SlideShare uma empresa Scribd logo
TEORIA ECONÔMICA 1. Conceito de Economia 2. Escassez  e problemas econômicos Necessidades humanas infinitas ou ilimitadas Fatores de produção finito ou limitado Alternativas de escolha decorrente da escassez de recursos O que e quanto produzir ? Como produzir ? Para quem produzir?
TEORIA ECONÔMICA 3.  Organização econômica – Sistemas econômicos Formas de organização econômica Economia de mercado Economia planificada 3.1  Funcionamento de uma economia de mercado Sistema de concorrência  pura Sistema de economia mista
TEORIA ECONÔMICA 3.1.1 Sistema de concorrência pura Mecanismo de preços promove o equilíbrio  nos vários mercados: excesso de oferta (escassez ou demanda ) excesso de demanda  (escassez de oferta) ) Problemas econômicos são resolvidos da seguinte forma: O que e quanto produzir  : os produtores decidirão de acordo com o preço, aquele que tiver maior rentabilidade, a produção aumentará; como produzir :  escolha da tecnologia e recursos adequados , a partir da comparação  com preços de tecnologia e recursos alternativos para quem produzir : questão distributiva, ou seja , quem ou quais setores serão pelos resultados da atividade produtiva.
TEORIA ECONÔMICA A atuação do governo objetiva eliminar distorções alocativas e distributivas  e de promover a melhoria do padrão de vida da comunidade, das seguintes formas: atuação sobre formação de preços: complemento da iniciativa privada,principalmente  de investimentos  em infraestrutura básica; fornecimento de serviços públicos: iluminação, água, saneamento básico etc: fornecimento de bens públicos: educação, justiça e segurança; Compra de bens e serviços do setor privado. 3.1.2  Sistema de mercado misto:o papel econômico do governo
TEORIA ECONÔMICA 3.2  Atuação de uma economia centralizada ou planificada A forma de resolver os problemas econômicos é decidida por uma Agência ou Órgão Central de Planejamento; A propriedade dos meios de produção é do Estado. Características de uma economia centralizada: papel dos preços no processo produtivo : representam apenas recursos contábeis que controlam o controle da eficiência  das empresas; papel dos preços na distribuição do produto; os preços dos bens de consumo são determinados pelo governo; repartição do lucro: uma parte vai para o governo. Outra é usada para investimentos na empresa, de acordo com as metas estabelecidas pelo governo . A terceira é dividida entre os administradores , os trabalhadores, como prêmio pela eficiência.
TEORIA ECONÔMICA 4. Divisão do Estudo Econômico As áreas da economia podem ser classificadas da seguinte forma: Microeconomia ou Teoria  microeconômica estuda : o comportamento das unidades econômicas básicas:  consumidores  e produtores e o mercado no qual  interagem ;  processo de  determinação dos preços e quantidades em mercados específicos; análise de oferta e demanda.
TEORIA ECONÔMICA Macroeconomia ou Teoria macroeconômica estuda: comportamento dos grandes agregados, PIB, consumo nacional, investimento agregado, exportação, nível geral dos preços, com objetivo de delinear uma política econômica; enfoque conjuntural resolução questões como inflação e desemprego, a curto prazo; questões estruturais a longo prazo, modelos de desenvolvimento de elevação de padrão de vida da coletividade.
TEORIA ECONÔMICA 5. Retrospectiva da teoria econômica Início da teoria econômica sistematizada , deu-se no ano de 1776  com a publicação da obra de Adam Smith, A riqueza das nações Trabalho de Xenafonte  (440 – 335 a.c)  que criou o  termo economia  (oikos noms) na  Grécia  antiga, escritos de Platão e Aristóteles ; Séc. XVI primeiro conjunto de idéias  sistematizadas sobre comportamento econômico: o mercantilismo Séc. XVIII surge escola de pensamento francesa , que desenvolve a Fisiocracia, dividiu a sociedade em classes sociais, criam o termo “laisser-faire”, que posteriormente se converteria no símbolo das idéias liberais ;
TEORIA ECONÔMICA O período clássico  teve contribuições de economistas notáveis, Thomas Robert Malthus, Jean Baptiste, Frederic  Bastrat e Jones Mell: Teoria neoclásssica  1870 e 1910 – obra de maior repercusão Princípios  de Economia  de Alfred Marshall, denominada teoria marginalista; Teoria marxiana Descende da economia clássica , em particular da obra de Karl Marx.  O Capital publicado em 1936; Teoria Keynesiana Iniciou com a publicação de A  Teoria Geral de emprego, do juro e da moeda , de John Maynard Keynes em 1936, considerado o pai da macroeconomia.
TEORIA ECONÔMICA Abordagens alternativas Os marxistas desenvolveu teoria de valor,  trabalho e analisa  apropriação do excedente produtivo , pode explicar o processo  e a evolução das relações entre as classes sociais. Institucionalistas Tem como expoentes  Thonestein  Veblen e John Keneth Galbraith fazem crítica a teoria econômica por não incorporar as instituições sociais. Outras escolas e abordagens  Composto de grupo de acadêmicos , incluem a escola austríaca, a escola de Chicago, escola de Freiburg, escola de Lausanne e a escola de Estocolmo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Economia 2 adm_a01
Economia 2 adm_a01Economia 2 adm_a01
Economia 2 adm_a01
Angelo Yasui
 
Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.
Douglas Gregorio
 
Aula 2 conceitos básicos de economia
Aula 2   conceitos básicos de economiaAula 2   conceitos básicos de economia
Aula 2 conceitos básicos de economia
Maximiliano Barroso Bonfá
 
Microeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomiaMicroeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomia
destakcursos
 
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicosIntrodução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
João Cláudio Arroyo
 
Apostila Microeconomia
Apostila MicroeconomiaApostila Microeconomia
Apostila Microeconomia
adm2011jba
 
Sistemas Econômicos
Sistemas EconômicosSistemas Econômicos
Sistemas Econômicos
Victor Mendes
 
Microeconomia conceitos texto [1]
Microeconomia conceitos   texto [1]Microeconomia conceitos   texto [1]
Microeconomia conceitos texto [1]
adm2011jba
 
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
Celaine Gomes
 
Economia Alfacastelo - Moisés Bagagi
Economia Alfacastelo - Moisés BagagiEconomia Alfacastelo - Moisés Bagagi
Economia Alfacastelo - Moisés Bagagi
Moises Bagagi
 
Economia 5
Economia 5Economia 5
Economia 5
Jairo Magave
 
Sistemas político econômicos
Sistemas político econômicosSistemas político econômicos
Sistemas político econômicos
flaviocosac
 
Unid 1
Unid 1Unid 1
Apostila de economia_i
Apostila de economia_iApostila de economia_i
Apostila de economia_i
Paulo Vasconcelos
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
Luciano Pires
 
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Erick Cotta
 
03 - Economia e Direito
03 - Economia e Direito03 - Economia e Direito
03 - Economia e Direito
Ricardo Barbosa
 
Direito Econômico - Parte 1 - Revisão
Direito Econômico - Parte 1 - RevisãoDireito Econômico - Parte 1 - Revisão
Direito Econômico - Parte 1 - Revisão
Pitágoras
 

Mais procurados (18)

Economia 2 adm_a01
Economia 2 adm_a01Economia 2 adm_a01
Economia 2 adm_a01
 
Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.
 
Aula 2 conceitos básicos de economia
Aula 2   conceitos básicos de economiaAula 2   conceitos básicos de economia
Aula 2 conceitos básicos de economia
 
Microeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomiaMicroeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomia
 
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicosIntrodução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
 
Apostila Microeconomia
Apostila MicroeconomiaApostila Microeconomia
Apostila Microeconomia
 
Sistemas Econômicos
Sistemas EconômicosSistemas Econômicos
Sistemas Econômicos
 
Microeconomia conceitos texto [1]
Microeconomia conceitos   texto [1]Microeconomia conceitos   texto [1]
Microeconomia conceitos texto [1]
 
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
68 98 damacroclassicaa-keynesiana.apostila
 
Economia Alfacastelo - Moisés Bagagi
Economia Alfacastelo - Moisés BagagiEconomia Alfacastelo - Moisés Bagagi
Economia Alfacastelo - Moisés Bagagi
 
