SlideShare uma empresa Scribd logo
EB1 n.º 6 de Setúbal - Monte Belo
março 2021 Ano VII, N.º 1
Boletim da Biblioteca Escolar
Ambientação Online 2
Animação e Literacia da
leitura 3
Trabalhar os ODS com a
Biblioteca Escolar - O
Desafio da Igualdade
4
Trabalhar os ODS com a
Biblioteca Escolar - A arte
de mariscar… mas sem
lixo!
5
Literacia dos Media:
Documentário
“O dia em que a nossa
escola mudou por causa de
um vírus”
6
Literacia dos media:
“Alimentação saudável e a
sedução da Publicidade”
7
Literacia dos media -
“Como a Publicidade
engordou o Rei Estragão”
8
Ciências Experimentais -
PROGRAMA MUNICIPAL 9
Concurso Nacional de
Leitura - 14ª Edição 10
STOP - Vamos todos ler!
- Dia Internacional das
Bibliotecas Escolares
11
Literacia da Informação: “A
Dieta Mediterrânica 12
Projeto AQUASAD 13
Eco-Escolas -“Este Natal os
enfeites estão por tua”
conta”
14
Nesta edição:
presencialmente e terminadas
em período de confinamento
e vice-versa. Também,
mesmo presencialmente,
existiram atividades híbridas,
em que para lá dos
momentos presenciais na
escola, existiram momentos
de trabalho, autónomo ou
apoiado, através de recursos
e ferramentas digitais.
Os projetos Eco-Escolas
e Escola Azul, a Oferta
Completar “Cruzar Olhares
por Setúbal”, bem como
alguns concursos promovidos
pela Biblioteca Escolar,
estimularam a participação e
envolvimento dos alunos das
várias turmas que realizando
diversos projetos, com
diversas ferramentas digitais
protagonizaram a construção
do seu próprio saber.
Agradecemos a toda a
comunidade educativa que
connosco colaborou,
permitindo o enriquecimento
das práticas letivas, bem
como a qualidade das
aprendizagens e produtos
construídos pelos nossos
alunos.
Manuela Monteiro
Docente da EB Monte Belo
Atravessamos tempos
diferentes e desafiantes!...
Contudo, apesar das muitas e
variadas adversidades, na
escola, continuamos com a
mesma força motivadora a
desenvolver várias atividades e
projetos, em articulação com a
Biblioteca Escolar, visando
sempre a aprendizagem e o
sucesso escolar de todos os
alunos.
O ano letivo já há muito se
iniciou, e tem vindo a decorrer
de forma presencial e não
presencial. No entanto, isso não
se constituiu impeditivo para o
desenvolvimento das mais
variadas atividades, os mais
variados projetos. Mesmo que,
nem sempre com proximidade
física aos professores e
colegas, essa proximidade
existiu através das plataformas
digitais e ambientes virtuais.
Assim sendo, foram
dinamizadas atividades
envolvendo as literacias da
leitura, da informação e dos
media, com recurso a várias
ferramentas digitais.
No desenvolvimento das
atividades existiu uma interação
entre presencial e virtual,
havendo atividades iniciadas
Em outubro e novembro, trabalhámos
com docentes e alunos atividades formativa de
ambientação online.
A partir destas atividades, os alunos
aprenderam a entrar no seu e-mail
institucional, a criar e a enviar mensagens de
e-mail, numa primeira fase. Posteriormente,
aprenderam a utilizar e a trabalhar com o
Google Classroom. Por último, desenvolveram
atividades na Biblioteca Escolar, com recurso
ao Google Classroom.
No dia 10 de novembro de 2020,
realizámos atividades de ambientação online
muito divertidas e produtivas!
Depois de fazermos a abertura do dia, a
Professora Rosário disse-nos que íamos à
biblioteca escolar para aprender a criar e
Ambientação Online
Esta ambientação online foi bastante
positiva e útil para a sistematização do
trabalho letivo mediado por esta plataforma.
Clara Mata
Professora Bibliotecária
aceder ao nosso e-mail e também ao
Classroom.
A turma foi dividida em dois grupos. Um
grupo ficou com a Professora Rosário e com a
Professora Clara na biblioteca e o outro ficou
com a Professora Alvina na sala de aula.
Na biblioteca escolar, sentámo-nos à
frente dos computadores e a Professora Clara
mostrou-nos, projetando no quadro, os passos
que tínhamos de seguir. As professoras iam-
nos ajudando ao longo da atividade, para que
fosse mais fácil percebermos e aprendermos
tudo. Depois de cada aluno criar o seu e-mail,
aprendemos também a aceder ao Classroom.
Realizámos ainda um questionário muito
engraçado no Classroom, sobre a lenda de
São Martinho. Foi interessante pois é uma
maneira diferente de fazer uma ficha.
Tudo isto foi divertido, pois foi uma
atividade diferente, relacionada com a
informática e muito útil uma vez que é
necessário aprender a utilizar estas
ferramentas para as aulas online, para não
termos problemas se tivermos de aceder em
casa.
Texto Coletivo
MB3A
Página 2
Animação e literacia da leitura
“Frederico”, de Leo Lionni
Frederico, de Leo Lionni é uma obra
aconselhada pelo Plano Nacional de Leitura,
que nos conta a história de uma família de
ratos que recolhe alimentos para o Inverno.
Todos trabalham, todos exceto Frederico,
que aparentemente não faz nada. Mas ele
também aprovisiona: raios de sol, cores e
palavras. Quando chega o Inverno, comprova
-se que o seu trabalho foi imprescindível, pois
Pedro Pereira - MB1A
graças à sua poesia os ratos suportarem
melhor a dureza do Inverno.
A história foi contada com recurso ao
«kamishibai» é um dispositivo inventado no
Japão para contar histórias com imagens. O
termo significa literalmente «teatro de papel».
Depois de ouvirem a história na Biblioteca
Escolar, os alunos preencheram o mapa da
narrativa, nas suas salas de aula.
Clara Mata
Professora Bibliotecária
Filipa Almeida - MB1B
Página 3
Trabalhar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com a
Biblioteca Escolar
O Desafio da Igualdade
No mês de outubro fizemos um trabalho,
na biblioteca escolar, sobre a igualdade de
género, que é um dos Objetivos de
Desenvolvimento Sustentável, da Organização
das Nações Unidas, para que nosso planeta
possa melhorar.
Primeiro, discutimos sobre a obra de Valter
Hugo Mãe “Palavras bonitas sobre contas”,
que a professora Clara nos leu. Depois,
também vimos e discutimos o vídeo “O desafio
da igualdade”. A professora Clara ia registando
no quadro as nossas ideias.
A seguir, escolhemos algumas das ideias e
fizemos cartazes para alertar a pessoas para a
igualdade de género e que todos devem ter as
mesmas oportunidades.
Primeiro, planificámos e depois
construímos os cartazes, num programa que
se chama Canva.
Grupo de trabalho - MB3A
Página 4
Página 5
A arte de mariscar… mas sem lixo!
Eu e mais cinco colegas da nossa turma
MB3B fizemos um trabalho na Biblioteca
Escolar sobre a Arte de Mariscar no rio Sado.
Esta é uma arte e um ofício de há vários anos,
mas já são poucas as mulheres que ainda o
fazem.
Começámos por ver um vídeo, no qual as
mariscadoras nos contavam como eram os
seus dias de trabalho. Começam o trabalho
por volta das 07:45h, quando vão numa
carrinha apanhar o barco, que as leva até ao
local onde apanham alguns mariscos, bivalves
e as poliquetas, que são o isco para apanhar
peixes. espécies são apanhadas com maré-
baixa e com sal fino. Chegam a estar cerca de
4 horas no lodo.
Os equipamentos que estas mulheres
utilizam são: botas de borracha até a cintura;
patilhas para os pés, para não se enterrarem;
luvas de borracha para as mãos, para não
cortarem os dedos; e baldes para colocarem
os mariscos e as poliquetas.
Os mariscos comestíveis apanhados
nesta profissão são: lingueirão, berbigão e
ameijoas. Os anelídeos são todos aqueles que
servem apenas para a pesca como as
minhocas, casulo e ganso ou poliquetas.
Também vimos que por vezes, os
mariscadores deixam no rio Sado algum lixo,
como é o caso das embalagens de sal fino que
utilizam para a apanha do marisco. Isso
é um problema que ameaça as várias
espécies que habitam o Estuário do
Sado, como os peixes, os golfinhos e os
cavalos-marinhos que vivem nas
pradarias marinhas.
Por isso é muito importante mariscar
sem lixo! Foi o que vimos num vídeo,
onde várias “Guardiãs do Mar”
apanhavam o lixo das praias e
ensinavam as mariscadoras a mariscar
sem poluir o rio.
Depois de vermos e falarmos sobre os
filmes, fizemos os guiões e gravamos um
vídeo sobre a Arte das Mariscadoras do
