SlideShare uma empresa Scribd logo
CONTO DE
MISTÉRIO
5º ANO
DEFINIÇÃO
O CONTO DE MISTÉRIO É UMA NARRATIVA QUE
PROVOCA NO LEITOR SUSUPENSE, TENSÃO E
QUE, EM GERAL, APRESENTA UM FINAL
INESPERADO. QUANDO ESSA TEMÁTICA
ENVOLVE SERES SOBRENATURAIS TEMOS UMA
VARIAÇÃO QUE SÃO OS CONTOS DE
ASSOMBRAÇÃO.
REPERTÓRIO
PROPORCIONAR AOS ALUNOS VÁRIAS OPORTUNIDADES DE LEITURA,
COM O OBJETIVO DE AMPLIAR O REPERTÓRIO, O QUE FAVORECERÁ
DIRETAMENTE AS ATIVIDADES DE ESCRITA.
SUGESTÃO
LEITURA DOS CONTOS DE
STANISLAW PONTE PRETA
BREVE COMENTÁRIO
SOBRE A BIOGRAFIA DO
AUTOR
STANISLAW PONTE PRETA (1923-1968), AUTOR
CARIOCA, QUE VIVEU EM OUTRA ÉPOCA E QUE NA
VERDADE CHAMAVA-SE SÉRGIO PORTO, NO ENTANTO
USAVA ESSE PSEUDÔNIMO PARA ASSINAR SUAS
CRÔNICAS NO JORNAL “ÚLTIMA HORA”, DO RIO, NA
DÉCADA DE 40.
LEITURA COLABORATIVA
A VELHA
CONTRABANDISTA
Diz que era uma velhinha que sabia andar
de lambreta. Todo dia ela passava pela
fronteira montada na lambreta, com um
bruto saco atrás da lambreta. O pessoal
da Alfândega - tudo malandro velho -
começou a desconfiar da velhinha.
Um dia, quando ela vinha na lambreta com
o saco atrás, o fiscal da Alfândega mandou
ela parar. A velhinha parou e então o fiscal
perguntou assim pra ela:
Escuta aqui, vovozinha, a senhora
passa por aqui todo dia, com esse
saco aí atrás. Que diabo a senhora
leva nesse saco?
A velhinha sorriu com os poucos
dentes que lhe restavam e mais
outros, que ela adquirira no
odontólogo, e respondeu:
E AÍ?
O QUE VOCÊ ACHA QUE HAVIA
DENTRO DO SACO?
É AREIA!
Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que
não era areia nenhuma e mandou a
velhinha saltar da lambreta para
examinar o saco. A velhinha saltou, o
fiscal esvaziou o saco e dentro só tinha
areia. Muito encabulado, ordenou à
velhinha que fosse em frente. Ela
montou na lambreta e foi embora, com o
saco de areia atrás.
Mas o fiscal, estava desconfiado ainda.
Talvez a velhinha passasse um dia com areia
e no outro com muamba, dentro daquele
maldito saco. No dia seguinte, quando ela
passou na lambreta com o saco atrás, o
fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o
que é que ela levava no saco e ela respondeu
que era areia, uai!
O fiscal examinou e era mesmo. Durante um
mês seguido o fiscal interceptou a velhinha
e, todas as vezes, o que ela levava no saco
era areia.
O QUE VOCÊS ACHAM?
ELA ESTAVA FALANDO A
VERDADE?
Diz que foi aí que o fiscal se
chateou:
- Olha, vovozinha, eu sou fiscal
de alfândega com 40 anos de
serviço. Manjo essa coisa de
contrabando pra burro. Ninguém
me tira da cabeça que a senhora
é contrabandista.
- Mas no saco só tem areia! - insistiu a
velhinha. E já ia tocar a lambreta,
quando o fiscal propôs:
- Eu prometo à senhora que deixo a
senhora passar. Não dou parte, não
apreendo, não conto nada a ninguém,
mas a senhora vai me dizer: qual é o
contrabando que a senhora está
passando por aqui todos os dias?
- O senhor promete que
não "espáia"? - quis saber
a velhinha.
- Juro - respondeu o fiscal.
SERÁ QUE ELA VAI
CONTAR?
E QUE SEGREDO SERÁ
ESSE?
- É lambreta.
Stanislaw Ponte Preta

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Avaliação figuras de linguagem
Avaliação figuras de linguagem Avaliação figuras de linguagem
Avaliação figuras de linguagem
Isa ...
 
