SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Economia Criativa Digital e
Startups
Armindo Ferreira
Economia Criativa Digital
• Economia criativa segundo o autor inglês John
Howkins no livro “The Creative Economy”, publicado
em 2001, são atividades na quais resultam em
indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando
seu valor econômico. Pode ser definida como
processos que envolvam criação, produção e
distribuição de produtos e serviços, usando o
conhecimento, a criatividade e o capital intelectual
como principais recursos produtivos.
• A Economia Criativa digital é a que se dá no ambiente
da internet.
Vídeos para Internet
Funk de Ostentação
Kadu Films
Vendas pela internet
Ninui
Blogs e sites de conteúdo
Publicidade
Benefícios da Economia Criativa Digital
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Características e potencialidades da economia criativa
Produção não poluente.
Inovação tecnológica.
Fortemente vinculada às características regionais e locais.
Gera emprego e renda.
Gera tributos – impostos, taxas e contribuições.
Estimula novas qualificações profissionais.
Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos.
Promove a inclusão social e o reforço da cidadania.
Promove a diversidade e o respeito.
(fonte Sebrae)
Benefícios da Economia Criativa Digital
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Características e potencialidades da economia criativa
Produção não poluente.
Inovação tecnológica.
Fortemente vinculada às características regionais e locais.
Gera emprego e renda.
Gera tributos – impostos, taxas e contribuições.
Estimula novas qualificações profissionais.
Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos.
Promove a inclusão social e o reforço da cidadania.
Promove a diversidade e o respeito.
(fonte Sebrae)
Semana do Empreendedor

Startups
O que são Startups
• Empresas com até 3 anos de constituição, que desenvolvam produtos
ou serviços inovadores, utilizando ferramentas de software e serviços
de TI como parte da solução proposta.
(fonte: Programa Startups do Governo Federal)
O que são Startups

•

•

Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de
constituição, que conta com projetos promissores, ligados à
pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras. Por ser jovem e
estar implantando uma ideia no mercado, outra característica das startups é
possuir risco envolvido no negócio. Mas, apesar disso, são empreendimentos com
baixos custos iniciais e são altamente escaláveis, ou seja, possuem uma
expectativa de crescimento muito grande quando dão certo. Algumas empresas já
solidificadas no mercado e líderes em seus segmentos, como o Google, a Yahoo e
o Ebay, também são consideradas startups.
Essas empresas, normalmente de base tecnológica, possuem espírito
empreendedor e uma constante busca por um modelo de negócio inovador. Este
modelo de negócios é a maneira como a startup gera valor – ou seja, como
transforma seu trabalho em dinheiro. Um exemplo é o modelo de negócios do
Google que se baseia em cobrar por cada click nos anúncios mostrados nos
resultados de busca.
Fonte: Wikipedia
Transformando uma ideia numa startup
• Faça um desenho do modelo de negócios
• Entenda do tamanho de mercado e quais vão ser os indicadores de
sucesso
• Veja se a empresa é escalável
• Tente ter um protótipo ou amostra utilizável
Exemplos de empresas startups
•
•
•
•

Criação de aplicativos para celulares
Criação de softwares para necessidades específicas
Criação de máquinas e equipamentos inovadores
Ideias que revolucionam um determinado segmento por
sua inovação
Exemplos
Buscando investimento: Investidor-anjo
•

O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor
ou Business Angel, apresentando as seguintes características:
1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com recursos e
trabalho próprios; não de terceiros*).
2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder apoiá-las.
3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio.
4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu
conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O que é
conhecido como smart-money.
Anjos do Brasil
Buscando investimento: Investidor-anjo
•

O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel
Investor ou Business Angel, apresentando as seguintes características:
1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com
recursos e trabalho próprios; não de terceiros*).
2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder
apoiá-las.
3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio.
4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu
conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O
que é conhecido como smart-money.
Anjos do Brasil
Semana do Empreendedor

OBRIGADO!
ARMINDO@CRUZEFERREIRA.COM.BR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (8)

Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Empreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no BrasilEmpreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no Brasil
 
Trabalho e o emprego
Trabalho e o empregoTrabalho e o emprego
Trabalho e o emprego
 
Modelos de negócios para a economia criativa
Modelos de negócios para a economia criativa Modelos de negócios para a economia criativa
Modelos de negócios para a economia criativa
 
Ac 308 2 s 2011
Ac 308  2 s 2011Ac 308  2 s 2011
Ac 308 2 s 2011
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Economia criativa - Garon Piceli
Economia criativa - Garon PiceliEconomia criativa - Garon Piceli
Economia criativa - Garon Piceli
 
Empreendedorismo slides
Empreendedorismo   slidesEmpreendedorismo   slides
Empreendedorismo slides
 

