SlideShare uma empresa Scribd logo
   Na época dos nossos bisavôs surgem os primeiros
    pseudo computadores já existiam, apesar de
    extremamente rudimentares;
   Nos fins do século XIX surgiu o relê, um dispositivo
    electromecânico, formado por um magneto móvel, que se
    desloca unindo dois contactos metálicos.
   Ainda no século XIX, surgiram as primeiras válvulas. As
    válvulas foram usadas para criar os primeiros
    computadores electrónicos, na década de 40.
    Os primeiros computadores começaram a surgir durante
    a década de 40 com propósitos militares. Os principais
    usos eram a codificação e descodificação de mensagens e
    cálculos de artilharia.
.
   Os computadores eram baseados em válvulas
    eletrónicas.      As   válvulas   possuíam      muitas
    desvantagens       (muito   grandes,   caras,    baixa
    velocidade nas operações e queimavam com
    facilidade,       consumiam       também        muita
    electricidade).
   Os computadores passaram a utilizar transistores, o que aumentava
    sua velocidade. Ficaram assim, mais rápidos e não queimavam com
    tanta facilidade.

   O IBM System 360 (1964) foi uma grande descoberta na área de
    informática. O seu processamento era feito basicamente por um
    conjunto de transistores, o avanço já caminhava para um chip.
    Esse computador foi designado para ser utilizado pela industria. Ele
    já possuía 8 bits e um endereçamento de memória baseado em
    bytes. As inovações eram basicamente essas, sendo que variavam
    de modelo para modelo.
   Vários computadores sugiram nesta época, entre eles estava a Intel 4004
    onde foi desenvolvido o primeiro microprocessador (combinava todos os
    componentes da CPU em um único chip programável);

   Em 1976 surgiu um dos primeiros microprocessadores de 16 bits o TMS
    9900, comercializados pela Texas Instruments. Em comparação com os
    computadores anteriores possuía capacidade de executar tarefas
    rapidamente e possuía um pequeno endereçamento de memória RAM.

   Em 1976 a Western Digital possuía um dos melhores processadores da
    época no modelo MCP-1600. Essas vantagens consistiam no tamanho e na
    velocidade do microprocessador.

   Em 1978 a Intel lançou o processador 8086 com 16 bits que possuía 1 Mb
    de RAM.
   Em 1986 surgiram muitos computadores, sendo que entre eles está o ARM que possuía
    sistema de 32-bits.
    A série de computadores ARM consistia em uma CPU com aproximadamente 35 mil
    transistores e co-processador;
   O sistema operacional que dominava o mercado na época era o MS-DOS, que
    combinava baixo consumo de energia e um design avançado.
   Em 1988, a Motorola lançou o processador 88000 (Originalmente chamado de 78000).
    Ele possuía um processador de 32-bits com tecnologia RISC. Ele possuía um completo
    co-processador com registradores de aproximadamente 48-bits.
   Em 1990, a IBM decidiu tomar parte do mercado de informática e lançou um novo
    computador ( (O IBM RS/6000). Possuía alta performance nas operações; Ele possuía
    um clock bem alto (500 Mhz), sendo que a Intel adotou essa tecnologia nos
    processadores Pentium e Pentium Pró.
   Em 1990 foi lançado o Microsoft Windows 3.0 (Sistema Operacional da Microsoft);
   Em 1992 a Alpha designou um processador para o futuro e foi introduzido um ponto
    flutuante integrado e a velocidade do clock era de aproximadamente de 200 a 300 Mhz;

   Em 1993 foi lançado o chip Pentium pela Intel. Logo depois a Intel atinge novo patamar de
    computação com o novo Processador Pentium II c/ novos recursos e melhor desempenho
    na computação visual das empresas