Sado, que podem ver em https://
www.youtube.com/watch?v=S9th6HUi5l0
Miguel Cruz
MB3B
Literacia dos Media: Documentário
“O dia em que a nossa escola mudou por causa de um vírus”
Este documentário surgiu de uma
proposta da biblioteca escolar, para os alunos
das turmas MB4A e MB4B, embora no início
ainda não sabíamos muito bem qual seria o
tema. Começámos por fazer algumas
propostas de temas que fossem atuais e
importantes e apareceram palavras como
“covid” e “pandemia”. Como os professores
também concordaram, o João lembrou-se do
dia, uma sexta-feira de março, em que todos
soubemos que não voltávamos para a escola,
na segunda-feira seguinte. Então surgiu o título
telemóvel e aos planos.
Depois gravámos todas as entrevistas, em
vários sítios da escola e em casa aos pais.
Também gravámos imagens de espaços da
escola, procurámos imagens de atividades e
escrevemos e gravámos os textos para o
documentário. Estes textos foram lidos pelo
Pedro e pelo Rodrigo.
Tivemos de gravar algumas cenas várias
vezes, até ficar bem. Também, por vezes
apareciam outras pessoas, ou faziam barulho
e tínhamos de repetir.
do projeto: “13/3 – o dia em que a nossa escola
mudou por causa de um vírus”.
Na biblioteca, fomos apontando algumas
ideias sobre coisas que tinham mudado,
quando estávamos em casa e quando
regressámos à escola. Também escolhemos
as pessoas a entrevistar, para nos falarem
sobre essas questões: alunos, professores,
assistentes operacionais e os pais, assim como
os espaços e o guião das entrevistas.
Depois a professora Clara explicou-nos
como devíamos gravar as entrevistas.
Devíamos ter atenção ao som, à posição do No final das gravações, a professora
Clara fez a montagem no computador e
também pôs a música. Ficou muito bom!
Foi muito divertido, ser jornalista e fazer
as entrevistas para o documentário.
Aprendemos como trabalham os jornalistas.
Texto coletivo produzido pela turma MB4B
Página 6
Literacia dos media:
“Alimentação saudável e a sedução da Publicidade”
Página 7
As turmas do 4º ano de escolaridade
trabalharam o tema “Alimentação saudável e
a sedução da Publicidade”, a propósito da
comemoração do Dia Mundial da
Alimentação.
Começámos por assistir, na Biblioteca
Escolar à visualização de três anúncios
publicitários sobre produtos alimentares: um
era dos cereais “Chocapic”, ou era do “Kinder”
ovo de chocolate e o último da “McDonald's -
Double Big Mac”.
Depois, de vermos cada anúncio
estivemos a falar sobre qual seria o público-
alvo e a intenção do anúncio. Também
analisámos qual seria a linguagem utilizada
por quem faz o anúncio para levar as pessoas
que o veem a desejar e a comprar aqueles
produtos. Vimos que utilizam: cores quentes,
muitos ritmos e muito movimento, música
muito alegre, existe uma frase destacada que
se chama slogan e também há palavras que
são muito repetidas.
Também percebemos que existem muitos
produtos que não nos fazem falta e que até
prejudicam a saúde, mas que nós queremos
porque vimos na publicidade. Nós sabemos
que são alimentos que não são saudáveis,
mas não conseguimos resistir a querê-los.
A seguir, na sala de aula, preenchemos o
mapa do anúncio, que a professora Clara nos
tinha dado, onde tivemos de responder a várias
questões sobre o anúncio da “McDonald's”,
que eram: O que anuncia?, Que cores usa?,
Que tipo de música usa?, Que imagens usa?,
Que mensagem transmite? e Por que razão
gostas do anúncio?
Depois, em casa, fizemos uma pesquisa
sobre a dieta mediterrânica, através de guião e
escrevemos um texto. Tínhamos de pesquisar:
o que era a dieta mediterrânica; quais são os
seus princípios e quais os países que a
praticam.
Depois, o professor Luís pôs as nossas
respostas num mural chamado Padlet.
Foi muito importante aprendermos sobre a
publicidade para protegermos melhor a nossa
saúde.
MB4B
“Como a Publicidade engordou o Rei Estragão”
Página 8
centímetros porque era muito gordo. Então
mandou instalar muitas câmaras no campo de
futebol, para conseguir ver os jogos na sua
televisão gigante. Enquanto via o jogo, ele
comia muitos hambúrgueres, muitas balatas
fritas, muitos refrigerantes e muitas
guloseimas, que via nos anúncios. Cada vez
fica mais gordo e mais triste.
Até que um dia chegou ao palácio, um
sábio que ensinou o rei a fazer dieta: a comer
menos doces, menos batatas fritas e menos
refrigerantes… e a comer mais legumes,
vegetais, peixe grelhado, sopa e a beber mais
água.
Assim, o rei Estragão ficou muito mais
magro e conseguiu jogar futebol e conhecer o
mar. Até arranjou uma namorada!
Tu também podes aprender com o rei
Estragão a fazer uma dieta saudável e a não
comer tudo o que vez na publicidade, para
viveres mais tempo, saudável e feliz!
Depois de termos feito este resumo da
história, dividimos em partes e fizemos
gravações, com um telemóvel e um fundo
verde e também fizemos desenhos. A
professora substituiu o fundo verde pelos
desenhos e montou um filme.
Depois fomos à biblioteca escolar ver o
filme e explicámos aos colegas como fizemos
o trabalho.
MB2B
Esta foi uma atividade que fizemos sobre
um conto que ouvimos na Biblioteca Escolar:
“O rei que queria ver o mar”, do escritor José
Fanha, no dia 16 de outubro, que é Dia
Mundial da Alimentação.
A professora Clara leu-nos a história e
depois estivemos a falar sobre ela e também
sobre a alimentação do rei Estragão que era
muito má, pois ele comia muito e comia muito
mal.
O rei Estragão e vivia na Sumélia. Ele era
muito gordo porque comia muito e comia
muito mal.
Ele queria ser jogador da equipa nacional
da Sumélia, mas só conseguia saltar 5
Ciências Experimentais - PROGRAMA MUNICIPAL
No dia 4 de dezembro de 2020 vieram à
nossa escola e à nossa sala monitores do
Centro de Ciência Viva de Lisboa.
Começaram por nos distribuir uns tablets, que
trouxeram, disseram-nos para abrirmos numa
aplicação que se chama Scratch Júnior e
depois, explicaram-nos como a utilizar.
Primeiro explicaram qual as função dos
botões, mostraram que podíamos editar as
personagens, por exemplo mudar a cor da
camisola mostraram também os fundos….
Fizemos histórias extraordinárias, mas não
deu tempo de as podermos apresentar pois os
monitores tiveram de voltar ao trabalho e
foram-se embora.
Vocês também podem fazer isto em casa é
só instalares o Scratch Júnior e fazer histórias
como as nossas ou até melhores.
Joana Calisto
MB4A
Scratch Júnior Circuitos elétricos
No dia 15 de dezembro de 2020 vieram à
nossa escola dois monitores do Centro de Ci-
ência Viva de Lisboa, o Henrique e o Manel.
Eles primeiro apresentaram-se. Explicaram
que uma tomada tinha 220 volts, etc depois
deram-nos uma pilha com apenas 4,5 volts,
uma lâmpada minúscula, uma tábua de madei-
ra com um encaixe para pormos a lâmpada e
quatro cabos de cores diferentes.
Deram-nos um desafio!! Que era com os
cabos ligar a lâmpada. Era nos dois parafusos
mais reluzentes.
O próximo desafio era acender duas lâm-
padas com três cabos. Foi preciso ligar dois
cabos à pilha e o outro entre as duas lâmpa-
das.
O último desafio foi com os cabos todos, e
era para ligar as duas lâmpadas mas quando
tirássemos uma lâmpada a outra tinha de ficar
acessa.
Nós gostámos muito desta atividade!
Aprendemos muito e divertimo-nos bastante!
Esperamos que venham mais vezes!!
Rodrigo Pinho
MB4A
Página 9
Ciências Experimentais - PROGRAMA MUNICIPAL
No dia 9 de dezembro, os monitores Rita
e Pedro, do Centro de Ciência Viva, vieram à
nossa escola para realizarem connosco uma
atividade chamada “A fuga das minhocas”.
A fuga das minhocas Esta atividade fez-me perder o medo de
minhocas! Eu pensava que as minhocas eram
apenas bichos nojentos, mas não!... São
apenas pequenos bichos que ajudam o nosso
planeta comendo os restos de comida que nós
desperdiçamos e deitamos fora após dia à dia.
No fim da atividade, a Rita e o Pedro
distribuíram a cada aluno uma missanga e um
ferrinho para fazermos a nossa minhoca de
estimação. A minha era a preto e branco e
ficou muito fixe.
Eu espero que talvez um dia esta atividade se
volte a repetir!!!
