes
desafios deste tipo de atividade seria a disponibilização de perspectivas para aqueles que
possuem potencial, que poderia despertar e gerar uma rede de qualificação e otimização
de potencialidades e multiplicadores de projetos culturais, além de instigar na população
o senso de participação no processo de planejamento local. Através destes pensamentos
é salutar que surjam resistências e oposições a estas novas discussões, pois a partir dos
debates poderemos sair da inércia participativa e da falta de criticidade no que diz
respeito ao surgimento de novas alternativas socioeconômicas para a região. Sendo
assim, é importante ressaltar que neste diálogo ninguém é dono da verdade, tanto as
reflexões da década de 1980 quanto às discussões atuais devem ser respeitadas. No
entanto, assim como a história, a ciência e os estudos avançam nas suas formas de
interpretação, o que permite melhor entendimento das mudanças e transformações
sociais, visto que este espaço histórico vive um momento estratégico e de mudança de
conceitos e valores. Neste sentido deve ser mencionado que a Universidade não é a
solução para tudo, para melhor planejar e discutir os projetos culturais locais é
imprescindível à participação dos pensadores e comunidade nativa de São Borja, pois
estes possuem um olhar sistêmico para o contexto local. Para finalizar gostaria de
informar que estou participando através da UFRGS, de um projeto do governo do
Estado       do     RS,      intitulado     “Plano    de      Desenvolvimento       da
Região da Fronteira (PDIF)”. Na devida ação vou ter a oportunidade de elencar
prioridades para a fronteira São Borja-Santo Tomé, assim como para a Região das
Missões. As devidas propostas serão enviadas para o Ministério da Integração. Acredito
que esta oportunidade será importante para expor as potencialidades e carências da
região. Desde já adianto que defenderei o objetivo de propor um melhor planejamento
para as políticas culturais transfronteiriças na fronteira Brasil-Argentina. Qualquer
interesse na contribuição de propostas, as mesmas poderão ser enviadas para meu e-mail
citado acima.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Fórum De Cultura
 
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOPCARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
RAPPER PIRATA
 
Documento pmc
Documento pmcDocumento pmc
Documento pmc
Anderson Avila
 
Plano de Governo #14
Plano de Governo #14Plano de Governo #14
Plano de Governo #14
Lourenço Neto Pereira
 
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia MoraisDivulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
Mais Por Arte
 
Apresentação3
Apresentação3Apresentação3
Apresentação3
Anderson Avila
 
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
Isabela Espíndola
 
Apresentação rs
Apresentação rsApresentação rs
Apresentação rs
planoscultura
 
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
Cultura e Mercado
 
Gestão Cultural
Gestão CulturalGestão Cultural
Gestão Cultural
Flavia Amorim
 
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De CulturaCasa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
Portal Iraraense
 
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLB
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLBRelatório Audiência Pública sobre o PMLLB
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLB
Elaine Teixeira
 
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MGCarta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
Aline Romani
 
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i j ose oeiras
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i   j ose oeirasApresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i   j ose oeiras
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i j ose oeiras
José Oeiras
 
federal reserve
federal reservefederal reserve
federal reserve
Sandro Suzart
 
Voce quer um bom conselho?
Voce quer um bom conselho?Voce quer um bom conselho?
Voce quer um bom conselho?
Revista Garimpo Cultural
 
Manual projetos
Manual projetosManual projetos
Manual projetos
Eduardo Macedo
 
Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
 Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020 Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
Gabinete do Vereador Ivan Moraes- Recife
 
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
Fórum De Cultura
 
Como organizar feiras de livros
Como organizar feiras de livrosComo organizar feiras de livros
Como organizar feiras de livros
Editora Rosa Rosé
 

Mais procurados (20)

Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07Seminario Permanente em Petropolis 07/07
Seminario Permanente em Petropolis 07/07
 
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOPCARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
CARTA PUBLICA REVINDICANDO AS POLITICAS EM PROL DO HIP HOP
 
Documento pmc
Documento pmcDocumento pmc
Documento pmc
 
Plano de Governo #14
Plano de Governo #14Plano de Governo #14
Plano de Governo #14
 
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia MoraisDivulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
Divulgação Culturais - O caminho das pedras | Bia Morais
 
Apresentação3
Apresentação3Apresentação3
Apresentação3
 
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES NA DISCUSSÃO DO PLANO DIRETOR PE...
 
