A inserção da Mulher no
mercado de trabalho da
Região Metropolitana de
Porto Alegre em 2015
• Nível ocupacional: retração de 1,7 % e perda de 31 mil postos de trabalho,
mantendo a tendência do ano anterior.
• Taxa ...
Diminui desigualdade no mercado de trabalho,
mas desemprego cresce
• O desempenho do mercado de trabalho na RMPA em 2015 f...
Aumenta a taxa de participação das mulheres
A participação das mulheres no mercado de trabalho
continua inferior à dos hom...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Taxa de Participação por sexo, na RMPA – 1998-...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
PEA
OCUPADOS DESEMPREGADOS
Inversão entre
sexo...
Redução da ocupação
A redução do nível ocupacional masculino foi superior ao feminino,
mas a proporção delas ainda é menor...
Aumenta o contingente de desempregados
• Mulheres: redução 7 mil na ocupação e ingresso de 18 mil na PEA
• Homens: redução...
Diminui desigualdade da taxa de desemprego
• Menor diferença entre as taxas (0,7 p.p.)
• A queda da desigualdade iniciou e...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
0.0
5.0
10.0
15.0
20.0
25.0
TOTAL Mulheres Hom...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
5.9
8.7
6.6
9.1
5.4
8.4
2014 2015
Taxa de Dese...
Mulheres Homens
2014 2015 D%
2015/2014
2014 2015 D%
2015/2014
Faixa etária
16 – 24 anos 16,3 20,9 28,2 12,8 18,7 46,1
25 –...
Mulheres Homens
2014 2015 D%
2015/2014
2014 2015 D%
2015/2014
Posição na família
Chefe 4,1 6,4 56,1 3,1 5,8 87,1
Cônjuge 5...
Fund. incompleto Fund. completo Médio completo Superior completo
15.4 16.0
45.8
22.6
20.1 20.3
43.3
15.8
Mulheres Homens
F...
Aumenta o tempo médio de procura de trabalho
só para as mulheres
• A maior vulnerabilidade ao desemprego persiste entre el...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
44
23
25
38
24 24
15
20
25
30
35
40
45
50
Mulh...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Variação relativa do nível ocupacional na RMPA...
Diminui a qualidade da inserção ocupacional feminina
Após 3 anos
de declínio
Mulheres D%
2015/142014 2015
Setor público 12...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Distribuição da ocupação por posição na ocupaç...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
12.6
0.8
17.7
68.4
19.9
12.1
19.7
46.6
Indústr...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
(mil pessoas)
Indústria Construção Comércio Se...
.
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Composição do setor de atividade, por sexo, ...
Rendimentos médios reais dos ocupados, no trabalho principal, por
sexo, na RMPA, 2000 - 2015
Fonte: PED-RMPA - Convênio FE...
Rendimentos médios reais dos ocupados, no trabalho principal, por
sexo, na RMPA, 2000 - 2015
Fonte: PED-RMPA - Convênio FE...
Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: O inflator utilizado é o IPC-IEPE; valor...
Rendimento médio real dos ocupados
D % 2015/2014 por setor de atividade Mulheres Homens
TOTAL OCUPADOS -4,4 -9,5
Indústria...
Proporção do rendimento médio das mulheres em relação ao
dos homens, por setor de atividade da RMPA - 2014 e 2015
75.5
66....
Considerações finais
INFORME PED-RMPA MULHER E TRABALHO 2015
Pontos favoráveis Diferenças não favoráveis
Ocupação
Retração...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre em 2015

271 visualizações

Publicada em

A deterioração do mercado de trabalho, em 2015, atingiu mais
os homens do que as mulheres; eles são a maioria dos desempregados, o que não ocorria desde 1998. Esse fato contribuiu para reduzir as desigualdades no desemprego e na
renda entre mulheres e homens ao menor patamar da série PED-RMPA, desde 1993. No mês que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a Fundação de Economia e Estatística disponibiliza o Informe PED-RMPA Mulher e Trabalho, um boletim que traz análises dos indicadores sobre a inserção feminina no mercado de trabalho da RMPA, em 2015.

