SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E TECNOLOGIA
CURSO DE BACHARELADO EM DESIGN

DESIGN DE INTERIORES
Aplicação de Cores em
Ambientes
Profª Luciana Guimarães

NOVEMBRO-2013
Uso das cores no Design de
Interiores










O uso correto das cores é umas das maiores armas do
design de interiores, levando-se em consideração não
apenas paredes, pisos e forros, mas também o
mobiliário
As cores criam uma atmosfera e podem mudar o humor
de uma pessoa.
A escolha das cores é uma questão subjetiva de bomsenso.
O estudo das cores é realizado por diversas ciências
(exatas, humanas e biológicas).
Costuma-se dizer que as mulheres têm a percepção das
cores mais aguçadas que o homem.
Algumas cores são classificadas em femininas e
masculinas
Uso das cores no Design de
Interiores






Combinação monocromática –
variação de um mesmo tom
Combinação primária
Combinação policromática – uma das
mais difíceis de se realizar
Cores quentes – vermelho, laranja e
amarelo
Cores frias – azul, verde e índigo
Uso das cores no Design de
Interiores






O Preto é associado à morte, menos no
Japão.
Escolas, enfermarias e escritórios – cores
alegres e brilhantes
Fábricas – cores que passem sensação de
segurança
Restaurantes – cores que criem um
ambiente aconchegante
Lojas – cores amigas ou soberbas,
dependendo do produto que está sendo
vendido
O significado das cores


VERMELHO - cor quente, ativa e
estimulante.
Fortalece o corpo e dá mais energia física,
impulso sexual (é a cor do chakra sexual),
força de vontade, conquista, liderança e
senso de auto-estima. Interessante se
usado em detalhes, pois é estimulante.
Sensação de sucesso, força, aproxima as
pessoas.
O significado das cores


AMARELO – cor do sol, da luz.
Sensação de riqueza, alegria, aconchego.
Estimula apetite, intelecto, otimismo e
criatividade e diminui a ansiedade e as
preocupações.Reflete o hemisfério
esquerdo do cérebro. É a cor ligada a
inteligência. Atrai dinheiro e poder. Traz luz
para a solução de problemas.O Dourado
simboliza: vibração elevada, vigor,
inteligência superior e nobreza.
O significado das cores


LARANJA - movimento e pressa.
É a mistura do vermelho com o amarelo,
portanto traz as qualidades dessas duas
cores. Traz sucesso, agilidade mental, atrai
boa sorte e prosperidade; desencoraja a
preguiça. Simboliza: encorajamento,
estimulação, robustez, atração, gentileza,
cordialidade, tolerância. Estimula a alegria e
apetite. É a cor associada à adolescência.
O significado das cores


ROSA – cor do romance e do amor
espiritual (sem conotação sexual)
É o vermelho, temperado com as
qualidades do branco. Afasta energias
negativas e promove fraternidade.
O significado das cores


VERDE - cor da cura e da esperança
É a cor mais harmoniosa e calmante de
todas. Representa as energias da natureza,
esperança, perseverança, segurança,
satisfação e fertilidade. Usada em excesso,
determina orgulho, superioridade e
arrogância.
O significado das cores


AZUL – cor da tranqüilidade e paz de
espírito
Reduz o stress e a ansiedade, traz saúde
emocional, paz e calma. Promove o
entendimento entre as pessoas. Favorece
as atividades intelectuais e a meditação.
Simboliza: devoção, fé, aspiração,
sinceridade, lealdade, confiança e
tranqüilidade. Essa cor deve ser evitada por
pessoas com tendência à depressão.
O significado das cores


VIOLETA - cor metafísica e da magia
Ela é vista como a cor da energia cósmica e
da inspiração espiritual. Ajuda a encontrar
novos caminhos para a espiritualidade e a
elevar nossa intuição espiritual. Traz
poderes mentais. Simboliza: dignidade,
devoção, piedade, sinceridade,
espiritualidade, purificação e transformação.
Quando usada em excesso acaba
provocando manias e fanatismo.
O significado das cores


MARROM – cor da disciplina, regras e
uniformidade.
Atrai dinheiro ganho através do trabalho.
Usado em excesso traz autocrítica
exagerada, dependência afetiva e
isolamento.
O significado das cores


CINZA ou PRATEADO – cor do equilíbrio e
da estabilidade, por ser o equilíbrio do preto
e do branco.
Associado ao medo e à depressão. Evite
usar em paredes.
O significado das cores


PRETO – cor da introspecção e da autoanálise.
O uso em excesso traz melancolia,
depressão, tristeza, confusão, perdas e
medo. Evitar esta cor em paredes. O uso
em detalhes é sofisticado, demonstra
classe, tem peso grande numa
ambientação.
O significado das cores


BRANCO – cor da pureza, sinceridade,
verdade e limpeza.
Pode ser usado como coringa, para todos
os propósitos, substituto para qualquer cor.
Em um ambiente todo branco perde-se a
noção de espaço.
Cromoterapia


