SlideShare uma empresa Scribd logo
Design de Interiores – Fases do
Projeto e Planejamento
2
Para se ter um bom projeto de interiores é preciso planejamento.
É necessário unir estética e funcionalidade, distribuindo os espaços e alinhando as cores, materiais,
texturas, acessórios, etc.
Fases do projeto:
 Entrevista com o cliente
 Medidas (Planta baixa)
 Estudo da circulação e Ergonomia
 Distribuição do mobiliário
 Escolha de acabamentos e revestimentos
 Paginação de piso
 Revestimento de parede
 Detalhamento de teto – rebaixo, sancas e molduras
 Iluminação
 Desenho de mobiliário
 Tecidos, objetos e acessórios decorativos.
 Detalhamento de todas as soluções propostas
 Execução do projeto
 Acompanhamento à obra
Estas etapas ajudam a equilibrar o planejamento, respeitando o estilo do cliente, de acordo com suas
possibilidades e necessidades, aproveitando espaços, combinando acessórios, implicando em economia
tanto em novos espaços quanto em reformas.
Como contratar um profissional?
 Projeto completo: que inclui a execução e acompanhamento da obra, ou somente uma
consultoria para resolução de um problema específico. Isto vale para espaços residenciais e
comerciais completos ou apenas áreas específicas.
 Projeto básico: que será executado pelo próprio cliente.
O custo do trabalho: está vinculado à modalidade contratada e a ABD (Associação Brasileira de
Designers de Interiores) que estabeleceu categorias de projetos e formas de remuneração:
Categoria a – Projetos de decoração com arquitetura de interiores
Envolve reformas e inclui escolha de acabamentos, distribuição e localização de pontos elétricos e
hidráulicos, iluminação, desenho de portas e divisão interna de armários embutidos, de cozinhas e
banheiros, desenho de mobiliário e peças especiais, detalhamento de forros e pisos, escolha de tecidos,
mobiliário, revestimentos e materiais de iluminação;
Categoria b – Projetos de decoração
Envolve o desenho de portas e divisão interna de armários embutidos, de cozinhas e banheiros, desenho
de mobiliário e peças especiais, detalhamento de forros e pisos, escolha de tecidos, mobiliário,
revestimentos e materiais de iluminação;
Categoria c – Lay-out e distribuição de móveis
Envolve a escolha de tecidos, mobiliário, revestimentos e materiais de iluminação.
A remuneração profissional é estabelecida a partir de quatro condições, usadas de forma individual ou
combinada:
A. Remuneração por projeto – dependente da quantidade de atividades pelas qual o
profissional será responsável.
B. Consulta – neste caso o cliente solicita orientação sem contratação efetiva para
desenvolver o projeto ou prestação de serviços. O valor cobrado refere-se especificamente
à consulta (o valor é cobrado em função do tempo da consulta);
C. Hora técnica – envolve a entrevista com o cliente e a execução do projeto;
D. Administração da obra – os honorários são calculados a partir de um percentual sobre o
custo total da execução do projeto de decoração (variável de 12 a 15%). Alguns
profissionais cobram um valor fixo por m2.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Mariana Azevedo
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOSDESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
Luciana Santos
 
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial""Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
Marco Coghi
 
Desenho Arquitetônico.
Desenho Arquitetônico.Desenho Arquitetônico.
Desenho Arquitetônico.
Jean Paulo Mendes Alves
 
Detalhamento - Mobiliário
Detalhamento - MobiliárioDetalhamento - Mobiliário
Detalhamento - Mobiliário
danilosaccomori
 
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre LojasProjeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
danilosaccomori
 
Etapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquiteturaEtapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquitetura
Mariana Azevedo
 
Apostila técnica projeto executivo
Apostila técnica   projeto executivoApostila técnica   projeto executivo
Apostila técnica projeto executivo
Rafael Andrade
 
Detalhamento de Telhado
Detalhamento de TelhadoDetalhamento de Telhado
Detalhamento de Telhado
danilosaccomori
 
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
Memorial Descritivo Residencial -  Projeto IIMemorial Descritivo Residencial -  Projeto II
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
Moema L. B. Afonso
 
Análise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbanoAnálise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbano
Ana Leticia Cunha
 
Projeto de Interiores Residenciais - Iluminação
Projeto de Interiores Residenciais - IluminaçãoProjeto de Interiores Residenciais - Iluminação
Projeto de Interiores Residenciais - Iluminação
danilosaccomori
 
Estudo preliminar
Estudo preliminarEstudo preliminar
Estudo preliminar
Daniela Santos
 
28 planta baixa e corte- passo a passo
28 planta baixa e corte- passo a passo28 planta baixa e corte- passo a passo
28 planta baixa e corte- passo a passo
Família Schmidt
 