Apresentação rs
Apresentação rsApresentação rs
Apresentação rs
 
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
Gestão Cultural: Planejamento, ferramentas e gestão empreendedora - Valerya B...
 
Gestão Cultural
Gestão CulturalGestão Cultural
Gestão Cultural
 
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De CulturaCasa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
Casa Da Cultura De Irará: Pressupostos Para Uma Política Municipal De Cultura
 
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLB
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLBRelatório Audiência Pública sobre o PMLLB
Relatório Audiência Pública sobre o PMLLB
 
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MGCarta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
Carta direcionada ao Conselho Municipal de Cultura - Uberlândia MG
 
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i j ose oeiras
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i   j ose oeirasApresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i   j ose oeiras
Apresentação planejamento de mandato ver. kley alves parte i j ose oeiras
 
federal reserve
federal reservefederal reserve
federal reserve
 
Voce quer um bom conselho?
Voce quer um bom conselho?Voce quer um bom conselho?
Voce quer um bom conselho?
 
Manual projetos
Manual projetosManual projetos
Manual projetos
 
Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
 Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020 Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
Planejamento do Mandato do Vereador Ivan Moraes - 2017 a 2020
 
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
Compacto plano municipal de cultura (Somente os Programas)
 
Como organizar feiras de livros
Como organizar feiras de livrosComo organizar feiras de livros
Como organizar feiras de livros
 

Semelhante a O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciada pelas alteridades sociopolíticas: as identidades de São Borja como um instrumento de mobilização civil para o processo de planejamento local

Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Muriel Pinto
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
Muriel Pinto
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
Muriel Pinto
 
Casa da cultura de irará pressupostos para uma política municipal de cultura
Casa da cultura de irará   pressupostos para uma política municipal de culturaCasa da cultura de irará   pressupostos para uma política municipal de cultura
Casa da cultura de irará pressupostos para uma política municipal de cultura
Roberto Martins
 
Carta da anpuh rj sobre a bncc
Carta da anpuh rj sobre a bnccCarta da anpuh rj sobre a bncc
Carta da anpuh rj sobre a bncc
Paulo Estagio Ii/2011.1/Uepb
 
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
citacoesdosprojetosdeotavioluizmachado
 
Corpo do texto 03
Corpo do texto 03Corpo do texto 03
Corpo do texto 03
Nathália da Rocha Pereira
 
Livro um município chamado alto alegre dos parecis
Livro   um município chamado alto alegre dos parecisLivro   um município chamado alto alegre dos parecis
Livro um município chamado alto alegre dos parecis
Sinval Gonçalves
 
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptxUEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
HermesBatista1
 
O marketing cultural e sua relevância social
O marketing cultural e sua relevância socialO marketing cultural e sua relevância social
O marketing cultural e sua relevância social
diamondmen
 
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdfDança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
Contemplo Cia de Dança
 
SECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - RelatórioSECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - Relatório
sabota
 
SECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - RelatórioSECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - Relatório
Thiago Nabuco
 
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidadesPLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
CassiaAraujo11
 
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
Marina Teixeira
 
Ação cultural na bpe niterói.
Ação cultural na bpe niterói.Ação cultural na bpe niterói.
Ação cultural na bpe niterói.
Elisângela Morais
 
geografia
geografiageografia
Mapeamento cultural: política pública e convivência social
Mapeamento cultural: política pública e convivência socialMapeamento cultural: política pública e convivência social
Mapeamento cultural: política pública e convivência social
Favela é isso aí
 
Monografia Cintia Pedagogia 2011
Monografia Cintia Pedagogia 2011Monografia Cintia Pedagogia 2011
Monografia Cintia Pedagogia 2011
Biblioteca Campus VII
 