    A 7 de maio de 1997 a Intel Corporation lançou o processador Pentium II, que alia
    tecnologia inovadoras às já aprovadas pelo mercado para possibilitar novos níveis de
    desempenho e recursos de computação visual aos usuários de desktops e estações de
    trabalho nas empresas.Os processadores Pentium II lançado nas velocidades 233, 266, 300
    Mhz, combinadas as avançadas tecnologias do Processador Pentium Pro com os recursos da
    tecnologia de aperfeiçoamento de meios eletrónicos MMX da Intel. Esta associação confere
    aos usuários de empresas maior poder para direcionar a computação empresarial,oferece
    recursos sofisticados para pequenas empresas e incorpora o processador Intel de velocidade
    superior às estações de trabalho.
 Há   quem diga que há uma quinta
 geração, onde os Biochips (circuitos
 integrados com moléculas orgânicas)
 compõem a principal parte da máquina.
 Acredita-se que estes circuitos terão
 inteligência artificial, ou seja, linguagem
 natural, reconhecimento de voz e
 imagem.
   Unidade Central de Processamento ( CPU )
      A Unidade Central de Processamento ou CPU (Central Processing Unity) corresponde ao
    microprocessador nos computadores pessoais e constitui o quot; coração quot; do
    computador, em torno do qual tudo funciona;
   Processador
    Componente fundamental de um computador. Circuito integrado formado por milhares de componentes
    electrónicos, cuja estrutura interna foi concebida para efectuar o processamento de dados;
   Placa Principal (Motherboard)
    Placa de circuito impresso onde vão ligar todos os componentes internos (
    microprocessador, memórias, etc);
   Dispositivos de Entrada (Input)
    Dispositivos que permitem a comunicação entre o utilizador ==> computador
           Rato (Mouse);
           Teclado (Keyboard);
           Digitalizador de Imagens (Scanner);
   Dispositivos de Saída (Output)
    Dispositivos que permitem a comunicação entre o computador ==> utilizador
           Monitor;
           Impressora;
           Colunas;
   Dispositivos de Armazenamento (Memórias)
           Memórias Primárias ou Principais - memórias que se encontram em contacto directo com a CPU
           Memórias Secundárias ou Externas - memórias constituídas em suportes de armazenamento com
             capacidade de guardar a informação para além do tempo em que é utilizada na memória primária
 Ligar e desligar sempre o computador;
 Usar anti-vírus actualizados;
 Criar um palavra-passe secreta;
 Ao elaborar trabalhos ter o cuidado de gravá-los
  sempre;
 Criar cópias de segurança de dados;
 Utilizar dispositivos anti-roubo;
 Fazer um seguro do computador.
   Processadores de texto;
   Folhas de cálculo;
   Programas gráficos;
   Programas Multimédia;
   Internet (pesquisas);
   Jogos.
 Vantagens:

   Maior e melhor controle dos funcionários, vendo a produtividade de
    cada um;
   O computador é uma ferramenta para auxílio no trabalho do
    funcionário;
   Permite uma melhor correcção ortográfica;
   Permite maior rendimento da empresa;
   Permite –nos ecrever mensagens para os amigos e uma melhor e mais
    rapida comunicação;
   Podemos efectuar pesquisas;
   É possivel ver filmes e rectroprogecta-los.
   Desvantagens:
     A utilização dos computadores, pode trazer vários tipos de
      vírus, o que põe os computadores lentos, ou em risco de
      funcionamento;
     Falta de comunicação entre os vários funcionários;
     Diminui a autonomia dos funcionários;
     Pode ser muito dispendioso para a empresa ( Ex.: contas
      de luz, avarias, entre outros)
     Diminuição do diálogo familiar;
     Desencaminhamento das crianças na internet;
     Burlas através da internet;
Não          Toma lá
                          Vais levar
Ups
             Careta       Contente
Zangado