Adverbios e locuções adverbiais
Adverbios e locuções adverbiaisAdverbios e locuções adverbiais
Adverbios e locuções adverbiais
Ana Paula Mendes
 
Poema "Em busca da paz"
Poema  "Em busca da paz"  Poema  "Em busca da paz"
Poema "Em busca da paz"
Mary Alvarenga
 
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Lucilene Rocha
 
Sequência didática poemas
Sequência didática poemasSequência didática poemas
Sequência didática poemas
Dário Reis
 
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetizaçãoAvaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Isa ...
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docx
Virginia Fortes
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
Luis Carlos Santos
 
A paz - Análise e entendimento da música
A paz   - Análise e entendimento da músicaA paz   - Análise e entendimento da música
A paz - Análise e entendimento da música
Mary Alvarenga
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
Mary Alvarenga
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
whybells
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunosIi   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Hilton Cézar Rezende
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
Maria Cecilia Silva
 
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Mary Alvarenga
 
Aula Divertida: Jogo dos Advérbios
Aula Divertida: Jogo dos AdvérbiosAula Divertida: Jogo dos Advérbios
Aula Divertida: Jogo dos Advérbios
Letras Mágicas
 
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o RatinhoSequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
CristhianeGuimaraes
 
Pequenos textos para leitura
Pequenos textos para leituraPequenos textos para leitura
Pequenos textos para leitura
Sol Oliveira
 
Interpretação de tirinha
Interpretação de tirinhaInterpretação de tirinha
Interpretação de tirinha
Paulo Alves de Araujo
 

Mais procurados (20)

Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Avaliação figuras de linguagem
Avaliação figuras de linguagem Avaliação figuras de linguagem
Avaliação figuras de linguagem
 
Adverbios e locuções adverbiais
Adverbios e locuções adverbiaisAdverbios e locuções adverbiais
Adverbios e locuções adverbiais
 
Poema "Em busca da paz"
Poema  "Em busca da paz"  Poema  "Em busca da paz"
Poema "Em busca da paz"
 
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
 
Sequência didática poemas
Sequência didática poemasSequência didática poemas
Sequência didática poemas
 
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetizaçãoAvaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docx
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
 
A paz - Análise e entendimento da música
A paz   - Análise e entendimento da músicaA paz   - Análise e entendimento da música
A paz - Análise e entendimento da música
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
 
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunosIi   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
 
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
 
Aula Divertida: Jogo dos Advérbios
Aula Divertida: Jogo dos AdvérbiosAula Divertida: Jogo dos Advérbios
Aula Divertida: Jogo dos Advérbios
 
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o RatinhoSequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
 
Pequenos textos para leitura
Pequenos textos para leituraPequenos textos para leitura
Pequenos textos para leitura
 
Interpretação de tirinha
Interpretação de tirinhaInterpretação de tirinha
Interpretação de tirinha
 

Destaque

Folha Para Produção de Mistério
Folha Para Produção de MistérioFolha Para Produção de Mistério
Folha Para Produção de Mistério
erikavecci
 
Dentes de vampiro - Contos de assombração
Dentes de vampiro - Contos de assombraçãoDentes de vampiro - Contos de assombração
Dentes de vampiro - Contos de assombração
zezinhojc
 
Contos assombracao
Contos assombracaoContos assombracao
Contos assombracao
AnaPaulaNadim
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Guilherme Leão
 
Contos de terror - A Noiva da Morte
Contos de terror - A Noiva da MorteContos de terror - A Noiva da Morte
Contos de terror - A Noiva da Morte
Ana Paula Silva
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficia
Janete Garcia de Freitas
 

Destaque (6)

Folha Para Produção de Mistério
Folha Para Produção de MistérioFolha Para Produção de Mistério
Folha Para Produção de Mistério
 
