SlideShare uma empresa Scribd logo
E s c a t o l o g i a
As profecias do período tribulacional
Cap. 04- Israel na tribulação
Sermão do Monte das Oliveiras
A Identidade da "Mulher" de Apocalipse 12
O Remanescente do Período Tribulacional
A Retirada da Cegueira de Israel
As Duas Testemunhas
As profecias do período tribulacional
Israel na tribulação
Sermão do Monte das Oliveiras
Um dos propósitos divinos por alcançar na
tribulação é o preparo da nação de Israel para
o reino a ser instituído no retorno do Messias
em cumprimento às alianças de Israel.
Não há no Sermão do Monte nenhuma alusão ao novo
nascimento, à justificação pela fé e à habitação do
Espírito Santo.
Nos leva a concluir que o ensino do Sermão do Monte
não é tipicamente cristão, senão judaico.
O primeiro acontecimento no plano de Israel para o fim
dos séculos é o período tribulacional, dentro da
cronologia apresentada por Jesus nos evangelhos de
Mateus e Marcos.
A. O período tribulacional ( Mat. 24 e 25)
O paralelismo entre os versículos 4-8 de
Mateus 24 e Apocalipse 6 parece indicar
que a primeira metade da tribulação é
tratada aqui .
Cronologia do Senhor em Mateus 24 e 25
B. O segundo advento do Messias.
C. O ajuntamento de Israel.
D. O julgamento sobre Israel.
E. O julgamento sobre as nações dos gentios.
E vi quando o Cordeiro abriu um dos sete selos, e ouvi um dos
quatro seres viventes dizer numa voz como de trovão: Vem!
Olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele
tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vencendo, e
para vencer. Apoc. 6:01 e 02
Quem é este cavaleiro?
Textos correspondentes
Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. Mateus24: 05 e 06
E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas
ainda não é o fim. Marcos 13: 07
e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e
com fome, e com peste, e com as feras da terra.
Apocalipse 6:8
Grande será o seu poder, mas não de si mesmo(foi lhe
dado uma coroa); e destruirá terrivelmente, e prosperará,
e fará o que lhe aprouver; e destruirá os poderosos e o
povo santo.
Pela sua sutileza fará prosperar o engano na sua mão; no
seu coração se engrandecerá, e destruirá a muitos que
vivem em segurança; e se levantará contra o príncipe dos
príncipes; mas será quebrado sem intervir mão de
homem. Daniel 8:24-25
E saiu outro cavalo, um cavalo vermelho; e ao que estava
montado nele foi dado que tirasse a paz da terra, de modo
que os homens se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada
uma grande espada.
Apoc. 6: 04
Textos correspondentes
E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim
aconteça; mas ainda não é o fim.
Mat 24:06 e Marcos 13: 07
E olhei, e eis um cavalo preto; e o que estava montado nele
tinha uma balança na mão. E ouvi como que uma voz no
meio dos quatro seres viventes, que dizia:
Um queniz de trigo por um denário, e três quenizes de
cevada por um denário; e não danifiques o azeite e o vinho.
Apoc 6: 05 e 06
Textos correspondentes
Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e
terremotos em vários lugares. Mat 24:07 e Marcos 13:08
Durante e após as guerras,
fome e escassez
E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado
nele chamava-se Morte; e o inferno seguia com ele; e foi-
lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para
matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as
feras da terra.
Apoc 6:07 e 08
Textos correspondentes
Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e
terremotos em vários lugares. Mat 24:07 e Marcos 13:08
A morte para o corpo. O inferno para muitas
almas.
Um falso
Cristo e uma
falsa Paz
A paz é
quebrada e
inicia-se a
guerra contra
todos que se
opõem à
besta
Fome, doença
e carestia
acompanham
à guerra
A morte e o
Hades,
consequência
natural para
um fracasso
humano de
uma paz sem
Jesus
Textos correspondentes
Então sereis entregues à tortura, e vos matarão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu
nome. Mat 24: 09 e Marcos 13: 09 e 10
Quando abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas
dos que tinham sido mortos por causa da palavra de
Deus e por causa do testemunho que deram. E clamaram
com grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano, santo
e verdadeiro, não julgas e vingas o nosso sangue dos que
habitam sobre a terra? Apocalipse 6: 09 e 10
E. O julgamento sobre as nações dos gentios.
A cronologia da consumação dos séculos termina com
uma descrição do julgamento de Deus que cairá sobre
todos os inimigos de Israel após o segundo advento
D. O julgamento sobre Israel.
A cronologia dos acontecimentos profetizados é
resumida com base nas instruções ilustrativas da
palavra "então" em Mateus 25.1. Na parábola das dez
virgens o Senhor declara que, após o ajuntamento de
Israel (Mt 24.31), o próximo acontecimento será o
julgamento do Israel vivente na terra para saber
quem entrará no reino.
C. O ajuntamento de Israel.
O v. 31 sugere que o acontecimento seguinte ao
segundo advento será o ajuntamento de Israel. Os
israelitas foram espalhados por causa da raiva de
Satanás (Ap 12.12) e da desolação da besta (Mt 24.15),
mas, de acordo com a promessa, eles serão ajuntados na
terra (Dt 30.3,4; Ez 20.37,38; 37.1-14). Esse ajuntamento
acontece mediante ministérios angélicos especiais.
B. O segundo advento do Messias Mateus 24:30-37
Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se
lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e
grande glória.