Gt 1 henrique cunha jr. bairros negros
Gt 1 henrique cunha jr.   bairros negrosGt 1 henrique cunha jr.   bairros negros
Gt 1 henrique cunha jr. bairros negros
Lucas Mateus
 

Semelhante a O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciada pelas alteridades sociopolíticas: as identidades de São Borja como um instrumento de mobilização civil para o processo de planejamento local (20)

Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
 
Casa da cultura de irará pressupostos para uma política municipal de cultura
Casa da cultura de irará   pressupostos para uma política municipal de culturaCasa da cultura de irará   pressupostos para uma política municipal de cultura
Casa da cultura de irará pressupostos para uma política municipal de cultura
 
Carta da anpuh rj sobre a bncc
Carta da anpuh rj sobre a bnccCarta da anpuh rj sobre a bncc
Carta da anpuh rj sobre a bncc
 
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
Dissertação de sarah teixeira soutto mayor na ufmg em 2012
 
Corpo do texto 03
Corpo do texto 03Corpo do texto 03
Corpo do texto 03
 
Livro um município chamado alto alegre dos parecis
Livro   um município chamado alto alegre dos parecisLivro   um município chamado alto alegre dos parecis
Livro um município chamado alto alegre dos parecis
 
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptxUEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
UEPB - Universidade Estadual da Paraíba ritacvieira.bol (1).pptx
 
O marketing cultural e sua relevância social
O marketing cultural e sua relevância socialO marketing cultural e sua relevância social
O marketing cultural e sua relevância social
 
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdfDança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
Dança, cidade-território e circulação como politica publica.pdf
 
SECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - RelatórioSECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - Relatório
 
SECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - RelatórioSECOM UVA 2013 - Relatório
SECOM UVA 2013 - Relatório
 
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidadesPLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
PLANO-DE-HISTORIA-4-ANO. Com habilidades
 
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
O processo de degradação e revitalização dos espaços públicos: usos e apropri...
 
Ação cultural na bpe niterói.
Ação cultural na bpe niterói.Ação cultural na bpe niterói.
Ação cultural na bpe niterói.
 
geografia
geografiageografia
geografia
 
Mapeamento cultural: política pública e convivência social
Mapeamento cultural: política pública e convivência socialMapeamento cultural: política pública e convivência social
Mapeamento cultural: política pública e convivência social
 
Monografia Cintia Pedagogia 2011
Monografia Cintia Pedagogia 2011Monografia Cintia Pedagogia 2011
Monografia Cintia Pedagogia 2011
 
Gt 1 henrique cunha jr. bairros negros
Gt 1 henrique cunha jr.   bairros negrosGt 1 henrique cunha jr.   bairros negros
Gt 1 henrique cunha jr. bairros negros
 

Mais de Muriel Pinto

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Muriel Pinto
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Muriel Pinto
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
Muriel Pinto
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Muriel Pinto
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Muriel Pinto
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Muriel Pinto
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Muriel Pinto
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Muriel Pinto
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Muriel Pinto
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
Muriel Pinto
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
Muriel Pinto
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
Muriel Pinto
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Muriel Pinto
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
História brasil
História brasilHistória brasil
História brasil
Muriel Pinto
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
Muriel Pinto
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
Muriel Pinto
 
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
Muriel Pinto
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
Muriel Pinto
 

Mais de Muriel Pinto (20)

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
 
História brasil
História brasilHistória brasil
História brasil
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
 
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciada pelas alteridades sociopolíticas: as identidades de São Borja como um instrumento de mobilização civil para o processo de planejamento local