A dormir     Apaixonado   A rir


Furioso      Wow          Que nojo


Gargalhada
   @:At ou arroba: Símbolo usado para identificar na Internet uma localização de
    uma caixa de correio electrónico;
   Adsl, «Asymmetric Digital Subscriber Line»: nova tecnologia de transmissão de
    dados em banda larga sobre as linhas telefónicas convencionais. Esta tecnologia
    transforma os fios de cobre do seu telefone numa porta de entrada para aceder à
    Internet com alta velocidade;
    Área de Transferência: zona de armazenamento temporário de
    informação, utilizada para transferir dados num ou entre vários documentos;
   Backup: Cópia de segurança. Copiar dados em um meio separado do original, de
    forma a protegê-los de qualquer eventualidade. Essencial para dados importantes;
   Banner: faixa utilizada actualmente em propagandas encontradas na Internet.
    Uma imagem rectangular que quando clicada leva ao site do anunciante;
   Bit: Qualquer circuito electrónico é baseado em transístores, componentes
    extremamente simples, que permitem apenas dois estados: ligados ou desligados;
   Browser: É o mesmo que Navegador, é um programa usado para visualizar as
    páginas de Internet, como o Internet Explorer, entre outras;
   Bug: (insecto em Inglês), refere-se a qualquer tipo de falha de programação num
                                          programa.
   Byte: unidade de armazenamento de dados. Cada byte é formado por 8 bits e é suficiente
    para 256 combinações diferentes;
   Cookie: pequenos códigos gravados no computador quando se acede a determinados sites.
    Sempre que se volta ao mesmo site o computador identifica-o pelo Cookie que foi gravado
    da última vez.;
   Correio Electrónico (E-Mail): Troca de mensagens entre utilizadores da Internet ou de
    qualquer sistema informatizado que permita tal tipo de comunicação;
   Disco Rígido: sistema de armazenamento de dados de grande capacidade, que por não ser
    volátil (não perde a informação cada vez que o computador se desliga), é destinado ao
    armazenamento de ficheiros e programas;
   Download: Descarregar para o computador algum ficheiro através da rede ou da Internet;
   Drive: dispositivos de leitura de dados, como a drive de disquetes, a drive de CD-ROM, a
    drive do disco rígido, etc;
    Firewall: Programa ou componente dedicado, que protege a rede contra invasões externas e
    acessos não autorizados;
   Freeware: Programa (software) que pode ser usado gratuitamente;
    Host: Servidor, numa rede é o computador que hospeda os ficheiros, programas ou recursos
    que serão uitilizados pelos demais computadores da rede;
   HTML: Hyper Text Markup Language, é uma linguagem de formatação de texto
    desenvolvida para visualização das páginas de Internet;
    HTTP: Hyper Text Transfer Protocol, protocolo desenvolvido para transferir páginas
    HTML entre computadores, mas também usado para outro tipo de ficheiros;
   Login: É o procedimento de ligar-se numa rede, ou em qualquer outro serviço informando o
    seu nome de utilizador e a sua senha.
   Portal: Página na Internet que aglutina diversos conteúdos. Um portal pode incluir serviços
    de comércio electrónico, correio electrónico gratuito, directório e/ou motor de busca, entre
    outros;
   OffLine: Significa que nenhuma ligação de Rede/Internet está activa;
   OnLine: Significa quot;estar em linhaquot;, estar ligado a uma determinada Rede/Internet;
   RAM, Random Access Memory: é a memória mais usada nos computadores, é um tipo de
    memória volátil;
    ROM, Read Only Memory: é uma memória só de leitura;
   Dados: representação de tudo aquilo que nos rodeia: dos objectos, dos seres, dos
    fenómenos, engloba toda a informação numérica ou alfanumérica codificável e processável
    por meios electrónicos;
   Shareware: Programa que tem todas as funções (ou quase todas) da versão completa, mas
    só funciona por tempo limitado;
   Site: Corresponde a um local na Internet;
    Upload: Acto de transferir o ficheiro do seu computador para um computador
    remoto, utilizando qualquer protocolo de comunicações;
   URL, Uniform Resource Locator (localizador de recursos unificado): Designação do
    conjunto do endereço de um serviço/página de Internet;
   World Wide Web: Rede mundial. O sistema de informação e de fontes baseado no
    hipertexto (HTML) da Internet, abreviada como WWW ou só Web.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História e evolução da informática
História e evolução da informáticaHistória e evolução da informática
História e evolução da informática
Fabiano Santos
 
História do Computador
História do ComputadorHistória do Computador
História do Computador
Heronides Araújo
 
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
Bruno Raínni
 
Evolução da informática
Evolução da informáticaEvolução da informática
Evolução da informática
Julian Boldt Pinto
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
Aron Sporkens
 
Geração dos Computadores
Geração dos ComputadoresGeração dos Computadores
Geração dos Computadores
Janielson Lima
 
Linha do tempo
Linha do tempoLinha do tempo
Linha do tempo
leiladb
 
Historia Computadores
Historia ComputadoresHistoria Computadores
Historia Computadores
cefinformaticazeitao
 
Apresentação de Internet
Apresentação de InternetApresentação de Internet
Apresentação de Internet
CDP_Online
 
História e evolução do computadores
História e evolução do computadoresHistória e evolução do computadores
História e evolução do computadores
UEG
 
Aula 01 - História da Computação
Aula 01 - História da ComputaçãoAula 01 - História da Computação
Aula 01 - História da Computação
Suzana Viana Mota
 
Historia da internet
Historia da internetHistoria da internet
Introdução a Informática
Introdução a InformáticaIntrodução a Informática
Introdução a Informática
Daniel Brandão
 
Evolução da informática
Evolução da informáticaEvolução da informática
Evolução da informática
Aliffer Murillo Laguna
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadores
Lucky Fox
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de Informática
Leandro Martins
 
História e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos ComputadoresHistória e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos Computadores
Ana Sêco
 
Material aula informática básica
Material aula informática básicaMaterial aula informática básica
Material aula informática básica
Carlos Melo
 