E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão
os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.
Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e
brota folhas, sabeis que está próximo o verão.
Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às
portas.
Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se
cumpram.
Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão.
Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão
só o Pai.
Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
Escatologia cap.04
Isaías 42:6-7
Eu, o Senhor, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, e te darei por
aliança do povo, e para luz dos gentios.
Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos, e do cárcere os que jazem em
trevas.
Isaías 54:5
Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de
Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra.
Êxodo 19: 5 e 6
Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então
sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.
E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos
filhos de Israel.
Mas ...
Israel nos planos de Deus.
Israel nos planos de Deus.
Jeremias 3:8
E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe
dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também
ela mesma se prostituiu.
Oséias 2:13-16
Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais elas lhes queimava incenso, e se adornava com
as suas arrecadas e as suas jóias, e, indo atrás dos seus amantes, se esquecia de mim, diz o
Senhor.
Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.
E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como
nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito.
E naquele dia, diz o SENHOR, tu me chamarás: Meu marido; e não mais me chamarás: Meu
senhor.
A Identidade da "Mulher" de Apocalipse 12
d. O uso do termo mulher.
O termo mulher é usado oito vezes
nesse capítulo, e mais oito vezes o
pronome ela é empregado em
referência à mulher. Vemos esse termo
usado muitas vezes no AT, em referência
à nação de Israel.
É usado dessa maneira em Isaías 47.7-9;
54.5,6; Jer 4.31; Miq 4.9, 10; 5.3 e Isaías
66.7,8.
Enquanto a igreja é chamada noiva, ou
virgem casta, jamais a encontramos
aludida como mulher.
a. O contexto inteiro da passagem revela
que João está lidando com a nação de
Israel
b. Muitas vezes no Antigo Testamento, o
sol, a lua e as estrelas são usados com
referência a Israel. (Cf. Ibid., p. 282) São
empregados dessa maneira em Gênesis
37.9, em que os filhos de Jacó são
claramente entendidos.
Compare Jeremias 31.35,36, Josué
10.12-14, Juizes 5.20 e Salmos 89.35-37,
em que corpos celestiais são associados
à história de Israel.
c. O significado do número doze.
O número doze não só representa
as doze tribos de Israel, mas é
usado nas Escrituras como
número governamental.
O Remanescente do Período Tribulacional
A. O caráter indispensável do remanescente
A existência de um remanescente nos últimos dias está ligada
inseparavelmente às alianças de Deus com a nação de Israel. Já
que essas alianças são incondicionais, sua própria natureza
exige a existência de um remanescente ao qual e por meio do
qual elas possam ser cumpridas. Ver apostila pag. 17 e 18.
O remanescente na história de Israel
O remanescente nos profetas
O remanescente no Novo Testamento
O remanescente no Apocalipse
Tipos de remanescentes
A Retirada da Cegueira de Israel
Então, disse ele: Vai e dize a este povo: Ouvi,
ouvi e não entendais; vede, vede, mas não
percebais.
Torna insensível o coração deste povo, endurece-
lhes os ouvidos e fecha-lhes os olhos, para que
não venha ele a ver com os olhos, a ouvir com os
ouvidos e a entender com o coração, e se
converta, e seja salvo. (Isaías 6:9,10).
Quando, porém, algum deles se converte ao
Senhor, o véu lhe é retirado. (2 Co 3.16
As Duas Testemunhas
A. A interpretação simbólica
B. A interpretação literal
E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco,
profetizem por mil duzentos e sessenta dias.
Estas são as duas oliveiras e os dois candeeiros que estão diante do
Senhor da terra. Apocalipse 11:3-4
O Senhor escolheu não revelar o nome delas em apoc 11.
As possíveis sugestões de identidade seriam:
Elias e Enoque
Elias e Moisés
Há razões suficientes para se eliminar a possibilidade de ser Enoque :
1) Enoque era gentio e viveu centenas de anos antes de
Abraão. Portanto, não existe nenhuma identificação de
Enoque com Israel;
2) De acordo com Hebreus 11:5, o propósito da translação de
Enoque era para que ele não experimentasse a morte.
No entanto, Apocalipse 11:3-14 demonstra que as duas
testemunhas experimentarão a morte.
3) O fato de Elias e Enoque não terem experimentado a
morte não pode ser considerado suficiente para
concluir que Enoque seja uma das testemunhas.
Todos os crentes que estiverem vivendo no momento
do arrebatamento também serão exceções a Hebreus
9:27, porque serão arrebatados sem também
experimentar a morte (1 Tes 4:13-18);
Moisés e Elias em Apoc. 11
Elias
Elas têm poder para fechar o céu,
para que não chova durante os dias
da sua profecia;
E, se alguém lhes quiser fazer mal, das
suas bocas sairá fogo e devorará os
seus inimigos; pois se alguém lhes
quiser fazer mal, importa que assim
seja morto.
Moisés
e têm poder sobre as águas para
convertê-las em sangue, e para ferir a
terra com toda sorte de pragas,
quantas vezes quiserem.” Apoc 11:5-6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa
pohlos
 
