SlideShare uma empresa Scribd logo
A ELETRICIDADE E
SUAS APLICAÇÕES
Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Departamento Regional de Roraima
Prof. “Alexandre Figueira Rodrigues”
ELETRICIDADE
O que é eletricidade?
Eletricidade é o movimento dos elétrons
em excesso: eles podem fluir como
corrente nos fios ou líquidos condutores,
fazendo as lâmpadas acenderem e os
motores funcionarem; ou podem ficar
acumulados como eletricidade estática.
Quando a carga é grande o suficiente, ela
“pula”, como no choque da maçaneta da
porta ou no raio durante uma tempestade.
Eletrostática
átomo de carbono-12
Eletrodinâmica
Eletromagnetismo
ENERGIA RENOVÁVEL E
NÃO RENOVÁVEL
Locais para encontrar
energia renovável
Algumas das energias alternativas onde
atualmente existe um maior desenvolvimento
de pesquisa:
 Biomassa;
 Energia solares;
 Energia eólica;
 Etanol;
 Biodiesel.
Fontes Renováveis
Fontes de energia inesgotáveis ou que podem ser
repostas a curto ou médio prazo, espontaneamente
ou por intervenção humana. Estas fontes encontram-
se já em difusão em todo o mundo e a sua
importância tem vindo a aumentar ao longo dos anos
representando uma parte considerável da produção
de energia mundial.
Exemplos de Fontes de Energias Renováveis:
Energia Hídrica;
Energia Eólica;
Energia Solar;
Energia Geotérmica;
Energia das Ondas e Marés;
Energia da Biomassa.
Fontes de energia não renovável
Atualmente, a procura de energia assenta
fundamentalmente nas fontes de energia não
renováveis, as quais têm tecnologia difundida, mas
possuem um elevado impacto ambiental. Importa
inverter esta tendência, tornando o seu consumo mais
eficiente e substituindo-o gradualmente por energias
renováveis limpas.
Exemplos de Fontes de Energias não Renováveis:
Energia do Carvão;
Energia do Petróleo;
Energia do Gás Natural;
Energia do Urânio.
Chamam-se Termoelétricas por que
são constituídas de 2 partes, uma
térmica onde se produz muito vapor a
altíssima pressão e outra elétrica onde
se produz a eletricidade.
É e uma instalação industrial usada
para geração de energia elétrica a partir
da energia liberada por qualquer produto
que possa gerar calor.
Chamam-se Termoelétricas por que
são constituídas de 2 partes, uma
térmica onde se produz muito vapor a
altíssima pressão e outra elétrica onde
se produz a eletricidade.
É e uma instalação industrial usada
para geração de energia elétrica a partir
da energia liberada por qualquer produto
que possa gerar calor.
 A Caldeira é Aquecida com a queima de
óleo combustível
 O Vapor é produzido.
 A Turbina é movida por um Jato de
Vapor sob forte pressão. Depois do uso,
o vapor é jogado fora na atmosfera.
 O Gerador possui um eixo que é movido
por uma Turbina .
 A Energia Elétrica é produzida por um
Gerador.
VANTAGENS
 Uma das vantagens desse tipo de
instalação é a possibilidade de localização
próxima aos centros consumidores,
diminuindo a extensão das linhas de
transmissão, minimizando as perdas de
energia que podem chegar até a 16%.
 O vapor é resfriado em um condensador, a
partir de um circuito de água de refrigeração,
e não entra em contato direto com o vapor
que será convertido outra vez em água, que
volta aos tubos da caldeira, dando início a um
novo ciclo.
DESVANTAGENS
 Este tipo de energia, nada mais é, que uma locomotiva
antiga, movida a destruição das florestas.
 Esta foi uma das piores invenção e ao mesmo tempo genial
 Impactos Ambientais
Contribuem para o aquecimento global através do Efeito
estufa e da chuva ácida.
 A queima de gás natural lança na atmosfera grandes
quantidades de oxidantes e redutores, que se entrar em
contato com o ser humano, pode acarretar doenças como
diarreia; além de ser um combustível fóssil que não se
recupera.
 O Brasil lança por ano 4,5 milhões de toneladas de carbono
na atmosfera, com o incremento na construção de usinas
termelétricas esse indicador chegará a 16 milhões.
APRENDIZES
 Eder Guimarães
 Ezequias Guimarães
 Francisco Santana
 Paulo Paulo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

energias renováveis
energias renováveisenergias renováveis
energias renováveis
veronicasilva
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Biomassa
BiomassaBiomassa
Fontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveisFontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveis
Ana Ritaa
 
