SlideShare uma empresa Scribd logo
BLACK BLOC: VÂNDALOS, FASCISTAS OU ANARQUISTAS?
Fernando Alcoforado*
A violência das manifestações de junho de 2013 em São Paulo, no Rio de Janeiro e em
outras cidades brasileiras trouxe como fato novo os adeptos do “Black Bloc” que são
denominados por alguns analistas de vândalos e por outros de fascistas e anarquistas.
Independentemente da denominação que lhes sejam atribuídas, não há dúvidas de que a
violência dos manifestantes traduz a insatisfação contra as instituições políticas
corruptas do Brasil e contra o governo central que demonstra ineficiência e
incapacidade total para atender as demandas da sociedade. A violência dos adeptos do
“Black Bloc” tem também um caráter anticapitalista e antiglobalização porque o
capitalismo e a globalização, sobretudo a financeira, são considerados os maiores
responsáveis pela crise mundial que avassala o planeta e pelo agravamento da situação
econômica e social em todo o mundo.
Os adeptos do “Black Bloc” surgiram no Brasil também porque grande parte dos
partidos políticos, sindicatos e organizações da Sociedade Civil se omitem diante da
grave situação política, econômica e social vivida em nosso país haja vista que alguns
deles foram cooptados pelos atuais detentores do poder e, outros, esmagados por estes
demonstram incapacidade total de mobilização popular. Na prática, os adeptos do
“Black Bloc” ocupam o espaço de reivindicação abandonado pelos partidos políticos,
sindicatos e organizações da Sociedade Civil que apoiam o governo do PT. Os adeptos
do “Black Bloc” não possuem, entretanto, uma pauta clara dos objetivos que pretendem
atingir. Os adeptos da tática “Black Bloc” pregam a depredação do patrimônio privado
de grandes empresas (tendo como alvos preferenciais, no Brasil, as agências bancárias e
concessionárias de veículos). Fazem isso como ação simbólica de ataque às corporações
capitalistas e, em última instância, ao capitalismo como sistema.
A revolta dos adeptos do “Black Bloc” se manifestou, também, contra os governantes
do Brasil na depredação do patrimônio público que também foi atingido nas
manifestações de junho de 2013. Ao mesmo tempo, seus integrantes defendem a
democracia direta desqualificando com razão as instituições da democracia
representativa e do Estado brasileiro que estão a serviço dos monopólios nacionais e
internacionais em detrimento dos interesses da população brasileira. As concepções
anarquistas são, em geral, muito atraentes para aqueles que valorizam a democracia
radical (direta) e a justiça social no enfrentamento do capitalismo e suas iniquidades. No
entanto, esse radicalismo de caráter anarquista não contribui para a derrocada do
capitalismo. Basta avaliar os resultados da tática “Black Bloc” nas ações
antiglobalização na Europa e nos Estados Unidos como o “Occupy Wall Street”. Vejase o exemplo da Espanha que, depois das revoltas dos “indignados”, a direita voltou ao
poder nas eleições seguintes e a política econômica de “austeridade”, adotada pelos
neoliberais espanhóis do Partido Popular, só aprofundou a recessão e o desemprego,
principalmente entre os jovens.
Um fato indiscutível é o de que esquerda e direita têm projetos político-econômicos
incompatíveis. Para as esquerdas, a defesa da igualdade social é um ponto essencial.
Para as esquerdas, é fundamental a atuação do Estado na promoção da igualdade social.
Para isso, os impostos devem ser cobrados de maneira proporcional à riqueza e à renda
dos cidadãos e das empresas, algo que, como se sabe, não ocorre no Brasil. Nem mesmo
1
o imposto sobre “grandes fortunas”, previsto na Constituição de 1988, foi
regulamentado. A pauta da direita, por outro lado, é a da liberdade dos negócios, mesmo
que à custa dos interesses das maiorias e, principalmente, em detrimento dos direitos
das camadas mais pobres e sofridas da população. E o que querem os adeptos do “Black
Bloc”, além de enfrentar a polícia e protagonizar ações que simbolizam a “destruição do
capitalismo”? Que projeto têm os adeptos do “Black Bloc”? Pelo que se pode ler em
sites do “Black Bloc” na internet, só há a rejeição radical ao capitalismo.
Cabe observar que a tática “Black Bloc” surgiu no seio de uma vertente alternativa da
esquerda europeia no início da década de 1980 permanecendo muito pouco conhecida
fora do Velho Continente até o fim do século XX. Foi só com a formação de um “Black
Bloc” durante as manifestações contra a OMC em Seattle, em 1999, que as máscaras
pretas ganharam as manchetes da imprensa mundial. É natural, portanto, que muita
gente ache que a tática tenha surgido com o chamado “movimento antiglobalização” e