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
Jean Jorge Silva
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
IBC de Jacarepaguá
 
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
Jean Jorge Silva
 
Apocalipse 12 e 13
Apocalipse 12 e 13Apocalipse 12 e 13
Apocalipse 12 e 13
Welem C Lourenço
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
RODRIGO FERREIRA
 
Enoque 1 e 2.pdf
Enoque 1 e 2.pdfEnoque 1 e 2.pdf
Enoque 1 e 2.pdf
Val Dias
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Welem C Lourenço
 
4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito
José Santos
 
Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capítulo 17
Apocalipse - Capítulo  17Apocalipse - Capítulo  17
Apocalipse - Capítulo 17
IBC de Jacarepaguá
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
Hezir Henrique
 
Anticristo
AnticristoAnticristo
Anticristo
ESTUDANTETEOLOGIA
 
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
Jean Jorge Silva
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
Hezir Henrique
 
Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13 Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13
IBC de Jacarepaguá
 
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
Welem C Lourenço
 
Apocalipse 10 e 11
Apocalipse 10 e 11Apocalipse 10 e 11
Apocalipse 10 e 11
Welem C Lourenço
 
O apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustradoO apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustrado
Josue Garcia
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
Jonas Martins Olímpio
 

Mais procurados (20)

35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa
 
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
 
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse5) Escatologia princípio do fim -  os 4 cavaleiros do apocalipse
5) Escatologia princípio do fim - os 4 cavaleiros do apocalipse
 
Apocalipse 12 e 13
Apocalipse 12 e 13Apocalipse 12 e 13
Apocalipse 12 e 13
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
 
Enoque 1 e 2.pdf
Enoque 1 e 2.pdfEnoque 1 e 2.pdf
Enoque 1 e 2.pdf
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
 
4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito
 
Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16
 
Apocalipse - Capítulo 17
Apocalipse - Capítulo  17Apocalipse - Capítulo  17
Apocalipse - Capítulo 17
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
 
Anticristo
AnticristoAnticristo
Anticristo
 
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13 Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13
 
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
 
Apocalipse 10 e 11
Apocalipse 10 e 11Apocalipse 10 e 11
Apocalipse 10 e 11
 
O apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustradoO apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustrado
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
 

Semelhante a Escatologia cap.04

Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
Welem C Lourenço
 
Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01
Welem C Lourenço
 
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes AcontecimentosApocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
Silvio Dutra
 
Lição 09 a vinda de jesus em glória
Lição   09 a vinda de jesus em glóriaLição   09 a vinda de jesus em glória
Lição 09 a vinda de jesus em glória
RODRIGO FERREIRA
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
Lázaro Marks
 