Historia da Informática
 Historia da Informática Historia da Informática
Historia da Informática
Fran Plautz
 
O que é a internet
O que é a internetO que é a internet
O que é a internet
Alexandre Martins
 

Mais procurados (20)

História e evolução da informática
História e evolução da informáticaHistória e evolução da informática
História e evolução da informática
 
História do Computador
História do ComputadorHistória do Computador
História do Computador
 
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
 
Evolução da informática
Evolução da informáticaEvolução da informática
Evolução da informática
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
 
Geração dos Computadores
Geração dos ComputadoresGeração dos Computadores
Geração dos Computadores
 
Linha do tempo
Linha do tempoLinha do tempo
Linha do tempo
 
Historia Computadores
Historia ComputadoresHistoria Computadores
Historia Computadores
 
Apresentação de Internet
Apresentação de InternetApresentação de Internet
Apresentação de Internet
 
História e evolução do computadores
História e evolução do computadoresHistória e evolução do computadores
História e evolução do computadores
 
Aula 01 - História da Computação
Aula 01 - História da ComputaçãoAula 01 - História da Computação
Aula 01 - História da Computação
 
Historia da internet
Historia da internetHistoria da internet
Historia da internet
 
Introdução a Informática
Introdução a InformáticaIntrodução a Informática
Introdução a Informática
 
Evolução da informática
Evolução da informáticaEvolução da informática
Evolução da informática
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadores
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de Informática
 
História e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos ComputadoresHistória e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos Computadores
 
Material aula informática básica
Material aula informática básicaMaterial aula informática básica
Material aula informática básica
 
Historia da Informática
 Historia da Informática Historia da Informática
Historia da Informática
 
O que é a internet
O que é a internetO que é a internet
O que é a internet
 

Destaque

A Evolução dos Computadores
A Evolução dos ComputadoresA Evolução dos Computadores
A Evolução dos Computadores
plinioalmeida
 
Evolução do Computador
Evolução do ComputadorEvolução do Computador
Evolução do Computador
Rui Filipe
 
Evolução dos computadores
Evolução dos computadoresEvolução dos computadores
Evolução dos computadores
tecnologiasinformaticas
 
Geração dos computadores
Geração dos computadoresGeração dos computadores
Geração dos computadores
IEFP-Porto
 
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De HojeA EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
SOL RIBEIRO
 
História e evolução do computador
História e evolução do computadorHistória e evolução do computador
História e evolução do computador
Francisco Alves
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadores
Marcos Melo
 
A evolução dos computadores!
A evolução dos computadores!A evolução dos computadores!
A evolução dos computadores!
Aristides Monteiro
 
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuelTrabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
KyPkABack7lash
 
Evolução dos computadores 2 pronto
Evolução dos computadores 2 prontoEvolução dos computadores 2 pronto
Evolução dos computadores 2 pronto
Fraan Bittencourt
 
ICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos ComputadoresICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos Computadores
Eduardo Nicola F. Zagari
 
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
Augusto Nogueira
 
1º geração dos computadores
1º geração dos computadores1º geração dos computadores
1º geração dos computadores
LagratinhoemTic
 
A história dos computadores
A história dos computadoresA história dos computadores
A história dos computadores
André Dias
 
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
Cristiano Pires Martins
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadores
aafigueira
 
Apresentação sobre informática e educação
Apresentação sobre informática e educaçãoApresentação sobre informática e educação
Apresentação sobre informática e educação
lais_ribeiro03
 
Linha do tempo da Informatica
Linha do tempo da InformaticaLinha do tempo da Informatica
Linha do tempo da Informatica
Paulo Natan
 
Segunda geração de computadores (1955 1964)
Segunda geração de computadores (1955 1964)Segunda geração de computadores (1955 1964)
Segunda geração de computadores (1955 1964)
Thaís Santos
 
Fotos Surrealistas!
Fotos Surrealistas!Fotos Surrealistas!
Fotos Surrealistas!
Aristides Monteiro
 

Destaque (20)

A Evolução dos Computadores
A Evolução dos ComputadoresA Evolução dos Computadores
A Evolução dos Computadores
 
Evolução do Computador
Evolução do ComputadorEvolução do Computador
Evolução do Computador
 
Evolução dos computadores
Evolução dos computadoresEvolução dos computadores
Evolução dos computadores
 
Geração dos computadores
Geração dos computadoresGeração dos computadores
Geração dos computadores
 
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De HojeA EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
A EvoluçãO Do Computador De 1990 Até Os Dias De Hoje
 
História e evolução do computador
História e evolução do computadorHistória e evolução do computador
História e evolução do computador
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadores
 
A evolução dos computadores!
A evolução dos computadores!A evolução dos computadores!
A evolução dos computadores!
 
