SlideShare uma empresa Scribd logo
COLÉGIO BRASIL “ semeando virtudes e gerando seres humanos felizes” 2006
Desejamos, com toda sinceridade, semear no solo fértil do coração dos nossos alunos, as sementes de felicidade,esperança , solidariedade e respeito de uns pelos outros. Estender a ponte da compreensão, da tolerância, do perdão, da doçura, do afeto.
     Desejamos ,que tenham amigos, que mesmo maus e inconseqüentes, sejam corajosos e fiéis, e que pelo menos num deles, eles possam confiar sem duvidar.
    Desejamos depois que eles sejam úteis, mas não insubstituíveis. E que nos maus momentos, quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para mantê-los de pé.
Desejamos ainda que eles sejam tolerantes, não com os que erram pouco, porque isso é fácil, mas com os que erram muito e irremediavelmente, e que fazendo bom uso dessa tolerância, eles sirvam de exemplo aos outros.
     Desejamos que eles, sendo jovens, não amadureçam depressa demais, e que sendo maduros, não insistam em rejuvenescer. E que sendo velhos, não se dediquem ao desespero. Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que a vida siga seu fluxo natural.
    Desejamos,que eles sejam tristes, não o ano todo, mas apenas um dia. Mas que nesse dia descubram que o riso diário é bom, o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
     Desejamos que eles descubram, com o máximo de urgência, acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos, injustiçados e infelizes, e que estão à nossa volta.
Desejamos ainda que eles afaguem um gato, alimentem um cuco e ouçam o joão-de-barro erguer triunfante o seu canto matinal, porque, assim, eles se sentirão bem por nada.
Desejamos  que nossos alunos amem. E que amando, também sejam amados. E que se não forem, sejam breves em esquecer. E que esquecendo, não guardem  mágoas.
     Desejamos , que eles plantem uma semente, por mais minúscula que seja, e acompanhem o seu crescimento, para que eles saibam de quantas muitas vidas é feita uma árvore.
   Desejamos que tudo fique muito lindo e dê muito certo, mas que se não der, eles possam chorar sem se lamentar, e sofrer sem se culpar.
      Desejamos ,que eles se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, e quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar. E que sejam felizes não para sempre, mas sempre.
Até que, inesperadamente, acordem e olhem pra trás.  E então percebam como sempre foram felizes e continuam sendo.
  Que as lembranças do passado sejam sonhos fantasiados, reflexo de uma vida plena de felicidade.
  Que eles saibam que as mais lindas coisas da vida, não podem ser vistas e nem tocadas, mas sim, sentidas pelo coração.
  Que suas recordações sejam valiosas, guardadas no peito, de suas amizades e de tempos marcados pela bondade.
  Que a ponte que nos une, permaneça para sempre estendida.
Que o sussurrar do vento leve até vocês o nosso abraço carinhoso e eterno de amizade. Tenham todos uma vida cheia de esperança com Deus, noites iluminadas, que cada um possa segurar a sua estrela e assim ter no coração o brilho da Infinita Benção de Deus!
“ E se tudo isso acontecer, não temos mais nada a  desejar ".

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que desejo para você
O que desejo para vocêO que desejo para você
O que desejo para você
rosangelamenta
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
CARLOS CAVALLINI
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
QSEJAETERNO
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
Marlene Camargo
 
Como ter uma boa vida
Como ter uma boa vidaComo ter uma boa vida
Como ter uma boa vida
Amadeu Wolff
 
Desejoprahoje R
Desejoprahoje RDesejoprahoje R
Desejoprahoje R
QSEJAETERNO
 
Oi desejos
Oi desejosOi desejos
Presentatie2
Presentatie2Presentatie2
Presentatie2
Marinus Roggeveen
 
Presentatie1
Presentatie1Presentatie1
Presentatie1
Marinus Roggeveen
 
Agradecimento - Meu Aniversário/2013
Agradecimento - Meu Aniversário/2013Agradecimento - Meu Aniversário/2013
Agradecimento - Meu Aniversário/2013
Yoshio Kadomoto
 
Oi 2
Oi 2Oi 2
Feliz Natal - Mensagem de
Feliz Natal - Mensagem deFeliz Natal - Mensagem de
Feliz Natal - Mensagem de
Amadeu Wolff
 