Escatologia cap. 07
Escatologia cap. 07Escatologia cap. 07
Escatologia cap. 07
Welem C Lourenço
 
Os quatro cavaleiros do apocalipse
Os quatro cavaleiros do apocalipseOs quatro cavaleiros do apocalipse
Os quatro cavaleiros do apocalipse
Biblioteca Virtual
 
A IRA DE DEUS
A IRA DE DEUSA IRA DE DEUS
A IRA DE DEUS
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Armagedom parte 1 o vale de josafá
Armagedom  parte 1 o vale de josafáArmagedom  parte 1 o vale de josafá
Armagedom parte 1 o vale de josafá
Fernando Francisco
 
a-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdfa-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdf
JoaoAlbertoSoaresdaS
 
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1ºDesvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Sandro Manuel
 
Joel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restauradoJoel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restaurado
Rodrigo Mendonça
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
Erberson Pinheiro
 
Lição 8
Lição 8Lição 8
Lição 8
Silva Soares
 
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10   milênio - um tempo glorioso para a terraLição 10   milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
RODRIGO FERREIRA
 
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
Silvio Dutra
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
Luis Ruh
 
Escatologia cap.03
Escatologia cap.03Escatologia cap.03
Escatologia cap.03
Welem C Lourenço
 
Escatologia aula 5
Escatologia   aula 5Escatologia   aula 5
Escatologia aula 5
Jose Ventura
 

Semelhante a Escatologia cap.04 (20)

Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
 
Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01
 
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes AcontecimentosApocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
Apocalipse 6 - Estamos à Porta destes Acontecimentos
 
Lição 09 a vinda de jesus em glória
Lição   09 a vinda de jesus em glóriaLição   09 a vinda de jesus em glória
Lição 09 a vinda de jesus em glória
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
 
Escatologia cap. 07
Escatologia cap. 07Escatologia cap. 07
Escatologia cap. 07
 
Os quatro cavaleiros do apocalipse
Os quatro cavaleiros do apocalipseOs quatro cavaleiros do apocalipse
Os quatro cavaleiros do apocalipse
 
A IRA DE DEUS
A IRA DE DEUSA IRA DE DEUS
A IRA DE DEUS
 
Armagedom parte 1 o vale de josafá
Armagedom  parte 1 o vale de josafáArmagedom  parte 1 o vale de josafá
Armagedom parte 1 o vale de josafá
 
a-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdfa-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdf
 
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1ºDesvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
 
Joel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restauradoJoel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restaurado
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Lição 8
Lição 8Lição 8
Lição 8
 
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10   milênio - um tempo glorioso para a terraLição 10   milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
 
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
 
Escatologia cap.03
Escatologia cap.03Escatologia cap.03
Escatologia cap.03
 
Escatologia aula 5
Escatologia   aula 5Escatologia   aula 5
Escatologia aula 5
 

Mais de Welem C Lourenço

Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
Welem C Lourenço
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
Welem C Lourenço
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
Welem C Lourenço
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 10
Escatologia cap 10Escatologia cap 10
Escatologia cap 10
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 9
Escatologia cap 9Escatologia cap 9
Escatologia cap 9
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 8
Escatologia cap 8Escatologia cap 8
Escatologia cap 8
Welem C Lourenço
 

Mais de Welem C Lourenço (20)

Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 2
 
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Daniel 1
 
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
 
Escatologia cap 10
Escatologia cap 10Escatologia cap 10
Escatologia cap 10
 
Escatologia cap 9
Escatologia cap 9Escatologia cap 9
Escatologia cap 9
 
Escatologia cap 8
Escatologia cap 8Escatologia cap 8
Escatologia cap 8
 

Último

A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 

Último (20)