Cromoterapia é um tratamento
terapêutico baseado em cores que
podem ajudar a curar moléstias que
se apresentam em nosso corpo físico.
É baseada nas sete cores do espectro
solar e cada cor tem uma vibração
específica, atuando desde o nível
físico até os mais sutis.
Cromoterapia







Propriedades terapêuticas das cores:
Vermelho: Dá energia e vitalidade.
Estimula o sangue e libera adrenalina.
Combate resfriados sem febre. Dispensa o
cansaço e ameniza dores reumáticas.
Rosa forte: Age como desobstruidor e
cauterizador das veias, vasos e artérias e
eliminador de impurezas no sangue
Rosa: Ativador, acelerador e eleminador de
impurezas do sangue
Cromoterapia







Propriedades terapêuticas das cores:
Alaranjado: Tonifica, combate a fadiga,
estimula o sistema respiratório e fixa o cálcio
no organismo. Aumenta o otimismo.
Energizador e eliminador de gorduras em áreas
localizadas.
Amarelo: Estimula o sistema nervoso central,
contribui para a regeneração de problemas
ósseos, bom para prisão de ventre, potencializa
o fósforo e o sódio. Estimula o intelecto.
Verde: Favorece o equilíbrio hormonal,
estimula órgãos digestivos, tem ação
refrescantes e anti-infecciosa. Alivia a insônia.
Cromoterapia







Propriedades terapêuticas das cores:
Azul: Calmante, analgésico, indicado nas
infecções com febre. Atua no sistema nervoso,
vasos, artérias e todo o sistema muscular.
Combate o egoísmo e traz a harmonia.
Índigo: Ação coagulante. Atua diretamente na
corrente sangüínea. Usado em casos de
ferimentos e sangramentos em geral. Estimula
os cincos sentidos e a intuição.
Violeta: Ação calmante e purificadora do
sangue. Elimina toxinas e estimula a produção
de leucócitos. Bom nos casos de pneumonia,
tosse seca, asma, irritação da pele e dor ciática.
Reduz medos e angústias, diminui a irritação.
Os Signos do Zodiaco e as
cores


Cada um dos doze signos do
zodíaco
está
associado
a
determinadas cores. Ao usá-las em
casa, você harmoniza o espaço em
que vive com sua essência.
Os Signos do Zodiaco e as
cores
SIGNOS

CORES E TONS

Áries

Tons de vermelho

Leão

O dourado e todas as cores associadas à estrela solar, do amarelo
ao vermelho, passando pelo laranja.

Sagitário

Azul, a cor do céu

Câncer

Bege-perolado ao cinza-clarinho, além do branco e das tonalidades
pastel

Peixes

Verdes-piscina, azuis-esverdeados e todas as demais variações do
azul

Escorpião

tons púrpura

Gêmeos

cores vistosas e brilhantes

Aquário

lilás e violeta

Libra

cores pastel, especialmente rosa, verde e azul

Virgem

Os tons da terra como: Ocres, amarelos-queimados e marrom

Touro

tonalidades suaves de verde e de rosa

Capricórnio

As cores mais escuras e sóbrias.
AS CORES E O FENG SHUI
Cor
Vermelha

Interpretação Feng Shui

Rosa

Casamento

Branco

Crianças

Preto

Carreira

Azul

Conhecimento

Verde

Família

Amarelo

Saúde

Fama
AS CORES E O FENG SHUI
AZUL/
VERDE
HALL

MARRON

SIM

NÃO

COZINHA

VERMEL
HO

ROSA

BRANCO

CINZA/
PRETO

SIM

SIM

NÃO

SIM

NÃO

NÃO

DORMITÓRIO
PRINCIPAL

SIM

DORMITÓRIO
CRIANÇAS

SIM

SIM

BIBLIOT/
S. ESTUDO

SIM

SIM

S. JANTAR

SIM

MULTIC
OR

SIM

SIM

SIM

S. ESTAR

BEGE/
AMARE
LO

BANHEIRO

SIM

SIM
SIM
SIM

NÃO

NÃO

SIM

SIM

SIM
AS CORES E O FENG SHUI
AZUL

VERDE

ROSA

VERM.

ESCRT.
CONTAB

BRANCO

CINZA/
PRETO

SIM

AGÊNCIA

SIM

ATELIE ARQT

SIM
SIM

SIM

PÚRURA

OUTRAS
OPÇÕES

SIM
SIM

SIM

EMP. COMPUT

SIM

BEGE/
AMARELO

SIM

INCORPO

SIM

CONS. MÉDICO

SIM

SIM

ESCRT. ADVOG

SIM

SIM

CONS.
PSICOLO

Cores dos
5 elem.