Catarina Soares
Concurso Nacional de Leitura - 14ª Edição
Olá! Eu sou o Rodrigo Pinho, e
participei no Concurso Nacional de
Leitura.
Este concurso, decorreu primeiro no
Agrupamento. Houve uma prova
escrita, através de um formulário e fui
apurado para a prova oral, que
decorreu também na biblioteca escolar através do
Google Meet, com outros alunos do Agrupamento. Eu
fui apurado para as provas municipais.
O livro que tivemos de ler e estudar foi o “Tio
Desafio”, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada.
Já na segunda fase, a nível municipal. Li e
estudei o livro indicado, que era “O homem que
carregava pedras”, de Marco Taylor.
Na prova escrita, que também foi feita a distância,
através de um formulário da Google Forms, errei uma
pergunta e então não passei à prova oral. Apesar de
não passar, assisti às provas dos outros e, acabei por
saber que mesmo que não tendo ganho, recebia
alguns prémios de participação: um caderno, uma
caneta para escrever no caderno e no telemóvel, um
diploma e um cupão de desconto de 20% e mais 10%
e cartão Bertrand.
Gostei imenso de participar no concurso, achei
bastante divertido e desafiador!!!
Rodrigo Pinho
MB4A
Página 10
Página 11
STOP - Vamos todos ler! - Dia Internacional das Bibliotecas Escolares
No dia 28 de outubro de 2020, que foi o Dia
Internacional das Bibliotecas Escolares, decorreu
mais uma edição do STOP - Vamos todos Ler+
Já sabemos que, quando toca a campainha,
paramos as atividades que estamos a fazer, para
nos dedicarmos à leitura. Os alunos de cada turma
vão para um espaço da nossa escola, para lerem
ou para ouvirem ler.
Desta vez, como estava a chover, ficámos na
nossa sala de aula. Junto com os meus colegas
visionámos um recurso digital - “O Tesouro do
Planeta”. Era um filme sobre uma porção da terra
muito grande, enorme, bela e cheia de vida! Até
que um dia vieram as pessoas e cortaram as
árvores para fazerem casas, camas, mesas, folhas
para escrever, brinquedos… e várias outras coisas.
Até que foram destruindo o Planeta.
Eu achei o filme muito triste, porque o tesouro
do planeta era cada vez mais destruído e os seres
vivos cada vez mais ficavam menos… Por isso, é
muito importante não cortar as árvores para
proteger o tesouro do nosso planeta.
Nikita Braga
MB2A
Na nossa escola todos os anos há um dia
diferente: é o dia do Stop a Ler que é
dedicado à leitura. Nesse dia tão esperado,
lemos uma história no exterior da sala de
aula, mas neste dia estava a chover e por
isso, a professora decidiu ir buscar um livro à
biblioteca para lermos na sala de aula. Nós
gostamos mais quando é na biblioteca porque
nos sentamos no chão.
O livro escolhido foi a história “Livro com
cheiro a banana” de Alice Vieira. A capa
deste livro tem a ilustração de uma menina de
cabelo amarelo e o livro cheira a banana,
mas nós não cheirámos.
A professora Rosário leu de uma maneira
divertida, pois ao longo da história fez várias
vozes. Gostámos muito da forma animada
com que a professora conta as histórias, faz-
nos sentir felizes.
Para participarmos a professora ia
fazendo pausas e colocando questões sobre
o que tínhamos acabado de ouvir e também
perguntava a nossa opinião sobre o que ia
acontecer a seguir.
Gostámos muito da atividade porque é
um momento diferente e calmo e a professora
fez com que aquele dia chuvoso, fosse um
dia bem passado e divertido que gostaríamos
muito de voltar a repetir.
Gostávamos que a professora voltasse a
contar outras histórias como por exemplo “O
novelo de emoções”.
Texto Coletivo
MB3A
Literacia da Informação: “A Dieta Mediterrânica”
A dieta mediterrânica é uma dieta que é
praticada em países que estão na bacia do mar
mediterrâneo.
Em 2013, a dieta mediterrânica, foi
reconhecida pela UNESCO, como Património
Cultural e Imaterial da Humanidade. Os países
que a praticavam inicialmente eram Grécia, Itália,
França e Espanha. Posteriormente esta dieta foi
alargada a outros países da bacia do mar
Mediterrâneo: Portugal, Marrocos, Chipre e
Croácia.
A dieta mediterrânica é uma dieta muito
saudável e sustentável.
Saudável porque:
• É uma cozinha simples à base de sopas,
caldeiradas, ensopados, cozidos;
• Neste tipo de dieta, não se come em
grande quantidade, é uma dieta frugal;
• É à base de frutas e legumes, privilegia
produtos de origem vegetal e menos de
origem animal;
• Usa o azeite em vez de óleo e outras
gorduras de origem animal, por ser uma
gordura mais saudável;
• Usa especiarias e ervas aromáticas em vez
do sal;
• Usa produtos locais frescos e da época
respeitando a sazonalidade;
• A bebida preferida é a água e infusões (chá
de ervas);
• As comidas são adequadas à época do ano:
no outono e inverno comem-se
comidas mais quentes e
reconfortantes, como por exemplo,
caldeiradas, sopas, ensopados, etc.
Na primavera e no verão comem-se
comidas mais frescas, como por
exemplo, saladas.
Sustentável porque:
• Protege e respeita a biodiversidade;
• Protege o meio ambiente porque
reduz os transportes e o
armazenamento dos produtos;
• Usamos os produtos locais, frescos e
sazonais.
Respeitando os princípios da dieta
mediterrânica vamos ser mais
saudáveis, ter uma maior longevidade
e teremos um planeta mais
equilibrado.
Texto coletivo produzido pela turma MB4A,
produto de uma pesquisa, análise e
tratamento de dados, na sequência de uma
sessão sobre a temática na Biblioteca
Escolar
Página 12
Projeto AQUASADO
No dia 2 de dezembro, a turma MB4A, da
Escola Básica n.º 6 de Setúbal, do
Agrupamento de Escolas Luísa Todi,
participou, por videoconferência, numa
sessão animada pela bióloga Joana Dias
Mota, responsável pela implementação de
atividades de educação e sensibilização
ambiental desenvolvidas no âmbito do
projeto AQUASADO. Este projeto tem
como foco a qualidade ambiental do Estuário
do Sado, assim como a promoção
Entre as muitas aprendizagens que
fizeram, ficaram a saber que no estuário do
Sado há ostras e que algumas “produzem”
pérolas, que as ostras se alimentam de
fitoplâncton, que há uma grande variedade de
algas e que estas são responsáveis pela
produção de oxigénio.
da aquacultura sustentável.
A Joana apresentou a “História do Rui”
que é um menino que vive em Setúbal e que
um dia, quando andava a passear pela praia,
encontrou uma pérola. A partir daí o Rui teve
vários encontros com diferentes animais
marinhos, entre os quais uma ostra que o
levou a descobrir a importância das algas na
vida do estuário do Sado e do planeta Terra
e a necessidade de cuidar do ambiente.
Aprendemos que, tal como o Rui, podem
ajudar o rio Sado e o ambiente. Para isso
podem separar os lixos e colocá-los nos
sítios certos. Texto coletivo produzido pela turma MB4A
Página 13
Eco-Escolas -“Este Natal os enfeites estão por tua”
A atividade “Este Natal os enfeites estão por
tua conta”, surgiu na nossa escola, a partir de
uma proposta do projeto Eco-Escolas.
Fiquei muito feliz quando a professora nos
disse que iríamos trabalhar com embalagens da
Compal. Pedi ajuda à minha mãe. Em conjunto,
decidimos fazer uma árvore de Natal e uma
estrela.
Os materiais usados foram: paus de gelado,
pompons de várias cores, tinta vermelha e cola
UHU. Para preencher a árvore de Natal, usei a
embalagem da Compal.
Comecei por pintar os paus com tinta
vermelha, deixei secar, juntei-os em forma de
triângulo e colei-os com a cola UHU. Recortei a
embalagem da Compal em forma de estrela e de
triângulo. No final colei os enfeites.
Gostei muito de participar neste projeto “Este
Natal os enfeites estão por tua conta”. Diverti-me
muito a recortar, a pintar e a elaborar este
trabalho de material reciclável, com a ajuda da
minha mãe. Sozinha não teria conseguido.
Maria Leonor Braga
MB2A
Este Natal foi mais ecológico, criativo e com um
valor emocional acrescentado pelo facto de os
enfeites serem produzidos pelos próprios alunos.
Não te esqueças que podes reutilizar materiais, e
reciclar com o depósito das embalagens no
contentor amarelo
Página 14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13
BE Lorosae
 