Economia 5
Economia 5Economia 5
Economia 5
 
Sistemas político econômicos
Sistemas político econômicosSistemas político econômicos
Sistemas político econômicos
 
Unid 1
Unid 1Unid 1
Unid 1
 
Apostila de economia_i
Apostila de economia_iApostila de economia_i
Apostila de economia_i
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
 
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 1 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
 
03 - Economia e Direito
03 - Economia e Direito03 - Economia e Direito
03 - Economia e Direito
 
Direito Econômico - Parte 1 - Revisão
Direito Econômico - Parte 1 - RevisãoDireito Econômico - Parte 1 - Revisão
Direito Econômico - Parte 1 - Revisão
 

Semelhante a Te 2011 31

Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Alexandre Dos Santos
 
Ec 2 adm_a01
Ec 2 adm_a01Ec 2 adm_a01
Ec 2 adm_a01
Angelo Yasui
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
CarladeOliveira25
 
Keynes e a Nova Economia
Keynes e a Nova EconomiaKeynes e a Nova Economia
Keynes e a Nova Economia
Gabriel Resende
 
economia.ppt
economia.ppteconomia.ppt
economia.ppt
DinaelMarcosMarques1
 
Micro economia módulo 1
Micro economia módulo 1Micro economia módulo 1
Micro economia módulo 1
Luis Cunha
 
Fundamentos de econômia
Fundamentos de econômiaFundamentos de econômia
Fundamentos de econômia
Dayane Dias
 
TEORIA MACROECONÔMICA.pdf
TEORIA MACROECONÔMICA.pdfTEORIA MACROECONÔMICA.pdf
TEORIA MACROECONÔMICA.pdf
tiagoRocha693580
 
Apostila economia i
Apostila economia iApostila economia i
Apostila economia i
Claudia Sá de Moura
 
A Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento EconômicoA Evolução do Pensamento Econômico
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
camaradeManoelVitori
 
Gestão e economia
Gestão e economiaGestão e economia
Gestão e economia
cattonia
 
Economia 2011 unid1_adg096
Economia 2011 unid1_adg096Economia 2011 unid1_adg096
Economia 2011 unid1_adg096
Bynho Strike
 
Eleg fct uniz
Eleg   fct unizEleg   fct uniz
Eleg fct uniz
deocleciana
 
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
Valdir Conceição
 
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
Universidade Pedagogica
 
Ecomomia micro e macro parte i
Ecomomia micro e macro   parte iEcomomia micro e macro   parte i
Ecomomia micro e macro parte i
Lucila Soares
 
IE aula 1
IE aula 1IE aula 1
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.pptTransparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
Leticia81536
 
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.pptTransparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
drifrutal
 

Semelhante a Te 2011 31 (20)

Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]
 
Ec 2 adm_a01
Ec 2 adm_a01Ec 2 adm_a01
Ec 2 adm_a01
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
 
Keynes e a Nova Economia
Keynes e a Nova EconomiaKeynes e a Nova Economia
Keynes e a Nova Economia
 
economia.ppt
economia.ppteconomia.ppt
economia.ppt
 
Micro economia módulo 1
Micro economia módulo 1Micro economia módulo 1
Micro economia módulo 1
 
Fundamentos de econômia
Fundamentos de econômiaFundamentos de econômia
Fundamentos de econômia
 
TEORIA MACROECONÔMICA.pdf
TEORIA MACROECONÔMICA.pdfTEORIA MACROECONÔMICA.pdf
TEORIA MACROECONÔMICA.pdf
 
Apostila economia i
Apostila economia iApostila economia i
Apostila economia i
 
A Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento EconômicoA Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento Econômico
 
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
 
Gestão e economia
Gestão e economiaGestão e economia
Gestão e economia
 
Economia 2011 unid1_adg096
Economia 2011 unid1_adg096Economia 2011 unid1_adg096
Economia 2011 unid1_adg096
 
Eleg fct uniz
Eleg   fct unizEleg   fct uniz
Eleg fct uniz
 
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
 
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
O conflito dos objectivos finais da macroeconomia e suas implicações na gestã...
 