tenha se baseado, desde o início, na destruição dos símbolos do capitalismo. O
lamentável é a desinformação demonstrada sobre o assunto por certos expoentes e
segmentos da esquerda tradicional brasileira que chegaram ao ponto de qualificar a
tática “Black Bloc” de fascista. Os adeptos do “Black Bloc” não são nem vândalos,
estrito senso, nem fascistas. Eles são anarquistas que chegaram ao Brasil por influência
da experiência norte-americana. Ressalte-se que um “black bloc” é um “bloco negro”,
ou seja, um grupo de militantes que optam por se vestir de negro e cobrir o rosto com
máscaras da mesma cor para evitar serem identificados e perseguidos pelas forças da
repressão.
A corrupção desenfreada em todos os poderes da República e a incapacidade do
governo brasileiro e das instituições políticas em geral de oferecer respostas eficazes
para as demandas da população na atualidade tendem a aumentar a violência política no
Brasil, sobretudo em 2014 quando serão realizadas eleições para a Presidência da
República, os Governos de Estado e o Parlamento. Os detentores do poder utilizarão de
todas as armas legais e ilegais para se manterem no comando da nação e seus
adversários farão de tudo para galgarem o poder. As eleições de 2014 serão decisivas
para o futuro do Brasil porque a manutenção do PT do poder ou sua substituição pelo
PSDB significará o não atendimento das demandas da população com a continuidade da
política neoliberal e antinacional que infelicita a nação brasileira desde 1994. A vitória
de Eduardo Campos nas eleições presidenciais de 2014 com a ascensão ao poder do
PSB pode significar uma mudança radical na vida brasileira se houver um rompimento
com a política neoliberal e antinacional adotada pelo atual governo.
Se houver mudança no comando da nação com a adoção de uma nova política
econômica e financeira diametralmente oposta à atual, o futuro governo poderá se
defrontar com a oposição de setores econômicos prejudicados. O País poderá ficar
desorganizado e convulsionado como aconteceu na década de 1960 do século XX
quando a direita arquitetou o golpe de estado que derrubou o presidente João Goulart. O
caos poderá se instalar no Brasil com o incremento das manifestações da população e a
volta dos adeptos do “Black Bloc” às ruas. Neste contexto, a direita, que sempre esteve
voltada para a defesa dos interesses das classes dominantes e do capital internacional,
tentará articular o apoio de certas parcelas da sociedade para alijar os detentores do
poder. É sabido que, historicamente, em épocas de convulsões sociais, a direita se une.
Em um ambiente de convulsão social, a violência dos adeptos do “Black Bloc” pode
oferecer a justificativa necessária para a direita patrocinar um novo golpe de estado no
Brasil para manter a política neoliberal e antinacional em vigor.
2
Dois cenários precisam ser evitados a todo o custo pelo povo brasileiro com as eleições
de 2014: o primeiro, o da continuidade dos atuais detentores do poder devido à
incompetência demonstrada e o descompromisso com os reais interesses da nação que
podem alimentar a convulsão social no País e, o segundo, o do insucesso de um governo
de oposição ao atual que assumindo o poder adote uma política voltada para o
atendimento dos interesses da nação e do povo brasileiro e que, devido a este fato, se
defronte com obstáculos que levem à desorganização do País e, também, à convulsão
social. Ambos os cenários podem criar, portanto, a justificativa necessária para a direita
patrocinar um novo golpe de estado no Brasil para manter a política neoliberal e
antinacional em vigor se os continuadores do governo atual ou um governo de oposição
venha a assumir o poder e não reúna capacidade para evitar o aprofundamento da crise
econômica e política e a convulsão social dela resultante.
*Fernando Alcoforado, 73, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional
pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico,
planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos
livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem
Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000),
Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de
Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento
(Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos
Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the
Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller
Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe
Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e
combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e
Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre
outros.