Desenho arquitetônico cortes
Desenho arquitetônico cortesDesenho arquitetônico cortes
Desenho arquitetônico cortes
Tiago Gomes
 
Como calcular o quadro de iluminação e ventilação
Como calcular o quadro de iluminação e ventilaçãoComo calcular o quadro de iluminação e ventilação
Como calcular o quadro de iluminação e ventilação
Edmar Rocha
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
Dieli Alves
 
Detalhamento - Áreas Molhadas
Detalhamento - Áreas MolhadasDetalhamento - Áreas Molhadas
Detalhamento - Áreas Molhadas
danilosaccomori
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICADESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
Luciana Santos
 
Programa de necessidades
Programa de necessidadesPrograma de necessidades
Programa de necessidades
Takayfau
 

Mais procurados (20)

Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOSDESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III REVESTIMENTOS
 
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial""Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
 
Desenho Arquitetônico.
Desenho Arquitetônico.Desenho Arquitetônico.
Desenho Arquitetônico.
 
Detalhamento - Mobiliário
Detalhamento - MobiliárioDetalhamento - Mobiliário
Detalhamento - Mobiliário
 
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre LojasProjeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
 
Etapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquiteturaEtapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquitetura
 
Apostila técnica projeto executivo
Apostila técnica   projeto executivoApostila técnica   projeto executivo
Apostila técnica projeto executivo
 
Detalhamento de Telhado
Detalhamento de TelhadoDetalhamento de Telhado
Detalhamento de Telhado
 
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
Memorial Descritivo Residencial -  Projeto IIMemorial Descritivo Residencial -  Projeto II
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
 
Análise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbanoAnálise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbano
 
Projeto de Interiores Residenciais - Iluminação
Projeto de Interiores Residenciais - IluminaçãoProjeto de Interiores Residenciais - Iluminação
Projeto de Interiores Residenciais - Iluminação
 
Estudo preliminar
Estudo preliminarEstudo preliminar
Estudo preliminar
 
28 planta baixa e corte- passo a passo
28 planta baixa e corte- passo a passo28 planta baixa e corte- passo a passo
28 planta baixa e corte- passo a passo
 
Desenho arquitetônico cortes
Desenho arquitetônico cortesDesenho arquitetônico cortes
Desenho arquitetônico cortes
 
Como calcular o quadro de iluminação e ventilação
Como calcular o quadro de iluminação e ventilaçãoComo calcular o quadro de iluminação e ventilação
Como calcular o quadro de iluminação e ventilação
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
 
Detalhamento - Áreas Molhadas
Detalhamento - Áreas MolhadasDetalhamento - Áreas Molhadas
Detalhamento - Áreas Molhadas
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICADESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
DESIGN DE INTERIORES - UNID I INTRODUÇÃO E EVOLUÇÃO HISTÓRICA
 
Programa de necessidades
Programa de necessidadesPrograma de necessidades
Programa de necessidades
 

Destaque

MODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André FélixMODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André Félix
Neca Boullosa
 
Modelo de briefing
Modelo de briefingModelo de briefing
Modelo de briefing
Daniel Brandão
 
Cronograma de Obras em 4 Passos
Cronograma de Obras em 4 PassosCronograma de Obras em 4 Passos
Cronograma de Obras em 4 Passos
Engenheiro No Canteiro
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURASDESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
Luciana Santos
 
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais CozinhaProjeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
danilosaccomori
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
Luciana Santos
 
DiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
DiagnóStico De Design Roteiro De BriefingDiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
DiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
graziellacarrara
 
Cronograma iluminacao de edificios
Cronograma iluminacao de edificiosCronograma iluminacao de edificios
Cronograma iluminacao de edificios
Nilda Silva
 
Ergonometria
ErgonometriaErgonometria
Ergonometria
leticiag94
 
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviços
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviçosRoteiro projetos 4_2012_1 com serviços
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviços
Paola Martins
 
Briefing para site pessoal
Briefing para site pessoalBriefing para site pessoal
Briefing para site pessoal
Marcioveras
 
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
Helena Degreas
 
Apresentação Interior Design
Apresentação Interior DesignApresentação Interior Design
Apresentação Interior Design
Rodrigo Guglieri
 
Briefing de Design
Briefing de DesignBriefing de Design
Briefing de Design
Wagner Rezende
 
Apostila exec det
Apostila exec detApostila exec det
Apostila exec det
Andrea de Souza
 
Apresentação - Projeto de Interiores I
Apresentação - Projeto de Interiores IApresentação - Projeto de Interiores I
Apresentação - Projeto de Interiores I
Alan Cano Munhoz
 
