SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
| www.ebsco.com1
Repensando o ILS
Lidiette Quesada| Vice-Presidente de Vendas, América Latina e Caribe
Plataforma de Código Aberto
| www.ebsco.com2
"Desenvolvedore(a)s e bibliotecário(a)s estão colaborando
para criar uma plataforma revolucionária de serviços de
biblioteca que aponta para transformar a tecnologia na qual
se apoiam as bibliotecas acadêmicas de hoje”.
Marshall Breeding, American Libraries Magazine
| www.ebsco.com3
Mudança
nas bibliotecas
Novos requerimentos
Mudanças nas coleções
e nos espaços
Necessidades dos
usuários em constante
mudança
| www.ebsco.com4
Antigo
| www.ebsco.com5
Descoberta
Circulação
Aquisições/Coleções
Catalogação
Relatórios
Antiguo
Sistema inclui tudo
| www.ebsco.com6
MODERNO
Expansível
FUNÇÕES
TRADICIONAIS
N0VAS
FUNÇÕES
NOVAS
FUNÇÕES
| www.ebsco.com7
CONSOLIDAÇÃOConsolidação de
provedores
Menos opções
de ILS
Sistemas
Monolíticos
| www.ebsco.com8
Menos provedores
Sistemas fechados
Múltiplos
provedores
Mitigação de riscos
Influenciam os custos
Sistemas Abertos
| www.ebsco.com9
Uma nova abordagem?
Outro ILS?
Mais consolidação?
O que fazer?
| www.ebsco.com10
O f e r e c e r a s
B I B L I O T E C A S
OPÇÕES com
CÓDIGO ABERTO
COM VELOCIDADE
| www.ebsco.com11
100%
90%
80%
70%
60%
50%
40%
30%
20%
10%
Código aberto
Pesquisa de mercado
| www.ebsco.com12
100%
90%
80%
70%
60%
50%
40%
30%
20%
10%
Apoia código aberto na biblioteca?
Código aberto
Pesquisa de mercado
| www.ebsco.com13
100%
90%
80%
70%
60%
50%
40%
30%
20%
10%
Apoia código aberto na biblioteca?
Código aberto
Pesquisa de mercado
Há espaço para que um ILS aberto compita com as
soluções comerciais?
| www.ebsco.com14
100%
90%
80%
70%
60%
50%
40%
30%
20%
10%
Você consideraria um ILS de código aberto na sua biblioteca?
Código aberto
Pesquisa de mercado
Apoia código aberto na biblioteca?
Há espaço para que um ILS aberto compita com as soluções
comerciais?
| www.ebsco.com15
Código aberto Inovação
Conversação aberta
Participação da
biblioteca
Respaldado
comercialmente Velocidade
Oportunidade
Investimento
Menor custo para a
biblioteca
| www.ebsco.com16
Comunidade
Código aberto
Moderno
Modular
Respaldado
LSP de Código Aberto
Uma colaboração respaldada pela EBSCO
| www.ebsco.com17
Mudança Abertura Inovação Transformação
O ato de ser
ou de chegar a ser
diferente
Uma tendência a
aceitar ideias,
métodos ou
mudanças
O ato ou processo de
introduzir novas ideias,
dispositivos ou métodos
Um ato, processo,
ou momento de
reinvenção
Inovação e Transformação
| www.ebsco.com18
Código aberto respaldado comercialmente
oferece um ecosistema de inovação -
Abertura, Sustentabilidade e Transparência.
| www.ebsco.com19
SPECIFICALLY
CREATED APPS
Modular
Deconstruído
Você no controle
Múltiplos provedores
Desenvolvido pela
Comunidade
| www.ebsco.com20
Aplicações básicas
Aquisições
Catalogação
Circulação
Ferramentas de
conversação de dados
Base de conhecimento
Recursos
compartilhados
OPAC
Check-In de Coleções
Catálogos
compartilhados
| www.ebsco.com21
Controle de Autoridades
