SlideShare uma empresa Scribd logo
Fluxo de energia e ciclo de matéria Trabalho elaborado por: Carolina Marques nº4 João Antunes nº 13 8ºC
[object Object]
São os seres vivos com clorofila, como, por exemplo, as plantas, que transformam a energia radiante (ou luminosa) em energia química num processo designado fotossíntese.
Assim, a fotossíntese é o processo através do qual algum seres vivos produzem o seu próprio alimento.
 A fotossíntese, as plantas transformam a água, os sais minerais e o dióxido de carbono, que retiram do meio, em matéria orgânica e oxigénio.,[object Object]
 Autotróficos: seres vivos capazes de produzir a sua própria matéria orgânica a partir dos constituintes inorgânicos (matéria mineral, água e dióxido de carbono) que existem no meio ambiente, utilizando a energia luminosa como forma de energia externa
Heterotróficos: seres vivos que precisam de consumir matéria orgânica para obter energia e nutrientes.,[object Object]
Produtores Os produtores são os seres vivos, capazes de produzir o seu próprio alimento; são também designados autotróficos. Ocupa o 1º nível trófico.
Consumidores Os consumidores são seres heterotróficos que se alimentam directa ou indirectamente da matéria orgânica produzida pelos produtores.
Consumidores primários ou de   1ª ordem São herbívoros e alimentam-se exclusivamente dos produtores. Ocupam o 2º nível trófico.
Consumidores secundários oude 2ª ordem Designam-se predadores ou carnívoros e subsistem à custa dos herbívoros. Ocupam o 3º nível trófico.
Existem ainda consumidores de 3ª ordem, de 4ª ordem e assim sucessivamente. Contudo, as cadeias alimentares são, de uma maneira geral, curtas, não contendo mais de cinco ou seis níveis tróficos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétrica
Professor
 
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matériaFluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Tânia Reis
 
Fluxo de energia e cadeias alimentares
Fluxo de energia e cadeias alimentaresFluxo de energia e cadeias alimentares
Fluxo de energia e cadeias alimentares
Pelo Siro
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
Wanessa Veloso
 
introdução ao aprofundamento Agua solvente universal
introdução ao aprofundamento Agua solvente universalintrodução ao aprofundamento Agua solvente universal
introdução ao aprofundamento Agua solvente universal
lucas543699
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
Clécio Bubela
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
Gabriela de Lima
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
João França
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Patrícia Silva
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria iiFluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Cristina Vitória
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
Kamila Joyce
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Leonardo Kaplan
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
Rodrigo Pavesi
 
8ano - Aula 12 - circuito elétrico.pptx
8ano -  Aula 12 -  circuito elétrico.pptx8ano -  Aula 12 -  circuito elétrico.pptx
8ano - Aula 12 - circuito elétrico.pptx
maria leir leir
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
José Luís Alves
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
Gabriela de Lima
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Silvana Sanches
 
Cadeias Alimentares
Cadeias AlimentaresCadeias Alimentares
Cadeias Alimentares
Raquel Figueiredo
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
Matheus Faria do Valle
 

Mais procurados (20)

Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétrica
 
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matériaFluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matéria
 
Fluxo de energia e cadeias alimentares
Fluxo de energia e cadeias alimentaresFluxo de energia e cadeias alimentares
Fluxo de energia e cadeias alimentares
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
 
introdução ao aprofundamento Agua solvente universal
introdução ao aprofundamento Agua solvente universalintrodução ao aprofundamento Agua solvente universal
introdução ao aprofundamento Agua solvente universal
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria iiFluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
8ano - Aula 12 - circuito elétrico.pptx
8ano -  Aula 12 -  circuito elétrico.pptx8ano -  Aula 12 -  circuito elétrico.pptx
8ano - Aula 12 - circuito elétrico.pptx
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
 
Cadeias Alimentares
Cadeias AlimentaresCadeias Alimentares
Cadeias Alimentares
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 

Semelhante a Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia

Fluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materiaFluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materia
Rita Pereira
 