Dentes de vampiro - Contos de assombração
Dentes de vampiro - Contos de assombraçãoDentes de vampiro - Contos de assombração
Dentes de vampiro - Contos de assombração
 
Contos assombracao
Contos assombracaoContos assombracao
Contos assombracao
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
 
Contos de terror - A Noiva da Morte
Contos de terror - A Noiva da MorteContos de terror - A Noiva da Morte
Contos de terror - A Noiva da Morte
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficia
 

Último

Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 

Conto de mistério

  • 2. DEFINIÇÃO O CONTO DE MISTÉRIO É UMA NARRATIVA QUE PROVOCA NO LEITOR SUSUPENSE, TENSÃO E QUE, EM GERAL, APRESENTA UM FINAL INESPERADO. QUANDO ESSA TEMÁTICA ENVOLVE SERES SOBRENATURAIS TEMOS UMA VARIAÇÃO QUE SÃO OS CONTOS DE ASSOMBRAÇÃO.
  • 3. REPERTÓRIO PROPORCIONAR AOS ALUNOS VÁRIAS OPORTUNIDADES DE LEITURA, COM O OBJETIVO DE AMPLIAR O REPERTÓRIO, O QUE FAVORECERÁ DIRETAMENTE AS ATIVIDADES DE ESCRITA.
  • 4. SUGESTÃO LEITURA DOS CONTOS DE STANISLAW PONTE PRETA
  • 5. BREVE COMENTÁRIO SOBRE A BIOGRAFIA DO AUTOR STANISLAW PONTE PRETA (1923-1968), AUTOR CARIOCA, QUE VIVEU EM OUTRA ÉPOCA E QUE NA VERDADE CHAMAVA-SE SÉRGIO PORTO, NO ENTANTO USAVA ESSE PSEUDÔNIMO PARA ASSINAR SUAS CRÔNICAS NO JORNAL “ÚLTIMA HORA”, DO RIO, NA DÉCADA DE 40.
  • 7. Diz que era uma velhinha que sabia andar de lambreta. Todo dia ela passava pela fronteira montada na lambreta, com um bruto saco atrás da lambreta. O pessoal da Alfândega - tudo malandro velho - começou a desconfiar da velhinha. Um dia, quando ela vinha na lambreta com o saco atrás, o fiscal da Alfândega mandou ela parar. A velhinha parou e então o fiscal perguntou assim pra ela:
  • 8. Escuta aqui, vovozinha, a senhora passa por aqui todo dia, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva nesse saco? A velhinha sorriu com os poucos dentes que lhe restavam e mais outros, que ela adquirira no odontólogo, e respondeu:
  • 9. E AÍ? O QUE VOCÊ ACHA QUE HAVIA DENTRO DO SACO?
  • 11. Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que não era areia nenhuma e mandou a velhinha saltar da lambreta para examinar o saco. A velhinha saltou, o fiscal esvaziou o saco e dentro só tinha areia. Muito encabulado, ordenou à velhinha que fosse em frente. Ela montou na lambreta e foi embora, com o saco de areia atrás.
  • 12. Mas o fiscal, estava desconfiado ainda. Talvez a velhinha passasse um dia com areia e no outro com muamba, dentro daquele maldito saco. No dia seguinte, quando ela passou na lambreta com o saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que é que ela levava no saco e ela respondeu que era areia, uai! O fiscal examinou e era mesmo. Durante um mês seguido o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.
  • 13. O QUE VOCÊS ACHAM? ELA ESTAVA FALANDO A VERDADE?
  • 14. Diz que foi aí que o fiscal se chateou: - Olha, vovozinha, eu sou fiscal de alfândega com 40 anos de serviço. Manjo essa coisa de contrabando pra burro. Ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista.
  • 15. - Mas no saco só tem areia! - insistiu a velhinha. E já ia tocar a lambreta, quando o fiscal propôs: - Eu prometo à senhora que deixo a senhora passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém, mas a senhora vai me dizer: qual é o contrabando que a senhora está passando por aqui todos os dias?
  • 16. - O senhor promete que não "espáia"? - quis saber a velhinha. - Juro - respondeu o fiscal.
  • 17. SERÁ QUE ELA VAI CONTAR? E QUE SEGREDO SERÁ ESSE?