Gestão de conteúdos
Minería de dados
Gestão de bolsas de
estudo
Repositórios
institucionais
Pesquisa
Análise predictivo
Expansível
Se expande a novas áreas
| www.ebsco.com22
É DIVERTIDO
P E N S A R
S E T Ã O
S O M E N T E …
| www.ebsco.com23
Sistema de Informação do
Estudante
registro
transferência de dados
auto ingestão
Integração SIE
| www.ebsco.com24
auto depósito descrição publicação
Pesquisa e RI
| www.ebsco.com25
Análises
Análise dos resultados de aprendizagem
| www.ebsco.com26
Opções de apps
Análises
Tudo
Circulação
Aquisições
RIs
Int. empresarial
Listas de leitura
Gestão de
Pesquisa
Campus ERP
Aquisições CirculaçãoListas de
leitura
RIERP
Mercado
Muitas bibliotecas e provedores
| www.ebsco.com27
OLE e outras bibliotecas Index Data
EBSCO EBSCO e outros
A colaboração
Orientação e alinhamentos
Desenvolvimento da comunidade
Facilta discussão
Desenvolvimento de software
Arquitetura da solução
Desenvolvimento de software
Plataforma e apps
Apoio financeiro
Experiência em gestão de
projetos
Envolver a comunidade
BRASILEIRA
Hospedagem e serviços
Desenvolvimento de
software/apps
| www.ebsco.com28
Suporte
um ponto de contato
Implementação
hospedagem,
suporte,
treinamento
EBSCO e outros
| www.ebsco.com29
Plataforma aberta
Apache 2
Código em Github
Aplicações
básicas
Lançamento
Catalogação
Aquisições
Circulação
….
1
2
3
Julho 2016
Dezembro 2017
2018
em diante…
| www.ebsco.com30
Estou seguro?
| www.ebsco.com31
Estratégias
Bibliotecário(a)s
Desenvolvedores
| www.ebsco.com32
https://www.futureisopen.org
| www.ebsco.com33
Contexto
EBSCO é a empresa de
uma família de
filantrópicos, conhecida
por suas grandes doações
a bibliotecas,
universidades, instituições
culturais e caridades
| www.ebsco.com34
Contexto
• Ultrapassa os esforços das demais
empresas em dar visibilidade aos
periódicos de acesso aberto
• Despois do Google, EBSCO é o
provedor de conteúdos de onde se
origina a maior quantidade de tráfego
para estes periódicos
EBSCO oferece indexação de
mais de 11.000 periódicos
científicos de acesso aberto
| www.ebsco.com35
Contexto
O modelo de bases de dados em
texto completo da EBSCO
aumentou de forma dramática o
acesso a literatura de periodicos
científicos em todo o mundo
• Mais de cinquenta nações em
desenvolvimento têm licenças nacionais
para acessar as bases de dados da
EBSCO, o que tem contribuido para
reduzir a brecha digital
• E … EBSCO apoia as iniciativas
de código aberto nas bibliotecas
| www.ebsco.com36
KOHA e EBSCO
• Melhora do índice central do Koha a ElasticSearch
• Mais flexibilidade e precisão de suas facetas
• Desenvolvimento da função do “Browse”
• Paso de MARC a RDF para facilitar enlaces
• Expansão de seus esquemas de metadados mais além do
MARC21
• Melhoras na velocidade
EBSCO financia melhoras no Koha
| www.ebsco.com37
Apoia os ILSs
de código aberto e colabora com provedores de ILSs
60+ acordos com provedores
Koha e OLE
Código aberto e ILS comerciais que facilitam
opções
Contexto
| www.ebsco.com38
Peguntas?
Lidiette Quesada| Vice-Presidente de Vendas
978 356 6500
lquesada@ebsco.com