.

3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Fernando Alcoforado
 
O impasse político atual no brasil
O impasse político atual no brasilO impasse político atual no brasil
O impasse político atual no brasil
Fernando Alcoforado
 
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporâneaLibelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
Fernando Alcoforado
 
Cenários da crise política no brasil
Cenários da crise política no brasilCenários da crise política no brasil
Cenários da crise política no brasil
Fernando Alcoforado
 
Presidente da república – figura dispensável num regime democrático
Presidente da república – figura dispensável num regime democráticoPresidente da república – figura dispensável num regime democrático
Presidente da república – figura dispensável num regime democrático
GRAZIA TANTA
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasilSemelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
Fernando Alcoforado
 
Volante brasil mayo2016
Volante brasil mayo2016Volante brasil mayo2016
Volante brasil mayo2016
comiteiv
 
A crise brasileira
A crise brasileiraA crise brasileira
A crise brasileira
paulorbt
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
MargarethFranklim
 
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
Lucio Borges
 
Sallum metamorfoses do estado
Sallum metamorfoses do estadoSallum metamorfoses do estado
Sallum metamorfoses do estado
Pains Lúcia
 
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
Fernando Alcoforado
 
Cenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasilCenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasil
Fernando Alcoforado
 
Hegemonia e cultura
Hegemonia e culturaHegemonia e cultura
Hegemonia e cultura
Joel da Silva
 
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasilO fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
Fernando Alcoforado
 
O brasil rumo ao inevitável confronto político e social
O brasil rumo ao inevitável confronto político e socialO brasil rumo ao inevitável confronto político e social
O brasil rumo ao inevitável confronto político e social
Fernando Alcoforado
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Fernando Alcoforado
 

Mais procurados (18)

Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
 
O impasse político atual no brasil
O impasse político atual no brasilO impasse político atual no brasil
O impasse político atual no brasil
 
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporâneaLibelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
Libelo contra a esquerda no brasil na era contemporânea
 
Cenários da crise política no brasil
Cenários da crise política no brasilCenários da crise política no brasil
Cenários da crise política no brasil
 
Presidente da república – figura dispensável num regime democrático
Presidente da república – figura dispensável num regime democráticoPresidente da república – figura dispensável num regime democrático
Presidente da república – figura dispensável num regime democrático
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasilSemelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
Semelhanças entre as crises de 1930 e 2015 no brasil
 
Volante brasil mayo2016
Volante brasil mayo2016Volante brasil mayo2016
Volante brasil mayo2016
 
A crise brasileira
A crise brasileiraA crise brasileira
A crise brasileira
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
Inconfidência nº 223 de 31 de janeiro‏
 
Sallum metamorfoses do estado
Sallum metamorfoses do estadoSallum metamorfoses do estado
Sallum metamorfoses do estado
 
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
O ocaso dos partidos, das lideranças políticas tradicionais e do poder políti...
 
Cenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasilCenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasil
 
Hegemonia e cultura
Hegemonia e culturaHegemonia e cultura
Hegemonia e cultura
 
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasilO fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
 
O brasil rumo ao inevitável confronto político e social
O brasil rumo ao inevitável confronto político e socialO brasil rumo ao inevitável confronto político e social
O brasil rumo ao inevitável confronto político e social
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
 

Destaque

3月23日食品表示一元化検討会 中間論点整理に関する意見交換会資料
3月23日食品表示一元化検討会  中間論点整理に関する意見交換会資料3月23日食品表示一元化検討会  中間論点整理に関する意見交換会資料
3月23日食品表示一元化検討会 中間論点整理に関する意見交換会資料
Kazuhide Fukada
 
Random 131113052912-phpapp02
Random 131113052912-phpapp02Random 131113052912-phpapp02
Random 131113052912-phpapp02
Kazuhide Fukada
 
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
KME Automation Services, LLC
 
CVCresults
CVCresultsCVCresults
CVCresults
Aly Hite
 
clases de oraciones y algo +.
clases de oraciones y algo +.clases de oraciones y algo +.
clases de oraciones y algo +.
Rossmeri Vilca
 

Destaque (6)

Palestra: Allan Costa
Palestra: Allan CostaPalestra: Allan Costa
Palestra: Allan Costa
 
3月23日食品表示一元化検討会 中間論点整理に関する意見交換会資料
3月23日食品表示一元化検討会  中間論点整理に関する意見交換会資料3月23日食品表示一元化検討会  中間論点整理に関する意見交換会資料
3月23日食品表示一元化検討会 中間論点整理に関する意見交換会資料
 
Random 131113052912-phpapp02
Random 131113052912-phpapp02Random 131113052912-phpapp02
Random 131113052912-phpapp02
 
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
Infographic: 2015 Trends in the Automotive Industry - part 1
 
CVCresults
CVCresultsCVCresults
CVCresults
 
clases de oraciones y algo +.
clases de oraciones y algo +.clases de oraciones y algo +.
clases de oraciones y algo +.
 