  • 1. O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciada pelas alteridades sociopolíticas: as identidades de São Borja como um instrumento de mobilização civil para o processo de planejamento local* Muriel Pinto** *Artigo publico no Jornal Armazém da Cultura de São Borja, Maio/ 2012 **Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ Bolsista CAPES. Geógrafo. Pesquisador das áreas: identidades, geografia cultural, fronteira São Borja-Santo Tomé, políticas culturais, paisagens culturais. E-mail: murielpinto@yahoo.com.br Após algumas edições ausente retorno com a perspectiva de discutir a importância das identidades locais para a participação civil no processo de planejamento público local/regional. Antes de falar sobre o tema proposto, gostaria de relatar minhas percepções durante participação na primeira Semana Missioneira de São Borja. No devido evento fiquei sensibilizado e muito contente em perceber que a cultura local está sendo tratada e pensada como uma estratégia vital para a melhor compreensão do cenário social, político e econômico de São Borja. Claro que ainda há muitos objetivos e projetos a serem implementados, mas uma coisa tem que ser dita: é notório o afloramento de ideias, pesquisas e apelo popular no que diz respeito às discussões referentes ao contexto histórico, cultural, político e identitário samborjense. Nesse novo sistema de pensamento aparece uma nova proposta de refletir o espaço local através de uma ótica reflexiva e crítica, que percebe São Borja como uma cidade Histórica, que vai além das manifestações culturais relacionadas ao pampa e às relações sociopolíticas influenciadas pela ideologia trabalhista, mas sim como um espaço que possui múltiplas identidades. Minha discussão referente à valorização da diversidade de narrativas identitárias locais, busca pensar São Borja através de um mosaico de representações, que também interprete outras manifestações culturais que de certa estão/ estavam foro do foco do planejamento cultural da cidade, como as identidades ribeirinha e missioneira. Cabe expor que tais identidades representam discursos populares e não hegemônicos. Para tanto, deixo a disposição minhas publicações sobre o tema das “Identidades de São Borja”, que estão publicadas na USP, UNESP, Espanha e Ministério do Turismo/FGV. A partir desta discussão identitária vem à tona uma nova forma de planejamento regional contemporânea, que é a chamada política do lugar! que objetiva organizar a cidade a partir de sua base territorial, que são os bairros, vilas, praças, parques, entre outros. Esta política do lugar esta perfeitamente adequada para São Borja, visto que a cidade possui diversos lugares com grande difusão cultural, como é o caso da Praça XV, bairro do passo, Cais do porto, bairro Maria do Carmo, entre outros. Lugares estes, que podem contemplar diversos projetos culturais, que contribuiriam para um melhor conhecimento e valorização da cultura local, assim como poderiam gerar uma maior motivação para a população samborjense. Um dos grandes desafios deste tipo de atividade seria a disponibilização de perspectivas para aqueles que possuem potencial, que poderia despertar e gerar uma rede de qualificação e otimização de potencialidades e multiplicadores de projetos culturais, além de instigar na população o senso de participação no processo de planejamento local. Através destes pensamentos é salutar que surjam resistências e oposições a estas novas discussões, pois a partir dos debates poderemos sair da inércia participativa e da falta de criticidade no que diz respeito ao surgimento de novas alternativas socioeconômicas para a região. Sendo assim, é importante ressaltar que neste diálogo ninguém é dono da verdade, tanto as
  • 2. reflexões da década de 1980 quanto às discussões atuais devem ser respeitadas. No entanto, assim como a história, a ciência e os estudos avançam nas suas formas de interpretação, o que permite melhor entendimento das mudanças e transformações sociais, visto que este espaço histórico vive um momento estratégico e de mudança de conceitos e valores. Neste sentido deve ser mencionado que a Universidade não é a solução para tudo, para melhor planejar e discutir os projetos culturais locais é imprescindível à participação dos pensadores e comunidade nativa de São Borja, pois estes possuem um olhar sistêmico para o contexto local. Para finalizar gostaria de informar que estou participando através da UFRGS, de um projeto do governo do Estado do RS, intitulado “Plano de Desenvolvimento da Região da Fronteira (PDIF)”. Na devida ação vou ter a oportunidade de elencar prioridades para a fronteira São Borja-Santo Tomé, assim como para a Região das Missões. As devidas propostas serão enviadas para o Ministério da Integração. Acredito que esta oportunidade será importante para expor as potencialidades e carências da região. Desde já adianto que defenderei o objetivo de propor um melhor planejamento para as políticas culturais transfronteiriças na fronteira Brasil-Argentina. Qualquer interesse na contribuição de propostas, as mesmas poderão ser enviadas para meu e-mail citado acima.