SlideShare uma empresa Scribd logo
PROFª VANESSA CAVALCANTE
CRÔNICA
RESUMO SOBRE OS TIPOS DE CRÔNICA
"A crônica é um texto curto com elementos cotidianos
em sua composição."
"A crônica pode ser classificada em dois principais
tipos: a crônica narrativa e a crônica argumentativa."
A crônica narrativa, como o próprio nome diz, é uma
narrativa curta com temática cotidiana envolvendo
personagens, tempo, espaço, narrador e enredo.
A crônica argumentativa é um texto que gira em
torno de um tema de relevância social e que
apresenta a argumentação como base de sua
construção. Além disso, ela pode conter
elementos narrativos e descritivos no intuito de se
aproximar do leitor.
A crônica que lemos possui introdução, desenvolvimento e
conclusão e elementos que embasam sua argumentação. Nela, o
autor apresenta, no início, uma breve descrição e narração de sua
jornada enquanto ciclista. Na sequência, é apresentada uma série
de fatores que envolvem o problema da mobilidade dos ciclistas
devido a problemas de infraestrutura nas cidades.
Ele defende, portanto, a tese de que existem as ciclofaixas e
ciclovias, que correspondem ao espaço reservado ao ciclista, e
reforça a importância de que elas estejam presentes cidades.
Para validar seus argumentos, ele traz a informação da Abramet e
do aumento dos acidentes envolvendo ciclistas. Ao final, ele
reforça a importância de haver ciclovias e ciclofaixas nas
cidades."
Crônica Jornalística: mais comum das
crônicas da atualidade são as crônicas
chamadas de “crônicas jornalísticas”
produzidas para os meios de comunicação,
onde utilizam temas da atualidade para
fazerem reflexões. Aproxima-se da crônica
dissertativa.
Crônica Histórica: marcada por relatar
fatos ou acontecimentos históricos, com
personagens, tempo e espaço definidos.
Aproxima-se da crônica narrativa.
Crônica Humorística: Esse tipo de crônica
apela para o humor como forma de entreter o
público, ao mesmo tempo que utiliza da ironia
e do humor como ferramenta essencial para
criticar alguns aspectos seja da sociedade,
política, cultura, economia, etc.
PRINCIPAIS CRONISTAS BRASILEIROS
MACHADO DE ASSIS
PRINCIPAIS CRONISTAS BRASILEIROS
LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO
PRINCIPAIS CRONISTAS BRASILEIROS
FERNANDO SABINO FERNANDO SABINO
E
CLARICE LISPECTOR
LEITURA DE CRÔNICAS....
A MENINA INTELIGENTE
O homem estava sentado na poltrona do avião e, ao lado dele, estava uma
garotinha. O rapaz olhou para a menina e disse:
- Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem ficará mais rápida e curta. O que você
acha? Perguntou o estranho.
- Sobre o que o senhor gostaria de conversar? Perguntou a garotinha.
- Bem, não sei! Estou na dúvida... Que tal física nuclear? Brincou o homem.
- Bom! Esse parece ser um tema interessante. Disse a garotinha. Mas, antes eu gostaria
de lhe fazer uma pergunta:
- Por que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? ... Coisou?
O homem, visivelmente confuso e surpreso com a pergunta pensou, digo, coisou
durante uns minutos e depois respondeu:
- Hummm! Hummm! OK! Você venceu! Eu não faço a menor ideia. Respondeu o homem.
Então a garotinha disse:
- Francamente! Como o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear, se não
sabe de coisa nenhuma.
1º) Qual finalidade do texto ?
2º) Qual fato é responsável pelo início do
conflito no texto é ?
3º) O trecho: “- Bem, não sei! Estou na dúvida...
Que tal física nuclear?”, o ponto de reticências
foi empregado para indicar o que ?
4º) O que motivou o homem a conversar com
uma menina que estava ao seu lado?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivos
Carla Souto
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
Julianne Rodrigues Pita
 
Conto
ContoConto
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Val Valença
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
7 de Setembro
 
Elaboração de biografia
Elaboração de biografia Elaboração de biografia
Elaboração de biografia
Edson Alves
 
A primeira página do jornal
A primeira página do jornalA primeira página do jornal
A primeira página do jornal
ma.no.el.ne.ves
 
O que são memórias literárias
O que são memórias literáriasO que são memórias literárias
O que são memórias literárias
Eloy Souza
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
GoisBemnoEnem
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
PaolaLins
 
Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
Jaqueline Moura
 
Discurso direto, indireto e indireto livre
Discurso direto, indireto e indireto livreDiscurso direto, indireto e indireto livre
Discurso direto, indireto e indireto livre
Caique Fernando Silva Fistarol
 
Descritores de Língua Portuguesa
Descritores de Língua PortuguesaDescritores de Língua Portuguesa
Descritores de Língua Portuguesa
Edileusa Camargo
 
Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
Andrea Dutra
 
Pronomes Pessoais
Pronomes PessoaisPronomes Pessoais
Pronomes Pessoais
LeYa
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
Ivana Mayrink
 
Numerais
NumeraisNumerais
Numerais
Diego Prezia
 
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
aulasdejornalismo
 

Mais procurados (20)

Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivos
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Elaboração de biografia
Elaboração de biografia Elaboração de biografia
Elaboração de biografia
 
A primeira página do jornal
A primeira página do jornalA primeira página do jornal
A primeira página do jornal
 
