SlideShare uma empresa Scribd logo
César Roberto Leite da Silva Sinclayr Luiz 19º Edição  | 2010 | Economia e mercados: Introdução à economia
Capítulo   11 Economia Internacional
1. TEORIA DAS VANTAGENS COMPARATIVAS Teoria das vantagens comparativas: segundo ela os países devem se especializar na produção dos bens em que possuem vantagens comparativas para trocá-los por bens produzidos nas mesmas condições em outros países, elevando o nível de bem-estar dos países envolvidos no comércio. Ela foi elaborada por Adam Smith e aperfeiçoada por David Ricardo, no século XIX. Comércio internacional ou economia internacional: ramo que estuda as relações comerciais entre as nações. Teoria da “deterioração das relações de troca”entre países da periferia: com o tempo, o valor dos produtos agrícolas decaem, diferente dos preços dos manufaturados, das máquinas e equipamentos.
2. BALANÇO DE PAGAMENTO (BP) Balanço de pagamento: é o registro contábil das transações de um país com outros países num determinado período de tempo. Divisa: denominação da moeda estrangeira nesse tipo de análise. Sistema de partidas dobradas: nele cada lançamento a débito corresponde a um lançado a crédito e vice-versa. Contas operacionais: são as contas que identificam a transação que deu origem à entrada ou saída de divisas. Contas de caixa: são as contas que registram a contrapartida dos lançamentos das contas operacionais.
Balanço Comercial (BC): registra as importações, lançadas a débito, e as exportações, lançadas a crédito. Balanço de Serviços (BS): registra as despesas e receitas decorrentes do pagamento e recebimento de fretes, juros, prêmios de companhias de seguros, etc. Transferências Unilaterais (TU): registra transações nas quais não há contrapartida, como as remessas de divisas feitas por imigrantes às suas famílias no exterior. Balanço em Transações Correntes (Te): é formado pelas contas balanço comercial, balanço de serviços e transferências unilaterais, registrando as transações realizadas com bens e serviços.
Movimento de Capitais Autônomos (KA): ocorre quando a transação realizada implica diretamente uma saída ou entrada de capitais. Movimento de Capitais Compensatórios (KC): geralmente são a contrapartida de outra transação, sendo por isso uma conta caixa. Saldo do Balanço em Transações Correntes (TC): (TC) = (BC) + (BS) + (TU) Saldo total do Balanço de Pagamentos (BP): (BP) = (TC) + (KA) Serviço da dívida externa: é a soma de duas transações, amortização e juros.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Além do excesso de importações de mercadorias sobre exportações, há outro maior responsável, que é o balanço de serviços, cujo saldo negativo é causado na maioria das vezes pelo pagamento de juros dos empréstimos obtidos no exterior. Nos anos 1990: o Brasil começou a reduzir os superávits no Balanço Comercial, por causa da política de abertura com o Plano Collor, A partir de 1995: o Balanço Comercial se tornou deficitário, e somado aos saldos negativos dos balanços de serviços, houve grandes entradas líquidas de capitais, em 1995 e 1996. A partir de 1990: o Brasil passa a compensar os déficits em transações correntes com a entrada de capitais, sob a forma de empréstimos, financiamentos e capital de risco.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

O Crédito e o Sistema Financeiro
O Crédito e o Sistema FinanceiroO Crédito e o Sistema Financeiro
O Crédito e o Sistema Financeiro
Yuri Silver
 
Livro de Direito Comercial
Livro de Direito ComercialLivro de Direito Comercial
Livro de Direito Comercial
Tércio De Santana
 
Sistema financeiro ppt 2003
Sistema financeiro ppt 2003Sistema financeiro ppt 2003
Sistema financeiro ppt 2003
José Luís Neves ∴
 
Sfn
SfnSfn
Aula 21 sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
Aula 21  sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)Aula 21  sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
Aula 21 sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
petecoslides
 
Escuela de aprendices FASA
Escuela de aprendices FASAEscuela de aprendices FASA
Escuela de aprendices FASA
ValladolidFerroviario
 
Indicadores
IndicadoresIndicadores
Turma de estagio 09.11.2012
Turma de estagio 09.11.2012Turma de estagio 09.11.2012
Turma de estagio 09.11.2012
Clarissa La Croix
 
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
AiiM Education
 
Libro de los valores
Libro de los valoresLibro de los valores
Libro de los valores
jenn solis
 