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestreJorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
Marga Gentil
 
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURESILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
jairosilveira
 
Educação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendênciasEducação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendências
Eduardo Kerner
 

Destaque (20)

Tchê SEO - Como se Beneficiar dos Resultados de Empresas Locais (Local Search)
Tchê SEO - Como se Beneficiar dos Resultados de Empresas Locais (Local Search)Tchê SEO - Como se Beneficiar dos Resultados de Empresas Locais (Local Search)
Tchê SEO - Como se Beneficiar dos Resultados de Empresas Locais (Local Search)
 
Local Search - UaiSEO
Local Search - UaiSEOLocal Search - UaiSEO
Local Search - UaiSEO
 
Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestreJorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
Jorge Juan: Medición del arco de meridiano terrestre
 
03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao
 
Navegação aula 2
Navegação   aula 2Navegação   aula 2
Navegação aula 2
 
Instrução para vôo VOR
Instrução para vôo VORInstrução para vôo VOR
Instrução para vôo VOR
 
Aula+03+ +dme+e+ils+(césar)
Aula+03+ +dme+e+ils+(césar)Aula+03+ +dme+e+ils+(césar)
Aula+03+ +dme+e+ils+(césar)
 
Aula 01 ndb (césar)
Aula 01   ndb (césar)Aula 01   ndb (césar)
Aula 01 ndb (césar)
 
Slide paara quebra de paradigmas
Slide paara quebra de paradigmasSlide paara quebra de paradigmas
Slide paara quebra de paradigmas
 
Paradigma
ParadigmaParadigma
Paradigma
 
Manual computador de_voo_e6-b
Manual computador de_voo_e6-bManual computador de_voo_e6-b
Manual computador de_voo_e6-b
 
Fusos horários
Fusos horáriosFusos horários
Fusos horários
 
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURESILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
ILS CAT II AND LOW VISIBILITY PROCEDURES
 
Educação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendênciasEducação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendências
 
Navegação aula 1
Navegação   aula 1Navegação   aula 1
Navegação aula 1
 
Fusos horários
Fusos horáriosFusos horários
Fusos horários
 
Fusos Horários
Fusos Horários Fusos Horários
Fusos Horários
 
Fuso horários
Fuso horáriosFuso horários
Fuso horários
 
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
 
Globalização: a evolução dos video games
Globalização: a evolução dos video gamesGlobalização: a evolução dos video games
Globalização: a evolução dos video games
 

Semelhante a Repensando o ILS

PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSPPORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
Celia Rosa
 
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
Miguel Arellano
 

Semelhante a Repensando o ILS (20)

Em busca de um sistema de comunicação inovador e sustentável para a Ciência A...
Em busca de um sistema de comunicação inovador e sustentável para a Ciência A...Em busca de um sistema de comunicação inovador e sustentável para a Ciência A...
Em busca de um sistema de comunicação inovador e sustentável para a Ciência A...
 
Acesso livre e Comunicação Científica: Intersecções
Acesso livre e Comunicação Científica: IntersecçõesAcesso livre e Comunicação Científica: Intersecções
Acesso livre e Comunicação Científica: Intersecções
 
Bibliografias na web
Bibliografias na webBibliografias na web
Bibliografias na web
 
Bibliotecas virtuais e desenvolvimento de coleções
Bibliotecas virtuais e desenvolvimento de coleçõesBibliotecas virtuais e desenvolvimento de coleções
Bibliotecas virtuais e desenvolvimento de coleções
 
Tecnologias para bibliotecas
Tecnologias para bibliotecasTecnologias para bibliotecas
Tecnologias para bibliotecas
 
Bibliografias na web
Bibliografias na webBibliografias na web
Bibliografias na web
 
OCLC WorldShare SNBU 2012
OCLC WorldShare SNBU 2012OCLC WorldShare SNBU 2012
OCLC WorldShare SNBU 2012
 
Software DSpace 1 de 4
Software DSpace 1 de 4Software DSpace 1 de 4
Software DSpace 1 de 4
 
Repositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
Repositórios, Acesso Livre e Preservação DigitalRepositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
Repositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
 
Repositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
Repositórios, Acesso Livre e Preservação DigitalRepositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
Repositórios, Acesso Livre e Preservação Digital
 
Reuniao OCLC no SNBU 2010
Reuniao OCLC no SNBU 2010Reuniao OCLC no SNBU 2010
Reuniao OCLC no SNBU 2010
 
Ctcm agosto 2017
Ctcm agosto 2017Ctcm agosto 2017
Ctcm agosto 2017
 
Curadoria de conteúdos abertos em instituições de memória cultural
Curadoria de conteúdos abertos em instituições de memória culturalCuradoria de conteúdos abertos em instituições de memória cultural
Curadoria de conteúdos abertos em instituições de memória cultural
 
Rumo ao futuro: a nova geração de repositórios
Rumo ao futuro: a nova geração de repositóriosRumo ao futuro: a nova geração de repositórios
Rumo ao futuro: a nova geração de repositórios
 
Serviços de Descoberta [Artigo - SNBU 2014]
Serviços de Descoberta [Artigo - SNBU 2014]Serviços de Descoberta [Artigo - SNBU 2014]
Serviços de Descoberta [Artigo - SNBU 2014]
 
DOS CATÁLOGOS AOS SERVIÇOS DE DESCOBERTA - Apresentação Rede de Bibliotecas F...
DOS CATÁLOGOS AOS SERVIÇOS DE DESCOBERTA - Apresentação Rede de Bibliotecas F...DOS CATÁLOGOS AOS SERVIÇOS DE DESCOBERTA - Apresentação Rede de Bibliotecas F...
DOS CATÁLOGOS AOS SERVIÇOS DE DESCOBERTA - Apresentação Rede de Bibliotecas F...
 