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuelTrabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
 
Evolução dos computadores 2 pronto
Evolução dos computadores 2 prontoEvolução dos computadores 2 pronto
Evolução dos computadores 2 pronto
 
ICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos ComputadoresICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos Computadores
 
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
 
1º geração dos computadores
1º geração dos computadores1º geração dos computadores
1º geração dos computadores
 
A história dos computadores
A história dos computadoresA história dos computadores
A história dos computadores
 
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
Aula 02-oac-historia-da-computacao-part1
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadores
 
Apresentação sobre informática e educação
Apresentação sobre informática e educaçãoApresentação sobre informática e educação
Apresentação sobre informática e educação
 
Linha do tempo da Informatica
Linha do tempo da InformaticaLinha do tempo da Informatica
Linha do tempo da Informatica
 
Segunda geração de computadores (1955 1964)
Segunda geração de computadores (1955 1964)Segunda geração de computadores (1955 1964)
Segunda geração de computadores (1955 1964)
 
Fotos Surrealistas!
Fotos Surrealistas!Fotos Surrealistas!
Fotos Surrealistas!
 

Semelhante a Evolução dos Computadores

História dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos baseHistória dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos base
henriquecorreiosapo
 
Aula 1 e 2 - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
Aula 1 e 2  - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptxAula 1 e 2  - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
Aula 1 e 2 - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
LeandroBarros977326
 
introdução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informaçãointrodução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informação
luk2s
 
Básico 1
Básico 1Básico 1
Básico 1
Básico 1Básico 1
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
João Paulo
 
Organizacao e estrutura de Computadores
Organizacao e estrutura de ComputadoresOrganizacao e estrutura de Computadores
Organizacao e estrutura de Computadores
Suzana Viana Mota
 
01 introducao vaston
01 introducao vaston01 introducao vaston
01 introducao vaston
silfisica
 
Princípios de sistema de informação parte 1
Princípios de sistema de informação parte 1Princípios de sistema de informação parte 1
Princípios de sistema de informação parte 1
giovani1
 
O computador
O computadorO computador
O computador
Tiago
 
Introdução a computadores
Introdução a computadoresIntrodução a computadores
Introdução a computadores
Joao da Burra
 
Micro computadores
Micro computadoresMicro computadores
Micro computadores
Luis Varoli
 
Informatica Aplicada
Informatica AplicadaInformatica Aplicada
Informatica Aplicada
Ricardo de Moraes
 
Unidade II - hardware
Unidade II -  hardwareUnidade II -  hardware
Unidade II - hardware
Daniel Moura
 
Apostila Informática
Apostila InformáticaApostila Informática
Apostila Informática
Flavia Casella
 
Apostila informatica-para-concurso
Apostila informatica-para-concursoApostila informatica-para-concurso
Apostila informatica-para-concurso
desueira
 
18 113
18 11318 113
Introdução a Microinformática
Introdução a MicroinformáticaIntrodução a Microinformática
Introdução a Microinformática
Faustinho006br
 
Introdução a microinformática
Introdução a microinformáticaIntrodução a microinformática
Introdução a microinformática
Fausto Tadeu Nogueira Alves
 
Introdução a microinformática
Introdução a microinformáticaIntrodução a microinformática
Introdução a microinformática
Fausto Tadeu Nogueira Alves
 

Semelhante a Evolução dos Computadores (20)

História dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos baseHistória dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos base
 
Aula 1 e 2 - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
Aula 1 e 2  - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptxAula 1 e 2  - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
Aula 1 e 2 - Histórico dos computadores e unidades de medida..pptx
 
introdução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informaçãointrodução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informação
 
Básico 1
Básico 1Básico 1
Básico 1
 
Básico 1
Básico 1Básico 1
Básico 1
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Organizacao e estrutura de Computadores
Organizacao e estrutura de ComputadoresOrganizacao e estrutura de Computadores
Organizacao e estrutura de Computadores
 
01 introducao vaston
01 introducao vaston01 introducao vaston
01 introducao vaston
 
Princípios de sistema de informação parte 1
Princípios de sistema de informação parte 1Princípios de sistema de informação parte 1
Princípios de sistema de informação parte 1
 
O computador
O computadorO computador
O computador
 
Introdução a computadores
Introdução a computadoresIntrodução a computadores
Introdução a computadores
 