SIM
SIM

SIM

SIM

SIM

SIM

SIM

SIM

SIM
Cores dos
5 elem,
multicolor
AS CORES E O FENG SHUI




A melhor cor para a cozinha é a
branca. Ela realça a cor dos alimentos
O rosa é o mais adequado para o
dormitório principal.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes


O corredor parece mais curto
Uma forma de fazer com que
corredores muito longos pareçam
mais curtos é pintar a parede no fim
do corredor com uma cor quente ou
escura.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes


O teto parece mais baixo e o ambiente
mais aconchegante
Pintar o teto com uma cor quente ou
escura, produz a sensação que o
mesmo está rebaixado.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes


A sala parece mais arejada e
refrescante
Pintar a sala com uma cor fria e o teto
com uma cor fria de tonalidade mais
clara, faz com que o teto pareça mais
alto do que é.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes


O ambiente parece maior
Cores frias de tonalidades claras são
muito indicadas para ampliar espaços,
tornando-os mais leves e com maior
luminosidade.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes




Quando queremos fazer desaparecer um
elemento arquitetônico, como uma viga ou
um pilar, podemos transformá-lo em um
elemento de fundo na composição ao pintálo da mesma cor do teto ou da parede.
Já quando queremos tornar visível uma
porta ou um trajeto a ser seguido, basta
destacarmos essa porta ou o caminho
usando cores fortes ou constrastantes.
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes






Cores frias afastam as superfícies,
devendo ser utilizadas para ampliar
ambientes pequenos.
Tonalidades claras ajudam a reflexão
da luz, aumentando a claridade do
ambiente
Com cores frias os ambientes ficam
mais repousantes
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes


Cores quentes aproximam as
superfícies. São ideais para “encurtar”
visualmente corredores longos ou
transformar ambientes grandes em
espaços mais acolhedores
As cores e os efeitos que elas
produzem nos ambientes




A mesma cor no piso de diferentes
ambientes integra e cria a sensação de
continuidade espacial
Diferentes ambientes em diferentes cores
“retalham” o espaço, diminuindo-o
visualmente. Use cor diferente somente em
uma parede de cada ambiente para dar
movimento sem retalhar.
Esquemas de cores
ACROMÁTICO
 Utilização somente de preto, branco e tons de
cinza, ou seja, nenhuma cor.
 Opção sofisticada e impessoal
 Transmite autoritarismo e frieza
 Pode-se quebrar os pontos negativos com a
utilização de texturas
 Os hospitais e clínicas não utilizam mais esse
esquema
 Projetos Minimalistas freqüentemente usam esse
esquema
Quando optar por esse tipo de esquema, utilize o
contraste entre os tons fortes e fracos para deixar o
ambiente mais dinâmico
Esquemas de cores
NEUTRO
 Considerado por alguns profissionais como esquema
acromático
 Tons como areia, algodão, cogumelo, terra, tons de
marrom e bege
 Não é considerada nem quente e nem frio
 Deixam os ambientes com uma atmosfera refinada e
elegante
 Excelente opção para ambientes onde são expostas
obras de arte ou mercadorias de cores vibrantes, já que
acentua as peças
 Nesse esquema pode-se abusar de texturas para
enfatizar a proposta
Esquemas de cores
MONOCROMÁTICO
 Opção pelo uso de apenas uma cor, em diferentes
tonalidades, juntamente ou não com preto, branco,
cinza ou ainda cores neutras.
 Ideal para ambientes pequenos
 Esquema bastante utilizado em home offices, lojas e
consultórios
 Ideal quando se deseja ressaltar uma propriedade
específica de uma cor, como por exemplo, a
tranqüilidade do azul-claro, ou a força de um vermelho
na parede de uma loja com pé-direito duplo.
Para não tornar o ambiente óbvio e monótono, explore ao
máximo as características da cor, compondo-a com tons
contrastantes para dar movimento. Use o branco para
realçar a maioria das cores
Esquemas de cores
COMPLEMENTAR
 Esquema muito harmônico
 Para alguns profissionais, é o mais difícil de
equilibrar
 Cria combinações vibrantes, cheias de energia,
ideais para shoping centers e lojas.
 A combinação verde/vermelho é muito utilizada
em restaurantes como fator de identificação da
cultura italiana.
Esquemas de cores
TRIÁDICO
 Aquele que emprega as 3 cores primárias
 Ou aquele que utilize 3 cores eqüidistantes no
círculo cromático.
 Indicado para ambientes comerciais amplos que
necessitem de uma atmosfera dinâmica, como
escolas, academias de ginásticas, creches
 É um dos esquemas mais difíceis, pois pode deixar
o ambiente confuso e extremamente vibrante.
Esquemas de cores
MONOCROMÁTICO
 Opção pelo uso de apenas uma cor, em diferentes
tonalidades, juntamente ou não com preto, branco,
cinza ou ainda cores neutras.
 Ideal para ambientes pequenos
 Esquema bastante utilizado em home offices, lojas
e consultórios
 Ideal quando se deseja ressaltar uma propriedade
específica de uma cor, como por exemplo, a
tranqüilidade do azul-claro, ou a força de um
vermelho na parede de uma loja com pé-direito
duplo.
Criação de Atmosferas
LUMINOSAS
 Cores off white, neutras e o branco, criam uma
sensação de luminosidade, de espaço aberto,
limpo, amplo e arejado
 Nessa atmosfera de poucos contrastes de tons, e
predominância dos bem claros, pode-se utilizar
diferentes texturas nas paredes e no piso para
enriquecer o projeto
 Qualquer cor adicionada à composição se destaca
e pode ser usada tranqüilamente em ambientes de
pouca luz
Criação de Atmosferas
ESPAÇOSA
 Tons frios e claros são os indicados para ampliação
visual dos espaços
 Caso deseje um look mais calmo e elegante, opte
por tonalidades entre o verde e o azul
Criação de Atmosferas
ACONCHEGANTE
 Uso de cores quentes
 Fica mais interessante uma composição com
diferentes tonalidades de uma cor quente em
contraste com uma cor fria viva
Criação de Atmosferas
DINÂMICA E ESTIMULANTE
 A atmosfera torna-se bem dinâmica com o uso de
cores primárias
 Tome cuidado para não estimular demais o
ambiente.
 Um efeito menos dramático e bem dinâmico pode
ser alcançado com uma composição que utilizae
cores complementares
 A mistura entre uma cor fria e uma quente é
sempre muito harmoniosa e interessante.
Criação de Atmosferas
RELAXANTE E CALMA
 Uso de cores neutras num esquema acromático
com diferentes texturas e contrastes de tons podem
ser relaxantes.
 É sempre aconselhável colocar tons off white, que
induzam a mente a um estado de espírito relaxado
 A mesma família de cores, num esquema análogo,
também favorece o relaxamento.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS








GURGEL, Miriam. Projetando Espaços: Design de Interiores. São
Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007.
_____. Projetando Espaços: Guia de arquitetura de interiores para
áreas residenciais. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2002.
_____. Projetando Espaços: Guia de arquitetura de interiores para
áreas comerciais. São Paulo:Editora Senac, 2005.
LESLIE, Vera Fraga. Lugar-Comum: “Auto-ajuda” de decoração e
estilo. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2001.
MARTIN, Macarena San. Cooll Design Hotels. Barcelona: Loft
Publication, 2007.
_____. El Color en la Decoración. Barcelona: Loft Publication,
2008.
ROSSBACH, Sarah. Feng Shui e a arte da cor: como as cores
podem estimular a prosperidade, a energia e a felicidade em sua
casa. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORROLuciana Santos
 
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresMariana Azevedo
 
Projeto de Interiores Residenciais - Estúdio
Projeto de Interiores Residenciais - EstúdioProjeto de Interiores Residenciais - Estúdio
Projeto de Interiores Residenciais - Estúdiodanilosaccomori
 
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais CozinhaProjeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais Cozinhadanilosaccomori
 
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre LojasProjeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojasdanilosaccomori
 
Detalhamento - Mobiliário
Detalhamento - MobiliárioDetalhamento - Mobiliário
Detalhamento - Mobiliáriodanilosaccomori
 
Projeto arquitetonico 1
Projeto  arquitetonico 1Projeto  arquitetonico 1
Projeto arquitetonico 1João Batista
 
Etapas de-um projeto-de-design-de-interiores
Etapas de-um projeto-de-design-de-interioresEtapas de-um projeto-de-design-de-interiores
Etapas de-um projeto-de-design-de-interioresWellington Cristovao
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIA
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIADESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIA
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIALuciana Santos
 
Design de interiores
Design de interioresDesign de interiores
Design de interiorescatiaemaria
 
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
Memorial Descritivo Residencial -  Projeto IIMemorial Descritivo Residencial -  Projeto II
Memorial Descritivo Residencial - Projeto IIMoema L. B. Afonso
 
Conforto ambiental
Conforto ambientalConforto ambiental
Conforto ambientalJosé Borba
 
Memorial Justificativo Residencial Projeto II
Memorial Justificativo Residencial Projeto IIMemorial Justificativo Residencial Projeto II
Memorial Justificativo Residencial Projeto IIMoema L. B. Afonso
 
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial""Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"Marco Coghi
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3Luciana Santos
 

Mais procurados (20)

DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
 
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
 
Projeto de Interiores Residenciais - Estúdio
Projeto de Interiores Residenciais - EstúdioProjeto de Interiores Residenciais - Estúdio
Projeto de Interiores Residenciais - Estúdio
 
F ases do projeto e planejamento design de interiores
F ases do projeto e planejamento design de interioresF ases do projeto e planejamento design de interiores
F ases do projeto e planejamento design de interiores
 
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais CozinhaProjeto de Interiores Residenciais Cozinha
Projeto de Interiores Residenciais Cozinha
 
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre LojasProjeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
Projeto de Interiores Comerciais - Proporções entre Lojas
 
Desenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNTDesenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNT
 
Detalhamento - Mobiliário
Detalhamento - MobiliárioDetalhamento - Mobiliário
Detalhamento - Mobiliário
 
Projeto arquitetonico 1
Projeto  arquitetonico 1Projeto  arquitetonico 1
Projeto arquitetonico 1
 