Semelhante a Black bloc vândalos, anarquistas ou fascistas

Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Roberto Rabat Chame
 
O ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasilO ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasil
Fernando Alcoforado
 
O ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasilO ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasil
Fernando Alcoforado
 
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atualConciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Fernando Alcoforado
 
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdfCOMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
Faga1939
 
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicasAcesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
Juliana Germano Moreira
 
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da repúblicaO brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
Fernando Alcoforado
 
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
A serpente  jararaca  lula e o futuro do brasilA serpente  jararaca  lula e o futuro do brasil
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
Fernando Alcoforado
 
Etica
EticaEtica
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dezJuventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Elisio Estanque
 
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
Fernando Alcoforado
 
514 an 10_março_2015.ok
514 an 10_março_2015.ok514 an 10_março_2015.ok
514 an 10_março_2015.ok
Roberto Rabat Chame
 
O brasil desgovernado
O brasil desgovernadoO brasil desgovernado
O brasil desgovernado
Fernando Alcoforado
 
Refundar a república no brasil para superar a crise atual
Refundar a república no brasil para superar a crise atualRefundar a república no brasil para superar a crise atual
Refundar a república no brasil para superar a crise atual
Fernando Alcoforado
 
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
Prof:Carlos Oliveira
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.dArtigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
citacoesdosprojetosdeotavioluizmachado
 
Paper de dimas veras e
Paper de dimas veras ePaper de dimas veras e
Paper de dimas veras e
citacoesdosprojetos
 
República no brasil da coisa pública à coisa privada
República no brasil   da coisa pública à coisa privadaRepública no brasil   da coisa pública à coisa privada
República no brasil da coisa pública à coisa privada
Fernando Alcoforado
 
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
UFPB
 

Semelhante a Black bloc vândalos, anarquistas ou fascistas (20)

Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
 
O ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasilO ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasil
 
O ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasilO ovo da serpente em gestação no brasil
O ovo da serpente em gestação no brasil
 
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atualConciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
 
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdfCOMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
COMO FORTALECER A DEMOCRACIA AMEAÇADA PELO NEOFASCISMO NO BRASIL.pdf
 
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicasAcesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
Acesso de-negros-c3a0s-universidade-pc3bablicas
 
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da repúblicaO brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
O brasil não superará a crise atual sem a refundação da república
 
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
A serpente  jararaca  lula e o futuro do brasilA serpente  jararaca  lula e o futuro do brasil
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
 
Etica
EticaEtica
Etica
 
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dezJuventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
 
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
Enfraquecido politicamente, bolsonaro incentiva e prega o golpe contra a demo...
 
514 an 10_março_2015.ok
514 an 10_março_2015.ok514 an 10_março_2015.ok
514 an 10_março_2015.ok
 
O brasil desgovernado
O brasil desgovernadoO brasil desgovernado
O brasil desgovernado
 
Refundar a república no brasil para superar a crise atual
Refundar a república no brasil para superar a crise atualRefundar a república no brasil para superar a crise atual
Refundar a república no brasil para superar a crise atual
 
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
E.Municipal dr lauro chaves (a guerra fria)
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
 
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.dArtigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
Artigo de dimas veras sobre o sec ufpe s.d
 
Paper de dimas veras e
Paper de dimas veras ePaper de dimas veras e
Paper de dimas veras e
 
República no brasil da coisa pública à coisa privada
República no brasil   da coisa pública à coisa privadaRepública no brasil   da coisa pública à coisa privada
República no brasil da coisa pública à coisa privada
 
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
Manifestações nas ruas, as eleições em 2014 e a política do Bem X Mal
 