Micro computadores
Micro computadoresMicro computadores
Micro computadores
 
Informatica Aplicada
Informatica AplicadaInformatica Aplicada
Informatica Aplicada
 
Unidade II - hardware
Unidade II -  hardwareUnidade II -  hardware
Unidade II - hardware
 
Apostila Informática
Apostila InformáticaApostila Informática
Apostila Informática
 
Apostila informatica-para-concurso
Apostila informatica-para-concursoApostila informatica-para-concurso
Apostila informatica-para-concurso
 
18 113
18 11318 113
18 113
 
Introdução a Microinformática
Introdução a MicroinformáticaIntrodução a Microinformática
Introdução a Microinformática
 
Introdução a microinformática
Introdução a microinformáticaIntrodução a microinformática
Introdução a microinformática
 
Introdução a microinformática
Introdução a microinformáticaIntrodução a microinformática
Introdução a microinformática
 

Mais de stordehistoria

Telemoveis Rui E Bela
Telemoveis Rui E BelaTelemoveis Rui E Bela
Telemoveis Rui E Bela
stordehistoria
 
Computador Vanessa
Computador VanessaComputador Vanessa
Computador Vanessa
stordehistoria
 
Telemoveis
TelemoveisTelemoveis
Telemoveis
stordehistoria
 
Parque Nacional
Parque NacionalParque Nacional
Parque Nacional
stordehistoria
 
O Computador Stc,Clc
O Computador Stc,ClcO Computador Stc,Clc
O Computador Stc,Clc
stordehistoria
 
Os computadores
Os computadoresOs computadores
Os computadores
stordehistoria
 
O Computador
O ComputadorO Computador
O Computador
stordehistoria
 

Mais de stordehistoria (7)

Telemoveis Rui E Bela
Telemoveis Rui E BelaTelemoveis Rui E Bela
Telemoveis Rui E Bela
 
Computador Vanessa
Computador VanessaComputador Vanessa
Computador Vanessa
 
Telemoveis
TelemoveisTelemoveis
Telemoveis
 
Parque Nacional
Parque NacionalParque Nacional
Parque Nacional
 
O Computador Stc,Clc
O Computador Stc,ClcO Computador Stc,Clc
O Computador Stc,Clc
 
Os computadores
Os computadoresOs computadores
Os computadores
 
O Computador
O ComputadorO Computador
O Computador
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 