Preguntas sobre madrid
Preguntas sobre madridPreguntas sobre madrid
Preguntas sobre madrid
madriles2011
 
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
Plan Teso
 
Sockets in unix
Sockets in unixSockets in unix
Sockets in unix
swtjerin4u
 
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collections
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collectionsBritish Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collections
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collectionsLola32
 
Triglicerídeos
TriglicerídeosTriglicerídeos
Triglicerídeos
Pércia Patricia Mancini
 
Extasis De Santa Teresa de Bernini
Extasis De Santa Teresa de BerniniExtasis De Santa Teresa de Bernini
Extasis De Santa Teresa de Bernini
ies marqués de villena, marcilla
 
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPELTECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
Nelson Izaguirre
 
Derechos del Consumidor en el Perú
Derechos del Consumidor en el PerúDerechos del Consumidor en el Perú
Derechos del Consumidor en el Perú
Tito Buleje
 
Emozioni steca 1
Emozioni steca 1Emozioni steca 1
Emozioni steca 1imartini
 

Destaque (20)

O Crédito e o Sistema Financeiro
O Crédito e o Sistema FinanceiroO Crédito e o Sistema Financeiro
O Crédito e o Sistema Financeiro
 
Livro de Direito Comercial
Livro de Direito ComercialLivro de Direito Comercial
Livro de Direito Comercial
 
Sistema financeiro ppt 2003
Sistema financeiro ppt 2003Sistema financeiro ppt 2003
Sistema financeiro ppt 2003
 
Sfn
SfnSfn
Sfn
 
Aula 21 sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
Aula 21  sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)Aula 21  sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
Aula 21 sistema financeiro e mercado de capitais(economia brasileira)
 
Escuela de aprendices FASA
Escuela de aprendices FASAEscuela de aprendices FASA
Escuela de aprendices FASA
 
Indicadores
IndicadoresIndicadores
Indicadores
 
Turma de estagio 09.11.2012
Turma de estagio 09.11.2012Turma de estagio 09.11.2012
Turma de estagio 09.11.2012
 
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
[Research],[Netcitizen Report 2011]_EN
 
Libro de los valores
Libro de los valoresLibro de los valores
Libro de los valores
 
Preguntas sobre madrid
Preguntas sobre madridPreguntas sobre madrid
Preguntas sobre madrid
 
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
Seres Armónicos - Claudia Yaneth García Pavas
 
Carrière
CarrièreCarrière
Carrière
 
Sockets in unix
Sockets in unixSockets in unix
Sockets in unix
 
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collections
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collectionsBritish Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collections
British Museum: storia, contenitore e contenuto - history and collections
 
Triglicerídeos
TriglicerídeosTriglicerídeos
Triglicerídeos
 
Extasis De Santa Teresa de Bernini
Extasis De Santa Teresa de BerniniExtasis De Santa Teresa de Bernini
Extasis De Santa Teresa de Bernini
 
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPELTECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
TECNOLOGIA EN LA FABRICACION DE PAPEL
 
Derechos del Consumidor en el Perú
Derechos del Consumidor en el PerúDerechos del Consumidor en el Perú
Derechos del Consumidor en el Perú
 
Emozioni steca 1
Emozioni steca 1Emozioni steca 1
Emozioni steca 1
 

Semelhante a Economia Internacional

Economia aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
Economia   aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbioEconomia   aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
Economia aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
Felipe Leo
 
balanço de pagamento (1).pdf
balanço de pagamento (1).pdfbalanço de pagamento (1).pdf
balanço de pagamento (1).pdf
JaquelineMoura42
 
As relações económicas internacionais e as balanças.pptx
As relações económicas internacionais e as balanças.pptxAs relações económicas internacionais e as balanças.pptx
As relações económicas internacionais e as balanças.pptx
Cecília Gomes
 
Setor externo
Setor externoSetor externo
Setor externo
Felipe Leo
 
Contabilidade comercial
Contabilidade comercialContabilidade comercial
Contabilidade comercial
Natália Blenda Antunes
 
aula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
aula de economia dia 03 macroeconomia.pptaula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
aula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
ssuser515772
 
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.pptAula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
MairaLuizaSpanholi
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Claudia Patricia
 
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externoEconomia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
Vinicius Spader
 
Contas
ContasContas
Contas debito credito saldo
Contas debito credito saldoContas debito credito saldo
Contas debito credito saldo
apostilacontabil
 