Ecomomia micro e macro parte i
Ecomomia micro e macro   parte iEcomomia micro e macro   parte i
Ecomomia micro e macro parte i
 
IE aula 1
IE aula 1IE aula 1
IE aula 1
 
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.pptTransparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
Transparências_-_ECONOMIA_Micro_e_Macro_-_Parte_I.ppt
 
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.pptTransparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
Transparências---ECONOMIA-Micro-e-Macro---Parte-I-modificado.ppt
 

Mais de Yuri Silver

Renda 11
Renda 11Renda 11
Renda 11
Yuri Silver
 
Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010
Yuri Silver
 
Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929
Yuri Silver
 
Economia internacional
Economia internacionalEconomia internacional
Economia internacional
Yuri Silver
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
Yuri Silver
 
Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15
Yuri Silver
 
2 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 20102 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 2010
Yuri Silver
 
1 guerra 2010 2
1 guerra 2010 21 guerra 2010 2
1 guerra 2010 2
Yuri Silver
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
Yuri Silver
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
Yuri Silver
 
Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4
Yuri Silver
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
Yuri Silver
 
Apres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-teApres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-te
Yuri Silver
 
Direito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídicoDireito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídico
Yuri Silver
 
As fontes do direito
As fontes do direitoAs fontes do direito
As fontes do direito
Yuri Silver
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria Econômica
Yuri Silver
 
Evolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria MicroeconômicaEvolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria Microeconômica
Yuri Silver
 
Teoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da DemandaTeoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da Demanda
Yuri Silver
 
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de AtividadeDeterminação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Yuri Silver
 
O Setor Público
O Setor PúblicoO Setor Público
O Setor Público
Yuri Silver
 

Mais de Yuri Silver (20)

Renda 11
Renda 11Renda 11
Renda 11
 
Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010Heg rev. russa -2010
Heg rev. russa -2010
 
Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929Grande depressao de 1929
Grande depressao de 1929
 
Economia internacional
Economia internacionalEconomia internacional
Economia internacional
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
 
Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15Crescimento econ. 15
Crescimento econ. 15
 
2 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 20102 guerra mundial 2010
2 guerra mundial 2010
 
1 guerra 2010 2
1 guerra 2010 21 guerra 2010 2
1 guerra 2010 2
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
 
Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4Economia apres. 2010 10-4
Economia apres. 2010 10-4
 
Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2Desenvolvimento e pobreza 2
Desenvolvimento e pobreza 2
 
Apres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-teApres. curva possib. mar 2010-te
Apres. curva possib. mar 2010-te
 
Direito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídicoDireito natural e positivismo jurídico
Direito natural e positivismo jurídico
 
As fontes do direito
As fontes do direitoAs fontes do direito
As fontes do direito
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria Econômica
 
Evolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria MicroeconômicaEvolução da Teoria Microeconômica
Evolução da Teoria Microeconômica
 
Teoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da DemandaTeoria Elementar da Demanda
Teoria Elementar da Demanda
 
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de AtividadeDeterminação da Renda e do Nível de Atividade
Determinação da Renda e do Nível de Atividade
 