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
 
PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSPPORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
PORTAL DE BUSCA INTEGRADA DO SIBIUSP
 
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
 
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
Acesso, Inclusão, Preservação Ibict cinform 2013
 

Mais de SIBiUSP

Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USPApresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
SIBiUSP
 

Mais de SIBiUSP (20)

2020.03.09 creative commons_agencia_usp
2020.03.09 creative commons_agencia_usp2020.03.09 creative commons_agencia_usp
2020.03.09 creative commons_agencia_usp
 
Aguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_abAguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_ab
 
Apresentacao fapesp usp_09032020
Apresentacao fapesp usp_09032020Apresentacao fapesp usp_09032020
Apresentacao fapesp usp_09032020
 
Comunicacao usp fev2020_aguiab
Comunicacao usp fev2020_aguiabComunicacao usp fev2020_aguiab
Comunicacao usp fev2020_aguiab
 
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
 
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria VallsUm novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
 
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissionalAtividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
 
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USPPós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
 
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USPPanorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
 
SIBiUSP e o suporte ao pesquisador
SIBiUSP e o suporte ao pesquisadorSIBiUSP e o suporte ao pesquisador
SIBiUSP e o suporte ao pesquisador
 
Presentacion usp oct 18
Presentacion usp oct 18Presentacion usp oct 18
Presentacion usp oct 18
 
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicaçõesWorkshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
 
Guia para Publicar Emerald 2018
Guia para Publicar Emerald 2018Guia para Publicar Emerald 2018
Guia para Publicar Emerald 2018
 
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USPApresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
 
Prevencao de Plagio e Ferramentas
Prevencao de Plagio e FerramentasPrevencao de Plagio e Ferramentas
Prevencao de Plagio e Ferramentas
 
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos BibliotecáriosGestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
 
ORCiD e a integração com dados de pesquisa
ORCiD e a integração com dados de pesquisaORCiD e a integração com dados de pesquisa
ORCiD e a integração com dados de pesquisa
 
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dadosBoas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
 
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USPAbertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
 
Springer nature e a importância dos dados de pesquisa
Springer nature e a importância dos dados de pesquisaSpringer nature e a importância dos dados de pesquisa
Springer nature e a importância dos dados de pesquisa
 

Último

ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
azulassessoria9
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
LeandroLima265595
 
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
Autonoma
 

Último (20)

Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Aula de ampliação e redução - matemática
Aula de ampliação e redução - matemáticaAula de ampliação e redução - matemática
Aula de ampliação e redução - matemática
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
 