Contabilidade aula 03 debito credito saldo
Contabilidade aula 03 debito credito saldoContabilidade aula 03 debito credito saldo
Contabilidade aula 03 debito credito saldo
capitulocontabil
 
Cap2 2 3 4out
Cap2 2 3 4outCap2 2 3 4out
Cap2 2 3 4out
Cepade Projectos
 
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributaçãoDemonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
Dejane Silva Santana Andrade
 
Avaliacao de empresas - clase 1
Avaliacao de empresas - clase 1Avaliacao de empresas - clase 1
Avaliacao de empresas - clase 1
Guillermo L. Dumrauf
 
Segundo exercício para engenharia
Segundo exercício para engenhariaSegundo exercício para engenharia
Segundo exercício para engenharia
Jacob Ackles
 
Balanço de Pagamentos .pptx
Balanço de Pagamentos .pptxBalanço de Pagamentos .pptx
Balanço de Pagamentos .pptx
joaoaquino12
 
Cap15 macro
Cap15 macroCap15 macro
Cap15 macro
Roberto Arruda
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Wandick Rocha de Aquino
 
Quesões de economia multidisciplinar 2014
Quesões de economia multidisciplinar 2014Quesões de economia multidisciplinar 2014
Quesões de economia multidisciplinar 2014
Cinara Lopes
 

Semelhante a Economia Internacional (20)

Economia aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
Economia   aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbioEconomia   aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
Economia aula 5 - o balanço de pagamentos e a taxa de câmbio
 
balanço de pagamento (1).pdf
balanço de pagamento (1).pdfbalanço de pagamento (1).pdf
balanço de pagamento (1).pdf
 
As relações económicas internacionais e as balanças.pptx
As relações económicas internacionais e as balanças.pptxAs relações económicas internacionais e as balanças.pptx
As relações económicas internacionais e as balanças.pptx
 
Setor externo
Setor externoSetor externo
Setor externo
 
Contabilidade comercial
Contabilidade comercialContabilidade comercial
Contabilidade comercial
 
aula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
aula de economia dia 03 macroeconomia.pptaula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
aula de economia dia 03 macroeconomia.ppt
 
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.pptAula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
Aula_Macroeconomia_apresentação_slide1.ppt
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
 
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externoEconomia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
Economia Brasileira - Aula 01 - Revisão sobre setor externo
 
Contas
ContasContas
Contas
 
Contas debito credito saldo
Contas debito credito saldoContas debito credito saldo
Contas debito credito saldo
 
Contabilidade aula 03 debito credito saldo
Contabilidade aula 03 debito credito saldoContabilidade aula 03 debito credito saldo
Contabilidade aula 03 debito credito saldo
 
Cap2 2 3 4out
Cap2 2 3 4outCap2 2 3 4out
Cap2 2 3 4out
 
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributaçãoDemonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
Demonstrações obrigatorias de acordo com o tipo de tributação
 
Avaliacao de empresas - clase 1
Avaliacao de empresas - clase 1Avaliacao de empresas - clase 1
Avaliacao de empresas - clase 1
 
Segundo exercício para engenharia
Segundo exercício para engenhariaSegundo exercício para engenharia
Segundo exercício para engenharia
 
Balanço de Pagamentos .pptx
Balanço de Pagamentos .pptxBalanço de Pagamentos .pptx
Balanço de Pagamentos .pptx
 
Cap15 macro
Cap15 macroCap15 macro
Cap15 macro
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
 
Quesões de economia multidisciplinar 2014
Quesões de economia multidisciplinar 2014Quesões de economia multidisciplinar 2014
Quesões de economia multidisciplinar 2014
 

Mais de Yuri Silver

Renda 11
Renda 11Renda 11
Renda 11
Yuri Silver
 
Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010
Yuri Silver
 
Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929
Yuri Silver
 
Economia internacional
Economia internacionalEconomia internacional
Economia internacional
Yuri Silver
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
Yuri Silver
 
Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15
Yuri Silver
 
2 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 20102 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 2010
Yuri Silver
 
1 guerra 2010 2
1 guerra 2010 21 guerra 2010 2
1 guerra 2010 2
Yuri Silver
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
Yuri Silver
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
Yuri Silver
 
Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4
Yuri Silver
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
Yuri Silver
 
Apres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-teApres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-te
Yuri Silver
 
Te 2011 31
Te 2011 31Te 2011 31
Te 2011 31
Yuri Silver
 
Direito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídicoDireito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídico
Yuri Silver
 