A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 

Escatologia cap.04

  • 1. E s c a t o l o g i a As profecias do período tribulacional Cap. 04- Israel na tribulação
  • 2. Sermão do Monte das Oliveiras A Identidade da "Mulher" de Apocalipse 12 O Remanescente do Período Tribulacional A Retirada da Cegueira de Israel As Duas Testemunhas As profecias do período tribulacional Israel na tribulação
  • 3. Sermão do Monte das Oliveiras Um dos propósitos divinos por alcançar na tribulação é o preparo da nação de Israel para o reino a ser instituído no retorno do Messias em cumprimento às alianças de Israel. Não há no Sermão do Monte nenhuma alusão ao novo nascimento, à justificação pela fé e à habitação do Espírito Santo. Nos leva a concluir que o ensino do Sermão do Monte não é tipicamente cristão, senão judaico. O primeiro acontecimento no plano de Israel para o fim dos séculos é o período tribulacional, dentro da cronologia apresentada por Jesus nos evangelhos de Mateus e Marcos. A. O período tribulacional ( Mat. 24 e 25) O paralelismo entre os versículos 4-8 de Mateus 24 e Apocalipse 6 parece indicar que a primeira metade da tribulação é tratada aqui . Cronologia do Senhor em Mateus 24 e 25 B. O segundo advento do Messias. C. O ajuntamento de Israel. D. O julgamento sobre Israel. E. O julgamento sobre as nações dos gentios.
  • 4. E vi quando o Cordeiro abriu um dos sete selos, e ouvi um dos quatro seres viventes dizer numa voz como de trovão: Vem! Olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vencendo, e para vencer. Apoc. 6:01 e 02 Quem é este cavaleiro? Textos correspondentes Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. Mateus24: 05 e 06 E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim. Marcos 13: 07 e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra. Apocalipse 6:8 Grande será o seu poder, mas não de si mesmo(foi lhe dado uma coroa); e destruirá terrivelmente, e prosperará, e fará o que lhe aprouver; e destruirá os poderosos e o povo santo. Pela sua sutileza fará prosperar o engano na sua mão; no seu coração se engrandecerá, e destruirá a muitos que vivem em segurança; e se levantará contra o príncipe dos príncipes; mas será quebrado sem intervir mão de homem. Daniel 8:24-25
  • 5. E saiu outro cavalo, um cavalo vermelho; e ao que estava montado nele foi dado que tirasse a paz da terra, de modo que os homens se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada. Apoc. 6: 04 Textos correspondentes E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim. Mat 24:06 e Marcos 13: 07
  • 6. E olhei, e eis um cavalo preto; e o que estava montado nele tinha uma balança na mão. E ouvi como que uma voz no meio dos quatro seres viventes, que dizia: Um queniz de trigo por um denário, e três quenizes de cevada por um denário; e não danifiques o azeite e o vinho. Apoc 6: 05 e 06 Textos correspondentes Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares. Mat 24:07 e Marcos 13:08 Durante e após as guerras, fome e escassez
  • 7. E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se Morte; e o inferno seguia com ele; e foi- lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as feras da terra. Apoc 6:07 e 08 Textos correspondentes Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares. Mat 24:07 e Marcos 13:08 A morte para o corpo. O inferno para muitas almas.
  • 8. Um falso Cristo e uma falsa Paz A paz é quebrada e inicia-se a guerra contra todos que se opõem à besta Fome, doença e carestia acompanham à guerra A morte e o Hades, consequência natural para um fracasso humano de uma paz sem Jesus
  • 9. Textos correspondentes Então sereis entregues à tortura, e vos matarão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Mat 24: 09 e Marcos 13: 09 e 10 Quando abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que deram. E clamaram com grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano, santo e verdadeiro, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? Apocalipse 6: 09 e 10
  • 10. E. O julgamento sobre as nações dos gentios. A cronologia da consumação dos séculos termina com uma descrição do julgamento de Deus que cairá sobre todos os inimigos de Israel após o segundo advento D. O julgamento sobre Israel. A cronologia dos acontecimentos profetizados é resumida com base nas instruções ilustrativas da palavra "então" em Mateus 25.1. Na parábola das dez virgens o Senhor declara que, após o ajuntamento de Israel (Mt 24.31), o próximo acontecimento será o julgamento do Israel vivente na terra para saber quem entrará no reino. C. O ajuntamento de Israel. O v. 31 sugere que o acontecimento seguinte ao segundo advento será o ajuntamento de Israel. Os israelitas foram espalhados por causa da raiva de Satanás (Ap 12.12) e da desolação da besta (Mt 24.15), mas, de acordo com a promessa, eles serão ajuntados na terra (Dt 30.3,4; Ez 20.37,38; 37.1-14). Esse ajuntamento acontece mediante ministérios angélicos especiais. B. O segundo advento do Messias Mateus 24:30-37 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão. Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai. Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