Que podemos desejar para
Que podemos desejar paraQue podemos desejar para
Que podemos desejar para
Mensagens Virtuais
 
Mensagem - Luz do saber
Mensagem - Luz do saberMensagem - Luz do saber
Mensagem - Luz do saber
Escolas
 
Mensagem - Colégio Luz do Saber
Mensagem - Colégio Luz do SaberMensagem - Colégio Luz do Saber
Mensagem - Colégio Luz do Saber
Escolas
 
Mensagem formatura
Mensagem formaturaMensagem formatura
Mensagem formatura
Tania G. Pereira
 
1111
11111111
As maes
As maesAs maes
As máes - apresentaçao de lí
As máes - apresentaçao de líAs máes - apresentaçao de lí
As máes - apresentaçao de lí
Escola BN
 

Mais procurados (19)

O que desejo para você
O que desejo para vocêO que desejo para você
O que desejo para você
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
 
Desejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa VidaDesejos Para Um Boa Vida
Desejos Para Um Boa Vida
 
Como ter uma boa vida
Como ter uma boa vidaComo ter uma boa vida
Como ter uma boa vida
 
Desejoprahoje R
Desejoprahoje RDesejoprahoje R
Desejoprahoje R
 
Oi desejos
Oi desejosOi desejos
Oi desejos
 
Presentatie2
Presentatie2Presentatie2
Presentatie2
 
Presentatie1
Presentatie1Presentatie1
Presentatie1
 
Agradecimento - Meu Aniversário/2013
Agradecimento - Meu Aniversário/2013Agradecimento - Meu Aniversário/2013
Agradecimento - Meu Aniversário/2013
 
Oi 2
Oi 2Oi 2
Oi 2
 
Feliz Natal - Mensagem de
Feliz Natal - Mensagem deFeliz Natal - Mensagem de
Feliz Natal - Mensagem de
 
Que podemos desejar para
Que podemos desejar paraQue podemos desejar para
Que podemos desejar para
 
Mensagem - Luz do saber
Mensagem - Luz do saberMensagem - Luz do saber
Mensagem - Luz do saber
 
Mensagem - Colégio Luz do Saber
Mensagem - Colégio Luz do SaberMensagem - Colégio Luz do Saber
Mensagem - Colégio Luz do Saber
 
Mensagem formatura
Mensagem formaturaMensagem formatura
Mensagem formatura
 
1111
11111111
1111
 
As maes
As maesAs maes
As maes
 
As máes - apresentaçao de lí
As máes - apresentaçao de líAs máes - apresentaçao de lí
As máes - apresentaçao de lí
 

Destaque

Virtudes
VirtudesVirtudes
Valores virtudes
Valores virtudesValores virtudes
Valores virtudes
Arthur Roose
 
A Virtude.
A Virtude.A Virtude.
A Virtude.
Douglas Gregorio
 
Virtudes e vicios
Virtudes e viciosVirtudes e vicios
Virtudes e vicios
Graça Maciel
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
CeiClarencio
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra 16 vicios x virtudes
Palestra 16 vicios  x  virtudesPalestra 16 vicios  x  virtudes
Palestra 16 vicios x virtudes
Jose Ferreira Almeida
 
Virtudes e valores
Virtudes e valoresVirtudes e valores
Virtudes e valores
PBH
 
Da perfeição moral
Da perfeição moralDa perfeição moral
Da perfeição moral
Layce Paiva
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
Alice Lirio
 
Este é meu respira
Este é meu respiraEste é meu respira
Este é meu respira
rafael gomide
 
Moral cristã e caridade
Moral cristã e caridadeMoral cristã e caridade
Moral cristã e caridade
Marcel Jefferson Gonçalves
 
Eu quero ser, Senhor amado
Eu quero ser, Senhor amadoEu quero ser, Senhor amado
Eu quero ser, Senhor amado
IMQ
 
Quebrantado CoraçãO
Quebrantado CoraçãOQuebrantado CoraçãO
Esperança
EsperançaEsperança
Esperança
berenvaz
 
58 o cheiro das aguas diante do trono
58 o cheiro das aguas   diante do trono58 o cheiro das aguas   diante do trono
58 o cheiro das aguas diante do trono
Clayton Fernandes Dos Santos
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
Isnande Mota Barros
 