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Aumento da PEA com queda na ocupação => aumento do desemrprego
  • Pela primeira vez desde 1998 a proporção de homens desempregados é maior que mulheres;
    H TEM MAIS DIFICULDADE DE ENTRAR NO MT
  • A reducao dos postos de trabalho H foi 3X maior
  • Piora do mercado de trabalho pior para h q para m
  • Destacar 2004
    Grafico desde 19998
    Valores 2014 e 2015
  • Destacar 2004
    Grafico desde 19998
    Valores 2014 e 2015
  • Piora do mercado de trabalho pior para h q para m
  • Piora do mercado de trabalho pior para h q para m
  • Tendência de redução do assalariamento sem carteira para as mulheres
    Redução do assalariamento sem carteira de trabalho assinada, sendo de 14,6% para as mulheres e de 9,7% para os homens.

    Entre 2014 e 2015, observou-se, para ambos os sexos, redução entre os trabalhadores autônomos e acréscimo entre os empregadores, o que pode ser um indicativo de aumento na formalização dos pequenos negócios.
  • SERVICOS: 68,4% MULHERES 46,6 HOMENS => 21,8
    Estrutural -> mostra o peco dos serviços na acupação
  • COMERCIO: perda de 15 mil postos
    INDÚSTRIA: aumento de 4 mil
    SERVIÇOS: aumento de 4 mil (68,4% do total ocupadas)
  • So falar da relacao H/M
    2015 a maior proporção do rendimento masculino
  • Redução da desigualdade pois ambos rendimentos cairam mais o dos homens caiu mais
  • - Redução em ambos os sexos em todos os setores analisados - Redução da desigualdade entre sexos - Mulheres permanecem ganhando menos
  • HIPÓTESE: em um ano difícil, com redução dos postos de trabalho (31 mil: 24H e 7M) empresas optaram por desligar os com maiores salários e esses não conseguiram se inserir com o mesmo salario. Neste sentido, salario H > M, atinge mais os H.
  • A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre em 2015