Repensando o ILS

Notas do Editor

  1. Para esta apresentação eu tenho que retirar o chapéu da EBSCO, já que vou compartilhar a informação de um projeto no qual a EBSCO está colaborando com outras bibliotecas e organizações e ao qual muitos atores da comunidade estão classificando como uma nova etapa no desenvolvimento da tecnologia de bibliotecas. Marshall Breeding acaba de publicar um artígo sobre o Projeto e isso é o que diz no artigo.
  2. Hoje vamos compartilhar as novidades sobre um Projeto que se está dizendo se constituirá em um novo capitulo em tecnología das bibliotecas…um Projeto que estamos muito orgulhosos de compartilhar com vocês e que confiamos vai beneficiar as bibliotecas brasileiras…
  3. Para falar deste projeto, antes é importante dar uma olhada no contexto/entorno das nossas bibliotecas. E ainda que possa soar cliché temos que falar das mudanças dramáticas que estão ocorrendo nas bibliotecas universitarias. Quais mudanças?? Mudanças que vocês aqui presentes estão vendo e protagonizando. As bibliotecas estão reconfigurando o espaço físico, mudando o inventario para fora das instalações, reutilizando os espa;cos para o trabalho colaborativo. Que outras mudanças vocês mesmos têm experiementado em suas bibliotecas? Vocês estão assumindo funções e competências que não foram nem pensandas quando vocês estudavam na escola de biblioteconomia… Os usuarios de hoje estão mudando, os usuarios são nativos da era digital e os estudantes necesitam ambiente aberto. As vezes as bibliotecárias e bibliotecários nos dizem que eles sentem que seu software de gestão de serviços bibliotecas não estão acompanhando estas mudanças. O software necesita facilitar processos que 10 anos atrás não existíam. Além disso, os novos sistemas de gestão de bibliotecas de “nova geração” já têm 4 /5 anos… os requerimentos de 5 anos atrás são também diferentes dos de hoje… Hoje os sistemas devem ser adaptáveis e flexíveis.
  4. Agora vejamos o que está ocorrendo com os software de gestão de bibliotecas. Vamos usar a metáfora da cômoda para ilustrar o que está ocorrendo. Este armário foi construído com um propósito em mente…. Cada gaveta cabe em seu correspondente espaço e foi desenhado para uma certa capacidade. Não há muita opção para mudar seu desenho. O que ocorre se você necessita agregar algo a esta solução… ou se há uma gaveta que não usa?? Se pode remover? Não porque ficaria ruim… Posso guardar a roupa de pendurar? O que faço se quero guardar roupa de pendurar?
  5. Vejamos como este conceito, desenho e tecnologia se relacionam com o sistema de gestão de biblioteca. Os sistemas de gestão têm modulos e seus modulos funcionam juntos, mas um não pode agregar, expandir ou mudar as gavetas. É um sistema monolitico onde cada componente é uma parte essencial e não se pode mexerde todo o sistema. O que acontece se alguém não necessita umas destas gavetas? Pode-se eliminar e reconfigurar o Sistema? Não, não se pode o sistema vem com os “modulos”, você paga por todos os modulos… não importa se os usa ou não. E as novas areas de competêcia nas quais a biblioteca esta incursionando como as integro ao meu sistema de gestão de serviços de Biblioteca? E os sistemas da nova generação?? Os sistemas mais recentes, estes que se denominam a si próprios de nova generação agora sugerem que até o sistema de descoberta como um componente do sistema. Descoberta é construido como uma parte do sistema de gestão de bibliotecas. Isso contraria a idea original do sistema de descoberta. Lembrem-se descoberta surgiu como uma solução que poderia exisir de forma autônoma mas integrar o ILS… Eu não escolho o descubridor porque vem com o catalogo. Você escolhe o descubridor que melhor serve as necessidades de informação de seus usuarios. A biblioteca deveria poder escolher o sistema de descoberto que oferece a melhor experiencia para meu usuario e que possa descobrir mas eficientemente a informação que tenho na minha biblioteca… . Na EBSCO temos total confiança no fato de que desenvolvemos o melhor sistema de descoberta na industria. Nenhuma outra ferramenta tem a capacidade, por tudo o que visto na apresentação do Clive de ajudar os seus usuarios a encontrar a informação que está buscando. As milhares de bibliotecas consideram o EDS como a ferramenta de descoberta que melhor serve seus usuarios e deveriam poder ter EDS… e não se verem forçados a escolher outra solução menos efetiva porque vem com o catalogo e a biblioteca tem que pagar pelo serviço. A idea que discovery tem que ser um componente da mesma empresa do ILS não obedece a uma razão tecnica, nem ao bem estar dos usuarios, obedece a uma razão estritamente de mercado.