A fe a esperanca e o amor
A fe a esperanca e o amorA fe a esperanca e o amor
A fe a esperanca e o amor
Mensagens Virtuais
 
No momento em que aceitei o meu jesus
No momento em que aceitei o meu jesusNo momento em que aceitei o meu jesus
No momento em que aceitei o meu jesus
rafael gomide
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Graça Maciel
 

Destaque (20)

Virtudes
VirtudesVirtudes
Virtudes
 
Valores virtudes
Valores virtudesValores virtudes
Valores virtudes
 
A Virtude.
A Virtude.A Virtude.
A Virtude.
 
Virtudes e vicios
Virtudes e viciosVirtudes e vicios
Virtudes e vicios
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
 
Palestra 16 vicios x virtudes
Palestra 16 vicios  x  virtudesPalestra 16 vicios  x  virtudes
Palestra 16 vicios x virtudes
 
Virtudes e valores
Virtudes e valoresVirtudes e valores
Virtudes e valores
 
Da perfeição moral
Da perfeição moralDa perfeição moral
Da perfeição moral
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
 
Este é meu respira
Este é meu respiraEste é meu respira
Este é meu respira
 
Moral cristã e caridade
Moral cristã e caridadeMoral cristã e caridade
Moral cristã e caridade
 
Eu quero ser, Senhor amado
Eu quero ser, Senhor amadoEu quero ser, Senhor amado
Eu quero ser, Senhor amado
 
Quebrantado CoraçãO
Quebrantado CoraçãOQuebrantado CoraçãO
Quebrantado CoraçãO
 
Esperança
EsperançaEsperança
Esperança
 
58 o cheiro das aguas diante do trono
58 o cheiro das aguas   diante do trono58 o cheiro das aguas   diante do trono
58 o cheiro das aguas diante do trono
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
 
A fe a esperanca e o amor
A fe a esperanca e o amorA fe a esperanca e o amor
A fe a esperanca e o amor
 
No momento em que aceitei o meu jesus
No momento em que aceitei o meu jesusNo momento em que aceitei o meu jesus
No momento em que aceitei o meu jesus
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 

Semelhante a Colegio brasil semeando virtudes

Os votos - Feliz 2011
Os votos - Feliz 2011Os votos - Feliz 2011
Os votos - Feliz 2011
Cassio Rosas
 
Os votos
Os votosOs votos
Os votos
Heidi Maria
 
Pressa em viver
Pressa em viverPressa em viver
Pressa em viver
Amanda Artioli
 
Marisabel mestra naysy mary - mi
Marisabel   mestra naysy mary - miMarisabel   mestra naysy mary - mi
Marisabel mestra naysy mary - mi
Aldo Cioffi
 
Desejo victor hugo
Desejo victor hugoDesejo victor hugo
Desejo victor hugo
guest1edc15c
 
Jornal maroto oficial
Jornal maroto oficialJornal maroto oficial
Jornal maroto oficial
Jornal Maroto
 
Desejo
DesejoDesejo
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
GSArt Web Solutions
 
Desejos
DesejosDesejos
Apresentação vitor hugo
Apresentação vitor hugo Apresentação vitor hugo
Apresentação vitor hugo
Joel Cabral
 
Apresentação Victor Hugo
Apresentação Victor HugoApresentação Victor Hugo
Apresentação Victor Hugo
Joel Cabral
 
Votos SéRgio Jockymann
Votos SéRgio JockymannVotos SéRgio Jockymann
Votos SéRgio JockymannJNR
 
Ao acaso
Ao acasoAo acaso
Marisabel mestra naysy
Marisabel mestra naysy Marisabel mestra naysy
Marisabel mestra naysy
Amadeu Wolff
 
Envelhecer
EnvelhecerEnvelhecer
Envelhecer
JNR
 
E N V E L H E C E R
E N V E L H E C E RE N V E L H E C E R
E N V E L H E C E R
Rosa Silva
 
Limites e Afeto Cinara
Limites e Afeto CinaraLimites e Afeto Cinara
Limites e Afeto Cinara
Cinara Aline
 