Etapas de-um projeto-de-design-de-interiores
Etapas de-um projeto-de-design-de-interioresEtapas de-um projeto-de-design-de-interiores
Etapas de-um projeto-de-design-de-interiores
 
Conforto ambiental
Conforto ambientalConforto ambiental
Conforto ambiental
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIA
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIADESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIA
DESIGN DE INTERIORES - UNID II ANTROPOMETRIA E ERGONOMIA
 
Design de interiores
Design de interioresDesign de interiores
Design de interiores
 
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
Memorial Descritivo Residencial -  Projeto IIMemorial Descritivo Residencial -  Projeto II
Memorial Descritivo Residencial - Projeto II
 
Conforto ambiental
Conforto ambientalConforto ambiental
Conforto ambiental
 
Escada
EscadaEscada
Escada
 
Memorial Justificativo Residencial Projeto II
Memorial Justificativo Residencial Projeto IIMemorial Justificativo Residencial Projeto II
Memorial Justificativo Residencial Projeto II
 
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial""Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
"Etapas do desenvolvimento de projetos arquitetônicos - Uma visão gerencial"
 
Planta baixa
Planta baixaPlanta baixa
Planta baixa
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3
DESIGN DE INTERIORES - UNID II HABITAÇÃO 3
 

Semelhante a DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS

Semelhante a DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS (20)

As Cores na Publicidade
As Cores na PublicidadeAs Cores na Publicidade
As Cores na Publicidade
 
Trabalho De Grafica. Diana E Hugo
Trabalho De Grafica. Diana E HugoTrabalho De Grafica. Diana E Hugo
Trabalho De Grafica. Diana E Hugo
 
A cor e a psicologia
A cor e a psicologiaA cor e a psicologia
A cor e a psicologia
 
A Cor E A Psicologia
A Cor E A PsicologiaA Cor E A Psicologia
A Cor E A Psicologia
 
Workshop de teoria da Cor.
Workshop de teoria da Cor.Workshop de teoria da Cor.
Workshop de teoria da Cor.
 
Psicologia cognitiva: Percepção de cores.
Psicologia cognitiva: Percepção de cores.Psicologia cognitiva: Percepção de cores.
Psicologia cognitiva: Percepção de cores.
 
As cores
As coresAs cores
As cores
 
Harmonia das cores
Harmonia das coresHarmonia das cores
Harmonia das cores
 
slide cores e sensações.pptx
slide cores e sensações.pptxslide cores e sensações.pptx
slide cores e sensações.pptx
 
Psicodinâmica das Cores
Psicodinâmica das CoresPsicodinâmica das Cores
Psicodinâmica das Cores
 
As Cores E Seus Significados
As Cores E Seus SignificadosAs Cores E Seus Significados
As Cores E Seus Significados
 
3521 manual
3521  manual3521  manual
3521 manual
 
Teoria Das Cores
Teoria Das  CoresTeoria Das  Cores
Teoria Das Cores
 
Parâmetros que auxiliam
Parâmetros que auxiliamParâmetros que auxiliam
Parâmetros que auxiliam
 
Ticc
TiccTicc
Ticc
 
Ticc
TiccTicc
Ticc
 
Cores
CoresCores
Cores
 
Palestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas MarquesPalestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas Marques
 
O significado das cores
O significado das coresO significado das cores
O significado das cores
 
Entendendo as cores e seus significados
Entendendo as cores e seus significadosEntendendo as cores e seus significados
Entendendo as cores e seus significados
 