Sustentabilidade e Design de Interiores
Sustentabilidade e Design de InterioresSustentabilidade e Design de Interiores
Sustentabilidade e Design de Interiores
Naianne Dias
 
Projeto de Interiores Residenciais - Lofts
Projeto de Interiores Residenciais - LoftsProjeto de Interiores Residenciais - Lofts
Projeto de Interiores Residenciais - Lofts
danilosaccomori
 
Projeto de Interiores Residenciais - Banho
Projeto de Interiores Residenciais - BanhoProjeto de Interiores Residenciais - Banho
Projeto de Interiores Residenciais - Banho
danilosaccomori
 
Briefing - Preciso, Claro e Objetivo
Briefing - Preciso, Claro e ObjetivoBriefing - Preciso, Claro e Objetivo
Briefing - Preciso, Claro e Objetivo
Katia Viola
 

Destaque (20)

MODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André FélixMODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André Félix
 
Modelo de briefing
Modelo de briefingModelo de briefing
Modelo de briefing
 
Cronograma de Obras em 4 Passos
Cronograma de Obras em 4 PassosCronograma de Obras em 4 Passos
Cronograma de Obras em 4 Passos
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURASDESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS
 
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais CozinhaProjeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
 
DiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
DiagnóStico De Design Roteiro De BriefingDiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
DiagnóStico De Design Roteiro De Briefing
 
Cronograma iluminacao de edificios
Cronograma iluminacao de edificiosCronograma iluminacao de edificios
Cronograma iluminacao de edificios
 
Ergonometria
ErgonometriaErgonometria
Ergonometria
 
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviços
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviçosRoteiro projetos 4_2012_1 com serviços
Roteiro projetos 4_2012_1 com serviços
 
Briefing para site pessoal
Briefing para site pessoalBriefing para site pessoal
Briefing para site pessoal
 
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
Shoppings Centers: o design de interiores como instrumento para atração de co...
 
Apresentação Interior Design
Apresentação Interior DesignApresentação Interior Design
Apresentação Interior Design
 
Briefing de Design
Briefing de DesignBriefing de Design
Briefing de Design
 
Apostila exec det
Apostila exec detApostila exec det
Apostila exec det
 
Apresentação - Projeto de Interiores I
Apresentação - Projeto de Interiores IApresentação - Projeto de Interiores I
Apresentação - Projeto de Interiores I
 
Sustentabilidade e Design de Interiores
Sustentabilidade e Design de InterioresSustentabilidade e Design de Interiores
Sustentabilidade e Design de Interiores
 
Projeto de Interiores Residenciais - Lofts
Projeto de Interiores Residenciais - LoftsProjeto de Interiores Residenciais - Lofts
Projeto de Interiores Residenciais - Lofts
 
Projeto de Interiores Residenciais - Banho
Projeto de Interiores Residenciais - BanhoProjeto de Interiores Residenciais - Banho
Projeto de Interiores Residenciais - Banho
 
Briefing - Preciso, Claro e Objetivo
Briefing - Preciso, Claro e ObjetivoBriefing - Preciso, Claro e Objetivo
Briefing - Preciso, Claro e Objetivo
 

Semelhante a F ases do projeto e planejamento design de interiores

Programa de aula senac
Programa de aula senacPrograma de aula senac
Programa de aula senac
Valério Brunello
 
Curriculo Liliane Wu
Curriculo Liliane WuCurriculo Liliane Wu
Curriculo Liliane Wu
Liliane Wu
 
Projeto pintura de casa
Projeto pintura de casaProjeto pintura de casa
Projeto pintura de casa
Rodrigo De Vincenzo Monteiro
 
APÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
APÊ NA PLANTA - UC ArquiteturaAPÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
APÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
FredericoCostacurta
 
Como pagar o serviço de um arquiteto
Como pagar o serviço de um arquitetoComo pagar o serviço de um arquiteto
Como pagar o serviço de um arquiteto
Carlos Elson Cunha
 
Reforma de um consultório odontológico
Reforma de um consultório odontológicoReforma de um consultório odontológico
Reforma de um consultório odontológico
Marco Coghi
 
Metodologia karen paranhos
Metodologia karen paranhosMetodologia karen paranhos
Metodologia karen paranhos
Karen Paranhos
 
Apostila exec det
Apostila exec detApostila exec det
Apostila exec det
Enfª Luciana
 
Arquitetura de interiores
Arquitetura de interioresArquitetura de interiores
Arquitetura de interiores
Sabrinny Lima ARQ URB
 
Tarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exerciciosTarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exercicios
Isaac Vieira
 