    1. 1. A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre em 2015
    2. 2. • Nível ocupacional: retração de 1,7 % e perda de 31 mil postos de trabalho, mantendo a tendência do ano anterior. • Taxa de desemprego total: aumento de 5,9% em 2014 para 8,7% em 2015, foi a maior elevação da série PED-RMPA, desde 1993. – O contingente de desempregados aumentou em 56 mil devido a redução de 31 mil na ocupação e ao ingresso de 25 mil pessoas no mercado de trabalho. • Rendimento médio real dos ocupados: redução em 2015, eliminando parte considerável dos avanços registrados na renda a partir de 2005. Desempenho negativo do mercado de trabalho em 2015 na RMPA
    3. 3. Diminui desigualdade no mercado de trabalho, mas desemprego cresce • O desempenho do mercado de trabalho na RMPA em 2015 foi negativo para ambos os sexos, mas em menor intensidade para as mulheres, reduzindo assim as desigualdades. • O diferencial entre a taxa de desemprego feminina e a masculina atingiu o menor patamar da série PED-RMPA. BOLETIM ESPECIAL MULHER E TRABALHO 2015
    4. 4. Aumenta a taxa de participação das mulheres A participação das mulheres no mercado de trabalho continua inferior à dos homens. Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 Taxa de participação (%) 46,7% 47,2% 63,3% 63,4%
    5. 5. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Taxa de Participação por sexo, na RMPA – 1998-2015 40.0 45.0 50.0 55.0 60.0 65.0 70.0 75.0 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Mulheres Homens (%)
    6. 6. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. PEA OCUPADOS DESEMPREGADOS Inversão entre sexos no total de desempregados 2014 2015 53.9 53.6 46.1 46.4 Distribuição percentual (%) 2014 2015 54.2 53.8 45.8 46.2 2014 2015 48.9 51.8 51.1 48.2
    7. 7. Redução da ocupação A redução do nível ocupacional masculino foi superior ao feminino, mas a proporção delas ainda é menor entre os ocupados (46,2%). Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 Nível ocupacional (mil pessoas) 824 817 976 952 -7 mil (-0,8%) -24 mil (-2,5%)
    8. 8. Aumenta o contingente de desempregados • Mulheres: redução 7 mil na ocupação e ingresso de 18 mil na PEA • Homens: redução 24 mil na ocupação e ingresso de 7 mil na PEA Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 Contingente de desempregados (mil pessoas) 57 82 56 87 25 mil 31 mil
    9. 9. Diminui desigualdade da taxa de desemprego • Menor diferença entre as taxas (0,7 p.p.) • A queda da desigualdade iniciou em 2004 (6 p.p.) Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 Taxa de desemprego (%) 6,6 9,1 5,4 8,4 37,9 % 55,6%
    10. 10. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 TOTAL Mulheres Homens 5.9 8.7 6.6 9.1 5.4 8.4 2014 2015 (%) Taxa de Desemprego por sexo, na RMPA, 1998 - 2015 (%)
    11. 11. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 5.9 8.7 6.6 9.1 5.4 8.4 2014 2015 Taxa de Desemprego por sexo, na RMPA, 2014 - 2015 Taxa de desemprego ainda é maior entre as mulheres (%)
    12. 12. Mulheres Homens 2014 2015 D% 2015/2014 2014 2015 D% 2015/2014 Faixa etária 16 – 24 anos 16,3 20,9 28,2 12,8 18,7 46,1 25 – 39 anos 6,1 8,7 42,6 5,1 7,2 41,2 40 – 49 anos 3,9 6,0 53,8 - 5,9 - 50 anos ou mais - 3,5 - - 4,7 - Taxa de desemprego por características demográficas, na RMPA (%)
    13. 13. Mulheres Homens 2014 2015 D% 2015/2014 2014 2015 D% 2015/2014 Posição na família Chefe 4,1 6,4 56,1 3,1 5,8 87,1 Cônjuge 5,0 7,1 42,0 - - - Filhos 12,6 15,5 23,0 11,5 15,6 35,7 Escolaridade Fund. Incompleto 7,5 12,2 62,7 6,6 10,4 57,6 Fund. Completo 10,8 13,9 28,7 8,1 13,6 67,9 Médio completo 6,5 8,6 32,3 4,6 7,9 71,7 Superior completo - 3,8 - - - - Taxa de desemprego por características demográficas, na RMPA (%)
    14. 14. Fund. incompleto Fund. completo Médio completo Superior completo 15.4 16.0 45.8 22.6 20.1 20.3 43.3 15.8 Mulheres Homens Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Distribuição dos ocupados por nível de instrução, por sexo, na RMPA em 2015 Historicamente as mulheres tem escolaridade superior a dos homens 68.4 59.1 Médio + Superior completo (%) (%)
    15. 15. Aumenta o tempo médio de procura de trabalho só para as mulheres • A maior vulnerabilidade ao desemprego persiste entre elas. Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 Tempo médio de procura do emprego (semanas) 23 25 24 24
    16. 16. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 44 23 25 38 24 24 15 20 25 30 35 40 45 50 Mulheres Homens (Semanas) Tempo médio de procura de emprego por sexo, na RMPA, 1998-2015 23 25 24 24 2014 2015