Destaque

Coletivos Criativos e Economia Criativa
Coletivos Criativos e Economia CriativaColetivos Criativos e Economia Criativa
Coletivos Criativos e Economia CriativaAgência ebrand
 
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro Lala Deheinzelin
 
Economia Criativa e Colaborativa: Oportunidades para gestão inovadora de ter...
Economia Criativa e Colaborativa:  Oportunidades para gestão inovadora de ter...Economia Criativa e Colaborativa:  Oportunidades para gestão inovadora de ter...
Economia Criativa e Colaborativa: Oportunidades para gestão inovadora de ter...Lala Deheinzelin
 
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?Vereda Criativa
 
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)Startupi
 
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na cultura
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na culturaTecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na cultura
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na culturaGabriela Agustini
 
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1Francisco Gómez Castro
 
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e Turismo
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e TurismoEconomia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e Turismo
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e TurismoMariana Lima
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativaDiane Sire
 
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4D
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4DFerramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4D
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4DLala Deheinzelin
 

Destaque (17)

A cadeia produtiva de Música em Goiás
A cadeia produtiva de Música em Goiás A cadeia produtiva de Música em Goiás
A cadeia produtiva de Música em Goiás
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
 
Coletivos Criativos e Economia Criativa
Coletivos Criativos e Economia CriativaColetivos Criativos e Economia Criativa
Coletivos Criativos e Economia Criativa
 
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro
Economia Criativa, Intangíveis e Oportunidades de Futuro
 
Economia Criativa e Colaborativa: Oportunidades para gestão inovadora de ter...
Economia Criativa e Colaborativa:  Oportunidades para gestão inovadora de ter...Economia Criativa e Colaborativa:  Oportunidades para gestão inovadora de ter...
Economia Criativa e Colaborativa: Oportunidades para gestão inovadora de ter...
 
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?
Aula Inaugural Design - UCS 2015: Economia Criativa WTF?
 
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)
Plano 2011-2014 da Secretaria da Economia Criativa (Ministérioda Cultura)
 
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na cultura
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na culturaTecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na cultura
Tecnologia e economia criativa: conectividade e inovação na cultura
 
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1
"Economia criativa + matriz 4d". Francisco Gómez Castro. Design Thinking. 2015.1
 
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e Turismo
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e TurismoEconomia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e Turismo
Economia Criativa: Cultura, Desenvolvimento e Turismo
 
O que é economia criativa
O que é economia criativaO que é economia criativa
O que é economia criativa
 
Economia criativa, O que é?
Economia criativa, O que é?Economia criativa, O que é?
Economia criativa, O que é?
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
 
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4D
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4DFerramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4D
Ferramentas para Economia Criativa e Colaborativa Matriz 4D
 
Economia Criativa
Economia CriativaEconomia Criativa
Economia Criativa
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
 
Clipping
ClippingClipping
Clipping
 

Semelhante a Economia criativa digital e startups

STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio emoprendendo
STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio  emoprendendoSTARTUP 3º PRAT EMP emcomercio  emoprendendo
STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio emoprendendoHenriqueLuciano2
 
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições AbertasStartup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições AbertasStartup Farm
 
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013Cultura e Mercado
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à InovaçãoBRAIN Brasil Inovação
 
Fontes de Financimento 3 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 3 - Minom PinhoFontes de Financimento 3 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 3 - Minom PinhoCultura e Mercado
 
The seven forces disrupting venture capital
The seven forces disrupting venture capitalThe seven forces disrupting venture capital
The seven forces disrupting venture capitalMateus Cozer
 
E book - investimento-anjo - angels club
E book - investimento-anjo - angels clubE book - investimento-anjo - angels club
E book - investimento-anjo - angels clubGeraldo Coutinho Jr.
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovaçãogmktipam
 
Como Obter Financiamento para sua Startup
Como Obter Financiamento para sua StartupComo Obter Financiamento para sua Startup
Como Obter Financiamento para sua StartupLaboratorium
 
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...Cultura e Mercado
 
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015Rodrigo Hisgail de Almeida Nogueira
 

Semelhante a Economia criativa digital e startups (20)

STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio emoprendendo
STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio  emoprendendoSTARTUP 3º PRAT EMP emcomercio  emoprendendo
STARTUP 3º PRAT EMP emcomercio emoprendendo
 
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições AbertasStartup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
 
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013
Aula 3- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013
 
Startup Farm Florianópolis
Startup Farm FlorianópolisStartup Farm Florianópolis
Startup Farm Florianópolis
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
 
Fontes de Financimento 3 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 3 - Minom PinhoFontes de Financimento 3 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 3 - Minom Pinho
 