DESIGN DE INTERIORES - UNID III CORES E TEXTURAS

  • 1. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E TECNOLOGIA CURSO DE BACHARELADO EM DESIGN DESIGN DE INTERIORES Aplicação de Cores em Ambientes Profª Luciana Guimarães NOVEMBRO-2013
  • 2. Uso das cores no Design de Interiores       O uso correto das cores é umas das maiores armas do design de interiores, levando-se em consideração não apenas paredes, pisos e forros, mas também o mobiliário As cores criam uma atmosfera e podem mudar o humor de uma pessoa. A escolha das cores é uma questão subjetiva de bomsenso. O estudo das cores é realizado por diversas ciências (exatas, humanas e biológicas). Costuma-se dizer que as mulheres têm a percepção das cores mais aguçadas que o homem. Algumas cores são classificadas em femininas e masculinas
  • 3. Uso das cores no Design de Interiores      Combinação monocromática – variação de um mesmo tom Combinação primária Combinação policromática – uma das mais difíceis de se realizar Cores quentes – vermelho, laranja e amarelo Cores frias – azul, verde e índigo
  • 4. Uso das cores no Design de Interiores      O Preto é associado à morte, menos no Japão. Escolas, enfermarias e escritórios – cores alegres e brilhantes Fábricas – cores que passem sensação de segurança Restaurantes – cores que criem um ambiente aconchegante Lojas – cores amigas ou soberbas, dependendo do produto que está sendo vendido
  • 5. O significado das cores  VERMELHO - cor quente, ativa e estimulante. Fortalece o corpo e dá mais energia física, impulso sexual (é a cor do chakra sexual), força de vontade, conquista, liderança e senso de auto-estima. Interessante se usado em detalhes, pois é estimulante. Sensação de sucesso, força, aproxima as pessoas.
  • 6. O significado das cores  AMARELO – cor do sol, da luz. Sensação de riqueza, alegria, aconchego. Estimula apetite, intelecto, otimismo e criatividade e diminui a ansiedade e as preocupações.Reflete o hemisfério esquerdo do cérebro. É a cor ligada a inteligência. Atrai dinheiro e poder. Traz luz para a solução de problemas.O Dourado simboliza: vibração elevada, vigor, inteligência superior e nobreza.
  • 7. O significado das cores  LARANJA - movimento e pressa. É a mistura do vermelho com o amarelo, portanto traz as qualidades dessas duas cores. Traz sucesso, agilidade mental, atrai boa sorte e prosperidade; desencoraja a preguiça. Simboliza: encorajamento, estimulação, robustez, atração, gentileza, cordialidade, tolerância. Estimula a alegria e apetite. É a cor associada à adolescência.
  • 8. O significado das cores  ROSA – cor do romance e do amor espiritual (sem conotação sexual) É o vermelho, temperado com as qualidades do branco. Afasta energias negativas e promove fraternidade.
  • 9. O significado das cores  VERDE - cor da cura e da esperança É a cor mais harmoniosa e calmante de todas. Representa as energias da natureza, esperança, perseverança, segurança, satisfação e fertilidade. Usada em excesso, determina orgulho, superioridade e arrogância.
  • 10. O significado das cores  AZUL – cor da tranqüilidade e paz de espírito Reduz o stress e a ansiedade, traz saúde emocional, paz e calma. Promove o entendimento entre as pessoas. Favorece as atividades intelectuais e a meditação. Simboliza: devoção, fé, aspiração, sinceridade, lealdade, confiança e tranqüilidade. Essa cor deve ser evitada por pessoas com tendência à depressão.
  • 11. O significado das cores  VIOLETA - cor metafísica e da magia Ela é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. Ajuda a encontrar novos caminhos para a espiritualidade e a elevar nossa intuição espiritual. Traz poderes mentais. Simboliza: dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação. Quando usada em excesso acaba provocando manias e fanatismo.
  • 12. O significado das cores  MARROM – cor da disciplina, regras e uniformidade. Atrai dinheiro ganho através do trabalho. Usado em excesso traz autocrítica exagerada, dependência afetiva e isolamento.
  • 13. O significado das cores  CINZA ou PRATEADO – cor do equilíbrio e da estabilidade, por ser o equilíbrio do preto e do branco. Associado ao medo e à depressão. Evite usar em paredes.
  • 14. O significado das cores  PRETO – cor da introspecção e da autoanálise. O uso em excesso traz melancolia, depressão, tristeza, confusão, perdas e medo. Evitar esta cor em paredes. O uso em detalhes é sofisticado, demonstra classe, tem peso grande numa ambientação.
  • 15. O significado das cores  BRANCO – cor da pureza, sinceridade, verdade e limpeza. Pode ser usado como coringa, para todos os propósitos, substituto para qualquer cor. Em um ambiente todo branco perde-se a noção de espaço.
  • 16. Cromoterapia  Cromoterapia é um tratamento terapêutico baseado em cores que podem ajudar a curar moléstias que se apresentam em nosso corpo físico. É baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até os mais sutis.
  • 17. Cromoterapia     Propriedades terapêuticas das cores: Vermelho: Dá energia e vitalidade. Estimula o sangue e libera adrenalina. Combate resfriados sem febre. Dispensa o cansaço e ameniza dores reumáticas. Rosa forte: Age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas no sangue Rosa: Ativador, acelerador e eleminador de impurezas do sangue