Evolução dos Computadores

  • 1.
  • 2. Na época dos nossos bisavôs surgem os primeiros pseudo computadores já existiam, apesar de extremamente rudimentares;  Nos fins do século XIX surgiu o relê, um dispositivo electromecânico, formado por um magneto móvel, que se desloca unindo dois contactos metálicos.  Ainda no século XIX, surgiram as primeiras válvulas. As válvulas foram usadas para criar os primeiros computadores electrónicos, na década de 40.  Os primeiros computadores começaram a surgir durante a década de 40 com propósitos militares. Os principais usos eram a codificação e descodificação de mensagens e cálculos de artilharia.
  • 3. .
  • 4. Os computadores eram baseados em válvulas eletrónicas. As válvulas possuíam muitas desvantagens (muito grandes, caras, baixa velocidade nas operações e queimavam com facilidade, consumiam também muita electricidade).
  • 5. Os computadores passaram a utilizar transistores, o que aumentava sua velocidade. Ficaram assim, mais rápidos e não queimavam com tanta facilidade.  O IBM System 360 (1964) foi uma grande descoberta na área de informática. O seu processamento era feito basicamente por um conjunto de transistores, o avanço já caminhava para um chip. Esse computador foi designado para ser utilizado pela industria. Ele já possuía 8 bits e um endereçamento de memória baseado em bytes. As inovações eram basicamente essas, sendo que variavam de modelo para modelo.
  • 6. Vários computadores sugiram nesta época, entre eles estava a Intel 4004 onde foi desenvolvido o primeiro microprocessador (combinava todos os componentes da CPU em um único chip programável);  Em 1976 surgiu um dos primeiros microprocessadores de 16 bits o TMS 9900, comercializados pela Texas Instruments. Em comparação com os computadores anteriores possuía capacidade de executar tarefas rapidamente e possuía um pequeno endereçamento de memória RAM.  Em 1976 a Western Digital possuía um dos melhores processadores da época no modelo MCP-1600. Essas vantagens consistiam no tamanho e na velocidade do microprocessador.  Em 1978 a Intel lançou o processador 8086 com 16 bits que possuía 1 Mb de RAM.
  • 7. Em 1986 surgiram muitos computadores, sendo que entre eles está o ARM que possuía sistema de 32-bits. A série de computadores ARM consistia em uma CPU com aproximadamente 35 mil transistores e co-processador;  O sistema operacional que dominava o mercado na época era o MS-DOS, que combinava baixo consumo de energia e um design avançado.  Em 1988, a Motorola lançou o processador 88000 (Originalmente chamado de 78000). Ele possuía um processador de 32-bits com tecnologia RISC. Ele possuía um completo co-processador com registradores de aproximadamente 48-bits.  Em 1990, a IBM decidiu tomar parte do mercado de informática e lançou um novo computador ( (O IBM RS/6000). Possuía alta performance nas operações; Ele possuía um clock bem alto (500 Mhz), sendo que a Intel adotou essa tecnologia nos processadores Pentium e Pentium Pró.  Em 1990 foi lançado o Microsoft Windows 3.0 (Sistema Operacional da Microsoft);
  • 8. Em 1992 a Alpha designou um processador para o futuro e foi introduzido um ponto flutuante integrado e a velocidade do clock era de aproximadamente de 200 a 300 Mhz;  Em 1993 foi lançado o chip Pentium pela Intel. Logo depois a Intel atinge novo patamar de computação com o novo Processador Pentium II c/ novos recursos e melhor desempenho na computação visual das empresas  A 7 de maio de 1997 a Intel Corporation lançou o processador Pentium II, que alia tecnologia inovadoras às já aprovadas pelo mercado para possibilitar novos níveis de desempenho e recursos de computação visual aos usuários de desktops e estações de trabalho nas empresas.Os processadores Pentium II lançado nas velocidades 233, 266, 300 Mhz, combinadas as avançadas tecnologias do Processador Pentium Pro com os recursos da tecnologia de aperfeiçoamento de meios eletrónicos MMX da Intel. Esta associação confere aos usuários de empresas maior poder para direcionar a computação empresarial,oferece recursos sofisticados para pequenas empresas e incorpora o processador Intel de velocidade superior às estações de trabalho.
  • 9.  Há quem diga que há uma quinta geração, onde os Biochips (circuitos integrados com moléculas orgânicas) compõem a principal parte da máquina. Acredita-se que estes circuitos terão inteligência artificial, ou seja, linguagem natural, reconhecimento de voz e imagem.
  • 10. Unidade Central de Processamento ( CPU ) A Unidade Central de Processamento ou CPU (Central Processing Unity) corresponde ao microprocessador nos computadores pessoais e constitui o quot; coração quot; do computador, em torno do qual tudo funciona;  Processador Componente fundamental de um computador. Circuito integrado formado por milhares de componentes electrónicos, cuja estrutura interna foi concebida para efectuar o processamento de dados;  Placa Principal (Motherboard) Placa de circuito impresso onde vão ligar todos os componentes internos ( microprocessador, memórias, etc);  Dispositivos de Entrada (Input) Dispositivos que permitem a comunicação entre o utilizador ==> computador  Rato (Mouse);  Teclado (Keyboard);  Digitalizador de Imagens (Scanner);  Dispositivos de Saída (Output) Dispositivos que permitem a comunicação entre o computador ==> utilizador  Monitor;  Impressora;  Colunas;  Dispositivos de Armazenamento (Memórias)  Memórias Primárias ou Principais - memórias que se encontram em contacto directo com a CPU  Memórias Secundárias ou Externas - memórias constituídas em suportes de armazenamento com capacidade de guardar a informação para além do tempo em que é utilizada na memória primária