The seven forces disrupting venture capital
The seven forces disrupting venture capitalThe seven forces disrupting venture capital
The seven forces disrupting venture capital
 
[E-book] Como transformar ideias em resultados
[E-book] Como transformar ideias em resultados[E-book] Como transformar ideias em resultados
[E-book] Como transformar ideias em resultados
 
Empr2
Empr2Empr2
Empr2
 
Lean startup
Lean startupLean startup
Lean startup
 
E book - investimento-anjo - angels club
E book - investimento-anjo - angels clubE book - investimento-anjo - angels club
E book - investimento-anjo - angels club
 
Corporate Venture
Corporate VentureCorporate Venture
Corporate Venture
 
Inovação Aberta
Inovação AbertaInovação Aberta
Inovação Aberta
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 
Como Obter Financiamento para sua Startup
Como Obter Financiamento para sua StartupComo Obter Financiamento para sua Startup
Como Obter Financiamento para sua Startup
 
Open innovation
Open innovationOpen innovation
Open innovation
 
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...
AULA 3 Agosto 2014| Investimento-Anjo e Private Equity | Minom Pinho | Aprese...
 
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentesInovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
 
Empreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no BrasilEmpreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no Brasil
 
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
 

Mais de armindo ferreira

Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...
Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...
Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...armindo ferreira
 
Rede e Aceleradora de blogs Postei
Rede e Aceleradora de blogs PosteiRede e Aceleradora de blogs Postei
Rede e Aceleradora de blogs Posteiarmindo ferreira
 
Cybercultura e cibridismo - aula pos graduação
Cybercultura e cibridismo  - aula pos graduaçãoCybercultura e cibridismo  - aula pos graduação
Cybercultura e cibridismo - aula pos graduaçãoarmindo ferreira
 
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...armindo ferreira
 
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...armindo ferreira
 
Estamos preparados para o super aluno
Estamos preparados para o super alunoEstamos preparados para o super aluno
Estamos preparados para o super alunoarmindo ferreira
 
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)armindo ferreira
 
Mídia-kit SMSP Social Media São Paulo
Mídia-kit SMSP Social Media São PauloMídia-kit SMSP Social Media São Paulo
Mídia-kit SMSP Social Media São Pauloarmindo ferreira
 
Palestra empreendedorismo digital
Palestra empreendedorismo digitalPalestra empreendedorismo digital
Palestra empreendedorismo digitalarmindo ferreira
 
Palestra unitau 2011 secom
Palestra unitau 2011 secomPalestra unitau 2011 secom
Palestra unitau 2011 secomarmindo ferreira
 
Rodrigo capella smvp_2010[1]
Rodrigo capella smvp_2010[1]Rodrigo capella smvp_2010[1]
Rodrigo capella smvp_2010[1]armindo ferreira
 
Oficina de blog armindo ferreira
Oficina de blog   armindo ferreiraOficina de blog   armindo ferreira
Oficina de blog armindo ferreiraarmindo ferreira
 

Mais de armindo ferreira (18)

Inovar para sobreviver
Inovar para sobreviverInovar para sobreviver
Inovar para sobreviver
 
Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...
Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...
Publicidade Nativa (native marketing) e seu impacto para produtores de conteú...
 
Midia kit Blog do Armindo
Midia kit Blog do ArmindoMidia kit Blog do Armindo
Midia kit Blog do Armindo
 
Rede e Aceleradora de blogs Postei
Rede e Aceleradora de blogs PosteiRede e Aceleradora de blogs Postei
Rede e Aceleradora de blogs Postei
 
Cybercultura e cibridismo - aula pos graduação
Cybercultura e cibridismo  - aula pos graduaçãoCybercultura e cibridismo  - aula pos graduação
Cybercultura e cibridismo - aula pos graduação
 
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...
Como pequenos e micro empresários vão ter seus negócios impactados pelo novo ...
 
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...
Modelo de negócios: Como criar Proposta de valor e definir mercado - Campus P...
 
Estamos preparados para o super aluno
Estamos preparados para o super alunoEstamos preparados para o super aluno
Estamos preparados para o super aluno
 
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)
Estamos preparados para o super consumidor (Supersumer ou SuperProsumer)
 
Mídia-kit SMSP Social Media São Paulo
Mídia-kit SMSP Social Media São PauloMídia-kit SMSP Social Media São Paulo
Mídia-kit SMSP Social Media São Paulo
 
Mídia-Kit SMSP
Mídia-Kit SMSPMídia-Kit SMSP
Mídia-Kit SMSP
 
Cruz e Ferreira 2013
Cruz e Ferreira 2013Cruz e Ferreira 2013
Cruz e Ferreira 2013
 