Geradores
GeradoresGeradores
Geradores
fisico.dersa
 
Poluição da água
Poluição da águaPoluição da água
Poluição da água
Maria Paredes
 
G2 energia térmica
G2   energia térmicaG2   energia térmica
G2 energia térmica
cristbarb
 
Energia Hidréletrica
Energia HidréletricaEnergia Hidréletrica
Energia Hidréletrica
Paulino Lopes
 
Usina hidreletrica
Usina hidreletricaUsina hidreletrica
Usina hidreletrica
Fernando Pereira
 
Apresentação sobre energia eólica e solar
Apresentação sobre energia eólica e solarApresentação sobre energia eólica e solar
Apresentação sobre energia eólica e solar
Fernando Sarmento
 
Lixo
LixoLixo
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
O mundo da FÍSICA
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
Vivian Reis
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Silvana Sanches
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
Raquel Alves
 
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
François Urban, MBA
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
Anderson Rockenbach
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Artur Lara
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
Nataliana Cabral
 

Mais procurados (20)

energias renováveis
energias renováveisenergias renováveis
energias renováveis
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Fontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveisFontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveis
 
Geradores
GeradoresGeradores
Geradores
 
Poluição da água
Poluição da águaPoluição da água
Poluição da água
 
G2 energia térmica
G2   energia térmicaG2   energia térmica
G2 energia térmica
 
Energia Hidréletrica
Energia HidréletricaEnergia Hidréletrica
Energia Hidréletrica
 
Usina hidreletrica
Usina hidreletricaUsina hidreletrica
Usina hidreletrica
 
Apresentação sobre energia eólica e solar
Apresentação sobre energia eólica e solarApresentação sobre energia eólica e solar
Apresentação sobre energia eólica e solar
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
 
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
Edificações Sustentáveis (Estudo das Tecnologias)
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
 

Semelhante a Energia Renovável

A Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
A Eletricidade e suas Aplicações - TermoelétricasA Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
A Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
Ezequias Guimaraes
 
Energia elétrica e hidrelétrica 2003
Energia elétrica e  hidrelétrica 2003Energia elétrica e  hidrelétrica 2003
Energia elétrica e hidrelétrica 2003
cristbarb
 
Geradores 2
Geradores 2Geradores 2
Geradores 2
Luciano Costa
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
thiago oda
 
Energia elétrica i
Energia elétrica iEnergia elétrica i
Energia elétrica i
Marione Bonatto
 
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
BrunaSilveira74
 
Eletrotécnica basica
Eletrotécnica basicaEletrotécnica basica
Eletrotécnica basica
andydurdem
 
2009 09 11_13_53_8844
2009 09 11_13_53_88442009 09 11_13_53_8844
2009 09 11_13_53_8844
jvcdias
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
sr jr
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
Pedro Henriques
 
Fontes renováveis
Fontes renováveisFontes renováveis
Fontes renováveis
Anacleto Damiani
 
Fontes renováveis
Fontes renováveisFontes renováveis
Fontes renováveis
Anacleto Damiani
 
Energia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólicaEnergia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólica
Geovana Barbosa
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
Michele Pó
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
brasilina
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
brasilina
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
brasilina
 
Energia eólica e solar
Energia eólica e solar Energia eólica e solar
Energia eólica e solar
acfprofessor
 
Energia eolica
Energia  eolicaEnergia  eolica
Energia eolica
Maria Coutinho
 
Energias renováveis 3 A
Energias renováveis  3 AEnergias renováveis  3 A
Energias renováveis 3 A
Maria Teresa Iannaco Grego
 

Semelhante a Energia Renovável (20)

A Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
A Eletricidade e suas Aplicações - TermoelétricasA Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
A Eletricidade e suas Aplicações - Termoelétricas
 
Energia elétrica e hidrelétrica 2003
Energia elétrica e  hidrelétrica 2003Energia elétrica e  hidrelétrica 2003
Energia elétrica e hidrelétrica 2003
 
Geradores 2
Geradores 2Geradores 2
Geradores 2
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
 
Energia elétrica i
Energia elétrica iEnergia elétrica i
Energia elétrica i
 
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
8.Fontes convencionais e alternativas de energia.pdf
 
Eletrotécnica basica
Eletrotécnica basicaEletrotécnica basica
Eletrotécnica basica
 
2009 09 11_13_53_8844
2009 09 11_13_53_88442009 09 11_13_53_8844
2009 09 11_13_53_8844
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
 
Fontes renováveis
Fontes renováveisFontes renováveis
Fontes renováveis
 
Fontes renováveis
Fontes renováveisFontes renováveis
Fontes renováveis
 
Energia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólicaEnergia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólica
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
 