O que são memórias literárias
O que são memórias literáriasO que são memórias literárias
O que são memórias literárias
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
 
Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
 
Discurso direto, indireto e indireto livre
Discurso direto, indireto e indireto livreDiscurso direto, indireto e indireto livre
Discurso direto, indireto e indireto livre
 
Descritores de Língua Portuguesa
Descritores de Língua PortuguesaDescritores de Língua Portuguesa
Descritores de Língua Portuguesa
 
Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
 
Pronomes Pessoais
Pronomes PessoaisPronomes Pessoais
Pronomes Pessoais
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Numerais
NumeraisNumerais
Numerais
 
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
 

Mais de VanessaCavalcante37

COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcanteCOMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
VanessaCavalcante37
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
VanessaCavalcante37
 
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptxAULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
VanessaCavalcante37
 
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptxHistórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
VanessaCavalcante37
 
hifen
hifenhifen
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptxAULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
VanessaCavalcante37
 
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdfMODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
VanessaCavalcante37
 
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdfNOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
VanessaCavalcante37
 
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
VanessaCavalcante37
 
FONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdfFONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdf
VanessaCavalcante37
 
figuras de som.pdf
figuras de som.pdffiguras de som.pdf
figuras de som.pdf
VanessaCavalcante37
 
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdfFIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
VanessaCavalcante37
 

Mais de VanessaCavalcante37 (12)

COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcanteCOMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
 
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptxAULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
 
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptxHistórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
 
hifen
hifenhifen
hifen
 
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptxAULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx
 
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdfMODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
 
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdfNOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
 
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
 
FONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdfFONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdf
 
figuras de som.pdf
figuras de som.pdffiguras de som.pdf
figuras de som.pdf
 
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdfFIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
 

Último

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 

Último (20)

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 

CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf

  • 2.
  • 3. RESUMO SOBRE OS TIPOS DE CRÔNICA "A crônica é um texto curto com elementos cotidianos em sua composição." "A crônica pode ser classificada em dois principais tipos: a crônica narrativa e a crônica argumentativa." A crônica narrativa, como o próprio nome diz, é uma narrativa curta com temática cotidiana envolvendo personagens, tempo, espaço, narrador e enredo.
  • 4. A crônica argumentativa é um texto que gira em torno de um tema de relevância social e que apresenta a argumentação como base de sua construção. Além disso, ela pode conter elementos narrativos e descritivos no intuito de se aproximar do leitor.
  • 5.
  • 6.
  • 7. A crônica que lemos possui introdução, desenvolvimento e conclusão e elementos que embasam sua argumentação. Nela, o autor apresenta, no início, uma breve descrição e narração de sua jornada enquanto ciclista. Na sequência, é apresentada uma série de fatores que envolvem o problema da mobilidade dos ciclistas devido a problemas de infraestrutura nas cidades. Ele defende, portanto, a tese de que existem as ciclofaixas e ciclovias, que correspondem ao espaço reservado ao ciclista, e reforça a importância de que elas estejam presentes cidades. Para validar seus argumentos, ele traz a informação da Abramet e do aumento dos acidentes envolvendo ciclistas. Ao final, ele reforça a importância de haver ciclovias e ciclofaixas nas cidades."
  • 8. Crônica Jornalística: mais comum das crônicas da atualidade são as crônicas chamadas de “crônicas jornalísticas” produzidas para os meios de comunicação, onde utilizam temas da atualidade para fazerem reflexões. Aproxima-se da crônica dissertativa.
  • 9. Crônica Histórica: marcada por relatar fatos ou acontecimentos históricos, com personagens, tempo e espaço definidos. Aproxima-se da crônica narrativa.
  • 10. Crônica Humorística: Esse tipo de crônica apela para o humor como forma de entreter o público, ao mesmo tempo que utiliza da ironia e do humor como ferramenta essencial para criticar alguns aspectos seja da sociedade, política, cultura, economia, etc.
  • 13. PRINCIPAIS CRONISTAS BRASILEIROS FERNANDO SABINO FERNANDO SABINO E CLARICE LISPECTOR
  • 15. A MENINA INTELIGENTE O homem estava sentado na poltrona do avião e, ao lado dele, estava uma garotinha. O rapaz olhou para a menina e disse: - Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem ficará mais rápida e curta. O que você acha? Perguntou o estranho. - Sobre o que o senhor gostaria de conversar? Perguntou a garotinha. - Bem, não sei! Estou na dúvida... Que tal física nuclear? Brincou o homem. - Bom! Esse parece ser um tema interessante. Disse a garotinha. Mas, antes eu gostaria de lhe fazer uma pergunta: - Por que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? ... Coisou? O homem, visivelmente confuso e surpreso com a pergunta pensou, digo, coisou durante uns minutos e depois respondeu: - Hummm! Hummm! OK! Você venceu! Eu não faço a menor ideia. Respondeu o homem. Então a garotinha disse: - Francamente! Como o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear, se não sabe de coisa nenhuma.
  • 16.
  • 17. 1º) Qual finalidade do texto ? 2º) Qual fato é responsável pelo início do conflito no texto é ? 3º) O trecho: “- Bem, não sei! Estou na dúvida... Que tal física nuclear?”, o ponto de reticências foi empregado para indicar o que ? 4º) O que motivou o homem a conversar com uma menina que estava ao seu lado?