Trabalho Final Gerenciamento de Projetos
Trabalho Final Gerenciamento de ProjetosTrabalho Final Gerenciamento de Projetos
Trabalho Final Gerenciamento de Projetos
Rafael Malafaia
 

Semelhante a F ases do projeto e planejamento design de interiores (11)

Programa de aula senac
Programa de aula senacPrograma de aula senac
Programa de aula senac
 
Curriculo Liliane Wu
Curriculo Liliane WuCurriculo Liliane Wu
Curriculo Liliane Wu
 
Projeto pintura de casa
Projeto pintura de casaProjeto pintura de casa
Projeto pintura de casa
 
APÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
APÊ NA PLANTA - UC ArquiteturaAPÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
APÊ NA PLANTA - UC Arquitetura
 
Como pagar o serviço de um arquiteto
Como pagar o serviço de um arquitetoComo pagar o serviço de um arquiteto
Como pagar o serviço de um arquiteto
 
Reforma de um consultório odontológico
Reforma de um consultório odontológicoReforma de um consultório odontológico
Reforma de um consultório odontológico
 
Metodologia karen paranhos
Metodologia karen paranhosMetodologia karen paranhos
Metodologia karen paranhos
 
Apostila exec det
Apostila exec detApostila exec det
Apostila exec det
 
Arquitetura de interiores
Arquitetura de interioresArquitetura de interiores
Arquitetura de interiores
 
Tarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exerciciosTarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exercicios
 
Trabalho Final Gerenciamento de Projetos
Trabalho Final Gerenciamento de ProjetosTrabalho Final Gerenciamento de Projetos
Trabalho Final Gerenciamento de Projetos
 

F ases do projeto e planejamento design de interiores

  • 1. Design de Interiores – Fases do Projeto e Planejamento 2 Para se ter um bom projeto de interiores é preciso planejamento. É necessário unir estética e funcionalidade, distribuindo os espaços e alinhando as cores, materiais, texturas, acessórios, etc. Fases do projeto:  Entrevista com o cliente  Medidas (Planta baixa)  Estudo da circulação e Ergonomia  Distribuição do mobiliário  Escolha de acabamentos e revestimentos  Paginação de piso  Revestimento de parede  Detalhamento de teto – rebaixo, sancas e molduras  Iluminação  Desenho de mobiliário  Tecidos, objetos e acessórios decorativos.  Detalhamento de todas as soluções propostas  Execução do projeto  Acompanhamento à obra Estas etapas ajudam a equilibrar o planejamento, respeitando o estilo do cliente, de acordo com suas possibilidades e necessidades, aproveitando espaços, combinando acessórios, implicando em economia tanto em novos espaços quanto em reformas. Como contratar um profissional?  Projeto completo: que inclui a execução e acompanhamento da obra, ou somente uma consultoria para resolução de um problema específico. Isto vale para espaços residenciais e comerciais completos ou apenas áreas específicas.  Projeto básico: que será executado pelo próprio cliente. O custo do trabalho: está vinculado à modalidade contratada e a ABD (Associação Brasileira de Designers de Interiores) que estabeleceu categorias de projetos e formas de remuneração: Categoria a – Projetos de decoração com arquitetura de interiores Envolve reformas e inclui escolha de acabamentos, distribuição e localização de pontos elétricos e hidráulicos, iluminação, desenho de portas e divisão interna de armários embutidos, de cozinhas e banheiros, desenho de mobiliário e peças especiais, detalhamento de forros e pisos, escolha de tecidos, mobiliário, revestimentos e materiais de iluminação; Categoria b – Projetos de decoração Envolve o desenho de portas e divisão interna de armários embutidos, de cozinhas e banheiros, desenho de mobiliário e peças especiais, detalhamento de forros e pisos, escolha de tecidos, mobiliário, revestimentos e materiais de iluminação;
  • 2. Categoria c – Lay-out e distribuição de móveis Envolve a escolha de tecidos, mobiliário, revestimentos e materiais de iluminação. A remuneração profissional é estabelecida a partir de quatro condições, usadas de forma individual ou combinada: A. Remuneração por projeto – dependente da quantidade de atividades pelas qual o profissional será responsável. B. Consulta – neste caso o cliente solicita orientação sem contratação efetiva para desenvolver o projeto ou prestação de serviços. O valor cobrado refere-se especificamente à consulta (o valor é cobrado em função do tempo da consulta); C. Hora técnica – envolve a entrevista com o cliente e a execução do projeto; D. Administração da obra – os honorários são calculados a partir de um percentual sobre o custo total da execução do projeto de decoração (variável de 12 a 15%). Alguns profissionais cobram um valor fixo por m2.