  6. Para continuar com a analogia do armario, pode-se dar uma olhada nas concepções modernas. No entanto, permanecem as gavetas que cumprem a função essencial do armario. Mas os conceitos modernos oferecem mais opções de usos e com certeza, a opção de expandir o armario sem ter que trocá-lo por um novo. Pode-se configurar a solução de forma diferente para cumprir funções diferentes. No sistema antigo, você usa todas as partes e paga por elas., você goste ou não, porque as partes do Sistema são interrelacionadas. Em sistemas flexíveis, você pode expander e configuar conforma necessário.
  7. Outro fenomeno que esta ocorrendo no espaço dos sistemas de gestão de serviço de bibliotecas é a sua consolidação. Os maiores estão engolindo os menores. Esta tendência preocupa as bibliotecarias e Bibliotecarios e nos preocupa a quem atendemos, as bibliotecas. Faz dez anos tinhamos até 10 sistemas validos para escolher. Hoje temos menos opções e cada vez que você compra um ILS, también tem menos posibilidades de eleição dentro da plataforma. Isso afeta a forma como as bibliotecas tomam decisões em materia de automatização. Qual é o otro nombre que damos a este fenômeno de consolidação?? Monopolio… O que ocorre com os monopolios??
  8. Em um monopolio os custos são mais altos ou mais baixos? Há mais inovação ou menos inovação? Mais riscos ou menos riscos? Menos competencia significa preços mais altos. Quando há mais possibilidades de eleição e são abertos isso pode conduzir a um menor custo. Por outro lado, há que pensar na mitigação dos riscos. Quando se introduz a variável do código aberto, se cria um mercado mais competitivo. Com o código aberto, pode-se obter serviço e suporte de múltiplos provedores. Os serviços das empresas privadas tradicionais funcionam bastante bem com os sistemas propietarios, sempre e quando as coisas estão bem - os preços se mantêm estáveis, o serviço é bom. Mas se as condições mudam, a empresa muda, isso pode afetar o serviço e podese terminar com uma empresa e um sistema que não funcionam ou você tem que apressar-se para fazer uma mudança na qual não é ideal. Com um sistema de código aberto não há eleição. Veja o Koha por exemplo- há cerca de mais de 40 empresas em todo o mundo que prestam serviços de implementação. Num mercado competitivo, o custo se reduz. Evidentemente esta é uma realidade que preocupa a todos os atores envolvidos no mundo das bibliotecas. Nós servimos as bibliotecas. Nossoa serviços requerem um ecosistema aberto que permita a integraçào de nossos serviços. Já o vimos con EDS.
  9. O que a EBSCO pode fazer neste context? Comprar un ILS e contribuir ainda mais para consolidação? Não, não pensamos que isso convenha as bibliotecas. E nós não queremos incursionar-nos neste espaço. Poderia a EBSCO criar um ILS? Poder, poderiamos, mas não queremos entrar neste espaço. EDS é o centro da nossa estrategia tecnologica e é importante para a empresa manter nosso enfoque no EDS. É importante continuar buscando integrações melhores com oos provedores de software de gestão em lugar de competir con eles? Pensamos que há uma forma diferente de abordar o assunto. Uma terceira via para colaborar com as bibliotecas e com os provedores de ILS ao redor do mundo.
  10. Oferecer as bibliotecas opções com software aberto, MAS software aberto con VELOCIDADE!!
  11. Por estudos de pesquisa de mercado sabemos que as bibliotecárias e bibliotecários em todo o mundo apoiam o software aberto nas bibliotecas.
  12. As bibliotecárias e bibliotecários também concordam que há espaço para outro sistema de gestãode serviços de biblioteca de acesso aberto.
  13. No segundo item nós perguntamos “há espaço para ILS open source competir com as soluções comerciais?”
  14. Nada disso aparece como uma surpresa. No geral o software aberto é bem visto e amplamente utilizado pela comunidade. Quando se trata de levar software aberto para a gestão dos recursos bibliotecarios há menos contudencia nas respostas. As razões são também compreensíveis. Há preocupação pela sustentabilidade, e apoio e o custo. Software aberto não significa gratuito… Nada é gratuito…
  15. Nós na EBSCO chegamos as siguintes conclusões: As bibliotecas querem codigo aberto. Permite mais inovação, mais participação e mais opções. Mas o código aberto tem que ser respaldado para garantir estrutura, velocidade e sustentabilidade E o respaldo comercial debe ser feito como uma doação… Somente então vamos realmente a reduzir custos