O Setor Público
O Setor PúblicoO Setor Público
O Setor Público
 

Te 2011 31

  • 1. TEORIA ECONÔMICA 1. Conceito de Economia 2. Escassez e problemas econômicos Necessidades humanas infinitas ou ilimitadas Fatores de produção finito ou limitado Alternativas de escolha decorrente da escassez de recursos O que e quanto produzir ? Como produzir ? Para quem produzir?
  • 2. TEORIA ECONÔMICA 3. Organização econômica – Sistemas econômicos Formas de organização econômica Economia de mercado Economia planificada 3.1 Funcionamento de uma economia de mercado Sistema de concorrência pura Sistema de economia mista
  • 3. TEORIA ECONÔMICA 3.1.1 Sistema de concorrência pura Mecanismo de preços promove o equilíbrio nos vários mercados: excesso de oferta (escassez ou demanda ) excesso de demanda (escassez de oferta) ) Problemas econômicos são resolvidos da seguinte forma: O que e quanto produzir : os produtores decidirão de acordo com o preço, aquele que tiver maior rentabilidade, a produção aumentará; como produzir : escolha da tecnologia e recursos adequados , a partir da comparação com preços de tecnologia e recursos alternativos para quem produzir : questão distributiva, ou seja , quem ou quais setores serão pelos resultados da atividade produtiva.
  • 4. TEORIA ECONÔMICA A atuação do governo objetiva eliminar distorções alocativas e distributivas e de promover a melhoria do padrão de vida da comunidade, das seguintes formas: atuação sobre formação de preços: complemento da iniciativa privada,principalmente de investimentos em infraestrutura básica; fornecimento de serviços públicos: iluminação, água, saneamento básico etc: fornecimento de bens públicos: educação, justiça e segurança; Compra de bens e serviços do setor privado. 3.1.2 Sistema de mercado misto:o papel econômico do governo
  • 5. TEORIA ECONÔMICA 3.2 Atuação de uma economia centralizada ou planificada A forma de resolver os problemas econômicos é decidida por uma Agência ou Órgão Central de Planejamento; A propriedade dos meios de produção é do Estado. Características de uma economia centralizada: papel dos preços no processo produtivo : representam apenas recursos contábeis que controlam o controle da eficiência das empresas; papel dos preços na distribuição do produto; os preços dos bens de consumo são determinados pelo governo; repartição do lucro: uma parte vai para o governo. Outra é usada para investimentos na empresa, de acordo com as metas estabelecidas pelo governo . A terceira é dividida entre os administradores , os trabalhadores, como prêmio pela eficiência.
  • 6. TEORIA ECONÔMICA 4. Divisão do Estudo Econômico As áreas da economia podem ser classificadas da seguinte forma: Microeconomia ou Teoria microeconômica estuda : o comportamento das unidades econômicas básicas: consumidores e produtores e o mercado no qual interagem ; processo de determinação dos preços e quantidades em mercados específicos; análise de oferta e demanda.
  • 7. TEORIA ECONÔMICA Macroeconomia ou Teoria macroeconômica estuda: comportamento dos grandes agregados, PIB, consumo nacional, investimento agregado, exportação, nível geral dos preços, com objetivo de delinear uma política econômica; enfoque conjuntural resolução questões como inflação e desemprego, a curto prazo; questões estruturais a longo prazo, modelos de desenvolvimento de elevação de padrão de vida da coletividade.
  • 8. TEORIA ECONÔMICA 5. Retrospectiva da teoria econômica Início da teoria econômica sistematizada , deu-se no ano de 1776 com a publicação da obra de Adam Smith, A riqueza das nações Trabalho de Xenafonte (440 – 335 a.c) que criou o termo economia (oikos noms) na Grécia antiga, escritos de Platão e Aristóteles ; Séc. XVI primeiro conjunto de idéias sistematizadas sobre comportamento econômico: o mercantilismo Séc. XVIII surge escola de pensamento francesa , que desenvolve a Fisiocracia, dividiu a sociedade em classes sociais, criam o termo “laisser-faire”, que posteriormente se converteria no símbolo das idéias liberais ;
  • 9. TEORIA ECONÔMICA O período clássico teve contribuições de economistas notáveis, Thomas Robert Malthus, Jean Baptiste, Frederic Bastrat e Jones Mell: Teoria neoclásssica 1870 e 1910 – obra de maior repercusão Princípios de Economia de Alfred Marshall, denominada teoria marginalista; Teoria marxiana Descende da economia clássica , em particular da obra de Karl Marx. O Capital publicado em 1936; Teoria Keynesiana Iniciou com a publicação de A Teoria Geral de emprego, do juro e da moeda , de John Maynard Keynes em 1936, considerado o pai da macroeconomia.
  • 10. TEORIA ECONÔMICA Abordagens alternativas Os marxistas desenvolveu teoria de valor, trabalho e analisa apropriação do excedente produtivo , pode explicar o processo e a evolução das relações entre as classes sociais. Institucionalistas Tem como expoentes Thonestein Veblen e John Keneth Galbraith fazem crítica a teoria econômica por não incorporar as instituições sociais. Outras escolas e abordagens Composto de grupo de acadêmicos , incluem a escola austríaca, a escola de Chicago, escola de Freiburg, escola de Lausanne e a escola de Estocolmo.

Notas do Editor

  1. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  2. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  3. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  4. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  5. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  6. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  7. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  8. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  9. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  10. Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.