Mídia-kit Comunicavale
Mídia-kit ComunicavaleMídia-kit Comunicavale
Mídia-kit Comunicavale
 
Palestra empreendedorismo digital
Palestra empreendedorismo digitalPalestra empreendedorismo digital
Palestra empreendedorismo digital
 
Palestra unitau 2011 secom
Palestra unitau 2011 secomPalestra unitau 2011 secom
Palestra unitau 2011 secom
 
Rodrigo capella smvp_2010[1]
Rodrigo capella smvp_2010[1]Rodrigo capella smvp_2010[1]
Rodrigo capella smvp_2010[1]
 
Oficina de blog armindo ferreira
Oficina de blog   armindo ferreiraOficina de blog   armindo ferreira
Oficina de blog armindo ferreira
 
Apresentação expressao
Apresentação expressaoApresentação expressao
Apresentação expressao
 

Último

Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...imostorept
 
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxednamonteiro13
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...E-Commerce Brasil
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxEduardoRodriguesOliv2
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfRenandantas16
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerMarina Evangelista
 

Último (6)

Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 

Economia criativa digital e startups

  • 1. Economia Criativa Digital e Startups Armindo Ferreira
  • 2. Economia Criativa Digital • Economia criativa segundo o autor inglês John Howkins no livro “The Creative Economy”, publicado em 2001, são atividades na quais resultam em indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando seu valor econômico. Pode ser definida como processos que envolvam criação, produção e distribuição de produtos e serviços, usando o conhecimento, a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos. • A Economia Criativa digital é a que se dá no ambiente da internet.
  • 3.
  • 7.
  • 10. Blogs e sites de conteúdo
  • 12. Benefícios da Economia Criativa Digital • • • • • • • • • • Características e potencialidades da economia criativa Produção não poluente. Inovação tecnológica. Fortemente vinculada às características regionais e locais. Gera emprego e renda. Gera tributos – impostos, taxas e contribuições. Estimula novas qualificações profissionais. Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos. Promove a inclusão social e o reforço da cidadania. Promove a diversidade e o respeito. (fonte Sebrae)
  • 13. Benefícios da Economia Criativa Digital • • • • • • • • • • Características e potencialidades da economia criativa Produção não poluente. Inovação tecnológica. Fortemente vinculada às características regionais e locais. Gera emprego e renda. Gera tributos – impostos, taxas e contribuições. Estimula novas qualificações profissionais. Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos. Promove a inclusão social e o reforço da cidadania. Promove a diversidade e o respeito. (fonte Sebrae)
  • 15. O que são Startups • Empresas com até 3 anos de constituição, que desenvolvam produtos ou serviços inovadores, utilizando ferramentas de software e serviços de TI como parte da solução proposta. (fonte: Programa Startups do Governo Federal)
  • 16. O que são Startups • • Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de constituição, que conta com projetos promissores, ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras. Por ser jovem e estar implantando uma ideia no mercado, outra característica das startups é possuir risco envolvido no negócio. Mas, apesar disso, são empreendimentos com baixos custos iniciais e são altamente escaláveis, ou seja, possuem uma expectativa de crescimento muito grande quando dão certo. Algumas empresas já solidificadas no mercado e líderes em seus segmentos, como o Google, a Yahoo e o Ebay, também são consideradas startups. Essas empresas, normalmente de base tecnológica, possuem espírito empreendedor e uma constante busca por um modelo de negócio inovador. Este modelo de negócios é a maneira como a startup gera valor – ou seja, como transforma seu trabalho em dinheiro. Um exemplo é o modelo de negócios do Google que se baseia em cobrar por cada click nos anúncios mostrados nos resultados de busca. Fonte: Wikipedia
  • 17. Transformando uma ideia numa startup • Faça um desenho do modelo de negócios • Entenda do tamanho de mercado e quais vão ser os indicadores de sucesso • Veja se a empresa é escalável • Tente ter um protótipo ou amostra utilizável
  • 18. Exemplos de empresas startups • • • • Criação de aplicativos para celulares Criação de softwares para necessidades específicas Criação de máquinas e equipamentos inovadores Ideias que revolucionam um determinado segmento por sua inovação
  • 20. Buscando investimento: Investidor-anjo • O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor ou Business Angel, apresentando as seguintes características: 1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com recursos e trabalho próprios; não de terceiros*). 2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder apoiá-las. 3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio. 4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O que é conhecido como smart-money. Anjos do Brasil
  • 21. Buscando investimento: Investidor-anjo • O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor ou Business Angel, apresentando as seguintes características: 1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com recursos e trabalho próprios; não de terceiros*). 2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder apoiá-las. 3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio. 4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O que é conhecido como smart-money. Anjos do Brasil
  • 22.
  • 23.