As fontes do direito
As fontes do direitoAs fontes do direito
As fontes do direito
Yuri Silver
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria Econômica
Yuri Silver
 
Evolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria MicroeconômicaEvolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria Microeconômica
Yuri Silver
 
Teoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da DemandaTeoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da Demanda
Yuri Silver
 
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de AtividadeDeterminação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Yuri Silver
 

Mais de Yuri Silver (20)

Renda 11
Renda 11Renda 11
Renda 11
 
Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010
 
Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929
 
Economia internacional
Economia internacionalEconomia internacional
Economia internacional
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
 
Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15
 
2 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 20102 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 2010
 
1 guerra 2010 2
1 guerra 2010 21 guerra 2010 2
1 guerra 2010 2
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
 
Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
 
Apres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-teApres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-te
 
Te 2011 31
Te 2011 31Te 2011 31
Te 2011 31
 
Direito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídicoDireito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídico
 
As fontes do direito
As fontes do direitoAs fontes do direito
As fontes do direito
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria Econômica
 
Evolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria MicroeconômicaEvolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria Microeconômica
 
Teoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da DemandaTeoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da Demanda
 
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de AtividadeDeterminação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
 

Economia Internacional

  • 1. César Roberto Leite da Silva Sinclayr Luiz 19º Edição | 2010 | Economia e mercados: Introdução à economia
  • 2. Capítulo 11 Economia Internacional
  • 3. 1. TEORIA DAS VANTAGENS COMPARATIVAS Teoria das vantagens comparativas: segundo ela os países devem se especializar na produção dos bens em que possuem vantagens comparativas para trocá-los por bens produzidos nas mesmas condições em outros países, elevando o nível de bem-estar dos países envolvidos no comércio. Ela foi elaborada por Adam Smith e aperfeiçoada por David Ricardo, no século XIX. Comércio internacional ou economia internacional: ramo que estuda as relações comerciais entre as nações. Teoria da “deterioração das relações de troca”entre países da periferia: com o tempo, o valor dos produtos agrícolas decaem, diferente dos preços dos manufaturados, das máquinas e equipamentos.
  • 4. 2. BALANÇO DE PAGAMENTO (BP) Balanço de pagamento: é o registro contábil das transações de um país com outros países num determinado período de tempo. Divisa: denominação da moeda estrangeira nesse tipo de análise. Sistema de partidas dobradas: nele cada lançamento a débito corresponde a um lançado a crédito e vice-versa. Contas operacionais: são as contas que identificam a transação que deu origem à entrada ou saída de divisas. Contas de caixa: são as contas que registram a contrapartida dos lançamentos das contas operacionais.
  • 5. Balanço Comercial (BC): registra as importações, lançadas a débito, e as exportações, lançadas a crédito. Balanço de Serviços (BS): registra as despesas e receitas decorrentes do pagamento e recebimento de fretes, juros, prêmios de companhias de seguros, etc. Transferências Unilaterais (TU): registra transações nas quais não há contrapartida, como as remessas de divisas feitas por imigrantes às suas famílias no exterior. Balanço em Transações Correntes (Te): é formado pelas contas balanço comercial, balanço de serviços e transferências unilaterais, registrando as transações realizadas com bens e serviços.
  • 6. Movimento de Capitais Autônomos (KA): ocorre quando a transação realizada implica diretamente uma saída ou entrada de capitais. Movimento de Capitais Compensatórios (KC): geralmente são a contrapartida de outra transação, sendo por isso uma conta caixa. Saldo do Balanço em Transações Correntes (TC): (TC) = (BC) + (BS) + (TU) Saldo total do Balanço de Pagamentos (BP): (BP) = (TC) + (KA) Serviço da dívida externa: é a soma de duas transações, amortização e juros.
  • 7.
  • 8. Além do excesso de importações de mercadorias sobre exportações, há outro maior responsável, que é o balanço de serviços, cujo saldo negativo é causado na maioria das vezes pelo pagamento de juros dos empréstimos obtidos no exterior. Nos anos 1990: o Brasil começou a reduzir os superávits no Balanço Comercial, por causa da política de abertura com o Plano Collor, A partir de 1995: o Balanço Comercial se tornou deficitário, e somado aos saldos negativos dos balanços de serviços, houve grandes entradas líquidas de capitais, em 1995 e 1996. A partir de 1990: o Brasil passa a compensar os déficits em transações correntes com a entrada de capitais, sob a forma de empréstimos, financiamentos e capital de risco.