Teste 1
Teste  1Teste  1
Teste 1
RitaAntunes18
 
Boletim informativo2 2015_2016
Boletim informativo2 2015_2016Boletim informativo2 2015_2016
Boletim informativo2 2015_2016
Risoleta Montez
 
Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5
Gracinda Maria Pinto
 
Inforbib novembro
Inforbib novembroInforbib novembro
Inforbib novembro
Ministério da Educação
 
Mimos e livros março 2011
Mimos e livros   março 2011Mimos e livros   março 2011
Mimos e livros março 2011
Susana Silvestre
 
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro SeromenhoNewsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Dores Pinto
 
Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)
Dores Pinto
 
SEMANA DA LEITURA 2010
SEMANA DA LEITURA 2010SEMANA DA LEITURA 2010
SEMANA DA LEITURA 2010
Enguardas
 
Boletim da be dezembro 12
Boletim da be dezembro 12Boletim da be dezembro 12
Boletim da be dezembro 12
gracabib
 
Apresentação ALer+ 2010
Apresentação ALer+ 2010Apresentação ALer+ 2010
Apresentação ALer+ 2010
Biblioteca André Soares Beas
 
Paa be 2016 2017
Paa be 2016   2017Paa be 2016   2017
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
Susana Silvestre
 
A Escola No Tempo Da Ditadura
A Escola No Tempo Da DitaduraA Escola No Tempo Da Ditadura
A Escola No Tempo Da Ditadura
CPH
 
Jornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJSJornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJS
JornalCERJS
 
Ppt cel 1º d
Ppt cel 1º dPpt cel 1º d
Ppt cel 1º d
Cidália Loureiro
 
Boletim informativo novembro/dezembro 2015
Boletim informativo novembro/dezembro 2015Boletim informativo novembro/dezembro 2015
Boletim informativo novembro/dezembro 2015
bibliotecasjuliomartins
 
1º encontro mensal polo 2 red
1º encontro mensal polo 2 red1º encontro mensal polo 2 red
1º encontro mensal polo 2 red
labteotonio
 

Mais procurados (18)

Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13
 
Teste 1
Teste  1Teste  1
Teste 1
 
Boletim informativo2 2015_2016
Boletim informativo2 2015_2016Boletim informativo2 2015_2016
Boletim informativo2 2015_2016
 
Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5
 
Inforbib novembro
Inforbib novembroInforbib novembro
Inforbib novembro
 
Mimos e livros março 2011
Mimos e livros   março 2011Mimos e livros   março 2011
Mimos e livros março 2011
 
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro SeromenhoNewsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
 
Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)
 
SEMANA DA LEITURA 2010
SEMANA DA LEITURA 2010SEMANA DA LEITURA 2010
SEMANA DA LEITURA 2010
 
Boletim da be dezembro 12
Boletim da be dezembro 12Boletim da be dezembro 12
Boletim da be dezembro 12
 
Apresentação ALer+ 2010
Apresentação ALer+ 2010Apresentação ALer+ 2010
Apresentação ALer+ 2010
 
Paa be 2016 2017
Paa be 2016   2017Paa be 2016   2017
Paa be 2016 2017
 
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
Leituras De BerçO. PráTicas De PromoçãO Da Leitura Com BebéS Dos 9 Meses Aos ...
 