  • 12. Isaías 42:6-7 Eu, o Senhor, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, e te darei por aliança do povo, e para luz dos gentios. Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos, e do cárcere os que jazem em trevas. Isaías 54:5 Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Êxodo 19: 5 e 6 Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha. E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel. Mas ... Israel nos planos de Deus.
  • 13. Israel nos planos de Deus. Jeremias 3:8 E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu. Oséias 2:13-16 Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais elas lhes queimava incenso, e se adornava com as suas arrecadas e as suas jóias, e, indo atrás dos seus amantes, se esquecia de mim, diz o Senhor. Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração. E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito. E naquele dia, diz o SENHOR, tu me chamarás: Meu marido; e não mais me chamarás: Meu senhor.
  • 14. A Identidade da "Mulher" de Apocalipse 12 d. O uso do termo mulher. O termo mulher é usado oito vezes nesse capítulo, e mais oito vezes o pronome ela é empregado em referência à mulher. Vemos esse termo usado muitas vezes no AT, em referência à nação de Israel. É usado dessa maneira em Isaías 47.7-9; 54.5,6; Jer 4.31; Miq 4.9, 10; 5.3 e Isaías 66.7,8. Enquanto a igreja é chamada noiva, ou virgem casta, jamais a encontramos aludida como mulher. a. O contexto inteiro da passagem revela que João está lidando com a nação de Israel b. Muitas vezes no Antigo Testamento, o sol, a lua e as estrelas são usados com referência a Israel. (Cf. Ibid., p. 282) São empregados dessa maneira em Gênesis 37.9, em que os filhos de Jacó são claramente entendidos. Compare Jeremias 31.35,36, Josué 10.12-14, Juizes 5.20 e Salmos 89.35-37, em que corpos celestiais são associados à história de Israel. c. O significado do número doze. O número doze não só representa as doze tribos de Israel, mas é usado nas Escrituras como número governamental.
  • 15. O Remanescente do Período Tribulacional A. O caráter indispensável do remanescente A existência de um remanescente nos últimos dias está ligada inseparavelmente às alianças de Deus com a nação de Israel. Já que essas alianças são incondicionais, sua própria natureza exige a existência de um remanescente ao qual e por meio do qual elas possam ser cumpridas. Ver apostila pag. 17 e 18.
  • 16. O remanescente na história de Israel O remanescente nos profetas O remanescente no Novo Testamento O remanescente no Apocalipse Tipos de remanescentes
  • 17. A Retirada da Cegueira de Israel Então, disse ele: Vai e dize a este povo: Ouvi, ouvi e não entendais; vede, vede, mas não percebais. Torna insensível o coração deste povo, endurece- lhes os ouvidos e fecha-lhes os olhos, para que não venha ele a ver com os olhos, a ouvir com os ouvidos e a entender com o coração, e se converta, e seja salvo. (Isaías 6:9,10). Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado. (2 Co 3.16
  • 18. As Duas Testemunhas A. A interpretação simbólica B. A interpretação literal
  • 19. E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por mil duzentos e sessenta dias. Estas são as duas oliveiras e os dois candeeiros que estão diante do Senhor da terra. Apocalipse 11:3-4 O Senhor escolheu não revelar o nome delas em apoc 11. As possíveis sugestões de identidade seriam: Elias e Enoque Elias e Moisés
  • 20. Há razões suficientes para se eliminar a possibilidade de ser Enoque : 1) Enoque era gentio e viveu centenas de anos antes de Abraão. Portanto, não existe nenhuma identificação de Enoque com Israel; 2) De acordo com Hebreus 11:5, o propósito da translação de Enoque era para que ele não experimentasse a morte. No entanto, Apocalipse 11:3-14 demonstra que as duas testemunhas experimentarão a morte. 3) O fato de Elias e Enoque não terem experimentado a morte não pode ser considerado suficiente para concluir que Enoque seja uma das testemunhas. Todos os crentes que estiverem vivendo no momento do arrebatamento também serão exceções a Hebreus 9:27, porque serão arrebatados sem também experimentar a morte (1 Tes 4:13-18);
  • 21. Moisés e Elias em Apoc. 11 Elias Elas têm poder para fechar o céu, para que não chova durante os dias da sua profecia; E, se alguém lhes quiser fazer mal, das suas bocas sairá fogo e devorará os seus inimigos; pois se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto. Moisés e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda sorte de pragas, quantas vezes quiserem.” Apoc 11:5-6