  • 18. Cromoterapia     Propriedades terapêuticas das cores: Alaranjado: Tonifica, combate a fadiga, estimula o sistema respiratório e fixa o cálcio no organismo. Aumenta o otimismo. Energizador e eliminador de gorduras em áreas localizadas. Amarelo: Estimula o sistema nervoso central, contribui para a regeneração de problemas ósseos, bom para prisão de ventre, potencializa o fósforo e o sódio. Estimula o intelecto. Verde: Favorece o equilíbrio hormonal, estimula órgãos digestivos, tem ação refrescantes e anti-infecciosa. Alivia a insônia.
  • 19. Cromoterapia     Propriedades terapêuticas das cores: Azul: Calmante, analgésico, indicado nas infecções com febre. Atua no sistema nervoso, vasos, artérias e todo o sistema muscular. Combate o egoísmo e traz a harmonia. Índigo: Ação coagulante. Atua diretamente na corrente sangüínea. Usado em casos de ferimentos e sangramentos em geral. Estimula os cincos sentidos e a intuição. Violeta: Ação calmante e purificadora do sangue. Elimina toxinas e estimula a produção de leucócitos. Bom nos casos de pneumonia, tosse seca, asma, irritação da pele e dor ciática. Reduz medos e angústias, diminui a irritação.
  • 20. Os Signos do Zodiaco e as cores  Cada um dos doze signos do zodíaco está associado a determinadas cores. Ao usá-las em casa, você harmoniza o espaço em que vive com sua essência.
  • 21. Os Signos do Zodiaco e as cores SIGNOS CORES E TONS Áries Tons de vermelho Leão O dourado e todas as cores associadas à estrela solar, do amarelo ao vermelho, passando pelo laranja. Sagitário Azul, a cor do céu Câncer Bege-perolado ao cinza-clarinho, além do branco e das tonalidades pastel Peixes Verdes-piscina, azuis-esverdeados e todas as demais variações do azul Escorpião tons púrpura Gêmeos cores vistosas e brilhantes Aquário lilás e violeta Libra cores pastel, especialmente rosa, verde e azul Virgem Os tons da terra como: Ocres, amarelos-queimados e marrom Touro tonalidades suaves de verde e de rosa Capricórnio As cores mais escuras e sóbrias.
  • 22. AS CORES E O FENG SHUI Cor Vermelha Interpretação Feng Shui Rosa Casamento Branco Crianças Preto Carreira Azul Conhecimento Verde Família Amarelo Saúde Fama
  • 23. AS CORES E O FENG SHUI AZUL/ VERDE HALL MARRON SIM NÃO COZINHA VERMEL HO ROSA BRANCO CINZA/ PRETO SIM SIM NÃO SIM NÃO NÃO DORMITÓRIO PRINCIPAL SIM DORMITÓRIO CRIANÇAS SIM SIM BIBLIOT/ S. ESTUDO SIM SIM S. JANTAR SIM MULTIC OR SIM SIM SIM S. ESTAR BEGE/ AMARE LO BANHEIRO SIM SIM SIM SIM NÃO NÃO SIM SIM SIM
  • 24. AS CORES E O FENG SHUI AZUL VERDE ROSA VERM. ESCRT. CONTAB BRANCO CINZA/ PRETO SIM AGÊNCIA SIM ATELIE ARQT SIM SIM SIM PÚRURA OUTRAS OPÇÕES SIM SIM SIM EMP. COMPUT SIM BEGE/ AMARELO SIM INCORPO SIM CONS. MÉDICO SIM SIM ESCRT. ADVOG SIM SIM CONS. PSICOLO Cores dos 5 elem. SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM Cores dos 5 elem, multicolor
  • 25. AS CORES E O FENG SHUI   A melhor cor para a cozinha é a branca. Ela realça a cor dos alimentos O rosa é o mais adequado para o dormitório principal.
  • 26. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes  O corredor parece mais curto Uma forma de fazer com que corredores muito longos pareçam mais curtos é pintar a parede no fim do corredor com uma cor quente ou escura.
  • 27. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes  O teto parece mais baixo e o ambiente mais aconchegante Pintar o teto com uma cor quente ou escura, produz a sensação que o mesmo está rebaixado.
  • 28. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes  A sala parece mais arejada e refrescante Pintar a sala com uma cor fria e o teto com uma cor fria de tonalidade mais clara, faz com que o teto pareça mais alto do que é.
  • 29. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes  O ambiente parece maior Cores frias de tonalidades claras são muito indicadas para ampliar espaços, tornando-os mais leves e com maior luminosidade.
  • 30. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes   Quando queremos fazer desaparecer um elemento arquitetônico, como uma viga ou um pilar, podemos transformá-lo em um elemento de fundo na composição ao pintálo da mesma cor do teto ou da parede. Já quando queremos tornar visível uma porta ou um trajeto a ser seguido, basta destacarmos essa porta ou o caminho usando cores fortes ou constrastantes.
  • 31. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes    Cores frias afastam as superfícies, devendo ser utilizadas para ampliar ambientes pequenos. Tonalidades claras ajudam a reflexão da luz, aumentando a claridade do ambiente Com cores frias os ambientes ficam mais repousantes
  • 32. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes  Cores quentes aproximam as superfícies. São ideais para “encurtar” visualmente corredores longos ou transformar ambientes grandes em espaços mais acolhedores
  • 33. As cores e os efeitos que elas produzem nos ambientes   A mesma cor no piso de diferentes ambientes integra e cria a sensação de continuidade espacial Diferentes ambientes em diferentes cores “retalham” o espaço, diminuindo-o visualmente. Use cor diferente somente em uma parede de cada ambiente para dar movimento sem retalhar.