A Escola No Tempo Da Ditadura
A Escola No Tempo Da DitaduraA Escola No Tempo Da Ditadura
A Escola No Tempo Da Ditadura
 
Jornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJSJornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJS
 
Ppt cel 1º d
Ppt cel 1º dPpt cel 1º d
Ppt cel 1º d
 
Boletim informativo novembro/dezembro 2015
Boletim informativo novembro/dezembro 2015Boletim informativo novembro/dezembro 2015
Boletim informativo novembro/dezembro 2015
 
1º encontro mensal polo 2 red
1º encontro mensal polo 2 red1º encontro mensal polo 2 red
1º encontro mensal polo 2 red
 

Semelhante a Boletim be 11 janeiro 21

Boletim be 10 eb monte belo
Boletim be 10   eb monte beloBoletim be 10   eb monte belo
Boletim be 10 eb monte belo
Clara Mata
 
Boletim informativo5
Boletim informativo5Boletim informativo5
Boletim informativo5
Risoleta Montez
 
2ºedição 2017
2ºedição 20172ºedição 2017
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
Pedro Dominice Jacinto
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
franciscamonteiro
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
Jornal "O Barnabé" - junho 10
Jornal "O Barnabé" - junho 10Jornal "O Barnabé" - junho 10
Jornal "O Barnabé" - junho 10
HelderRamos16
 
Zoom 4final
Zoom 4finalZoom 4final
Zoom 4final
Vítor Rocha
 
Boletim Informativo - fevereiro 2014
Boletim Informativo - fevereiro 2014Boletim Informativo - fevereiro 2014
Boletim Informativo - fevereiro 2014
bibliotecasjuliomartins
 
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar 2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
mmppr3
 
De clara17
De clara17De clara17
De clara17
IsabelPereira2010
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
EscolaPedrita
 
Portfolio g3 tarde
Portfolio g3 tardePortfolio g3 tarde
Portfolio g3 tarde
EscolaPedrita
 
G3tarde
G3tardeG3tarde
G3tarde
EscolaPedrita
 
Boletim
BoletimBoletim
Boletim 2 - O Dinis
Boletim 2 - O DinisBoletim 2 - O Dinis
Boletim 2 - O Dinis
Caia Évora
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
EscolaPedrita
 
Jornal 2ºp
Jornal 2ºpJornal 2ºp
Jornal 2ºp
aszf fontainhas
 

Semelhante a Boletim be 11 janeiro 21 (20)

Boletim be 10 eb monte belo
Boletim be 10   eb monte beloBoletim be 10   eb monte belo
Boletim be 10 eb monte belo
 
Boletim informativo5
Boletim informativo5Boletim informativo5
Boletim informativo5
 
2ºedição 2017
2ºedição 20172ºedição 2017
2ºedição 2017
 
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
Jornal da Escola Municipal de Santo Antonio dos Caboclos
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
Jornal "O Barnabé" - junho 10
Jornal "O Barnabé" - junho 10Jornal "O Barnabé" - junho 10
Jornal "O Barnabé" - junho 10
 
Zoom 4final
Zoom 4finalZoom 4final
Zoom 4final
 
Boletim Informativo - fevereiro 2014
Boletim Informativo - fevereiro 2014Boletim Informativo - fevereiro 2014
Boletim Informativo - fevereiro 2014
 
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar 2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
2º e 3º números da Newsletter da Biblioteca Escolar
 
De clara17
De clara17De clara17
De clara17
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
Portfolio g3 tarde
Portfolio g3 tardePortfolio g3 tarde
Portfolio g3 tarde
 
G3tarde
G3tardeG3tarde
G3tarde
 
Boletim
BoletimBoletim
Boletim
 
Boletim 2 - O Dinis
Boletim 2 - O DinisBoletim 2 - O Dinis
Boletim 2 - O Dinis
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
Jornal 2ºp
Jornal 2ºpJornal 2ºp
Jornal 2ºp
 