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRiaFluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
8ºC
 
Resumo fluxos de energia e ciclo de matéria
Resumo fluxos de energia e ciclo de matériaResumo fluxos de energia e ciclo de matéria
Resumo fluxos de energia e ciclo de matéria
Nuno Coelho
 
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentaresFicha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Angela Boucinha
 
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptxPpt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
RodrigoBrito411997
 
8º 7.1.
8º 7.1. 8º 7.1.
8º 7.1.
Nuno Coelho
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Carla Brites
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Carla Brites
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria iFluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
Cristina Vitória
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Leonardo Alves
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
adelinacgomes
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
helder raposo
 
1 biodiversidade (2017)
1   biodiversidade (2017)1   biodiversidade (2017)
1 biodiversidade (2017)
margaridabt
 
6ºAno Lorhayne.
6ºAno Lorhayne.6ºAno Lorhayne.
6ºAno Lorhayne.
E. M. Célia Rabelo
 
1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx
Isaura Mourão
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
Teresa Monteiro
 
Fluxo de energia
Fluxo de energia Fluxo de energia
Fluxo de energia
Rita Galrito
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
margaridabt
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
margaridabt
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentar Cadeia alimentar
Cadeia alimentar
Lucilo Campos
 

Semelhante a Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia (20)

Fluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materiaFluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materia
 
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRiaFluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxos De Energia E Ciclo De MatéRia
 
Resumo fluxos de energia e ciclo de matéria
Resumo fluxos de energia e ciclo de matériaResumo fluxos de energia e ciclo de matéria
Resumo fluxos de energia e ciclo de matéria
 
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentaresFicha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
 
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptxPpt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
 
8º 7.1.
8º 7.1. 8º 7.1.
8º 7.1.
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria iFluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
 
1 biodiversidade (2017)
1   biodiversidade (2017)1   biodiversidade (2017)
1 biodiversidade (2017)
 
6ºAno Lorhayne.
6ºAno Lorhayne.6ºAno Lorhayne.
6ºAno Lorhayne.
 
1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
 
Fluxo de energia
Fluxo de energia Fluxo de energia
Fluxo de energia
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentar Cadeia alimentar
Cadeia alimentar
 

Mais de 8ºC

áTomos e moléculas
áTomos e moléculasáTomos e moléculas
áTomos e moléculas
8ºC
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
8ºC
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
8ºC
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
8ºC
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
8ºC
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
8ºC
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
8ºC
 
Constrates na estrutura etária
Constrates na estrutura etáriaConstrates na estrutura etária
Constrates na estrutura etária
8ºC
 
Resíduos
ResíduosResíduos
Resíduos
8ºC
 
Resíduos
ResíduosResíduos
Resíduos
8ºC
 
Resumo final da luz
Resumo final da luzResumo final da luz
Resumo final da luz
8ºC
 
O som
O somO som
O som
8ºC
 
Carta escrita no_ano_de_2070
Carta escrita no_ano_de_2070Carta escrita no_ano_de_2070
Carta escrita no_ano_de_2070
8ºC
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal
8ºC
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal
8ºC
 
A estrutura etária da população
A estrutura etária da populaçãoA estrutura etária da população
A estrutura etária da população
8ºC
 
Distribuição dos indicadores demográficos no mundo
Distribuição dos indicadores demográficos no mundoDistribuição dos indicadores demográficos no mundo
Distribuição dos indicadores demográficos no mundo
8ºC
 
Funçoes sintacticas
Funçoes sintacticasFunçoes sintacticas
Funçoes sintacticas
8ºC
 
Oraçoes
OraçoesOraçoes
Oraçoes
8ºC
 
Funçoes sintacticas
Funçoes sintacticasFunçoes sintacticas
Funçoes sintacticas
8ºC
 

Mais de 8ºC (20)

áTomos e moléculas
áTomos e moléculasáTomos e moléculas
áTomos e moléculas
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
 