Mais de Fernando Alcoforado

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
Fernando Alcoforado
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
Fernando Alcoforado
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
Fernando Alcoforado
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
Fernando Alcoforado
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
Fernando Alcoforado
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
Fernando Alcoforado
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
Fernando Alcoforado
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
Fernando Alcoforado
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
Fernando Alcoforado
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
Fernando Alcoforado
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
Fernando Alcoforado
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
Fernando Alcoforado
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
Fernando Alcoforado
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
Fernando Alcoforado
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
Fernando Alcoforado
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
Fernando Alcoforado
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
Fernando Alcoforado
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
Fernando Alcoforado
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
Fernando Alcoforado
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
Fernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
 

Black bloc vândalos, anarquistas ou fascistas

  • 1. BLACK BLOC: VÂNDALOS, FASCISTAS OU ANARQUISTAS? Fernando Alcoforado* A violência das manifestações de junho de 2013 em São Paulo, no Rio de Janeiro e em outras cidades brasileiras trouxe como fato novo os adeptos do “Black Bloc” que são denominados por alguns analistas de vândalos e por outros de fascistas e anarquistas. Independentemente da denominação que lhes sejam atribuídas, não há dúvidas de que a violência dos manifestantes traduz a insatisfação contra as instituições políticas corruptas do Brasil e contra o governo central que demonstra ineficiência e incapacidade total para atender as demandas da sociedade. A violência dos adeptos do “Black Bloc” tem também um caráter anticapitalista e antiglobalização porque o capitalismo e a globalização, sobretudo a financeira, são considerados os maiores responsáveis pela crise mundial que avassala o planeta e pelo agravamento da situação econômica e social em todo o mundo. Os adeptos do “Black Bloc” surgiram no Brasil também porque grande parte dos partidos políticos, sindicatos e organizações da Sociedade Civil se omitem diante da grave situação política, econômica e social vivida em nosso país haja vista que alguns deles foram cooptados pelos atuais detentores do poder e, outros, esmagados por estes demonstram incapacidade total de mobilização popular. Na prática, os adeptos do “Black Bloc” ocupam o espaço de reivindicação abandonado pelos partidos políticos, sindicatos e organizações da Sociedade Civil que apoiam o governo do PT. Os adeptos do “Black Bloc” não possuem, entretanto, uma pauta clara dos objetivos que pretendem atingir. Os adeptos da tática “Black Bloc” pregam a depredação do patrimônio privado de grandes empresas (tendo como alvos preferenciais, no Brasil, as agências bancárias e concessionárias de veículos). Fazem isso como ação simbólica de ataque às corporações capitalistas e, em última instância, ao capitalismo como sistema. A revolta dos adeptos do “Black Bloc” se manifestou, também, contra os governantes do Brasil na depredação do patrimônio público que também foi atingido nas manifestações de junho de 2013. Ao mesmo tempo, seus integrantes defendem a democracia direta desqualificando com razão as instituições da democracia representativa e do Estado brasileiro que estão a serviço dos monopólios nacionais e internacionais em detrimento dos interesses da população brasileira. As concepções anarquistas são, em geral, muito atraentes para aqueles que valorizam a democracia radical (direta) e a justiça social no enfrentamento do capitalismo e suas iniquidades. No entanto, esse radicalismo de caráter anarquista não contribui para a derrocada do capitalismo. Basta avaliar os resultados da tática “Black Bloc” nas ações antiglobalização na Europa e nos Estados Unidos como o “Occupy Wall Street”. Vejase o exemplo da Espanha que, depois das revoltas dos “indignados”, a direita voltou ao poder nas eleições seguintes e a política econômica de “austeridade”, adotada pelos neoliberais espanhóis do Partido Popular, só aprofundou a recessão e o desemprego, principalmente entre os jovens. Um fato indiscutível é o de que esquerda e direita têm projetos político-econômicos incompatíveis. Para as esquerdas, a defesa da igualdade social é um ponto essencial. Para as esquerdas, é fundamental a atuação do Estado na promoção da igualdade social. Para isso, os impostos devem ser cobrados de maneira proporcional à riqueza e à renda dos cidadãos e das empresas, algo que, como se sabe, não ocorre no Brasil. Nem mesmo 1