Último

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 

Boletim be 11 janeiro 21

  • 1. EB1 n.º 6 de Setúbal - Monte Belo março 2021 Ano VII, N.º 1 Boletim da Biblioteca Escolar Ambientação Online 2 Animação e Literacia da leitura 3 Trabalhar os ODS com a Biblioteca Escolar - O Desafio da Igualdade 4 Trabalhar os ODS com a Biblioteca Escolar - A arte de mariscar… mas sem lixo! 5 Literacia dos Media: Documentário “O dia em que a nossa escola mudou por causa de um vírus” 6 Literacia dos media: “Alimentação saudável e a sedução da Publicidade” 7 Literacia dos media - “Como a Publicidade engordou o Rei Estragão” 8 Ciências Experimentais - PROGRAMA MUNICIPAL 9 Concurso Nacional de Leitura - 14ª Edição 10 STOP - Vamos todos ler! - Dia Internacional das Bibliotecas Escolares 11 Literacia da Informação: “A Dieta Mediterrânica 12 Projeto AQUASAD 13 Eco-Escolas -“Este Natal os enfeites estão por tua” conta” 14 Nesta edição: presencialmente e terminadas em período de confinamento e vice-versa. Também, mesmo presencialmente, existiram atividades híbridas, em que para lá dos momentos presenciais na escola, existiram momentos de trabalho, autónomo ou apoiado, através de recursos e ferramentas digitais. Os projetos Eco-Escolas e Escola Azul, a Oferta Completar “Cruzar Olhares por Setúbal”, bem como alguns concursos promovidos pela Biblioteca Escolar, estimularam a participação e envolvimento dos alunos das várias turmas que realizando diversos projetos, com diversas ferramentas digitais protagonizaram a construção do seu próprio saber. Agradecemos a toda a comunidade educativa que connosco colaborou, permitindo o enriquecimento das práticas letivas, bem como a qualidade das aprendizagens e produtos construídos pelos nossos alunos. Manuela Monteiro Docente da EB Monte Belo Atravessamos tempos diferentes e desafiantes!... Contudo, apesar das muitas e variadas adversidades, na escola, continuamos com a mesma força motivadora a desenvolver várias atividades e projetos, em articulação com a Biblioteca Escolar, visando sempre a aprendizagem e o sucesso escolar de todos os alunos. O ano letivo já há muito se iniciou, e tem vindo a decorrer de forma presencial e não presencial. No entanto, isso não se constituiu impeditivo para o desenvolvimento das mais variadas atividades, os mais variados projetos. Mesmo que, nem sempre com proximidade física aos professores e colegas, essa proximidade existiu através das plataformas digitais e ambientes virtuais. Assim sendo, foram dinamizadas atividades envolvendo as literacias da leitura, da informação e dos media, com recurso a várias ferramentas digitais. No desenvolvimento das atividades existiu uma interação entre presencial e virtual, havendo atividades iniciadas
  • 2. Em outubro e novembro, trabalhámos com docentes e alunos atividades formativa de ambientação online. A partir destas atividades, os alunos aprenderam a entrar no seu e-mail institucional, a criar e a enviar mensagens de e-mail, numa primeira fase. Posteriormente, aprenderam a utilizar e a trabalhar com o Google Classroom. Por último, desenvolveram atividades na Biblioteca Escolar, com recurso ao Google Classroom. No dia 10 de novembro de 2020, realizámos atividades de ambientação online muito divertidas e produtivas! Depois de fazermos a abertura do dia, a Professora Rosário disse-nos que íamos à biblioteca escolar para aprender a criar e Ambientação Online Esta ambientação online foi bastante positiva e útil para a sistematização do trabalho letivo mediado por esta plataforma. Clara Mata Professora Bibliotecária aceder ao nosso e-mail e também ao Classroom. A turma foi dividida em dois grupos. Um grupo ficou com a Professora Rosário e com a Professora Clara na biblioteca e o outro ficou com a Professora Alvina na sala de aula. Na biblioteca escolar, sentámo-nos à frente dos computadores e a Professora Clara mostrou-nos, projetando no quadro, os passos que tínhamos de seguir. As professoras iam- nos ajudando ao longo da atividade, para que fosse mais fácil percebermos e aprendermos tudo. Depois de cada aluno criar o seu e-mail, aprendemos também a aceder ao Classroom. Realizámos ainda um questionário muito engraçado no Classroom, sobre a lenda de São Martinho. Foi interessante pois é uma maneira diferente de fazer uma ficha. Tudo isto foi divertido, pois foi uma atividade diferente, relacionada com a informática e muito útil uma vez que é necessário aprender a utilizar estas ferramentas para as aulas online, para não termos problemas se tivermos de aceder em casa. Texto Coletivo MB3A Página 2
  • 3. Animação e literacia da leitura “Frederico”, de Leo Lionni Frederico, de Leo Lionni é uma obra aconselhada pelo Plano Nacional de Leitura, que nos conta a história de uma família de ratos que recolhe alimentos para o Inverno. Todos trabalham, todos exceto Frederico, que aparentemente não faz nada. Mas ele também aprovisiona: raios de sol, cores e palavras. Quando chega o Inverno, comprova -se que o seu trabalho foi imprescindível, pois Pedro Pereira - MB1A graças à sua poesia os ratos suportarem melhor a dureza do Inverno. A história foi contada com recurso ao «kamishibai» é um dispositivo inventado no Japão para contar histórias com imagens. O termo significa literalmente «teatro de papel». Depois de ouvirem a história na Biblioteca Escolar, os alunos preencheram o mapa da narrativa, nas suas salas de aula. Clara Mata Professora Bibliotecária Filipa Almeida - MB1B Página 3
  • 4. Trabalhar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com a Biblioteca Escolar O Desafio da Igualdade No mês de outubro fizemos um trabalho, na biblioteca escolar, sobre a igualdade de género, que é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas, para que nosso planeta possa melhorar. Primeiro, discutimos sobre a obra de Valter Hugo Mãe “Palavras bonitas sobre contas”, que a professora Clara nos leu. Depois, também vimos e discutimos o vídeo “O desafio da igualdade”. A professora Clara ia registando no quadro as nossas ideias. A seguir, escolhemos algumas das ideias e fizemos cartazes para alertar a pessoas para a igualdade de género e que todos devem ter as mesmas oportunidades. Primeiro, planificámos e depois construímos os cartazes, num programa que se chama Canva. Grupo de trabalho - MB3A Página 4
  • 5. Página 5 A arte de mariscar… mas sem lixo! Eu e mais cinco colegas da nossa turma MB3B fizemos um trabalho na Biblioteca Escolar sobre a Arte de Mariscar no rio Sado. Esta é uma arte e um ofício de há vários anos, mas já são poucas as mulheres que ainda o fazem. Começámos por ver um vídeo, no qual as mariscadoras nos contavam como eram os seus dias de trabalho. Começam o trabalho por volta das 07:45h, quando vão numa carrinha apanhar o barco, que as leva até ao local onde apanham alguns mariscos, bivalves e as poliquetas, que são o isco para apanhar peixes. espécies são apanhadas com maré- baixa e com sal fino. Chegam a estar cerca de 4 horas no lodo. Os equipamentos que estas mulheres utilizam são: botas de borracha até a cintura; patilhas para os pés, para não se enterrarem; luvas de borracha para as mãos, para não cortarem os dedos; e baldes para colocarem os mariscos e as poliquetas. Os mariscos comestíveis apanhados nesta profissão são: lingueirão, berbigão e ameijoas. Os anelídeos são todos aqueles que servem apenas para a pesca como as minhocas, casulo e ganso ou poliquetas. Também vimos que por vezes, os mariscadores deixam no rio Sado algum lixo, como é o caso das embalagens de sal fino que utilizam para a apanha do marisco. Isso é um problema que ameaça as várias espécies que habitam o Estuário do Sado, como os peixes, os golfinhos e os cavalos-marinhos que vivem nas pradarias marinhas. Por isso é muito importante mariscar sem lixo! Foi o que vimos num vídeo, onde várias “Guardiãs do Mar” apanhavam o lixo das praias e ensinavam as mariscadoras a mariscar sem poluir o rio. Depois de vermos e falarmos sobre os filmes, fizemos os guiões e gravamos um vídeo sobre a Arte das Mariscadoras do Sado, que podem ver em https:// www.youtube.com/watch?v=S9th6HUi5l0 Miguel Cruz MB3B