  • 11.  Ligar e desligar sempre o computador;  Usar anti-vírus actualizados;  Criar um palavra-passe secreta;  Ao elaborar trabalhos ter o cuidado de gravá-los sempre;  Criar cópias de segurança de dados;  Utilizar dispositivos anti-roubo;  Fazer um seguro do computador.
  • 12. Processadores de texto;  Folhas de cálculo;  Programas gráficos;  Programas Multimédia;  Internet (pesquisas);  Jogos.
  • 13.  Vantagens:  Maior e melhor controle dos funcionários, vendo a produtividade de cada um;  O computador é uma ferramenta para auxílio no trabalho do funcionário;  Permite uma melhor correcção ortográfica;  Permite maior rendimento da empresa;  Permite –nos ecrever mensagens para os amigos e uma melhor e mais rapida comunicação;  Podemos efectuar pesquisas;  É possivel ver filmes e rectroprogecta-los.
  • 14. Desvantagens:  A utilização dos computadores, pode trazer vários tipos de vírus, o que põe os computadores lentos, ou em risco de funcionamento;  Falta de comunicação entre os vários funcionários;  Diminui a autonomia dos funcionários;  Pode ser muito dispendioso para a empresa ( Ex.: contas de luz, avarias, entre outros)  Diminuição do diálogo familiar;  Desencaminhamento das crianças na internet;  Burlas através da internet;
  • 15. Não Toma lá Vais levar Ups Careta Contente Zangado A dormir Apaixonado A rir Furioso Wow Que nojo Gargalhada
  • 16. @:At ou arroba: Símbolo usado para identificar na Internet uma localização de uma caixa de correio electrónico;  Adsl, «Asymmetric Digital Subscriber Line»: nova tecnologia de transmissão de dados em banda larga sobre as linhas telefónicas convencionais. Esta tecnologia transforma os fios de cobre do seu telefone numa porta de entrada para aceder à Internet com alta velocidade;  Área de Transferência: zona de armazenamento temporário de informação, utilizada para transferir dados num ou entre vários documentos;  Backup: Cópia de segurança. Copiar dados em um meio separado do original, de forma a protegê-los de qualquer eventualidade. Essencial para dados importantes;  Banner: faixa utilizada actualmente em propagandas encontradas na Internet. Uma imagem rectangular que quando clicada leva ao site do anunciante;  Bit: Qualquer circuito electrónico é baseado em transístores, componentes extremamente simples, que permitem apenas dois estados: ligados ou desligados;  Browser: É o mesmo que Navegador, é um programa usado para visualizar as páginas de Internet, como o Internet Explorer, entre outras;  Bug: (insecto em Inglês), refere-se a qualquer tipo de falha de programação num programa.
  • 17. Byte: unidade de armazenamento de dados. Cada byte é formado por 8 bits e é suficiente para 256 combinações diferentes;  Cookie: pequenos códigos gravados no computador quando se acede a determinados sites. Sempre que se volta ao mesmo site o computador identifica-o pelo Cookie que foi gravado da última vez.;  Correio Electrónico (E-Mail): Troca de mensagens entre utilizadores da Internet ou de qualquer sistema informatizado que permita tal tipo de comunicação;  Disco Rígido: sistema de armazenamento de dados de grande capacidade, que por não ser volátil (não perde a informação cada vez que o computador se desliga), é destinado ao armazenamento de ficheiros e programas;  Download: Descarregar para o computador algum ficheiro através da rede ou da Internet;  Drive: dispositivos de leitura de dados, como a drive de disquetes, a drive de CD-ROM, a drive do disco rígido, etc;  Firewall: Programa ou componente dedicado, que protege a rede contra invasões externas e acessos não autorizados;  Freeware: Programa (software) que pode ser usado gratuitamente;  Host: Servidor, numa rede é o computador que hospeda os ficheiros, programas ou recursos que serão uitilizados pelos demais computadores da rede;  HTML: Hyper Text Markup Language, é uma linguagem de formatação de texto desenvolvida para visualização das páginas de Internet;
  • 18. HTTP: Hyper Text Transfer Protocol, protocolo desenvolvido para transferir páginas HTML entre computadores, mas também usado para outro tipo de ficheiros;  Login: É o procedimento de ligar-se numa rede, ou em qualquer outro serviço informando o seu nome de utilizador e a sua senha.  Portal: Página na Internet que aglutina diversos conteúdos. Um portal pode incluir serviços de comércio electrónico, correio electrónico gratuito, directório e/ou motor de busca, entre outros;  OffLine: Significa que nenhuma ligação de Rede/Internet está activa;  OnLine: Significa quot;estar em linhaquot;, estar ligado a uma determinada Rede/Internet;  RAM, Random Access Memory: é a memória mais usada nos computadores, é um tipo de memória volátil;  ROM, Read Only Memory: é uma memória só de leitura;  Dados: representação de tudo aquilo que nos rodeia: dos objectos, dos seres, dos fenómenos, engloba toda a informação numérica ou alfanumérica codificável e processável por meios electrónicos;  Shareware: Programa que tem todas as funções (ou quase todas) da versão completa, mas só funciona por tempo limitado;  Site: Corresponde a um local na Internet;  Upload: Acto de transferir o ficheiro do seu computador para um computador remoto, utilizando qualquer protocolo de comunicações;  URL, Uniform Resource Locator (localizador de recursos unificado): Designação do conjunto do endereço de um serviço/página de Internet;  World Wide Web: Rede mundial. O sistema de informação e de fontes baseado no hipertexto (HTML) da Internet, abreviada como WWW ou só Web.