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricasUsinas termoeletrica e hidoreletricas
Usinas termoeletrica e hidoreletricas
 
Energia eólica e solar
Energia eólica e solar Energia eólica e solar
Energia eólica e solar
 
Energia eolica
Energia  eolicaEnergia  eolica
Energia eolica
 
Energias renováveis 3 A
Energias renováveis  3 AEnergias renováveis  3 A
Energias renováveis 3 A
 

Mais de Ezequias Guimaraes

VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
Ezequias Guimaraes
 
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUSMAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
Ezequias Guimaraes
 
Geologia de Roraima
Geologia de RoraimaGeologia de Roraima
Geologia de Roraima
Ezequias Guimaraes
 
Geologia de Roraima - Bacia do Tacutu
Geologia de Roraima - Bacia do TacutuGeologia de Roraima - Bacia do Tacutu
Geologia de Roraima - Bacia do Tacutu
Ezequias Guimaraes
 
Interface homem-maquina
Interface  homem-maquinaInterface  homem-maquina
Interface homem-maquina
Ezequias Guimaraes
 
TV Series to improve your English
TV Series to improve your EnglishTV Series to improve your English
TV Series to improve your English
Ezequias Guimaraes
 
Movie and Book - The Color Purple
Movie and Book - The Color PurpleMovie and Book - The Color Purple
Movie and Book - The Color Purple
Ezequias Guimaraes
 
Political system of the USA
Political system of the USAPolitical system of the USA
Political system of the USA
Ezequias Guimaraes
 
TV Series Outlander
TV Series OutlanderTV Series Outlander
TV Series Outlander
Ezequias Guimaraes
 
Proyecto para extracción de crudo
Proyecto para extracción de crudoProyecto para extracción de crudo
Proyecto para extracción de crudo
Ezequias Guimaraes
 
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
Ezequias Guimaraes
 
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERAPLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
Ezequias Guimaraes
 
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
Ezequias Guimaraes
 
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
Ezequias Guimaraes
 
METODO DE REDES - IMPACTO FINAL
METODO DE REDES - IMPACTO FINALMETODO DE REDES - IMPACTO FINAL
METODO DE REDES - IMPACTO FINAL
Ezequias Guimaraes
 
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOSCONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
Ezequias Guimaraes
 
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTOLICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
Ezequias Guimaraes
 
Vertederos Trapezoidales
Vertederos TrapezoidalesVertederos Trapezoidales
Vertederos Trapezoidales
Ezequias Guimaraes
 
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓNFundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
Ezequias Guimaraes
 
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓNFundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
Ezequias Guimaraes
 

Mais de Ezequias Guimaraes (20)

VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DOS AQUÍFEROS DA SUB-BACIA DO RIO SIRI...
 
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUSMAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
MAPEAMENTO DE AQUÍFEROS NA CIDADE DE MANAUS
 
Geologia de Roraima
Geologia de RoraimaGeologia de Roraima
Geologia de Roraima
 
Geologia de Roraima - Bacia do Tacutu
Geologia de Roraima - Bacia do TacutuGeologia de Roraima - Bacia do Tacutu
Geologia de Roraima - Bacia do Tacutu
 
Interface homem-maquina
Interface  homem-maquinaInterface  homem-maquina
Interface homem-maquina
 
TV Series to improve your English
TV Series to improve your EnglishTV Series to improve your English
TV Series to improve your English
 
Movie and Book - The Color Purple
Movie and Book - The Color PurpleMovie and Book - The Color Purple
Movie and Book - The Color Purple
 
Political system of the USA
Political system of the USAPolitical system of the USA
Political system of the USA
 
TV Series Outlander
TV Series OutlanderTV Series Outlander
TV Series Outlander
 
Proyecto para extracción de crudo
Proyecto para extracción de crudoProyecto para extracción de crudo
Proyecto para extracción de crudo
 
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
BOOK - THE FOUR AGREEMENTS
 
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERAPLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
PLAN DE NEGOCIO - PLATAFORMA PETROLERA
 
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
PROYECTO DE UNA PLATAFORMA PETROLERA
 
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
PLAN MUNICIPAL DE DESARROLLO CELAYA 2012-2037
 
METODO DE REDES - IMPACTO FINAL
METODO DE REDES - IMPACTO FINALMETODO DE REDES - IMPACTO FINAL
METODO DE REDES - IMPACTO FINAL
 
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOSCONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
CONTAMINANTES DEL SUELO - METALES PESADOS
 
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTOLICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
LICENCIA DE FUNCIONAMIENTO
 
Vertederos Trapezoidales
Vertederos TrapezoidalesVertederos Trapezoidales
Vertederos Trapezoidales
 