  • 6. Literacia dos Media: Documentário “O dia em que a nossa escola mudou por causa de um vírus” Este documentário surgiu de uma proposta da biblioteca escolar, para os alunos das turmas MB4A e MB4B, embora no início ainda não sabíamos muito bem qual seria o tema. Começámos por fazer algumas propostas de temas que fossem atuais e importantes e apareceram palavras como “covid” e “pandemia”. Como os professores também concordaram, o João lembrou-se do dia, uma sexta-feira de março, em que todos soubemos que não voltávamos para a escola, na segunda-feira seguinte. Então surgiu o título telemóvel e aos planos. Depois gravámos todas as entrevistas, em vários sítios da escola e em casa aos pais. Também gravámos imagens de espaços da escola, procurámos imagens de atividades e escrevemos e gravámos os textos para o documentário. Estes textos foram lidos pelo Pedro e pelo Rodrigo. Tivemos de gravar algumas cenas várias vezes, até ficar bem. Também, por vezes apareciam outras pessoas, ou faziam barulho e tínhamos de repetir. do projeto: “13/3 – o dia em que a nossa escola mudou por causa de um vírus”. Na biblioteca, fomos apontando algumas ideias sobre coisas que tinham mudado, quando estávamos em casa e quando regressámos à escola. Também escolhemos as pessoas a entrevistar, para nos falarem sobre essas questões: alunos, professores, assistentes operacionais e os pais, assim como os espaços e o guião das entrevistas. Depois a professora Clara explicou-nos como devíamos gravar as entrevistas. Devíamos ter atenção ao som, à posição do No final das gravações, a professora Clara fez a montagem no computador e também pôs a música. Ficou muito bom! Foi muito divertido, ser jornalista e fazer as entrevistas para o documentário. Aprendemos como trabalham os jornalistas. Texto coletivo produzido pela turma MB4B Página 6
  • 7. Literacia dos media: “Alimentação saudável e a sedução da Publicidade” Página 7 As turmas do 4º ano de escolaridade trabalharam o tema “Alimentação saudável e a sedução da Publicidade”, a propósito da comemoração do Dia Mundial da Alimentação. Começámos por assistir, na Biblioteca Escolar à visualização de três anúncios publicitários sobre produtos alimentares: um era dos cereais “Chocapic”, ou era do “Kinder” ovo de chocolate e o último da “McDonald's - Double Big Mac”. Depois, de vermos cada anúncio estivemos a falar sobre qual seria o público- alvo e a intenção do anúncio. Também analisámos qual seria a linguagem utilizada por quem faz o anúncio para levar as pessoas que o veem a desejar e a comprar aqueles produtos. Vimos que utilizam: cores quentes, muitos ritmos e muito movimento, música muito alegre, existe uma frase destacada que se chama slogan e também há palavras que são muito repetidas. Também percebemos que existem muitos produtos que não nos fazem falta e que até prejudicam a saúde, mas que nós queremos porque vimos na publicidade. Nós sabemos que são alimentos que não são saudáveis, mas não conseguimos resistir a querê-los. A seguir, na sala de aula, preenchemos o mapa do anúncio, que a professora Clara nos tinha dado, onde tivemos de responder a várias questões sobre o anúncio da “McDonald's”, que eram: O que anuncia?, Que cores usa?, Que tipo de música usa?, Que imagens usa?, Que mensagem transmite? e Por que razão gostas do anúncio? Depois, em casa, fizemos uma pesquisa sobre a dieta mediterrânica, através de guião e escrevemos um texto. Tínhamos de pesquisar: o que era a dieta mediterrânica; quais são os seus princípios e quais os países que a praticam. Depois, o professor Luís pôs as nossas respostas num mural chamado Padlet. Foi muito importante aprendermos sobre a publicidade para protegermos melhor a nossa saúde. MB4B
  • 8. “Como a Publicidade engordou o Rei Estragão” Página 8 centímetros porque era muito gordo. Então mandou instalar muitas câmaras no campo de futebol, para conseguir ver os jogos na sua televisão gigante. Enquanto via o jogo, ele comia muitos hambúrgueres, muitas balatas fritas, muitos refrigerantes e muitas guloseimas, que via nos anúncios. Cada vez fica mais gordo e mais triste. Até que um dia chegou ao palácio, um sábio que ensinou o rei a fazer dieta: a comer menos doces, menos batatas fritas e menos refrigerantes… e a comer mais legumes, vegetais, peixe grelhado, sopa e a beber mais água. Assim, o rei Estragão ficou muito mais magro e conseguiu jogar futebol e conhecer o mar. Até arranjou uma namorada! Tu também podes aprender com o rei Estragão a fazer uma dieta saudável e a não comer tudo o que vez na publicidade, para viveres mais tempo, saudável e feliz! Depois de termos feito este resumo da história, dividimos em partes e fizemos gravações, com um telemóvel e um fundo verde e também fizemos desenhos. A professora substituiu o fundo verde pelos desenhos e montou um filme. Depois fomos à biblioteca escolar ver o filme e explicámos aos colegas como fizemos o trabalho. MB2B Esta foi uma atividade que fizemos sobre um conto que ouvimos na Biblioteca Escolar: “O rei que queria ver o mar”, do escritor José Fanha, no dia 16 de outubro, que é Dia Mundial da Alimentação. A professora Clara leu-nos a história e depois estivemos a falar sobre ela e também sobre a alimentação do rei Estragão que era muito má, pois ele comia muito e comia muito mal. O rei Estragão e vivia na Sumélia. Ele era muito gordo porque comia muito e comia muito mal. Ele queria ser jogador da equipa nacional da Sumélia, mas só conseguia saltar 5
  • 9. Ciências Experimentais - PROGRAMA MUNICIPAL No dia 4 de dezembro de 2020 vieram à nossa escola e à nossa sala monitores do Centro de Ciência Viva de Lisboa. Começaram por nos distribuir uns tablets, que trouxeram, disseram-nos para abrirmos numa aplicação que se chama Scratch Júnior e depois, explicaram-nos como a utilizar. Primeiro explicaram qual as função dos botões, mostraram que podíamos editar as personagens, por exemplo mudar a cor da camisola mostraram também os fundos…. Fizemos histórias extraordinárias, mas não deu tempo de as podermos apresentar pois os monitores tiveram de voltar ao trabalho e foram-se embora. Vocês também podem fazer isto em casa é só instalares o Scratch Júnior e fazer histórias como as nossas ou até melhores. Joana Calisto MB4A Scratch Júnior Circuitos elétricos No dia 15 de dezembro de 2020 vieram à nossa escola dois monitores do Centro de Ci- ência Viva de Lisboa, o Henrique e o Manel. Eles primeiro apresentaram-se. Explicaram que uma tomada tinha 220 volts, etc depois deram-nos uma pilha com apenas 4,5 volts, uma lâmpada minúscula, uma tábua de madei- ra com um encaixe para pormos a lâmpada e quatro cabos de cores diferentes. Deram-nos um desafio!! Que era com os cabos ligar a lâmpada. Era nos dois parafusos mais reluzentes. O próximo desafio era acender duas lâm- padas com três cabos. Foi preciso ligar dois cabos à pilha e o outro entre as duas lâmpa- das. O último desafio foi com os cabos todos, e era para ligar as duas lâmpadas mas quando tirássemos uma lâmpada a outra tinha de ficar acessa. Nós gostámos muito desta atividade! Aprendemos muito e divertimo-nos bastante! Esperamos que venham mais vezes!! Rodrigo Pinho MB4A Página 9