    17. 17. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Variação relativa do nível ocupacional na RMPA, 2015/2014 -20.0 -15.0 -10.0 -5.0 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 OCUPADOS Assalariados SetorPrivado ComCarteira SemCarteira SetorPúblico Autônomos AutônomosqueTrabalhamp/o Público AutônomosqueTrabalhamp/ Empresa Empregadores EmpregadosDomésticos Mensalistas Diaristas Demais Mulheres Homens (%)
    18. 18. Diminui a qualidade da inserção ocupacional feminina Após 3 anos de declínio Mulheres D% 2015/142014 2015 Setor público 128 mil 123 mil -3,9 Emprego doméstico 86 mil 88 mil + 2,3 • Retrocesso na melhoria da qualidade da ocupação feminina
    19. 19. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Distribuição da ocupação por posição na ocupação, RMPA em 2015 (%) 11.5 - 16.3 9.6 5.9 56.4 8.7 10.8 9.4 15.1 4.2 51.8 0 10 20 30 40 50 60 Outros Empregados Domésticos Autônomos Setor Público Assalariado sem carteira Assalariado com carteira Mulheres Homens
    20. 20. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 12.6 0.8 17.7 68.4 19.9 12.1 19.7 46.6 Indústria Construção Comércio Serviços Mulheres Homens 10,8% Emprego Doméstico Distribuição da ocupação por setor de atividade, na RMPA em 2015 (%)
    21. 21. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. (mil pessoas) Indústria Construção Comércio Serviços Estimativa do nível de ocupação por setor de atividade, 2015/2014 -7 4 -15 4 -24 -15 -5 -6 2 Mulheres Homens TOTAL OCUPADOS
    22. 22. . Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Composição do setor de atividade, por sexo, na RMPA - 2015 - administração pública, defesa e seguridade social - educação - saúde humana - serviços sociais - serviços domésticos 55.7 43.5 5.3 35.3 46,2 0% 50% 100% Serviços Comércio Construção Indústria TOTAL Mulheres Homens (%)
    23. 23. Rendimentos médios reais dos ocupados, no trabalho principal, por sexo, na RMPA, 2000 - 2015 Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: O inflator utilizado é o IPC-IEPE; valores em reais de nov./15. 1,000 1,200 1,400 1,600 1,800 2,000 2,200 2,400 2,600 Mulheres Homens (R$)
    24. 24. Rendimentos médios reais dos ocupados, no trabalho principal, por sexo, na RMPA, 2000 - 2015 Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: O inflator utilizado é o IPC-IEPE; valores em reais de nov./15. Ano Mulheres (R$) Homens (R$) M/H 2000 1.576 2.308 68,3% 2001 1.533 2.219 69,1% 2002 1.557 2.171 71,7% 2003 1.419 1.967 72,1% 2004 1.447 1.939 74,6% 2005 1.464 1.969 74,4% 2006 1.458 2.006 72,7% 2007 1.516 2.037 74,4% 2008 1.578 2.077 76,0% 2009 1.608 2.166 74,2% 2010 1.670 2.256 74,0% 2011 1.709 2.281 74,9% 2012 1.710 2.312 74,0% 2013 1.779 2.365 75,2% 2014 1.783 2.361 75,5% 2015 1.705 2.136 79,8%
    25. 25. Fonte: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: O inflator utilizado é o IPC-IEPE; valores em reais de nov./15. 2000 2014 2015 68.3 75.5 79.8 100.0 100.0 100.0 Mulheres Homens 2014 2015 2014 2015 R$ 1.783 R$ 1.705 R$ 2.361 R$ 2.136 -4,4% -9,5% Rendimento das mulheres: proporção em relação ao dos homens – 2000, 2014 e 2015 (%)
    26. 26. Rendimento médio real dos ocupados D % 2015/2014 por setor de atividade Mulheres Homens TOTAL OCUPADOS -4,4 -9,5 Indústria -1,5 -8,7 Construção - -9,6 Comércio -3,0 -11,8 Serviços -5,2 -9,2 Comércio: queda expressiva dos empregos e dos rendimentos médios Serviços: aumento nos empregos e queda nos rendimentos MULHERES
    27. 27. Proporção do rendimento médio das mulheres em relação ao dos homens, por setor de atividade da RMPA - 2014 e 2015 75.5 66.6 75.4 71.3 79.8 71.9 82.9 74.4 Total de ocupados Indústria Comércio Serviços 2014 2015 (%) Fonte: PED - RMPA - Convênio FEE, FGTAS/SINE-RS, SEADE-SP, DIEESE e apoio PMPA NOTA: 1. O inflator utilizado é o IPC-IEPE; valores em reais de nov./15. 2. Rendimento médio real dos homens ocupados = 100%.
    28. 28. Considerações finais INFORME PED-RMPA MULHER E TRABALHO 2015 Pontos favoráveis Diferenças não favoráveis Ocupação Retração na ocupação em menor intensidade para as mulheres Queda do nível ocupacional para ambos os sexos Aumento na ocupação na indústria e nos serviços Contingente feminino ocupado continua inferior ao dos homens Desemprego Diminui desigualdade entre as taxas de desemprego Taxa de desemprego continua mais elevada para as mulheres Aumento da taxa de desemprego para ambos os sexos Rendimento Desigualdade de rendimentos entre sexos reduziu Mulheres seguem tendo rendimento inferior ao dos homens Persiste desigualdade de rendimentos

    ×