  16. E então no que consiste o Projeto? Se trata de uma plataforma de gestão de serviços bibliotecarios de codigo aberto que aborde as limitações de que temos mencionado. A plataforma de novo será de codigo abierto… Todas as partes colaborando com a iniciativa esão comprometidas com que a solução seja verdadeiramente de codigo aberto usando uma licençaApache 2. Empresas comerciais de desenvolvimento de software de gestão podem usar seu proprio software criar aplicações ao redor da plataforma. Será um Projeto dirigido pela comunidade. Um grupo de pares professionais que ofereçam seu input, direção e recursos. Quem são estes pares.. OLE un grupo de 12 bibliotecas que são membros da colaboração e que aportam sua visão e requerimentos. Um Segundo grupo de pares são as bibliotecas en todo o mundo que sem ser membros da Ole, querem unir-se para colaborar. Também há uma organização de desenvolvimento de software, Index Data, ao qual tem desenvolvido software de codigo aberto para bibliotecas. Estão baseados en Copenhagen e US. A EBSCO está financiando o trabalho que Index Data esta fazendo. Também temos outros provedores de software de gestão de bibliotecas que, uma vez informados sobre o Projeto decidiram formar parte da inicitiva. Alguns provedores de software menores pensam que poderiam usar a plataforma e desenvolver em torno a ela sua oferta de “nova geração” Moderno significa capaz de administrar todos os recursos tanto impresos como os eletronicos e usara uma base de conhecimento central para manusear os links. Moderno em estrutura y arquitetura. Capaz de suportar dados abertos linkados, não somente para publicar e tornar disponível na capa de descoberta mas também para manusear a capa da plataforma. Modular. E não estamos falando dos modulos que conhecemos hoje… Mas modulos que se assemelham mais a aplicações…As bibliotecas decidem os modulos que necessitam e una vez que estabelecem isso poderõ eleger quais provedores as oferecen. Podia-se usar o modulo de catalogação que desenvolve a empresa mas para circulação usar o modulo da empresa b. E completamente respaldado. A EBSCO oferece suporte. A investigação de mercado sugere que alguém tem que oferecer o suporte , mas queremos contribuir a um mercado competitivo onde as bibliotecas possam escolher diferentes provedores…
  17. Change, openness, innovation and transformation. Estas são aspirações de toda instituição que busca manter ou simplesmente sobreviver, ao mesmo tempo que entrega novos serviços aos seus usuarios. A concepção do nova LSP é visionaria e tem como horizonte o futuro das bibliotecas. . Juntos, vocês e nós, bibliotecas e provedores devemos inovar as concepções dos sistemas de gestão de bibliotecas mas além dos paradigmas dos 80s… a arquitetura do software de hoje para concretizar este modelo é sumamente interessante e até onde devemos nos dirigir.
  18. Existen muitos projetos de código aberto respaldados comercialmente que inspiram inovação. Vocês reconhecem algumas destas iniciativas na diapositiva… A plataforma de Tesla… Tesla = Plataforma React = framework by Facebook
  19. Por que não usar a plaforma de gestão da mesma forma que nossos telefones – Flexivel e personalizável? O telefone vem com certas aplicações. Se você tem um iPhone, este vem com uma aplicação de mapas… mas se você prefere Google maps você pode baixar a aplicação ao seu telefone (a plataforma) automaticamente reconhece Google maps, e esta interopera com outras aplicações no seu telefone. Se você quer uma função que não existe como uma aplicação no telefone, pode-se ir a App store, baixar-la e usar-la em sua plataforma. Você pode ter dois apps que cumprem funções similares mas vocês prefere uma mais que a outra e por isso a tem em seu teleone. Este nível de personalização é critico para uma nova plataforma de serviços Bibliotecarios. Esta não pode ser conveniente aos velhos paradigmas de um serve a todos. Já não estamos no mundo de uma solução serve a todos… Cada bibloteca tem necessidades unicas. Você deve ter tanta flexibidade como queira. Algumas bibliotecas se valerão apenas de aplicações de codigo aberto, outras biblotecas podreiam estar dispostas a pagar uma aplicação. As aplicações teriam que ser certificadas para assegurar que tudo funcione bem…
  20. Esta nova plataforma deverá ser uma plataforma completamente functional e que permita desconectar o que a biblioteca tem agora e conectar a nova.. As bibliotecas tem a oportunidade de criar neste novo capitulo de desenvolvimento teconologico na area de biblioteca. Você poder fazer parte como desenvolvedor ou da estratégia. O conceito de colaboração faz parte da essência do Projecto. As bibliotecas poderiam hospedar localmente na nuvem… A implementação , o Suporte e a hospedagem podem ser geridos pela bibloteca, consorcio ou provedores comerciais. EBSCO por exemplo planeja oferecer hospedagem, apoio tecnico e treinamento.
  21. O emocionante disto não é que você possaa checar a caixinha da base de solicitação. Realmente o emocionante é que o sistema de gestão instrumenta a extensão do campo de ação e o valor da biblioteca. Dissemos antes como a biblioteca esta deixando as paredes da biblioteca e exigindo um papel mas protagonico na vida academica da instituição… Os sistemas/plataformas de gestão tem que corresponder e facilitar estas novas competencias e a concepção desta nova plataforma realiza esta visão.