Lj 04-02-2013 - ano das estrelas
Lj   04-02-2013 - ano das estrelasLj   04-02-2013 - ano das estrelas
Lj 04-02-2013 - ano das estrelas
MSF Brasil
 
Os voto
Os votoOs voto
Os voto
guest1edc15c
 
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
Cleonice Menegatt
 

Semelhante a Colegio brasil semeando virtudes (20)

Os votos - Feliz 2011
Os votos - Feliz 2011Os votos - Feliz 2011
Os votos - Feliz 2011
 
Os votos
Os votosOs votos
Os votos
 
Pressa em viver
Pressa em viverPressa em viver
Pressa em viver
 
Marisabel mestra naysy mary - mi
Marisabel   mestra naysy mary - miMarisabel   mestra naysy mary - mi
Marisabel mestra naysy mary - mi
 
Desejo victor hugo
Desejo victor hugoDesejo victor hugo
Desejo victor hugo
 
Jornal maroto oficial
Jornal maroto oficialJornal maroto oficial
Jornal maroto oficial
 
Desejo
DesejoDesejo
Desejo
 
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
ANESG - Apresentação dos participantes do concurso Dia das Mães 2013
 
Desejos
DesejosDesejos
Desejos
 
Apresentação vitor hugo
Apresentação vitor hugo Apresentação vitor hugo
Apresentação vitor hugo
 
Apresentação Victor Hugo
Apresentação Victor HugoApresentação Victor Hugo
Apresentação Victor Hugo
 
Votos SéRgio Jockymann
Votos SéRgio JockymannVotos SéRgio Jockymann
Votos SéRgio Jockymann
 
Ao acaso
Ao acasoAo acaso
Ao acaso
 
Marisabel mestra naysy
Marisabel mestra naysy Marisabel mestra naysy
Marisabel mestra naysy
 
Envelhecer
EnvelhecerEnvelhecer
Envelhecer
 
E N V E L H E C E R
E N V E L H E C E RE N V E L H E C E R
E N V E L H E C E R
 
Limites e Afeto Cinara
Limites e Afeto CinaraLimites e Afeto Cinara
Limites e Afeto Cinara
 
Lj 04-02-2013 - ano das estrelas
Lj   04-02-2013 - ano das estrelasLj   04-02-2013 - ano das estrelas
Lj 04-02-2013 - ano das estrelas
 
Os voto
Os votoOs voto
Os voto
 
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
Cochilando nas estrelas eda carneiro da rocha (c.m)
 

Mais de Susete Rodrigues Mendes

Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
Susete Rodrigues Mendes
 
Um foguetão de sucata ii2011
Um foguetão de sucata ii2011Um foguetão de sucata ii2011
Um foguetão de sucata ii2011
Susete Rodrigues Mendes
 
Recordação turma 1 serie fundamental
Recordação turma 1 serie fundamentalRecordação turma 1 serie fundamental
Recordação turma 1 serie fundamental
Susete Rodrigues Mendes
 
Projetosemanadacrianaçacolegiobrasil
ProjetosemanadacrianaçacolegiobrasilProjetosemanadacrianaçacolegiobrasil
Projetosemanadacrianaçacolegiobrasil
Susete Rodrigues Mendes
 
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completo
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completoProjeto cultural colegiobrasil 2006 completo
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completo
Susete Rodrigues Mendes
 
Colégio brasil festa típica
Colégio brasil festa típicaColégio brasil festa típica
Colégio brasil festa típica
Susete Rodrigues Mendes
 
Recordação turma pre 2006
Recordação turma pre 2006Recordação turma pre 2006
Recordação turma pre 2006
Susete Rodrigues Mendes
 
Recordação turma jardim
Recordação turma jardimRecordação turma jardim
Recordação turma jardim
Susete Rodrigues Mendes
 
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmaresProducaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Susete Rodrigues Mendes
 
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmaresProducaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Susete Rodrigues Mendes
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
Susete Rodrigues Mendes
 

Mais de Susete Rodrigues Mendes (11)

Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
Um foguetão de sucata ii2011
Um foguetão de sucata ii2011Um foguetão de sucata ii2011
Um foguetão de sucata ii2011
 
Recordação turma 1 serie fundamental
Recordação turma 1 serie fundamentalRecordação turma 1 serie fundamental
Recordação turma 1 serie fundamental
 