  • 10. Ciências Experimentais - PROGRAMA MUNICIPAL No dia 9 de dezembro, os monitores Rita e Pedro, do Centro de Ciência Viva, vieram à nossa escola para realizarem connosco uma atividade chamada “A fuga das minhocas”. A fuga das minhocas Esta atividade fez-me perder o medo de minhocas! Eu pensava que as minhocas eram apenas bichos nojentos, mas não!... São apenas pequenos bichos que ajudam o nosso planeta comendo os restos de comida que nós desperdiçamos e deitamos fora após dia à dia. No fim da atividade, a Rita e o Pedro distribuíram a cada aluno uma missanga e um ferrinho para fazermos a nossa minhoca de estimação. A minha era a preto e branco e ficou muito fixe. Eu espero que talvez um dia esta atividade se volte a repetir!!! Catarina Soares Concurso Nacional de Leitura - 14ª Edição Olá! Eu sou o Rodrigo Pinho, e participei no Concurso Nacional de Leitura. Este concurso, decorreu primeiro no Agrupamento. Houve uma prova escrita, através de um formulário e fui apurado para a prova oral, que decorreu também na biblioteca escolar através do Google Meet, com outros alunos do Agrupamento. Eu fui apurado para as provas municipais. O livro que tivemos de ler e estudar foi o “Tio Desafio”, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada. Já na segunda fase, a nível municipal. Li e estudei o livro indicado, que era “O homem que carregava pedras”, de Marco Taylor. Na prova escrita, que também foi feita a distância, através de um formulário da Google Forms, errei uma pergunta e então não passei à prova oral. Apesar de não passar, assisti às provas dos outros e, acabei por saber que mesmo que não tendo ganho, recebia alguns prémios de participação: um caderno, uma caneta para escrever no caderno e no telemóvel, um diploma e um cupão de desconto de 20% e mais 10% e cartão Bertrand. Gostei imenso de participar no concurso, achei bastante divertido e desafiador!!! Rodrigo Pinho MB4A Página 10
  • 11. Página 11 STOP - Vamos todos ler! - Dia Internacional das Bibliotecas Escolares No dia 28 de outubro de 2020, que foi o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares, decorreu mais uma edição do STOP - Vamos todos Ler+ Já sabemos que, quando toca a campainha, paramos as atividades que estamos a fazer, para nos dedicarmos à leitura. Os alunos de cada turma vão para um espaço da nossa escola, para lerem ou para ouvirem ler. Desta vez, como estava a chover, ficámos na nossa sala de aula. Junto com os meus colegas visionámos um recurso digital - “O Tesouro do Planeta”. Era um filme sobre uma porção da terra muito grande, enorme, bela e cheia de vida! Até que um dia vieram as pessoas e cortaram as árvores para fazerem casas, camas, mesas, folhas para escrever, brinquedos… e várias outras coisas. Até que foram destruindo o Planeta. Eu achei o filme muito triste, porque o tesouro do planeta era cada vez mais destruído e os seres vivos cada vez mais ficavam menos… Por isso, é muito importante não cortar as árvores para proteger o tesouro do nosso planeta. Nikita Braga MB2A Na nossa escola todos os anos há um dia diferente: é o dia do Stop a Ler que é dedicado à leitura. Nesse dia tão esperado, lemos uma história no exterior da sala de aula, mas neste dia estava a chover e por isso, a professora decidiu ir buscar um livro à biblioteca para lermos na sala de aula. Nós gostamos mais quando é na biblioteca porque nos sentamos no chão. O livro escolhido foi a história “Livro com cheiro a banana” de Alice Vieira. A capa deste livro tem a ilustração de uma menina de cabelo amarelo e o livro cheira a banana, mas nós não cheirámos. A professora Rosário leu de uma maneira divertida, pois ao longo da história fez várias vozes. Gostámos muito da forma animada com que a professora conta as histórias, faz- nos sentir felizes. Para participarmos a professora ia fazendo pausas e colocando questões sobre o que tínhamos acabado de ouvir e também perguntava a nossa opinião sobre o que ia acontecer a seguir. Gostámos muito da atividade porque é um momento diferente e calmo e a professora fez com que aquele dia chuvoso, fosse um dia bem passado e divertido que gostaríamos muito de voltar a repetir. Gostávamos que a professora voltasse a contar outras histórias como por exemplo “O novelo de emoções”. Texto Coletivo MB3A
  • 12. Literacia da Informação: “A Dieta Mediterrânica” A dieta mediterrânica é uma dieta que é praticada em países que estão na bacia do mar mediterrâneo. Em 2013, a dieta mediterrânica, foi reconhecida pela UNESCO, como Património Cultural e Imaterial da Humanidade. Os países que a praticavam inicialmente eram Grécia, Itália, França e Espanha. Posteriormente esta dieta foi alargada a outros países da bacia do mar Mediterrâneo: Portugal, Marrocos, Chipre e Croácia. A dieta mediterrânica é uma dieta muito saudável e sustentável. Saudável porque: • É uma cozinha simples à base de sopas, caldeiradas, ensopados, cozidos; • Neste tipo de dieta, não se come em grande quantidade, é uma dieta frugal; • É à base de frutas e legumes, privilegia produtos de origem vegetal e menos de origem animal; • Usa o azeite em vez de óleo e outras gorduras de origem animal, por ser uma gordura mais saudável; • Usa especiarias e ervas aromáticas em vez do sal; • Usa produtos locais frescos e da época respeitando a sazonalidade; • A bebida preferida é a água e infusões (chá de ervas); • As comidas são adequadas à época do ano: no outono e inverno comem-se comidas mais quentes e reconfortantes, como por exemplo, caldeiradas, sopas, ensopados, etc. Na primavera e no verão comem-se comidas mais frescas, como por exemplo, saladas. Sustentável porque: • Protege e respeita a biodiversidade; • Protege o meio ambiente porque reduz os transportes e o armazenamento dos produtos; • Usamos os produtos locais, frescos e sazonais. Respeitando os princípios da dieta mediterrânica vamos ser mais saudáveis, ter uma maior longevidade e teremos um planeta mais equilibrado. Texto coletivo produzido pela turma MB4A, produto de uma pesquisa, análise e tratamento de dados, na sequência de uma sessão sobre a temática na Biblioteca Escolar Página 12
  • 13. Projeto AQUASADO No dia 2 de dezembro, a turma MB4A, da Escola Básica n.º 6 de Setúbal, do Agrupamento de Escolas Luísa Todi, participou, por videoconferência, numa sessão animada pela bióloga Joana Dias Mota, responsável pela implementação de atividades de educação e sensibilização ambiental desenvolvidas no âmbito do projeto AQUASADO. Este projeto tem como foco a qualidade ambiental do Estuário do Sado, assim como a promoção Entre as muitas aprendizagens que fizeram, ficaram a saber que no estuário do Sado há ostras e que algumas “produzem” pérolas, que as ostras se alimentam de fitoplâncton, que há uma grande variedade de algas e que estas são responsáveis pela produção de oxigénio. da aquacultura sustentável. A Joana apresentou a “História do Rui” que é um menino que vive em Setúbal e que um dia, quando andava a passear pela praia, encontrou uma pérola. A partir daí o Rui teve vários encontros com diferentes animais marinhos, entre os quais uma ostra que o levou a descobrir a importância das algas na vida do estuário do Sado e do planeta Terra e a necessidade de cuidar do ambiente. Aprendemos que, tal como o Rui, podem ajudar o rio Sado e o ambiente. Para isso podem separar os lixos e colocá-los nos sítios certos. Texto coletivo produzido pela turma MB4A Página 13
  • 14. Eco-Escolas -“Este Natal os enfeites estão por tua” A atividade “Este Natal os enfeites estão por tua conta”, surgiu na nossa escola, a partir de uma proposta do projeto Eco-Escolas. Fiquei muito feliz quando a professora nos disse que iríamos trabalhar com embalagens da Compal. Pedi ajuda à minha mãe. Em conjunto, decidimos fazer uma árvore de Natal e uma estrela. Os materiais usados foram: paus de gelado, pompons de várias cores, tinta vermelha e cola UHU. Para preencher a árvore de Natal, usei a embalagem da Compal. Comecei por pintar os paus com tinta vermelha, deixei secar, juntei-os em forma de triângulo e colei-os com a cola UHU. Recortei a embalagem da Compal em forma de estrela e de triângulo. No final colei os enfeites. Gostei muito de participar neste projeto “Este Natal os enfeites estão por tua conta”. Diverti-me muito a recortar, a pintar e a elaborar este trabalho de material reciclável, com a ajuda da minha mãe. Sozinha não teria conseguido. Maria Leonor Braga MB2A Este Natal foi mais ecológico, criativo e com um valor emocional acrescentado pelo facto de os enfeites serem produzidos pelos próprios alunos. Não te esqueças que podes reutilizar materiais, e reciclar com o depósito das embalagens no contentor amarelo Página 14