  22. Informação sobre os estudantes… Pensem uma aplicação que permitisse atualização em tempo real da informação do estudante procedente do sistema institucional com sua conta de biblioteca.
  23. Pense num mundo onde, através de uma interface fácil de usar, os pesquisadores possam submeter seus documentos de trabalho de forma independiente… mas também que a aplicação permitisse ao pesquisador oferecer metadados basicos, geraria un fluxo no catalogo e publicaria o documento no repositorio institucional?
  24. Uma aplicação que facilite a analise dos resultados de aprendizagem poderia correlacionar documentos para os cursos con resultados e dados demográficos do estudante.
  25. A visão é um mercado de aplicações desemvolvidos por bibliotecas e empresas de codigo aberto gratuitas ou pagas
  26. A colaboração. Quém está fazendo o que??? OLE é uma organização de bibliotecas (Varias bibliotecas nos Estados Unidos e Europa) e outras bibliotecas estão ajudando com a orientação do projeto. Eles tem estado nisso por um tempo. Eles tem seu proprio ILS, conhecem las especificações e requerimentos para as bibliotecas universitarias. Index Data é o arquiteto. A plataforma realmente podería ser o legado de larga duração deste projeto. Pode ser adaptado por outras organizações comerciais, pelos consorcios, por bibliotecas individuais, e as aplicações em torno da plataforma podem cambiar y evolucionar con el tiempo. EBSCO está provendo suporte financeiro ao projeto. E nós estamos provendo gerenciamento do projeto. Uma área de preocupação no open source é a tomada e decisão – como se decide o que será feito? Nós seremos parte do grupo de pares que vai ajudar a tocar o projeto adante. A EBSCO e outras empresas locais ofereceram o serviço e apoio tecnico.
  27. Naturally, libraries will ask – how are you going to support this? There is a central point of contact that you will call. From here, the problem or issue is diagnosed and triaged. Implementation – getting your data from the old system to the new platform. Hosting, support and other services – we believe this will offer libraries significant cost savings. You will be able to run this is a turnkey solution and as such we believe you could save as much as 50%.
  28. The time line – quando isso vai acontecer? Index Data trabalha neste Projeto desde 2015. Esperamos ter um lançamento inicial do software da plataforma em meados de 2016. O software estará en Github, para que os desenvolvedores de software e os interessados possam já ver e oferecer seu feedback. A partir de então sera posível começar a desenvolver aplicações o inter operabilidade de seus APIS. Não somente começaremos a desenvolver aplicações, mas também que tambien os interessados poderão começar a gerar aplicações que operativas na platafarma. Há muitos provedores comerciais no ambiente das bibliotecas interessados em fazer isso… desenvolver modulos especificos que seja operável me tal plataforma. Para fins de 2017 e começo de 2018 teremos já um sistema disponível e funcionando.
  29. Se você quer mudar… pense que convêm …. Refazer esta “marana” de coisas que você combina e move a outro sistema … quanto tempo vai levar? Quanto vai a custar?? Por que não esperar a Julho e ver o que resulta deesta iniciativa. Se pensa que responde mas a visão de donde você quer levar sua biblioteca… começe explorar este novo sistema…
  30. Temos conversando sobre as oportunidades de sermos atores neste processo. Como estrategistas, como Bibliotecarios/as praticos/as que tem que resolver os desafios do mundo real das bibliotecas os convidamos a que se unam. Queremos focar em fazer frente aos desafios mais frequentes de nossas bibliotecas ao redor do mundo.
  31. Ojo: estos ultimos slides los presente rapidito y si ahondar demasiado sobre el tema… Por que esta EBSCO participando tan activamente en este Proyecto… Hemos abordado las razones practicas… pero hay tambien razones filosoficas.
  32. Just mention this briefly
  33. Briefly read the slide
  34. Briefly read the slide
  35. EBSCO colabora con mais de 60 organizações provedoras de sistemas de gestão de bibliotecas. Estas relações são muito importantes. Os serviços da EBSCO dependem de uma integração melhor com estes sistemas e a EBSCO tem colaborado com os provedores para facilitar tal integração. No caso do software aberto a EBSCO colabora também com apoio financeiro. No caso do Koha a EBSCO financia projectos concretos e com Ole esta financiando este projeto que é uma iniciativa complementamente nova. O aporte da EBSCO é a maior doação nunca antes vista a um projecto no ambiente deas bibliotecas.