  • 34. Esquemas de cores ACROMÁTICO  Utilização somente de preto, branco e tons de cinza, ou seja, nenhuma cor.  Opção sofisticada e impessoal  Transmite autoritarismo e frieza  Pode-se quebrar os pontos negativos com a utilização de texturas  Os hospitais e clínicas não utilizam mais esse esquema  Projetos Minimalistas freqüentemente usam esse esquema Quando optar por esse tipo de esquema, utilize o contraste entre os tons fortes e fracos para deixar o ambiente mais dinâmico
  • 35. Esquemas de cores NEUTRO  Considerado por alguns profissionais como esquema acromático  Tons como areia, algodão, cogumelo, terra, tons de marrom e bege  Não é considerada nem quente e nem frio  Deixam os ambientes com uma atmosfera refinada e elegante  Excelente opção para ambientes onde são expostas obras de arte ou mercadorias de cores vibrantes, já que acentua as peças  Nesse esquema pode-se abusar de texturas para enfatizar a proposta
  • 36. Esquemas de cores MONOCROMÁTICO  Opção pelo uso de apenas uma cor, em diferentes tonalidades, juntamente ou não com preto, branco, cinza ou ainda cores neutras.  Ideal para ambientes pequenos  Esquema bastante utilizado em home offices, lojas e consultórios  Ideal quando se deseja ressaltar uma propriedade específica de uma cor, como por exemplo, a tranqüilidade do azul-claro, ou a força de um vermelho na parede de uma loja com pé-direito duplo. Para não tornar o ambiente óbvio e monótono, explore ao máximo as características da cor, compondo-a com tons contrastantes para dar movimento. Use o branco para realçar a maioria das cores
  • 37. Esquemas de cores COMPLEMENTAR  Esquema muito harmônico  Para alguns profissionais, é o mais difícil de equilibrar  Cria combinações vibrantes, cheias de energia, ideais para shoping centers e lojas.  A combinação verde/vermelho é muito utilizada em restaurantes como fator de identificação da cultura italiana.
  • 38. Esquemas de cores TRIÁDICO  Aquele que emprega as 3 cores primárias  Ou aquele que utilize 3 cores eqüidistantes no círculo cromático.  Indicado para ambientes comerciais amplos que necessitem de uma atmosfera dinâmica, como escolas, academias de ginásticas, creches  É um dos esquemas mais difíceis, pois pode deixar o ambiente confuso e extremamente vibrante.
  • 39. Esquemas de cores MONOCROMÁTICO  Opção pelo uso de apenas uma cor, em diferentes tonalidades, juntamente ou não com preto, branco, cinza ou ainda cores neutras.  Ideal para ambientes pequenos  Esquema bastante utilizado em home offices, lojas e consultórios  Ideal quando se deseja ressaltar uma propriedade específica de uma cor, como por exemplo, a tranqüilidade do azul-claro, ou a força de um vermelho na parede de uma loja com pé-direito duplo.
  • 40. Criação de Atmosferas LUMINOSAS  Cores off white, neutras e o branco, criam uma sensação de luminosidade, de espaço aberto, limpo, amplo e arejado  Nessa atmosfera de poucos contrastes de tons, e predominância dos bem claros, pode-se utilizar diferentes texturas nas paredes e no piso para enriquecer o projeto  Qualquer cor adicionada à composição se destaca e pode ser usada tranqüilamente em ambientes de pouca luz
  • 41. Criação de Atmosferas ESPAÇOSA  Tons frios e claros são os indicados para ampliação visual dos espaços  Caso deseje um look mais calmo e elegante, opte por tonalidades entre o verde e o azul
  • 42. Criação de Atmosferas ACONCHEGANTE  Uso de cores quentes  Fica mais interessante uma composição com diferentes tonalidades de uma cor quente em contraste com uma cor fria viva
  • 43. Criação de Atmosferas DINÂMICA E ESTIMULANTE  A atmosfera torna-se bem dinâmica com o uso de cores primárias  Tome cuidado para não estimular demais o ambiente.  Um efeito menos dramático e bem dinâmico pode ser alcançado com uma composição que utilizae cores complementares  A mistura entre uma cor fria e uma quente é sempre muito harmoniosa e interessante.
  • 44. Criação de Atmosferas RELAXANTE E CALMA  Uso de cores neutras num esquema acromático com diferentes texturas e contrastes de tons podem ser relaxantes.  É sempre aconselhável colocar tons off white, que induzam a mente a um estado de espírito relaxado  A mesma família de cores, num esquema análogo, também favorece o relaxamento.
  • 45. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS        GURGEL, Miriam. Projetando Espaços: Design de Interiores. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007. _____. Projetando Espaços: Guia de arquitetura de interiores para áreas residenciais. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2002. _____. Projetando Espaços: Guia de arquitetura de interiores para áreas comerciais. São Paulo:Editora Senac, 2005. LESLIE, Vera Fraga. Lugar-Comum: “Auto-ajuda” de decoração e estilo. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2001. MARTIN, Macarena San. Cooll Design Hotels. Barcelona: Loft Publication, 2007. _____. El Color en la Decoración. Barcelona: Loft Publication, 2008. ROSSBACH, Sarah. Feng Shui e a arte da cor: como as cores podem estimular a prosperidade, a energia e a felicidade em sua casa. Rio de Janeiro: Campus, 1998.