Resumos de geografia
Resumos de geografiaResumos de geografia
Resumos de geografia
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
 
Constrates na estrutura etária
Constrates na estrutura etáriaConstrates na estrutura etária
Constrates na estrutura etária
 
Resíduos
ResíduosResíduos
Resíduos
 
Resíduos
ResíduosResíduos
Resíduos
 
Resumo final da luz
Resumo final da luzResumo final da luz
Resumo final da luz
 
O som
O somO som
O som
 
Carta escrita no_ano_de_2070
Carta escrita no_ano_de_2070Carta escrita no_ano_de_2070
Carta escrita no_ano_de_2070
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal
 
A estrutura etária da população
A estrutura etária da populaçãoA estrutura etária da população
A estrutura etária da população
 
Distribuição dos indicadores demográficos no mundo
Distribuição dos indicadores demográficos no mundoDistribuição dos indicadores demográficos no mundo
Distribuição dos indicadores demográficos no mundo
 
Funçoes sintacticas
Funçoes sintacticasFunçoes sintacticas
Funçoes sintacticas
 
Oraçoes
OraçoesOraçoes
Oraçoes
 
Funçoes sintacticas
Funçoes sintacticasFunçoes sintacticas
Funçoes sintacticas
 

Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia

  • 1. Fluxo de energia e ciclo de matéria Trabalho elaborado por: Carolina Marques nº4 João Antunes nº 13 8ºC
  • 2.
  • 3. São os seres vivos com clorofila, como, por exemplo, as plantas, que transformam a energia radiante (ou luminosa) em energia química num processo designado fotossíntese.
  • 4. Assim, a fotossíntese é o processo através do qual algum seres vivos produzem o seu próprio alimento.
  • 5.
  • 6. Autotróficos: seres vivos capazes de produzir a sua própria matéria orgânica a partir dos constituintes inorgânicos (matéria mineral, água e dióxido de carbono) que existem no meio ambiente, utilizando a energia luminosa como forma de energia externa
  • 7.
  • 8. Produtores Os produtores são os seres vivos, capazes de produzir o seu próprio alimento; são também designados autotróficos. Ocupa o 1º nível trófico.
  • 9. Consumidores Os consumidores são seres heterotróficos que se alimentam directa ou indirectamente da matéria orgânica produzida pelos produtores.
  • 10. Consumidores primários ou de 1ª ordem São herbívoros e alimentam-se exclusivamente dos produtores. Ocupam o 2º nível trófico.
  • 11. Consumidores secundários oude 2ª ordem Designam-se predadores ou carnívoros e subsistem à custa dos herbívoros. Ocupam o 3º nível trófico.
  • 12. Existem ainda consumidores de 3ª ordem, de 4ª ordem e assim sucessivamente. Contudo, as cadeias alimentares são, de uma maneira geral, curtas, não contendo mais de cinco ou seis níveis tróficos.
  • 13. Decompositores Os decompositores são seres vivos heterotróficos que transformam a matéria orgânica, de que se alimentam (cadáveres e produtos de excreção, como as fezes e a urina, organismos de todos os níveis tróficos), em matéria mineral, que é devolvida ao solo. São os decompositores que asseguram o retorno progressivo ao solo da matéria mineral, sendo esta utilizada pelos produtores que sintetizam de novo matéria orgânica. Assim, no nosso planeta, existe uma circulação continua de matéria orgânica e mineral, através das cadeias alimentares.
  • 14. Teias alimentares Em cada comunidade, existe várias cadeias alimentares interligadas que constituem uma rede ou teia alimentar.
  • 15. Fluxo de energia Fluxo de energia, partindo do sol, atinge todos os níveis tróficos de um ecossistema. No entanto, apenas uma parte da energia disponível, num nível trófico, é transferida para o nível trófico seguinte. De facto, uma grande parte da energia contida nos alimentos ingeridos é gasta, pelos seres vivos, em actividade vitais, como, por exemplo, na respiração, na reprodução e nas excreções. O Fluxo de energia é unidireccional.