  • 2. o imposto sobre “grandes fortunas”, previsto na Constituição de 1988, foi regulamentado. A pauta da direita, por outro lado, é a da liberdade dos negócios, mesmo que à custa dos interesses das maiorias e, principalmente, em detrimento dos direitos das camadas mais pobres e sofridas da população. E o que querem os adeptos do “Black Bloc”, além de enfrentar a polícia e protagonizar ações que simbolizam a “destruição do capitalismo”? Que projeto têm os adeptos do “Black Bloc”? Pelo que se pode ler em sites do “Black Bloc” na internet, só há a rejeição radical ao capitalismo. Cabe observar que a tática “Black Bloc” surgiu no seio de uma vertente alternativa da esquerda europeia no início da década de 1980 permanecendo muito pouco conhecida fora do Velho Continente até o fim do século XX. Foi só com a formação de um “Black Bloc” durante as manifestações contra a OMC em Seattle, em 1999, que as máscaras pretas ganharam as manchetes da imprensa mundial. É natural, portanto, que muita gente ache que a tática tenha surgido com o chamado “movimento antiglobalização” e tenha se baseado, desde o início, na destruição dos símbolos do capitalismo. O lamentável é a desinformação demonstrada sobre o assunto por certos expoentes e segmentos da esquerda tradicional brasileira que chegaram ao ponto de qualificar a tática “Black Bloc” de fascista. Os adeptos do “Black Bloc” não são nem vândalos, estrito senso, nem fascistas. Eles são anarquistas que chegaram ao Brasil por influência da experiência norte-americana. Ressalte-se que um “black bloc” é um “bloco negro”, ou seja, um grupo de militantes que optam por se vestir de negro e cobrir o rosto com máscaras da mesma cor para evitar serem identificados e perseguidos pelas forças da repressão. A corrupção desenfreada em todos os poderes da República e a incapacidade do governo brasileiro e das instituições políticas em geral de oferecer respostas eficazes para as demandas da população na atualidade tendem a aumentar a violência política no Brasil, sobretudo em 2014 quando serão realizadas eleições para a Presidência da República, os Governos de Estado e o Parlamento. Os detentores do poder utilizarão de todas as armas legais e ilegais para se manterem no comando da nação e seus adversários farão de tudo para galgarem o poder. As eleições de 2014 serão decisivas para o futuro do Brasil porque a manutenção do PT do poder ou sua substituição pelo PSDB significará o não atendimento das demandas da população com a continuidade da política neoliberal e antinacional que infelicita a nação brasileira desde 1994. A vitória de Eduardo Campos nas eleições presidenciais de 2014 com a ascensão ao poder do PSB pode significar uma mudança radical na vida brasileira se houver um rompimento com a política neoliberal e antinacional adotada pelo atual governo. Se houver mudança no comando da nação com a adoção de uma nova política econômica e financeira diametralmente oposta à atual, o futuro governo poderá se defrontar com a oposição de setores econômicos prejudicados. O País poderá ficar desorganizado e convulsionado como aconteceu na década de 1960 do século XX quando a direita arquitetou o golpe de estado que derrubou o presidente João Goulart. O caos poderá se instalar no Brasil com o incremento das manifestações da população e a volta dos adeptos do “Black Bloc” às ruas. Neste contexto, a direita, que sempre esteve voltada para a defesa dos interesses das classes dominantes e do capital internacional, tentará articular o apoio de certas parcelas da sociedade para alijar os detentores do poder. É sabido que, historicamente, em épocas de convulsões sociais, a direita se une. Em um ambiente de convulsão social, a violência dos adeptos do “Black Bloc” pode oferecer a justificativa necessária para a direita patrocinar um novo golpe de estado no Brasil para manter a política neoliberal e antinacional em vigor. 2
  • 3. Dois cenários precisam ser evitados a todo o custo pelo povo brasileiro com as eleições de 2014: o primeiro, o da continuidade dos atuais detentores do poder devido à incompetência demonstrada e o descompromisso com os reais interesses da nação que podem alimentar a convulsão social no País e, o segundo, o do insucesso de um governo de oposição ao atual que assumindo o poder adote uma política voltada para o atendimento dos interesses da nação e do povo brasileiro e que, devido a este fato, se defronte com obstáculos que levem à desorganização do País e, também, à convulsão social. Ambos os cenários podem criar, portanto, a justificativa necessária para a direita patrocinar um novo golpe de estado no Brasil para manter a política neoliberal e antinacional em vigor se os continuadores do governo atual ou um governo de oposição venha a assumir o poder e não reúna capacidade para evitar o aprofundamento da crise econômica e política e a convulsão social dela resultante. *Fernando Alcoforado, 73, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros. . 3