Projetosemanadacrianaçacolegiobrasil
ProjetosemanadacrianaçacolegiobrasilProjetosemanadacrianaçacolegiobrasil
Projetosemanadacrianaçacolegiobrasil
 
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completo
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completoProjeto cultural colegiobrasil 2006 completo
Projeto cultural colegiobrasil 2006 completo
 
Colégio brasil festa típica
Colégio brasil festa típicaColégio brasil festa típica
Colégio brasil festa típica
 
Recordação turma pre 2006
Recordação turma pre 2006Recordação turma pre 2006
Recordação turma pre 2006
 
Recordação turma jardim
Recordação turma jardimRecordação turma jardim
Recordação turma jardim
 
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmaresProducaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
 
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmaresProducaoalunos tem saci_na_vila_palmares
Producaoalunos tem saci_na_vila_palmares
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
 

Último

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 

Colegio brasil semeando virtudes

  • 1. COLÉGIO BRASIL “ semeando virtudes e gerando seres humanos felizes” 2006
  • 2. Desejamos, com toda sinceridade, semear no solo fértil do coração dos nossos alunos, as sementes de felicidade,esperança , solidariedade e respeito de uns pelos outros. Estender a ponte da compreensão, da tolerância, do perdão, da doçura, do afeto.
  • 3.      Desejamos ,que tenham amigos, que mesmo maus e inconseqüentes, sejam corajosos e fiéis, e que pelo menos num deles, eles possam confiar sem duvidar.
  • 4.     Desejamos depois que eles sejam úteis, mas não insubstituíveis. E que nos maus momentos, quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para mantê-los de pé.
  • 5. Desejamos ainda que eles sejam tolerantes, não com os que erram pouco, porque isso é fácil, mas com os que erram muito e irremediavelmente, e que fazendo bom uso dessa tolerância, eles sirvam de exemplo aos outros.
  • 6.      Desejamos que eles, sendo jovens, não amadureçam depressa demais, e que sendo maduros, não insistam em rejuvenescer. E que sendo velhos, não se dediquem ao desespero. Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que a vida siga seu fluxo natural.
  • 7.     Desejamos,que eles sejam tristes, não o ano todo, mas apenas um dia. Mas que nesse dia descubram que o riso diário é bom, o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
  • 8.      Desejamos que eles descubram, com o máximo de urgência, acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos, injustiçados e infelizes, e que estão à nossa volta.
  • 9. Desejamos ainda que eles afaguem um gato, alimentem um cuco e ouçam o joão-de-barro erguer triunfante o seu canto matinal, porque, assim, eles se sentirão bem por nada.
  • 10. Desejamos que nossos alunos amem. E que amando, também sejam amados. E que se não forem, sejam breves em esquecer. E que esquecendo, não guardem mágoas.
  • 11.      Desejamos , que eles plantem uma semente, por mais minúscula que seja, e acompanhem o seu crescimento, para que eles saibam de quantas muitas vidas é feita uma árvore.
  • 12.    Desejamos que tudo fique muito lindo e dê muito certo, mas que se não der, eles possam chorar sem se lamentar, e sofrer sem se culpar.
  • 13.       Desejamos ,que eles se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, e quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar. E que sejam felizes não para sempre, mas sempre.
  • 14. Até que, inesperadamente, acordem e olhem pra trás. E então percebam como sempre foram felizes e continuam sendo.
  • 15.   Que as lembranças do passado sejam sonhos fantasiados, reflexo de uma vida plena de felicidade.
  • 16.   Que eles saibam que as mais lindas coisas da vida, não podem ser vistas e nem tocadas, mas sim, sentidas pelo coração.
  • 17.   Que suas recordações sejam valiosas, guardadas no peito, de suas amizades e de tempos marcados pela bondade.
  • 18.   Que a ponte que nos une, permaneça para sempre estendida.
  • 19. Que o sussurrar do vento leve até vocês o nosso abraço carinhoso e eterno de amizade. Tenham todos uma vida cheia de esperança com Deus, noites iluminadas, que cada um possa segurar a sua estrela e assim ter no coração o brilho da Infinita Benção de Deus!
  • 20. “ E se tudo isso acontecer, não temos mais nada a desejar ".