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓNFundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
Fundamentos de aguas residuales - ABSORCIÓN
 
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓNFundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
Fundamentos de aguas residuales - FILTRACIÓN
 

Último

MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
Vilson Stollmeier
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
carlos silva Rotersan
 
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
JosAtila
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
Consultoria Acadêmica
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Tronicline Automatismos
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
Consultoria Acadêmica
 

Último (7)

MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
 
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
 

Energia Renovável

  • 1. A ELETRICIDADE E SUAS APLICAÇÕES Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Roraima Prof. “Alexandre Figueira Rodrigues”
  • 3. O que é eletricidade? Eletricidade é o movimento dos elétrons em excesso: eles podem fluir como corrente nos fios ou líquidos condutores, fazendo as lâmpadas acenderem e os motores funcionarem; ou podem ficar acumulados como eletricidade estática. Quando a carga é grande o suficiente, ela “pula”, como no choque da maçaneta da porta ou no raio durante uma tempestade.
  • 4.
  • 6. ENERGIA RENOVÁVEL E NÃO RENOVÁVEL Locais para encontrar energia renovável
  • 7. Algumas das energias alternativas onde atualmente existe um maior desenvolvimento de pesquisa:  Biomassa;  Energia solares;  Energia eólica;  Etanol;  Biodiesel.
  • 8. Fontes Renováveis Fontes de energia inesgotáveis ou que podem ser repostas a curto ou médio prazo, espontaneamente ou por intervenção humana. Estas fontes encontram- se já em difusão em todo o mundo e a sua importância tem vindo a aumentar ao longo dos anos representando uma parte considerável da produção de energia mundial. Exemplos de Fontes de Energias Renováveis: Energia Hídrica; Energia Eólica; Energia Solar; Energia Geotérmica; Energia das Ondas e Marés; Energia da Biomassa.
  • 9. Fontes de energia não renovável Atualmente, a procura de energia assenta fundamentalmente nas fontes de energia não renováveis, as quais têm tecnologia difundida, mas possuem um elevado impacto ambiental. Importa inverter esta tendência, tornando o seu consumo mais eficiente e substituindo-o gradualmente por energias renováveis limpas. Exemplos de Fontes de Energias não Renováveis: Energia do Carvão; Energia do Petróleo; Energia do Gás Natural; Energia do Urânio.
  • 10.
  • 11. Chamam-se Termoelétricas por que são constituídas de 2 partes, uma térmica onde se produz muito vapor a altíssima pressão e outra elétrica onde se produz a eletricidade. É e uma instalação industrial usada para geração de energia elétrica a partir da energia liberada por qualquer produto que possa gerar calor.
  • 12. Chamam-se Termoelétricas por que são constituídas de 2 partes, uma térmica onde se produz muito vapor a altíssima pressão e outra elétrica onde se produz a eletricidade. É e uma instalação industrial usada para geração de energia elétrica a partir da energia liberada por qualquer produto que possa gerar calor.
  • 13.
  • 14.  A Caldeira é Aquecida com a queima de óleo combustível  O Vapor é produzido.  A Turbina é movida por um Jato de Vapor sob forte pressão. Depois do uso, o vapor é jogado fora na atmosfera.  O Gerador possui um eixo que é movido por uma Turbina .  A Energia Elétrica é produzida por um Gerador.
  • 15. VANTAGENS  Uma das vantagens desse tipo de instalação é a possibilidade de localização próxima aos centros consumidores, diminuindo a extensão das linhas de transmissão, minimizando as perdas de energia que podem chegar até a 16%.  O vapor é resfriado em um condensador, a partir de um circuito de água de refrigeração, e não entra em contato direto com o vapor que será convertido outra vez em água, que volta aos tubos da caldeira, dando início a um novo ciclo.
  • 16. DESVANTAGENS  Este tipo de energia, nada mais é, que uma locomotiva antiga, movida a destruição das florestas.  Esta foi uma das piores invenção e ao mesmo tempo genial  Impactos Ambientais Contribuem para o aquecimento global através do Efeito estufa e da chuva ácida.  A queima de gás natural lança na atmosfera grandes quantidades de oxidantes e redutores, que se entrar em contato com o ser humano, pode acarretar doenças como diarreia; além de ser um combustível fóssil que não se recupera.  O Brasil lança por ano 4,5 milhões de toneladas de carbono na atmosfera, com o incremento na construção de usinas termelétricas esse indicador chegará a 16 milhões.
  • 17.
  • 18. APRENDIZES  Eder Guimarães  Ezequias Guimarães  Francisco Santana  Paulo Paulo